Finanças Governamental/Legal Mercado

Carros para PCD agora só tem desconto de ICMS a cada 4 anos

Carros para PCD agora só tem desconto de ICMS a cada 4 anos

Os clientes PCD, que são portadores de deficiência física, visual, mental ou autista, terão a partir de agora um impacto no processo de venda de seus carros. Uma portaria do Confaz (Conselho da Fazenda), ligado ao Ministério da Fazenda, alterou o Convênio ICMS 50/18 no dia 5 de julho e que passou a valer, em parte, a partir de sua publicação no Diário Oficial da União, em 10 de julho.


Na 169ª Reunião Ordinária do Confaz, realizada no dia 5, ficou determinado que o prazo para transferência de veículo adquirido por PCD com isenção de ICMS deverá ocorrer num prazo de quatro anos se for para pessoa não portadora de deficiência que esteja listada acima. Antes, o prazo era de dois anos para se efetuar a transmissão do veículo à pessoa sem direitos fiscais nesse caso. O texto diz:

II – o inciso I da cláusula quinta:

“I – transmissão do veículo, a qualquer título, dentro do prazo de 4 (quatro) anos da data da aquisição, a pessoa que não faça jus ao mesmo tratamento fiscal;”;


Da mesma forma, o automóvel não poderá ser alienado dentro deste novo prazo, que conta a partir da data aquisição, que segue abaixo na íntegra:

III – a alínea ‘b’ do inciso III da cláusula sexta:

“b) nos primeiros 4 (quatro) anos, contados da data da aquisição, o veículo não poderá ser alienado sem autorização do fisco.”.

Isso significa que os proprietários PCD de automóveis ou comerciais leves só poderão vender seus carros após quatro anos. Por ora, não se sabe o tamanho do impacto disso no mercado, mas provavelmente afetará muitos consumidores que estavam querendo trocar de carro neste momento.

O texto não diz se os veículos adquiridos até essa data já estão incluídos na alteração, mas como também não se menciona algo relativo a isso, então o mais provável é que todos os carros adquiridos por PCD estejam envolvidos. Assim, é esperado que os clientes PCD voltem aos revendedores apenas a cada quatro anos e não dois, devendo afetar também as vendas de carros novos.

IPI

Quanto às patologias que garantem o direito ao IPI, a alteração do texto autoriza as unidades federadas a estabelecer normas próprias no que se refere à comprovação da doença, podendo ser substituídas pelo laudo apresentado à Secretaria da Receita Federal, desde que a unidade que atestou seja conveniada ao SUS (Sistema Único de Saúde), sendo pública ou privada. A mudança só não vale para o Distrito Federal e entra em vigor somente após 30 dias de sua ratificação.

[Fonte: Confaz]

Agradecimentos ao Guilherme.

 

Carros para PCD agora só tem desconto de ICMS a cada 4 anos
Nota média 3.9 de 8 votos

  • Luciano

    BOOOOA BRASILZÃO!!! Segue piorando os paranauê que já não ta ruim o suficiente não, viu!

  • Isso parece ter sido feito por causa da farra que virou esse negócio de carro PCD, povo comprando carro a cada 2 anos e vendendo mais caro do que pagaram.

    É claro que infelizmente quem realmente precisava de um carro a cada 2 anos vai sair muito prejudicado, por causa dos espertinhos que entram no meio.

    • MarcioMaster

      Infelizmente é isso mesmo, os realmente bons ( necessitados )vão pagar pelos maus.

    • Linkera

      E quem “precisa” de carro novo a cada 2 anos? Um carro zero km não atende à necessidade de ir/vir deste?
      Raríssimos os casos em que a pessoa vai “precisar” de um carro novo em 2 anos, o mais normal mesmo é “querer” um carro novo em 2 anos.
      Só quem perde é a indústria.

      • Quem precisa é quem roda muito, 40.000 ou 50.000 km por ano eu já pensaria em trocar de carro a cada 2 anos.

        • Linkera

          Esse “muito” é subjetivo. Os carros são bem duráveis (em tese). Eles deveriam suportar esses 50k/ano com folga.
          Mas aqui no Brasil criou-se a cultura de achar que carro com 50k é rodado e com 100k é lixo.

          Desculpe o parâmetro, mas nos EUA, carros com ~3 anos de uso e ~60.000 milhas rodadas (~100.000kms) é vendido como “low mileage”.

          • Tosca16

            Aí vem muito da “qualidade” construtiva, aqui com 30 mil km tem carros que já tem dezenas de pontos de vazamento de óleo e ruídos em toda suspensão.

            • Linkera

              Por isso o meu “em tese”. Muito dessa cultura do brasileiro é fruto dessa economia das montadoras na qualidade construtiva e nessa espécia de “obsolescência programada” dos automóveis produzidos aqui.
              Mas se o indivíduo vai comprar um bem durável, ele deveria, no mínimo, avaliar a qualidade e o histórico de problemas daquilo que se está comprando.

              • Tosca16

                Donos de carros japoneses geralmente sabendo disso mantém seus carros por mais tempo que a média do público em geral, não é incomum ver um Toyota Corolla 2008-2010 com seu primeiro dono ainda rodando no dia dia.

                • Rafael Oliveira

                  ele cai de costas quando vai ver o preço de um novo ai desiste de trocar.

                • FocusMan

                  De onde você tirou esse fato curioso? Na verdade é o oposto ao que identificamos nas pesquisas.

                  Pra você ter noção de quão isso é errado, a Honda fez sua rotina de revisões de maneira tal que force o consumidor trocar o carro no terceiro ano de uso, colocando uma revisão caríssima, que é a de 40 mil KM que sempre fica na casa dos 3 mil reais, no período que eles identificaram que a maioria dos seus consumidores estavam pensando trocar de carro, que é entre 30 e 36 meses de uso.

                  O mesmo comportamento se mostra em relação aos toyotas….

                  • Ernesto

                    Fale-me mais sobre sua experiência com Toyota.
                    Eu tenho um, 13/14, e faço as revisões ainda em concessionária. E não sou o único. Sempre tem carros mais antigos que o meu na oficina da concessionária quando levo o meu.
                    Agora da Ford, sei que tem dono que mesmo com o carro na garantia tem medo de levar o seu carro na concessionária. Rsrsrsrs

                    • FocusMan

                      Engraçadinho, quem está fazendo torcida aqui para marca A ou B?

            • Marcelo Amorim

              Essa semana passei uns dias num Etios 2018 locado com 30 mil km…meu Deus,o carro tava todo frouxo,cheio de ruído interno,parachoques todos desalinhados,uma lástima.

              • P500

                A ênfase, se dá, em “locado” e não em “30 mil km”.

            • Pedro Cunha

              Com exceção dos chinas e alguns franceses, os modelos “top 10” em vendas dos últimos 8 anos são veículos muito bons que com a devida manutenção e uso dentro de suas aplicações/limitações têm qualidade plena para chegar em 200 mil km sem grandes contratempos.
              Problema é que GRANDE PARTE dos CONSUMIDORES DE CARRO são mesmo porcos e não praticam a manutenção preventiva, que em médio prazo se torna MANUTENÇÃO CORRETIVA que gera custos bem maiores e forma aquela “fama de porcaria” em alguns modelos.

          • MMM

            Eu concordo que geralmente é dois anos, mas já tendo carros no Brasil e nos Estados Unidos, tenho que te falar que a diferença de durabilidade é gritante. Tive carro que com 50 mil milhas estava muito mais conservado em termos de suspensão, pneus, acabamento e pintura do que outro no Brasil com menos de 50 mil quilômetros.

          • Baetatrip

            Concordo sobre o preconceito do brasileiro ao KM
            Peguei 0km em out de 2010 e vendi em jun de 2015, Tiguan 0km 2.0 TSI da VW, 1 probleminha foi logo 10.000 km (bico injector ruim, por causa da gasolina antiga que era 200ppm) e eles queriam meter a mao, e foi trocado pela garantia!
            Fiz todas as revisoes na propria VW, longo 5 anos eu gastei praticamente 28k em revisoes+peças fora garantia+Etc….. Pois peguei “má unidade”
            Estava sem confiança no carro (Passei adiante com 117mkm) e voltei p/ marca anterior (SZK ) com Grand Vitara 2.0 4×4 12-12, peguei na loja do amigo que estou com ela até hoje extremo feliz (peguei com 44mkm e esta > 115mkm) 0 de defeito, so manutencao periodica e peças nao tao caro como a VW!
            Pois sempre tive SZK e tenho plenamente confiança e robustez, e nao tem problema com parte eletronica
            Japones e bem superior em confiança (Nao quebra+ nao da na mao…) em 1 alemao!

          • anderson

            Não é a cultura de achar q um carro com 100k é lixo. É a cultura de não fazerem manutenções nos carros, e a maioria dos veículos chegam a 100k destruídos por falta de manutenção.

            Quanto a pavimentação dos EUA, não se compara com a nossa. Infelizmente não era pra ser assim, mas eu como consumidor, passou de 50km não vou nem ver o carro, e até os 50km só compro se tiver todas as manutenções feitas em css, levando em consideração o estado da suspensão do veículo, e os fluídos… (principalmente os de câmbio automático). Não é tão simples como parece adquirir carros usados “em bom estado”.

          • leandro

            Aki no Brazil 100 mil km tb é “low mileage”
            Só entregar ele na CSS que vai rolar um low pra uns 30-40 mil km

        • Tosca16

          Quantos porcento tem quilometragem assim em 24 meses? Uma minoria…

        • Rodrigo

          Acho que nem é só a questão do rodar muito, imagina um veículo adquirido via PCD sinistrado com um ano de uso. Como que a seguradora vai pagar? Preço FIPE? Valor da NF do zero km?

          • Jair Eliane Lira

            Tive carro com pt em 8 meses de uso. Tive que pagar o ipi é o icms para o governo. Aí a seguradora me pagou o valor da tabela fipe do carro. Demorou 70 dias para mim receber.
            É pra acabar……

            • Rodrigo

              E depois disso vc conseguiu tirar outro carro no regime PCD, mesmo estando com menos de dois anos?

              • sepchampions

                É pra conseguir.

                • Rafael Oliveira

                  o beneficio não é a compra de carro, e sim a isenção de imposto. Apesar do fato gerador ser a compra do carro, o lojista não poderá conceder o desconto, haja vista que a seguradora indenisa com o valor da tabela fipe. Então o beneficiario da primeira isenção terá que comprar o carro pagando o imposto cheio.

                  • sepchampions

                    Mas ela disse que restituiu o IPi e ICMS então no caso dela, sim, deveria conseguir comprar com o desconto.

              • Ernesto

                Um amigo teve o carro roubado, se não me engano, em 2016. Ele comprou somente no ano passado, quando se passaram os dois anos da compra do carro que foi roubado.

          • Ernesto

            Seguradora normalmente paga tabela FIPE.

      • Lucas

        nem que roda muito precisa de carro a cada dois anos, 4 anos da e sobra mesmo pra quem roda muito.

        • afonso200

          e quem roda 100mil por ano,,,, ja pensou 400mil km em 4 anos.

        • Jão

          @disqus_FsdraUepeW:disqus tem gente que roda muito, e precisa de um carro confiavel.
          tem casos como o meu que em que rodo muito e renovo a carteira a cada 3 anos, e que podem pedir novas adaptações….
          não da pra generalizar.

      • TijucaBH

        Pensei a mesma coisa

      • Jão

        Cara, eu acho que preciso, sou deficiente fisico, moro longe do meu trabalho, e rodo em media 40k por ano.
        Devido a minha condição fisica, preciso de um carro confiável. e acho que trocando de carro a 4 anos posso ter problemas.

        • Linkera

          Jão, desculpe discordar mas “carro confiável” não é por via de regra carro novo. Carro confiável é carro com manutenção em dia, não só o male má troca óleo que a avassaladora maioria faz quando o carro já está fora do período de garantia.

          Mas se mesmo mantendo a manutenção em dia você acha que pode ter problemas, então priorize na sua próxima compra as montadoras que possuam um período de garantia suficiente para o período que você ficará com o veículo.

          Sinto muito se você, real necessitário do benefício, foi lesado por esta medida. Eu não sou contra e nem a favor a mesma. O fato é que a mesma causa uma desoneração fiscal e o Governo deve ter achado mais oportuno ir pela via mais fácil, de extensão do prazo de permanência com o veículo sem ônus do imposto, ao invés de fechar o cerco contra aqueles que o utilizam indevidamente.

