Chevrolet Elétricos Minivans Preços

Chevrolet Bolt confirmado para outubro a partir de R$ 175 mil

Chevrolet Bolt confirmado para outubro a partir de R$ 175 mil

Tendo iniciado a corrida por preços de carros elétricos no Salão do Automóvel 2018, a General Motors agora confirma o que havia prometido na mostra paulistana, o preço sugerido do Chevrolet Bolt. O monovolume compacto e eletrificado feito em Lake Orion, Michigan, chega em outubro por R$ 175.000.


O Chevrolet Bolt chegará ao mercado nacional apenas na versão Premier, que deve apresentar um conteúdo melhor para quem decidiu ter seu primeiro carro da GM eletrificado no país.

Chevrolet Bolt confirmado para outubro a partir de R$ 175 mil

A minivan terá monitoramento em 360 graus, freios regenerativos e um display de 10,2 polegadas com informações do sistema elétrico. De acordo com a marca americana, a data das primeiras entregas ainda está por definir, assim como a estratégia comercial no Brasil.


Hermann Mahnke, diretor de marketing da GM Mercosul, diz: “O Bolt EV revolucionou o mundo por ser o primeiro carro 100% elétrico a combinar preço e autonomia semelhantes ao de um carro médio a combustão igualmente bem equipado. No Brasil, o Bolt EV simboliza para nós o início da era da eletrificação. É o primeiro grande passo para um horizonte mais sustentável, seguro e conectado, alinhado com a visão de futuro da General Motors de zero emissão, zero acidente e zero congestionamento”.

Chevrolet Bolt confirmado para outubro a partir de R$ 175 mil

Equipado com motor elétrico de 203 cavalos e 36,7 kgfm, o Chevrolet Bolt tem baterias de lítio de 60 kWh, que garantem autonomia de 383 km, de acordo com a americana EPA.

A GM diz que, além da recarga em tomada comum, o modelo pode adicionar mais 40 km de alcance em um carregador semirrápido em uma hora ou 145 km em 30 minutos numa estação de alta potência.

Chevrolet Bolt confirmado para outubro a partir de R$ 175 mil

O Chevrolet Bolt mede 4,166 m de comprimento, 1,765 m de largura, 1,595 m de altura e 2,601 m de entre eixos, tendo um bom espaço interno e porta-malas condizente. Mas, ele não será o único da GM em todo caso. A montadora já testa nos EUA sua variante crossover, chamada Bolt EUV, que pode chegar por aqui mais adiante.

 

Chevrolet Bolt confirmado para outubro a partir de R$ 175 mil
Nota média 4.5 de 2 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Fellipe Z

    Preço Excelente. Praticamente o msm praticado no mercado americano. N da pra reclamar do preço desse carro. Nosso dinheiro que é um lixo e não vale nada.

    • MarcioMaster

      Correto, porem mesmo assim não vale a pena só pelo intuito de economizar no combustivel fossil. Infelismente esse primeiros carros eletricos só abrirão o mercado, pois de fato não irão decolar, lamentável mas real.

    • th!nk.t4nk

      Eu sempre disse isso aqui: a maior discrepância entre o Brasil e o resto do mundo não tá nos preços dos carros, mas nos salários.

      • TchauQueridos

        Eu discordo em partes, pois no EUA o salário minimo gira em torno de USD $1500.
        No BR em torno de R$ 1000.
        O Corolla mais barato nos EUA é USD 19.500,00, sendo assim 13 salários mínimos.
        No br o mais barato é R$ 79000,00, sendo este 79 salários mínimos.
        Para ser equivalente ao EUA teria que ser R$ 6000,00 o salário minimo, oque é impraticável.
        Sem entrar no merito que a versão que é vendida nos EUA é muito mais equipada e já é modelo 2020.
        Então temos 2 problemas: os preços dos produtos vendidos no br e o poder aquisitivo do real.

        • Eric PB

          Mas o que vc falou justamente coaduna-se com o que o colega falou, são os salários. Atrelados a isso preço do produto reflete a alta carga de tributos e o fato que importamos tecnologia e não a desenvolvemos, isso tudo ajuda a encarecer o preço do que é vendido aqui.

        • Na verdade nosso salário mínimo deveria ser uns 1000 dólares (4 mil Real), e o preço de todos os produtos deveria se manter igual em Real. Assim nosso poder de compra seria parecido com o americano, lógico que isso é impossível. Mas quando o Real foi criado valia 1 Dólar, e a gasolina custava 55 centavos de Real. Lógico que o salário era menor.

        • Marlon Jean Walecheski

          Se você usar o dolar hoje, o preço do Corolla esta na faixa dos $20.000,00 dolares, e o salario na mesma conversão é de 250, então é o salario que esta baixo, mas infelismente não temos como subir ele!

        • th!nk.t4nk

          Ué, você acabou de mostrar que os carros custam quase o mesmo, e que a diferença é justamente só os salários hehe. Logicamente isso varia de carro pra carro, mas um exemplo interessante: Golf e Passat custam menos no Brasil (convertendo) do que na Alemanha. Porém, os baixos salários jogam o poder de compra lá pra baixo.

