Chery Hatches Preços

Chery New QQ 2019 tem aumento de preços e começa em R$ 28.740

Chery New QQ 2019 tem aumento de preços e começa em R$ 28.740

O Chery QQ 2019 ficou mais caro.


O subcompacto da marca chinesa, feito em Jacareí-SP, agora tem novos preços e eles começam em R$ 28.740. O valor é R$ 600 mais alto.

Além disso, as versões Look e ACT também ficaram mais caras. O mesmo acréscimo pode ser verificado na versão Look, mas a topo de linha ficou R$ 700 mais cara, passando a custar R$ 34.540.

O último aumento ocorreu há pouco mais de três meses.

Os preços são referentes às unidades produzidas neste ano. O Chery New QQ vendeu 3.215 unidades em 2017, muito por conta da greve que paralisou a planta de produção paulista durante algumas semanas.

Em janeiro, apesar do mês ser mais fraco, o pequenino chinês vendeu 345 exemplares, mais do que em dezembro, quando emplacou 332 unidades. Se manter esse ritmo, pode superar 4 mil unidades em 2018.

Chery New QQ 2019 tem aumento de preços e começa em R$ 28.740

Sem ameaça de greve, já que a CAOA assumiu o controle da operação nacional da Chery e promete investimentos de US$ 2 bilhões nos próximos cinco anos, o Chery New QQ 2019 pode enfim ter suas vendas liberadas com a produção normalizada.

Porém, aumento de preços não agrada ninguém.

Com 3,56 m de comprimento e 2,34 m de entre-eixos, o Chery New QQ 2019 até agora é o destaque da marca chinesa, pois o Celer vegeta no mercado nacional.

Grande aposta da gestão chinesa, o carrinho só emplacou bem no começo, quando a geração anterior tinha preço muito competitivo. Oferecendo uma aparência simpática, o pequeno tem um estilo próprio e um sorriso amistoso na cara.

Chery New QQ 2019 tem aumento de preços e começa em R$ 28.740

Mas, os planos da CAOA-Chery focam na produção e lançamento de utilitários esportivos, que é a categoria que está em evidência no mercado no momento. Por isso, o New QQ passa a ter a companhia do crossover Tiggo 2 em Jacareí.

Com a produção dos dois modelos, a planta deve manter um ritmo aceitável. Os demais SUVs deverão ser feitos em Anápolis-GO. Não se sabe como ficará a situação do modelo, pois as vendas são muito baixas.

Podendo ser equipado com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros e traseiros elétricos one touch, rádio com USB, airbag duplo, rodas de liga leve, faróis de neblina, ajuste elétrico de altura dos faróis, entre outros, o Chery New QQ 2019 vem com motor 1.0 12V de três cilindros com 74 cv na gasolina e 75 cv no etanol, além de 9,6 kgfm na gasolina e 10,0 kgfm no etanol. O câmbio é sempre manual de cinco marchas.

Confira abaixo os preços do Chery New QQ 2019:

  • Chery New QQ Smile 2019 – R$ 28.740
  • Chery New QQ Look 2019 – R$ 33.040
  • Chery New QQ ACT 2019 – R$ 34.540

Agradecimentos ao Lucas.

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Tosca16

    Duas coisas, é compreensível aumento de preço por ser modelo e ano 2018, segundo que ainda tem sim modelos ano 2017 modelo 2018 nas revendas e com o preço antigo. Muitos consumidores preferirão pagar o reajuste para ter um veículo 18/18, mas quem não quiser, sabendo que o modelo continua rigorosamente igual, vai no 17/18 e aproveita o preço antigo, ou ainda se quiser negociar creio que poderá ter mais descontos.

    • “Perguntador”

      Discordo. Se o modelo é rigorosamente igual ao anterior não tem motivo para aumentar o valor só por mudar de 17/18 para 18/18.

      • Tosca16

        Todas montadoras tem feito reajustes, o preço da Chery ainda é o mais baixo do mercado, é compreensível que a margem de lucratividade seja pequena no modelo e que agora não conseguirão controlar os aumentos de preços. O primeiro reajuste se deu após o aumento salarial na fábrica em Jacareí, o segundo foi dado no retorno aos trabalhos, por certo novamente tiveram aumento dos custos de produção ou simplesmente estão adequando suas margens de lucro ao que é comumente praticado no mercado. Chery não ia manter produção nacional e tais preços, fora isso tem mais margem pro concessionário, era difícil fora os grandes centros praticar os preços de tabela na Chery; um vez vi a tabela do concessionário, valores muito próximos aos valores que a Chery recomendava ser praticados.