          A caráter informativo, meu pai se enquadra nos critérios de PCD para aplicação ao desconto porém ele não possui renda para comprar um veículo 0km. Eu poderia ter comprado um veículo 0km pra mim no nome dele e não o fiz por duas razões: 1 – não achar certo; 2 – hoje, dentro do range de veículos com a isenção, nenhum me salta aos olhos.

          Um abraço!

          • Jão

            Cara eu simplesmente tenho medo do carro dar problema, faço todas as manutenções na concessionaria, até os pneus do carro eu compro na concessionaria por medo. moro no interior aqui não tem ônibus adaptado, as calçadas são todas mal feitas, e se eu ficar sem carro fico preso dentro de casa. por isso prefiro trocar quando acho que o meu carro esta prestes a começar dar manutenção.
            O meu carro atual por exemplo eu comprei em 2015, já poderia ter trocado, só que estava tudo bem, então não troquei, esses dias deu um problema no meu carro e tive que deixa-lo um dia na oficina, foi um transtorno :( , e depois disso decidi dar entrada no processo para comprar um carro novo. com essa nova regra vou perder essa flexibilidade.
            Pra quem diz que PCD troca e tem lucro, no meu caso eu tou trocando e tou perdendo 10k.

            sei que tem muita gente que abusa e usa das isenções para lucrar, mas sinceramente não é o meu caso e o de muitas pessoas que eu conheço, que precisam do carro para tentar levar uma vida normal.

            infelizmente falta empatia no mundo.

            • Felipe

              Exatamente amigo. O pessoal nem imagina as dificuldades que um PNE passa no dia a dia. Acham que é simples trocar um pneu na estrada, levar o carro no mecânico, voltar pra casa de ônibus. Eles acham que as pessoas PNE estão ficando ricas, montando agências de carros….

              • FocusMan

                Se para mim que sou uma pessoa sem problemas, trocar pneu é um saco, imagina para uma pessoa com necessidades especiais

          • FocusMan

            Linkera, acho que as pessoas não deveriam ter limitações desse tipo.

            Esse desconto dado pelo governo não é caridade, é para a pessoa investir a diferença adaptando seu carro para poder ser conduzido. Portanto, sou bastante contra a colocação de qualquer limite, seja em ano ou seja em valor.

            • Vattt

              Nesse ponto você tem razão, no meu caso a única adaptação é o cambio automático, mas imagina para cadeirantes o custo vai para as alturas.

          • Jão

            @linkera:disqus Outro ponto que não comentei, muitos deficientes tem a CNH com o vencimento menor, no meu caso, devido a uma doença degenerativa minha carteira vence com 3 anos…
            Ou seja, para um carro eu vou renovar a carteira duas vezes, e toda vez que eu renovo a carteira passo por uma junta médica do detran onde são pedidas novas adaptações e algumas adaptações podem demandar a troca do carro, por exemplo trocar de direção hidráulica para direção elétrica.

        • Ulisses F (Uliss3xxX)

          em 4 anos tb já sai da maioria das garantias de cambio e motor, se for VW corre o risco de ficar na mao mesmo.

          • Jão

            Esses dias, meu carro com 3 anos e meio de uso me deixou na mão(não é VW).
            Fiquei preso dentro de casa. não pude ir trabalhar, não pude fazer meu tratamento….
            mas enfim tem muita gente por aqui que tem as duas pernas boas e simplesmente não veem a dificuldade de locomoção dos outros, acham que trocar de carro a cada 2 anos, é luxo. mas não é. pra muita gente é necessidade.
            Além do mais tem os custos da adaptação, quando se troca o carro, que em alguns casos chega a ser superior ao valor da isenção.

            • Pedro Cunha

              É, Jão.
              No final das contas a culpa é do jeito nato do brasileiro em ser aproveitador. Como o camarada ali em cima comentou sobre o pai dele ter requisitos para adquirir o carro e ele, filho, não adquire mais por um “freio moral” em querer não tirar vantagem. Mas a maciça maioria que tem um parente/amigo que se enquadre no sistema, vai lá e tira o carro, afinal, se têm o direito, vamos usá-lo né? E esse é o “cancro” por conta do qual essa nação não cresce, não avança, não germina.

              • Jão

                Acho que o papel do cidadão é quando perceber um abuso denunciar.

            • Louis

              Não teve ninguém na sua família / amigos com empatia para te dar uma carona ?

              • Jão

                Não.

            • Gustavo Urban

              Concordo que pessoas com reais necessidades, como eh teu caso, podem sair prejudicadas… e estamos falando de gente que consegue arcar com a compra, adaptacao e manutencao de um veiculo. Imagine aqueles que nao possuem esse poder aquisitivo?
              A solucao de facilitar a compra mascara a verdadeira solucao, que deveria ser ofertar transporte exclusivo, adaptado e subsidiado para PNE.
              Eu realmente nao consigo imaginar a vida de quem nao tem as mesmas condicoes que vc. E nao estou te criticando. Estou, de fato, tentando me colocar na posicao de gente menos privilegiada com obstaculos qse intransponiveis.

        • FocusMan

          Jão, em um país comum, onde as pessoas são honestas, você teria direito a trocar de carro quantas vezes quisesse e com o valor que quisesse. Agora aqui nessa terra onde as pessoas acham que o estado tem que controlar tudo e que pessoas que não tem deficiencia compram carros com isenções destinadas a pessoas PCDs usando laudo falsos, temos essa situação tosca, onde você será obrigado a pagar mais caro se quiser ter um carro novo, com a isenção que tem direito pela sua condição especial.

      • FocusMan

        Vivemos numa democracia, eu posso trocar de carro a cada 3 meses se a vontade for minha e se isso couber no meu bolso. Essa mania dos povos sulamericanos de querer socializar tudo me irrita profundamente.!

    • FLMG

      Sinto muito, mas nao concordo, o proprio governo tem N mecanismos pra identificar uma suposta fraude, ele mesmo se corrompe, ele cria a farra, nao culpe quem busca seus direitos.

      • Julio

        Creio que não estavam falando em fraude, mas que virou um negócio, pessoas se aproveitando da isenção para ganhar dinheiro. Trocando de carro sem a necessidade de carro novo, mas como forma de obter lucro, vendendo o carro mais caro do que compra o novo.

        • Linkera

          O problema todo pode ser resumido em uma palavra: sonegação.

        • FLMG

          Primeiro que de um ano, um ano e meio pra ca, as montadoras criaram versoes exclusivas, que nao tem o mesmo valor de mercado na revenda, sabemos disso. Segundo que o teto de 70 mil é muito antigo, nao foi sequer corrigido pela inflação do periodo. Quando vc concede um beneficio, cabe ao usuario decidir como vai usufruir dele, não é todo mundo que vende o carro com dois anos, mas o que vende é realmente pra evitar a depreciação, se vc parar pra pensar se vc tem em media 25~30% de desconto na compra a depreciacao em dois anos vai ser entre 20~25% pelo menos, entao nao se engane quando fala em lucro.

          • Julio

            Falo em lucro porque meu sogro tem isenção e ganhou 5k na última troca.

            • FLMG

              Não adianta usar um caso como verdade, pesquise, procure uma amostra maior antes de julgar um caso como verdade.

              • Julio

                Só posso falar do que sei, não de ouvir falar.

                • FLMG

                  Pode até falar, mas nao julgar… Conheco um político que é honesto, logo todos são?

                  • Julio

                    Você, comprando um carro zero, necessita trocar a cada dois anos?

                    • FLMG

                      Isso cabe ao individuo julgar, e nao a vc entende… cabe a cada um julgar as suas necessidades… O processo tem um parametro, e ele deve ser garantido, depois de cedido o proprietario escolhe se quer vender em dois, tres ou quatro, agora impor que uma pessoa fique 4 anos… Em 4 anos um carro pode sofrer com defeitos, arranhoes, batidas, é o dobro te tempo, vc tira o direito de uma pessoa comprar outro carro e fazer a economia andar… existem varios motivos que levam uma pessoa a trocar de carro amigo, nem todos somos iguais

                    • Julio

                      Concordo completamente contigo. Só que quando não for necessidade, deve comprar nas mesmas condições dos demais.

                    • Andre Freitas

                      Ninguém tirou o direito de comprar. Se quer trocar de carro quando der vontade, que pague como qualquer outro. O que foi feito é diminuir a “ajudinha” contínua feita com dinheiro dos impostos de todo mundo. Ninguém que use um carro para “garantir seu direito de locomover” como foi dito acima, precisa trocá-lo a cada dois anos. Isso não existe. Agora um governo que não dá nem hospitais descentes (em muitas cidades) vai ter que ficar bancando carro zero pra uma classe a vida toda? Tem é graça.

                    • FLMG

                      Ninguém é obrigado a vender com dois anos amigo, mesma logica… se informe sobre o tempo que demora pra sair tudo que vc precisa de isenção, depois vem falar asneira e defender o indefensavel. Você ta muito apaixonado pelo seu ponto de vista pra debater, sugiro: Encontre um pcd, converse sobre o processo, tire suas conclusoes. Abs

                    • Lucas

                      né isso, e ainda esse povo ganhando dinheiro pra trocar de carro, e na maioria dos casos nem condutores ele são, as vezes até filho de 10 anos tem os carros.

                    • Tiago Matias

                      Errado… Não existe isso. Para não condutor, como o caso citado de filho de 10 anos, o beneficio é somente de IPI. E a matéria esta falando do ICMS. Vamos falar menos asneira…

                    • Djalma

                      Você não tira o direito de ninguém comprar outro carro. Esqueceu que as pessoas que compram como PCD em sua imensa maioria tem renda como todo mundo?

                    • Na verdade a pessoa pode sim comprar o carro em menos de quatro anos, só não consegue o abatimento do preço. O governo não proíbe ninguém de trocar o carro de 1 em 1 ano se assim a pessoa quiser.

                    • MMM

                      Ninguém está impondo que ele fique por 4 anos, mas se trocar vai pagar o imposto como todas as outras pessoas. Conheço uma pessoa que comprou um Volvo XC90 com isenção. Me desculpe mas nada vai me fazer concordar com uma isenção de imposto para alguém que compra um carro de 300 mil reais.

            • Lucas

              Conheço umas 10 pessoas que ganharam de 5 a 10 mil reais com esses descontos e trocando de carro a cada dois anos.

              • Rafael Del

                que modelo eles tinham?

                • Gio

                  Um Renegade 1.8 Automático custava R$54.600 em Fev/2016 (basta digitar “renegade pcd 2016” no Google para ver matéria de 2016 a respeito de um carro destes).

                  Um carro destes certamente pode ser vendido hoje a valor superior ao que foi pago, gerando um ganho. E não foi com este propósito que o benefício foi concedido.

                  Mas acho isso tudo uma pena, pois existem pessoas que rodam muito e realmente trocam de carro com frequência por necessidade.. Para algumas pessoas, os carros são como as pernas, e estes não podem cogitar a possibilidade de ficar sem o carro ou sequer de ter um pneu furado. E estes foram prejudicados por alguns (muitos) “espertos”..

            • Linkera

              Você está considerando neste lucro também o IPVA isentos nos anos em que ele ficou com o carro? Se não, pode dobrar estes 5k aí, a depender do valor do carro e do IPVA do estado em questão.

          • Eduardo Brito

            Sobre o teto de 70K, deveria ter passado para 100K a pelo menos uns 2 anos.

            • Djalma

              Devia nada, devia era ter acabado com isso a muito tempo.

              • Eduardo Brito

                O problema é quem tem não tem movimento nas pernas vai ter que fazer uma adaptação que custa quase o mesmo que o desconto.

            • Tiago Matias

              Nisso eles não mexem não… Governo desgraçado..

            • Louis

              Por quê aumentar o teto? Um Etios não atenderia um PCD?

              • Eduardo Brito

                Atende, mas até outro dia era o Corolla. Tem a inflação, as coisas vão ficando mais caras, então o teto da isenção tem que subir tbm.

              • Jão

                Algumas pessoas não se adaptam bem a altura do etios.
                além do mais o porta malas é desajeitado para caber uma cadeira de rodas + malas + cadeira de banho.

