Mercado Preços Tecnologia

Carros com tração integral para enfrentar neve no sul do Brasil

Carros com tração integral para enfrentar neve no sul do Brasil

Em torno de 29 cidades de Santa Catarina registraram queda de neve. Ruas e estradas ficaram cobertas de gelo em muitos lugares. Na situação de neve, o recomendado é rodar com muita prudência e em caso de neve espessa, o uso de correntes nos pneus, bem como pneus específicos para neve, que inclusive são produzidos no Brasil.


No entanto, o carro mais recomendado para uso em pisos com neve é aquele que tem tração nas quatro rodas. No Brasil temos mais veículos utilitários nessa configuração e poucos ainda se lembram de casos raros de automóveis de passeio nessa configuração. Mesmo assim, o mercado possui alguns modelos “AWD” que não são SUV ou crossovers de fato.

Carros com tração integral para enfrentar neve no sul do Brasil

Um desses exemplos é o Suzuki SX4. Ele é considerado pela marca como um sportcross. Ele é mais um hatch aventureiro (de fato) do que realmente para um crossover. O modelo tem motor 2.0 de 145 cv e é vendido a partir de R$ 65.990. Ele já vem bem completo, oferece ESP, airbag duplo, ar condicionado automático, trio elétrico, controle de cruzeiro, ducha para banho, entre outros. A tração iAWD oferece três modos de operação: 4×2, 4×4 e 4×4 com reduzida.


Além do SX4, quem preferir rodar nas serras gaúcha e catarinense em meio à chuva, granizo, neve e pista escorregadia, outra pedida é o Subaru Impreza. O sedã japonês chega renovado ao Brasil e tem preços a partir de R$ 90.000. O modelo tem motor boxer 2.0 com 155 cv e transmissão CVT Lineartronic. A tração integral possui acoplamento viscoso e variação eletrônica de força, sendo permanente nas quatro rodas. Entre os principais itens, destaque para ar condicionado dual zone e faróis de xenônio. O Legacy é outra opção interessante da marca.

Carros com tração integral para enfrentar neve no sul do Brasil

Outra opção fora do mundo dos SUV e crossovers é o Mitsubishi Lancer GT AWD. Outro sedã nipônico que oferece tração integral no Brasil. O modelo tem motor 2.0 de 160 cv e transmissão CVT, mas possui visual e proposta esportiva. Mesmo assim, a tração integral tem opções 4×2, 4×4 e 4×4 com reduzida. Igualmente bem equipado, o modelo tem preço sugerido de R$ 98.190.

Para quem pode pagar mais, existem várias opções no segmento de luxo, tais como o Volvo S60 T6 por R$ 195.900, o Volkswagen Passat CC com preço de R$ 208.020 ou o Ford Fusion 2.0 Titanium por R$ 114.990, por exemplo. Pelo característica geral de nosso país, onde o uso de tração nas quatro rodas está associado diretamente com estradas de terra, carros de passeio nessa configuração são mais voltados para modelos com proposta esportiva, embora com algumas boas exceções. Então, para quem geralmente passa uns dias de frio, geada e neve no sul do Brasil, esses modelos são uma boa opção.

Carros com tração integral para enfrentar neve no sul do Brasil
Este texto lhe foi útil??

96 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Interessante….!
    Alem de oferecer para esses lugares…… Da muita seguranca ao guiar!
    E bom viajar com 4×4 full time….. E pode brincar nas trilhas tambem!
    Esses lugares que tenha gelo… FUDAMENTAL de usar corrente das rodas…. Para ter atrito….. Nada supera bons 4×4!

    • Com certeza!
      Se bem que corrente nas rodas são em casos extremos! Só numa era do gelo que precisaríamos usar isso aqui… nem quando morei no sul do Canadá, que nevava pra dedéu, a gente usava…

        • Sim! No Canadá eu saia de manhã e às vezes nem sabia onde estava o carro, só via uma pequena montanha de neve, indicando que ali embaixo havia um carro. Quando eu alugava um carro, o máximo que as locadoras faziam era colocar pneu proóprio para neve. Aliás, caminhar na neve com sal parece areia de praia, tudo sujo, eca!

          As correntes são úteis em casos como vc citou, de camada grossa e onde pista esteja coberta com uma camada de gelo sólido.

