Chery Mercado Montadoras/Fábricas

Chery: greve paralisa produção mais uma vez

fabrica-chery-brasil-1 Chery: greve paralisa produção mais uma vez

A Chery enfrenta mais uma greve de funcionários em Jacareí, interior de São Paulo. Os trabalhadores da montadora chinesa cruzaram os braços pela segunda vez em setembro, sendo que já haviam feito isso menos de uma semana, na sexta (22). O motivo é uma campanha salarial para os 400 colaboradores da planta.



Além do reajuste salarial, os empregados da Chery querem firmar um acordo coletivo para a categoria. A primeira paralisação serviu como advertência, mas agora a paralisação é por tempo indeterminado. O sindicato local quer 9,2% de aumento, mas a montadora ofereceu 1,73%, tendo como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O sindicato diz que a oferta da Chery é muito baixa e que os salários perderam muito poder de compra no período. A montadora diz que já houve três reuniões, mas não houve acordo entre as partes, por isso busca encerrar a greve com uma proposta que seja aceita pela categoria. A fábrica da empresa vinha produzindo 30 carros por dia, mas agora está totalmente paralisada.

Os modelos QQ, Celer e Tiggo 2 são feitos na planta, especialmente o último, que ainda não foi lançado oficialmente e é a promessa de maior volume para a fábrica, que vem sendo subutilizada desde o início de sua operação. Atualmente a instalação tem capacidade para 150.000 carro por ano.

A unidade é a maior e mais importante da Chery na América Latina. De janeiro a agosto, a empresa vendeu somente 2.211 unidades no mercado nacional, um número bem abaixo da capacidade de sua fábrica paulista. Em agosto, apenas 475 carros foram emplacados. A montadora se prepara para o lançamento do Tiggo 2, um crossover com motor 1.5 e preço competitivo, que ajudaria assim a alavancar os emplacamentos da marca e também a produção no Vale do Paraíba.

Outro modelo esperado para ser feito em Jacareí é o Tiggo 7, um SUV de porte médio já visto em Buenos Aires. A Chery confia no lançamento de produtos da categoria, pois é a que mais cresce no mercado nacional e mundial. Fora estes dois modelos, sabe-se que a marca tem intenção de trazer também o SUV Tiggo 5x e o futuro Tiggo 9, que deve ser revelado em breve e trazendo consigo a opção de sete lugares.

Com números bem irrisórios em termos de produção, a fábrica da Chery já passou por uma série de greves que começaram poucos meses após o início das atividades. Para montadora e empregados, a situação é complicada por conta das baixas vendas e os custos decorrentes disso, assim como pelos salários defasados e garantia de emprego.

[Fonte: G1]

Agradecimentos ao Vanderlei.

  • Alexandre

    A pelegada tá querendo ganhar que nem os funcionários da GM-SJC… Aham, vai sim. Espera daqui a uns anos pra ver onde essa fábrica vai parar. Por acaso conhece um lugar chamado Gravataí?

  • Mr. Pennybags

    Todo mundo doido pra ficar desempregado!

    • Deadlock

      A Chery vai acabar fechando a fábrica, ano que vem não tem o super-IPI, poderão importar com preços mais competitivos…

      • Anderson Moraes

        pois é.. custo maior que o lucro

    • Louis

      Já falei, a Chery está pagando para trabalhar.

  • Renato Valente Silva

    É o que sempre digo, não esta satisfeito com o salário e acha que pode ganhar mais? Pede demissão e vai procurar emprego em outro lugar.

    • Edinaldo_Tapica

      Pois é. A base da pirâmide querendo ganhar o mesmo que o topo. Estudem, virem engenheiros, façam mestrado e doutorado… Metalúrgico no geral ainda não entendeu o que é o capitalismo

      • Pedro Henrique

        as pessoas ainda não se tocaram de que não existe essa coisa idiota de igualdade.
        nunca existiu e nem vai existir, pelo menos não com a mentalidade do povo como ta hoje.

        esperando só aquele negócio de sindicato ser uma coisa opcional, pois eu tenho a impressão de que todas essas greves em sp não representa os trabalhadores e sim os nadegas cag@das por trás deles que sugam o dinheiro forçadamente

        • José Barbosa

          E graças a deus que não existe. Igualdade e liberdade são como água e óleo, não se misturam.