              • Vattt

                Também não vejo necessidade, afinal melhorou muito com a chegada dos SUV “baratinhos” que tem amplo espaço interno e em alguns casos porta malas generoso e prático sem falar da altura do solo que facilita a entrada e saída de pessoas com dificuldades. Existe um mercado e a concorrência fez muita coisa boa para o PCD. Agora um étios ou Mobi não muito bom para ALGUMAS pessoas PCD pelo tamanho. Cada caso é um caso.

      • Linkera

        O mecanismo teria um custo. Não defendendo, mas as vezes é melhor “deixar fluir” do que controlar. A unica coisa que fizeram foi fechar um pouquinho o cerco.

        • FLMG

          Teria nao, ele tem, o mecanismo tá lá, nao se fiscaliza, ou se corrompe porque se quer… pense nisso

      • SDS SP

        Mas virou farra mesmo, porque há brechas no sistema. Quem de fato tem direito acaba prejudicado por conta dos espertinhos.

    • Tosca16

      Quem realmente precisa de um carro novo a cada dois anos? Fora consumo ou defeitos crônicos, creio que não se tem justificativa para mudar de carro, ainda mais tendo-o pego com desconto, a cada dois anos.

      • E convenhamos que quem tem condição de trocar de carro a cada dois anos a situação financeira permite comprar sem desconto.

      • Jão

        Eu comprei o meu em 2015, rodo muito, e estou começando o processo para comprar outro, pois estou com muito medo do meu começar a dar problemas e eu não ter o carro disponivel.
        Sou deficiente fisico, moro no interior em uma região com pouca infraestrutura de acessibilidade e só consigo levar uma vida quase normal, por conta de ter um carro. por isso acho que eu preciso.

    • Rodrigo

      Mas não é isso que a Localiza faz?

      • SDS SP

        Mas à Localiza é uma empresa (PJ) e não tem relação com uma pessoa física com necessidades especiais.

      • Louis

        Eu também não acho correto, mas no caso da Localiza não há isenção de impostos, mas sim descontos das montadoras para CNPJ.

        • Jão

          CNPJ tem aliquota de IPI menor.

      • No_Name

        Localiza, Movida etc compram por 20~30% a menos mas quem dá esse “benefício” a elas são as fabricantes mesmo. E depois na hora de vender, como são ativos imobilizados da empresa, não precisam recolher impostos, no máximo um imposto sobre ganho de capital se venderem por mais, mas isso quase nunca acontece, uma vez que programam a desativação do carro na frota no tempo certo para a revenda não superar o preço de aquisição.

      • Djalma

        Não, ela não tem descontos de impostos. Ela tem descontos pelos volumes que compra.

      • Gio

        As locadoras ganham desconto das próprias montadoras por comprarem em grandes quantidades..

        É normal o fabricante oferecer descontos maiores para um cliente que chega querendo comprar centenas ou milhares de unidades, padronizadas ainda por cima (facilita no processo de fabricação).

    • No_Name

      E virão mais restrições por aí, as próximas serão da Receita Federal, um conhecido que é auditor fiscal me disse que a Fazenda Nacional já está monitorando isso.
      O povo brasileiro não tem jeito, não.

      • REDDINGTON

        Se os caras estão cruzando dados em quem chega nos aeroportos, imagina pra comprar carros…Igual o corte do INSS pra milhões de vagabundos aposentados/encostados sem nenhuma necessidade…O cara que realmente precisa, vai lá, prova sua doença/necessidade e segue o baile. Outra limpa foi no Bolsa Família, mulher de vereador e de vice prefeito no nordeste ganhando…fala sério que temos que pagar isso né.

      • John

        Que restrições viriam? Nem sei se teria como colocar mais, o teto está baixo, 4 anos pra revenda, carros capados…

        • Djalma

          Restringir o número de pessoas que tem direito a isenção.. Se você observar a lista de casos você fica abismado. É que muita gente não sabe, senão seriam muito mais carros vendidos.
          Quando isso começou era para que as pessoas com deficiência física tivessem uma compensação pelas adaptações que tinha que fazer no carro.
          Tenho uma conhecida que descobriu que tinha câncer no seio, na semana seguinte já estava lá tirando informações sobre como conseguir o carro com descontos para deficiente.Tinha uma Duster e hoje está com um Creta.

          • “Tenho uma conhecida que descobriu que tinha câncer no seio, na semana seguinte já estava lá tirando informações ”

            Brasil, sil, sil !!

          • Henrique Gouveia

            @djalmaandretta:disqus , vou comentar o caso da minha mãe que teve câncer de mama, não de seio.
            Minha mãe no caso dela tirou as 2 mamas, e uma parte das linfas, abaixo do braço.
            As pessoas que ganham direito a esse benefício tem um motivo e posso explicar o porque.
            Primeiro é a debilidade causada pelo tratamento. Ou acha que é fácil se tratar com quimioterapia, radioterapia ou hormônio terapia?
            Segundo que quando se tira as linfas como na maioria dos casos a pessoa perde a força do braço e parte da musculatura. Então estamos lidando com alguém doente e com redução da força.
            Será que assim fica mais fácil entender?

    • Lucas

      tinha virado mesmo, conheço gente que ganhou quase 9 mil reais pra trocar de carro, e ainda se gabando dizendo que o desconto era bem maior que a desvalorização em 2 anos.

      • José Eduardo D’Acampora Guazzi

        Só prova que nossos impostos são abusivos pra chegar ao ponto de tirar imposto afetar mais o preço que a própria desvalorização do bem.
        Quanto ser 4 anos não tenho opinião formada, só tenho dúvida quanto a carros que vêm com vícios de fábrica e a mesma nunca consegue arrumar, será que ficar os 4 anos não será um problema pra quem realmente precisa?

      • Jão

        cara eu comprei com isenção tou trocando o carro e tou perdendo 10k na troca. não trate a exceção como regra.

        • Henrique Gouveia

          Ninguém fez estudo algum do assunto e ainda por cima fica falando de casas isolados como se fossem a verdade.

      • Gio

        Uma Renegade 1.8 Automática custava, para PCD, R$54.600 em 2016. Tenho o anúncio aqui no e-mail ainda, mas basta digitar “Renegade PCD 2016” no Google para confirmar a informação.
        Hoje, a Renegade Sport 1.8 Automática está custando, pela FIPE, R$70.000. Ainda que o consumidor não venda pelo valor da FIPE (até porque a versão PCD é um pouco mais simples que a Sport), ainda assim provavelmente teria um lucro.

        Este mercado de comprar, usar por dois anos e revender com lucro realmente estava acontecendo. Infelizmente. E não foi com este propósito que o benefício foi criado.

        Ainda assim, mesmo notando que o “mercado” de veículos PCD existe, não creio que limitar as trocas é a melhor opção. Para muitos PCD’s, os carros são como pernas, é o meio principal (e único, quase) de locomoção. Estas pessoas não podem considerar a possibilidade de ficar sem carro. E aí se uma pessoa destas roda muito, fica complicado. Concordo que o tal mercado de revenda de veículos PCD precisava ser limitado, mas não sei dizer ao certo qual seria a melhor opção. Só sei que tem um grupo que, ainda que pequeno (PCD’s que rodam muito), vai sentir muido esta medida.

    • Marciofilho Santos

      mas entendendo como um desconto para auxilio na compra de um meio de locomoção, e que os carros de hoje com 4 anos de uso ainda são carros em condição de uso como se fossem novos, acho bem razoável. se a pessoa quer ter a opção de sempre andar de carro ZERO e além disso comprar um veiculo mais caro, não pode exigir um subsidio para tal. O governo está auxiliando na compra de um novo carro para quem tem dificuldade de locomoção e não promovendo uma possibilidade de ganho financeiro

    • Lyn

      Não é por causa dos “espertinhos”, é por causa do governo que com certeza tem meios para inibir os “espertinhos” mas prefere colocar todo mundo no mesmo balaio.

    • Rodrigo

      Hoje em dia até unha encravada já dá pra tirar carro com desconto para PCD. Existe verdadeira industria para isso. Quem paga o pato vai ser quem realmente precisa e tiver seu carro roubado / sinistrado e não puder comprar outro zero km.

    • Lula Malucão

      conheço um monte de gente que compra carrão em nome de algum parente com algum tipo de doença que está na lista aceita por PCD, essa lista tinha que ser revista tb.

      • Jão

        se você conhece, seu papel como cidadão é DENUNCIAR.

        • Lula Malucão

          mas n é ilegal, é imoral.

          • Jão

            Se o deficiente não é condutor, e o condutor não usar o veiculo em beneficio do deficiente é ilegal sim.

    • Pedro Cunha

      É…. Tudo no brasil vira farra rapidinho.
      Daqui um pouco vão precisar mudar a sigla de PCD para PDC(Picareta De Carros).

    • Lindercy Lins

      Meu caro,
      seu raciocínio é parcial.
      As locadoras de veículos compram carros sem impostos e vendem em menos de 1 ano, muitas vezes, pelo preço que pagaram. Não é culpa dos Pcd essa “farra”.

      • Locadora não tem isenção de impostos e sim redução de alíquota na compra… também tem que pagar IPVA, embora reduzido.

    • Vattt

      Não há espertinhos, pelo que vivenciei, para ter a permissão a burocracia é gigante e sem falar que quem adquiriu tem os problemas citados na lista de deficiências. E se existir falcatruas a policia federal existe para pegar os infratores e punir aqueles que compactuam com a malandragem.

    • Projetos e Construções Prazos

      O ADM me mostra um exemplo ai de quem lucra com carro que é revendido a cada 2 anos, ou está falando sem saber?

      • Eu falo com propriedade, e você? Exemplo na minha família, Versa SL 2016 pago 46.000 novo 2 anos atrás, anunciado hoje por 59.000, tabela Fipe, por estar com apenas 7.000 km.

  • Heider Cazaes

    ratos imundos!!
    as pessoas deficiência precisam do carro para se locomover.
    Sabe o que vai acontecer?
    O carro não vai ter direito a garantia depois de 3 anos teremos deficientes com carros quebrados na rua.
    Fora as montadoras que vão deixar de vender e gerar empregos.
    A concessionaria vai demitir o vendedor e esse pais segue sendo um poço de corrupção para eles.

    • Louis

      Se quiserem gerar mais empregos com produção / venda, os impostos têm que ser diminuídos para todos.

      • Heider Cazaes

        Se acham que tem outras pessoas se beneficiando desse direito fiscalizem.
        Agora mexer com quem mais precisa?
        Voce acha mesmo que uma pessoa com um braço a menos ou uma perna tem condições de dirigir um carro sem adaptação?
        Eles não mexeram no IP pois la que esta acamada dos mais ricos.
        O pulmão das vendas de carro desse pais acaba de ser retirado.

        • Louis

          O direito não foi retirado. Só não vai ter desconto se ficar trocando de 2 em 2 anos.

          • Heider Cazaes

            Acontece que ate 3 anos seria aceitável visto que a maioria dos carros saem da garantia com esse tempo, agora depois que o carro quebrar o pcd vai ficar no meio da rua sem se quer uma garantia de conserto do carro.
            Imundos!
            Mas essa briga começou agora e tenho certeza que vai entrar Ministério Publico, OAB órgãos de defesa das pessoas com deficiência, impressa e montadoras.
            Eles não sabem com quem mexeram.

            • Pelo visto esse é um dos que aproveitavam a farra dos 2 anos…. ficou tão nervoso com a notícia que até mandou eu comprar uma cadeira de rodas pra mim.

            • Linkera

              O carro fica parado no “meio da rua” com garantia ou não. Nessas situações, acione o seguro e chame o guincho..

        • A maioria dos carros PCD vendidos são dirigidos por cônjuge ou parente do deficiente, não por ele mesmo.

          • FLMG

            Não é o carro que se compra, é o direito de se locomover. Nao depende de quem dirige. NA nunca vi essa participação na discussão, mas pense um pouco, se coloque no lugar antes de lançar essas ideias sem o minimo de empatia. Sou leitor do site há muitos anos, desde quando trabalhava em montadora…essa não deveria ser a posição de quem cobre e incentiva o mercado/industria.

