*Destaque *Featured Chevrolet Hatches Preços Sedãs

Chevrolet Onix, Prisma, Cruze e Cruze Sport6 ficam mais caros em até R$ 2,2 mil

chevrolet onix prisma 2017 NA 70 - Chevrolet Onix, Prisma, Cruze e Cruze Sport6 ficam mais caros em até R$ 2,2 mil

Líderes em vendas em seus respectivos segmentos, os modelos Chevrolet Onix e Chevrolet Prisma estão sendo oferecidos com preços ainda mais altos. Além dos compactos, os médios Cruze e Cruze Sport6 também estão mais caros. Os reajustes promovidos pela fabricante norte-americana na linha dos quatro modelos variam de R$ 800 a R$ 2,2 mil. Agora é preciso desembolsar pelo menos R$ 42.990 para levar um carro 0 km da linha da Chevrolet para casa.


No caso da linha do Chevrolet Onix, o menor reajuste, de R$ 800, ficou com a versão de entrada Joy com motor 1.0 flex. Já o maior reajuste foi aplicado no topo de linha Onix Activ com motor 1.4 flex e transmissão automática, de R$ 1,3 mil. A respeito do Prisma, houve reajustes entre R$ 1,1 mil (nas versões Joy 1.0 e LT 1.4 com câmbio automático) e R$ 1,3 mil (no LTZ com motor 1.4 e transmissão automática).

chevrolet cruze sport6 2018 1 - Chevrolet Onix, Prisma, Cruze e Cruze Sport6 ficam mais caros em até R$ 2,2 mil


Já do lado da linha Cruze, tanto no modelo sedã como no hatch (Sport6), o reajuste foi de R$ 1,9 mil para a versão de entrada LT e de R$ 2,2 mil para o intermediário LTZ e para o topo de linha LTZ 2.

Confira abaixo os novos preços dos modelos Chevrolet Onix, Prisma, Cruze e Cruze Sport6:

Chevrolet Onix Joy 1.0: R$ 42.990 (+ R$ 800)
Chevrolet Onix LT 1.0: R$ 47.590 (+ R$ 900)
Chevrolet Onix LT 1.4: R$ 52.790 (+ R$ 1.100)
Chevrolet Onix LT 1.4 AT: R$ 57.990 (+ R$ 1.100)
Chevrolet Onix 1.4 Effect: R$ 56.590 (+ R$ 1.100)
Chevrolet Onix LTZ 1.4: R$ 58.390 (+ R$ 1.100)
Chevrolet Onix LTZ 1.4 AT: R$ 63.790 (+ R$ 1.200)
Chevrolet Onix Activ 1.4: R$ 61.490 (+ R$ 1.200)
Chevrolet Onix Activ 1.4 AT: R$ 66.890 (+ R$ 1.300)

Chevrolet Prisma Joy 1.0: R$ 47.490 (+ R$ 1.100)
Chevrolet Prisma LT 1.4: R$ 57.190 (+ R$ 1.100)
Chevrolet Prisma LT 1.4 AT: R$ 62.690 (+ R$ 1.200)
Chevrolet Prisma LTZ 1.4: R$ 63.190 (+ R$ 1.240)
Chevrolet Prisma LTZ 1.4 AT: R$ 69.390 (+ R$ 1.300)

Chevrolet Cruze LT 1.4 Turbo AT: R$ 95.890 (+ R$ 1.900)
Chevrolet Cruze LTZ 1.4 Turbo AT: R$ 109.190 (+ R$ 2.200)
Chevrolet Cruze LTZ 2 1.4 Turbo AT: R$ 117.690 (+ R$ 2.200)

Chevrolet Cruze Sport6 LT 1.4 Turbo AT: R$ 95.890 (+ R$ 1.900)
Chevrolet Cruze Sport6 LTZ 1.4 Turbo AT: R$ 110.190 (+ R$ 2.200)
Chevrolet Cruze Sport6 LTZ 2 1.4 Turbo AT: R$ 118.690 (+ R$ 2.200)

COMPARTILHAR:
  • Evandro

    Um Cruze 1.4t por 116.490,00 chega a ser cômico, pior que tem sempre um ou outro abestado que compra….

    • Wellington Myph13

      Pra quem tem grana… Ainda é melhor negócio que um Corolla Altis por 120mil…
      Esse tipo de valor de carro está vendendo.
      Veja o Compass que parte de 105mil em ofertas e vende mais de 5000 unidades mês, e não tem tempo ruim, é mês atrás de mês vendendo 5mil unidades.

      A diferença de um pra outro é que o povo aderiu a moda SUV, caso contrário, seria mais Corolla, Civic e Cruze no ranking.

      • Evandro

        Mas o corolla altis tbm acho um abestado quem compra, aliás, corolla na grande maioria é abestado pra comprar, aquele sujeito que acredita que o carro nunca vai perder valor, pelo contrário, vai aumentar com o tempo, já que é um toyota né, carro com poucos equipamentos ao meu ver e um interior que pra mim juntaram um monte de peças e colocaram ali….

    • Gran RS 78

      Então o Civic touring 1.5t por 125 mil reais seria o que?

      • Evandro

        Pra mim tbm não vale tudo isso….

