Comprando e Vendendo Longform Mercado

Carro seminovo de locadora pode ser um bom negócio $$$

Ainda existe muito preconceito contra carros seminovos de locadoras, mas a compra pode ser um bom negócio para quem pensa diferente. As empresas que trabalham com aluguel de frotas possuem alta rotatividade de veículos, pois é necessário sempre ter automóveis novos à disposição dos clientes.

Isso significa que os veículos seminovos presentes na frota terão de sair do serviço e serem colocados à venda. Algumas locadoras renovam suas frotas a cada 15 meses, por exemplo. Um veículo de locadora em média fica 12 meses ou 40.000 km no serviço e logo depois é colocado à venda.


As locadoras precisam vender seus excedentes e por isso possuem lojas próprias especializadas nisso. Após revisão dos veículos, este são oferecidos geralmente por um valor abaixo da média do mercado. O motivo é que – apesar de ter apenas um único dono, a empresa – um carro de frota passou pelas mãos de muitos motoristas.

É isso que afasta possíveis interessados. Por isso, o valor geralmente tende a ser menor que os de particulares, lojas multimarcas ou concessionários. As locadoras compram volumes enormes para substituição da frota e assim conseguem bons descontos, que também ajudam a baixar os custos na hora da revenda.

No entanto, a lei obriga que a revenda da locadora seja feita somente após seis meses de propriedade, exatamente para que essas empresas não se transformem em revendedores. As locadoras dizem que seu negócio é o aluguel de veículos e não a revenda, mas esta é necessária para desovar os excedentes.


Atenção aos detalhes

Para o consumidor, as locadoras usam preços competitivos em muitos casos como um atrativo, mas não apenas isso. A Localiza, por exemplo, não vende carros com batidos ou com reparações, sendo estes leiloados. As empresas Avis e Locar Alpha fazem pequenas reparações nos veículos, enquanto os com danos mais sérios, são leiloados.

Por isso, é importante o consumidor saber a política de cada locadora. Outro atrativo, no caso da Avis, é alugar o carro desejado pelo cliente por até dois dias, para que o mesmo possa ter uma noção exata de suas condições. Se fechar negócio, as diárias não serão cobradas. Caso contrário, paga apenas por esse período.

Com volumes enormes e pátios geralmente cheios, as locadoras são um atrativo para quem quer um seminovo e não liga muito para a hora da revenda, mais difícil em qualquer caso. Ainda assim, quem considera mais à frente passar o carro, é importante não escolher cores exóticas.

As letras das placas – geralmente das cidades de Curitiba, Belo Horizonte e Palmas, por exemplo, por conta do IPVA menor – denunciam que o carro foi de locadora, o que pode fazer o negócio não ser tão interessante para repasse a revendedores.

Embora boa parte das frotas terem carros populares, geralmente muitos não possuem ar condicionado. Então, escolha sempre com este item de conforto. Mas, para quem prefere veículo de outro segmento, as locadoras oferecem desde picapes a carros de luxo, estes usados em frotas corporativas.

As locadoras possuem sites com ofertas de seus veículos seminovos com preços, fotos e quilometragem, mas o importante é ir ver o carro pessoalmente e avaliar seu estado. Devido à grande oferta, isso pode tomar um bom tempo, mas a observação detalhada faz parte do negócio, pois um veículo sem detalhes vai proporcionar tranquilidade ao novo proprietário por um bom tempo, ainda mais quando o objetivo é conviver com ele por um longo período.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]

Carro seminovo de locadora pode ser um bom negócio $$$
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email