            • REDDINGTON

              Cara sem defender ninguém ou o site, mas se vc mostrar pra mim onde o site ou o governo errou nisso edito meus comentários. Um deficiente trocar de carro a cada 2 anos?? O cara é deficiente ou taxista? Representante comercial? O tio da minha esposa tem o braço E menor 3 cm que o D…Olhando vc NUNCA vai perceber…troca de carro a cada 2 anos e ostenta pra família, vende o carro dele depois por um excelente preço e ri dá situação, eu me sinto um otário. Quem vc acha que paga a conta??? Imagina.

              • FLMG

                Quando vc concede um beneficio, cabe ao usuario decidir como vai usufruir dele, não é todo mundo que vende o carro com dois anos, mas o que vende é realmente pra evitar a depreciação, se vc parar pra pensar se vc tem em media 25~30% de desconto na compra a depreciacao em dois anos vai ser entre 20~25% pelo menos, entao nao se engane quando fala em lucro.
                Sem falar que em pouco tempo as montadoras criaram versoes especificas, que nao tem o mesmo valor de mercado, sabemos!
                Ostentar é um problema de caráter, nao cabe a mim julgar.

                • REDDINGTON

                  Como dito aqui por muitos, SIM eles vendem a cada 2 anos, nem todos ok, mas que virou um ótimo negócio virou, fora que muitos compram em nome de terceiros pra obter o benefício. Mesmo sendo mais pelados vale a pena vender. Caráter é igual nariz, cada um tem o seu.

                  • FLMG

                    Entao, aí que está, mais facil punir o correto do que descobrir os fraudulentos… que são minoria inclusive… Eu conheco a causa cara, se vc se informar e nao se basear em “acho” vai concordar comigo, sugiro que acesso blogs e entenda a dificuldade de quem tem direito em conseguir uma isenção, e depois refletir e ver se a sua posição continua a mesma! Espero que vc nunca precise do beneficio, ou alguem proximo a vc. Abs

                    • REDDINGTON

                      Não me meça com a sua régua, não tem essa de acho. Pra sua informação de vários carimbos que precisam pra essa famigerada isenção eu sou um dos profissionais que o fazem. Sei MUITO BEM que não é fácil.

                    • FLMG

                      Pode conhecer, mas nunca esteve na pele. É diferente, vem por mim!

                    • REDDINGTON

                      Tá Serto…

                    • Louis

                      Conforme já repetido por muitos aqui, a isenção não foi retirada. Portanto, para quem realmente precisa do benefício, nada muda.

                    • FLMG

                      O beneficio muda, ele era a cada dois anos, agora a cada 4, 2=4????????????

                    • Louis

                      Ah sim, pra você que quer ganhar na revenda, muda mesmo.

                • Mas tem a questão do erro. As vezes uma empresa ou o governo podem criar uma promoção ou lei e com o tempo se percebe que foi mal feita. Um exemplo nos EUA foi criado uma lei em que um pai ou mãe não fossem separados na alfandega ao serem pagos cruzando ilegalmente a fronteira, como criança não pode ficar presa o pai ou mãe também não ficava preso. Só que os infratores descobriram isso é sempre cruzavam a fronteira com o filho logo o governo viu que criou uma lei errada, ajustes são necessários as vezes.

              • José Eduardo D’Acampora Guazzi

                Mudando o mérito desses 4 anos, isso prova o total abuso da quantidade de imposto pago num veículo pois só a retirada dele mantém valor maior após depreciação de 2 anos.

            • Djalma

              Quer incentivar mercado, produção e vendas, diminui ou isenta para todo mundo!

          • Luis Sergio

            Isso que tem que fiscalizar e o governo, voce acha que o problema do pais vai se resolver tirando esse direito das pessoas com deficiência?
            Vai ter queda nas vendas de automóveis, demissões na fabricas e concessionarias.
            Logo seu site vai ser menos visto e menos patrocinado, pois um grande publico e de pessoas com deficiência que visam a comprar de um carro.

          • Henrique Gouveia

            Será que existem dados que comprovem essa situação?

            • Dados públicos não, mas um amigo meu de infância é gerente geral de uma concessionária Chevrolet e me fala abertamente sobre vários aspectos do negócio, inclusive a respeito das vendas para PCD.

              • Henrique Gouveia

                Então a base para este comentário é um amigo de infância, gerente de uma concessionária que não representa uma base de dados sólida do contexto geral?

                • Você continua o mesmo né, foi banido recentemente por críticas ao site e continua na mesma…

                  Não tenho apenas esta base, mas esta é a base mais sólida para a qual posso falar. Tenho contatos em montadoras, e em outras concessionárias. Esse meu amigo é gerente da única concessionária Chevrolet aqui da cidade, com 150.000 habitantes, e eles vendem mais de 100 carros todos os meses.

                  E você, que base tem desse assunto para estar aí criticando o que falei?

                  Só teria uma “base de dados sólida do contexto geral” alguém que trabalhe no governo e tenha acesso ao banco de dados do que está sendo feito no país todo, você conhece alguém assim que poderia nos dar a sua “base sólida de contexto geral”?

                  E não sou alguém de fora criticando o assunto sem ter experiência real na família, minha sogra teve um AVC há cerca de 10 anos e tem um carro PCD, e o marido dela é um dos que aproveitam pra ter lucro na venda do carro usado a cada 2 anos na farra do PCD.

                  • Henrique Gouveia

                    Mandarei meu comentário por e-mail

          • Adriano Lazzari

            Quanta asneira em uma só frase.

            • Mais um que só comenta em outros sites, fica 2, 3 meses sem comentar por aqui (apesar de acessar o site todo dia) e as pouquíssimas vezes que comenta vem tentar ofender sem fundamento algum. Já vai tarde otário.

    • Na sua lógica a população toda pode dirigir carros fora da garantia (carros até com 20, 30 anos de uso), só o deficiente que não. Carro que fica quebrado na rua é aquele Chevette com 30 anos de uso e sem manutenção nenhuma, não um carro 0km pouquíssimo rodado entre o terceiro e o quarto ano de uso.

      • Heider Cazaes

        Porque as pessoas com deficiencia em um braço ou uma perna a menos e precisam desse veiculo pra se locomover.
        Porque voce não anda de cadeira de roda? Deveria ter a sua ja que todo deficiente andamos.

        • Se você não tem capacidade de debater com educação e no seu terceiro ou quarto comentário aqui no site já vem falar pra mim que eu devia ter a minha cadeira de rodas, acho melhor vc procurar outro site pra comentar.

        • Linkera

          Chore menos e pague seus impostos.
          Achou ruim? Vote melhor na próxima.

  • Louis

    Certíssimo, ninguém precisa trocar de carro a cada 2 anos, ainda mais com subsídio. O tiro foi certeiro.

    • Eu creio que possa existir uma pequena parcela da população que precise, mas realmente a grande maioria das pessoas não precisa. E muitos estavam aproveitando um deficiente na família para comprar carro mais barato, carro que nem ia beneficiar o deficiente depois…. caso de famílias com vários carros, etc.

      • Louis

        Na verdade, 90% dos deficientes não tem grana para comprar carro zero km (nem com subsídio). E mesmo para os que conseguem comprar, em 2 anos o carro ainda está novíssimo. Se quer ostentar carro zero a cada 2 anos, que pague imposto como os outros. Era claro o quanto esta lei estava distorcendo o mercado. Agora ficou mais justo.

        • É, eu conheço uma pessoa que comprou fazem 2 anos, o carro está com 7.000 km, e ela já estava contando vantagem que ia vender o carro esse ano por mais do que pagou, e pegar outro zero.

        • REDDINGTON

          Da forma que está hoje, os otários pagam o que eles economizam e depois na venda ainda lucram. Fecho com vc.

          • Linkera

            Pois é… e alguem tem que pagar essa conta. Neste caso, todos os que não possuem isenção.

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        exato, conheço alguns assim, comprar com desconto e a pessoa PCD nem sequer anda no carro pq mora em outra cidade

    • Jão

      @disqus_jcz0GGJyMB:disqus Isenção e subsidio são coisas diferentes.
      E tem outra, minha carteira vence a cada 3 anos(por conta da deficiencia), e se houver uma alteração nas restrições não terei direito a isenção?
      Muitos deficientes dependem do carro diariamente para tentar levar uma vida quase normal, e para isso precisam do carro com disponibilidade, coisa que um carro com 4 anos de uso e muito rodado as vezes não oferece.

  • REDDINGTON

    Justo. Trocar carro a cada 2 anos por que?? Só porque tem desconto né…Ai depois vendem mais caro do que o valor pago.

    • Alexandre Zeitlin

      dificilmente é por um valor maior eu já fiz isso 3 x, todas tive que por dinheiro para adquirir um novo com isenção.um novo custo por volta de 65 mil vendi por 41, 42(preço que comprei) e comprei um novo com isenção com o mesmo valor, ainda tem os custos do exame médico, licenciamento etc etc….

  • Bruno Silva

    Medida correta. Conheço alguns que tornaram isso um negócio, acaba distorcendo para quem realmente precisa.

    • REDDINGTON

      JUSTAMENTE!!!

  • Vitor

    Era para dobrar o valor de R$ 70 mil, e dobraram o prazo. Rs. Acredito que fizeram isso para não acabar com a isenção deste imposto.

  • Fanjos

    Mais 1 Duro Golpe nos PCDistas

  • Luis Sergio

    Preconceituosos que criticam as pessoas que tem o direito!
    Queria ver se fosse a mãe o pai de vocês que estivesse precisando em cima de uma cama ou cadeira de roda.
    Nuca vi tanta gente mal informada que apoia um governo do que as pessoas que mais precisam.
    Se eles acham que tem pessoas fraldando eles deveriam fiscalizar e não tirar direitos.

    • REDDINGTON

      O DIREITO DELES NÃO FOI RETIRADO CARA…ACORDA!!! MUDOU DE 2 ANOS PRA 4!!! SÓ ISSO!!!!

    • Andre Freitas

      Que direito foi retirado? Não vi isso na matéria. PCD agora ficou impedido de comprar com isenção?

    • Louis

      Deficiente não poderia andar em um carro com 3 anos de idade? É muita humilhação andar em carro “velho” de 4 anos de idade?

    • Debraido

      PCD ostentação!!!!!!!!!!!!

    • Guilherme

      So comprar outro carro. Gastaria 58 num Corolla, agora gasta num onix

  • Zé Mundico

    Tem sua razão. Realmente essa isenção virou uma farra sem limites. O que tem de gente comprando carro no nome do pai, da mãe, da avó e do tio não está no mapa. Conheço vários clientes que tem carro comprado no nome da mãe inválida e até da avó com problema de vista. Tudo esperteza!
    Povinho quer dar uma de esperto e acaba se ferrando e ferrando quem realmente precisa. Esse é o mal do brasileiro: achar que tudo na vida se resume a “ter direito”.

    • SDS SP

      Pois é, virou negócio abrir empresa para auxiliar na parte da documentação. Uma farra sem limites e no final das contas, quem realmente precisa ficar a ver navios.

      • Louis

        Na verdade quem precisa mesmo não vai perder nada. Nenhum PCD vai morrer por ficar 4 anos com o mesmo carro. A alteração veio para acabar somente com a distorção.

        • SDS SP

          Eu mesmo poderia comprar na base do “jeitinho”, pois meu irmão tem síndrome de down. Era só comprar em nome do meu pai.

        • SDS SP

          Pois é, tem muitos modelos cuja as vendas estão infladas por conta do PCD, vamos ver como será daqui para frente.

  • gustavo

    Este subsidio que o governo oferece não sai de graça para ninguem, o governo tambem nao esta sendo “bonzinho” com os portadores de deficiencia (porque eles e a familia deles pagam impostos como qualquer outra pessoa), contando que o transporte publico já é péssimo até pra quem não é deficiente, Acontece que a venda para PCD nao é e nunca sera maior do que a venda para pessoas comuns, lembrando que os impostos cobrados pelo próprio governo em cima dos carros são enormes, abrindo margem para os “aproveitadores”, que ao meu ver não é nada diferente dos orgaos publicos. Neste cenario todo só um personagem nunca quer perder, ele se chama Governo. Redução de despesas para mim tem que começar com a diminuiçao de mordomias para deputados e senadores dentro de Brasilia. É um comunismo disfarçado de democracia, onde o governo controla rigorosamente o $ do cidadão comum, enquantos os proprios se digladiam entre partidos e ideais politicos de esquerda ou de direta (que são muito parecidos na ideologia final).