    • Samluzbh

      Enquanto carros forem simbolo de status no Brasil, terão muitos abestados!

    • Nicolas_RS

      Cuidado, se o editor ler isso ai vai banir seu comentário.

      • Evandro

        kkkk

    • Marcelo Amorim

      Enquanto isso ja vi alguns anúncios de 87 mil reais no LTZ pouquíssimo rodado.

  • Diego

    Enquanto houver quem compre haverá aumentos, a verdade é que em conjunto vem o aumento do IPVA e Seguro, é desmedido a capacidade de reajuste que a indústria automobilística implementa no país, isso com mudanças que favorecem o empresário, vide reforma trabalhista.

    • FPC

      Pensei nisso já, parece que esses aumentos devem ser apoiados pelo governo, já que aumenta a arrecadação tanto no imposto do carro quanto no IPVA, assim sobra mais dinheiro pro desvio.

      • Handlay P.B.

        Era para o povo brasileiro boicotar as montadoras, fazerem as marcas amargarem bilhões de prejuízos…

        • Nicolas_RS

          Mas para isso antes precisa de cérebro.

      • Nelson Oliveira

        Aqui no meu estado o Governo, desde maio do ano passado, o Governo ficou frenético por colocar as blitz da Rodoviária Estadual praticamente em todos os cantos da cidade. Incrivel que pareça, nunca verificam carros roubados nem nada, pois o importante é saber se o IPVA tá em dias.

    • Handlay P.B.

      Hodiernamente não vejo melhoras para o Brasil, o povo desse país é muito alienado…

  • Rodrigo almeida

    Aumenta mais! Quero ver aonde vai parar essa palhaçada….

    • predadordemarea .

      Não vai parar.

  • Adauto Vieira Dias Júnior

    Vamos bater a meta gente , final de 2018, ônix por 50 mil! O joy é claro. Simplesmente hoje em dia pra ter um carro popular , a pessoa tem q ter uma renda de no mínimo 4mil por mês. Se não, a pessoa fica muito apertado. O negócio é parar de pagar IPVA e seguro. Ir na sorte mesmo. Rsrs.

    • MauroRF

      E ao atingir a meta, vamos dobrá-la, kkkkk.

    • invalid_pilot

      Onix Joy de 42,9k paga aqui em SP R$1716,00 de IPVA

      É um carro pé de boi com IPVA de 2k reais – CORAGEM !

  • Se fosse pelo menos o único aumento do ano…

    • Leonardo

      É apenas o começo meu caro

    • Fanjos

      Eu já tinha avisado que viria prosperidades quentinhas e saborosas.
      Aproveitem a refeição e em breve (muito em breve) vem mais, aguardem.

      • MauroRF

        Podíamos fazer um bolão de quem será(ão) o(s) próximo(s), kkkkkkkk. Falta quem anunciar prosperidade ainda?

        • Fanjos

          VW, Fiat, Honda

          • MauroRF

            VW parece que já foi semana passada, mas não todos os modelos. Sim, falta principalmente a Fiat. A Honda, estava vendo agora no site, não prospera faz tempo o Civic, estranho. Só se é porque não está vendendo, mas não faz sentido, mesmo sem vender, os preços prosperam sem dó.

  • Eduardo Mello

    Em 2014 Comprei Cruze Sport LT por R$ 68 mil (atual R$ 95.890). Dei perda total e comprei em 2015 um LTZ por R$ 79.900 (atual R$ 110.190), e como sou autônomo, hoje tenho um rendimento semelhante ao de 2015, ou seja, compraria um Prisma LTZ com o valor do Cruze LT. Daqui mais 3 anos um Onix Joy vai custar os R$ 68 mil? Salvo servidores públicos, quem conseguiu ter esse aumento nos seus rendimentos? Tenho que rever meu trabalho, ou o país onde vivo?

    • MauroRF

      O país onde vive. Sou autônomo também e, desde 2015, não consigo aumentar minha renda, a menos que trabalhe mais do que já trabalho. A solução que adotei foi ir atrás de cliente com o qual consigo fechar um valor maior e, até agora, um cliente com taxa mais alta já vingou. Mesmo assim, só recompõe, e pouco, a inflação do período.

      • Lucas de Paula

        Estava até concordando com você, sou auxiliar de enfermagem, meu salario base está tão defasado quanto os demais, deve estar em torno de 320 reais, (tem bastante prêmios, porém não entram na aposentadoria vou aposentar com um salario minimo ou seja se quiser pagar minhas contas aposentado terei que ter outro investimento), esse mês o Alkimim passou de 8 reais para 12 o vale refeição ou seja como conta cada plantão vão me pagar uns 180 reais( o que compra com 180 reais). Faz sete anos que estou no estado e não tem aumento. A unica coisa boa e que tem estabilidade porém todos que conheço estão estudando buscando uma vida melhor, estudando, ou voltando para rede privada. Agora governadores, senadores etc… e tal esses sim fazem a farra pois dominam o poder. E triste de pensar que você disputa entre 5 mil pessoas e serve da melhor maneira possivel e nunca sera reconhecido.

