CE: diesel mais caro que gasolina – só falta carro TDI

combustiveis etanol gasolina diesel

Era uma vez um óleo combustível subsidiado que custava muito menos que a gasolina e até quase o mesmo que o etanol.


Bom, isso era uma realidade antes da pandemia, mas agora, o diesel nacional parece o vendido no exterior e não estamos falando de qualidade, mas de preço mesmo.

No Ceará, o litro do diesel chegou a estar mais caro que a gasolina, chegando a custar R$ 0,35 a mais que o alimentador petrolífero de motores de ciclo Otto.

Em Fortaleza, o preço médio do diesel chegou a R$ 7,89 contra R$ 7,54 o litro da gasolina. Isso mostra que a escala de preços do óleo combustível é sem precedentes na história recente do país.

Mais caro que a gasolina, que subiu menos essa semana que o combustível dos transportadores, o diesel se assemelha agora ao que é vendido em outros países.

Com preço do diesel acima da gasolina na bomba, o mercado nacional de combustíveis só pode esperar por mais uma coisa, além da subida dos custos, a presença de carros diesel.

vw tdi

Tendo o diesel chegado ao patamar em que está, o custo do transporte segue duramente afetado e muitos transportadores, especialmente autônomos, não possuem condições de consumir tanto o óleo combustível por conta disso.

O que era para beneficiar o transporte de cargas e passageiros, agora se torna tão caro quanto o combustível usado pelo motorista comum em seu dia a dia.

Sem alternativa ao diesel, como no caso dos carros flex em relação à gasolina, caminhões e ônibus continuarão a encarar os altos valores deste produto sensível, que impacta mais na economia.

Em outros países, o diesel é o mais caro na oferta de combustíveis, mas tanto caminhões e ônibus, quanto automóveis, compartilham do mesmo.

Aqui, desde 1976, o carro diesel é proibido, com exceção de SUVs de tração nas quatro rodas. No congresso, tramita projeto de lei que pede a volta de automóveis de ciclo Diesel.

Ainda que o panorama não seja nada favorável diante de híbridos e elétricos, modelos TDI, CDTI, BlueHDi e JTDM, por exemplo, podem aparecer futuramente se algo assim virar lei. Enquanto isso, o diesel sobe…

[Fonte: Diário do Nordeste]

 

 

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.