  • Cunha

    Sonegação ??? Vendendo mais caro ? Em que mundo esse pessoal metido a conhecer processo de isenção falam sem noção… Conselho… primeiro entendam o processo … depois façam seus comentários… Se assim fizerem … uma pequena parte deste povo , melhora….
    Essa alteração de prazos , só prejudica … No período de a cada de 2 anos na renovação, o PCD pode vender pelo que pagou e comprar outro sem desembolsar mais… Isso beneficia grande parte, que já sofrem com tratamentos e sequelas de traumas que se penduram pelo até último fôlego de vida. Fazer comentários pejorativos e sem noção só prejudica … não ajuda…. povo civilizado é aquele que antes de dividir pensamento, pensa e refleti antes .

    • FLMG

      Não vejo ngm aqui reclamando de isencoes BILIONARIAS para empresas, como por exemplo o REFIZ da divida que o Temer concedeu aos empresários, a verdade é uma só, a corda sempre estoura pro lado mais fraco!

      • Cunha

        Grande verdade… reclamar do que vale a pena , os “entendidos de plantão” assim não o fazem. Mas para prejudicar direitos que beneficiam uma parte da sociedade que já sofre com os infortúnio da vida , esses já não medem palavras. Mais parecem que falam de políticos , dizem… que é – farra, sonegação, carro novo em dois anos , até em fraude… Mal sabem que esse pessoal tem direito sim de poder garantir o direito de renovar a compra do seu veículo a cada dois anos, para não se descapitalizar e ter que retirar da manutenção da sua saúde e tratamento, agora com 4 anos, o veículo será vendido abaixo do valor que comprou e ter que casar com o veículo ou ter que destinar capital de outras áreas da despesa familiar … ajudar , ninguém quer ajudar, mas para atirar pedra na cruz , tem de sobra.

        • Ric53

          Até quem enfim uma pessoa sensata entre os “paladinos da justiça” que temos por aqui.

        • José Eduardo D’Acampora Guazzi

          Seu comentário faz total sentido. Acredito que o fator de quem recebe a isenção que deveria ser melhor elaborado, como por exemplo comprovação dos custos medicos.

      • Louis

        Uma coisa não exclui a outra. Se há distorções têm que ser corrigidas. Aqui o assunto é o desconto para PCD, e não se há corrupção em outros setores.

        • FLMG

          Por quem amigao? Vc acha que a força da voz dos pcds é a mesma dos empresarios? Boa noite

        • REDDINGTON

          Touché!!!

    • gustavo

      Concordo, ao final estamos todos sendo prejudicados, o governo não quer perder a parte dele, pelo menos a dele tem que estar garantida.

    • Rafael …

      Ninguém põe no papel os custos e tempo para se conseguir uma isenção.

  • Marcus

    Uma choradeira geral dos PCDistas é sobre o limite de R$ 70.000, mas no frigir dos ovos eles precisam do carro para se locomoverem ou para ostentar?

    • Andre Freitas

      A questão também pode ser a seguinte: pegando a cada dois anos, o cara nem precisa se preocupar com manutenção, a não ser um alinhamento e troca de óleo. Pensa bem, se em dois anos pego um novo, pra que gastar com manutenção? Deixa pro próximo que comprar. Aí fica bom demais. Compra com desconto e nem com manutenção gasta.

      • Felipe

        Vc acha que é fácil para um cadeirante ficar levando o carro no mecânico? Tenha um pouco mais de empatia amigo, se coloca um pouco no lugar do outro.

        • Andre Freitas

          E durante esse dois anos ele tb não faz revisão? Pq se faz, então alguém leva. E quem seria?

          • Felipe

            Durante o tempo de garantia ele se programa e leva o carro para as revisões. Não fica parado na estrada nem levando na oficina toda hora.

        • Fábio

          Se vc tem um carro vc tem que dar manutenção. Não importa a idade dele. Um velho ditado: carro é um filho. Esse ditado é totalmente verdadeiro. Se não quer ou não pode dar manutenção em um carro, não tenha um carro. Alugue, pega emprestado, ou use outra forma. Mas não tenha, não possua, não seja seu. Se for seu vc tem que cuidar e tem que dar manutenção mesmo sendo novo.

          Eu tenho empatia para quem precisa. Mas o que eu vejo não é uma discussão em necessidades, é em DIREITOS. Coisa que vc põe e tira de um papel.

          • Felipe

            Esse é o objetivo da isenção, dar oportunidade de quem tem mobilidade reduzida poder andar num carro nais novo e ter menos problema de manutenção.

    • Felipe

      Cadeirante só dirige carro automático amigo, e precisa de espaço pra cadeira de rodas. Qual carro desses que custa menos de 70? Poucos! Não é ostentação, é necessidade amigo. Não fala o que vc não sabe.

    • Jão

      @disqus_lkqnWQAoCN:disqus o teto não acompanhou a inflação, e está limitando muito o carro, ou vc acha que no porta malas de um onix cabe cadeira de rodas + cadeira de banho + malas?
      Por exemplo eu estou trocando de carro esse ano, devido ao medo do meu carro apresentar problemas. Devido a minha deficiência minha carteira exige que o carro tenha pomo no volante, Alavanca para aceleração/freio e cambio automatico.
      Queria comprar um carro um pouco mais alto para facilitar eu entrar e sair do carro sem pedir ajuda, uma central multimidia que possibilite colocar camera de ré ajuda muito, principalmente para sair em vagas 45 graus, já que não consigo virar totalmente o pescoço, apesar da minha carteira permitir direção hidraulica com uma direção eletrica seria mais facil manobrar o carro, já que uso apenas uma mão para virar o carro. outro item importante é o controle de cruzeiro em estradas ele da um descanso bom para a mão que controla a aceleração. porta malas também é um item importante.
      Procurei nesses mini suvs que tem no mercado(eco, creta, kicks, renegate) e nenhum com essas especificações atendiam ao teto, acabei optando por um renault sandero stepway, que é um pouquinho mais alto, porém não tem direção eletrica e não tem porta malas tão grande.
      Acabei tendo a minha opção de compra e minha segurança, limitadas pelo teto.
      Não confunda necessidade com choradeira, levamos uma vida difícil, pagamos impostos e temos muitos direitos negados, quando estava na faculdade, alguns amigos me colocavam carregado no ônibus porque não havia ônibus adaptado, ralei muito estudei, me formei, consegui um trabalho, e comprei um carro, o que mudou a minha vida. Não quero nenhum privilegio, se houvessem calçadas adaptadas, ônibus adaptados essa lei seria desnecessária.entendo a isenção como uma compensação do estado pela incapacidade do estado e das pessoas de cumprirem a lei.
      aposto que muitos que estão aqui, destilando o PRECONCEITO, possuem calçadas intransitáveis para pessoas deficientes.

  • Dod

    Medida mais que justa, carro é bem de consumo durável, ninguém tem a necessidade de trocar a cada dois anos. Se troca é ostentação, se quer ostentar então que arque com a conta.

  • Augusto Brum

    Infelizmente tem muita gente malandra no Brasil, acabam usando o desconto quando não precisam, daí isso prejudica as pessoas boas que sempre acabam pagando pelas pessoas ruins! Muita gente boa realmente precisa do desconto, é um grande incentivo, pois imagina pegar um carrinho 0km que necessariamente não precisa nem ser um modelo caro, imagina pegar um Ka por um preço excelente, isso é ótimo! Mas sempre tem o malandro que acaba trocando de carro a cada 2 anos só pra se mostrar pro vizinho! E nesse caso o malandro não tem problemas físicos!!! É impressionante isso, daí vendem por um preço absurdo, é por isso que o Brasil não vai pra frente, por causa dessa gente egoísta que não pensa nos outros, só no seu umbigo sujo.

  • Rodrigo

    Queria ver algo semelhante visando as locadoras de carro, rs.

    • Edgar

      As locadoras não tem qualquer vantagem fiscal, apenas uma política comercial que cada montadora define para este tipo de cliente. Portanto, qual o problema delas comprarem os veiculos com grandes descontos, e venderem depois de pouco tempo? Se entendem que assim conseguem ter o maior ganho possivel, está tudo certo!

  • Marlon Machado

    As ovelhas estatais estão tendo orgasmos multiplos por fecharem o cerco contra os PNE’s.

    No brazilzão é a lei de gerson que impera, se eu não tenho, que os outros não tenham também ou que sofram bem mais para ter ‘direito’ a um ‘benefício’.

    No fim todo mundo mandando 60% do seu suado salário para pagar as viagens da maravilhosa, eficiente e eficaz máquina estatal.

    • yurieu

      Para baixar o diesel, o governo teve que cortar os seguintes desperdícios:

      Gestão de Políticas Públicas de Juventude
      Simplificação e Integração dos Serviços Públicos (Bem Mais Simples)
      Políticas de Igualdade e Enfrentamento à Violência contra as Mulheres
      Fomento à Produção Pesqueira e Aquícola
      Funcionamento dos Terminais Pesqueiros Públicos de Propriedade e Administração da União
      Assistência Técnica e Extensão Rural para Agricultura Familiar
      Desenvolvimento de Assentamentos Rurais
      Promoção da Educação do Campo
      Obtenção de Imóveis Rurais para Criação de Assentamentos da Reforma Agrária
      Implementação da Defesa Agropecuária
      Fortalecimento do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa)
      Assistência Técnica e Extensão Rural para o Produtor Rural
      Apoio ao Desenvolvimento de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono – ABC
      Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias para a Agropecuária
      Desenvolvimento do Abastecimento Agroalimentar
      Equalização de Taxa de Juros em Financiamento à Inovação Tecnológica (Lei nº 10.332, de 2001)
      Investimento em Empresas Inovadoras
      Construção do Edifício-Sede do Ministério da Fazenda em Salvador – BA
      Construção de Edifício-Sede de Unidades do Ministério da Fazenda em Manaus – AM
      Concessão de bolsas no âmbito do Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies)
      Promoção e Gestão do Comércio Exterior
      Construção de Infraestrutura nas Unidades Descentralizadas da Suframa
      Policiamento Ostensivo nas Rodovias e Estradas Federais
      Construção do Comando de Operações Táticas da Polícia Federal no Distrito Federal
      Construção da Delegacia de Juiz de Fora/MG
      Demarcação e Fiscalização de Terras Indígenas e Proteção dos Povos Indígenas Isolados
      Defesa de Direitos Difusos
      Força Nacional de Segurança Pública
      Política Pública sobre Drogas
      Redes de Cuidados e Reinserção Social de Pessoas e Famílias que Têm Problemas com Álcool e Outras Drogas
      Levantamentos Geológicos Marinhos
      Serviços Consulares e de Assistência a Brasileiros no Exterior
      Promoção Comercial e de Investimentos
      Concessão de Bolsas de Estudo a Alunos Estrangeiros, no Sistema Educacional Brasileiro
      Indenizações a Servidores Civis e Militares em Serviço no Exterior
      Fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS)
      Transporte Aquaviário – Dragagem de Adequação da Navegabilidade em Portos / Melhoramentos no Canal de Navegação da Hidrovia do Rio Tocantins / Construção de Terminais Fluviais na Região Norte
      Transporte Terrestre – Construção, manutenção e adequação de 40 estradas
      Aviação Civil – Regulação e Fiscalização / Formação e Capacitação de Profissionais da Aviação Civil
      Construção, Reforma e Reaparelhamento de Aeroportos e Aeródromos de Interesse Regional
      Promoção do Trabalho Decente e Economia Solidária
      Democracia e Aperfeiçoamento da Gestão Pública
      Simplificação da Vida da Empresa e do Cidadão: Bem Mais Simples Brasil
      Esporte, Cidadania e Desenvolvimento
      Saneamento Básico – Construção e adequação de sistemas de abastecimento de água em comunidades ribeirinhas / Construção e adequação de sistemas públicos de esgotamento sanitário em comunidades ribeirinhas
      Previdência Social – Educação Previdenciária e Financeira / Serviço de Processamento de Dados de Benefícios Previdenciários e Gestão da Informação Corporativa na Previdência Social
      Moradia Digna – Apoio à Produção ou Melhoria Habitacional de Interesse Social

      Ou seja, quantos bilhões oriundos de impostos são torrados em coisas inúteis que só iríamos descobrir forçando o governo a baixar impostos.

      • Marlon Machado

        E eu tenho certeza absoluta que todo o imposto do Diesel era realmente gasto com tudo isso ai.