      • Marcio Almeida

        Vc pode tb cantar funk, ser empresario e sonegar pra caramba, jogador de futebol ou quem sabe tocar viola tb… sao boas opçoes. Nem sempre estudo é garantia de melhores ganho, so ver o que acontece no Brasil engenheiros fazendo qlq coisa pra se virar, pessoas com mestrado e doutorado que ganham menos que um cabeleleiro, nada contra, mas o que deve existir e valorização de todos, pois pra uma empresa funcionar ele precisa da base da piramide, precisa do topo. Se pegar paises onde a desigualdade e menor verá que a diferença salarial entre 80 % da população e muito pequena….Agora esse caso da Chery e ridiculo e pior ainda é o sindicato

    • EDUARDOTEIXEIRA KULL

      CONCORDO.

    • tiago

      Não é tão simples assim.

    • MMM

      Não é bem assim que funciona. Vivemos em um país livre e da mesma maneira que empresas são livres pra contratar e demiti, pessoas são livres para se associar. Isso é o mundo civilizado.

      • Renato Valente Silva

        Onde vc leu que as empresas são livres pra demitir? Uma industria automobilistica tem que pedir “autorizacao” ao sindicato antes de demitir um colaborador. Desculpa, mas vc vive em outro mundo.

        • MMM

          Se vc abrir sua empresa com sua grana, vc vai ser livre para demitir e contratar. Vc acha q é isso q acontece com montadoras? Não. Elas ganham terrenos, tem isencao de impostos, regimes diferenciados, creditos subsidiados, etc. É obvio que vao existir contrapartidas. Entendo q a imagem dos sindicatos brasileiros é terrivel e nisso concordo com vc, entretanto grandes corporacoes em geral estao dentro de um sistema de beneficios governamentais e entram no sistema.

          • Renato Valente Silva

            Definitivamente vc não tem ideia do que é ter uma empresa. Sorry.

            • MMM

              Claro, eu dirijo uma empresa em 5 países mas vc que sabe tudo mesmo sem ter argumentos.

  • Edinaldo_Tapica

    400 colaboradores, mais funcionários pra 30 carros por dia? Eu sinceramente tenho pena da Chery…

    • Deadlock

      Estão trabalhando muito, e essa greve vem a calhar porque ninguém é de ferro…

  • Edinaldo_Tapica

    Aí que os sindicatos barram o crescimento industrial do país. Nessa situação de não observarem os números de venda nas reivindicações é que reside o fato das empresas de fora ficam com medo de investir aqui, entre outros fatores…

    • Deadlock

      Por isso a China chegou rapidamente a ser a 2ª potência mundial, lá nem havia sindicato. Aqui vamos ladeira abaixo…

      • Tosca16

        Ué, agora vc’s defendem a China ? Me recordo quando a Chery inaugurou Jacareí o pessoal aqui dizendo que o regime de escravidão chinês não se aplicaria ao país…

        • Deadlock

          Defendendo não, apenas explicando que o sindicalismo selvagem pode ser pior que o capitalismo selvagem, por ceifar empregos. Não concordo nem com um nem com outro, prefiro o sistema europeu, baseado na produtividade, o que pressupõe escolas de alto nível, o que estamos longe de alcançar. Um operário alemão produz o mesmo que 6 brasileiros, por isso eles recebem salários maiores, sendo ainda competitivos. Se extinguirem o super-IPI e reduzirem o imposto de importação, que sempre está na alíquota máxima (35%, se não me engano), e liberar as importações, nenhum veículo vai ser produzido por aqui. A China, na China, preferiu o capitalismo selvagem, com jornadas extenuantes e salários baixos, o que os tornou competitivos. Aqui a Chery é vítima do sindicalismo selvagem.

          • Como nenhum veiculo? Eu sempre vejo reviews de carros chineses por sites russos e canais no YT, e se nao me engano a Russia tem montadoras, inclusive aquela Avtovatz que é local. Uma coisa não impede a outra temos um parque industrial bem forte o que precisam é focar nas exportações pra dar um balanço.

