_Destaque _Featured Chevrolet Lançamentos Minivans Sedãs

Chevrolet Cobalt e Spin chegam à linha 2017 com motor 1.8 mais potente e eficiente

Cobalt LTZ 2017

Depois do Onix e do Prisma, a Chevrolet anunciou a chegada da linha 2017 do sedã Cobalt e da minivan Spin. No entanto, ao contrário dos modelos maiores, as duas novidades seguem sem mudanças no visual e no desenho interno, com foco em melhorias no conjunto mecânico. O motor 1.8 litro que equipa os dois automóveis agora faz parte da geração ECO, com mais potência e torque numa rotação mais baixa, além de consumo de combustível reduzido.

A nova versão do propulsor consegue entregar 106 cv de potência com gasolina e 111 cv com etanol, a 5.200 rpm, e torque de 16,8 kgfm a 2.800 rpm e 17,7 kgfm a 2.600 rpm, respectivamente. Para efeito de comparação, a unidade antiga gerava 106 e 108 cv, a 5.400 rpm, e 16,4 e 17,1 kgfm, a 3.200 rpm. Junto a ele está uma nova transmissão manual de seis marchas ou automática, também de seis velocidades, agora com comportamento mais suave e inteligente em diversas situações de tráfego.

Entre as mudanças, o conjunto de pistões, bielas e anéis foi redesenhado e ficou mais leve. Além disso, os anéis de pistão e o tipo de óleo lubrificante (0W20) foram alterados, assim como a taxa de compressão, ajustada para melhor desempenho. O módulo eletrônico, que controla as diversas funções do motor, está 40% mais rápido e potente. A lista inclui ainda novos sistemas de arrefecimento de gerenciamento de cargas elétricas.

Cobalt LTZ 2017

Há ainda freios mais eficientes energeticamente, novos rolamentos, pneus “verdes” (de baixa resistência a rolagem) e suspensão com recalibração das molas, amortecedores e batente, novos cubos de roda e barra estabilizadora e redução de 10 mm na altura. Outra novidade é a adoção da direção com assistência elétrica progressiva, em substituição ao sistema hidráulico, e o indicador de mudança de marcha no painel de instrumentos.

Tanto o Cobalt como a Spin receberam também mudanças estruturais, visando menor peso e maior rigidez. Mais de 100 componentes foram aperfeiçoados, aumentando a aplicação de aço de alta resistência em painéis e reforços. O sedã ficou até 36 kg mais leve, enquanto a minivan recebeu redução de 33 kg.

A Chevrolet Spin 2017 conta ainda com grade ativa do radiador, que tem como objetivo reduzir o arrasto aerodinâmico através do controle de abertura e fechamento das aletas, restringindo assim a entrada de ar para o compartimento do motor quando não demandado pelo sistema de arrefecimento ou pelo ar condicionado do veículo.

Cobalt LTZ 2017

O sistema inclui uma estrutura externa que abriga palhetas transversais, enquanto a abertura e o fechamento do sistema são feitos de forma automática através de comandos da central eletrônica do veículo. Com isso, há redução no arrasto aerodinâmico, redução das emissões de CO2 e consumo de combustível, retenção de calor no compartimento do motor em ocasiões de partida fria, melhor desempenho quanto a velocidade máxima e aceleração, redução de ruído devido ao isolamento acústico no compartimento do motor e direcionamento do fluxo de ar.

Quanto ao consumo, o Cobalt teve uma melhoria de 21% e a Spin de 30%. O sedã 1.8 automático tem consumo de 8,3 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada com etanol e 12,1 km/l e 15,1 km/l, respectivamente, com gasolina. Já a minivan 1.8 automático conseguiu registrar 8,1 km/l e 9,4 km/l com etanol e 11,8 km/l e 13,7 km/l com gasolina.

Entre os equipamentos, o Cobalt 2017 na versão LTZ oferece airbag duplo, freios ABS com EBD, ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico, chave tipo canivete com controle remoto, banco e volante com regulagem de altura, faróis de neblina com moldura cromada, sensor de estacionamento traseiro, computador de bordo, volante multifuncional, bancos com revestimento premium, apoia braço em material “soft touch”, controle de cruzeiro, sistema MyLink com Android Auto e Apple CarPlay, sistema OnStar, painel de instrumentos com bússola, navegação, indicador de mudança de marchas e sistema de monitoramento de pressão dos pneus e rodas de alumínio de 16 polegadas.

Spin Advantage 2017

Já a topo de linha Elite inclui bancos com revestimento premium exclusivo, volante e apoia braço com costura pespontada, frisos cromados nas saias laterais, sensores de chuva e crepuscular e rodas de alumínio exclusivas.

A Spin passa a ser oferecida na nova versão LS, de entrada, que inclui airbags frontais, freios ABS com EBD, ar-condicionado, direção elétrica, painel em dois tons, quadro de instrumentos com velocímetro digital, bússola, indicador de mudança de marchas e sistema de monitoramento de pressão dos pneus, vidros e travas elétricas com acionamento por controle remoto, alarme, sistema OnStar com pacote Safe (serviço de recuperação veicular e app para smartphone com a função de diagnóstico, por exemplo), faróis com máscara negra e adesivo de coluna.

O modelo LT agrega rodas de liga-leve de 15 polegadas, volante multifuncional revestido em couro, sistema multimídia MyLink, rack de teto e retrovisor com botões OnStar (que permite contato com os serviços de emergência do pacote Protect, entre eles o de notificação automática em caso de acidente e a transferência de ligação para o Chevrolet Road Service em caso de pane elétrica ou mecânica).

Spin Advantage 2017

Há ainda o modelo Advantage, tratado com a variante automática mais em conta da linha, que traz retrovisores com ajuste elétrico, peças da carroceria em preto brilhante, rodas de liga-leve escurecidas, lanternas fumê, faróis de neblina, computador de bordo, luzes individuais de leitura, cobertura do porta-malas, sensor de estacionamento traseiro, transmissão automática e controle de cruzeiro.

Já a configuração LTZ acrescenta terceira fileira de bancos, capa dos retrovisores externos na cor da carroceria, faróis com superfície interna escurecida “Dark Chrome”, maçanetas internas cromadas, rodas com desenho exclusivo e OnStar com serviços de concierge e de navegação. A configuração está disponível com câmbio manual ou automático.

Por fim, a Spin Activ traz para-choques com aspecto mais robusto, molduras nos para-lamas, saias laterais, adesivos na soleira das portas, estepe na tampa traseira, porta-objetos no assoalho do porta-malas, lanternas escurecidas, rodas de alumínio aro 16, bancos com revestimentos em tecido especial e painel com acabamento exclusivo. O modelo tem transmissão automática de série.

Spin Advantage 2017

Confira os preços dos novos Cobalt e Spin:

Cobalt LTZ 1.8 MT: R$ 62.190
Cobalt LTZ 1.8 AT: R$ 66.690
Cobalt Elite 1.8 AT: R$ 68.990

Spin LS 1.8 MT: R$ 57.990
Spin LT 1.8 MT: R$ 61.490
Spin Advantage 1.8 AT: R$ 66.990
Spin LTZ 1.8 MT: R$ 67.990
Spin LTZ 1.8 AT: R$ 71.990
Spin Activ 1.8 AT: R$ 69.990

Galeria de fotos do Chevrolet Cobalt 2017

Galeria de fotos da Chevrolet Spin 2017





  • Kaian Reis

    Será que faz mesmo os 15,1km/l na gasolina?

    • Pacheco

      Depende da condição, faz sim.

