Chevrolet Elétricos EUA Mercado

Chevrolet Bolt é desafio de aerodinâmica mas gera desconfiança

chevrolet-bolt-2017-3

O Chevrolet Volt parece muito bem resolvido para o mercado americano. É um liftback bem equilibrado e bastante aerodinâmico. O mesmo se pode dizer de outros elétricos propostos para os EUA, entre eles os modelos da Tesla, em especial.

Mas se o Volt parece equilibrado, o mesmo não se pode dizer do compacto Bolt. Ao contrário das propostas de liftback, sedã e até crossover da concorrência, o compacto da GM é pouco aerodinâmico e tem a proposta de oferecer espaço de médio dentro de um compacto.

chevrolet-bolt-2017-2

Lembrando um Honda Fit, o Chevrolet Bolt é um elétrico que só concorre com o Tesla Model 3, por exemplo, apenas em preço e autonomia. A proposta da GM cairia bem num carro comum, mas no caso de ser um elétrico de baixo preço para o americano, parece não ter sido a decisão mais feliz.

Mesmo com previsão de chegar antes, o Chevrolet Bolt não parece empolgar. Mas o maior problema é que seu formato o impede de evoluir. Com 0,32 cx, o elétrico tem o mesmo coeficiente aerodinâmico que a recém-lançada van Volkswagen Crafter.

chevrolet-bolt-2017-1

Praticamente todos os Tesla (S e X) têm 0,24 de cx, o mesmo do Novo Toyota Prius. Em um carro elétrico, a aerodinâmica é uma parte importantíssima da eficiência energética do veículo. Para a GM, o Bolt exigiu aletas e canards introduzidas no desenho para tentar reduzir o arrasto por conta de sua forma ovalizada.

O próprio designer-chefe do projeto, Stuart Norris, confessou que o desenho do Chevrolet Bolt é um “desastre para a aerodinâmica”. Para piorar as coisas, o Model 3 é esperado para ter 0,21 de cx, o que permitirá obter mais rendimento de suas baterias de lítio, traduzindo-se em maior autonomia. A proposta atual é de 346 km.

[Fonte: Automotive News]





  • Pacheco

    Deveria vir como Spin.
    Muito bonito… curti hein.

    • Mumm Rá

      Sim gostei muito desse carrinho embora confesso que fiquei ” chateado ” com a GM desde a caso nebuloso do GM Impact ( Saturn EV1 )

    • th!nk.t4nk

      Bonito? Tá de sacanagem né… Esse Bolt ficou zoado demais. Tá cheirando a mais um mico.

      • Pacheco

        Puxa amigo, da um role na concessionaria Chevrolet daqui do Brasil pra vc ver o que é carro zoado. Se não achar tanto, vai na Toyota e ve o Etios Platinum.

      • Rafael Trindade

        Acho ele melhor que o Fit.

        • th!nk.t4nk

          Acho os dois infelizes com tantos vincos e recortes, a traseira é poluída demais. Nessa onda de fazer coisas “modernosas” estão perdendo a mão.

          • Rafael Trindade

            O Fit é um grande carro, no conjunto total, ele é econômico, tem um certo conforto, só que é “meio” feio. Minha opinião é claro, mas achei este GM, um pouco melhor, por lembrar muito o Fit.

    • Rafael Trindade

      Concordo.

    • V12 for life

      Se não me engano usa a plataforma do Volt que é a mesma do novo Cruze, então seria mais uma substituta da Zafira.

      • Luis Burro

        Lembra um pouco a Zafira,mas a Opel é mais bonita.

      • Pacheco

        Em termos estruturais sim. E parece ser grande.

    • Alvaro Guatura

      Também gostei MUITO

  • Rafael Rodrigo

    Acho que aki no Temerzil faria sucesso, pois compactos tem um grande mercado, ainda mais com um preço razoável e essa autonomia de mais de 300km.

  • Douglas

    0,32 não é ruim, o Agile por exemplo é 0,37 e o Fusca 0,48.
    E o que importa mesmo é a área frontal corrigida, que é o coeficiente aerodinâmico multiplicado pela área frontal.

    • !Marcelo Surf!

      Acontece que os elétricos tendem a ter menor coeficiente de arrasto para melhorar a eficiência energética e neste caso acaba sendo medíocre os 0,32

      • Rafael Trindade

        Para o chefe do projeto dizer que é um fracasso… imagine quando começar a ser vendido, lembra do caso do Pontiac Astek.