            • Deadlock

              As fábricas só estão aqui por causa das proteções que o governo dá à industria automotiva local. Se o mercado abrir, não vai compensar produzir aqui, simples assim. É só ver os preços dos veículos em outros países da América latina (exceto Argentina, governada por esquerdistas por muito. tempo). Se uma montadora resolver só importar, com o nosso mercado sem proteção, vai lucrar muito mais que quem produz aqui e exportar também. O México é um país mais barato de se produzir e se torna grande candidata a fornecedora do país, mas acho que vai haver proteção por quotas.

              • Kra mas 35% de imposto de importação já é uma proteção forte pra esse setor, qual outro setor tem proteção assim? Antes ficamos vários anos apenas com essa taxa, desde a era Collor onde foi baixada pra 20%, e nem por isso perdemos fábricas.

                • Deadlock

                  Estou falando das fábricas de automóveis.

  • Tochio

    Onde a Chery foi amarrar o burro em !!

    • Marcos Souza

      Duvido que alguma empresa queira montar fábrica ali naquela região. Vão pra outras cidades bem longe

  • Fernando

    a cherry foi construir fábrica bem em sp tb. tivesse construído a fábrica em qualquer outra região do país fora da sudeste, não teria tanta greve. agora essa fábrica a meu ver ta fadada ao fechamento. ai o pessoal fica com as calças na mão.

    • Felippe2010

      será que não, sindicato é um câncer malígno no Brasil

    • EDU

      Nada a ver com o estado. Gente vagabunda , preguiçosa e sindicato e o mal do Brasil

    • Edinaldo_Tapica

      Pois é, botasse aqui no Nordeste, galera desesperada por emprego, acho que seria mais tranquilo…

    • carroair30

      SE eu fosse a CHERRRY “pegava meu chapeu” e antes de fechar a porta mostrava o dedo do meio para esse povo ignorante,corrupto,ladrao e parasita. Pronto falei!

    • Marcelo Nascimento

      Será que o problema é o Sudeste? Quantas vezes você já viu sobre greves na Fiat em Betim, ou na Peugeot em Porto Real?
      Acho que o problema é o sindicato mesmo, que viu todos os ex da GM lá dentro e eles continuam aceitando o que o sindicato diz.

      • Fernando

        betim em MG e porto real no RJ ficam no sudeste o.O. Mas o problema sim são os sindicatos. Mas no sudeste os trabalhadores são altamente sindicalizados. Isso faz bastante diferença.

  • Marcio Mendes

    Depois reclamam quando forem descontados dos dias parados e de uma eventual “justa causa”! Tá cheio de gente querendo trabalhar!

  • Jad Bal Ja

    Meu deus a fabrica com enormes dificuldades de vender e o pessoal querendo aumento! Sindicalista é um povo doente.

  • Bruno Alves

    Que inteligente fazer greve em uma montadora que produz 30 carros por dia e tem 400 funcionários.
    É pedir pra perder o emprego mesmo. Os caras entram em greve e nem fazem conta pra ver que simplesmente os 2.200 carros que eles venderam esse ano não cobre nem o salário de todos eles nesse mesmo período.

    • Jad Bal Ja

      Como ouvi alguem dizer: fabricar 30 carros por dia não é industria é artesanato…

    • Tosca16

      E não produz mais porque não tem quadro de funcionários suficiente… Faltou cores de New QQ recentemente e o Smile nem tinha previsão de entrega, teriam que ampliar a linha de montagem deste modelo e contratar mais pessoal.

  • EDUARDOTEIXEIRA KULL

    Esse pessoal dos sindicatos não se arremeda mesmo. O setor apenas engatou uma recuperação depois de um período longo e doloroso de baixas vendas e, com certeza, prejuízos às montadoras. Ainda assim, EXIGEM aumentos de uma empresa que ainda sofre para se estabelecer, além do fato já citado da crise de vendas que só agora parece estar melhorando. É a mesma teoria idiota que foi adotada pelo funcionalismo público, quando do Pré Sal, contando a tal recuperação como moedas ganhas e aí, querem agora o que TALVEZ ocorra no futuro, na base do gastar o que não tem. São irresponsáveis, vendendo sonhos sem mostrar e explicar aos seus sindicalizados de onde vem suas contas para fazerem exigências e aí, quando se lascam, CORREÇÃO, lascam os funcionários das empresas, saem falando mal das empresas e posando de heróis dos funcionários.