        Sem sombra de dúvidas.

  • SDS SP

    Eu mesmo se quisesse, conseguiria o desconto na base do “jeitinho” (meu irmão tem síndrome de down), era só comprar em nome do meu pai.
    Essa questão do PCD virou negócio para muita gente. Os números de vendas cada vez maior só escancara isso.

    • RODRIGO PACHECO

      Para quem não tem conhecimento, neste caso seu acima, o carro sairia em nome do seu irmão e não em nome do seu pai, e para vender teria que ter uma autorização judicial.

      • SDS SP

        Mas meu pai como responsável legal conseguiria à isenção. Ele conseguiu isenção no IPVA, mesmo o carro não estando em nome do meu irmão. Foi uma canseira, mas conseguiu.

        • RODRIGO PACHECO

          Boa! Tem que correr atrás dos direitos sim, agora não pode ser penalizados os que precisam, por causa de poucos que não. Somente lembrando que o processo de isenção de IPI, ICMS não é tão simples assim, precisa passar por médico do Detran com laudos e exames para provar realmente a deficiência.

          • SDS SP

            É um perrengue , cara. Precisamos até de advogado para a simples isenção do IPVA.
            Mas o duro são os espertinhos querendo levar vantagens nessa história e devem ser muitos.

    • Ric53

      Não acho que seria jeitinho, no Brasil temos poucos direitos e muitas obrigações. Cara, você leva o seu irmão pra baixo e pra cima, vai atrás da isenção é um direito!

    • Lucas086

      Não é jeitinho não, o carro ia ser no nome dele mas ele não ia ser condutor, se não me engano tem a opção de listar 3 condutores. Se ele fosse condutor, qq um podia dirigir

      • SDS SP

        Na verdade é só meu pai, como representante legal e morador da mesma residência.
        Como eu moro em outro lugar, não seria possível.

        • Lucas086

          Justamente, mas vc poderia ser condutor sem problema, mesmo morando em outro lugar.

  • daniel.a.o.

    Essa discussâo nos comentários já estava “anunciada”. Muito polêmico.
    Concordo com a maioria: não há necessidade de trocar de carro a cada 2 anos. Isso bdneficis os espertalhões, que estão aos montes nessa farra do PCD.
    Szbe mais um sunsídio que tem de cair: o de produtor rural e PJ. Apenas alguns carros realmente voktados ao trabalho deveriam ser comsagrados.
    Tanto subsídio disponível causa um aumento nos preços de tabela dos carros.
    As empressas já sabem que um contigente significativo terá desconto. Quem não tem, precisa comprar com o vslor cheio ou ter valor promocional, que são nais comuns em São Paulo.
    Quanto mais se está no interior do país, maior é o sofrimento com o preço dos carros

    Que caia também a “Lei Ferrrari”!!!

    • Allan Marconato Marum

      Se eu fosse estatista concordaria com você, mas como não sou….

  • Ric53

    Se fosse acessível, ninguém precisaria dar jeitinho!
    Nós nos sentimentos corruptos, desonestos mas oque eu penso que vai contra a grande corrente de pensamento do “brasileiro malandro” é: Somos marginalizados pelo governo! Por que tudo é tão caro?? Por que tanto imposto, tantos juros?? Americanos não tem que dar jeitinho porque não precisam, coloquem isso na cabeça!
    E antes que alguém pergunte, não, eu não peguei meu carro por PCD mas se eu tivesse um joelho ruim ou dor no ombro como desculpa pra economizar meu suaaaaado dinheiro, com certeza eu pegaria então eu não julgo quem o fez! Até porque, pelos preços praticados no mercado de carros novos, eu nunca mais vou entrar em uma concessionária, fui excluído! E não vou me sujeitar a andar de Fiat MOBI, só usado daqui pra frente e repito, se pudesse pegaria um carro por PCD FOD# – $3!

  • Júnior Nascimento

    Sinto muitas dores na coluna, fiz uma tomografia há pouco tempo. Se houver qualquer problema, não pensarei duas vezes em utilizar o benefício fiscal. Direito não se joga fora.

    • Ric53

      Exatamente Junior, não se sinta marginalizado pelos moralistas que fazem a sua própria interpretação dos fatos!

    • REDDINGTON

      Tá Sertim…

    • Henrique Gouveia

      Segundo o comentários que li até agora você será um espertinho…

      • Júnior Nascimento

        Não serei mais: o resultado dos meus exames dizem que só tive uma crise aguda, nada demais.

  • Razzo

    Aumentar o limite para isenção de IPVA (r$ 70 mil) que é bom, nada…
    E se 2 anos é pouco tempo para ficar com o veículo, por que não voltar para o período anterior que era de 3 anos ?

  • Júnior Nascimento

    E sobre essa nova regra, sou totalmente favorável. Deficiente que compra carro com desconto é porque precisa para se locomover, não para ostentar.

    • Vattt

      Quero saber onde tá a ostentação???? O que trocar o carro tem haver com ostentação????

    • Lucas086

      Ostentar uma renegade com roda preta, ou um creta de calota e sem som, uau, que hostentassaum

  • Lucas086

    O mais legal é ver uma galera dizer que “a mais não tem necessidade de trocar de carro com 2 anos…”, como se a necessidade de cada um fosse determinada por eles… Então, um pessoa sadia, sem deficiência, não tem necessidade de trocar de carro a cada 5 anos e aí? Mermão, o politicamente correto vai acabar com esse país

    • Ric53

      Vai, é moralismo da pior espécie!!
      Já começa, vai trocar de carro pro vizinho ver mimimimi tá loco, isso aqui é pior que família!rsrsrs brincadeira

      • Lucas086

        Isso mesmo, tenho 2 pcds na família, meu irmão e um tio, esse tio teve c.a. 4 precisou tirar a próstata, como no meu estado não tem radioterapia funcionando normalmente, precisou se deslocar até salvador… ano passado comprou um renegade diesel, esse ano infelizmente precisa fazer radio de novo, será que a renegade vai servir a ele ou não? O plano de saúde só reembolsa 30 dias por dia de alimentação , imagina ele ainda arcar com o custo da gasolina de um carro Flex? Enfim, cada caso é um caso… que tem gente “ganhando”, pode ser, mas colocar todos no mesmo balaio, ai não concordo.

        • Vattt

          Pois é!!! O pior é ver gente aqui apoiando e chamando a atitude de trocar o carro de ostentação!!!

  • Ric53

    Como tirar um carro descente da concessionária em 2018:
    – Tendo direito ao PCD x
    – Amigo que trabalha em montadora x
    -PJ x
    – Ser RICO

    To de saco cheio de moralismo, quer o fim do jeitinho? Lute por impostos mais baixos!!! Reforma tributária nessa poha, se fosse acessível como é em países que tem imposto único, ninguém precisaria dar jeitinho! Chega de ser marginalizado pelo governo! Não pago meus impostos pra eles pararem no apartamento do Gedel! Estou revoltado como a maioria aqui pensa!! Moralismo da pior espécie! O vilão aqui não é quem compra por pcd é o governo!!

    • Vattt

      Concordo, vejo que o PCD foi um direito não adquirido, mas uma esmola do governo para fazer pose de bom moço!!!

      • Ric53

        Esmolinha, melhor descrição do que é esse desconto! Esse governo é mto bonzinho, cuida dos pobres, dos aposentados e dos portadores de deficiências, quase uma Dinamarca!

        • Vattt

          Na verdade migalhas, nossa corrida política será fatal daqui pra frente. Antes eu visualizava apenas incertezas em nosso rumo, mas agora os políticos estão descarados fazendo leis para protege-los e beneficiá-los com o nosso dinheiro todos os dias!!!

          • Ric53

            Vai, já botei na cabeça que não vai mudar.
            Só vai mudar quando reduzirem o Estado, oq é interessante para o.. povo apenas, isso vai acontecer sabe quando? Nunca, nunquinha!

  • Vattt

    No minimo era dois anos e ninguém era obrigado a trocar de caro, agora ter de ficar com um carro por 4 anos é absurdo. No brasil dependendo do uso, em 3 anos um carro já está uma carroça!!!! Tiro pelo exemplo aqui de casa com um Nissan Kicks 2018 que já está com 55 mil km, o carro anterior foi um Cruze comprado sem as isenções em 2012 vendemos com 190 mil Km com vários problemas de desgaste natural provando a quantidade de gastos que seremos obrigado a custear ao ser também obrigado a ficar por 4 anos com o carro! O motivo do carro ser muito rodado é que moramos em cidade do interior e toda a semana ter de fazer uma viagem para capital para o tratamento e ainda utilizar o mesmo carro para trabalho!!! Ainda fiquei indignado quando um fulano ai falou que era ostentação trocar de carro a cada 2 anos!!!!

    • e3965

      Acha absurdo ficar 4 anos com um carro? Então pague o valor integral como a maioria paga e troque quando você quiser.

    • Fábio

      Pelos carros que sua casa tem o costume de usar e considerando-os para a realidade da maioria dos brasileiros sinceramente eu acho que você não precisa do desconto PCD e nem deveria se preocupar com ele. Eu não te conheço mas acho fielmente que você não é o alvo desse subsídio.

      Se todo brasileiro se achar vítima da sociedade em que ele participa, nunca seremos uma grande nação.

  • Micheli

    Essa regra seria para os novos carros, certo? Adquiridos depois desta lei. Os que tiverem mais de 2 anos não entrariam nessa regra, Ok? o que vcs acham?
    Outra coisa, um desabafo: Quem usa o carro como pernas precisa ter um veículo impecável. Quem me dera eu não precisar trocar de carro e ter minhas pernas de volta.

    • Ric53

      Não ligue para os paladinos da justiça daqui, Micheli!

      • Micheli

        Obrigada. As pessoas não vêem o que um PNE tem que fazer pra conseguir isenção. É caro fazer adaptação. Tem que ter câmbio automático, não pode ser manual. O pneu tem que ser bom, porque se furar…

        • Felipe

          Exatamente Micheli. As pessoas falam as coisas sem saber.

    • RODRIGO PACHECO

      Acredito que não deva valer nem para quem ainda esta nos 2 anos, pois foi adquirido antes, mas com a saga dos governantes, não sabemos.

    • Zé Mundico

      Acho que a amiga não entendeu. Ninguém está dizendo que pessoas incapacitadas não devam ter direito a carros isentos de impostos. O que está sendo colocado é que tem muita gente “boa” se prevalecendo de uma brecha da lei para tirar vantagem. Em outras palavras, tem gente esperta se aproveitando de um direito justo para tirar vantagem e lucrar.

      • Lyn

        Mas o problema é que o governo botou todo mundo no mesmo balaio e a galera aqui ta aplaudindo.

  • Debraido

    Não vejo problema. Afinal, o programa tem como objetivo facilitar a compra, para pessoas que, em teoria, teriam dificuldades físicas e menor rendimento. Porem não é o que vem acontecendo. Qualquer dor na lombar já dá “direito” a isenção. Virou uma farra.
    O programa deveria levar em consideração a situação financeira do beneficiado. Más já que não leva, que as distorções sejam corrigidas. 4 anos é um tempo razoavelmente baixo para a permanência com um veiculo.

  • carlos rodrigues

    Creio que 4 anos sejam um prazo razoável para uma pessoa portadora de deficiência, que em tese, utiliza o veículo para auxiliar em seus deslocamentos. Carro é um bem durável, não creio que com dois anos um carro não sirva mais.

  • Luis Sergio

    Ao invés de fiscalizarem quem anda fraldando a lei, estão querendo acabar com o direito hoje 4 anos depois ele tiram para nunca mais.
    Agora você acha que isso vai acabar com as ajudinhas?

    Vai acabar e com o 3 turno das fabricas demitindo muitos pai de família.
    vai acabar com o emprego de mais vendedores nas loja, do cara da manutenção.
    Vai acabar com o despachante o pai de família que vende seguro.

    E sabe porque eles tao fazendo isso? Porque esta esta pouco arrecadação que vira propina.

  • fsjal

    quer fazer o governo ser eficiente e se mexer rapidinho? tira dinheiro do bolso dele.

  • Lyn

    3 anos seria um prazo mais razoavel ou então que fosse feito de forma gradual. Dobrar o tempo para aquisição do beneficio do dia pra noite é fod*.