      Em rodovia plana, sem vento, com clima frio, a 90km/h e usando o cruise-control, deve fazer até mais.

      • Matheus_P

        Achismo?

        • Pacheco

          Experiencia. Diferente de alguns aqui, eu só comento qndo tenho conhecimento e experiencia sobre o assunto.

          • M. Daniel

            Hehehehheheheh, é verdade, é o que mais vemos aqui, tem muitos que nem no carro entraram… isso sim é achismo! Vamos criticar, mas com consciência, acho que o carro teve uma grande melhora!

      • JCosta

        E em ponto morto, em cima de uma cegonha…

    • Roger Rosato

      Se for medição do Inmetro, diria que faz mais. Tinha um FIAT 500 1.4 Cult que o Inmetro dizia fazer 12,9 km/l na estrada, mas nunca consegui fazer menos que 14 km/l, mesmo carregado no limite (bagagem e passageiros) e a 120 km/h de média.
      Normalmente eu fazia 16,5 km/l, cheguei a fazer 18,3 km/l.

      • Pacheco

        Um consumo bom mesmo.

    • Renato Valente Silva

      Eu tinha um Astra 2.0 que fazia 16km/l, então acredito que faça sim.

      • Franklin Diego

        Fiquei curioso com essa sua média no Astra. Você chegava a fazer isso andando numa média de quanto por hora?

        • Renato Valente Silva

          Entre 110 e 120 km/h, utilizando o controle de cruzeiro.

          • Franklin Diego

            Rapaz, primeira vez que vejo um proprietário de Astra 2.0 que andando numa média de 110~120km/h consegue/conseguiu fazer uma média assim de 16km/l. Seu carro deveria ser investigado, rsrs. Abs!

            • Renato Valente Silva

              A questão é que eu sou motorista e não piloto. Eis a diferença.

              • Luciano Lopes

                Faz sim…Eu tive um Astra, com o motor 2.0 que os entendidos aqui chamam de Monzatech e jogam pedras…Alem de fazer o carro voar, ser muito suave e nao quebrar.

                • Renato Valente Silva

                  Pessoa dirige igual piloto e depois quer falar que o carro é beberrão.

                  • Daniel

                    O que não falta no Brasil é motorista achando que é piloto de corrida. E o pior de tudo é o cara achar que pilota!

                    • Luis_Zo

                      Eu chamo isso de “Síndrome de Ayrton Senna”.

                  • Otavio Marcondes

                    Pois eu tive um 2009/2010 e NUNCA fiz esta media no meu, mesmo mudando “tocada”, velocidade de cruzeiro, relevo e nem tipo de rodovia.
                    Então, você realmente foi abençoado. O meu caso eu desisti e me conformei durante 180.000Km, quando acreditei ser a hora de novos horizontes.
                    Hoje tenho um Up! TSi tão falado por fazer até 22km/L, porém eu, que pego relevo acidentado, muitas ultrapassagens, pista simples e “dejetos” na pista, já calculo média 14,5~15 km/L no máximo.
                    Sei que ele faz mais, mas não tenho paciência para rodar a 80/90km/h.

                    • Lucas Lira

                      Também nunca ouvi falar de uma Astra tão econômico, não sei se ele faz assim mas a maioria mede apenas pelo computador de bordo e não pelo cálculo tradicional, aí não é 100% confiável.

                    • rgrigio

                      Rapaz, cada caso é um caso. O nosso Astra 2008 de 128cv até fazia uns 14-15 na gasolina BEM na manha em rodovia. Agora temos um 2011 de “140cv” que custa fazer 13KM/L na gasolina (também rodovia).

                      Minha mãe usa ele muito em ciclo 100% urbano (cidade pequena com vários quebras-mola) e o percurso mal dá para aquecer o motor… na cidade no etanol dá uns 4km/L.

                    • Lucas Lira

                      Interessante.

                    • Carlos Polesello

                      Pois é… passei um tempão ouvido isso do Astra.

                • pedro rt

                  eu sempre soube q esse F2 2.0 era MELHOR q esse F1 1.8 usado no cobalt/spin

              • Franklin Diego

                Quer dizer então, que um piloto andando na mesma velocidade que você andaria seria bem diferente de você, que diz ser motorista?

                Sem esse papinho furado de que você sabe tocar o carro melhor de fulano ou beltrano. E sim, foi isso que você deu a entender, caso contrário, escolha melhor suas palavras.
                Um abraço.

                • Renato Valente Silva

                  Interpretação de texto é tudo.

                  • Franklin Diego

                    Eu entendi e você me entendeu. Se quiser ficar pagando de “intelectual da internet” fique à vontade, ser humano.
                    Agora temos que descobrir como faz 16km/l num Astra 2.0 com a mecânica totalmente em dia andando numa média de 110~120km/h. Se for em trechos com bastante declives é bem provável que faça, caso contrário, é necessário um estudo à fundo nesse carro abençoado.

                    Estou me preparando para mais uma resposta polida, intelectualmente falando.

                    • Renato Valente Silva

                    • Renato Valente Silva

                    • Franklin Diego

                      :-)

                    • G.Alonso

                      Rapaz, fiz uma viagem num Astra 2.0 de aproximadamente 650 km ida e volta, e ele foi com um tanque de gasolina e voltou, quando cheguei em casa ele estava com a reserva alta. Fazendo a conta com ele gastando todos os 52 litros do tanque, daria perto dos 12,5 km/l, mas, foi melhor que isso, pois ainda sobrou bastante gasolina no tanque. Isso pq estávamos andando a 110, 120, com picos a 160 km/h nas rodovias.

                    • Franklin Diego

                      Pois então, Alonso, é exatamente essas médias que costumo a ver e ouvir de pessoas que tem Astra: Entre 11~13km/l numa média de velocidade de 110km/h.

                      É engraçado ver pessoas se iludindo andando a 70, 80km/h e dizendo que seu carro é econômico. Isso quando o computador de bordo não mente pra canário!

                      No C3 1.4 da minha esposa, por exemplo, andei fazendo umas contas de consumo real comparando ao CB do carro e tava dando uma média de 2km/l marcando pra mais do que o real.

                    • rgrigio

                      Corroboro com os 11-13Km/L gasolina na rodovia. Se não for pista dupla 100% quinta marcha não da mais que isso não. Astra 2011.

                    • M. Daniel

                      Olha aí… e isso que disse foi o ALONSO, kkkkkkkkkkkkkk, brincadeira amigo!

                    • Lucas Lira

                      Concordo contigo, eu também nunca ouvi falar de uma Astra tão econômico, não sei se ele faz assim mas a maioria mede apenas pelo computador de bordo e não pelo cálculo tradicional, aí não é 100% confiável.

                    • Carlos Polesello

                      Pois é Franklin, a questão não é polemizar, mas é muito raro alguém falar de Astra econômico, por isso entendo sua manifestação. Renato, você não é um excelente motorista, você tem sorte, pegou um Astra econômico, coisa muito rara, 16 km/l a 110, a 120 na estrada de Astra 2.0.

              • ViniciusVS

                Eu acho que é piloto, conseguiu fazer o que muito profissional não conseguiria kkkk

                • Renato Valente Silva

                  • ViniciusVS

                    Sério, você é muito bom.

                    16km/L em um Astra tem que ser profissional. um dia espero chegar no mesmo nível que você. kkkk

                    • Renato Valente Silva

                      ….

                    • Renato Valente Silva

                      .,.,.,

              • arzanette

                esta resposta foi pior que o soco do Maguila kkkkk…. certeira

            • G.Alonso

              O Astra 2.0 de 140 cv é muito econômico.

              • Franklin Diego

                Aos poucos vão aparecendo os comentários de que Astra 2.0 de 140cv é ECONÔMICO.
                Sei lá, é estranho e ao mesmo tempo engraçado. É uma unanimidade ver e ouvir falar que Astra nunca foi sinônimo de carro ~econômico~ .

                • Cristian_Dorneles

                  A maioria é ”motorista” de teclado, ou putinha de ficha técnica.

                  • Zoran Borut

                    Não sabia que os fóruns de proprietários era composto por “putinhas de ficha técnica”. Belo respeito seu pelas outras pessoas.

                    • Cristian_Dorneles

                      vou retificar.

                • Zoran Borut

                  Franklin, o que acontece é que a partir do modelo 2010, o Astra recebeu melhoras no motor 2.0 que o deixaram mais econômico e elevaram a potência com álcool para os 140cv. E como o Astra saiu de linha em 2012, acaba sendo difícil achar desses modelos em comparação com os vários anos em que foi produzido com a versão mais gastadora do 2.0.

                  Em todo caso, nunca vi mesmo mencionarem que ele chega aos 16 km/l de gasolina a 120 km/h, é a primeira vez que vejo essa afirmação.

                  • Cristian_Dorneles

                    Faço 18Km/l à 80 km/h constantes, sem ar.

                    • rgrigio

                      No meu voyage 1.0 tec eu também consigo isso, bem controladinho… rsrsrs

                  • Carlos Polesello

                    Como dizem os americanos….É disso que eu tô falando…..!!

                  • rgrigio

                    Nosso astra 2008 128cv era MAIS ECONOMICO que o astra 2011 de “140” cv aos 50.000RPM

                • Matheus_P

                  Meu, desiste. Nem 4patas ou autoesporte chegaram perto desse consumo, e olha q eles testam com ar DESLIGADO e vidros FECHADOS! Qdo o cara quer se enganar, nao ha tiroteio q faça esse cego ficar nervoso…

                  • Franklin Diego

                    Tem razão, melhor deixar o iludido no País Das Maravilhas dele e ser feliz, né? :)

              • Ney Madeira

                O Astra deve ser, mas o vectra não. Tenho um 2011, 140cvs, com 60.000 km e em excelente estado. Uso somente no perímetro urbano e ele não é nada econômico. Detalhe, automatico.

                • pedro rt

                  ta com consumo melhor q meu punto 1.4 2014

                  • Ney Madeira

                    Tá brincando.

              • rgrigio

                NUNCA!

            • Matheus_P

              Ja tive Astra. Esseconsumo, mesmo andando pianinho a 100km/h pressionando pouco o acelerador, na media, nao passava de 13km/l. 16 deve ter sido o consumo instantaneo em um dado instante

            • Carlos Polesello

              Eu também pensei isso. Todo mundo reclama que o Astra 2.0 é um beberão. Mas depende muito do jeito de dirigir.

            • M. Daniel

              Amigo, acho que faz sim, já vi gente no youtube dizendo que faz, o problema é cidade mesmo se tratando de Astra.

          • Matheus_P

            Nunca, amigo, nunca… Ja tive Astra 2010. Maximo 13km/l a 100km/h.
            Fora todas as medicoes de todas as revistas da epoca nunca mencionaram algo do tipo 16km/l

        • Renato Valente Silva

          O que eu estou achando exagerado é o consumo urbano de 12 km/l. No meu Astra na gasolina eu fazia uns 10km/l, sempre com pé de moça ao acelerar.

          • Renato, na minha familia tinha e é fazia bem isso que você falou, nunca passou de 10.

          • Ney Madeira

            10 Km/l ? Tá fazendo muito Renato.

          • Carlos Polesello

            Onde tu mora Renato…? Qual o transito que tu pega…?

            • Renato Valente Silva

              Sou de Ribeirão Preto. Quando eu tinha o carro, andava mais aos finais de semana, então não pegava trânsito.

        • Pacheco

          Se for automático, consegue por causa da ultima marcha longa. Roda a 100km/h a menos de 3 mil rpm.

          • thiago_lacerda88 .

            tive um astra (2011, 140cv) fazia na cidade, andando em “modo idoso”, no máximo 5,5 Km/l na garapa. mas precisamos levar em consideração também que Londrina (onde moro) é só barranco kkkk, mas mesmo assim achei ele muito bebedor.. e apesar dos 140 cv, não achava que ele andava tanto.. pra mim bebia muito pelo que andava..

            • Pacheco

              No Etanol andando sem se preocupar o consumo, minha Zafira Elite Automatica de 127cv fazia entre 5-5,5 km/l. Mas na época eu nem me preocupava com consumo. Pelo peso, tamanho, motor e cambio, até que era bom.

            • Ney Madeira

              Mesmo consumo do meu vectra. Em relação ao desempenho o problema é o mapeamento da injeção/cambio que privilegia o baixo consumo e comforto. Mas abastecendo com etanol e pisando forte ele anda, aí o consumo vai para 2km/l. :¬)

              • thiago_lacerda88 .

                então também não deu muito certo a parte do baixo consumo kkk

                • Ney Madeira

                  Deu, era pior, bem pior! :^)

            • rgrigio

              Morei 6 anos em londrina. Tinha um gol 1.0 vht e fazia entre 6,5 e 8,0 no etanol. Realmente é muito morro e semáforo.
              Temos um astra “140cv” a 50.000 rpm… realmente, pelo que bebe, deveria ser um foguete…

      • Ricardo

        Duvido muito, a não ser em rodovia reta e plana rodando a 80 km/h! Ainda mais se tratando dos já famosos beberrões da Chevrolet!

        • ViniciusVS

          Com motor desligado no guincho faz até mais kkkkk

          Brincadeiras de lado, difícil esse motor fazer 10km/L e falo como proprietário de Chevrolet. Todo carro tem suas qualidades e defeitos o Astra é um carro maravilhoso mas deixa muito a desejar em consumo.

          • Renato Valente Silva

            Depende muito do terreno onde se anda, e como se guia o carro. Eu conseguia essa média, mas tenho amigos que não conseguem passar dos 8 km/l. E outra coisa, meu carro era impecável, exatamente tudo em dia.

            • Matthew

              Sempre é complicado ficar comparando consumo de carro devido às diversas variáveis envolvidas. Tem um Corsa 1.4 Econo.Flex aqui em casa não faz 16 km/l na rodovia nem com reza braba. Na cidade faz 8,5 km/l de etanol e 10,5 km/l de gasolina. Por outro lado, um colega meu da faculdade tinha um Corsa desses também e depois trocou por um Astra 2.0. Apesar de não ser daqueles que ficam calculando média, ele comentou comigo que quase não notou diferença entre um e outro no consumo.

        • Eduardo

          Depende do lugar onde se trafega. Aqui em Brasília eu conseguia média de 13 km/l com um Cruze LT automático, dirigindo normalmente [nem playboy, nem freira], mesmo pegando engarrafamento em alguns trechos. Tenho um 208 1.5 e faço média de 16/17 km/l.

      • Cristian_Dorneles

        O meu faz 18 Km/L a 80 constantes, sem ar.

      • Italo Pereira

        Belo consumo. Medalha de ouro para esse Astra 2.0

    • Gabriel M. Vieira

      Faz, é só jogar de um avião a 30.000 pés em queda livre que faz até mais…

      • Ney Madeira

        :)

    • Ney Madeira

      Ladeira abaixo desengatado…..

      • Edson Fernandes

        Engatado, porque desengatado em um carro com injeção eletronica gasta mais.

        • Ney Madeira

          Ok :¬)

    • Fedido

      Duvido muito, a Spin atual recebeu a pior classificação no teste do inmetro. Só se você acelarar colocando uma pena no pedal em uma linha reta na descida.

    • pgoytaca

      Creio que sim. Devem ter utilizado a metodologia do compet/inmetro. Foi só a gm aderir ao programa de etiquetagem para melhorar o consumo de seus carros, sinal que era fácil já que ela conseguiu sem grandes alterações.
      Tomara que ela também passe a mandar veículos pro reste de impacto….

    • Boris

      Meu irmao tem uma Spin 1.8 AT. Disse q faz 8 na cidade. Na gasolina

    • Ediomar

      Deve fazer mesmo,pois tenho um Vectra 2.0 8v e consigo medias de 13,5 andando na faixa de 100km/h.

  • Pacheco

    O interior do Cobalt ta bem mais bonito que o da Spin hein.

    • ViniciusVS

      Spin está demorando muito para o facelift, deveria usar o mesmo interior do Cobalt, Versão LTZ/ACTIV e ELITE.

      • Pacheco

        Concordo.

      • pedro rt

        a reestilizacao agora so na linha 2018 daqui ha 1 ano

  • Leandro Santos

    Pra mim, motor fraco. E o preço de 70 mil num cobalt elite que não chega aos pés de um astra cd ou vectra elite.

    • Diogo Vasconcelos da Silva

      É mais em comparação a atual situação de preços do nosso mercado…é um belo custo benefício

      • Portuga Goleta

        Com C4 e Corola tu ainda acha que é um bom CxB?

    • ViniciusVS

      Sério que você compara Cobalt com Vectra Elite? Ta certo…

      • João Cagnoni

        Parece loucura, mas o preço do Cobalt permite essa comparação.

        • ViniciusVS

          O Vectra saiu de linha faz 6 anos…

          Inflação faz os carros ficarem mais caros. Vectra elite tem que comparar com Cruze 1.4T completo.

          Que por sinal até o cruze antigo da um banho, o novo tem um abismo de diferença. Entra no cruze e volta para o Vectra o encanto pelo Elite acaba.

          • Matthew

            Não necessariamente… ao invés da GM ter colocado o Cobalt na gama, poderia ter preservado o Vectra ou o Astra pra cumprir com esse papel de carro médio-compacto com bom custo-benefício, assim como ela já tinha feito com o Monza nos anos 1990, com o Astra que conviveu com o Vectra (Astrão) e o Classic que ficou 20 anos em produção.
            Não digo que venderiam um Vectra Elite pelo preço do Cobalt, mas umas versão tipo a Elegance chegaria próximo. E é claro que fica difícil comparar o Vectra com o Cruze, mas comparado com o Cobalt não faz feio não. Dirigi um esses dias, muito legal o carro, e era do Expression, bem mais simples.

            • ViniciusVS

              Pra que? o Vectra ( Astrão) teria 11 anos de mercado, ele morreu já com visual cansado.

              Poderia ter um Vectra Expression Automático com calotas e mesma mecânica do atual cobalt com direção elétrica.

              Mas no fim seria trocar 6 por meia duzia e o Vectra estaria mais cansado ainda e servindo de piada aqui no NA exatamente como o Classic.

              • pedro rt

                na verdade achei uma burrice a chevrolet ter continuado com o classic ate hj, ele deveria ter saido de linha em 2002. o carro antigo q daria pra ser reaproveitado ate hj deveria ter sido o ASTRA HATCH q e um excelente carro no espaço interno, portamalas e acabamento, era so ter tirado aquele 2.0 e ter colocado o 1.4 de 106cv no lugar, ter feito varias mudanças pra q se adequasse a um preço acessivel do grande publico e o carro ia vender horrores, vender ele na casa dos 30mil ia ser um excelente negocio ou entao ate quem sabe continuar com o agile como se faz na argentina, como carro de entrada ele e uma opcao melhor q um classic ou celta

                • ViniciusVS

                  Muita gente que comprava Meriva 1.4 em vez de migrar para Spin migraria para o Astra 1.4

                  O desempenho seria o mesmo, espaço interno também ( menos o porta malas que do Astra é menor), porém o rodar seria bem melhor.

                  Até mesmo o motor 1.8 Econoflex do Cobalt/Spin atenderia bem.

            • Ricardo Rangel Lirio

              Meu caro, os carros de origem Opel saíram de linha no Brasil para não pagarem royaltys à Europa.
              Além disso, os que entraram nos seus lugares tinham concepções mais simples que seus semelhantes do velho continente.
              O Classic ficou um tempo a mais, pois deixou de ser um Corsa e passou a ser uma cópia do Chevrolet Sail Chinês, de gerações atrás…

            • Portuga Goleta

              Existe um acordo entre GM e Opel, não pode mais usar carros com nomes vindos dela, por mais que sejam do mesmo grupo.

              Por isso o Corsa mudou pra Classic, por isso não se vê mais nada europeu na linha GM.

            • Edson Fernandes

              O problema é que o Cobalt já foi um carro com otimo custo beneficio. Agora que ele está carissimo.

          • pedro rt

            verdade, o vectra C nao e o melhor exemplo de sedan medio, a referencia da marca sempre foi o vectra B

      • pedro rt

        ele e do msm tamanho do vectra B pra vc ter ideia mas o espaço interno a maior q o vectra C

    • Pacheco

      Um Vectra Elite 2.4 atualmente, custar mais de 120 mil reais,

  • CanalhaRS

    Mudou um monte de coisas, mas os corpinhos de capivara continuam lá….

    • Zoran Borut

      A GM precisa urgente descapivarizar essa Spin. Talvez uma dianteira inspirada na Trailblazer poderia dar conta, bem como uma mudança naquelas lanternas traseiras de Agile. E cá entre nós, pelo menos a LTZ e a Active poderiam ter um motor mais potente pelo preço cobrado.

  • EJ

    Tá aí um carro que tenho muita simpatia, mas que vai toda embora quando leio o preço acima de 60k…esse novo Cobalt. Não dá nem pra considerar, a GMB não sabe brincar.

    • Pacheco

      Eu gosto mais do anterior… acho o LTZ 1.4 mais bonito, porem teria o LTZ 1.8 AT6.

      • ViniciusVS

        Até gostei do Cobalt novo, achei que melhorou bastante.

        Uma ponto que achei bizarro é a lanterna traseira a noite. não sei o que a Chevrolet tentou fazer mas fica um recorte no meio da lanterna e fica parecendo que a lanterna está com lampada queimada ( semelhante a lanterna do Voyage 2010 quando fica com lampada queimada)

        • Pacheco

          Achei que esse carro foi criado para aquele design. Essa adaptação não caiu bem.

          Mas gosto é gosto… sempre fui muito criticado por achar o anterior um dos carros mais lindos do mercado.

          • ViniciusVS

            A traseira do antigo acho melhor.

            • Pacheco

              Acho tudo melhor no antigo. Só o painel que melhorou.

          • Zoran Borut

            A traseira do Cobalt antigo poderia ter permanecido, era muito harmoniosa. O problema era a dianteira estapafúrdia.

            • Pacheco

              Também achava a dianteira linda.

  • Jad Bal Ja

    Será se seria pedir muito para a dona GM pensar em uma terceira fileira de bancos um tiquinho mais inteligente do que os sistema atual da Spin? Acho que ate a velha Marajó que meu pai tinha quando eu era criança tinha um sistema mais inteligente. Podiam ao menos fazer dois bancos separados!

    • Pacheco

      Usar o sistema da Zafira… que ela mesmo fabricou por 10 anos.

      • Jad Bal Ja

        Acho que ai já seria pedir muito, a Zafira foi projetada pela equipe da Porsche e tinha toda a sua plataforma pensada para seu melhor aproveitamento. Mas com certeza dava para pensar em algo melhor do que aquela gambiarra da Spin.

        • Pacheco

          A plataforma da Spin é mais moderna que a do Astra que derivou a Zafira.
          É só a Chevrolet querer que consegue desenvolver algo inteligente e eficiente.

          Aqueles bancos não servem pra nada ali… não carrega ninguém com conforto e ocupa um baita espaço de bagagem. Eu tiraria e falava que o meu não veio.

          • ViniciusVS

            Foi uma das economias de palito, fizeram o sistema mais barato. igual o tampão que tiraram e colocaram um tipo de “toldo” em lona. você percebe que o carro foi feito para ser de baixo custo.

            • Pacheco

              Esse tampão é tenso viu.

          • Cristian_Dorneles

            Ah, pode ser mais moderna, mas será que é melhor?

            • ViniciusVS

              Falando em plataforma sim é bem melhor.

              Falando em carro a spin não consegue igualar nem com a Meriva direito, muito menos Zafira.

            • Pacheco

              Sim, ela é melhor. Mais segura e mais leve tbm.
              Aquela do Astra é de 1997.

            • pedro rt

              a plataforma da spin e a GAMMA 2 q e a msm do sonic q foi lançado em 2011 portanto e bem melhor q a plataforma do astra nacional q tem plataforma do msm opel astra de 1997

        • Zoran Borut

          Pensar que o projeto da Zafira já estava sendo pensado em 1989! E nesses quase 30 anos, a GM não soube fazer algo parecido e mais barato para colocar na Spin.

          • Cristian_Dorneles

            Hã? 1989?

            • Zoran Borut

              Sim! Em 1989 a revista 4 Rodas da época estampou na capa uma matéria sobre uma minivan que a Opel estava desenvolvendo em conjunto com a Porsche sobre a plataforma do então Kadett, e ela teria três fileiras de bancos que se embutiriam no piso, deixando uma área de carga plana. Em 1997 finalmente o protótipo foi mostrado no Salão de Frankfurt, e chegou ao mercado em 1999 na Europa.

              • Cristian_Dorneles

                Vou procurar no acervo, Zoran.

                • Zoran Borut

                  Edição 343, fevereiro de 1989.

                  • Cristian_Dorneles

                    Aham, já li. Mas não faz menção alguma à Porsche.

  • Roger Rosato

    Quem diria que esse 1.8 8v Monzatech de trovejantes 106 cv poderia, associado a um câmbio manual moderno, fazer 15 km/l na estrada e 12 na cidade! Incrível…

    • Pacheco

      Relações super longas e carro acertado pra consumo. Se quiser dar uma tocada esportiva, prepara a troca de marchas constantes.

      • ViniciusVS

        Mas o torque vem em rotação muito baixa ( 2600rpm) deve ser bem agradável dirigir e claro não adianta procurar esportividade nesses carros, é para passear andando com o pé bem leve.

        • Pacheco

          Exatamente… e nesse caso ele atende quem busca conforto (carro é sim gostoso de andar), economia (consumo e peças de reposição) e durabilidade (ninguém pode negar a durabilidade de um Chevrolet).

          • Serkot

            Meu Sandero 1.6 tem poucos cavalos, mas muito torque em baixa.. curti bem mais que meu antigo Fiesta 1.6 que tinha mt cavalos, mas torque só em alto RPM.
            Deve ser interessante esses motores com Torque Completo a 2.600 RPM!

            • Pacheco

              Sim… essa é a proposta.

              Dirigi um Civic Si de 200cv manual na cidade pra vc ver o tormento que é. Agora pega o 2.0 AT5… ele parece até mais esperto e gostoso.

              Experiencia de quem já fez isso… isso por que o SI só mostra sua capacidade com o ponteiro nos 5 mil RPM. Não da pra andar o tempo inteiro cozinhando o motor a giro alto.

          • Ricardo Rangel Lirio

            E isso tudo vc encontra no Cobalt desde que foi lançado.

    • G.Alonso

      Trovejantes 106 cv kkkkkkk

    • Zoran Borut

      Estamos em 2016 e ainda tem gente que acha que o 1.8 do Cobalt é o mesmo do Monza? Esse 1.8 é o Família I, derivado do 1.6 16V que equipava nossos primeiros Corsa GSi e GLS. O do Monza saiu de linha com o último Astra 1.8, lá por volta de 2003.

      • Lucas Vilanova

        Síndrome de vira lata. Muitos ventilam as coisas que são ditas por aí sem ao menos pesquisar.

        • Roger Rosato

          Síndrome de vira-lata? Oi? Como isso se relaciona com o fato do motor ser velho? Por isso que essas montadoras continuam enfiando velharias por preço de lançamento na gente, tem gente que defende! LOL
          Cada lugar tem o mercado que merece, de fato.

          • Lucas Vilanova

            Meu amigo, falei no sentido de as pessoas sempre repetirem a mesma informação – monzatech, motor velho, isso e aquilo. Todos sabem que o motor é velho, antiquado, mas ta aí no mercado, mais econômico que muitos que se dizem modernos e eficientes.

            É o que a gente tem no momento, compra quem quer. Vai demorar muito para a população criar a consciência em alguma coisa. Também pudera, transporte público ineficiente, segurança pública uma lástima. Quem gosta de pegar “busão”? Na primeira oportunidade que tiver, a pessoa vai lá e compra o carro que a agrade.

            Somos uma pequena parcela da população que entende de carro.

            Abraço

      • Roger Rosato

        Não, migo. Não acho que é do Monza. Falando que o motor é “Monzatech” o que se intende é mostrar o quanto o motor é ultrapassado, já que o modelo saiu de linha há décadas. Chama-se sarcasmo, é muito usado e talz…

        • Erismar Araujo

          O motor da toro/renegade é super moderno e só faz 11 na estrada segundo inmetro! Merito de quem?

          • Roger Rosato

            Toro é picape média, Renegade é SUV compacto. A comparação com um sedan compacto é absolutamente descabida.
            Além do mais, não sei como o fato de uma montadora não ter motores eficientes muda alguma coisa no fato de outra nos empurrar velharias vergonhosas.

          • pedro rt

            pra falar a verdade aqueles motores e.torq tao meio longe de serem modernos ja q e praticamente um re-lançamento dos motores bmw/mini e chrysler vendidos no começos dos anos 2000 como tritec 1.6. mas a fiat mudou 80% das antigas peças desse motor

          • Portuga Goleta

            Coloca o Motor no Renegade (1.600 kg) e na Toro (1.800 kg). E os E-torq não são modernos também.

            Só pra efeito de comparação Cobalt tem 1090 kg e a Spin 1225 kg.

      • pedro rt

        vc errou, esse 1.8 do cobalt/spin e derivado daquele 1.6 8v usado no corsa picape lançado em 1995 ja o ultimo “monzatec” saiu de linha agora em 2016 na s10 2.4 flex

    • pedro rt

      esse motor 1.8 nao tem nada de monza, se informe mais q vc ta precisando…, esse motor e um FAMILIA 1 q foi lançado em 1995 com a corsa picape no caso do 1.8 ser derivado daquele 1.6 8v nao o FAMILIA 2 usado no monza, astra e vectra… o ultimo motor “moonzatec” q vc se refere saiu de linha agora em 2016 q era o da S10 2.4 flex

  • Diogo Vasconcelos da Silva

    Não poderiam colocar um comando variável nesses motores..como a fiat fez no seu fire 1.4 evo?

    • Pacheco

      Sai mais barato trocar o motor por um moderno logo.

      • Luciano Lopes

        Mas com essas mudancas, e moderno sim…Sao varias formas de motor moderno hoje, a ultima palavra nao sao 3 cil ou multivalvulas , e sim eficiencia geral. No caso do Cobalt e Spin, sao muito usados por taxistas que nao querem ter dor de cabeca, gostam desse motor de manutencao mais simples que os 16v

        • Pacheco

          Exatamente… por isso ele vende bem.
          O que a Chevrolet poderia fazer é usar um 1.6 16V moderno nesse carro. O do Sonic seria perfeito.

          • Zoran Borut

            O do Sonic também não era muito econômico. Talvez uma versão do 1.4 turbo do Cruze calibrada para render menos potência e torque poderia suprir essa demanda para pessoa física, deixando o 1.8 para pessoa jurídica ou versões básicas – afinal, a GM ainda oferece o Cobalt 1.4 para venda direta.

            • Pacheco

              Sim, poderia ter um 1.4 Turbo de uns 125cv ajustado a economia e eficiência.

              Amigo meu tem um Audi A1 1.4 Turbo de 122cv que faz mais de 15km/l na cidade.

            • pedro rt

              a chevrolet do brasil como sempre e atrasada principalmente nos motores… esse sistema CHEVY STAR existe desde o começo dos anos 2000 em paises latinos fora do mercosul e desde os anos 90 no canada e eua! e esses motores 1.0 e 1.4 nao existem em nenhum pais latino fora do mercosul, la eles so aceitam o 1.8 familia 1 pra cima

        • Zoran Borut

          Se não me engano, os taxistas (ou a maioria deles) usam o 1.4 que é vendido somente para frotistas.

          • pedro rt

            a maioria dos cobalt de taxista q vejo por aqui usam o 1.8 nao mais o 1.4

    • MarcioMaster

      Comando variavel no evo 1.4 ?? Não confunda do uso de sensor de fase, e isso o GM tambem tem.

  • dallebu

    Um ganho tão expressivo (30% na Spin) em consumo aonde a maior evolução veio na parte de redução de peso, direção elétrica e aerodinâmica e câmbio, só mostra o quão ineficientes eram os projetados esses carros…
    Se botar o EcoTec Turbo do Cruze é capaz de fazerem uns 18 km/l

  • Bruno Silva

    O que achei mutíssimo interessante, foi a grade ativa do radiador. Alguém sabe qual o carro mais barato com esse sistema no Brasil depois da Spin? No entanto, ambos continuam pecando em segurança, poderiam ter ESP ou airbag lateral (ideal seria os dois, mas aí é pedir demais da GMB).

    • Matheus

      Acredito que o mais barato depois da Spin com grade ativa é o Fusion.

  • Ricardo

    Com a tecnologia de hoje um 1.8 8v deveria ter uns 115cv na gasolina, meu AP 1.8 dos anos 90 tem 100cv e provavelmente anda mais que esse Cobalt!

    • Pacheco

      A Chevrolet focou em torque, curva de torque e principalmente em durabilidade. Vc não ouve falar de problema nesses motores Familia I 1.8. Atualmente são os queridinhos de Taxi e Uber por causa da baixa e barata manutenção.

      Veio ficar mais moderno agora, mas antes era mais barato manter ele do que andar de onibus.

    • Zoran Borut

      O problema maior é atender às leis antipoluição.

      • Ricardo

        Hoje em dia, carros de 150 cv andam igual carros de 110 cv de antigamente. Pelo menos são mais econômicos.

  • Leonel

    Continuo não acreditando nesse consumo urbano. Pode ser, mas sem trânsito pesado e etc, enfim, não acredito, porque o Cruze 1.4T mal faz isso e nem se compara, né. Sobre as alterações, muito bem vindas, diga-se de passagem.

    • ViniciusVS

      Cobalt é um carro bem leve, pesa praticamente o mesmo que o Prisma. Só tem tamanho.

      • Pacheco

        Usa uma plataforma moderna desenvolvida para pesar pouco e ser usada em uma enorme linha.
        Vai de Onix a Tracker.

  • Coffinator

    Falta só a GM mudar a cara da capivara pra se tornar uma boa opção.

    • Pacheco

      Em breve ela ganha a cara da S10… pode esperar.

  • Luciano Souza

    Temos uma Spin LTZ 15/16 ela, só com o motorista, nunca passou de 10.5km/l na estrada….Em velocidade normal de 110km/h ….E levamos na GM para reclamar…E sempre é normal…

    • MarcioMaster

      Tenho uma LTZ manual, na cidade 89KmL trajeto ruim. Na estrada 11KmL carregado e andando entre 120 e 140 Kmh. Considero bom.

      • Luciano Lopes

        E bom sim, tem q considerar o porte do carro…Querer q uma minivan faca 15km/l, dificil..

        • Lucas Vilanova

          Só as com motor THP tipo o C4 minivan. Nem sei se existe rsrs

          • pedro rt

            existe mas sao bem dificeis de achar nas ruas pq sao muito caras, passam dos 120mil agora

    • ViniciusVS

      E tem gente falando que faz 16 com basicamente a mesma engenharia (Familia II 2.0) em um carro tão pesado quanto…

      Queria entender a mágica. kkkk

      • Zoran Borut

        O 1.8 dessa linha é Família I, derivado do antigo 1.6 16V usado nos Corsa nacionais.

        • pedro rt

          na verdade esse 1.8 8v e de origem daquele 1.6 8v do corsa picape 1995

    • Cristian_Dorneles

      Com gasolina?

    • pedro rt

      vende e compra uma 2017 q garanto q vai melhorar agora com as novas peças de aerodinamica, mais leveza no peso e um motor mais eficiente com as novas peças

  • MMM

    E itens básicos de segurança como repetidores de seta, cinto central de 3 pontos e isofix, continuam inexistentes.

  • Israel Lucio

    Porque o Novo Cobalt não pega motor 1.4 Turbo (motor do Novo Cruze), Acredito que o Cobalt com motor 1.4 Turbo faz +18 km/l (Gasolina).

    Será que GM esqueceu de instalar Led Diurno???

    • rafael morozini

      O carro está 70 mil com um 1.8 velho , com um 1.4 turbo ficaria no mínimo 77 mil ! Aí cara é melhor ir no c4 lougue thp origine at6 ou dar mais 10 mil e pegar um cruze …

      • Pacheco

        No maximo poderia usar o finado 1.8 do Cruze… no maximo.

        • ViniciusVS

          E já é muito para a estrutura ( falta dela) que o Cobalt tem, e nem critico pois é um compacto feito para passear, o torque que tem no velho Econoflex é mais que o suficiente para ele já. o que poderia é substituir futuramente por um motor menor 1.0T ou mesmo o 1.4 do Cruze sem o turbo, isso se o Brasileiro aceitar ( ainda compra motor pelo tamanho)

          • Pacheco

            Na vdd a plataforma recebe… o Tracker é da mesma plataforma e usa o 1.8 do Cruze e o Sonic usa o 1.4 Turbo.

            É só querer… seria bem melhor.

            • ViniciusVS

              Mas não só a plataforma mas o carro em geral.

              O Onix não tem estrutura para receber o 1.4T por exemplo, mesmo sendo a mesma plataforma os materiais, solda e construção em geral do Sonic e Tracker são melhores. sem contar que precisa melhorar freios também.

              Precisaria reforçar bem o Cobalt e acho que não é viável.

              • Pacheco

                Freios e suspensão precisa, claro. O carro muda isso nas versões existentes.

                Porem pode ser capaz de receber pela plataforma e estrutura atual. Só precisa se adequar. Freios com capacidade, suspensão para o peso e potencia, buchas e estabilizadores para esse novo torque. Mas da pra fazer e plataforma tem estrutura pra isso.

        • pedro rt

          esse ecotec 1.8 ja era bem envelhecido pra vc ter uma ideia o FIAT STILO usou ele no seu lançamento em 2002 e e o msm motor derivado do corsa GSI 1995

          • Pacheco

            O Ecotec era familia I?

    • ViniciusVS

      O Cobalt pesa o mesmo que o Prisma, se o Prisma consegue andar usando um motor 1.0 o Cobalt também consegue, o motor ideal para o Cobalt é o 1.0 Ecotec TurboFlex.

      O Cobalt não tem a menor estrutura para usar um motor 1.4 turbo com 25kgfm de torque.

      Cobalt nada mais é que um Prisma esticado, não precisa ( e nem deve) ter um motor com tanta potencia e torque assim, nem freio a disco nas 4 rodas o carro tem.

      O motor atual entrega torque suficiente para usar na cidade e na estrada. o quando chegar o Ecotec 1.0 Turbo ai atualiza isso se o Brasileiro parar com preconceito e deixar de comprar motor por tamanho.

      • pedro rt

        na verdade o cobalt tem 2cms a mais de largura e 9cms a mais de entreeixos q o prisma. no peso e por volta de 50kg a mais portanto o ideal nele seria usar msm o ECOTEC 1.0 turbo com injecao direta do OPEL ADAM q a chevrolet prometeu lançar em 2017

        • ViniciusVS

          Agora com aço de ultra resistência o Cobalt pesa aproximadamente 10kg a mais que o Prisma antigo. de fato não precisa do 1.8 Ecotec. a maioria usará esse carro no dia a dia com trânsito pesado e limites baixos de velocidade. vai sofrer com o consumo do 1.8 e nos raros momentos que precisar de torque o 1.0 turbo entregaria o mesmo ou até mais que o 1.8

    • pedro rt

      se o cobalt usasse esse motor 1.4 turbo ia custar quase a msm coisa q o cruze, e preferivel q ele use o 1.0 turbo com injecao direta q estao estutando trazer em 2017 do OPEL ADAM

  • Fabio Marquez

    Não sei que argumento é esse que a GM usa para manter essa velharia de motor em linha, o carro tem bobinas de ignição, usa óleo caríssimo nas revisões, filtros, peças de construção de primeira linha, só o bloco (que não quebra facilmente) que tem 40 anos. Meu Renault Clio 1.6 16v usa as mesmas peças e os bobos ficam ai achando que a manutenção dele é “cara” e do GM também não vai ser.

    • Lucas Vilanova

      Eu acho que você não olhou as fotos direito. Cada cilindro recebe a bobina individualmente, isso ajuda a melhorar a queima de combustível e a eficiência.

  • Thales De Paula

    Pq não colocam o 1.8 do cruze de uma vez?

    • Zoran Borut

      Se não estou enganado, era importado, o que inviabilizaria pelo custo. A GM está criando uma nova fábrica de motores aqui no Brasil, na qual certamente irá produzir uma nova linha de motores pequenos para substituir os atuais 1.0,1.4 e certamente esse 1.8.

      • pedro rt

        a nova fabrica ja existe e fica em SC onde faz os motores 1.0 e 1.4 atuais

    • pedro rt

      pq em 2017 vai chegar o ECOTEC 1.0 turbo com injecao direta por volta de 120cv

  • Wanderson Almeida

    O que seria ” app para smartphone com a função de diagnóstico”, seria um scanner?

    • pgoytaca

      Não. Vi um vídeo do canal mundo sobre rodas explicando os pacotes e funções do onstar. Essa função diagnóstico apenas mostra no app do celular informações que mostram no painel do carro, tipo situação das portas, pressão dos pneus, etc. Não vi muita utilidade….

  • Diego Ávila Monteiro

    Eita Chevrolet , continua fazendo atualizações no Cobalt. Acho que foram umas 3 nesse modelo novo. Fod@asssse quem foi apressadinho né!!!

  • Diego Ávila Monteiro

    Me desculpe quem comprou, mas quem é o retardado que paga 70 mil num Cobalt???!!!! Logo logo ninguém mais vai comprar carro 0km.

    • Pacheco

      Pelo tamanho, espaço e equipamentos, vc não acha mais nada por esse preço. O mercado está caro mesmo.

      • Diego Ávila Monteiro

        Acho sim, Corolla e Civic estão por 68 mil.

        • ViniciusVS

          Civic só é vendido LXR e não é 68 mil

          Esse Corolla é uma carroça, não tem absolutamente nada.

        • Pacheco

          Corola GLi que não tem em concessionaria e vem mais pelado que a versão LT e o Civic antigo que está saindo de linha. Bela troca.

    • Lucas086

      Prefiro pagar isso em um Cobalt, do quê o mesmo é em city lx, retardado sim quem paga tudo isso em um city.

      • Diego Ávila Monteiro

        Não precisa pagar 70 mil num City. Corolla e Civic estão sendo vendidos pelo mesmo preço, 68 mil. Todos 0km.

        • paulo.fabricios@gmail.com

          Procure esses carros na concessionária. Não acha! Isso é calling price, são versões praticamente inexistentes, que demoram 120 dias para chegar, quando existem. E por esse preço os carros vem com conteúdo de Mobi.

          • ViniciusVS

            Exatamente, esperar sentado para pegar um Corolla porco desses e que será um mico na hora de revender? quem compra esse Corolla usado? a maioria prefere pagar 5 mil a mais e levar um Altis/XEI nem que seja 1 ano mais velho ( a diferença de preços da versão básica para a completa no mercado de usados é muito pequena)

            • Diego Ávila Monteiro

              Quem sabe a revenda de um Cobalt é muito melhor né!!!

              • ViniciusVS

                Com certeza é sim, pelo menos tem o aceitável para sua categoria coisa que o Corolla não tem. é basicamente um Etios X com carroceria de Corolla e motor 1.8, se for para mostrar para o vizinho que está andando de sedan emergente ótimo. esperar conforto desse Corolla pé de boi é muito.

          • Diego Ávila Monteiro

            Gosto é gosto. Prefere pagar isso num Cobalt com multimídia e farol de milha a mais que um Corolla, fazer o que!!

            • ViniciusVS

              Corolla não tem nem rádio, não tem banco em couro ( por sinal uma porcaria de banco nessa versão) não tem controle de som no volante, tem os mesmos 2AB do Cobalt, tem painel de instrumentos de carro popular, nem roda de liga esse carro tem. qual a lógica de colocar essa tranqueira na garagem?

              Corolla de verdade parte de 80 mil. isso que fizeram é uma gambiarra para não perder cliente PCD.

              • Perceivve

                Soma-se a isso ao fato de que na GM tem negociação no preço, ou seja, só paga tabela se chegar e não falar ne “oi” pro vendedor.

