_Destaque Chevrolet Sedãs

Chevrolet Cobalt 2017 tem consumo melhorado com direção elétrica e câmbio de seis marchas

chevrolet cobalt 2016

Depois do Onix e do Prisma, a Chevrolet está preparando o lançamento da linha 2017 do Cobalt no mercado brasileiro. Conforme mostra a tabela de consumo do programa brasileiro de etiquetagem veicular do Inmetro, o novo sedã trará, entre as novidades, direção elétrica e transmissão manual de seis velocidades (ou automática de seis marchas) em todas as versões.

Os motores do Cobalt 2017, porém, são os mesmos 1.4 litro e 1.8 litro oferecidos atualmente. No entanto, é de se esperar que esses propulsores recebam aprimoramentos, assim como nos modelos menores da Chevrolet. O bloco menor deverá adotar novos pistões, bielas e anéis, mudanças no módulo de comando, no sistema de refrigeração e no gerenciamento de cargas elétricas, entre outros.

chevrolet-cobalt-2016-avaliação-NA-19

Devido a isso, o carro está mais econômico. No modelo 1.4 manual, o consumo é de 8,5 km/l na cidade e 10,4/l na estrada com etanol e 12,5 km/l e 15,1 km/l, respectivamente, com gasolina, com classificação “A” na comparação relativa na categoria e na comparação absoluta geral, com selo Conpet de eficiência energética.

Já o 1.8 manual registrou 8,3 km/l e 10,4 km/l com etanol e 12,1 km/l e 15,1 km/l com gasolina, com notas “A” e selo Conpet. Por fim, o 1.8 automático conseguiu consumo de 7,6 km/l e 10 km/l com etanol e 11,1 km/l e 14,4 km/l com gasolina, com notas “A” na comparação relativa na categoria e “B” na comparação absoluta geral, com selo Conpet.

A Chevrolet deverá anunciar o novo Cobalt nas próximas semanas.





  • pedro rt

    ainda falta a spin, montana, tracker e camaro pra chegarem na linha 2017

    • The Monster Man

      A montana já chegou e perdeu a versão Sport.

  • Pacheco

    Coitado de quem comprou o Cobalt com a cara nova com o cambio de 5 marchas e meses depois chega o carro com novo cambio e ajuste de motor. Eh Chevrolet, ta “serto”.

    • Leonel

      Haha…pois é, eu só duvido e muito destes números de economia. Na estrada, eu não duvido, mas na cidade esse 1.8 fazendo 11 KM/L? Sei não…

      • SDS SP

        Gosto de usar o INMETRO como parâmetro, pois o protocolo de teste é o mesmo para todos.

        • Leonel

          Claro, não estou dizendo que é uma mentira, apenas estou em dúvida como foi aferido essa média. Como eu disse, eu duvido que faça 11 km/l na cidade em trânsito pesado e com ar condicionado ligado. O famoso “arranca e para”, isso é andar na cidade.

          • SDS SP

            Certamente, pois vejo muita gente aqui mesmo postando consumo de “carro híbrido”…
            Vejo essa média do Cobalt como um tanto otimista…

            • Alex N.

              Ou então o cara tira o pé e o computador de bordo mostra um consumo baixíssimo e o cidadão pega aquilo como base kkk

        • Alex N.

          E os dados do app são bastante confiáveis, já fiz vários tira teima com vários carros e fica muito próximo.

      • Pacheco

        Eu tbm duvido, mas ouvi relatos que os testes do Inmetro são até modestos perto da realidade.

  • dallebu

    Qualquer semelhança com o motor do Monza é mera coincidência. Não pera…

    • Pacheco

      Esse na verdade é o motor Familia I, do Corsa, Celta e Montana.

      • dallebu

        Família 1 e 2 são da mesma (velha) época, e apenas versões de tamanho diferente de um mesmo projeto, tanto é que tirando o tamanho o aspecto é o mesmo…

        • Andre Maruska

          Eca… hahahahaha
          Imagine agora o motor do Cruze 1.4 turbo no resto da gama… ia vender que nem agua o Cobalt apesar de todo o resto.

          • ViniciusVS

            O Cobalt só tem tamanho, na prática é um carro leve nada além de um Prisma esticado, se não me engano pesa somente 50kg a mais que o prisma, logo se usar aço de ultra resistência nesse carro ele ficará com o mesmo peso do Prisma antigo. um motor 1.0 Ecotec mesmo aspirado consegue fazer esse carro sair do lugar ainda que fraco mas no transito ele vai tranquilo assim como o Versa 1.0, levando isso em consideração o motor ideal para esse carro seria o 1.0 Ecotec TurboFlex pois na cidade ficará econômico e suficiente no anda e para, e na estrada terá bom torque quando necessário.