    • Alfredo Araujo

      Somos 2… Autônomos sem aumento… rs
      E tmb em 2014, comprei um Civic LXS. Usado mas do ano… Paguei 58 mil. Na época eu achei muito dinheiro. Na verdade, até hj eu acho… rs
      O fato é que hoje, eu não compro nada igual, do ano, por 58 mil !!

    • Fanjos

      basicamente 50% de aumento de 14 para 18….delicia

    • Handlay P.B.

      Você poderia investir usar esses R$ 79.900,00 em um curso de inglês (se não dominar tal língua) e cair fora dessa zona.

      • Charlis

        Se só dependesse do inglês, seria tão fácil…

        • Frederico

          quem me dera, se fosse idioma aprenderia, mandarim, japonês e alemão ao mesmo tempo só para poder sair da capital mundial da gambiarra

    • Thiago

      Autonomo ou não estamos no mesmo barco, trabalho para a industria e meu salario não consegue nem acompanhar a inflação que nosso governo diz que não existe, está cada vez mais vergonhoso a situação que nos encontramos, não entendo como ainda se vende tanto carro novo nesse nosso Brasil.
      O jeito é inundar e começar denovo ou alguem apertar o botão reset nessa matrix.

    • Alexandre Maciel

      Que servidor público tem tido reajuste acompanhando essa loucura de preços? Desconheço.

      • Daniel

        Nem servidor, nem empregado publico, só teve reajuste generoso os políticos e magistrados (que votam os proprios salários…)

      • Eduardo Mello

        Servidores do Judiciário.

        • Alexandre Maciel

          De que esfera? Do Federal eu tenho certeza de que não. Algum estadual específico?

    • Fabão Rocky

      Imagina se nosso salário aumentasse na msm proporção q aumenta os preços dos carros? Por exemplo, o salário mínimo c/ um reajuste de 1.100 reais aí seria engraçado.

    • Zé Mundico

      Eu sou um autônomo que trabalha para outros autônomos e algumas empresas, e vejo cair a cada mês o rendimento e lucratividade de TODOS.
      Tem gente demitindo, tem gente vendendo máquina, tem gente alugando espaço do negócio, tem gente fechando vaga, tem gente arrendando equipamento, tem gente terminando namoro e não vejo absolutamente ninguém colocar dinheiro no bolso. O que entra é o mesmo que sai, ou seja, come hoje prá fazer amanhã…
      O problema é que a esmagadora maioria das vendas de carro zero são feitas na base do financiamento e os consumidores se iludem com os prazos quilométricos e juros “camaradas”, sem atentar para impostos e taxas que fazem a festa dos governos federal e estadual, que são verdadeiros sócios das montadoras, pois para eles quanto mais caro, mais arrecadam.
      Mesmo podendo, nunca me meti a besta de comprar carro zero. É inviável, insano, coisa de maluco nesse país.

    • Marcos

      Sou funcionário público e faz 3 anos que não tenho aumento. Nem o 13o. recebi ainda.

    • PrGirafales

      nosso dinheiro esta diarimente sendo desvalorizado e perdendo o poder de compra absurdamente a meses, principalmente com esse cara que ta la atualmente dando dinheiro a rodo para os meios de comunicação

  • MauroRF

    KKKKKKKK, tava demorando para a GM prosperar, comentei isso semana passada, rs.

  • MauroRF

    Fanjos, cadê você? kkkkkk, olha a prosperidade rolando solta.

    • Fanjos

      Eu estava de boa, quando de repente fui Summonado!

      • MauroRF

        kkkkkkkkkkkkk

  • Leandro

    Onix LT 1.0 custando 47.590,00, não possui espelhos elétricos, computador de bordo, vidro elétrico traseiro, um carro lançado em 2012, motor antigo, sem nenhuma novidade, apenas com um facelift desde então. Não tem explicação esse carro ser líder de venda, não tem nada que se destaca, não é referência em nada, não vem nem o mylink de série, custa o mesmo que carros muito mais modernos, como o Argo por exemplo.

    • Wellington Myph13

      É que esse preço não é real. Chega na css você leva esse carro por 45mil com MyLink, e não perdem negócio, paga bem na troca, financia bem e etc…

      Realmente não tem nada pra destacar, mas dão descontos fortes na negociação.

      • Daniel

        É bem isso… Aqui pra casa provavelmente vem um Onix pra minha irmã. Está sendo o melhor custo benefício. Um polo básico, na prática sai uns 8mil a mais que um Onix Lt 1.4… Sem contar que tem taxa 0 pra pedalar a diferença (ficando ainda mais barato)

        • Wellington Myph13

          Onix 1.4 LT é vendido por 50mil, o Polo 1.0 não chega no desempenho do 1.4, então teria que ser o 1.6.
          O 1.6 básico custa 54.990, mais 2600 do pack sobe pra 57.590,00, aí sim são 8mil de diferença, mas não no básico né, já com a mesma CMM do Onix só que com o motor maior, 4 airbags, ESP, rodas de 15 de liga leve, assistente de partida de rampa, Isofix e a certeza de que a plataforma é melhor.
          Eu diria que vale, mas tem que poder pagar pra poder levar… O 1.0 do Polo tem desempenho satisfatório , cai 4mil nessa conta… Quem sabe…

          • Daniel

            Ficou faltando informação na minha mensagem acima. O “na pratica” diz respeito ao negocio que estou fazendo, colocando um carro na troca. Na GM pagam melhor no meu carro e ainda tem desconto no preço do 0km. Na VW, não tem desconto no preço de tabela e ainda jogam o preço do meu usado láaaaaaa embaixo.

