Chery Hatches Preços

Chery New QQ 2019 tem aumento de preços e começa em R$ 28.740

Chery New QQ 2019 tem aumento de preços e começa em R$ 28.740

O Chery QQ 2019 ficou mais caro.


O subcompacto da marca chinesa, feito em Jacareí-SP, agora tem novos preços e eles começam em R$ 28.740. O valor é R$ 600 mais alto.

Além disso, as versões Look e ACT também ficaram mais caras. O mesmo acréscimo pode ser verificado na versão Look, mas a topo de linha ficou R$ 700 mais cara, passando a custar R$ 34.540.

O último aumento ocorreu há pouco mais de três meses.


Os preços são referentes às unidades produzidas neste ano. O Chery New QQ vendeu 3.215 unidades em 2017, muito por conta da greve que paralisou a planta de produção paulista durante algumas semanas.

Em janeiro, apesar do mês ser mais fraco, o pequenino chinês vendeu 345 exemplares, mais do que em dezembro, quando emplacou 332 unidades. Se manter esse ritmo, pode superar 4 mil unidades em 2018.

Chery New QQ 2019 tem aumento de preços e começa em R$ 28.740

Sem ameaça de greve, já que a CAOA assumiu o controle da operação nacional da Chery e promete investimentos de US$ 2 bilhões nos próximos cinco anos, o Chery New QQ 2019 pode enfim ter suas vendas liberadas com a produção normalizada.

Porém, aumento de preços não agrada ninguém.

Com 3,56 m de comprimento e 2,34 m de entre-eixos, o Chery New QQ 2019 até agora é o destaque da marca chinesa, pois o Celer vegeta no mercado nacional.

Grande aposta da gestão chinesa, o carrinho só emplacou bem no começo, quando a geração anterior tinha preço muito competitivo. Oferecendo uma aparência simpática, o pequeno tem um estilo próprio e um sorriso amistoso na cara.

Chery New QQ 2019 tem aumento de preços e começa em R$ 28.740

Mas, os planos da CAOA-Chery focam na produção e lançamento de utilitários esportivos, que é a categoria que está em evidência no mercado no momento. Por isso, o New QQ passa a ter a companhia do crossover Tiggo 2 em Jacareí.

Com a produção dos dois modelos, a planta deve manter um ritmo aceitável. Os demais SUVs deverão ser feitos em Anápolis-GO. Não se sabe como ficará a situação do modelo, pois as vendas são muito baixas.

Podendo ser equipado com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros e traseiros elétricos one touch, rádio com USB, airbag duplo, rodas de liga leve, faróis de neblina, ajuste elétrico de altura dos faróis, entre outros, o Chery New QQ 2019 vem com motor 1.0 12V de três cilindros com 74 cv na gasolina e 75 cv no etanol, além de 9,6 kgfm na gasolina e 10,0 kgfm no etanol. O câmbio é sempre manual de cinco marchas.

Confira abaixo os preços do Chery New QQ 2019:

  • Chery New QQ Smile 2019 – R$ 28.740
  • Chery New QQ Look 2019 – R$ 33.040
  • Chery New QQ ACT 2019 – R$ 34.540

Agradecimentos ao Lucas.

Chery New QQ 2019 tem aumento de preços e começa em R$ 28.740
Nota média 3.5 de 2 votos

49 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Duas coisas, é compreensível aumento de preço por ser modelo e ano 2018, segundo que ainda tem sim modelos ano 2017 modelo 2018 nas revendas e com o preço antigo. Muitos consumidores preferirão pagar o reajuste para ter um veículo 18/18, mas quem não quiser, sabendo que o modelo continua rigorosamente igual, vai no 17/18 e aproveita o preço antigo, ou ainda se quiser negociar creio que poderá ter mais descontos.

      • Todas montadoras tem feito reajustes, o preço da Chery ainda é o mais baixo do mercado, é compreensível que a margem de lucratividade seja pequena no modelo e que agora não conseguirão controlar os aumentos de preços. O primeiro reajuste se deu após o aumento salarial na fábrica em Jacareí, o segundo foi dado no retorno aos trabalhos, por certo novamente tiveram aumento dos custos de produção ou simplesmente estão adequando suas margens de lucro ao que é comumente praticado no mercado. Chery não ia manter produção nacional e tais preços, fora isso tem mais margem pro concessionário, era difícil fora os grandes centros praticar os preços de tabela na Chery; um vez vi a tabela do concessionário, valores muito próximos aos valores que a Chery recomendava ser praticados.

          • E digo mais, a Chery teve que fabricar unidades 18/18 mesmo tendo estoque das 17/18 porque muitos preferirão pagar mais caro para ter o 18/18, ou não comprariam até que chegasse o 18/18 nas revendas.