  • Diogo

    Caso COMPLICADO, porem acredito que deve-se dividir em 2 bloco o assunto. Regra e exceção.
    Na regra não vejo necessidade de troca a cada 2 anos qual carro fica detonado neste tempo?
    Na exceção deve haver casos que a pessoa roda muito, deveria haver brecha por km se a pessoa atingir X km pode trocar antes ou algo do tipo.

    Agora o meio termo deveria ser 3 anos, prazo de garantia. Não vejo problema da pessoa usar o benefício, afinal foi feito para usar! O problema começa quando tira o real objetivo atender o “PCD” mas não podemos nos balizar pelos “Típico Brasileiro”. Ajustes sempre é sadio, o restante e mimimi individual.

  • Felipe

    Aos que estão falando besteira sem conhecer: Primeiro que esse papo de que “estão fazendo disso um negócio” é uma baita besteira. Um carro de 69 mil com desconto sai em torno de 54. Depois de 2 anos vc vende ele mais ou menos por esse valor. Aí depois vc gasta em torno de mil reais e espera mais uns 4 meses pra conseguir comprar outro carro. Minha esposa é amputada, acima do joelho. Com esse desconto ela consegue comprar um carro a cada 2 anos e meio gastando pouca grana. Isso mesmo, gastando menos porque nunca uma pessoa vai conseguir ganhar dinheiro com isso. Ela precisa do carro para trabalhar. Pelo fato dela ser amputada, ela só consegue trabalhar meio período pois não consegue ficar muito tempo em pé. Com isso seu salário já é reduzido. O dinheiro que ela economiza na manutenção e troca do carro ela gasta com a prótese de perna e com tratamentos. Então, só pra resumir: Se vc não sabe quanto custa uma prótese ou uma cadeira de rodas, se vc não sabe como é difícil para uma pessoa deficiente levar o carro pra fazer manutenção, se não conhece as dificuldades do mercado de trabalho pea quem é deficiente, tenha pelo menos o mínimo de bom senso e não dê opiniões toscas e egoístas sobre coisas que vc não sabe. Podem ter certeza que se as pessoas com necessidades pudessem escolher, iam preferir bem mais ter isenções na compra de próteses, cadeira de rodas, tratamento, etc do que em carros. Mas essa isenção de 2 em 2 anos já dava uma ajuda.

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      No seu caso concordo com tudo, agora tem muita gente aí que não concordo em ter esses descontos, deveria ter uma fiscalização. Exemplo: conheço uma pessoa que comprou um Cronos de R$ 57 mil e pagou R$ 42 mil com descontos por que a mãe tem problemas cardíacos, detalhe que ele mora em uma cidade e ela em outra, o carro só está no nome dela mas quem usa é o filho.

      • Felipe

        Sim, existe esses aproveitadores! Concordo com vc. Mas aí deveriam ser mais rigorosos na hora de fornecer os laudos etc.

    • Zé Mundico

      Não é besteira não,amigo…..alguém já te avisou que carro para pcd também é isento de ipva?

      • Felipe

        Prótese da minha esposa por exemplo, custa o valor de um carro zero (e não é ostentação não, é uma prótese intermediária). Uma prótese boa custa mais de 150 mil. A dela nós tivemos que financiar em 5 anos. Esse dinheiro que economiza na troca do carro gasta com essas coisas. Pra quem é cadeirante, a dificuldade é ainda maior, pois além da cadeira de roda ser hiper cara, ainda tem que fazer adaptações no carro que passam fácil de 10 mil reais. Tem gente que acha que é fácil….difícil é se colocar no lugar do outro.

        • Zé Mundico

          Acho que o amigo não entendeu. Ninguém está dizendo que pessoas incapacitadas não devam ter direito a carros isentos de impostos. O que está sendo colocado é que tem muita gente “boa” se prevalecendo de uma brecha da lei para tirar vantagem.

    • Carlos Russafa

      O problema não é o caso de sua esposa, que é um exemplo válido de uso do benefício… O problema é ver pessoas que usam normalmente um carro manual sem adaptação hoje(e fazendo todo tipo de atividade física tranquilamente), amanhã pegando um carro com todo benefício fiscal pq tem algum item na lei que o enquadre e com a ajuda de um laudo e um jeitinho vai lá e pega isencao… Dois anos depois troca de carro mesmo que gastando pouco ou sem “lucro” já vale muito a pena, pois todos sabemos que quem comprou com “tabela cheia” já está no prejuízo ao comprar o carro…

      • Felipe

        Então, mas aí deveria restringir essas pessoas que não tem dificuldades na hora de tirar o laudo.

        • Carlos Russafa

          Sim, concordo com você… Ninguém aqui discute quando ve um cadeirante, ou pessoa sem membros ou com real mobilidade reduzida ter o benefício, estes sim sao os verdadeiros prejudicados com todo tipo de aumento na restrição para novas aquisições.

    • Christian Balzano

      É só procurar Corolla 2015 GLI no WebMotors e ver as opções sem rádio e comandos no volante e perceberá que se trata de versões PCD que o cara comprou há 4 anos por 54 mil e está vendendo por 65 mil reais. Não, não é negócio.

  • Projetos e Construções Prazos

    deixa ver se eu entendi… todo mundo reclamando de que o governo não cobra imposto suficiente de PCD na aquisição a cada 2 anos, mas também reclama que carro no brasil é o dobro de outros países, que paga segurança publica mas tem que pagar seguro, que paga saúde mas não tem hospital, que paga pela educação e não tem escola… decidam ai e depois comecem a reclamar

    • Louis

      Exatamente por essas coisas que pagamos caro. Estou pagando por mim e pelo PCD que ostenta carro zero a cada 2 anos, e levando lucro na revenda. Precisamos de menos subsídios e estado menor, se quisermos pagar menos impostos.

      • Jão

        Subsidio é diferente de isenção. subsidio seria se o governo desse dinheiro, coisa que ele não está fazendo.

      • Projetos e Construções Prazos

        entendi… então o carro no brasil é caro porque o governo não cobra icms e ipi de PCD a cada 2 anos, que provavelmente tu não deve nem saber o quanto isso gera de desconto real… e ainda acha que um carro de 2 anos de uso da lucro para quem comprou com a isenção que tu também não sabe quanto foi.. ta sabendo em ( mas ai me mostra um exemplo de pcd que tem lucro na revenda, só um ) ex de negócio: prisma LTZ 2016/2016 venda 44 mil 2018, preço de compra em 2016 49mil com isenções, onde está o lucro…. se informa antes de falar blz…

        • Felipe

          Fora o gasto com laudos, documentação, adaptação do carro. O povo não conhece as dificuldades. Não adianta amigo. Essa realidade só conhece quem passa. Por isso evito de dar opinião nas coisas que não conheço.

      • Projetos e Construções Prazos

        entendi… então o carro no brasil é caro porque o governo não cobra imposto icms e ipi de PCD, que provavelmente tu não deve nem saber o qual isso gera de desconto real… e ainda acha que eum carro de 2 anos de uso da lucro para quem comprou… ta sabendo em ( mas ai me mostra um exemplo de pcd que tem lucro na revenda, só um ) prisma LTZ 2016/2016 venda 44 mil 2018, preço de compra em 2016 49mil com isenções, onde está o lucro…. se informa antes de falar merda blz…

  • Artur Rios

    Legalmente falando, a medida não pode vincular aqueles que já haviam adquirido os veículos, pois, como sabido, o tempo rege o ato.

  • Artur Rios

    Legalmente falando, a medida não pode vincular aqueles que já haviam adquirido os veículos, pois, como sabido, o tempo rege o ato.
    Creio que isso vai ser esclarecido ainda.

  • No_Name

    Eu acho que quem realmente tem deficiências (aquelas realmente incapacitantes, como quem está numa cadeira de rodas, usa próteses etc) não fica a trocar de carro toda hora, nem precisam disso (geralmente rodam pouco) e a vida trata de torná-los pessoas melhores, mais conscientes, principalmente aqueles que não nasceram mas vieram a ficar deficientes. Isso de trocar de carro toda hora é mais de quem compra no nome dos outros ou tem problemas pouco severos (consegue levar uma vida normal) e gosta desse negócio de “levar vantagens”.
    Partindo disso, acho que deveriam colocar freios nessas brechas onde qualquer bobagem clínica (pois praticamente todo mundo possui algum problema) é motivo para pedir isenção de impostos, e também pedir comprovações de despesas de natureza diversa com o requerente além daquilo que o Estado pode oferecer gratuitamente para melhorar a condição de vida do mesmo.

    • Felipe

      Exatamente.

      • Felipe

        Prótese da minha esposa por exemplo, custa o valor de um carro zero (e não é ostentação não, é uma prótese intermediária). Uma prótese boa custa mais de 150 mil. A dela nós tivemos que financiar em 5 anos. Esse dinheiro que economiza na troca do carro gasta com essas coisas. Pra quem é cadeirante, a dificuldade é ainda maior, pois além da cadeira de roda ser hiper cara, ainda tem que fazer adaptações no carro que passam fácil de 10 mil reais. Tem gente que acha que é fácil….difícil é se colocar no lugar do outro.

    • Carlos Russafa

      Exatamente, perfeito comentario.

  • Augusto

    Ta certo, se quer tirar onda de carro novo, que compre com preço cheio como todo mundo!

  • Rodrigo

    Tudo seria muito mais simples e fácil de controlar se, como em alguns paises, q pessoa “comprasse” a placa de licença e mantivesse-a sob seu nome enquanto possuísse um veículo. Mas aqui tudo tem que ser difícil é burocrático, afinal é isso que vai justificar toda a gordura do Estado.

  • Mauro Schramm

    Já vi muitas coisas estranhas. Hoje encontrei mais uma: inveja de alguém com deficiência.

  • Martini Stripes

    Sou contra desconto PCD
    Sou contra fila preferencial
    Sou contra assento especial em lugares públicos
    Sou contra o Estado ter que ficar colocando lei pra tudo
    https://emdesconstrucao.blogosfera.uol.com.br/2018/07/02/quer-revolucionar-a-educacao-elimine-as-catracas/

  • Jão

    O mundo precisa de mais empatia.
    Sei que tem muita gente que abusava do beneficio da troca a cada 2 anos, mas para muitos ela é realmente necessária, entendam que para uma pessoa com sérias dificuldades de locomoção, que não consegue pegar um ônibus, que não consegue se locomover na cidade porque as calçadas são todas mal feitas, ter um carro confiável é muitas vezes uma necessidade básica, e se a pessoa roda muitos kms em 4 anos o carro pode estar apresentando problemas que afetam a sua disponibilidade.

    • Micheli

      Concordo plenamente.

  • Jão

    Vendo os comentários aqui e lembrando de um dia que cheguei no shopping, e tinha um cara estacionando em uma vaga pra deficiente, pedi gentilmente para ele estacionar o carro dele em outro lugar e ele argumentou dizendo que haviam muitas vagas disponíveis e que eu poderia parar em outro lugar. expliquei para ele que a vaga de deficiente tem um espaço maior para abrir a porta do carro, que é mais perto da rampa etc.. ele entendeu pediu desculpas e mudou o carro de lugar. parece fanfic mas não é.
    A historia parece não ter nada haver com o assunto mas serve para ilustrar a situação, se você não tem dificuldades de locomoção, é saudável, se o seu carro quebrar consegue fazer suas atividades normais. consegue pegar um ônibus, me desculpe mas você não tem o direito de julgar se o deficiente merece ou não a isenção. talvez se um dia você ou alguém próximo a você, adquirir uma deficiência grave, você passa a ter esse direito.
    sei que tem gente que abusa dos benefícios e usam para lucrar, infelizmente isso acontece, mas não é limitando o beneficio, que irá resolver esse problema, o processo para obter a isenção é bem burocrático e difícil.
    Se você conhece alguém que comprou o carro no nome algum parente, burlando o sistema, seu papel como cidadão é DENUNCIAR, e não querer limitar um beneficio dos outros e que um dia você também pode precisar.

  • Samluzbh

    Qualquer carro hoje em dia serve bem seu proprietário por 4 ou mais anos, trocar antes do necessário é tipico de quem quer se mostrar pros vizinhos.