  • Jefferson Ferreira

    fecha e manda esse povo tudo pra rua!

  • Pedro Henrique

    400 pessoas que fazem 30 carros por dia e os cara querem reajuste de 9% quase o dobro da inflação anual…
    o cerco não devia estar sendo feito na rocinha e sim nesse sindicato
    chery aproveita que tua fabrica é nova e tem expectativa de vida bem longa ainda e MUDA ELA PRA LONGE DESSE SINDICATO.

  • Tosca16

    Vou nem comentar algumas coisas aqui, pra maioria as empresas fazem um favor em se instalarem no Brasil… até parece que a Chery e outras são instituições de caridade. Mas voltando ao assunto, não fica uma semana parada, pode cravar, tenho contato com gente de lá da fábrica, a montadora sempre negocia, mesmo que somente após algumas várias tentativas… e infelizmente tenho más notíciais do Tiggo2, parece que virá apenas manual no lançamento, mesmo com sucessivos atrasos.

    • Pedro Henrique

      opa, seu contatinho pode me arrumar um emprego lá? pode dizer pra chery que greve eu não faço! garanto que a vaga vai ser minha

      • Tosca16

        Cara, vamos com calma… as negociações não vieram por que alguém disse que queria ganhar mais, são promessas e outras negociações que se arrastam na empresa. Além disso tem o plano de saúde que foi precarizado; todo país civilizado tem sindicatos, só aqui que o pessoal demoniza…

        • Alexandre

          AÍ que tá. Todo país tem sindicatos, mas nem todos (nenhum rs) tem 15.000 sindicatos.

          • Pedro Henrique

            tem sindicato pra sindicato! será que tem sindicato pro sindicato do sindicato? eu não duvido!

            • Tosca16

              Bom, deixem empurrar tudo goela a baixo como vocês acham bem, não se preocupe que o patrão vai sim ser compreensivo com vc amiguinho… deixa juntar as empresas com o governo que tudo vai melhorar pra gente, eles estão pensando sempre no melhor, pode confiar.

              • Pedro Henrique

                não é empurrar de guela baixo, oque eles pediram não tem cabimento… 9% cara, até aprece que não recebem aumento a dois anos!
                você citou o sindicado alemão e tem uma diferença de lá e aqui, la o sindicato trabalha junto com a fabrica pra realmente melhorar a produção e assim gerar mais emprego, aqui, pelo menos esse ali quer é fechar a fabrica.

                • Tosca16

                  Cara que geração de empregos as fábricas querem fazer, pondo vc em duas ou mais funções dentro da indústria pra reduzir o número de contratações. O cara que foi contratato pra X tem que exercer essa função, não é porque vc é funcionário da empresa que deve ter desvio de função e etc, foi um dos motivos da paralisação passada. E como eu tenho dito, tenho contato desde gente da produção a montadora em particular, não fica uma semana, no máximo 15 dias. E o Tiggo2 vem esse ano, dias 18 e 19 tem treinamento para as vendas em Itú-SP.

                  • Edinaldo_Tapica

                    Rapaz minha irmã aqui na Paraiba foi contratada pra uma agência de turismo ela e formada em publicidade. Até varrer a loja ela teve que varrer já, a gente não tá na Suécia não, tem gente desesperada por emprego pra ter o que comer e essa galera se dando ao luxo de querer reajuste acima da média com uma empresa que praticamente não tem produção… Eu não sei se você conhece a realidade do nordeste brasileiro…

                    • Tosca16

                      Moro no NE… nem por isso me sujeito a algumas coisas, por exemplo, estou prestes a me formar, trabalharei em granjas de suinos e aves, nem por isso irei fazer serviços que estejam fora de minha competencia profissional muito menos trabalhar sem a devida remuneração. Só que no meu caso tem um ponto a considerar, falta profissionais no mercado para tal área da medicina veterinária, ao contrário de clínica de pequenos como cães e gatos.

                    • Jok Jok

                      Bata no peito e Publique sua ideia com seu nome verdeiro…. Posso prever seu futuro.