  • Lancer nao tem 4X4 com reduzida… O Lancer tem os seguintes modos de traçao:
    AWD Lock: Traçao 4X4 o tempo todo
    AWD Auto: Traçao 4X2,mas se necessario ele ativa o 4X4(o Fusion AWD é assim)
    FWD Lock: Traçao 4X2 dianteira o tempo todo

    • Um motivo é que o Jimny não é AWD, não tem tração integral. Ele é 4×4 sim, mas não AWD… parece a mesma coisa, mas não é. O 4×4 do Jimny não tem o tal diferencial central, então você só pode engrenar em situação de trilha, com chão ferrado, sem aderência. Se engrenar em asfalto, pode estragar o sistema de tração. Já AWD é um tipo de tração 4×4 que você pode usar até mesmo no asfalto com muita aderência, pois tem o diferencial central. O Mitsubishi TR4 é AWD, por exemplo. O outro motivo pro Jimny não estar aí é que a lista é de carros que não são SUVs mas que possuem tração integral. :)

      • Tração nas quatro rodas = Tração integral, que pode ser:

        1. Part time – tração integral selecionada pelo condutor (4×2, 4×4, 4×4 lock e/ou 4×4 low)
        2. On demand – controle eletrônico (so é possível bloquear o diferencial central)
        3. Full time – tração integral permanente (com reduzida ou não)
        A partir desses sistemas, existem várias combinações de bloqueios de diferencial central, de eixos e sistemas eletrônicos mais sofisticados como o terrain response da LR e RR entre outros

        Essas classificações 4WD, 4X4, AWD são nomenclaturas comerciais de tração integral, cada marca escolhe uma. Exemplo, tanto o Ford Fusion quanto Subaru Forester usam o termo AWD mas são sistemas de tração completamente diferentes

    • Eu mesmo seria um dos interessados (desde que o preço baixasse também)! "Linkando" com o texto, eu moro em Florianópolis e tenho parentes no oeste, subir a serra do rio do rastro por esses dias é complicado, principalmente tendo um carro sem ser awd…

      • Pois é, o SX4 teria um diferencial legal em relação À concorrência, que seria a tração integral.
        Atenderia desde o público surfista e aventureiro, que conseguiria chegar em lugares mais remotos, até o público que quer as vantagens da estabilidade de uma tração integral. Ele é um pouco mais alto que um hatch normal, o suficiente para passar em locais mais difíceis, mas não alto demais a ponto de incomodar. E é versátil, pois serve bem na cidade e melhor naquela esticada de fds para o sítio ou casa na praia. Cairia mesmo como uma luva aqui, se custasse menos e a operação da Suzuki inspirasse mais confiança.

        • Eu tive a oportunidade de guiar um SX4… Além da tração 4×4, o carro é muito estável e o motor bem forte.

          A Suzuki tem um ótimo produto em mãos (mesmo com nova geração vindo por ai, que eu particularmente não gostei), mas o problema é a falta de interesse e/ou oportunidade de investir mais pesado por aqui.

        • Tem razão, tenho essa necessidade hoje – usar na cidade e sitio no fds – e o carro me atende bem, lembrando que não é um jipe e não dá para fazer trilhas, mas em subidas de estrada de terra lisas, vai bem.

        • Tenho um SX4 2012, e afirmo, o carrinho é fantástico de dirigir, 2.0 automático, na cidade é ágil no trânsito e fácil de estacionar.
          Na estrada, tem uma estabilidade maravilhosa, seja no seco ou no molhado é grudado no chão, não tem rolagem alguma de carroceria, direção direta e precisa, e se destracionar a dianteira, a tração traseira entra em ação, enfim, um dos carros mais gostosos que já dirigí na vida, e olhe que já dirigí muito carro bom em 47 anos de vida….

          No fora de estrada também é muito bom, trava no 4×4 e anda muito bem, seja na areia de praia ou na lama, e a própria Suzuki vende um Kit de suspensão que eleva o carro, para passar em trechos piores, tem muitos vídeos na Net que comprovam o que falo….