                Na Toyota, o preço é x e acabou.

                Compara o cobalt elite, com o corola gli, em equipamento nem rola.

        • Lucas086

          Civic? Acho que hoje só tem o Lxr do antigo, e Corolla gli tecido é tão difícil de comprar que tem gente que desisti, tem concessionária que nega até a existência da versão.

        • pedro rt

          nao existe corolla de 68mil nas css a pronta entrega pra consumidor comum, o minimo e 80mil

    • pedro rt

      retardado pra mim e quem paga mais de 50mil em carro 1.0, paga mais de 100mil em sedan medio, ainda mais agora com um novo custando 125mil…

  • Erismar Araujo

    Por mim ta aprovado! Com ressalvas é claro! Não é top, nem foi feito para ser! Pra mim faltou apenas uns itens de segurança, o preço é caso nacional.

  • Erismar Araujo

    Engraçado q a galera no incio do ano usava o Colora gli para criticar o cobalt, agora q o carro melhorou estão usando o cruze 1.4t> (carros totalmente diferentes) O carro n é perfeito, mas tem que comparar ele com logan, city, versa.

  • DTF

    O aro das rodas do Cobalt é 15″, independentemente da versão, e não 16″ conforme mencionado….me corrijam se estiver errado.

  • Retrato do Papai

    tá igual aos refrescos do chaves… é 1.8, parece 1.6 e tem desempenho de 1.4

  • Tosca16

    Os modelos de design mais bonito para não dizer o contrário da GM no Brasil… E mecanicamente ambos não convencem, mesmo com esse 1.8 “mais potente” .

  • Mauro Schramm

    Nada como a água batendo na bu… (prazos do Inovar Auto) para os caras se mexerem hahaha.

    Parece que estão fazendo milagre com esses motores jurássicos, hein? Tomara que isso não seja motivo de um “Inovar Auto Gate” no futuro próximo. hahaha

    E o consumo ficou interessante. O consumo do Cobalt AT ficou quase igual ao Versa CVT e um pouco pior do que o City (8%). Já dá pra considerar…

  • Gran RS 78

    A Gm está tirando leite da pedra desses motores antigos. Seria muito mais interessante colocar de uma vez por todas o 1.8 16v ecotec do antigo Cruze.

    • Cristian_Dorneles

      O motor antigo cumpre sua função e é barato de manter.

  • Luciano Lopes

    Quando deixam na mesmice, jogam pedras…Quando mudam ,foi pouco…Carro tem que ser agradavel, andar bem com consumo condizente…Quer pagar 70 mil num Cobalt ? Vai fundo…Nao se sinta obrigado a comprar Nissan Sentra pq tem motor mais moderno… Carro e muito bom,sim

  • Vattt

    Por que não utilizaram logo o motor do Cruze??? Ou seja, que tem um Cruze 2012/15, tem um mico na gargem!!!

  • Daniel

    Esses bancos traseiros da Spin parecem fabricados nos anos 1970.

  • Frederico Chaves

    Que anúncio nojento esse da Renault no site heim!

    Dureza ter que esperar um anúncio pra acessar o site….

  • Hugosw

    Um carro que custa R$70mil sem um ar condicionado digital (que deveria ser inclusive dual zone) não tem cabimento!

  • Raphael Pereira

    GM e seus motores modernos….so salva o do cruze!

  • Alvaro Guatura

    Ao invés de aletas na grade frontal poderiam simplesmente reduzir essa grade exagerada

  • Paulinho

    Esses motores 1.8 e 2.0 antigos da GM sempre tiveram fama de bêbados.

    Tem gente ai falando que seu Astra 2.0 é mais econômico que Up!…

    Pode ate ser, serra abaixo, sem ar, a 80km/h constantes e sem forçar o motor…. Meu carro 2.0 também faz 16,2 km/L quando viajo a 90 km/h, pacientemente… E faz 10 km/L quando sento o pé…

    Ou seja: consumo varia.

    Creio que esse Cobalt tenha potencial para um bom consumo na estrada, dirigindo com calma, mas na cidade me parece difícil fazer 12 km/L, principalmente automático.

    Mas enfim, é um carro satisfatório. Bom tamanho, bom conforto, praticidade do câmbio automático, visual renovado e motores que prometem mais economia.

  • Lucas Vilanova

    Poderiam aumentar também a potência e torque dos motores do Onix. Isso se chama preconceito.

    O hatch merecia/merece um motor mais potente.

  • Fedido

    Alguém saberia dizer se colocaram iluminação nos botões dos vidros do Cobalt?

  • Daniel Saraiva Vila Nova

    Não li tudo ainda mas por um momento parecia que eu estava lendo as mudanças do novo onix e prisma… Praticamente as mesmas mudanças!

  • Flauber Gouveia

    Motor de Meriva 2003? Não, obrigado!

  • thiago_lacerda88 .

    eu pensando que a GM havia colocado um 16v, ecotec, sei la.. mas não, fez o de sempre, “atualizou” um motor jurássico..

    • Vitão

      É o super motor “atualizado” famíliassauro da GM kkk

  • M_13

    Se não fosse tão caro até comprava um monzão moderno desses

  • Deivid

    Noticias Automotivas, favor manerar com os PÉSSIMOS anúncios da Renô.
    Obrigado!

  • Pedro Pto

    Que tristeza ver um Cobalt partindo de R$62 mil, sendo que o Sonic, com um motor 1.6 16v é muito mais carro que qualquer um GM abaixo do Cruze! Não consigo entender pq a GM não investiu mais nesse carro, não praticou uma campanha mais agressiva de marketing e, por consequencia, não o nacionalizou e parou de vendê-lo!

  • Diego Leonan

    enquanto o onix menor ja vem com led o maior e mais caro não… vai entender….!

  • Dudu Pimentel

    Versão LS na Spin não é nova coisa nenhuma (quando foi lançada, ela veio com essa versão, porém devido à baixa procura, ela saiu logo de linha).

  • pedro rt

    nao entendo como a chevrolet insiste em ficar aperfeiçoando esse velho motor 1.8 de 21 anos… deveriam colocar logo no lugar dele o ECOTEC 1.0 turbo com injecao direta com mais de 120cv

  • Gabriel

    O cobalt elite por 68 mil
    O prisma que é menor e mais fraco encosta nesse valor. eu pegaria um cobalt que é maior e é pra ser mais confortável e praticamente o mesmo preço, ambos não são bonitos então beleza não estaria na discussão kkkk

    • pedro rt

      gosto muito dos 2, tanto do cobalt como do prisma mas agora esta mais vantajoso ter o cobalt por 70mil do q o prisma por 65mil

  • Douglas

    Aproveitava que a Fiat acabou com o Siena Tetrafuel e lançava logo o Cobalt com GNV de fábrica, os taxistas iriam comprar a rodo.

  • Vinícius

    Motor muito fraco para essa categoria e preço

  • Adalberto

    1.8 de 106cv??? Tá certo isso??? 1.6 da PSA entrega mais CV que um 1.8 da GM??

    • Portuga Goleta

      1.6 da PSA é 16v

  • JCosta

    Uau… 106cv??? Tragam o mancotech de volta!

  • Sassá

    Tem uma zafira confort em casa 2011 140cv manual, bebe bemmmmmm menos que a automatica, só anda no alcool para ir pra Ibiuna e faz 8,8-9,7 com alcool. Um astra manual com o mesmo motor ou vectra devem reder algo semelhante. A versão automatica desses carros é um porre, desperdiça muita potencia.



Send this to friend