      • Alvaro Guatura

        Concordo… a maioria iria de 17/18, afinal o que vale é o ano/modelo na tabela, e não o ano de fabricação.

        • Isso é tão repetido que já virou “verdade”… vai vender um carro 15/16 e outro 16/16 pra ver se pagam o mesmo… pode ser para loja ou para particular… sempre tem diferença.

          • Tosca16

            E digo mais, a Chery teve que fabricar unidades 18/18 mesmo tendo estoque das 17/18 porque muitos preferirão pagar mais caro para ter o 18/18, ou não comprariam até que chegasse o 18/18 nas revendas.

          • Gil de Piento

            Usado tem diferença, óbvio, porque quanto mais novo o ano de fabricação, maior a probabilidade de ter menos manutenções a fazer. Mas zero km? As marcas estão certas em aumentar preços a cada três meses?

  • Tosca16

    Segundo o que sei da fábrica, estão montando algumas Tiggo2 pra testes de componentes; em março a previsão é montar 600 unidades.

  • Louis

    Tenho simpatia por esse QQ, vi alguns videos de proprietários no youtube e gostei. Mas quero ficar com meu carro até conseguir um compacto elétrico.
    Uma das coisas que prejudicam as vendas é a falta de concessionárias, muitas fecharam.

    • Tosca16

      Hoje, fora a falta de revendas, tem a incerteza da permanência ou não do modelo, enquanto não se vê um QQzinho nas CAOA não podemos cravar nada, se o mesmo terá vida longa ou seus dias contados com a chegada da nova gama de produtos.

      • invalid_pilot

        Pessoal curte, mas ainda tem problemas com peças de reposição, fazendo muita gente desmanchar o carro e vender em partes por ser mais vantajoso.

        • Tosca16

          O mesmo carece de ajustes, mas poderia ser mantido, entretanto creio que a imagem de produto de entrada é justamente o que a CAOA não quer nessa nova etapa da Chery, e como no passado trará modelos de maior valor agregado e tecnologia; não sei, mas não vejo um QQzinho ao lado de Tiggo2, Tiggo4(Tiggo5X), Tiggo7 e Arrizo5.

    • Maycon Farias

      Meu sonho um elétrico.

      • RPM

        X2……

    • Pedro154

      Há um movimento dentro das filiais brasileiras das montadoras no sentido de ampliar o mercado de híbridos/elétricos aqui. Creio que daqui para 2021 já comecem a pipocar os primeiros compactos híbridos.

  • Paulo Lustosa

    É um carro que tem tudo pra fazer frente ao Mobi, porém tem que ser bem agressivo no pós venda e no marketing, e espero que a Caoa faça isso

  • Pedro Evandro Montini

    Tudo o que preciso hoje é de um furgãozinho pra carregar minhas bikes. Heheh… Se a Chery alongasse o entre-eixos desse carrinho em uns 20cm, além de uma espichadinha extra na parte do porta-malas para criar um modelo assim, certamente ele estaria na minha lista.

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Então espere o tiggo 2

      • Pedro Evandro Montini

        O Tiggo2 não serve. Tem que ser um furgão.

        • Hugo Leonardo Dos Santos

          Espere o novo Kangoo.

    • Silvio

      Kangoo ainda é vendido 0 km.

  • carloscomp

    Agora vai!

  • EXPEDITO ALVES CARDOSO

    Basta a CAOACHERY fazer o seguinte: 1) Abrir mais 50css; 2)Transformar o QQ em versão única completa e vender por 29.990,00; e 3) gastar 10% do valor de cada unidade vendida em marketing. Venderia 2 mil unidade por mês. Segundo i formações a fábrica tem capacidade para fabricar 50mil unidade por ano. Só o QQ ocuparia quase de 50%. O restante destinado pra Tiggo 2 e um Arrizo

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Se trocar o eixo traseiro rígido por um de torção e trocar esse rádio por uma central nem q seja pequena com Bluetooth,pode ser que venda bastante.

      • EXPEDITO ALVES CARDOSO

        Vdd. Igual os concorrentes!

    • Ronald

      Tu devia mandar o currículo pro seu Caolha, pra vaga de presidente…😂
      Na prática a teoria é bem outra….