    • Marcelo Martins

      No caso da matéria muitos querem trocar a cada 2 anos para levar vantagem se possível fazer uma graninha e ainda sair de carro novo, acho razoável aumentar o prazo para 4 anos …

  • Jorge Menezes

    Eu sou PNE e comprei, em 12 de maio de 2012, uma Nissan Livina 1.8 automática com descontos de IPI e ICMS. Estou com ela até hoje, ou seja, passados 6 ano e 2 meses. Só estou pensado em comprar outro carro com descontos de IPI e ICMS no ano que vem. Sempre troquei de carro a cada 6 anos, portanto não vou ter problemas com esta alteração na legislação.

    • Jão

      O meu se eu não tivesse com medo de ele me deixar na mão eu não trocaria, o carro me atende bem e trocar de carro é um transtorno, isenção + adaptação inmetro etc…
      O que está me chateando é que tem muita gente comentando aqui sem ter noção de como funciona o processo de compra de um carro por um deficiente, que na maioria das vezes o deficiente tem que comprar o carro sem fazer teste drive, porque as lojas não possuem(e acho que chega a ser inviável ela possuir) carro adaptado.
      falta empatia :(

      • Micheli

        verdade. É muito transtorno

  • Gio

    Na KBB o valor de 50 mil é na venda para revendedor. Vender o carro pra revenda gera perda tão grande que nem a isenção de impostos justifica. Mas no mesmo site, para caso de venda para particular, é apresentado o valor de 64 mil reais.. Uma pesquisa rápida no Webmotors dá a impressão de que este valor na faixa de 65 mil é o praticado no mercado.. De qualquer maneira, o Renegade é só um exemplo para ver, na prática, esta questão dos valores e viabilidade da revenda. Me parece que é possível sim que isto esteja acontecendo.

    Em relação as peculiaridades da versão PCD: Creio que o Renegade Sport 2016 também não tinha central multimídia. Vinha com um rádio integrado ao painel, mas com pequena tela monocromática.

    • Jão

      A versão pcd em 2016 ja vinha sem sistema de som. e sem as rodas(pro pcd nao faz diferença mas pra conseguir revender por tabela e ter lucro como estão dizendo precisaria ter). e ainda tem o algumas avarias que precisam ser feitas no carro para instalar a adaptação.
      Pelo menos aqui no interior muitos pcds que eu conheço trocam de carro entregando na loja. porque não podem ficar sem o carro, e o processo de compra de carro pcd é demorado se for vender o carro e pedir o novo pode ficar até 4 meses esperando.
      Não discordo que tem gente tendo lucro, principalmente quem compra o carro para não condutor, porque nesse caso, não se gasta com adaptações. e o não condutor pode dirigir qualquer outro carro. então ele pode vender no particular e se precisar de um outro carro enquanto o novo não chega pode pegar o carro de alguém emprestado e alugar…

  • diogo santos

    Escrevi um texto aqui sem nenhum desaforo ou ofensa contrariando a posição do Site/ADM. Ele simplesmente bloqueou meu comentário. Isso fala muito sobre a página. Lamentável. Não vale a pena insistir no debate num ambiente assim. Recomendo à os que se sentirem incomodados com essa postura de simplesmente não entrar mais nessa página.

    • Ninguém bloqueou comentário nenhum seu, ele entrou direto na caixa de Spam do Disqus por uma determinação única e exclusiva do sistema Disqus, aqui nenhum comentário é previamente moderado, somente os que tem links. Aí você ao invés de entrar em contato conosco para questionar particularmente o porque do bloqueio, resolve tirar suas próprias conclusões e falar um monte de besteira. Parabéns.

      E comentando sobre sua opinião de que muitos estão aqui falam o que não sabem, tem uma pessoa na minha família que teve AVC e tem carro PCD… e não é por isso que vou achar que todo deficiente precisa de um carro 0 km a cada 2 anos.

      • diogo santos

        Pelo visto, não leu o meu comentário bloqueado direito. A lei é uma forma de compensar os gastos extras que a pessoa vai ter e que uma pessoa “normal” não teria. Você acha que a família que teve um membro atingido por um avc ou câncer não vai gastar muito mais com o problema de saúde? Você acha que sobra estrutura pra essas pessoas? Nem calçada tem pra andar direito. O Jão nos comentários desesperado provando por A + B que é necessário e vocês babando de raiva.

    • E pensando bem seu comentário nem deve ser aprovado mesmo, pois vc está falando que o brasileiro está um lixo, se referindo aos outros que estão comentando aqui… e depois ainda fala que o comentário dele “não contém nenhum desaforo ou ofensa”…. tá serto…

      • diogo santos

        Então você contradiz o que tinha afirmado antes sobre não haver moderação nos comentários. A campanha da página contra a isenção é notória. Como eu falei no outro comentário bloqueado: a insensibilidade é total. Muita raiva e pouco cérebro. Que vergonha para uma página de notícias.

  • Baralho

    O problema mesmo é a perda de arrecadação, não estão nem aí se o cara vende dois anos depois e com este valor compra outro carro zero.

    • diogo santos

      Finalmente alguém jogou a real. É bem simples.

  • Lucia C.

    Um carro de 4 anos é um carro novo ainda. Portadores de necessidades vão continuar tendo suas necessidades atendidas, porém sem o “LUXO” de ter carro novo todo ano.

    • Micheli

      Tente Ficar sem suas pernas e depender do carro pra tudo pra depois vc vir me dizer que um veículo 4 de anos está novo pra vc.

  • carlos alberto alberto

    O que eu li e entendi foi
    “””transmissão do veículo, a qualquer título, dentro do prazo de 4 (quatro) anos da data da aquisição, a pessoa que não faça jus ao mesmo tratamento fiscal;”;””””

    Que só poderá transferir o carro em menos de 4 anos para outra pessoa que tenho o mesmo direito e nao pessoa a lojas ou pessoas sem isenções a , então se comprou com um bom preço que venda mais barato para outra pessoa que também tenha direto, mas com um preço mais em conta, não esta dizendo que nao poderá comprar outro, venda mais barato para alguém que que também tenha direto.

    lembrando que o desconto de ICMS nao tem limite, que tem direito pode comprar carro de qualquer valor, ai que estava a farra, pessoas comprando carro de 300, 400, 500 com desconto.

    trabalho em css e em algumas marcas a visita na loja já chega a mais de 50 % para o publico PCD e em algumas marcas as vendas PCD e CNPJ ja supera a de vendas sem descontos

    • Marcelo Martins

      Amigo é o IPI que não tem limite o ICMS tem o limite de 70 K …

      • Felipe

        Isso porque ele trabalha numa concessionária heim. Não sabe nem o que fala…

    • diogo santos

      Trabalha mesmo? Pois falou coisa sem sentido e com muito erro. Quem é a pessoa com isenção que vai escolher um usado podendo comprar um novo? E como já foi dito, o ICMS tem limite de 70.000 (incluindo o IPVA). O IPI que é livre, mas só vale a pena em carro diesel.

  • Fábio

    Brasil, o país dos privilégios.

    Os impostos a muito tempo perderam seu propósito. Muitos são obrigados a pagar, e muitos grupos são liberados de pagar. Alguns não tão obrigados sonegam e etc etc. E todos são considerados contribuintes. Todos choram

  • Mauro Schramm

    Pelo que eu entendi, esta nova regra fala em um novo prazo (4 anos) para que a pessoa que obteve a isenção de ICMS possa vender o carro. Mas eu não vi nada sobre o prazo para obter uma nova isenção. Alguém pode ajudar a esclarecer?

  • Alexandre Zeitlin

    Não é justo, deveria valer para quem comprasse carros a partir da presente data, qm comprou antes talvez só tenha comprado devido a possibilidade de trocar a cada 2 anos e se fosse 4 anos n teria feito porque n valeria a pena devido a desvalorização do mesmo e n só pelo custo da manutenção e ainda por cima n dá para comprar outro similar com o mesmo valor….é igual ao direito penal se um cara cometeu um crime e teve 2 anos de pena e foi preso mas faltando um dia para dar 2 anos, dobram a pena para 4 anos ai, o cara teria que ficar 2 anos a mais, não dá né??? as leis n podem retroagir dessa forma para prejudicar….

  • Luis Sergio

    Voces não percebem que a regra vale a pena para venda???

    Pode sim comprar outro carro depois de 2 anos!!!

    Só não vai poder vender!

    • Alexandre Zeitlin

      como assim?ou vc podecomprar a cada 4 anos ou vc pode vender a cada 4 anos?

  • Felipe Coelho

    Muita gente não consegue entender a necessidade da compra a cada 2 anos. Muito deficiente compra o primeiro carro com isenção total com bastante dificuldade. Muitos dependem da família pra ajudar na aquisição pois há uma dificuldade em se conseguir emprego, enfim, entendam que a discussão aqui é ampla. A possibilidade de trocar de 2 em 2 ajuda pq com o preço de venda vc compra um novo mais ou menos nas mesmas condições sem ter que desembolsar tanto, ou quase nada, ou nada, que seja! Mas vejam que isso é um benefício que o deficiente que financeiramente tem uma vida mais complicada tem na aquisição de carro, que não é luxo e sim uma necessidade de ir e vir algo que não pese sempre no bolso e sim na aquisição do primeiro carro. Ou seja, é algo que o deficiente consegue sustentar sem pesar no bolso, sem criar um compromisso pelo alto custo dos automóveis em geral etc.

  • Rafael …

    Era não cobrarem impostos absurdos, ou darem um retorno a população condizente com oq pagamos. E o processo de isenção ser mais criterioso a quem realmente necessita.
    Era só fazer tudo isso que não tinha discussão, fácil fácil rsrs

  • Jefferson Maioli

    Infelizmente é assim… sou pai de uma menina deficiente física e epilética. Quem tem um deficiente em casa sabe de todas as dificuldades emocionais, físicas e financeiras que temos com esses queridos anjos. A maioria trabalha contra mesmo, faz chuncho e o diabo, e o que acaba acontecendo é a ganancia dos nossos governantes, que prejudicam os verdadeiros usuários do benefício. Quem nunca frequentou a casa de um deficiente, não opine, vá em um hospital de câncer, visite os amputados, tente se locomover em uma cadeira de rodas, aí sim, você estará apto a opinar sobre a situação dos deficientes. Pedimos a Deus que coloque consciência na cabeça desse maldito grupo de políticos mal intencionados que não são deficientes e não tem um ente querido passando por dificuldades… talvez se a vida fosse um pouco mais mais justa poderiam eles ser deficientes físicos por algum tempo ou terem filhos deficientes para ver se desenvolvem essa consciência. E não digo apenas dificuldades de locomoção não, você ter que usar fraldas, preconceito, ter que gastar mensalmente R$ 500,00 em remédio que o próprio governo nos nega por fornecer de baixa qualidade, as dificuldades são inúmeras. Ah véio na boa… resumindo esse é o BRASIZÃO.

  • alex cruz

    Lendo alguns comentários aqui dá para entender melhor o porquê do país subdesenvolvido que vivemos, primeiro não existe subsídio, nem montadoras nem governo da nada aos pcd, o governo deixa de arrecadar, é diferente…segundo que a tenho certeza que a grande maioria das pessoas a favor da medida e criticam a isenção, já olharam a lista de doenças possíveis de isenção para ver se se encaixavam e devem estar frustados… Falta empatia ao mundo hoje em dia… Moro em Salvador e outro dia me deparei com um grande engarrafamento, quando vi o motivo era um carro mais antigo com pneu danificado de uma pessoa com pernas atrofiadas e que se locomovia com dificuldade com 2 muletas, esperando alguém parar para ajudá-lo em plena hora do rush e ainda assim a ignorância era tamanha que alguns motoristas o xingava quando passavam e viam o motivo do engarrafamento.
    Resumindo não sou pcd, e sou altamente favorável a isenção de 2 em 2 anos, que de fato chegam ate a 3 etc, já que não e automático e bem burocrático o processo. Ninguém sabe da dificuldade que muitas destas pessoas passam, além dos custos de tratamento etc que o nosso governo eficiente deveria arcar…
    E se acham que é ostentar andar de Renegade ou Creta realmente nao possuem noção mesmo da realidade!
    Mas realmente a culpa da situação deste país de merda que vivemos deve ser da isenção dos pcd…e não dá corrupção e incompetência do governo e da falta de cultura geral do povo…

  • saulo

    Eu acho que nao deveria ser nem pra um nem pra outro, acho que 3 anos seria um bom numero, já que grande parte das marcas dão 3 anos de garantia.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email