*Featured Chevrolet Sedãs Segredos-Flagras

Chevrolet Cruze LS com visual mais simples é flagrado no ABC Paulista

Chevrolet Cruze LS com visual mais simples é flagrado no ABC Paulista

O leitor Bruno Pigozzi flagrou um Chevrolet Cruze na divisa entre os municípios de Santo André e São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Até aí, nada demais ser um sedã da General Motors, mas a versão em si é que chamou a atenção dele. Trata-se de uma versão mais simples, que poderia ser uma LS, dado que apresenta um aspecto mais limpo e rodas de aço com calotas estampadas, como pode ser visto na foto.


Pesquisamos a placa e confirmamos que se trata realmente de uma versão LS emplacada em São Caetano do Sul-SP, onde fica a sede da General Motors no Brasil. Pelo que consta nos dados, o Chevrolet Cruze visto é automático e de ano/modelo 2017/2018. O final do chassi chama atenção: 00004. No restante do visual, não há diferenças perceptíveis em relação ao LT, exceto pela não inclusão do logotipo LS estampado na tampa.

Mas o que poderia ser essa versão? A suspeita mais óbvia é a de se tratar de uma versão orientada para clientes PCD e frotistas, algo que a GM faz normalmente. Nesse caso, a retirada das rodas de liga leve deve estar associada com a saída de mais equipamentos, para que o preço possa cair dos atuais R$ 95.890 para quem sabe R$ 69.990, enquadrando o sedã com isenção total de impostos previstos em lei para clientes com deficiência.

Chevrolet Cruze LS com visual mais simples é flagrado no ABC Paulista


A mais recente oferta nesse sentido é a do Citroën C4 Lounge Live 2018, que tem preço sugerido de R$ 69.990 para se enquadrar no limite, que vai até R$ 70.000. Com isso, o valor cai para R$ 55.228, um corte realmente muito bom no valor do produto. O sedã da marca francesa parte de R$ 93.920, abaixo do Cruze LT.

Assim como no modelo franco-argentino, o igualmente conterrâneo da GM deve manter o propulsor 1.4 Ecotec Turbo de até 153 cv e 24,5 kgfm, pois o custo de se colocar um motor mais fraco seria muito maior e não há opção nesse momento. Além da versão LT, o Chevrolet Cruze 2018/2019 vem ainda na topo de linha LTZ por R$ 109.190. Completo, ele salta para R$ 117.690. E isso porque nem tem uma versão Premier, que naturalmente é ainda mais completo e cara.

De janeiro a dezembro de 2017, o Chevrolet Cruze vendeu 19.192 unidades, ficando em terceiro entre os sedãs médios, onde perdeu apenas para o Toyota Corolla e o Honda Civic. Porém, nos primeiros dois meses de 2018, o sedã da General Motors emplacou 3.315 exemplares e passou o Civic, estando em segundo no segmento.

Agradecimentos ao Bruno.

 

 

Chevrolet Cruze LS com visual mais simples é flagrado no ABC Paulista
Este texto lhe foi útil??

  • Louis

    Se este carro for lançado voltado ao PCD, uma pessoa não-PCD poderia comprá-lo por R$ 69990,00 ?

    • Frederico Sardinha

      Não, geralmente fica uns 15 mil a mais para pessoa normal, e tem casos que a marca nem disponibiliza essas versões a vendas normais.

      • Pedro154

        Acho que pode sim, acontecia o mesmo com o Corolla: o público não-PCD podia comprar o GLi por 69,9k, enquanto o PCD levava essa mesma versão por volta dos 54k. O problema é que leva meses pra receber o carro.

        • Frederico Sardinha

          Mas ai não é a mesma condição, como você mesmo disse.

          No CRETA por exemplo, a versão destinada a PCD não é comercializada em vendas normais.

        • leandro

          Mas demoravam 6 meses pra entregar o carro, pura pressão psicológica

        • TijucaBH

          Depende de cada marca. Renegade e Creta (tem mais outras opçoesno mercado) só vendem suas versoes PCD para esse publico, nao sao liberados pra venda no showroom.

      • Djalma

        Na realidade o preço normal é 69.990,00 e para o público PCD é aplicado o desconto de IPI e ICMS. Você pode vender um carro acima de 70 mil para o público PCD, mas aí só leva desconto de IPI.

    • Samluzbh

      Se seguir as outras montadoras, pode se for para frotistas, pra ser frotista basta ter uma empresa com CNPJ, não importa o ramo, na matéria menciona o C4 de 69990 cai para 55228 para PCD, o preço de 69990 vale para “frotas”.

    • No_Name

      Sim. R$ 70 mil para pessoa sem deficiência. Com deficiência cai para pouco mais de R$ 50 mil com as isenções de IPI e ICMS.

    • TijucaBH

      Varia de marca pra marca. A maioria das montadoras nao liberapara pessoas nao-pcd um veiculo que é designado a esse publico porque elas reduzem sua margem de lucro pro carro focar abaixo de 70 mil ese for vender pro consumidor comum, as vendas das versoes logo acima despencariam. Veja no caso do Creta Pcd. Ele custa com cambio automatico 70 mil (sem as isençoes), sendo que o mesmo carro pro consumidor comum e ainda com cambio mecanico, custa mais de 75 mil….

    • Ricardo Diniz

      O Corolla podia…mas demorava oito meses pra pegar o carro…

    • pedro

      Essa versão PCD é basicamente marketing, pra dizer assim “a partir de…”. Muito restrita.

    • Leozeradf

      Normalmente pode comprar sim, só não usufrui das isenções de impostos. A compra é feita como venda direta e pode demorar um pouco até o carro ser entregue.

    • Wellington Myph13

      Deveria. Mas vai de cada montadora.
      A Toyota liberava a venda do Corolla GLI de 69,9k pro qualquer um, mas entrava na última lista da fila de espera, levava mais de 3 meses pra pegar o carro.
      Já a Hyundai não libera porque ela impôs um limite até mesmo pra PCD mensal, que se passar disso, só fatura no mês seguinte e assim vai…

      Até onde eu saiba, eles não podem proibir e entra caso de ação contra a montadora, o que já me falaram que eles não deixam chegar muito longe, acabam liberando o modelo de 69,9k pra pessoa mesmo sem ser PCD…
      Até onde saiba era por isso que a Toyota já liberava a venda, jogava na fila de espera e pronto…

      • mjprio

        Certa vez eu ouvi um papo de que se vc comprar o carro por consorcio e for contemplado tem que levar o carro na hora por direito se tiver com a carta de credito na mão. Um amigo meu me disse que essa foi a forma de “furar a fila ” na epoca do lançamento do HRV. Mas como disse nao sei se e verdade e nem pesquisei

        • José Barbosa

          Duvido. Isto me parece papo de vendedor que só está fazendo bico e quer se livrar das cotas.
          Sobre consórcio, já ouvi de tudo. Até que a pessoa foi contemplada e não precisava mais pagar.

    • Renato Duarte

      eu já ouvi dizerem por aí que precisa de um documento pra obter o desconto de PCD. Se é exigido na css eu não tenho certeza ainda.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Ixi, aqui jás C4 lounge. Descanse em paz

    • Edson Fernandes

      Depende do que ele vai trazer…

      Se vier com 4 air bags, ESP, central multimidia, ar digital, sensor de chuva e luminosidade mesmo que venha com rodas de ferro… ele pode ser bem interessante.

      Mas se a Chevrolet capar muito…. perde. E pra mim é otimo… já que estou em vias de dar entrada no processo de PCD (para obtenção justamente do c4 lounge).

      • Heinsenberg

        Boa tarde Edson. Estou entre um c4 e uma kicks, ambos PCD. O C4 é incomparavelmente melhor que o Kicks, mas vejo muito comentarios acerca da desvalorização do C4, dizem que mesmo eu pagando 55k nele, dificilmente pegaria mais de 45k depois de dois anos. Isso está me desanimando bastante. Vc chegou a pesquisar algo nesse sentido?
        E sobre esse cruze, tem alguma ideia de qdo que ele seria lançado?
        Obrigado

        • Matthew

          Ué, e vc queria pegar quanto após dois anos? 60 mil? Carro não é investimento. Fora qua quando compra carro pra PCD, vc é obrigado a ficar um tempo mínimo com ele sem vendê-lo, não lembro quanto agora, mas acho que mais de dois anos com certeza é. Você já ta pegando um desconto absurdo e ainda se preocupa com desvalorização. Vai de Kicks mesmo. Certamente tem mais liquidez.

          • Heinsenberg

            Matthew, o prazo é de 2 anos, após os quais eu posso vendê-lo. Sei que carro não é investimento, mas também não deve ser uma fogueira de dinheiro. Não pretendo ganhar na venda, tampouco pretendo perder acima da média do mercado, por isso o meu receio com o C4.

            • Matthew

              Verdade, são dois anos mesmo. Eu acho aceitável 45k após dois anos, mas se o aspecto financeiro ta pensando sobre sua decisão, tem que ser o Kicks mesmo. Nada se compara aos SUVs no mercado de hoje, ainda mais de marca japonesa. Citroen é pra quem quer carro de verdade e não se importar de “perder” um pouco na revenda.

        • Edson Fernandes

          Então, considerando como é o mercado do C4, eu acho que em 2 anos seja dificil de vc vender por menos de R$55000. Abaixo disso já é mais facil.

          O que me preocupa no caso do C4, é a maioria das reclamações ser relacionada a suspensão. Entretanto, considerando 3 anos de garantia, se eu tiver problemas, eles terão que fazer em garantia.

          Mas com a entrada do possivel Cruze LS, vamos ver como ele será equipado. Se ele vier numa mescla boa tanto qto o C4, será o pareo duro…

          mas não tenho como dizer datas.

          • Gabriel M. Vieira

            Entra no grupo do C4 Lounge no Facebook, eu sou ADM. :-)

            • Edson Fernandes

              Gabriel, eu participo lá…rs

              Inclusive com o mesmo nome do meu nick aqui (é meu nome…rs)

              Mas eu vejo a queda de preços para quem comprou como pessoa fisica né? aí não tem muito para onde fugir. Para PCD o cara nesse periodo ainda tem chances de vender no preço que pelo menos pagou…rs

              • Gabriel M. Vieira

                Ahhh então já está acompanhando… hahaha, ótimo! Pois é, é aquela famosa questão de comprar pensando em vender… eu comprei já sabendo disso, mas tô muito satisfeito com o carro nesses 3 anos. E como eu sou teimoso, ainda talvez migre pra um 3008 daqui um tempo (usado) kkkk

                Pra mim agora o C4 vai ter uns 70% de vendas apenas em PCD, os novos modelos/versões já estão com preços muito altos e com muito menos opcionais. Além de terem mantido plataforma pesada e a suspensão meio frágil. É o começo do fim…

          • José Barbosa

            Acho que o principal fator de desvalorização do C4 seja a suspensão. Não dá. Pagar uma nota num carro superior que tem uma suspensão podre e cuja facada é muito mais frequente que na concorrência vai muito além do simples custo de manutenção elevado: é a encheção de saco mesmo.

        • Uislei

          Vc pegaria um C4 por 55k e venderia depois de 2 anos por 45k?

          Tá bom ainda, rapaz.

          Se fosse para vender por 40k, aí eu diria para cair fora. E se vc rodar com ele bem, aí que estará melhor ainda.

        • Edu

          Perder você vai com qualquer marca/modelo, apesar de que sempre considero o uso do carro. A vantagem de comprar um PCD é que depois de dois anos ele entra no mercado normal e pode competir em preço com um não PCD. Particularmente eu iria de C4 mas pesa mais a necessidade e o gosto de cada um.

        • 1 Raul

          Eu tenho um c4 2014, e vou pegar um kicks pcd, principalmente por conta da economia. Coloquei à venda,e já ofereceram 45k (51 de tabela), sendo que paguei 52k quando era 60 de tabela.

          O carro é o melhor de todos pra pcd, mas se você for usar mais em trajeto urbano (meu caso), tem que ter consciência que vai gastar muito com combustível , pois o carro é muito pesado.

          • Josh Rios

            O atual C4 está bem mais econômico que o 2014, o flex é em media de 2 a 3 km/l mais econômico em ciclo urbano (Teve atualização do cambio também)…

            • 1 Raul

              Você tem o carro? Quanto tem feito na cidade?

              • Josh Rios

                Não tenho Raul! mas utilizo o da frota da empresa com frequência, no transito da 23 de maio (Transito pesado) faz algo em torno de 8.5 na gasolina, se estiver mais fluido chega a marca de 9-9.5 com facilidade. Nós tivemos o 408 thp não flex antes e fazia no mesmo trajeto 7 (Que acredito ser o consumo mais parecido com o do C4L não flex)

                • 1 Raul

                  Então faz a mesma coisa que o meu aqui no ABC. Na ida é mais tranquilo e tem trecho de anchieta, na volta tem bastante subida e trânsito pesado, fazendo a média de 8.5 na gasolina.

      • Anderson

        Mas nem o lt tem sensor de chuva e luminosidade…

        • Edson Fernandes

          Puxa eu vi agora no site! Nossa, eu imaginava ter. Na boa… como as fabricantes matam itens em carros que em suas versões de entrada que não são baratas já deveriam ter ….

  • Marcelo Nascimento

    Eu acho impressionante como rodas de liga, detalhes de acabamento, 2 air bags e alguma eletrônica consigam abaixar R$25000!

    • Marcelo Amorim

      Pensei o msm,é um lucro extremamente abusivo!

    • Joaquim Grillo

      Sempre achei isso tem carro ai que cobra 30 mil a mais só pelo motor absurdo não vou falar que montadora

    • Guilhe

      Pois é, mas ai podem retirar mais itens como AC Digital, MM, bancos mais pobres e perfumarias. Reduz um pouco a margem de lucro , ganha no volume e no fim das contas chega perto desses 25k. Seria uma versão bem interessante se disponibilizada para o publico geral.

      • Djalma

        Só os itens que você citou garanto que não chega nem a metade de 25 mil. O Atual XEI em promoção para PCD, que custa 103 mil, está sendo vendido por 83 mil para PCD, sendo 11 mil de desconto da Toyota e a retirada do IPI. Sabe o que são 11 mil de desconto? Imagine quanto lucram? Foi divulgado semana passada que a versão GLI, que custa 93 mil, significa 40% das vendas do Corola, outros 50% a XEI, 5% o Altis e outros 5% uma outra versão que não me lembro. Se estão privilegiando o desconto na XEI ao invés do GLI, é que o lucro nessa versão é altíssimo.

        • mjprio

          Deve ser a Altis com a XRS,que deve ter vendas simbólicas

        • José Eduardo D’Acampora Guazzi

          Tem que contar tbm a retirada do lucro da CC. Venda pcd é direto de fábrica e a CC não ganha diretamente pela venda.

        • Ernesto

          Vi propaganda da Chevrolet vendendo o Cruze LT por $76.414,00 com isenção de IPI + bônus exclusivo de 12% do valor do carro.

          • Djalma

            É, parece que depois que a Toyota tirou aquela versão de 70 mil, o pessoal do seguimento acordou para o potencial desse mercado PCD.

    • Debraido

      Você acha que a Taxa Zero, tão publicitada é financiada como?

  • Luiz Fernando Ribeiro

    Que angústia me dá ler essas matérias e ver que um carro MÉDIO (ou o mais certo seria chamá-lo de compacto?) custa hoje em dia, em versão inicial, R$95.890!

    Há seis anos atrás, se comprava-se, com esse mesmo valor, carros muito mais potentes, mais confortáveis, melhores e maiores que esse. Vale levar em consideração que NADA, absolutamente nada, inflacionou tanto neste mesmo período, e o reajuste dos salários também não cresceu na mesma proporção. Que país de m*rda estamos vivendo, não?

    • PEDAORM

      No Brasil, o certo seria chama-lo de médio mesmo.

    • TSI

      Se já viu o valor dos populares?
      Tem HB20 de 70, UP de 60!!

    • Cássio

      Luiz, a não ser que você more nos EUA ou Canadá, o Cruze é um sedan médio, que é a classificação adotada no Brasil.

      Sobre o que vc comentou sobre o dinheiro, acabei de ver no site do Banco Central, e R$69.990,00 em 2012 equivale, em 2018, a R$97.862,52. Se for fazer o cálculo ao contrário, R$70.000 de hoje valiam, em 2012, pouco mais de R$50.000.
      Ou seja, com os valores de hoje se comprava, há seis anos, basicamente os mesmos carros.

      • Cláudio Modesto

        Só os salários é que não acompanharam, mas ainda assim o povo compra carro zero adoidado.

        • José Barbosa

          Muito bem observado: o poder de compra é que caiu.

      • José Barbosa

        você atualizou pela SELIC? A inflação nos últimos anos foi absurda, mas não chegou neste patamar todo não.

      • Matthew

        Pelo padrão de classificação europeu, o Cruze é um médio-compacto, assim como o Astra o era, enquanto o Vectra é um médio-grande, cujo equivalente na linha atual seria o Opel Insignia ou o Chevy Malibu. Grande mesmo só o Omega, que quase não existe mais entre as marcas generalistas, à exceção dos full-size norte americanos. Mas seria um carro do porte de um BMW série 5.

      • Cesar Limeira

        E aí tem o lado de que o teto de R$ 70mil para PCD não sofre ajuste a 9 anos, por isso dessas versões peladas e específicas de hoje em dia. O melhor seria pegar um carro de linha normal…

    • Josh Rios

      Em 2011 pegamos um Azera 3.3 V6 com todos os opcionais, teto, xenon, etc por 84 mil. Na mesma pegada a Santa Fé V6 que lembro de ver no showroom custava 104 mil… Hoje um Creta 1.nada custa isso.
      Sei que “os tempos mudaram” mas me parece estranho demais um salto de 84 para 170 mil. Não tenho todo esse entendimento em economia, mas duvido que a inflação e o preço médio do dinheiro tiveram algo a ver com isso, me parece mais ganancia mesmo.
      Em tempo, em 2015 cogitei comprar um Golf GTI (E fiquei cogitando rs), na época, na Sorana o modelo de entrada do GTI saia a 93,990 e 128 mil o modelo com todos os opcionais possíveis…

      • André Luis Versiani

        Hoje já deve beirar os R$ 170.000,00, absurdo mesmo.Nosso dinheiro não tem valor, isso incentiva a roubalheira.

  • Guilhe

    Na geração anterior do Cruze tb foi especulado uma versão LS e não aconteceu, seria uma boa pro mercado, a Gm pode aproveitar o vácuo que a Toyota deixou com o fim do Corolla do a 69.900.

    • Matheus Conrado

      na pratica essa versão LS existia,porém não tinha esse nome.. a LT tinha 2 versões dentro dela,então LS,era a LT com pacote mais simples(bancos de tecido,sem farol de neblina) e se tivesse cambio Manual caia bastante o preço…

      • XandeeM

        Cruze vinha comfarol de neblina de série,mesmo na versão manual e sem couro.

  • No_Name

    Esse negócio de “PCD” virou um grande negócio para as fabricantes, né…
    A GM já tem vendido o Cruze com R$ 19 mil (IPI + desconto GM) de desconto para essa modalidade.

    • what_the_hell??

      Aí não é apenas desconto! É isenção + desconto! O IPI de um cruze LT deve ser algo em torno de R$ 12/13.000; os outros 6/7mil é que são desconto da GM. Desconto q, aliás, ela tb faz normalmente com qualquer outro cliente que for comprar sem nenhuma isenção.

      • No_Name

        E o que foi que eu escrevi lá em cima? IPI + desconto GM

      • Luciano RC

        O problema é que carro acima de 70 mil perde alguns benefícios, como a isenção do rodizio e alguma vantagem no IPVA (acho que desconto ou isenção).
        Seguindo de perto, uma versão exclusiva com custo abaixo de 70 mil é bem mais vantagem. Espero que a Chevrolet esteja de olho nisso, mas sem capar muito o carro.

  • Excelente jogada da Chevrolet. Enquanto a Toyota tira a versão mais em conta do Corolla para empurrar um carro inferior na faixa do PCD, a GM fez o contrário (é o que se espera, pelo menos). Mandou bem demais.

  • FFSB

    Uma versão de entrada para bater de frente com o Virtus em versões superiores seria, também, interessante. Carro médio (de verdade) com motor 1.4 turbo por algo entre R$ 70k e R$ 80k, no panorama de preços de hoje, seria convidativo.

    * Mas é triste pensar que algo entre R$ 70k e R$ 80k para a versão de entrada de um médio seria considerado “barato”. Ê, Brasil…

  • rodpe

    Pela maneira como as montadoras tratam o consumidor no Brasil, o mais provável é que esse modelo pé-de-boi mantenha o valor inicial do momento e as outras versões aumentem de preço.

    • Luciano RC

      Até pra compensar as margens dessa versão.

  • Vattt

    Um Classic na carcaça de um Cruze!!! É isso que brasileiro está ganhando com as políticas “públicas”. Daqui a pouco será vendido só a carcaça e o motor do carro pra gente montar o resto artesanalmente em casa como índios do século XVII.

  • Lucas086

    Deixar os air bags, os assistentes eletrônicos e um som com espelhamento, por volta dos 70 mil, pode vender bem.

  • Julio Andraski

    “rodas de aço com calotas estampadas,”… Em relação ao processo produtivo, o correto seria “rodas de aço estampadas e calotas” (que são injetadas).

    • André Luis Versiani

      Correto, a risca seria isso mesmo.

  • Wellington Myph13

    Mais um da série: “Meu lucro é tão grande que dá pra lançar a versão de 95k por 70k pra PCD!”
    Só tirar umas coisas pra “justificar” os 25mil a menos que está tudo certo…

    • Edson Fernandes

      Enquanto os consumidores não fizerem voz disso… eles infelizmente irão continuar com essa pratica…

      • Para tanto o consumidor precisa pensar que carro é meio de transporte, e não de “status” – e parar de ficar aceitando o carro mais caro que está na concessionária porque vai perder dinheiro na compra.

      • Gil de Piento

        Edson e Wellington, é preciso lembrar as grandes vendas para locadoras que pouco são mencionadas pela mídia automotiva. Os descontos são gigantes e ainda assim a montadora tem lucro, o que indica uma margem de lucro absurda na venda ao consumidor final.

        • Edson Fernandes

          Sem duvida alguma. Além disso, lucro é lucro.

          Quem tem locadora vai andar conforme o mercado. Mas eles tbm estão lucrando, então não estão errados. Mas a partir do momento em que consumidores tomam decisões mais conscientes mesmo que seja para pagar mais caro por menos, isso já torna o mercado mais maduro.

          O problema é que as pessoas seguem a moda do que os outros acham. Sempre tem alguem no grupo de amigos que acaba sendo o cara que incita a escolha de alguem.

          Então é nisso que a pessoa precisa retomar em sua consciencia, porque não faz o menor sentido sempre baterem na mesma tecla sendo que os produtos atuais, estão bem superiores tecnicamente falando em termos de durabilidade.

  • Janio Ribeiro

    Seria bom colocar o motor do onix /prisma e remover o ecotec, afinal esses 2 São campeões de venda da GM …….

    • André Luis Versiani

      E tirar as barras de proteção lateral, para baratear, kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Eduardo

    Sem rodas de liga, sem rádio, banco tecido, AR convencional, air bag duplo, sem faroletes, sem DRL… enfim, sem nada, mas um belo carro ainda assim se considerar os 69.900.

    • Eu compraria.

      • Eduardo

        Pois eu tb.

    • th!nk.t4nk

      Bom, o Vectra antigamente vinha sem ar-condicionado de série, e até vidros elétricos eram opcionais (na frente mesmo). Dá pra dizer que o Brasil até que evoluiu haha.

      • Matthew

        Só o GL até​ a linha 1998. Depois da facelift já não vinha mais tai pelado assim.

        • SDS SP

          GLS de 97, o ar condicionado era opcional. Nem precisa falar que virou um mico.

          • Luciano RC

            Vectra GLS tinha o ar, discos traseiros e som como opcional. Até o Golf e Bora tinham ar condicionado como opcional.

            • SDS SP

              Pra você ver como evoluímos, mesmo com toda essa patifaria que rola solta.

    • Silvio

      E sem cambio automático também, que já diminui um 5 mil reais!

  • Hoffmann

    Cruze Joy :D

    Não tirando itens de segurança está ótimo. Mas do jeito que a Chevrolat conhece o consumidor brasileiro é capaz de deixar só dois airbags mesmo e manter a telinha no painel porque é isso que importa para o povo gado.

    • Paulo Santos

      Ou Cruze Advantage? kkk, como no finado Astra.

    • klaus

      algum diretor deve ter proposto: “tira tudo mas deixa a telinha!”

      • Hoffmann

        A telinha “tôchiscrim” pra mostrar o nome da música bem grande no painel não pode faltar. rs

    • Luciano RC

      Na Trailblazer LT que ela vende pra frotista, não tirou os controles. Tirou foram os mimos… o carro perdeu as rodas, central, volante multifuncional e até mesmo qualidade nos bancos e acabamento… mas tem ESP, air bag, ar digital e até mesmo o 4×4.

  • Aristeu Junior

    O valor de base para cálculo do IPVA é de 55.639,00, provavelmente será uma versão pra PCD

    • Douglas

      Aristeu, como conseguiu consultar?

      • Aristeu Junior

        Acesso a sistemas

  • Mario

    Se isso se confirmar, pode influenciar as vendas do virtus.

    • Luciano RC

      Se for vendida também ao consumidor normal, vai tirar vendas até do Cobalt.

  • Leonardo Stefanin

    Será que vão lançar uma versão por 69.990? Hoje o preço de tabela do Prisma LTZ ultrapassa os 70k do limite, se optar por cor metálica.

  • Mario

    Quando dizem que é uma versão exclusiva para PCD, eu não entendo. Então estas versões não podem ser vendidas para não-PCD?? Muito estranho isso.

    • Fanjos

      Tambem não entendo porque, pois para eles ganhariam a mesma coisa, já que no caso do PCD vai pagar uns 54mil e a pessoa normal vai pagar os 70 mil, no final ganham a mesma coisa, mas acho que se fizerem isso muita gente deixa de comprar a versão mais cara.

      • Luciano RC

        Não existe uma proibição. Simplesmente a montadora informa as concessionárias que não vai faturar os modelos fora do PCD. Eles falam que a encomenda vai demorar mais de 180dias. Foi assim quando fui procurar um desses Corola de 69 mil reais. Todas as lojas que fui, os vendedores falavam que era encomenda e com a fila que tinha, era mais de 6 meses.

        • Gil de Piento

          Mas o Corolla tinha a versão GLi Tecido de 70 mil disponível para pessoas físicas não-PCD. As outras montadoras não oferecem nada parecido.

          • Luciano RC

            Tinha e pra achar essa versão você tinha que rodar todas as concessionárias. O menor prazo que achei foi de 90 dias e tinha o risco de atrasar porque a montadora vai privilegiar as entregas para PCD.

    • Mauro Ferri

      PCD tem que ficar com o carro 2 anos, se ele se desfazer antes do carro, vendendo ou até mesmo no caso de perda total ou roubo, terá que pagar os impostos. Agora a questão de vendas para o público normal é um assunto complicado… Concessionaria não pode vender mesmo, mas se o cliente contatar a montadora para solicitar um pedido, eles tentarão se recusar, mas por lei são obrigados a vender (tem que brigar mesmo para conseguir)

      • Paulo

        Informações importantes essas. Só não entende um ponto: caso o carro seja roubado, e não recuperado, o proprietário terá que pagar o imposto referente ao valor cheio? Como se dar esse processo? De ante mão obrigado.

        • Luciano RC

          Acredito que o seguro do carro cobre essa parte, já que vai fazer o valor de tabela cheio do carro.

          • José Barbosa

            Há seguros específicos para carros PCDs, e são meio raros. Em caso de furto ou roubo, acredito que não é o caso de se recolher os tributos, e sim de não ter direito à isenção quando de uma nova compra. Entretanto, judicialmente isto já foi excepcionalizado, entendendo que por se tratar de roubo, motivo de força maior, privar o deficiente do acesso a novo carro com deficiente feria seus princípios básicos, por uma falha do próprio estado.

            • Luciano RC

              O problema é que no Brasil, você precisa criar leis para evitar que o rabo abane o cachorro. Com certeza vai exigir processo, porque podem interpretar que foi um roubo proposital para que pudesse ter nova isenção.
              Brasil, terra de complicações.

      • Luciano RC

        A concessionária pode vender… a lei obriga. O problema é que eles falam que nunca tem em estoque, precisa pedir a fábrica e pela demanda vai 180 dias. Isso que a Toyota me falou quando fui ver o Corola de 69 mil ano passado.

        • José Barbosa

          Mas quando a compra é racional (e se não todas, a maioria deveria ser), vale muito a pena aguardar o prazo.

          • Luciano RC

            Mas aguardar 180 dias? Complicado demais.

        • André Luis Versiani

          Eles fazem igual operadoras de celular, quando você atinge o seu limite de dados móveis, eles não podem cortar, mas deixam 1Kb/s, ou seja não funciona.Eles impõem tantas dificuldades que o consumidor desiste.

          • Luciano RC

            Sobre as operadoras, hoje elas podem cortar. Somente a Nextel não corta por opção dela.
            Mas elas fazem isso mesmo… complicam a venda e você acaba desistindo de esperar essa versão.

  • TijucaBH

    Gm podia trazer esse Cruze com preço bem atrativo pra poder brigar com o Virtus tsi, assim como ela criou uma versao mais simples da S10 pra brigar com a Toro

    • Luciano RC

      Poderia melhorar bem o Cobalt para bater de frente com o Virtus. E melhorar a S10 para finalmente passar a Hillux.

      • José Barbosa

        Pontos de melhoria do Cobalt seriam a substituição do motor ou enchê-lo de mimos. E em ambos os casos, canibalizaria com o Cruze. Não acho que a GM seguiria esta estratégia.

        • Luciano RC

          Pelo que ouvi do vendedor da Chevrolet, em breve a Chevrolet muda o nome da LTZ para Premier e melhora os equipamentos do Cruze.
          Isso porque o Novo Cobalt vai vir muito bem equipado.

      • André Luis Versiani

        S10 já é melhor que a Hillux, o que dificulta a vida dela é que o brasileiro ficou encantado com o pós venda da Toyota e com a fama que ela conquistou no passado de inquebrável e muitos nem olham outra marca. Só pensam no não perder tanto na revenda.

        • Luciano RC

          Ainda tem certas coisas que a S10 precisa melhorar. Atualmente, muitos equipamentos de segurança vem somente na LTZ. Precisa adicionar na LT e não ter uma versão Advantage tão capada.

  • zeh

    ….montadoras no Brasil…fazendo o que fazem de melhor…..só na embromação…e se vendessem a 50k completo, já estariam ganhando dinheiro…isso em um país sério…kkkk

  • Gil de Piento

    Ao contrário da maioria aqui, que está acreditando em versão PCD induzida pela reportagem, eu acredito que seria mais provável uma versão LS com preço posicionado entre o Cobalt e o Cruze LT, ou seja entre 80-85 mil.

    • th!nk.t4nk

      Uma coisa que nao entendo é por que falam tanto de versoes PCD aqui no comentários e também nas matérias do NA. Tem tanta gente com deficiência assim ou povo tá dando um jeito de comprar com falcatrua?

      • Mario

        Em se tratando de Brasil, aposte na opção dois!

      • Matthew

        Sem dúvida falcatrua. Todo mundo já ganhou a malandragem e hoje até hiperlordose na coluna é motivo pra pedir isenção. Aliás, nem precisa ser o próprio motorista a ter deficiência. Basta alguém da família ter mobilidade reduzida que passa também.

        Enfim, chumbo trocado com governo. Este ferra com o consumidor, que por sua vez busca brechas na lei pra se beneficiar. Depois falam dos políticos, mas somos todos iguais.

        • SDS SP

          Exato, nem precisa ter alguma doença / qualquer falha de mobilidade. Tendo alguém dentro da família, já se pode fazer o pedido de isenção.

          • Luciano RC

            Olha… eu já vi uma pessoa com problema na prótese de silicone tentando se enquadrar em PCD.

            • mjprio

              PQP!!!

      • Samluzbh

        Virou moda, as css da Fiat aqui em BH já tem o “serviço” de despachante para PCD.

      • SDS SP

        Há varias brechas. Eu mesmo poderia tentar comprar um carro nessa modalidade, pois me irmão tem deficiência grave.

      • Luciano RC

        Exatamente os dois amigo… hoje tem escritórios especializados em te enquadrar em alguma necessidade especial que te da isenção de impostos. No facebook, o que não falta é propaganda dessas empresas. Falam que 1 a cada 3 pessoas tem direito a algum tipo de isenção.

      • mjprio

        Nao tenha duvida da segunda opção. Ja vi gente dando esse golpe safo. A mae PCD comprava o carro pro filho andar sem ela

      • mjprio

        Sinceramente podem ate nao gostar da minha opinião, mas acho que isso ja virou máfia, falcatrua. A maioria dos PCD nao conseguem nem comprar uma cadeira de rodas. E precisam de mobilidade.
        Muita gente comlra em nome de pcds que nem vao entrar no carro. Sinceramente eu imaginava que esses descontos seriam para que o pcd adaptasse o carro. Acho que as regras tem que ser mais rígidas. Afinal brasileiro gosta e de lesar.
        Por isso e que o 7 a 1 da Alemanha e e eterno e nao so no futebol. Somos muito ze povinho e metidos a malandro…. por isso o Brasil e seus políticos sao assim
        Quero deixar bem claro que nao sou contra o PCD, acho que tem de exercer o seu direito. O que me revolta e malandragem do povo desse pais

      • José Barbosa

        Na verdade, a lei é muito permissiva. Já vi estudos falando que até metade dos carros novos poderiam ser comprados com os descontos. A discussão é longa, vai até mesmo no fato que não seria melhor distribuir uma carga tributária mais justa, com menores preços, e excepcionalizar a isenção apenas a casos extremos, relacionados à dificuldade de mobilidade?

    • Paulo Santos

      Verdade, uma versão LS por 10k a menos que a LT ia vender bem, vide o preço da Trakker de entrada, que tem o mesmo powertrain do Cruze, com o preço bem mais baixo.
      GM sabe vender carro pelado no Brasil.
      Agora, pode tirar tudo, menos a telinha da MM, é claro!

      • Luciano RC

        O Tracker LT é o que menos vende. Eu fui na Chevrolet ver o Cruze me fizeram o Tracker Premier 2 pelo preço do Tracker LT pra levar.
        É que nem o Cruze… você chega na Chevrolet e o desconto no LTZ compensa leva-lo.

        • José Barbosa

          sério? mas o preço de tracker LT era 85 ou 90k Temers?

          • Luciano RC

            O LT é vendido a 85 em promoção. Eu vi a tabela cheia da Chevrolet e ele tem preço de 91 mil reais. Achei boa a promoção… até perguntei se tinha LT a venda, ele disse que a Chevrolet nem estava mandando, por isso baixou o preço da Premier.

  • 💀GHOC💀

    Capado com preço de premium, podem esperar

  • Cássio

    O que mais é contraditório são as empresas criarem versões para PCD com apenas 2 air bags e sem outros itens de segurança, quando, na verdade, os PCD são os que mais necessitam de segurança.

    • Luciano RC

      Algumas montadoras não tiram o ESP, ASR, outros controles… deixam bastante coisa. O que tiram são os mimos e piora a qualidade do acabamento.

  • Gustavo

    Nas imagens dá percebe-se também a falta do sensor de ré.

    • Luciano RC

      Isso sim é uma economia porca.

      • José Barbosa

        Embora eu ache isto bom, especialmente em sedans, para chegar aos 70 mil tem que cortar de algum lugar.

        • Luciano RC

          Mas num sensor de 10 reais é tenso… kkkkk

  • Gustavo

    Equipamentos que devem sair: Ar Digital, Sensor de ré, Banco de Couro, Central My Link, Controle de som e cruzeiro no volante, Farol de neblina, Rodas de liga lega, Sensor de pressão dos pneus.

    • Andrew B.

      PCD sem controle de cruzeiro, não vejo lógica.

      • Vattt

        Verdade!!! Esse foi um dos problemas que vimos do Nissan Kicks aqui de casa. Uma falha terrível e que teria sido descartado no ato da escolha. O problema foi que Fomos os primeiros a receber e Hyundai Creta e Toyota Corola tinha dificuldades e burocracia maior para entregar, Renault ainda não tinha lançado a promoção do Captur Zen com isenção total, C4 louge e 408 não foram cogitado.

        • Andrew B.

          Pois é. Um item extremamente necessário.

          • Luciano RC

            Não vivo sem isso… é a melhor forma de economizar combustível em vias expressas e rodovia. Coloca lá, fica tranquilo.

            • José Barbosa

              Quanto ao consumo, depende. Acho que falta a ele a inteligência para acelerar antes de iniciar uma subida e às vezes pode ser melhor aceitar perder parte da velocidade a querer insistir num patamar.