                    • Tosca16

                      Cara, os caras já querem me pagar pra fazer atendimento nas granjas mas não posso pois ainda não estou formado, poderia tá ganhando por fora mas me restrinjo a fazer apenas o atendimento zootécnico, clínico não. A pessoa tem que se valorizar cara, conheço gente aí que abriu clínica e tá cobrando tão barato que vai morrer e não paga nem o investimento inicial, e outros só não faliram porque tem o pet shop pra bancar as contas.

                  • Israel Araujo

                    São 400 funcionários pra 30 carros, como assim 1 tá fazendo serviços de 3?

                  • Israel Araujo

                    Tem fábricas nos estados unidos e Europa que fazem centenas de carros diários e não passam de 20 funcionários

            • Israel Araujo

              A Cherry tem que arrumar trabalhadores como o jullius, que nem de sindicato e greve ele gosta.

          • Tosca16

            Cara, a diferença não é a quantidade e sim a organização sindical, se não estiver enganado a Alemanha tinha 3 principais e destes 2.200 pontos no país…

            • Alexandre

              Eu sinceramente não sei quantos sindicatos a Alemanha tem, mas chuto não ter mais de algumas centenas. Bom, você disse que tem contatos lá… Eu sou de SJC (do lado de Jacareí), meu pai trabalhou na GM final da década de 80, inicio da de 90, tenho muitos amigos que inclusive trabalharam na GM e sei que os anseios dessa galera da Chery é a mesma da galera da GM nos dias de hoje. Só pra você ter noção, pai do amigo meu foi treinar a galera em Gravataí há uns anos, e os chefões da GM de SJC ordenaram os “treinadores” a não tocar no assunto salário, porque sabiam que ia dar merda pois estava muito alavancado até mesmo para época.

              O que a galera da Chery quer é equiparar ao máximo o salário ao da GM mas não irá conseguir por vários motivos, cito alguns deles:

              1 – GM tem um salário muito alavancado pra região;
              2 – a lucratividade da Chery não chega nem aos pés dos anos de glória da GM-SJC;
              3 – o PIB per capita de Jacareí é muito baixo pois a cidade não é polo de nada (em suma, profissionais sem qualificação).

              Eu trabalho com TI, nunca fiz greve (nem tem muitas também), mas se não estou contente com as condições a primeira coisa que faço não é correr para o sindicato mas sim entregar currículo e vazar na primeira oportunidade. Sempre estou estou etc..

              O que eles pedem é inviável, e para completar os pelegos populistas do sindicato aproveitam da humildade dessa galera porque essas pessoas não sabem muito as consequências do capitalismo.

            • Alexandre

              Eu sinceramente não sei quantos sindicatos a Alemanha tem, mas chuto não ter mais de algumas centenas. Bom, você disse que tem contatos lá… Eu sou de SJC (do lado de Jacareí), meu pai trabalhou na GM final da década de 80, inicio da de 90, tenho muitos amigos que inclusive trabalharam na GM e sei que os anseios dessa galera da Chery é a mesma da galera da GM nos dias de hoje. Só pra você ter noção, pai do amigo meu foi treinar a galera em Gravataí há uns anos, e os chefões da GM de SJC ordenaram os “treinadores” a não tocar no assunto salário, porque sabiam que ia dar mer** pois estava muito alavancado até mesmo para época.

              O que a galera da Chery quer é equiparar ao máximo o salário ao da GM mas não irá conseguir por vários motivos, cito alguns deles:

              1 – GM tem um salário muito alavancado pra região;
              2 – a lucratividade da Chery não chega nem aos pés dos anos de glória da GM-SJC;
              3 – o PIB per capita de Jacareí é muito baixo pois a cidade não é polo de nada (em suma, profissionais sem qualificação).

              Eu trabalho com TI, nunca fiz greve (nem tem muitas também), mas se não estou contente com as condições a primeira coisa que faço não é correr para o sindicato mas sim entregar currículo e vazar na primeira oportunidade. Sempre estou estudando etc..

              O que eles pedem é inviável, e para completar os pelegos populistas do sindicato aproveitam da humildade dessa galera porque essas pessoas não sabem muito as consequências do capitalismo.