  • Hahauhauhauu!!! #RiLitros com o título da matéria! Até parece que com a quantidade de neve que temos no Brasil, já é necessário um carro com tração integral e pneus para neve… XD

    • São 4 rodovias interditadas por acumulo de neve desde o início da noite de ontem, 2 federais e 2 estaduais. Uma delas a BR 282 interditada a apenas 60 km daqui de Fpolis no município de Rancho Queimado. Lá a neve acumulou quase 15 cm na lateral da pista! Foram inúmeros acidentes até o fechamento pelas polícias rodoviárias. Todos de pequena gravidade em função justamente da falta de condições de nossos veículos.
      O morro do Cambirela em Palhoça, município da região metropolitana, está coberto de neve em seu pico.
      São poucas ocasiões assim, sim! Mas como disse na materia quem precisa passar por esses dias de frio extremo, geadas, chuva congelada e neve (mais raro) deve considerar sim! Pensando em segurança.

      • Eu moro em SC, sou por coincidência um satisfeito proprietário de SX4, e na boa, a justificativa do carro AWD vale mais pra chuva do que para esses raros dias de neve. Por mais uma coincidência eu deveria ter ido ontem para Videira pela BR-116 passando por Santa Cecília, o trecho com mais neve, teria sido uma ótima brincadeira.
        Mas não é a neve que justifica a compra de um carro desses aqui no Brasil. A ultima grande neve ocorreu em 2010, em três anos o cara já nem tem mais o mesmo carro. Tudo muito bonito mas esse evento nessa proporção é muito raro.

      • Sim, meu caro. Estou por dentro das notícias. Hoje fez -1°C em Maringá (sim, EM MARINGÁ!!!), mas com que frequência isso acontece? Uma vez a cada 38 anos? Uma vez a cada 10 anos? Na melhor das hipóteses, nevará duas vezes por ano e geará 4 vezes (deve ser difícil achar uma cidade em que aconteça isso todo ano)… isso e somente isso não justifica a compra de um carro AWD. Sim, outras coisas, como a estabilidade superior, justificam.

    • Pois é, até parece que a neve é algo constante e que dura 3 meses. No tempo que o cara gastar para trocar os 4 pneus por pneus de neve já derreteu tudo. KKK!!

      • Acho que nem corrente, que vc põe em 15 min, compensa. Vale a pena esperar derreter, ou, simplesmente, não sair de carro. =D Afinal de contas, só neva o dia inteiro em poucas cidades e uma vez a cada 10 anos… por vezes mais.
        São Joaquim – SC, por exemplo, isso dificilmente acontece (acúmulo de mais de 5 cm e o dia todo)… e a cidade é tão pequena que deixar o carro em casa não é nenhum sacrifício.

        • O problema é na estrada! As pistas estão congelando mesmo com o sal aplicado pela policia rodoviária. Aí não tem como! Acidente pra todo lado e interdição.
          São Joaquim não nevou tanto como em outras localidades. O acúmulo foi bem maior na serra da Grande Fpolis e no Planalto Norte.
          Tenho um amigo que mora numa região que acumulou 15 cm de neve essa noite e a neve continua lá. Ele usa um Tracker com tração ligada o inverno inteiro. A neve ocorre em poucos dias, mas geadas são frequentes inclusive com o congelamento das estradas. Não critique tanto sem conhecer a realidade! A segurança muda muito com traçao nas 4 nessas condições climáticas (frio intenso, geada, congelamento, neve).

          • Até parece que aqui em SC é uma subida pra Chamonix. Eu tenho um SX4 e justifica muito mais em ocasiões de chuva nessas nossas vergonhosas estradas estaduais e federias do que pensar nessas condições adversas raríssimas.
            Quando congela o Rio do Rastro a PM fecha por umas horas e depois libera. Como é uma rota, digamos, secundária, não vai atrapalhar a rotina de ninguém.

      • rs foi o que pensei. Falar em colocar corrente? corrente é para caso extremo!

        Mas um carro com tração nas quatro rodas é muito mais importante que somente para andar na neve…

    • Ia comentar isso, a neve é tão intensa que se não pararmos pra ver rápido, ou acordarmos cedo muito cedo até perdemos, isso quando tem! mesmo na serra, há invernos que não tem neve.