            Se conseguisse vender meu usado para particular e fosse comprar direto, provavelmente eu iria de polo, mesmo saindo mais “caro”, é mais carro que o onix.

            O problema é que quem vai comprar carro zero, normalmente tem um usado pra entrar na troca, e, como tá ruim vender particular (alguns modelos em especifico ainda mais!), vai levar pra troca na concessionária, então ali que a GM consegue conquistar os clientes, oferecendo um custoxbeneficio melhor.

            • Wellington Myph13

              É, certas coisas não tem como fugir.
              Já falei antes, o Onix pode ser 0 estrelas, mas esta longe de ser as cadeiras elétricas que tem andando aos montes por ai com Celtas, Uninhos, Gol bolinha e muitos outros…

        • Netto

          Já olhou o Fox? Fox connect 1.6 com multimídia 6,5″, rodas de liga leve aro 15, sensor de estacionamento, controles de som no volante, retrovisores elétricos com tilt-down por R$ 49.990,00.

          • Daniel

            Não fui olhar especificamente, mas, considerei ele. O problema é que ele está em concessionarias VW, que esculacharam no preço do meu usado, não tem taxa 0 e nadica de nada de desconto no 0km. A diferença fica grande no final…

    • Erick

      Boa análise brother!

    • Maycon Farias

      Daqui alguns poucos anos vai estar na casa dos 60.

    • Samluzbh

      Vai numa concessionaria GM perto da virada de mês, o vendedor falta oferecer a irma caçula virgem!

  • Erick

    Daqui a alguns anos teremos Onix milzão por “R$ 69,990″… tapetes e protetor de carter como opcionais. KKKK
    Por isso torço para as chinesas darem certo por aqui!

  • Eduardo Forneck

    Enquanto que tiver trouxa comparando eles vão continuar fazer isso. só ver o caso do Fox.

  • Fanjos

    Finalmente uma empresa que começou aumentando um valor minimo razoável, mas na próxima (daqui 20 dias) quero 5k de aumento GM, quero esse Cruze básico a 130k até o final do ano…vamos trabalhar cambada de safados

    • MauroRF

      Prezado Sr. Fanjos,

      Comunicamos por meio desta que temos trabalhado arduamente junto aos nossos parceiros para que vosso pedido seja atendido. Todo o esforço do nosso time vai na direção de exceder suas expectativas, colocando a prosperidade dos preços do setor automotivo em primeiro lugar.

      Atenciosamente,

      Cartel da Anfavea

      • Fanjos

        Alfafaveia manja das manjarias

  • predadordemarea .

    No lançamento, comprei o Cruze LTZ1 por 99 mil e hoje já está 109 mil.
    O LTZ2 já está quase 118 mil.
    Daqui a pouco quem vai ficar barato é o Civic Touring.

    • XandeeM

      É,aos poucos está chegando no preço do Civic. Paguei 90 mil no meu LT + pintura perolizada,que deve alcançar os 100mil até meados desse ano.

      • Linkera

        Primeiramente, os Srs me perdoem se meu comentário parecer ofensivo, pois não o é.
        Eu vejo pessoas como os Srs dizerem que pagaram R$99.000,00… R$90.000,00 em um mero carro, sem esmeros [pois acho que todos aqui concordamos que Cruze ou Civic ou qualquer carro que seja dessa categoria/faixa de preço, é apenas um carro comum, excelente, porém comum], fico me indagando… Por que? Vale tudo isso mesmo?

        Eu tenho hoje uma renda muito acima do “trabalhador médio” brasileiro e, mesmo podendo sim bancar um carro deste valor [me apertando, é fato] ainda sim não me vejo possuindo um bem de consumo tão oneroso. Pois carro é sim apenas um bem de consumo que se deteriora, que se desgasta e que se deprecia, tal como uma geladeira, ou uma televisão.

        Acredito que existam outros carros tão bons quanto, apenas um pouco mais velhos é fato, que custem metade destes preços. Podem até me criticar dizendo: “Ah! Mas carro usado dá muita manutenção! Ah! Mas carro usado não tem mais garantia! Ah! Mas carro usado o seguro é mais caro!”… será que é mesmo? Será que a diferença da METADE do preço (leia-se R$45.000,00 a R$49.500,00) não cobriria essa diferença e ainda sobraria um bom trocado?

        Há também o contra-argumento de que nenhum carro “velho” que custe a metade do preço exemplificado possua a tecnologia, o estilo, o conforto, a segurança que tal carro novo tem… Sera? Será que um Fluence 2.0 Turbo 2013, ou um Peugeot 308/408 1.6 THP 2013, ou um C4 Lounge 1.6 THP 2014, ou mesmo um Volvo S60 T5 2012, dentre outros que custam na faixa de 45k a 50k, não poderiam entregar o mesmo nível de todos estes itens mencionados? Será?

        Minha humilde opinião é que os carros possuem os preços que NÓS colocamos neles! Sim, NÓS! Porque???
        Oras, eu posso anunciar minha caneta BIC por R$1.000,00… ela vale isso? Não, a menos que alguém compre. Aí ela passa a valer isso e quem sabe até mais.