              • Tosca16

                Equiparação salarial acho difícil mas alguns dos anseios é possível de rápida solução, como já fizeram no passado; sobre a cidade, não conheço, mas sei que não é dos principais polos da região… mas falando em qualificação do pessoal, boa parte, pra não dizer a imensa maioria são ex-GM, o que ajudou em redução de custos e tempo, pois treinar mão de obra é demorada e cara, nisso a Chery se beneficiou… e tem muitas coisas que fizeram a Chery está onde está, primeiro a desqualificação do pessoal de marketing até então e estratégias erradas na nacionalização de produtos. E os chineses são cabeça dura não ouvindo sequer boa parte dos concessionários…

        • Pedro Henrique

          po mas tem uma diferença do sindicato chega pra conversa e fala “a gente sabe que o negócio anda ruim então queremos o reajuste da inflação e mais um pouquinho só e tentar resolver tal problema e tal…”
          não chega colocando o p@# pra fora e dizer que quer 9% de uma fabrica praticamente parada

        • Felippe2010

          sindicato no Brasil virou comercio, a única coisa que um sindicato no Brasil quer saber é do dinheiro que eles arrancam do trabalhadores, se eles realmente tivessem preocupados em garantir alguma coisa, a primeira coisa que eles ia fazer é motivar o caras a continuar trabalhando e não em fazer greve numa planta que está produzindo apenas 30 carros por dia

        • Jad Bal Ja

          Todo país tem sindicato, mas só no Brasil tem sindicatos tão estúpidos. Em outros países quando a situação esta complicada os patrões se reúnem com os sindicatos e podem ate decidir redução de salários para manter os empregos. Só imbecis fazem greve em uma fabrica que esta em vias de parar a produção.

  • V12 for life

    Vai ter uma hora que os chineses vão preferir assumir o prejuízo e fazer as malas.

  • Tosca16

    Acho engraçado, quando as empresas justificam os preços altos dos carros no país mesmo atribuindo a carga tributária é geral a discordância aqui… agora quando os funcionários de qualquer que seja a empresa luta por alguma melhoria, as vezes nem salarial, todo mundo vem dizer que as empresas tão isso ou aquilo… Daqui a pouco verei gente aqui falando que o lucro é alto e as empresas estão no prejuízo kkkkk. Ah, e dias 18 e 19 de outubro tem o treinamento de vendas para o Tiggo2 na cidade de Itú-SP.

  • Felippe2010

    É bem simples de resolver esse problema, demite toda essa galera e contrata gente que realmente quer trabalhar, a marca investiu pesado no Brasil, quase não vende e a galera quer aumento, falta bom senso nesse pessoal, estão doidos para ser promovidos ao mercado de trabalho.

  • EDU

    Junta PTZAO com sindicato com olho grande da peaozada da nisso. Talvez o erro foi contratar essa cambada que a GM mandou embora. Como se estivesse facil arrumar emprego esse povo da dessas depois reclama que falta oportunidade e emprego. Fecha a fabrica e esse bando de greveiro que se dane.

  • EDU

    Ahhh Parabens para MAZDA e KIA que mudaram a produçao para o Mexico escaparam dessa dor de cabeça como a Chery sempre enfrenta e a Mercedes enfrentou a pouco.

  • FearWRX

    manda tudo embora e contrata quem quer trabalhar.

  • Vinicius Maciel

    eu fecharia a fábrica! esses sindicalistas sao uns vermes. essa marca nao vende nada e eles querem mais salário! imbecis

  • Alvarenga

    A chinesada não tem noção de onde se meteram ! Os sindicalistas dessa região ja espantaram a fabrica da GM, esta deve ser a próxima.

  • Eu nunca entendi pq estas empresas não abrem em Manaus, a isenção de lá não vale pra carros? E tem um tal projeto de uma Zona de livre comércio aos moldes no interior semi-árido do nordeste, pra alavancar a região, queria ver se essa fábrica fosse num lugar destes se alguem estaria fazendo greve por lá.

    • Diego

      Logística Péssima.

    • MMM

      Não sei qual a isenção para automóveis mas a logística de lá para o maior mercado consumidor, que é o Sudeste, provavelmente deixa isso inviável. Temos fábrica lá de produtos de baixo peso e dimensões e já é um inferno, imagine automóveis.

