Chery Arrizo 5 é o último sedã médio abaixo de R$ 100 mil

Chery Arrizo 5 é o último sedã médio abaixo de R$ 100 mil

O segmento de sedãs médios praticamente migrou para a faixa de preço acima de R$ 100 mil, lançando modelos como Honda Civic, Toyota Corolla, Chevrolet Cruze, Chery Arrizo 6, Volkswagen Jetta e até mesmo o “barato” Kia Cerato para muito além dos R$ 110 mil.


Para quem procurava um carro nessa categoria, mas com preços abaixo de R$ 100 mil, até poucos dias o Nissan Sentra estava disponível, porém, os estoques acabaram e o sedã médio da marca japonesa não conseguiu se segurar até a chegada da nova geração.

Sem o Sentra, o mercado tem agora o último sedã médio custando abaixo de R$ 100 mil, que é o Chery Arrizo 5. Claro, ainda existem unidades ano/modelo 2019/2020 do Kia Cerato por R$ 94.990, mas com ano mais recente, apenas o chinês.

Chery Arrizo 5 é o último sedã médio abaixo de R$ 100 mil

Em versão única, a RXS, o Arrizo 5 é vendido pela Caoa Chery por R$ 90.490, um valor correspondente ao de sedãs compactos mais completos no mercado. Isso o torna uma opção atraente para quem quer um carro grande pelo preço dos menores…

Com 4,53 m de comprimento e 2,65 m de entre-eixos, o Arrizo 5 até parece um compacto esticadão, mas é mesmo um modelo acima do irmão Arrizo 3, por exemplo, que era menor de fato e mais estreito.

Chery Arrizo 5 é o último sedã médio abaixo de R$ 100 mil

Equipado com motor 1.5 Turbo Flex, o sedã da Caoa Chery foca na busca pelo desempenho e economia usando um turbocompressor e entregando 147 cavalos na gasolina e 150 cavalos no etanol, ambos a 5.500 rpm.

Já o torque obtido é de 21,4 kgfm a elevados 4.000 rpm, tendo ainda transmissão CVT com simulação de 9 marchas. O Arrizo 5 vem com pacote interessante, incluindo seis airbags, freios ABS, freio de estacionamento eletrônico, Auto Hold, multimídia com Google Android Auto e Apple CarPlay, botão de partida, piloto automático e câmera de ré.

Chery Arrizo 5 é o último sedã médio abaixo de R$ 100 mil

Além disso, o Arrizo 5 na versão RXS, que é recente e substituiu as antigas RT e RTS, traz também sensor de estacionamento, computador de bordo, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, freio a disco nas quatro rodas, bancos em couro, entre outros.

Por ora, a Caoa Chery sustenta essa opção, mas com a subida dos preços, dificilmente ele durará muito tempo nessa faixa abaixo dos R$ 100.000.

Ricardo de Oliveira
Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.