        Mas que fique registrado meu respeito e admiração pelos Srs que com certeza batalharam para chegar ao patamar de poder se dar ao luxo de possuir um bem de consumo que custa metade de uma casa/apto popular. Mas que fique também registrado a minha indignação com os preços dos automóveis no Brasil num geral e, principalmente, pelas pessoas que pagam estes preços fazendo com que cada aumento que as montadoras façam, não importa o quão sorrateiro ou o quão absurdo, passem a “valer” no nosso mercado.

        Um abraço!

        • MauroRF

          Gostei muito do seu comentário: explica com argumentos que não concorda com os preços, mas não fica com inveja de quem quer e/ou pode comprar algo mais caro. Você tem total razão.

        • Leandro

          Sim, tudo que você falou é verdade, só que muitos não admitem…

        • LKenappe

          Perfeito!

        • Anderson Trajano

          Excelente colocação Linkera. Muito boa mesmo. Apesar da pergunta não ser direcionada a mim, me coloco no lugar dos colegas acima, pois também costumo comprar carros 0km.

          No meu caso por exemplo, compro 0km por 2 motivos:

          1 – Sou apaixonado por carros e suas tecnologias desde criança. Então o investimento tem a ver com paixão e não com razão. Assim como tem pessoas que investem tudo que ganham em viagens mundo a fora, investem no time de futebol, ou em outro hobby qualquer.

          2 – Sou representante comercial e carro semi novo para mim é custo. Não rola. Sou chato e só ando com carro com manutenção rigorosamente em dia. Um parceiro de empresa acabou de comprar um semi novo com 50k em preço muito próximo ao citado por você. Ficou na estrada em menos de 3 meses com o carro, por conta de um estouro da correia dentada. Agora está gastando com um carro alugado.

          Em resumo, nem sempre a compra de um carro tem a ver com custo x benefício. As vezes entra a necessidade de cada um e a paixão que cada um tem por aquele bem adquirido. Isso faz o preço, e as montadoras instaladas aqui sabem disso, prova disso é o sucesso dos SUV’s que são carros tecnicamente inferiores, mas são vendidos a preço de ouro.

          • Linkera

            Obrigado Anderson!
            A respeito do seu caso, eu compreendo as suas razões mas tenho que concordar discordando rsrs.
            Concordo que a compra de carro para alguns é sim mais emocional do que racional, inclusive eu faço parte dessa pequena parcela dos consumidores pois também sou apaixonado por carro, automobilismo e tudo o que há a cerca do mundo automotivo. Aliás acho que neste forum não há ninguém que fuja a esta regra, do contrário não perderíamos uma parte do nosso dia lendo e comentando as noticias sobre carros aqui rs

            Eu também concordo que a compra de um bem de consumo tão caro nos expõe a certos riscos tal como comprar um bem já viciado, ou com problemas ocultos, e que a forma que temos de minimizar estes riscos é comprar um veículo do qual seremos o primeiro portador e, portanto, teremos todo o histórico do carro. Ambos sabemos que isso não é nenhuma garantia de que o bem está imaculado e de que não terá vicios. Exemplo disso foi um Ford Fiesta zero km que eu vi uma vez batido na CCS por descuido dos próprios funcionários na hora de manobrar o carro no mostruário e, quando questionei o vendedor o que iam fazer com aquele carro e se poderia haver algum desconto pelo fato do veículo já ter batido, ele me disse que arrumariam o parachoque, pintariam e venderiam o carro a preço normal. Isso é claro sem mencionar os que já vem com alguma espécia de vício como o famoso cambio powershift ou o motor 1.0 da VW que estava fundindo a torto e a direito a uns anos atrás.

            A respeito do caso do seu amigo, eu acredito que os custos que ele teve de manutenção e de carro alugado não atingiram os custos que ele teria se adquirisse o mesmo carro – ou um da mesma categoria – zero km. E este é o meu ponto. Se o carro zero km não custasse tão caro ou se não depreciasse tanto, eu concordaria que o carro zero seria o melhor negócio, mas devido ao alto valor agregado e a margem de perda eu tenho para mim que a compra de carro zero km nunca é um bom negócio (com exceção de quem compra com alguma isenção é claro). Mas é o que você disse, vai também do lado emocional, eu só acho que dezenas de milhares de reais que se perdem na compra do veículo zero km é algo que deveria ser mais levado em consideração.

            Um abraço!

        • invalid_pilot

          Dependendo do uso da pessoa rola até alugar um carro quando precisa, podendo ai pegar até algo melhor como Audi, MB e etc.

        • Zé Mundico

          Concordo com cada vírgula. Já falei antes e falarei novamente: mesmo tendo condições financeiras de ter carro zero, NUNCA me meti a besta de cometer essa loucura.
          Sempre comprei carros usados dentro da garantia (até 3 anos de uso) ou um pouco mais, mas pouco rodados e com manutenção documentada. Até hoje nunca me dei mal com nenhum, e já tive Bora, Ranger, CRV, Peugeot 408 e hoje tenho uma Outlander.
          Claro que vai muito da sorte, mas só tem sorte quem anda atrás dela.
          Claro que dinheiro cada qual sabe do seu, mas também temos que dar valor ao nosso.