            Mas é aquilo, povo aqui compra motor e carro pelo tamanho, então provavelmente usará o 1.8 Ecotec em um futuro próximo. nesse carro terá desempenho de sobra mas o consumo de 1.8 na cidade o que acho desnecessário.

        • Pacheco

          O Família I era destinado aos 1.0 até 1.8 (o 1.8 áspero e beberrão usado na Meriva, linha Fiat e atualmente no Cobalt e Spin). O Família II era do 1.8 até o 2.4.
          O motor 1.8 8V Família II era um dos melhores da linha. Era bem macio e andava bem. O Astra 1.8 sempre foi mais gostoso de guiar que o 2.0 8V.

          Os modelos 2.0 16V, 2.2 16V e 2.4 16V ainda tinham arvore balanceadora para eliminar as vibrações do motor.
          São famílias diferentes, porem motores bom em durabilidade. De concepção básica e bem parecidos.

          • dallebu

            Exatamente.
            Obs.:Quando falei em tamanho me referia ao tamanho físico do bloco e não á cilindrada rsrs

            • Pacheco

              Sim, acho que a diferença é pouca. A relação deles é diferente tbm.

              Foram bons motores e cumpriram sua função. Porem a Chevrolet deveria ter lançado os Ecotec a muitos anos aqui.

          • GPE

            Tinha 2 motores 1.8?

            • Mr. On The Road 77

              Sim, FI e FII. Só que os FI deveriam ir até somente 1,600. Acabaram aumentando o FI para 1,800.
              Já os FII começaram em 1,600.
              Então tivemos dois 1,600 e dois 1,800.
              Eram motores bem diferentes. Tanto que no cofre do Corsa não cabe FII, por exemplo.
              Só leigos acham que são iguais.

            • Pacheco

              Juntos não… o Kadett e o Astra usaram o Familia II só.
              O Familia I 1.8 foi usado no Corsa Alemão, Meriva em Montana, quando o 1.8 já tinha morrido nos médios (isso em 2002).

              Quem já dirigiu um Corsa 1.8 e um Astra 1.8 sabe a diferença dos 2.

            • SDS SP

              Sim, a grande diferença entre os dois é o tamanho do bloco que no F2 pesa 30kg a mais em relação ao F1. O último carro que fez uso desse propulsor foi o Astra.

    • Alex N.

      1.8 Fiat e Jeep é esse mesmo, não é?

  • Erismar Araujo

    O novo, novo cobalt tá interessante agora! Acho q agora vai brigar bem com o City, isso se não aumentar ainda mais os preços!

    • th!nk.t4nk

      O problema é depois de uma colisão. Em um você e sua família morrem, no outro ainda tem chances de sobreviver :)

  • Gran RS 78

    O Cobalt ficou bem melhor com essa reestilização mas bem que a GM poderia trocar o velho motor 1.8 pelo 1.6 16v do Sonic ou mesmo o 1.8 16v ecotec do antigo Cruze, que iria casar muito bem com esse modelo.

  • Lucas086

    O Cobalt merecia um motor mais moderno, o City apesar de menor, tem motor um pouco mais potente e isso conta, sem falar no consumo, impressionado com o selo Conpet em algumas versões.

    • Erismar Araujo

      Mas o consumo do Cobalt segundo inmetro ficou muito próximo do City! Acho q essa briga se resolve nos descontos de cada CC. Por mais q o 8v seja antigo, conseguir essas marcas de consumo é muito louvavel. Esperar pra ver!

    • ViniciusVS

      E o torque?

  • Kaian Reis

    Qual será melhor compra esse Cobalt 1.8 com novo câmbio manual de 6 marchas ou um Versa 1.6 manual?

    • Solaire Of Astora

      Melhor guardar seu dinheiro…

    • Wellington Myph13

      Versa Manual tem 14% desconto no PJ, e eles conseguem esse desconto pra PF, só tem que esperar chegar com nota de Fabrica.
      Meu sogro acabou de comprar um.
      Versa é mais leve, gasta menos e tem revisões mais baratas, mas o Cobalt é mais confortável e menos barulhento que o Versa…

      • Ricardo Rangel Lirio

        Para um uso “normal” o Cobalt é um carro delicioso de se dirigir, principalmente em rodovias.

        • Eduardo Sad

          Muito bom mesmo. Extremamente espaçoso, bom espaço para as pernas do motorista, principalmente descanso da perna esquerda. Comando de em reagem leve. Câmbio de engates leves e precisos. Volante de boa empunhadura. Silêncio geral a bordo e excelente estabilidade. São pequenas qualidades individuais que somadas trazem sim grande satisfação em dirigir. Em Setembro do ano passado, cheguei a rodar 1600km em um único dia, sem cansaço algum ao fim do mesmo.