          • Usado tem diferença, óbvio, porque quanto mais novo o ano de fabricação, maior a probabilidade de ter menos manutenções a fazer. Mas zero km? As marcas estão certas em aumentar preços a cada três meses?

  • Tenho simpatia por esse QQ, vi alguns videos de proprietários no youtube e gostei. Mas quero ficar com meu carro até conseguir um compacto elétrico.
    Uma das coisas que prejudicam as vendas é a falta de concessionárias, muitas fecharam.

    • Hoje, fora a falta de revendas, tem a incerteza da permanência ou não do modelo, enquanto não se vê um QQzinho nas CAOA não podemos cravar nada, se o mesmo terá vida longa ou seus dias contados com a chegada da nova gama de produtos.

        • O mesmo carece de ajustes, mas poderia ser mantido, entretanto creio que a imagem de produto de entrada é justamente o que a CAOA não quer nessa nova etapa da Chery, e como no passado trará modelos de maior valor agregado e tecnologia; não sei, mas não vejo um QQzinho ao lado de Tiggo2, Tiggo4(Tiggo5X), Tiggo7 e Arrizo5.

    • Há um movimento dentro das filiais brasileiras das montadoras no sentido de ampliar o mercado de híbridos/elétricos aqui. Creio que daqui para 2021 já comecem a pipocar os primeiros compactos híbridos.

  • Tudo o que preciso hoje é de um furgãozinho pra carregar minhas bikes. Heheh… Se a Chery alongasse o entre-eixos desse carrinho em uns 20cm, além de uma espichadinha extra na parte do porta-malas para criar um modelo assim, certamente ele estaria na minha lista.

  • Basta a CAOACHERY fazer o seguinte: 1) Abrir mais 50css; 2)Transformar o QQ em versão única completa e vender por 29.990,00; e 3) gastar 10% do valor de cada unidade vendida em marketing. Venderia 2 mil unidade por mês. Segundo i formações a fábrica tem capacidade para fabricar 50mil unidade por ano. Só o QQ ocuparia quase de 50%. O restante destinado pra Tiggo 2 e um Arrizo

  • Se trocar o eixo traseiro rígido por um de torção e trocar esse rádio por uma central nem q seja pequena com Bluetooth,pode ser que venda bastante.

  • Será que esse vai ser como seu irmão mais velho Face, que com dois anos de uso parece ter quinze? Acabamento amarelado e descascando no interior, volante com estalos assustadores, direção imprecisa, fora que o consumidor não consegue comprar peças em lugar nenhum… Enfim, tomara que a Chery tenha evoluído.

    • Tem vários QQ com muito mais de dois anos de uso por aí. Relatos de proprietários não faltam – tem até análise de QQ usado no YouTube.

      Agora, sobre o Face vi mesmo muitas críticas, que não vi se repetirem com QQ e Celer.

      • Concordo, ja tive Hyundai, mas neste caso da Chery sera apenas CAOA sem Hyundai, então a qualidade eu não sei mas a politica de preços com certeza ja esta alinhada com a industria nacional !
        Em tempo: a politica de preços da industria nacional é: Soca a bucha até o ponto em que trouxas ainda paguem !

  • Não sei até que ponto a Caos, ops, Caoa, vai influenciar nas vendas do QQ.

    Podem me chamar de careta ou de mente fechada, mas eu ainda não consigo confiar nos carros chineses. Não que as “pérolas” que a GM, Fiat, etc vendem por aqui sejam exemplos de projetos maravilhosos, mas pode ser que os chineses permaneçam conseguindo ser piores.

  • Acho um carro legal, nada demais, mas serve pra chacoalhar o mercado.
    Aqui em São José dos Campos tem uma concessionária a muitos anos e não dá a impressão que vai fechar não.
    Além disso a prefeitura está usando o QQ agora em vez dos Onix , Gols e Prismas da antiga geração.
    Pode ser que está parceria seja boa pra a marca visto que vc acaba vendo mais carros do modelo na rua.

  • Aguardando a Chery ter a ousadia de lançar um automático. Poderia entrar num nicho interessante. Entendo quando uma marca maior não faz isto para não canibalizar, mas vendo o portifólio da chinesa, e seu volume de vendas, daria fácil para vender algum tipo de automatização no QQ.

  • Então . . . saberiam dizer quando é que a engenharia da empresa irá adaptar um Turbo nesse QQ , da CAOA ? Claro , com todas as melhorias periféricas inclusas , aí demandadas , né ? Ficaria bem + interessante o carrinho , hein ! … ( eu até já sugeriria o nome: QQ , “Fu- ri-o- so e fogo pelas ventas !” . . . já pensou ? )

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email