        • Gabriel M. Vieira

          Achei muito boa a sua indagação. Eu mesmo já me peguei pensando nisso diversas vezes. Posso usar o meu caso como exemplo: No começo de 2015, queria trocar o meu Jetta 2.0 (aspirado) por um carro turbo. Minha escolha natural era o Golf, mas meu bolso acabou não alcançando e o usado que eu quase fechei foi vendido horas antes de e eu ir na loja (essa doeu). Minha opção até então sempre foi por carro usado com baixa KM e nunca tinha comprado carro 0km. Aí fui estudar um pouco e fazer uma compra racional.

          Pesquisei muito e comprei meu primeiro 0km, um C4 Lounge THP Exclusive Flex. A Citroen pagou FIPE no Jetta e me “deu” taxa 0 em 18x para o restante do saldo.

          Pois bem, eu estou com o carro já vai fazer 3 anos, a garantia vai acabar e tenho um francês na garagem. Meu primeiro 0km e logo um francês? Me chamaram de louco (e não foi pouco). Mas eu comprei já sabendo do risco.

          Pois bem, qual seria o pensamento natural (antigamente)? Vou trocar de carro. 3 anos com ele. Francês, usado, etc. etc… Mas, não. Não vou. Além do carro ter me surpreendido positivamente nesses 3 anos (incluindo o pós venda da CCS que eu comprei o carro e levo para as manutenções em SP), o mercado mudou MUITO. Eu fico assustado com a escalada de valores que estamos assistindo nos últimos anos.

          Aí eu penso: Vou trocar de carro pra pegar qual? Um da mesma categoria hoje custa pelo menos 30% acima, e o meu sem dúvida vale metade do que eu paguei lá em 2015. Isso seria um problema se eu já não tivesse comprado sabendo que iria acontecer exatamente dessa forma. O que eu não imaginava era a disparada dos preços dos novos.

          Eu tenho dinheiro pra comprar outro, esse não é o problema. O problema é a racionalidade sobre justamente o que vc disse: É um bem de consumo. Nada além. Na hora da paixão é a “nave”, a “máquina”, etc… mas na hora do racional dá pra entender muito bem o que vc pontuou. E o seu comentário me fez ter mais certeza ainda de que o meu carro fica na minha garagem por mais uns 2 ou 3 anos. Eu cuido muito bem do carro e ele me atende plenamente. Evidentemente nesses 3 anos também amadureci como pessoa e isso me ajuda à não ouvir só a paixão na hora de pensar em ir à uma CCS e trocar de carro.

          Não pretendo comprar mais carro 0km com esse cenário absurdo, mas também não me arrependo de ter comprado o C4 THP como 0km. Na época era o melhor CxB dos sedans médios. Hoje isso já passou.

          Abraço e parabéns pela reflexão!!

          • Linkera

            Poxa Gabriel! Sem palavras!
            Primeiramente obrigado também pela sua reflexão e pelo seu relato que com certeza é interessantíssimo.
            Eu acho que você tocou num ponto muito importante quando mencionou a sua escolha por um zero km: taxa de juros zero. Num país onde os bancos cobram quanto querem, onde querem e onde a taxa de juros ao consumidor é extremamente abusiva por motivos que já conhecemos, explorar essas possibilidade de financiamento sem ônus é uma excelente estratégia. Só um adendo: para quem não percebeu, mesmo com a taxa de juros caindo, os bancos estão subindo os juros de operações como rotativos e cheque especial (as mais rentáveis, obviamente). Meu cartão mesmo já subiu 1% a.m. o rotativo sem nenhuma explicação plausível já que a taxa de juros caiu pela metade e, logo, o banco paga menos para captar dinheiro para repassar ao consumidor… maaass… enfim, esta é uma outra história.

            Voltando ao seu caso, como você adquiriu o veículo sem juros, se você comparar com a aquisição do mesmo veículo com 1 a 2 anos de uso e levar em consideração que vendeu o anterior na tabela (o que não é uma missão impossível para um Jetta, convenhamos) vai ver que a conta saiu “elas por elas” ou que você perdeu algum dinheiro, mas que seria o custo a se pagar para minimizar o risco de pegar um carro com alguma avaria do dono anterior. Quando o valor a se pagar para reduzir este risco é um valor aceitável, eu vou ter que dar um passo atras e concordar que a aquisição do novo seria o melhor negócio.

            Nós, amante de carros, nunca vamos tratar a compra de um carro como algo puramente racional ou olharmos para o carro apenas como um meio de transporte. Quem gosta de carros como nós (leia-se TODOS os leitores do NA) sempre vai pesar para o emocional na hora de escolher o próximo carro. “Culpado! Eu admito!”
            Mas temos sim que dar valor ao nosso dinheiro e procurar fazer o melhor negócio possível dentro de nossas condições. E o “dentro de nossas condições” não é só a parcela, ou o seguro, ou o combustível, ou a manutenção que eu posso pagar o não, é também o valor máximo que podemos pagar sem comprometer a maior parte da nossa renda, até mesmo porque não sabemos o dia de amanhã.
            Não vou ser unilateral e dizer que carro zero no Brasil jamais, cada caso é um caso mas o que eu queria ver seria as pessoas tendo mais zelo com seu dinheiro. Se você entrar no OLX e pesquisar “transfiro financiamento” dá até dó de ver a quantidade de pessoas que compraram carros com parcelas de R$1500 a R$2500 que não podem mais pagar. Os pátios de leilões também estão cheios de carros recuperados de financiamento. erá que todas essas pessoas de fato tiveram uma mudança brusca na vida financeira ou será que uma boa parte delas não esteja assim justamente porque não se planejou direito?
            E também não dá para culpar só o brasileiro pelo simples anseio de ter. Esse é o nosso direito, isso é o que nos move, ninguem trabalha para guardar dinheiro e morrer com dinheiro guardado. A culpa é do nosso sistema tributário oneroso que banca uma maquina ineficiente que consome mais do que todos os Opalas 6 cilindros juntos: Governo.

            No mais, parabéns pela escolha, seu carro é um excelente carro, eu mesmo já o cogitei para mim mas estou planejando chutar o balde na próxima escolha e pegar um hatch premium com uns 5 anos de uso, pelo menos uma vez na vida rsrs.
            Parabéns também pelo seu amadurecimento e é isso que temos que esperar de todos os brasileiros neste momento de crise. Que haja reflexão, para que haja mudanças de comportamento, para que haja evolução. Afinal, as maiores evoluções da história sempre foram dadas em momentos de disrupção. Vamos esperar que aconteça conosco também, outubro está ai rsrs

            Um abraço!

            • Gabriel M. Vieira

              Cara, como é bacana conversar com gente esclarecida como você! Seus comentários são muito enriquecedores e sensatos. Valeu mesmo pelo papo, seguimos aqui nos irritando com os aumentos sucessivos e brigando sobre nossas crenças e preferências de forma saudável.. kkkkk abraços!

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    O loco bicho

  • Handlay P.B.

    Isso é uma grande exploração sobre o povo brasileiro que é extremamente alienado! Provavelmente a Chevrolet vê que suas carroças bateu-morreu superfaturadas (Onix e Prisma) estão vendendo muito e aproveita para lucrar ainda mais aumentando o preço dessas ratoeiras do terceiro. Sim, estou vituperando esses lixos mesmo. Isso é revoltante, os brasileiros além de serem explorados pelo Governo corrupto, são sugados pelas montadoras…

    • Dario Lemos

      Penso diferente, para mim, o brasileiro gosta de ser explorado. Na minha opinião, esse povo alienado enxerga os políticos como se fossem aqueles senhores do engenho e se coloca no papel de escravo, trabalhando para enriquecer ainda mais os “patrões” em troca de uma “proteção básica” (casa e comida) e, só para variar, uma “diversãozinha” aqui e acolá. Enquanto o povo continuar a se portar como servo e não entender que os políticos são nossos empregados, nada vai mudar. .

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Tão quase conseguindo chegar com o Ônix LT no valor do Polo msi, mas chuto que Ônix vai vender quase 20 mil unidades por mês fazer o que. Já tô achando por enquanto os preços do Argo 1.0 e 1.3 bons perante concorrência. Quero ver o Sandero quando for lançado com facelift e câmbio CVT como ficará os preços. Torço pra que o Kia Rio chegue por no máximo 55 mil MT e 60 mil AT completão.

  • Hoffmann

    Aumentou pouco. Mais de 15 mil bestas quadradas compram o chorume do Onix por mais de 40k todos os meses, tem é que enfiar a faca e rodar mesmo. A Chevrolata está certinha.

  • Marcos

    Aumenta mais que tá pouco. O governo é o maior parceiro do cartel das montadoras e o maior inimigo do povo e o povo ainda continua achando que mais governo é sempre melhor.

  • carloscomp

    O motor 1.4T do Cruze apresentou sérios problemas no desmonte da 4R. Fiquei preocupado em adquirir este carro depois do que li…

    • MauroRF

      Se bem que a 4R… não pode confiar 100% neles. E outra, são motores novos, ainda não é algo “manjado”. E indo mais além, a unidade que testaram pode ter sido “premiada” de dar defeito.

    • Leandro

      Quais foram os problemas?

      • carloscomp

        “A 4 Rodas fez críticas à carbonização presente nas válvulas de admissão, disse ainda que houve desconfiança de anéis de segmentos ou mesmo do sistema de recirculação de gases do cárter, que poderiam ter sidos os responsáveis pela tal carbonização. Ainda foi dito que a injeção direta deveria ter produzido menos carbonização do que se fosse injeção comum (hj chamada indireta).

        Dessa forma, acharam que o culpado pelo problema foram os retentores de válvulas que não seguraram a onda, por isso toda a carbonização”

        • Charlis

          Todo carro tem carbonização no final do teste do longa duração.
          Que me lembre até o Audi A3, Nissan Kicks, Corolla tiveram (embora em menor grau).

        • Leandro

          Valeu por compartilhar.

  • SK15

    Como ou sem Rota 2030 os preços sempre são prosperos nessa terra de banana.

  • Pedro Henrique

    66 mil num onix activ 1.4 at?
    diga-me, quem compra um onix invés de um polo?