          • Ricardo Rangel Lirio

            Estou no meu segundo e não tenho do que reclamar. Quase 200 mil km rodados na soma dos dois. Do jeito que entro nele de manhã para trabalhar, saio no final do dia. Ergonômico, freia bem, silencioso, muito estável, espaçoso transversalmente, longitudinalmente, no porta-malas.
            Rodo muito e por estradas de serras do sul de minas onde curvas são mato fora o sobe e desce.
            Claro que poderia ser melhor e mais barato, mas não fica atrás de nenhum concorrente ao meu ver.

            • Eduardo Sad

              É realmente um carro muito estável e equilibrado. Impressionante como é possível viajar praticando uma excelente média de velocidade neste carro, mesmo em estradas mais sinuosas, sem sustos. Obviamente, não é um carro esportivo, mas o dinamismo do carro vai muito além daquilo que a imagem conservadora dele passa. A questão é que a grande maioria das pessoas quando anda num modelo como este o faz na condição de táxi, em meios urbanos e não tem como chegar a essa conclusão. Rodo tbem principalmente em Minas, nas mais variadas condições. Estou no meu primeiro cobalt, com quase 90mil km, tbem sem sustos ou desgostos. A manutenção é baixíssima. Nestes 4 anos de companhia posso dizer seguramente que o veículo me proporcionou enorme retorno financeiro. Realmente gosto do carro e considerarei a troca pelo mesmo modelo no futuro. O nível de conforto ao dirigir, pelos pontos já elencados, me obrigaria a gastar uma quantia muito maior para ter o mesmo nível de conforto. Sedans com espaço semelhante e um pouco mais sofisticados estão com preços proibitivos demais

  • Leonel

    Eu duvido que esse 1.8 faça 11 KM/L na cidade, seja manual ou automático, mesmo com 6 marchas. Tem 1.4T novíssimo e com muito mais tecnologia embarcada que faz pouco acima disso…não devem ter testado em trânsito pesado, suponho eu.

    • Hugo Leonardo

      Esse consumo é numa cidade plana, com um motorista desnutrido, de madrugada, com todos os sinais verdes e com o vento a favor do carro.

      • Leonel

        haha não quero ser tão exagerado, mas eu acho que se fizer 9 km/l é muito, em trânsito pesado (arranca, para e etc).

      • ViniciusVS

        Ou com o carro desligado descendo a imigrantes kkkkkk

        • thi

          ou parado com um telão e as paisagens passando shuahsuahsuahs

    • Janduir

      Em Brasília deve fazer fácil…

  • Fábio Henrique

    Essas mudanças pouco tempo depois de um lançamento dão a impressão de falta de planejamento

    • Zoran Borut

      Pelo contrário, são propositais. Observe bem que toda empresa fabricante de bens de consumo faz isso atualmente.

  • Solaire Of Astora

    Duro de acreditar que esse 1.8 do chevette possa fazer 15km/l na estrada.

  • thi

    rapaz alguma novidade da vw aqui para o brasil? nem mundialmente esta lançando nada??

  • erick

    A GM apanhou tanto tempo da FIAT (Familia Palio Fire) e da Volksfrauden (até no Gol G5)… hoje inverteu o jogo, por isso é lider desde que lancou Onix e Prisma.
    A FIAT precisa acordar e reagir (facelift e novos motores no Palio e cia) para retomar pelo menos o 2° lugar (Ford Ka e HBosta 20 estao muito bonitos e economicos).

  • Jeremias Flores

    mas o Cobalt só esta disponível na configuração 1.8 no site.

    • Wellington Myph13

      1.4 só pra PJ

  • Alexandre

    Essas estratégias toscas da GM só me faz pensar: Quebra de novo que nem em 2010 pra ver se (re)aprende…

  • The Monster Man

    Que evolução, minha montana 1.8 faz 5 km/l na cidade e 8 km/l na estrada com etanol.

  • Edson Fernandes

    Curioso.

    O carro é até bem acertado, só que MUITO caro pelo que oferece. Quando eu vejo que esse carro que já deveria ter um ar digital, mais air bags é onde fica a pena.

    Mas me chama atenção que sedans compactos poucos tem mais de 2 air bags.

  • RKK

    Resta saber o quanto caiu efetivamente a potencia do veículo para se enquadrar no consumo.

    • Erismar Araujo

      Talvez não perca potencia, pode-se até ganhar se conseguir de fato reduzir atrito e peso!

      • RKK

        Não acredito nesta hipótese. O propulsor tem projeto bem antigo e para conseguir mais potência a GM enriquecia a mistura. Por isto era gastão.

  • Alex N.

    Sempre vejo os números com etanol, faço as contas consumo vs preço e nunca consegui ver vantagem no uso desse combustível! Se alguém que usa puder me ajudar, agradeço!



Send this to friend