        • V12 for life

          Aerodinâmica ruim é bem diferente de design horrível.

  • raf mandwolf

    Bem, pode falar pro dono de Bolt que tem o mesmo cx de um McLaren F1 ;D Só não tem o resto…

  • Eduardo Forneck

    Que vergonha GM, depois estão quebrados precisando de ajuda do governo e ninguém sabe porque. Quem projeta esses carros? Até mesmo o Volt tem aerodinâmica péssima pela sua proposta e formato (0,27) enquanto que carros a gasolina como A4 novo chegam a (0,23). Os caras fazem um carro do zero e só depois descobrem que tem aerodinâmica horrível, agora sei porque terá essa autonomia com uma bateria de ~60 kWh, enquanto que o Model 3 fará a mesma distância com uns ~45 kWh pela melhor aerodinâmica.

    • th!nk.t4nk

      Tanto o Volt quanto o Bolt foram bolas-fora da GM no segmento de elétricos. O Volt ficou conhecido por pegar fogo expontaneamente. Já o Bolt é feio e tem custo x benefício ruim.

      • V12 for life

        O Bolt é lindo, feio é a Capivara.

  • Fabio Marquez

    Se nada der certo, arranca essa parafernália elétrica, tira partes caras da estrutura, coloca motor familia I e lança no Brasil como substituta da Spin…

    • GPE

      Booooaaa

    • V12 for life

      Ia comentar a mesma coisas, e quem sabe possamos sonhar com os prometidos Ecotec Turbo.

    • Fábio

      Pois eu acho que a GM poderia fazer isso desde já, dando certo como elétrico ou não. Nossa Spin é feinha demais. Eu não conheço um que acha aquela capivara bonita. E esse design do Bolt aí eu curti demais.

      • Luis Burro

        Pior q a Spin tbm me lembra uma capivara,principalmente o “focinho”.

  • Luis_Zo

    Tem um detalhe técnico bem importante. 0,32 é ruim para um elétrico, porém para um Hatch até que é descente. O formato Hatch limita bastante descer abaixo da casa do 0,30. Na matéria as comparações são todas com outros elétricos porém em versão Sedan, o que naturalmente tem Cx mais baixo e vão “fácil” abaixo da casa dos 0,30.

    Mais um detalhe importante. A forma de medição das americanas é “mais correta” (os tuneis tem seu Cp longitudinal proximo a zero, ou a uma estrada sem vento). A divulgação das europeias (exceto bmw) e das japonesas sempre tendem a ser menor que o real (tuneis “curtos” – com gradiente de Cp que maquiam o resultado). A própria GM mediu um Prius no seu túnel de vento, que a toyota divulgava como 0,27, e deu 0,29 (ou seja, bem “roubado”).

    Sobre a VW Crafter eu truco fácil esse 0,32. Ja medi carros hatchs pequenos da VW em um dos tuneis de vento mais modernos da atualidade e peguei valores 0,030 (em media) maiores que os divulgados. Em uma van, devido a sua grande área frontal em relação à entrada da zona de aspiração de ar, um túnel de vento costuma medir bem abaixo do “real” devido a diferença de Cp entre a frente do carro e traseira proporcionarem uma resultante de força no sentido de trás pra frente do carro (ou seja, diminuindo a força – e logo o Cx – medida na balança).

    • Luis Burro

      Q interessante!Como é medida a área frontal?A profundidade tbm não é levada em consideração?

      • Luis_Zo

        Oi Luis.

        A área frontal é a imagem projetada do veículo em uma “parede”. Basicamente o modo mais simples de medir é usar um laser com facho perpendicular ao chão, colocar o carro perpendicular a esse facho e ir “contornando” o veiculo. A área dentro desse contorno é a área frontal.

        Não se leva em consideração a profundidade.

  • Luis Burro

    Não sei como funciona o cx,pq pelo q sei o DS 5 tem 0,25 ou 0,24 e tbm é minivan.Lembro de um protótipo da opel q era uma minivan e tinha 0,23.Então não sei como este tem um considerado ruim pra categoria.

    • th!nk.t4nk

      Você mesmo respondeu. O Bolt tem 0,32. Mesmo pra uma minivan é um valor bem ruim, o que revela projeto mal-elaborado.

      • Luis Burro

        O q acho interessante é q carros com quase o mesmo desenho,tenham coeficientes bem diferentes.Outra,nunca entendo pq hatchs tem geralmente cx maior q sedans.



Send this to friend