Chevrolet Híbridos Lançamentos Minivans Salões do Automóvel

Chevrolet Bolt chega ao mercado nacional em 2019 por R$ 175 mil

Chevrolet Bolt chega ao mercado nacional em 2019 por R$ 175 mil

O Chevrolet Bolt foi apresentado oficialmente pela General Motors no Salão do Automóvel 2018. O monovolume elétrico foi confirmado para 2019 com preço em torno de R$ 175 mil. O modelo, que tem inclusive um test drive para o público no evento nacional, era esperado há algum tempo por aqui e finalmente será uma opção diferenciada no portfólio da marca.


O compacto tem motor elétrico de 201 cavalos e autonomia em torno de 383 km, segundo a agência federal americana EPA. O Chevrolet Bolt chega ao mercado com conexão com internet através de rede 4G LTE e terá hot spot Wi-Fi. O elétrico tem bateria de 60 kWh. Ele mede 4,17 m de comprimento e 2,60 m de entre-eixos.

Além do Bolt, a GM apresentou o Chevrolet Camaro 2019, já atualizado com o novo layout e mudanças mecânicas, especialmente com a adoção do câmbio automático de 10 marchas, desenvolvido em conjunto com a Ford. O esportivo continua sendo oferecido nas versões cupê e conversível.

Chevrolet Bolt chega ao mercado nacional em 2019 por R$ 175 mil


Outra atração da GM no salão é o Chevrolet Cruze SS com preparação mecânica, que faz seu motor 1.4 Turbo de 153 cavalos pular para 300 cavalos, além de exibir mudanças estéticas para atrair o público presente. Não deve ir à produção, servindo apenas de chamariz no evento.

A montadora ainda apresenta toda sua gama de produtos, bem como anuncia 30 lançamentos até 2022. Assim como no Bolt, a GM anuncia internet 4G e Wi-Fi em toda sua gama de produtos a partir de 2019, ampliando a conectividade e tornando mais fácil a integração dos carros comuns ao sistema de compartilhamento Maven, que possibilitará aos proprietários alugarem seus carros.

O Onix Sound com sistema de som JBL e o Equinox Midnight são outras atrações da mostra. A montadora não mostrou nada de sua futura gama de produtos, que chega com a plataforma GEM para substituir a atual geração dos modelos Onix e Prisma. Os novos carros são um desenvolvimento em conjunto com a GM China, que tem a SAIC como sócia por lá.

 

 

 

Chevrolet Bolt chega ao mercado nacional em 2019 por R$ 175 mil
Nota média 3.2 de 5 votos

  • TijucaBH

    Como que o Bolt “foi” apresentado no salão se o evento para Impresa será hoje à tarde. Corrijam o tempo verbalpara “será”.

    • JoSantos

      Começou as 8h30, a Chevrolet foi a primeira a se apresentar.

  • Aguiar Romero

    Um absurdo de caro graças ao desgoverno “Lobbysta” que temos. Enquanto o resto do mundo tem incentivos fiscais para fabricantes e proprietários, aqui temos o desprazer de pagar caro para dizer que tem status de andar num carrinho elétrico.

    • Emanuel Schott

      Nada.. absurdo de caro porque elétricos são absurdo de caros mesmo. Um Chevrolet Sonic custa $18 K, um Bolt $37K nos EUA. São dois carros do mesmo porte, porem o elétrico custa o dobro.

      • Redrum

        Outro ponto: se o Tesla model 3 viesse nesse preço, sairia na media de um BMW Série 3 e todos iam achar uma pechincha, sendo que a Tesla promete um Model 3 a $35.000,00… pode não ser um super valor para um Bolt, mas se a Tesla conseguisse fazer essa conversão como a GM fez…

    • Ford Opala Attractive 200TSI

      Vai vender mais do que o Onix rsrsr

    • Good Doctor

      Mas esse aí é um “resto de rico” que eu quero ter usado

      • Bruno Carvalho

        Eu já pensei assim….imagina quando essa bateria não aguentar mais as cargas…a reposição deverá custar simbólicos 50 mil? Mais???

        • Good Doctor

          Faço igual meu celular, uso no carregador

          • Bruno Carvalho

            Boa!! Só tome cuidado e utilize o carregador original!!!! Hahahahahahahaha

  • th!nk.t4nk

    Muito dinheiro pra pouco carro (o i3 pelo menos era inovador, em fibra de carbono), mas tá no caminho certo. O que falta é uma política de incentivos séria pra eletromobilidade no Brasil. Sem isso o setor não vai deslanchar nunca.