        • Mr Rafael

          Transfromando tudo em dólar , verá que o brasileiro ganha míseros USD 250 $ ! Sendo assim , casou houvesse um americano com esse mesmo salário , o corolla custaria aproximadamente 78 salários mínimos … nosso salário é baixíssimo e os impostos também não ajudam .

  • Julio Alvarez

    A versão Premier custa US$ 41.000 nos EUA. Os R$ 175k são quase isso só convertendo o dólar. Não sei se vão manter esse preço.

    • Fora o subsidio do governo para elétricos que gira em torno de $10mil usd.

  • Airplane

    Mais caro que o novíssimo Toyota RAV4 Hybrid S ( R$ 169.990 ) !

    • Roger

      Sim, é realmente muito caro, mas os veículos 100% elétricos costumam ser mais caros que os híbridos. O Bolt custará mais ou menos o mesmo que o Nissan Leaf. Eu acho o Bolt melhor que o Leaf. Mais potente, bonito e com carregamento de bateria bem mais rápido. Deveria haver mais incentivos fiscais para esse tipo de carro. Tudo tem que ter um começo. Além disso, com essas greves de caminhoneiros cada vez mais frequentes, ter um elétrico é vantagem. Infelizmente, até ser mais acessível, vai demorar…

    • Hybrid e elétrico não é a mesma coisa, pesquise mais.

      • Airplane

        Claro que não são. Os híbridos são mais adequados ao Brasil pois aqui a estrutura para os elétricos é quase inexistente.
        Corrija sua frase de ” ..não É a mesma coisa” para “… não SÃO a mesma coisa … ” .

        • Edson Fernandes

          Taí um exemplo do que eu penso tbm. Não tem infraestrutura e eu tbm iria de hibrido.

          Me parece uma definição mais realista ainda mais pq o Rav4 apesar de nõa ser nenhuma pechincha, tem preço convidativo no mundo de altinhos medios.

  • Domenico Monteleone

    Esse carro é minusculo, vi no salão, parece menor que o Fit

    • th!nk.t4nk

      É bem pequeno mesmo, mais pra ser um segundo carro ou pra quem é solteiro. É o mesmo caso do Zoe.

      • Edson Fernandes

        Mas o Zoe é mto menor… esse ao menos carrega 4 sem mtos problemas.

  • Samuel Jesus de Sousa

    O preço até que tá justo convertendo com dólar! *Ah mas não pode converter direto… Claro que pode, ou você acha que as montadoras deixariam de lucrar só para acompanhar a moeda fraca de um país? Elas lucram todas em dólar

    • TchauQueridos

      Só lembrando que não acompanha o câmbio quando o real valoriza!
      Dólar sobe os preços sobem, dólar cai os preços sobem!

    • Então pelo menos valorize o trabalhador com salário mínimo equivale girando em torno de 6mil, o que acha? aí seria justo cobrar esse preço.

      • th!nk.t4nk

        Sim, mas pra isso o país precisa enriquecer. Se de um dia pra outro os salários mínimos fossem pra 6 mil, o maior empregador do país (o próprio governo) quebraria instantaneamente. Não tem de onde sair esse dinheiro, nem mesmo se eliminasse toda a corrupçao do país. A economia precisa crescer e muito antes que os salários possam subir, é matemática básica. Você só distribui o que tem.

  • Edu

    Poderia ter uma versão com cavalaria menor e maior autonomia. Motor elétrico de 203cv me parece muito para um carro dessa categoria. Aceleração de 0…100km/h em 7s: é mais rápido que muito modelo metido a esportivo.

    • Julio Alvarez

      A relação entre potência e consumo não é tão direta como nos carros a combustão. O ganho em reduzir o tamanho/potencia do motor eletrico é muito pequeno.

      • th!nk.t4nk

        É, no caso do que ele propôs o ganho seria maior nos custos do motor em si (já que usaria bem menos Cobre, por exemplo), só que isso é pouco frente aos custos da bateria. E tem a questao do marketing também: muita gente só compra elétrico por conta do desempenho, porque raramente a economia mensal amortiza a diferença no custo do produto ao longo do tempo (pelo menos por enquanto). O povo quer a “experiência do elétrico” pra pagar esse prêmio.

  • Governo dando 100 mil de subsidio ainda ficaria caro.

  • mojave

    Acho que vivo em outro planeta . Alguem escreveu: preço excelente. Talvez seja excelente p quem nao precisa economizar. Mas justamente os que precisam nao podem compra-lo.

    • Fellipe Z

      preço excelente tendo em vista os valores do mercado americano. Vendendo por 41mil dolares la, e 41 mil dolares aqui. Ja o corolla com preço americano é uns 75mil, e aqui ja parte de 90mil o de entrada…

  • Daniel dos Santos

    Preco de fusion hybrid

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email