  • aqui no sul tem neve sim, mas o acumulo é irrisório….formação de gelo sobre a pista é constante em serras e são perigosas……as policias rodoviárias, fazem serviço preventivo jogando sal nas rodovias para eliminar o gelo…..tração AWD para mim é um dos itens TOP de um carro…eu trocaria (se existisse no Brasil) uma central multimia, bancos de couro por um AWD.

    • Todos sabem que neva no Sul, a discussão é se compensa a aquisição de um AWD SOMENTE por conta dessa neve, que cai no máximo 3 dias por ano e dura, com sorte 12 horas/dia. Lembremos que nevascas como as de Curitiba em 1975 são muito, MUITO raras.

      • Na minha opinião com certeza absoluta que vale. Como disse a reportagem, aqui no Brasil a fama da tração 4×4 é a do uso off-road, porém ela é extremamente útil não somente na terra, mas na neve, pista molhada, curvas, performance, etc. Veja o Subaru Impreza, os donos são simplesmente apaixonados pela sua estabilidade, seja no seco ou no molhado.
        Pocure um vídeo em inglês onde ele compara a tração 4×4 entre modelos como Ford Explorer, RAV4, CRV e Forester. O teste é feito em asfalto molhado (algo que se obtém com uma simples chuva), a Forester dá um banho em estabilidade, sendo o pior de todos a Explorer. Mês passado fui fazer uma curva a 60km/h perto de casa, na chuva, com meu Civic velho. O carro simplesmente saiu de frente. Duvido que se tivesse ESP ou 4×4 ele faria tão feio.

        Enfim, meu objetivo ainda é poder ter um carro com sistema AWD. De preferência um Impreza hatch, mesmo que usado.

    • Sim, pra quem gosta de viajar a tração integral é um excelente negócio, pena que temos poucas opções, a mais em conta é o SX4, que apesar de ser um carro bem legal, esta longe de ser barato

      • Mas com certeza é bem mais acessível que qualquer outro carro com tração integral.
        O mais próximo disso são as SUVs Ecosport e TR4, mas perde-se em conforto.
        Eu não compraria por causa da marca mesmo. Nem no Japão eles confiam tanto.
        Mas eu compraria fácil um Impreza AWD, porém esse valor do modelo novo é impraticável.

  • Que post bizarro!!!! Primeiro, tração integral não serve apenas pra neve, qualquer condição de baixa aderência já é um bom motivo pra se ter uma tração integral, segundo SX4 e Impreza não possuem reduzida, aliás nenhum urbano 4WD tem, afe!!!!

    • Pois é, e outra, o carro com TCS e ESP já resolve muito, pois a tração o TCS atua bem e no controle o ESP, agora nossas carroças sem nada disso passam sufoco..

  • Nós estamos ainda na idade média dos automóveis..
    Agora é que a classe média brasileira está conhecendo airbag frontal (lateral é luxo!) e ABS.

    Então esqueçam essa discussão de AWD em carros de passeio. Isso vai ficar para daqui a uns 15 anos.

  • Impreza hatch até que acha por um preço bacana usado…

    Eu já vi por 48k um 2010/2010 AT 2.0, com 10 air-bags, teto solar, etc… Sem contar que é diversão garantida.

    Os únicos poréns são o seguro (ficaria 3200 para mim, contra 1400 do meu Focus Ghia 09) e as peças que realmente são absurdamente caras, ainda mais sob o monopólio da CAOA.

    • Esse 10/10 por 48k tá muito barato. Houve acréscimo de acessórios no 10/11 (tenho um). Realmente o carro é fantástico. O seguro é dentro da média do carro. basta ver que as peças são bem mais caras do que as do Focus, sejam sob monopólio da CAOA ao não. Afinal, diversão custa caro!!!

      • Sim, mas este era um ponto fora da curva… Tanto que vi o anúncio no webmotors (era de particular) e dois dias depois o anúncio não estava mais lá…

        Mas a média que vi estavam entre 51 e 55k…

        Reparei que a diferença de valor dos 10/10 para os 10/11 era grande (10/11 na média de 60k), qual a diferença de opcionais do modelo 2011?

        Ah sim, ainda mais que a Subaru claramente não é uma marca que se apega em vender muito, mas em qualquer lugar do mundo seus carros são sempre muito bem reconhecidos.