  • afonso200

    capacidade para 150.000 carro por ano………….nao vendem nem 3mil ano, kkkkkkkkkkk.

  • Cesar

    Teve uma vez que eu fui fazer uma inspeção de material em uma fabrica aí do lado dessa fábrica da Chery. Cheguei lá estavam estes baderneiros e não queriam me deixar entrar na fábrica. Mandei chamar o chefe da baderna e falei para o cara: Se eu não entrar para ver o equipamento eu não libero o pagamento para a fábrica e sem pagamento vocês não recebem o salário do mês. O que querem fazer? Rapidinho deixaram eu entrar.

  • Zé Mundico

    Sinceramente, eu não sei como essa empresa ainda não fechou as portas, pois o que vende mal dá para pagar a conta de energia.
    E os chineses ainda devem estar arrependidos em ter construído essa fábrica em SP, o maior antro de sindicalistas marreteiros do Brasil. Tivessem construído no Paraná ou mesmo no Espírito Santo, estariam livres desses pilantras que enchem os bolsos a custa de muita chantagem.

    • Por isso a JAC tinha ido pra Camaçari, nunca ouvi falar de greve la, se soubessem tambem sobre a Fiat em Goiana-PE, podiam ter ido pra la. A região nordeste agradece!

  • Junoba

    Sindicato significa atraso de vida…

  • Vinicius Waldvogel

    Foi fazer boa ação contratando os demitidos da GM, agora se lascam, demite esse povo, eu em… Bota quem quer trabalhar!

  • Diego

    A única coisa que vão conseguir deste jeito é que a montadora feche as portas e vá para outra cidade. Num momento de recessão o empresário não tem como bancar reajustes salariais, ainda mais a chery que quase não vende, suicídio coletivo.

  • octavio cesar godoy

    Fecha a fabrica, desemprega esses burros, e começa a importar, sai mais barato

  • Anderson Moraes

    30 carros por dia?? Pq a empresa não fecha logo a fábrica? Acredito que o custo de manter a planta seja maior que o retorno que estão tendo…
    E os burros dos funcionários fazendo greve… pqp…vão perder o emprego

  • tiago

    Os funcionários precisam entender que a situação das fábricas no Brasil não é das melhores.
    Não ter o mínimo de empatia com o empregador é um comportamento destrutivo.
    1,73% é ruim, mas no contexto atual não dá pra exigir demais, sob risco da fábrica fechar e ficar todo mundo desempregado.

  • duhehe

    “O sindicato diz que a oferta da Chery é muito baixa e que os salários perderam muito poder de compra no período”
    UÉ, mais que coisa né ? Sindicado é o primeiro a fazer apologia a gastança publica, contra reformas, contra PEC de Teto e ai ? É isso que acontece, gastos governamentais descontrolados é a coisa mais democrática que existe, sai do bolso de todos, sem exceção.

  • Marcos S. Campos

    O barco de madeira está afundando e o sindicato distribui furadeiras. Muito esperto mesmo.

  • CARnivoro

    A melhor saida pra Chery é aguardar o anúncio do Rota 2030 e então fechar essa fabrica e trazer carros somente importados da china.

    Infelizmente as coisas no Brasil são mto complicadas e ela errou mto com essa fabrica principalmente em se instalar lá em SP.

  • Wendel Cerutti

    Esse sindicato esta parecendo o de Joinville SC , que na época da crise na Busscar pedia o fechamento da fábrica !!!! Nunca vi coisa igual .

  • Vattt

    Sindicato sendo sindicato!!!! Não servem de nada, mas os chineses tem a fama de escravizar seu povo e nome da megaprodução industrial. Por isso estão apanhando dos guerrilheiros. Ops, Sindicalistas!!!

    “O sindicato diz que a oferta da Chery é muito baixa e que os salários perderam muito poder de compra no período.”

    Ué mas isso ocorre no Brasil todo, e toda a sociedade está sofrendo com a desvalorização do salário!!! Como eu digo, sindicado sendo sindicato!!! Só fazem movimento e anarquia! Se defendessem o trabalhador de verdade a situação não seria essa de hoje.

  • Eduardo

    Até que está durando o espetáculo desse circo chinês em Jacareí.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend