Avaliações Chevrolet SUVs

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Ele chegou com um baita motor, herdado do Camaro de acesso, e andando mais do que deveria. Agora, o Chevrolet Equinox 1.5 Turbo se apresenta, de forma mais equilibrada.


Vestido de preto, o Equinox Midnight realça a pose de SUV luxuoso que o modelo já tinha e agora vem com um coração mais manso, porém, surpreendente, mesmo com 90 cavalos a menos.

Embora quem tenha comprado o Equinox LT 2019, na redução de preço recente, não saíra no prejuízo, pelo contrário, a nova proposta não faz feio e agrada ao dirigir.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Seu motor 1.5 Turbo de 172 cavalos e 27,8 kgfm, não só dá conta do recado, mas manda outro: poderia ter chegado logo de cara.

Neste pacote escurecido, o preço é de R$ 131.900, para brigar com o VW Tiguan 250 TSI. É com essa nova configuração que o Equinox quer voltar a vender bem.

Por fora…

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Para quem gosta de carro preto, o Chevrolet Equinox Midnight 2020 é um prato cheio. Na frente, o SUV médio feito no México vem até com a gravata enegrecida.

Da mesma forma, detalhes que são cromados na Premier, aqui são (quase) todos em preto ou preto brilhante, tais como grade, rodas de liga leve aro 19 polegadas e logotipia da marca.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Em pintura preta, o Equinox Midnight reforça essa proposta, mas existem concessões, como os frisos cromados envolventes nas janelas e em parte do para-choque traseiro.

As barras longitudinais no teto são em cinza e também quebram com a regra, assim como a nomenclatura do modelo, cromado. O visual é atraente e chama atenção na rua.

Por dentro…

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Para quem espera um ambiente completamente preto, o interior do Chevrolet Equinox Midnight 2020 tem teto e colunas com acabamento claro, mas o restante é escuro.

O acabamento é preto no painel, portas e bancos, sendo que estes últimos são revestidos de material premium com costuras em cor de cobre.

O volante tem o mesmo acabamento, além de detalhes cromados, que envolvem também os difusores de ar, maçanetas, cluster e base do seletor de marchas.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Tendo mostradores analógicos de boa visibilidade e um generoso computador de bordo, o Equinox Midnight ainda apresenta ar condicionado dual zone e bons porta-objetos.

Com o banco do motorista ajustável eletricamente, o motorista de estatura até média se sentirá muito bem. Para quem é mais alto, porém, o Equinox continua o mesmo…

A coluna de direção tem ajuste de profundidade curto e o banco, em relação aos pedais, precisa ficar muito perto para que os braços fiquem levemente inclinados.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Contudo, as pernas ficarão mais dobradas, lembrando então algumas minivans e crossovers compactos. O SUV mantém o apoio de braço bem elevado entre os assentos dianteiros.

Fora isso, o ambiente é agradável, tendo multimídia MyLink com Android Auto, Car Play, OnStar, navegador GPS e câmera de ré, entre outros.

Ainda não tem internet 4G a bordo, a GM prometeu para os próximos meses, uma pena para quem vai comprar o carro agora.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

O espaço geral é muito bom para quem vai atrás, tendo ainda ajustes do banco bipartido para maior conforto em viagens, além de difusor de ar e apoio de braço com porta-copos.

O apoio de cabeça central é bem proeminente e chama atenção, não sendo desconfortável, apesar da aparência.

Já o porta-malas é bem amplo com seus 670 litros, podendo chegar a 1.627 litros e ainda tem compartimento sob o assoalho. Dois puxadores nas laterais rebatem o banco bipartido.

Por ruas e estradas…

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

O Chevrolet Equinox Midnight 2020 chega com um coração meio alemão, já que o propulsor é o LYX da família SGE da GM, feito em parceria com Opel, SAIC, SAIC-GM e PATAC.

Com quatro cilindros, turbocompressor e intercooler, o LYX tem injeção direta de combustível, mas, por ora, abastecido apenas com gasolina.

Trata-se de um motor de porte médio que faria bem, por exemplo, ao Chevrolet Cruze no lugar do velho 1.4 Turbo, que foi abandonado na China, com o sedã…

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Montado com uma caixa automática de seis marchas e opção de mudanças manuais, o Equinox Midnight 2020 poderia parecer um tanto fraco diante do fortíssimo 2.0 Turbo.

Para este SUV de 1.551 kg, o 1.5 Turbo se mostrou bem-adaptado e revelou força ao empurrar o modelo, que não é pequeno.

Embora com giros um pouco mais altos que no 2.0, o 1.5 tem boa saída sem esgoelar, aproveitando o bom torque de 27,8 kgfm entre 2.000 e 4.500 rpm.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Elástico, ele permite aproveitar toda essa força na maior parte do tempo, mantendo assim rotação sempre baixa em descolamentos urbanos, agradando ainda pela resposta.

A boa relação de marchas, apesar de ter somente seis, deixa o LYX livre para explorar faixas até abaixo de 1.500 rpm sem pedir água.

Contudo, se a decisão for por enfiar o pé e deixar todo mundo para trás, ele rapidamente dispara para algo entre 4.000 e 5.000 rpm com facilidade, respondendo na mesma medida.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Tendo apenas tração dianteira, o conjunto do Midnight é, por exemplo, 122 kg mais leve que o Premier AWD com motor 1.5 Turbo.

Isso faz diferença, ainda mais que não há cardã e semieixos para arrastar. Dá para ir além, subindo acima de 6.000 rpm antes do corte.

Então, mesmo sem um “Onix 1.0” dentro do cofre em relação ao modelo 2019, o Equinox 1.5 Turbo 2020 se mostra bem ágil para o dia a dia e viagens.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Esperto na cidade, o Equinox Midnight se mantém alerta na estrada, respondendo muito bem em ultrapassagens com pouca subida de giro e mantendo 2.300 rpm a 110 km/h.

De acordo com a GM, ele faz de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos e tem máxima de 196 km/h. Portanto, é um bom desempenho para um carro volumoso de 4,65 m de comprimento.

Ainda assim, nem tudo são flores. Quem quer uma pegada mais esportiva, não terá, já que nem modo Sport ele tem, apesar das boas respostas ao acelerador.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Trocar manualmente? Até dá, desde que você tenha uma boa munheca, visto que o botão de troca fica sobre o pomo da alavanca, que é alta. Não dá para usar só o dedão.

Com péssima ergonomia, esse trocador de marchas do Equinox é apenas perfumaria. Se apoiar o braço no encosto central para fazê-lo, também fica incômodo, já que o mesmo é mais alto.

Então, o melhor do Equinox é usar apenas o modo automático, que atende bem à proposta familiar do SUV. O ideal seria o uso de paddle shifts no volante.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

No que diz respeito ao consumo, o SUV da GM se mostrou bem adequado, fazendo 9,9 km/l na cidade e 13,7 km/l na estrada, onde esperávamos mais, já que o 2.0 fez 13,2 km/l. Isso dá, teoricamente, 808 km de autonomia em estrada.

De qualquer forma, ainda considerando a rotação mais alta e um número menor de marchas (três a menos que o 2.0), o Equinox 1.5 Turbo vai bem, obrigado.

Tirando os detalhes da posição de dirigir para pessoas altas, o Equinox 1.5 Turbo é bem gostoso de guiar, tendo direção elétrica bem progressiva e leve.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

A suspensão tem ajuste mais macio, para o conforto, mas em curvas, apesar do porte, o SUV se mostra dócil e facilmente corrigível, não inclinando tanto para fora como esperado.

Os freios estão dentro do esperado, garantindo boa estabilidade em freadas mais fortes. Agradável em conforto, o conjunto absorve bem as irregularidades do piso e garante boa viagem.

Por você…

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

O Chevrolet Equinox Midnight 2020 chega com bom nível de conteúdo, apesar de não dispor de teto solar panorâmico e nem estacionamento automático, itens da Premier, por exemplo.

Ainda assim é um carro bem confortável para a família e que agrega muitos itens de conforto e segurança, como piloto automático, ESC e TCS, seis airbags, entre outros.

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo agrada em visual e desempenho

Além do bom espaço interno e bagageiro mais que suficiente, o Equinox Midnight tem um belo visual e preço na média do segmento, competindo com o Tiguan, que parte de R$ 129.990.

Sem a pegada mais esportiva deste, o Equinox Midnight agrada ao dirigir, mostrando que um coração pequeno não indica exatamente uma falta de fôlego, que sobra nesse SUV da GM.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo 2020

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 4 em linha, turbo

Cilindrada – 1490 cm³

Potência – 172 cv a 5.600 rpm (gasolina)

Torque – 27,8 kgfm a 2.000 rpm (gasolina)

Transmissão – automática de seis marchas com mudanças manuais na alavanca

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 9,2 segundos

Velocidade máxima – 196 km/h

Rotação a 110 km/h – 2.300 rpm

Consumo urbano – 9,9 km/litro (gasolina)

Consumo rodoviário – 13,7 km/litro (gasolina)

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 19 com pneus 235/50 R19

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.652 mm

Largura – 1.843 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.697 mm

Entre eixos – 2.725 mm

Peso em ordem de marcha – 1.551 kg

Tanque – 59 litros

Porta-malas – 670 litros

Preço: R$ 131.900

Chevrolet Equinox Midnight 1.5 Turbo 2020 – Galeria de fotos

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • El Gato!

    Sério: após ler o primeiro parágrafo, perdi completamente a vontade de seguir a leitura.
    Andando “mais do que deveria”? O motor mais fraco deixa o carro de 1,7 toneladas “mais equilibrado”? Pelo amor de Deus…

    • radiobrasil

      Realmente SOBRA motor na versão 2.0T pra um carro dessa proposta…

    • Alvarenga

      Pensei exatamente a mesma coisa!

    • rafael

      El Gato, potência não é tudo. Carro não é só motor. Você pode ter certeza que não é somente os motores e câmbios que são diferentes. Sem dúvidas que o ajuste da suspensão também muda, consequentemente mudando seu comportamento dinâmico. Por isso, não é nenhuma “anormalidade” um mesmo carro ter um comportamento melhor numa versão de motor menos potente do que em outra, com versão mais potente. E o Equinox não é o primeiro caso, e nem será o último.

  • Willie Cicci

    Merecia um acabamento mais condizente com o preço.

    • Piston head

      Até mais pelo visual que qualidade em si. Tem cara de compacto mesmo (Painel)

    • Vitor

      Pelas fotos parece que o acabamento não chega a ser ruim…
      Mas esse é um ponto que algumas muitadoras estão falhando, o acabamento interno dos VW e de alguns modelos de outras montadoras estão deixando a desejar mesmo em carros medianos.
      E inclusive é muito comum ler esse tipo de reclamação em comentários de tudo quanto é mídia digital. Lógico que tem críticas mais justas e outras nem tanto, mas sai barato para as montadoras fazer interiores um pouco mais caprichados.

      Esse é um ponto que conta a favor de um veículo e não é difícil de se melhorar, Tamara que as montadoras que derrapam nessa área mudem um pouco, porque tem um público que repara e valoriza isso.

      • Navaman

        Realmente não parece, mas ao vivo foi bem decepcionante para mim, sobretudo nas portas. Mas o carro tem um bom CxB, sobretudo se notarmos que há SUVs compactos beirando esse preço.

        • matheus

          Imagina que o HRV touring custa 10 mil a mais!

          • Navaman

            Foi o primeiro que me veio à mente, rsrs

    • Raul Mafra

      E um cambio borboleta ne, pq esse leeexxxxxo de botoes encima da manopla que eles botam ali pela morrr ne

    • 1 Raul

      Esse painel é o mesmo de quase toda a linha Chevrolet, inclusive do impala premier.

  • th!nk.t4nk

    Por fora essa versão ficou mais interessante, mas esse interior de carro popular é de amargar. Agora, cá entre nós, esse 1.5 já dá e sobra pras estradas brasileiras. Já peguei um X1 1.5 e achei que seria terrível, mas apesar de trabalhar em altas rotaçoes vai muitíssimo bem até uns 130-140 km/h. Pra um modelo de entrada, é perfeitamente aceitável. Se em troca for econômico, penso que tá valendo sim.

    • Daniel Pirolli

      É aquela coisa, se esse acabamento estivesse num carro de 50, 60 mil seria muito bom, mas nesse carro ele é bem ruim sim. Já vi ao vivo e na minha opiniao deixa muito a desejar…

    • Ernesto

      Lembre-se que estamos falando de Brasil, onde não há rodovias com máxima além dos 120 Km/h.

  • Verdades sobre o mercado

    Assim como o Jetta 1.4T não compraria(se fosse o tipo de veículo que comprasse) pela falta de paddle-shifts.

    • Lucas de Lucca

      Não acho que chegue a fazer falta nesses carros…

      • Verdades sobre o mercado

        Cada um com suas prioridades. Tem gente que faz questão de interior que se destaque, soft-touch e outros mais. Outros preferem um design mais estiloso(rebuscado). Eu priorizo dirigibilidade e segurança e por isso não aceitaria gastar mais de 100k em um carro sem paddle-shifts, algo que até Gol e o finado Mobi GSR oferecem (ainda que opcionalmente).

        • Lucas de Lucca

          Concordo que pelo preço deveria ter, mas não muda nada em segurança ter ou não ter ao meu ver. Tanto no Cruze 1.4 quanto no Jetta nunca senti falta de marcha em situações normais do trânsito, ambos os câmbios reduzem satisfatoriamente e sobra motor para todo tipo de ultrapassagem. Lembrando que são carros feitos para o trânsito, sem essa proposta esportiva. A Equinox da matéria idem.
          É o tipo de item que é legal ter, vai brincar uma vez ou outra, mas no geral nem vai lembrar que está. Estou há 6 meses com o Jetta e se usei o modo sport dele 3 vezes foi muito. Mas como disse vai de cada um, não critico quem faz questão também.

          • Verdades sobre o mercado

            Gosto dos paddle-shifts para fazer reduções em algumas frenagens e também na estrada para preparar a ultrapassagem. Sem isso me desagrada um AT

          • Verdades sobre o mercado

            Seu Cruze era Turbo ? O que você pode destacar de diferenças entre Cruze e Jetta ?

            • Lucas de Lucca

              Sim o turbo, Sport6 LTZ 2017. Cara diferença maior que sinto é na tocada. Câmbio, suspensão, resposta da direção me agradam bem mais no Jetta. Em contrapartida a isso eu acho que o motor do Cruze é mais elástico, o TSI sinto que perde fôlego em alta e na acelaração até 100, 120 o Cruze também aparentava ser mais vigoroso. No geral são compatíveis e vai no perde ganha, no Cruze você tem banco elétrico, no Jetta você tem ACC, o Cruze tem medidor de pressão dos pneus e o Jetta ar dual zone e por aí vai. Os faróis em LED do VW também me parecem ser mais eficazes que os halógenos com projetor do GM. O acabamento do Jetta no geral me agrada mais, tem mais áreas emborrachadas que no Cruze e pelo que percebi nesses 10 mil km rodados com ele também é menos ruidoso que o Cruze (nesse KM o GM já tinha grilinhos chatos). O interior no geral do Jetta me agrada mais por ser todo preto, inclusive o forro do teto no R-Line, a iluminação ambiente de 10 cores é um show a noite, não tem um que anda e não gosta, a central também é melhor e acho que os comandos no VW estão melhores posicionados e acho a posição de dirigir mais gostosa. O teto panorâmico é top mas tem um problema crônico de ruído quando aberto em todos os Jettas. Consumo dos dois no etanol é praticamente o mesmo. Acho que de mais importante que me lembro agora é isso.

              • Verdades sobre o mercado

                Foi o que imaginei, a dirigibilidade do Jetta ser melhor, algo habitual num VW.

          • Ernesto

            Estou no 2o Corolla e neste eu nunca usei, só usei no 1o, umas 2 ~ 3 vezes. Realmente, se o carro tem um motor que dá conta, não há necessidade de paddle shifts.

  • Lucas de Lucca

    Acho o conjunto dela e da Tiguan 1.4 bem equilibrados, em motorização a Equinox se sobressai com esse 1.5, em transmissão o DSG6 é melhor. Agora partindo para acabamento e interior acho a Tiguan muito melhor que ela. Se custassem o mesmo iria de Tiguan sem pensar duas vezes, agora com esse preço mais baixo dela já fica mais difícil a escolha.

    • Verdades sobre o mercado

      Em desempenho e consumo parece que se equivalem (visto que o DSG parece fazer a diferença). Acho que vai mais do gosto mesmo do cliente entre o estilo americano e o estilo europeu(ou mais específico, estilo alemão), além da eventual necessidade dos 7 lugares. Acho que a Tiguan Confortline realmente deve custar mais(pelo DSG, acabamento interno, paddle-shifts e 7 lugares), porém 22k parece ser um pouco exagerado.

      • Lucas de Lucca

        Você ja reparou como todo carro da VW parece exagerado o preço? O bom é que depois que encalha vem os descontos generosos, mas na tabela, é loucura os preços pedidos.

        • Verdades sobre o mercado

          Jeep Compass é ainda pior

          • Ernesto

            Acredito que ninguém compre Jeep Compass ou mesmo Renegade a preço de tabela.

  • Christian

    Sem opção de ACC nessa versão?

  • Roberto Butron

    Alguém poderia me informar se já estão comercializando (ou há previsão…) os Equinox modelos 2.020, independente da motorização?

    • Fabrício

      Não porque esses lançamentos são do final do ano passado, vai demorar.

  • radiobrasil

    Lembrando a LT perdeu não só o 2.0T + at9… tambem tiraram o sistema de cancelamento de ruídos ativo (vidro fechado vc nao ouve quase o motor), grade do radiador ativa (que fecha em altas velocidades), escapamento duplo e start-stop.
    O que mais DETESTO no Equinox (peguei um LT 2.0 final do ano passado) é o painel dos botões dos vidroes elétricos, MUITO MAL ACABADO, FEIO DEMAIS. Achei a solução, 80,00 no Ali Express.. um acabamento de metal igual o do cambio… espero que resolva (nao chegou ainda!)

    • rafael

      Olha radiobrasil, de tudo o que você citou que retiraram da LT, eu agradeceria por todas essas “depenadas”. Só tiraram coisas fúteis, inúteis até. Até o câmbio de nove marchas eu dispenso. Para quê tantas?

      • radiobrasil

        O cambio at9 é MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUITO bom, te digo, espanca fácil qualquer at6 (e meu carro anterior tinha at6.. Ford Fusion). Essa perda do at9 faz MUITA diferença. Leia mais sobre o cambio at9 usado na Equinox, que te garanto, vai mudar de opinião.

        • rafael

          Bem, nunca dirigi um Equinox. Mas já dirigi um 328i com câmbio de 8 marchas, e um Toro Diesel com 9. E eu não curti. Esses câmbios ficam trocando muito de marchas, a todo o momento. E quando se dirigi bem tranquilo, ou bem rápido, ficam parecendo CVTs, porque o giro quase não se altera. Enfim, em que pese o câmbio do 328i ser suave nas trocas, e quase sempre estar na marcha certo, eu detestei essa sensação de “trocas frenéticas”. 6 marchas, ou no mínimo 5, estão de bom tamanho. Forçando a amizade, 7 marchas huihaiuha.

  • Vítor Vilela

    A Toyota deveria é trazer uma versão do RAV4 neste preço !!!! Bateria até o Compass.

  • Fabrício

    Quando foi lançada no final do ano passado, a única reclamação foi no desempenho. Tem vários videos no YT. Apesar disso, acho uma boa opção.

    • Robinho

      seria minha opção neste faixa e preço…acho a Equinox muito bonita…

  • Baetatrip

    Carro “bom”…. Porém o 2.0T e bem melhor e tem AWD…..
    Nao dá para pegar a tração dianteira esse tipo de carro…!
    Prefiro Equinox 2.0T do que esse 1.5T….
    Mais segurança e conforto a +!

    • Ernesto

      Lembre ter visto uma matéria onde falava que os donos de carros 4×4 praticamente não usavam esse sistema.
      Então, para quer pagar a mais por algo que não usa? Se precisa, então que vá para outra opção.

      • Baetatrip

        Quem precisa paragria + caro ne?

        • Ernesto

          Os sistemas são diferentes, né? Não tem como cobrar o mesmo preço de um sistema de tração dianteira por um AWD.

  • LArtur

    Equinox Manolo

  • Rodrigo A. Teixeira da Rosa

    Estão aprendendo com Hyundai? Parece uma imitação da ix35 ainda mais o rack de teto cinza que é padrão nas ix kkkk

  • rafael

    “A coluna de direção tem ajuste de profundidade curto e o banco, em relação aos pedais, precisa ficar muito perto”. Infelizmente, eu pude constatar essa péssima característica quando entrei dentro de um. Por si só, já é um fator que me faria excluir o Equinox, e outros carros que tenham essa horrível característica. Uma pena, porque acho esse Chevrolet muito bonito, tanto por fora quanto por dentro.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email