        Rapaz, cheguei a ver um WRX 2009 (já com 270cvs) por 60k… Te confesso que quase fiz uma loucura…

        • Kra, as diferenças do 10/10 pro 10/11 são mais estéticas. O 10/11 tem saiote lateral, dianteiro e extrator de ar na traseiro. O teto solar é de série, no 10/10 era opcional. Farol xenon com lavador. Aro 17. Aerofolio (bem discreto). Ah, o carro tem 8 air bags. 2 dianteiros, 2 leterais, 2 cortina e 2 joelhos, o foco da subaru é ser referência em qualidade e dirigibilidade, e não lider de vendas no mundo. Fora do brasil, o carro é referência. Realmente vc quae fez loucura. Queria eu fazer uma loucura dessa tbm, mas to contente com o meu impreza "domesticado".

          • Entendi… Então são 8 air-bags e não 10? 3 donos que estavam vendendo que entrei em contato me falaram que eram 10… Estavam tentando me fazer cair no conto dos 2 air-bags a mais hehe… Minha idéia da Subaru sempre foi esta mesma… Produtos acima da média em seu segmento com um custo um pouco maior por causa disso, mas que são produtos extremamente confiáveis e prazeirosos…

            Desisti logo de cara do WRX quando cotei o seguro e ficou em 5,7k/ano… E como estou no meio de um monte de empreitadas pessoais (casamento e compra de apartamento) não pude investir mais para pegar um Impreza "civil" mesmo, então acabei optando por um Focus Ghia 09, que apesar de não ser um Impreza, até que dá pra se divertir um pouquinho hehe

            • Também tive essa confusão dos air bags no começo. Achava que eram 10. Mas a concessionária esclareceu que são 8. o de cortina fecha os dois lados. Tem gente que conta como dois (motorista e banco traseiro, passageiro e banco traseiro). Aí a conta fecha em 10. Quanto ao seguro, ficou caro hein? Talvez perfil. No meu, pago 3,2 k/ano, com bônus 3. Graças a Deus nunca precisei usar. abraço!

              • Acho que talvez por isso que o pessoal faz confusão… Se você olhar alguns comentários abaixo, postei dois links do webmotors, um onde o vendedor fala em 8 airbags e outro onde o vendedor fala em 10…

                Então, este valor que mencionei era para o seguro de um WRX, para a versão "civil" saia os mesmos 3,2k seus… Não lembro minha classe de bônus, tenho 28 anos e moro na Zona Sul de SP (região do bairro da Saúde, seguro aqui não é tão caro).

                Eu queria muito ter investido em um Impreza, cheguei a dirigir um Impreza R (Sedan) "civil" e fiquei simplesmente apaixonado pelo carro… Mas por enquanto, o Focus vai me dando uma sensação bem interessante e prazeirosa ao dirigir! :)

                Quem sabe no futuro eu experiemente ter um?

                • Li essa conversa de vcs sobre Impreza e me convenci mais ainda a ter um Impreza, que sou fã.
                  A questão é que quase sempre trocamos de carro por um melhor, seja em motorização, marca, segurança ou outros equipamentos (como 4×4). Tenho um Civic EX 2004 com câmbio AT4. Até onde compensa pagar mais caro para trocar de carro apenas pelo motor boxer e tração AWD? Eu digo apenas pois vou sair de um sedan médio com um ótimo conforto, para um hatch médio com praticamente o mesmo tamanho interno, menor porta-malas, sem nada a mais de mimos (já que é conhecido que a Subaru não investe muito no interior)?
                  Além do seguro mais caro que o Impreza tem, claro.

                  Por coincidência, moro ao lado do metrô São Judas…

                  • Rapaz, eu dirigi dois carros da Subaru até hoje… Um Impreza 2.0 AT 2010 e um Legacy GT (este sim um MITO pra mim).

                    O Impreza no quesito diversão e prazer no volante é insuperável dentre os hatches médios… O espaço interno é de um médio também, o que você perderia seria o porta-malas… Eu passei por isso, sai de um Focus MK1,5 pra um Mégane e agora voltei pro Focus, dessa vez um MK2,5 e te falo que não faz falta o espação do Mégane… Ainda mais pra mim, ainda solteiro (até o fim do ano), sem filhos, sem tralhas pra carregar…

                    Ah, eu moro na Vila das Mercês, um pouco mais perto da Anchieta! :)

      • Amigo,e o Impreza tem ESP? Se não, será que o AWD consegue substituir o ESP?
        Pergunta: o carro compensa, mesmo sendo espartano, seguro caro e com câmbio AT de 4 marchas?

        Minha dúvida é pq tenho um Civic 2004 EX AT4, o carro é super confortável e era completo para aquela época. Hoje em dia todo mundo quer 1000 air bags, ESP, sensor de chuva, luminosidade, de TPM da esposa, rodas aro 20 e por aí vai.
        O fato é que estou querendo trocar o Civic pelo Impreza 10/11. Mas sabemos que o Impreza fica bem longe quando o assunto é itens de série, câmbio e manutenção, então para mim, nesses pontos, é trocar seis por meia dúzia. O que vc acha disso no seu Impreza? Compensa mesmo assim?

        Em tempo, não existem lojas especializadas em Subaru, que cobram mais barato que a CAOA?

        • O meu é o Hatch 10/11, 2.0 AT. Tem ESP sim. O carro compensa e muito. O interior é espartano, não tem muito luxo, mas é funcional. Você tem tudo o que precisa na mão. Aliás, não é tão espartano assim. Tem direção, ar automático, trava, VD elétrico, retrovisor elétrico, lavador de farol, teto solar, etc, disqueteira para seis CD's, cambio tiptronic. Os bancos são muito confortáveis, e a posição de dirigir é sem igual. O seguro não é tão caro, é dentro da média. Tenho 30 anos, e paguei 3,2k na renovação com bonus 3. Vi seguro de carros inferiores bem mais caros. O câmbio poderia ser melhor, mas não compromete tanto.
          É um carro exclusivo. Você sabe que gastará mais com manutenção, e que o valor de revenda não será dos melhores. Mas quem quer manutenção barata e ganhar dinheiro na venda compra GOL, Fiat Uno, etc.
          É um carro fantástico. Estou muito satisfeito com o meu. Exclusividade tem preço, e o carro chama atenção onde passa. Cuidado apenas para não comprar carro fuçado ou o 10/10, que não tem os itens do 10/11.
          Existem sim lojas especializadas, mas preferi a autorizada. A revisão de 10.000 km (1 ano) do meu saiu por R$ 182,00.
          Espero ter ajudado.

  • Iria de Lancer, mas sonharia com o CC. Só como curiosidade, o jornalista Bob Sharp sempre foi contra a obrigatoriedade do ABS no Brasil, pois, segundo ele, aqui não nevava. Será que ele mudou de opinião?…rs…

  • Uns 04 meses atrás adquiri um Fusion AWD, digo que a diferença é grande com o traçao normal, principalmente na estrada. maravilhoso.
    Em comparação com o Azera que eu tinha a uns 2 anos atrás acredito que você tenha uma sensação de segurança muito maior.

  • Tão zoando com essa notícia né?
    Para enfrentar nevascas no Brasil auhauhauhauah. Po carro AWD é util por sí só, apesar do maior gasto de gasolina, eu não teria dúvida em qual comprar se ambos custassem o mesmo preço. O titulo parece que existe um novo nicho a ser explorado no mercado.

  • Gelo na pista é uma situação muito perigosa, por isso sistema antitravamento de freio e controle de establilidade surgiram primeiro como objetivo ao países nórdicos. Por aqui onde o fenômeno é raro, pra quem dirige (que não é sinonimo de apenas apertar pedais e virar volante), dá pra guiar rápido e seguro sem eles e com total segurança.

  • Que legal, não sabia que tinha ESP! A julgar por todos esses itens de série, o preço não está tão fora da realidade brasileira. Ele é mais caro pq oferece bem mais.

    Muito obrigado! com certeza vou procurar um desse modelo quando chegar o momento de trocar.

  • Nessas horas fico feliz em ter um Subaru e possuir 4×4 permanente com ESP o tempo todo, como trabalho em outra cidade sempre trafego pela Bandeirantes…quando está chovendo posso fazer a curva que quiser que não destraciono, ahh os pequenos prazeres da vida…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email