  • Foonoslew

    Alguém aí tem um exemplo de quanto ficaria a diferença do valor do km em relação ao um carro que faça 16km/l e gasolina R$ 4,50/l … Porque do jeito o valor da energia anda subindo, subindo…

    • Emanuel Schott

      Na remota hipótese de não ter perda nenhuma de energia (sempre tem), gasta-se R$39 (60Kwh x R$0,60) pra carregar completamente a bateria. Considerando que ele roda 383Km com uma carga, da R$0,10/km. Na gasolina da R$0,28 com 16 Km/l.

      Considerando que a carga não será perfeita (há perda de energia no processo), a diferença é muito pouca pra justificar a compra nesse preço. Melhor partir pra um híbrido.

      • Foonoslew

        Hj o pessoal instala GNV… No futuro quem tiver carro elétrico vai colocar um gerador de energia a combustão kkk

        • NutheoTobba

          “Vendo Bolt 2018 com dois gerador Toyama. Foi instalado dois carburadores de Twister nos geradores (tenho os originais guardados)”

          • Thales Ricardo Santos

            Toyama só rodando na “podium”

      • TchauQueridos

        Pois é…
        Até onde vale a pena pagar mais caro para economizar depois?
        Sendo que um veículo leve a diesel gastaria em torno de R$0,16 e com etanol em torno de R$0,20.
        Já existem estudos que indicam que carro elétrico não causa menos poluição que veículos a biodiesel e etanol.

        • TijucaBH

          Tem outra coisa. A bateria tem vida util e é uma fortuna trocar por uma nova. Mesmo com a popularização, ainda será cara. O preço dos carros eletricos usados vao cair de forma logaritmica a cada ano de uso, pois quanto mais perto da troca da bateria, menor o valor do carro.

      • Dirceu M

        Muito bem explicado

      • Julio Alvarez

        a perda de energia é em torno de 15%. O que levaria o custo por km para R$ 0,12, menos da metade do carro que faz 16km por litro. Se colocar na cidade aí a diferença fica maior ainda, pois o carro a gasolina gasta mais, enquanto o eletrico gasta menos em trechos urbanos. E quem instalar placas fotovoltaicas em casa, tem energia “de graca” por 25 anos. O Bolt ainda é caro, quando chegarem elétricos mais conta passará a valer a pena.

        • Franklin Diego

          Então em suma, se comparado à um carro a combustão, o Bolt seria um carro “a combustão com autonomia de uma CG 160cc”… Fazendo na média de uns ~35km/l

        • Fellipe Borges

          E lembrando que 16 km/l já é um carro BEM econômico.
          A maioria dos carros vendidos no nosso mercado fazem em torno de 10km/l e olhe lá.

      • Augusto

        Se você considerar que o carro custa tranquilamente uns 50 mil reais a mais pelo fator elétrico, o que dá por baixo uns 120 mil quilômetros de gasolina, a situação fia surreal. Pra quem tem dinheiro e pode ajudar o meio ambiente, legal. Pra quem tem o orçamento um pouco mais apertado, é queimar dinheiro

      • Danilo

        E você acha mesmo que um cidadão comum vai parar para pensar se ele pega um ônix de 60mil ou um Bolt de 175? vocês estão discutindo como se isso fizesse lógica kkkkkkkkkkk, não são concorrentes, quem vai comprar estes carros são madames, ou empresários que gostam de coisa diferente para andar na cidade.
        Nos EUA também são muito caros! é uma evolução em questão de preço que os elétricos ainda não atingiram.

  • zekinha71

    Pra quem tinha medo que os elétricos iam causar falta de energia, está aí a resposta, só vão causar falta de saldo bancário.

    • Emanuel Schott

      60Kw é o que uma casa pequena gasta no mês. Agora multiplique isso por algumas cargas no mês e some a perda de energia na hora da recarga. Será mesmo que não causariam falta de energia se fossem adotados em massa?

      • Julio Alvarez

        carros elétricos em geral carregam durante a madrugada, onde o consumo geral e baixo.
        Além disso, é possivel a instalação de painéis solares para ajudar na economia e no fornecimento.

        • Schack Bauer

          Correto, além de poder aproveitar os excedentes da geração eólica.

          • Bruno Carvalho

            No Brasil de fato existe excedente na geração de energia eólica, porém não existem linhas de transmissões suficientes para esse aproveitamento. Na prática irá perder muita energia gerada e dependeremos de muito investimento (e tempo) para que possamos de fato aproveitar isso.

    • Louis

      Pra causar falta de energia, só se toda a frota se convertesse da noite para o dia… Isso é papinho de alarmista de teclado. Mas sim, é preciso ir investindo em fontes alternativas a medida que a frota de elétricos ir aumentando.

  • Emanuel Schott

    Não esperava mais barato. Eles são caros mesmo. O Bolt custa o dobro de compactos a gasolina nos EUA. Seguiu o padrão por aqui.

    • Vinícius

      Aqui custa o triplo, não o dobro. Se fosse o dobro, custaria no máximo R$ 130 mil.

      • SDS SP

        Só na conversão direta, dá quase 140k (considerando a versão LT vendida por 37,5k USD). Se colocar os impostos, até que o preço está condizente. É um “brinquedo” de nicho.

  • Thiago silva lima

    Sem contar que é recomendado a pessoa ter uns 20 mil reais a mais para instalar um sistema de energia solar em casa, pq se for usar a energia da rua, haja dinheiro…

  • BillyTheKid

    De algum ponto temos que começar. Agora só falta o Mito fazer o que prometeu e dar um jeito na quantidade absurda de impostos que pagamos, principalmente na importação de veículos. Que deixe mercado se auto-regular.

    • Não se esqueça que a palavra Mito e mitologia são parecidas, e não acredito muito em mitologia kkk.

    • sepchampions

      Uma reforma tributária decente leva tempo pra ser implantada, são Tamaras e quem planta Tamaras não as colhem. Era pro miserável do Lula ter feito isso em 2008, mais uns 5 anos estariamoe finalizando essa questão.

  • Confesso que imaginava algo em torno de R$150K… Mas a gente sempre é surpreendido com um valor a maior, né.

  • Louis

    201 cavalos, ainda mais sendo elétrico e compacto, este Bolt deve andar mais que muito esportivo por aí.

    • NutheoTobba

      E o torque?

      • Louis

        Sendo elétrico, deve ser bem alto e entregue em baixíssima rotação.

        • Hugo Leonardo Dos Santos

          O torque máximo é instantâneo

        • SDS SP

          Torque máximo já vem no “bater da chave”…
          Pena que é caro.

      • JoSantos

        36,7 kgfm

    • THEUS B

      esse negocio acelera mais que gti…

  • Razzo

    R$ 175.000 ?? Haja energia elétrica barata para compensar…

  • Dod, o verdadeiro :D

    Por esse valor será um brinquedo de rico metido a “cool”, provavelmente vegano e que só come alimentos orgânicos e prioriza a culinária viva. Isso se vender alguma unidade, porque se é pra gastar uma fortuna em um citycar elétrico um BMW i3 custa uns trocados a mais e tem mais apelo.

  • Phantasma

    A proposta é interessante, mas é ruim de convencer alguém a pagar esse valor.

  • Munn Rá : O de Vida Eterna

    GM Impact está ” feliz ” com seu ” netinho “

  • Gustavo

    Será carro vitrine devido a nossa precária infraestrutura elétrica, pelo menos tem um design agradável, diferente de outros elétricos como o i3.

  • Emygdio Carlos

    Até que enfim, a GM venderá um carro elétrico com preço bastante acessível e totalmente inclusivo.
    Que bom!

  • SDS SP

    Nos EUA, é vendido por 37,5k USD na versão LT. Só na conversão direta, da quase 140k BRL.
    Colocando os impostos, não me impressiona nada esse preço de 175k.

  • SK15

    Bem infelizmente sei que nunca comprarei um elétrico, irei continuar poluindo o meio ambiente … até pq com 175k tem várias opções melhores a gasolina.

  • invalid_pilot

    Vantagem é não ter rodízio e pagar 50% do IPVA em SP

    No mais não faz sentido o carro e o preço dele.

  • BuffyDawn Summers

    E lá vamos nós continuar queimando petróleo… 140 mil no mínimo para ter 1 elétrico? 😂😂😂😂😂😂

  • hinotory O

    Ainda leva uns 10 anos, no mínimo para se tornar viável.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email