    • Samluzbh

      Loucos ou malucos ou sei-lá?

  • Boleta7

    Equinox subiu tbm, está em 137k e 155k

  • Wadih Costa

    Feliz Ano Novo – Aumenta mais um pouco.😄😄😄

  • Renan

    Em setembro de 2012 0km paguei , quase 52,000 num tiida SL , automático e com teto solar, na época achava um absurdo o preço.
    Agora pagar isso num Onix (que nem é do mais caro)pra mim não tem nome , sinceramente esse País tá indo pro brejo muito rápido.
    De 2014 para cá parece que os preços dos carros dobraram, não tem lógica isso, só inflação , volta do IPI e custo Brasil não justifica esse doidera.

  • Fabão Rocky

    C/ esses aumentos, fica difícil o preço dos usados caírem.

  • Gomes

    Para infelicidade de muitos que cometam aqui e o fizeram bastante em 2017, o volume de vendas não é regulado nem pelo aumento de preços e nem pela quantidade de estrelas de teste de colisão. A prova: sucessivos aumentos em 2017 => mercado cresceu ~10%. Onix nota zero em segurança => carro mais vendido e muito a frente do segundo colocado.

  • Ricardo Blume

    Não adianta ficarmos aqui discutindo esta ridícula política de preços da GM até mesmo por que todas as montadoras adotaram tal política. Os aumentos são quase que consecutivos e quando uma montadora da sinal de alteração de valores, vem outra e repete a piada. Carro zero hoje no Brasil virou bem de consumo de quem tem muito dinheiro. Não adianta você, cidadão assalariado, querer pagar de bacana e financiar um só por que seu vizinho comprou um zerinho ontem ou por que você viu seu pior inimigo entrando em uma ccs naquela bonita tarde de sol de domingo. Se você tem grana, vai lá e compra, até mesmo por que não lhe fará falta agora, se você conta moedas para poder pagar as contas, lamento, seu negócio é um usadinho comprado com muita indicação e revisão no seu mecânico de confiança. Sad but true.

    • Zé Mundico

      Pois é, e tem outro ponto importante. De uns tempos para cá o brasileiro aprendeu que comprar carro zero é um “direito” inalienável de todo cidadão. De repente, comprar carro zero tornou-se uma obrigação inadiável e inegociável, algo como um símbolo de “sucesso” a ser exibido e uma satisfação a sociedade. Sempre falei isso e fui apedrejado, mas não mudo de opinião: “Carro é assim: compra quer quer e paga quem pode”.

      • Ricardo Blume

        Carro sempre foi um símbolo de status em nosso país e engraçado como chama a atenção das pessoas ao verem alguém de carro novo. Nunca vou esquecer quando troquei de carro a algum tempo atrás e, simplesmente, o setor da empresa ao qual trabalhava parou. Todos queriam saber de meu novo carro, quanto tinha pago e, detalhe, sem eu nem ter aberto a minha boca para falar dele; alguém descobriu e contou a todos. A partir de então começaram as fofocas e as mais diversas histórias inventadas pelos mais invejosos.

  • Basil Sandhurst

    Aí sim…vai vender mais ainda…
    @fanjos:disqus delira…

  • Tom Costa

    Acho melhor fixar a prosperidade em 50.000 no onix joy até 75.000 no Onix Activ 1.4 AT e deixar uns 6 meses pelo menos sem aumento. Já enjoou aumento semanal. Daqui a pouco vai ser remarcação diária, como nos bons tempos de hiperinflação.

    O engraçado é que com a crise estou há 4 anos sem reajustar o preço do pão para não perder clientes e para as padarias irregulares(que vendem em preço mais baixo), meu lucro caiu a menos de um terço e estou quase colocando os filhos em colégio público e trancando a faculdade. Fora a necessidade iminente de demitir.

    Vou começar a vender carro, pelo visto vale mais que barras de ouro.

  • Allan Marconato Marum

    Em casa ganhamos quase o dobro da média nacional cada um e não temos filho. Ambos bem formados e com especialização… e está foda para #$*&#$*&. Hoje não teríamos condições de comprar um carro descente (nível Polo).
    Queria muito entender esses 5k de Compass vendido todos os meses, essa baciada de Corolla, Toro… Caramba!
    É um desabafo, mas não consigo ver essa realidade. Trabalho em uma multinacional de grande porte (Forbes 500) e aqui só os grandes (gerentes +) tem carros médios (Corolla, Compass…). Engenharia, montagem, qualidade, logística, manutenção (todos com ensino superior)… andam de Celta, Uno e quando muito um C3 ou HB20.
    Tirando liderança, que é uma minoria, o restante não esbanja dinheiro. Casas pequenas e populares, carros populares e muitas vezes semi-novos ou usados… E eu me refiro a pessoas bens formadas…
    Não consigo entender… O que aconteceu? Em qualquer pais minimamente descente um engenheiro de manutenção, processo, eletricista… um desenvolvedor sênior, um coordenador de manutenção, tem uma vida confortável. Já no hu3zil…

    • Tom Costa

      Até 3 anos atrás eu tinha condição de ter um sedã médio novo na garagem, sou comerciante. Agora peno pra ter um usado de menos de 30.000. Deplorável a situação.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email