*Featured Avaliações Chevrolet Hatches

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco

Com 29.923 unidades vendidas até o final de março, o Chevrolet Onix continua muito bem posicionado no mercado nacional e tem grandes chances de bater o Palio na liderança em 2015.


O atual campeão da GM liderou no mês passado e um dos trunfos para estar bem colocado é a versão Effect. O objetivo da Chevrolet é buscar consumidores jovens, oferecendo um modelo com maior apelo visual através de personalização.

Mas o Onix Effect custa caro: R$ 50.190. O valor é o mesmo da versão top de linha LTZ. Se custasse menos conseguiria buscar mais consumidores jovens, que não tem R$ 50.000 ou não estão dispostos a gastar muito em um carro compacto.

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco


Por fora…

O Chevrolet Onix Effect é chamativo em relação às versões normais do compacto, tendo como diferenciais faróis com máscara negra, grade preta superior em preto brilhante, para-choques com spoilers integrados, difusor de ar traseiro, saias laterais, lanternas escurecidas e defletor de ar traseiro em preto brilhante.

A mesma tonalidade é observada nos retrovisores, colunas B e teto, este último dando um grande destaque visual ao modelo. Voltando ao para-choque dianteiro, este possui acabamento preto na parte inferior e faróis de neblina, bem como as rodas que são de liga leve aro 15 na cor cinza grafite.

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco

Aqui vale uma ressalva: poderiam ser aro 16 com pneus 195/55 R16. Fariam um bem maior à estética do Chevrolet Onix Effect ao mesmo tempo que infelizmente reduzindo um pouco o conforto. Outro detalhe que poderia ser revisto é a ausência de sensor de estacionamento traseiro, que ajudaria bastante nas manobras e compensaria um pouco o preço pedido pelo carro.

Para se destacar ainda mais, o Chevrolet Onix Effect conta com faixas decorativas em tonalidades preta, branca e cinza sobre o capô, laterais das portas e tampa do porta-malas, bem como adesivo “Effect” nas portas dianteiras.

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco

Por dentro…

No interior, o Chevrolet Onix Effect tem como diferencial principal um volante esportivo com fundo chato, controles de áudio e filetes vermelhos. Esta tonalidade também é observada no acabamento dos difusores de ar. O console central possui acabamento em preto brilhante, enquanto as maçanetas são cromadas.

Os bancos foram personalizados com costuras vermelhas e tonalidade avermelhada no tecido da parte central. O quadro de instrumentos é personalizado e também tem o nome “Effect”. A capa da alavanca de câmbio também tem costura vermelha. O Chevrolet Onix Effect vem com multimídia MyLink com tela touchscreen e conexão Bluetooth, bem como USB e auxiliar.

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco

O porta-luvas é iluminado, enquanto o teto possui apenas luz interna e os espelhos nos para-sóis não apresentam iluminação. Há tecido nos apoios de braço nas portas e o banco do condutor tem regulagem de altura. O banco traseiro é bipartido, mas há apenas dois apoios de cabeça e o cinto central é subabdominal.

O modelo vem com vidros dianteiros, travas e retrovisores elétricos. Faltaram os vidros traseiros, que são manuais. Apesar do pouco uso para consumidores jovens, sem dúvida é um item que deveria estar presente em um compacto de R$ 50.000. Ar condicionado e direção hidráulica completam o pacote. O porta-malas tem 280 litros e é mais do que suficiente para um casal sem filhos ou jovem solteiro.

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco

Por ruas e estradas…

O Chevrolet Onix Effect tem bom desempenho para sua proposta, que passa longe de ser esportiva, diga-se de passagem. O propulsor 1.4 8V Flex entrega 98/106 cv a 6.000 rpm e 13,0/13,9 kgfm a 4.800 rpm, respectivamente com gasolina e etanol.

Apesar da concepção antiga, ainda é confiável e entrega um torque razoável em baixas rotações, mostrando-se bem disposto no hatch de 1.063 kg. A transmissão manual de cinco marchas tem relações adequadas e engates macios e precisos, ajudando muito na boa performance do Chevrolet Onix Effect.

Rodando a 110 km/h, o modelo marca 3.200 rpm e apresenta nível de ruído apenas razoável. Com gasolina, o Chevrolet Onix Effect se mostrou bem econômico para a realidade dos carros flex. Na cidade, conseguimos 10,1 km/litro e na estrada marcamos 15,6 km/litro, médias melhores do que se conseguiria com um Onix 1.0 nos mesmos percursos, devido ao peso elevado. Números melhores do que os fornecidos pelo fabricante. Gostamos.

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco

A posição de dirigir é boa, mas sentimos um grande vazio entre os bancos. Bem que poderia haver um apoio de braço para o condutor, apesar da falta de um piloto automático. Como a proposta é “jovem”, tais itens estão igualmente dispensados.

A ergonomia é aceitável, exceto pelo comando dos retrovisores, que fica instalado na coluna A do lado esquerdo. O volante tem uma pegada mais esportiva e a direção hidráulica ajuda no dia a dia. Já a suspensão tem boa calibragem e filtra razoavelmente bem buracos e imperfeições do asfalto.

A visibilidade geral é boa, mas um sensor de estacionamento seria legal para evitar raspadas ou arranhões durante as manobras. Afinal, o visual externo é o ponto alto e o foco principal do Chevrolet Onix Effect.

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco

Por você…

O Chevrolet Onix Effect tem preço sugerido de R$ 50.190 e não é um valor exatamente competitivo. Por tudo isso, ele poderia incluir os vidros elétricos traseiros, assim como sensor de estacionamento, apoio de cabeça central e o devido cinto de três pontos.

Rodas de liga leve aro 16 teriam um apelo maior para atrair jovens, ainda mais se fossem pintadas de preto brilhante. O conforto a bordo é bom e o restante dos equipamentos é apenas suficiente. O custo de revisões de manutenção é de R$ 2.828 até 60.000 km, o que o deixa dentro da média da maioria.

O Chevrolet Onix Effect bem que poderia ter algo mais em termos de equipamento para justificar o preço. Mas para quem está realmente disposto a ter um carro diferenciado em relação aos demais, então a opção pode ser vantajosa, apesar de não ser assim tão promissora na hora da revenda.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Chevrolet Onix Effect

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha Flex
Cilindrada – 1389 cm³
Potência – 98/106 cv a 6.000 rpm (gasolina/etanol)
Torque – 13,0/13,9 kgfm a 4.800 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão – Manual de cinco marchas

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 10,4 segundos (etanol)
Velocidade máxima – 180 km/h (etanol)
Rotação a 110 km/h – 3.200 rpm
Consumo urbano – 10,1 km/litro (gasolina)
Consumo rodoviário – 15,6 km/litro (gasolina)

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Barra de torção
Hidráulica

Freios
Discos dianteiros e tambor traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 15 com pneus 185/65 R15

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 3.930 mm
Largura – 1.705 mm
Altura – 1.484 mm
Entre-eixos – 2.528 mm
Peso em ordem de marcha – 1.063 kg
Tanque – 54 litros
Porta-malas – 280 litros
Preço – R$ 50.190

Galeria de fotos do Chevrolet Onix Effect:

Chevrolet Onix Effect 1.4 tem visual forte e custo/benefício fraco
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email