              Já para vias expressas, especialmente as cheias de radares, é uma ótima forma de evitar multa. Quem conhece o Anel Rodoviário de BH e já desceu com cruzeiro não aceita mais carro sem.

              • Luciano RC

                O problema é que ele não sabe que vai vir uma subida… só se fosse conectado ao GPS do carro.

      • Gustavo

        Concordo, mas o Corolla vendido com isenção total na época, também não tinha.

  • delvane sousa

    aquela depenada no carro pra competir com as outras montadoras e vendas pcd. A concorrencia é sempre bem vinda, mesmo nessa situação restrita.

  • Gabriel

    Esse carro ja existe outros lugares, sim ele perde alguns itens como comando som volante piloto automático, faróis de milha, rodas, mas continua vindo com som my link porem modelo da versão LT mas sem comandos volante, bancos vem de tecido, ar condicionado manual, faróis e limpador automático também perde nessa versão, mas carro conta com controle de estabilidade e tração, start stop, assistente de rampa, vidros e retrovisores elétricos, on star, e etc. Visual externo da ls não é muito diferente versão da LT, apenas rodas e faróis de milha que não vem de diferente. Carro interessante se vier por bom valor, seu motor 1.4 turbo e bem eficiente e potente, se vir com valor de 69990 sera umas das melhores opção para publico pcd igual c4 na minha opinião, porem temos o cobalt nesse valor de 70 mil, acho mais provável gm colocar esse carro no valor de 79990 para tentar atrair o publico que estão de olho no virtus e no cronos, porque gm sabe que seu carro esta em uma posição boa em vendas mas virtus esta chegando rápido perto então corre risco dele afetar as vendas do cruze, por esse motivo gm pensa lançar essa versão mais básica de seu modelo, perdendo itens de conforto e aparencia, mas mantendo bom motor e cambio e sim trazendo um sedã médio no valor de um compacto premium completo.

    • Luciano RC

      Espero que seja para PCD mesmo… os itens são interessantes e tem tudo para aumentar as vendas do modelo.

  • delvane sousa

    Off topic. Carro autônomo da uber atropela e mata pedestre no estado do Arizona. Primeira morte registrada.

  • Adriano Feroli

    Se for um versão para PCD venderá bem .. mas se for apenas uma versão abaixo da LT entre 80/85 k não vejo vantagens. Fiquei interessado se for versão PCD. Vou acompanhar.

    • Luciano RC

      Até porque, hoje consegue negociar a LT perto dos 85 mil reais. E a Chevrolet está oferecendo o Tracker Premier II por 91 mil reais.

  • BR que é BR faz assim:
    Lança essa versão mais pelada por um valor, digamos, 10 mil reais abaixo…
    Pega a versão LT e LTZ e sobe mais ainda o preço!

    Tem hora que dá medo as versões mais baratas pois muitas vezes elas servem de motivo para elevar o preço das versões mais equipadas (vide o Prisma, que parte de 57 mil na versão de entrada)…

  • Silvio

    Vim seco achando que seria uma versão com câmbio manual, mas não….
    Aliás, esse carro numa versão com câmbio manual, rodas de ferro, bancos de tecido e sem tela multimídia, por um preço convidativo seria um sonho! Não venderia quase nada, eu sei, mas para quem gosta seria um prato cheio.

    • Hoffmann

      Lembrei de um Vectra GL básico que uma tia minha comprou lá por 1998 que era pelado de dar pena. Bancos em tecido bem simples, sem som, sem ar-condicionado, sem apoios de cabeça no banco traseiro, sem vidros elétricos, rodas de ferro com calotas parciais que cobriam só o miolo das rodas, sem direção hidráulica, sem nada! Era tão pelado quanto um Corsa Wind 1.0 sem opcionais.

      • Luciano RC

        Pelo que sei, pelo menos a direção hidráulica era item de série desde o GL. O restante era tudo opcional.. nem conta giros tinha.

    • Haha, eu compraria facilmente. Gosto é gosto, hehe.. :-D

  • Anderson

    Se pegar como base o lt… sai rodas de liga… central multimídia… onstar… bancos de couro… airbags laterais… ar digital… farol de neblina… nao sei se tem mais algo pra tirar… rs

    • Anderson

      Talvez ar digital… farol de neblina…

    • adrielmenezes

      Banco traseiro, brake light, diminuir o aro do pneu, tirar as calotas, colocar o painel no meio, vidro com maçaneta, sem alarme, cinto abdominal, tirar o sensor do cinto, etc…

  • Erivelton Freitas

    Essa Traseira de Sedã de 2005… Ai ai ai!

  • Pedro Gonçalves
  • Mauro Banqueiro

    Vai vender bem.

    Frederico “pessoa normal”?

  • Calibra vermelho 95

    Alguém sabe quais carros que são liberados para o publico não-PCD? Pode demorar 3 ou 6 meses, não tenho pressa.

  • Oliver Villalobos

    Só de imposto é quase 20 mil??? Com imposto nestes valores tem dinheiro pra próximas 3 gerações de políticos ladrões roubarem a vontade que o Brasil n quebra!!!

  • NYC_Man

    Carro assim com calota dá uma broxada forte.

  • Whering Alberto

    O LT já tem visual bem simples.

  • Paulo Lustosa

    Detalhe: a nossa LTZ é a Premier norte americana

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email