  • celso

    A Gomes da Costa deveria usar o QQ como embalagem de suas sardinhas,KKKKKKKKKKKK.

    • Ronald

      Compre um QQ e ganhe as sardinhas grátis…😂

    • Pedro154

      KKKKKKKKKKK

    • TT 230

      Isso é bullying… :D

    • Felipe

      Porque não o mobi? A sim, porque é caro e não é econômico.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Se trocar o eixo traseiro rígido por um de torção e trocar esse rádio por uma central nem q seja pequena com Bluetooth,pode ser que venda bastante.

    • O consumidor real, em geral, nem se preocupa se a suspensão é eixo rígido ou de torção, mas sim, busca confiabilidade, design, preço, baixo custo de manutenção e revenda fácil.

  • Será que esse vai ser como seu irmão mais velho Face, que com dois anos de uso parece ter quinze? Acabamento amarelado e descascando no interior, volante com estalos assustadores, direção imprecisa, fora que o consumidor não consegue comprar peças em lugar nenhum… Enfim, tomara que a Chery tenha evoluído.

    • Gil de Piento

      Tem vários QQ com muito mais de dois anos de uso por aí. Relatos de proprietários não faltam – tem até análise de QQ usado no YouTube.

      Agora, sobre o Face vi mesmo muitas críticas, que não vi se repetirem com QQ e Celer.

  • Alvarenga

    Ja é o efeito Hyundai/Caoa !

    • Danilo Pelucio

      Hiunday-Caoa ultrapassou Toyota em qualidade de pós-venda 2017.

      • Alvarenga

        Concordo, ja tive Hyundai, mas neste caso da Chery sera apenas CAOA sem Hyundai, então a qualidade eu não sei mas a politica de preços com certeza ja esta alinhada com a industria nacional !
        Em tempo: a politica de preços da industria nacional é: Soca a bucha até o ponto em que trouxas ainda paguem !

  • Pedro154

    Não sei até que ponto a Caos, ops, Caoa, vai influenciar nas vendas do QQ.

    Podem me chamar de careta ou de mente fechada, mas eu ainda não consigo confiar nos carros chineses. Não que as “pérolas” que a GM, Fiat, etc vendem por aqui sejam exemplos de projetos maravilhosos, mas pode ser que os chineses permaneçam conseguindo ser piores.

    • Vá em uma CSS CAOA Chery o em uma JAC e veja a evolução. Não devem em nada aos tradicionais e custam quase o mesmo por isto.

  • Wagner Lopes

    Por mim podia ir logo pra 40K…..

  • JCosta

    O melhor aumento de preços…. do mundo.

  • The punisher

    Lixo! Sem mais.

  • Perse

    Se pelo menos o carro fosse bonito.. mas consegue ser mais feio que um Up kkkk

  • Xandy Paiva

    Acho um carro legal, nada demais, mas serve pra chacoalhar o mercado.
    Aqui em São José dos Campos tem uma concessionária a muitos anos e não dá a impressão que vai fechar não.
    Além disso a prefeitura está usando o QQ agora em vez dos Onix , Gols e Prismas da antiga geração.
    Pode ser que está parceria seja boa pra a marca visto que vc acaba vendo mais carros do modelo na rua.

  • José Barbosa

    Aguardando a Chery ter a ousadia de lançar um automático. Poderia entrar num nicho interessante. Entendo quando uma marca maior não faz isto para não canibalizar, mas vendo o portifólio da chinesa, e seu volume de vendas, daria fácil para vender algum tipo de automatização no QQ.

  • Corbin Hale

    Tendo 27 mil na mao e comprar um QQ eh ter muita vontade de ter um carro zero. Vou de um usado ou seminovo sem pensar duas vezes

  • Gran RS 78

    Foi só a CAOA assumir as operações da Chery que só esse ano eles aumentaram duas vezes os preços do QQ. Esse CAOA é um fanfarrão.

  • Sílvia

    Então . . . saberiam dizer quando é que a engenharia da empresa irá adaptar um Turbo nesse QQ , da CAOA ? Claro , com todas as melhorias periféricas inclusas , aí demandadas , né ? Ficaria bem + interessante o carrinho , hein ! … ( eu até já sugeriria o nome: QQ , “Fu- ri-o- so e fogo pelas ventas !” . . . já pensou ? )

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email