*Destaque *Featured Chevrolet Lançamentos Linha 2018 Pickups

Chevrolet S10 2018: fotos, detalhes, motor, preço, manutenção

chevrolet-s10-2018-diesel-10 Chevrolet S10 2018: fotos, detalhes, motor, preço, manutenção

A Chevrolet S10 2018 é oferecida no Brasil com preços entre R$ 108.790 e R$ 187.590. A picape da marca americana Chevrolet chega com novidades no conjunto mecânico e no visual. A picape média estreia com as mesmas mudanças encontradas na Colorado oferecida no mercado norte-americano, com redução no nível de ruído e de vibração, maior sensação de resposta do motor, maior desempenho e menor consumo.



Essas alterações renderam ainda uma melhoria no consumo. O modelo com tração 4×4 entrega 8,7 km/l na cidade e 10,6 km/l na estrada. Com isso, a autonomia passa a ser de mais de 850 km, o que equivale a economia de um tanque de combustível (80 litros) a cada 8.000 quilômetros, aproximadamente. Já no desempenho, a S10 2018 diesel vai de 0 a 100 km/h em 10,3 s, ou 0,6 s mais rápido que o anterior.

Há também um novo padrão de identificação do nome do carro e da versão. Agora o logotipo “S10” aparece na parte inferior das portas dianteiras e na esquerda da tampa da caçamba, enquanto a identificação da versão de acabamento fica no lado direito da traseira. No visual, a Chevrolet S10 2018 diesel agora oferece a nova cor Vermelho Edible Berries. A linha inclui também o Prata Switchblade, Branco Summit, Vermelho Chili, Cinza Graphite e Preto Ouro Negro.

chevrolet-s10-2018-diesel-9 Chevrolet S10 2018: fotos, detalhes, motor, preço, manutenção

Chevrolet S10 2018 – detalhes

A Chevrolet S10 2018 mantém o visual atualizado recentemente, mas agora com a mudança na nomenclatura existente na carroceria. Nas portas dianteiras, a designação do produto também foi fixada. O nome do modelo agora está estampado no lado esquerdo da caçamba, e a versão fica do lado direito.

As rodas de liga leve aro 18 com pneus 265/60 R18 tem bom aspecto visual. No mais, sem novidades, apresentando na versão LTZ faróis duplos com LEDs diurnos, grade com barra em preto brilhante e detalhes cromados, faróis de neblina e sensor de estacionamento dianteiro.

As maçanetas são cromadas, assim como detalhes das barras longitudinais no teto. As laterais da Chevrolet S10 LTZ 2.5 Flex AT6 apresentam retrovisores com capa cromada e repetidores de direção, além de basculamento elétrico. O estribo lateral compõe o visual, sendo bastante útil no dia a dia.

O para-choque tem detalhes laterais cromados, degrau central e sensor de estacionamento traseiro. As lanternas com LEDs não possuem detalhes diferenciados. A caçamba vem ainda com santantônio personalizado e cromado, capota marítima e ganchos móveis para amarração de carga, além do revestimento em plástico para proteção. Nas laterais da caçamba, a versão 4×4 ganha identificação exclusiva. A tampa incorpora a câmera de ré e tem maçaneta cromada com fechadura independente.

Essa versão LTZ apresenta conteúdo similar ao da versão diesel. O ambiente revitalizado com o último facelift deixou a Chevrolet S10 com um bom aspecto em termos de acabamento e visual, especialmente com difusores de ar verticais e revestimento cinza imitando couro na parte central.

Outra novidade é a partida remota pela chave canivete, até então exclusiva da versão diesel, mantendo o veículo trancado e com funções desabilitadas, incluindo a direção. Destaque para os sistemas de alerta de colisão e aviso de invasão de faixa, acionados no volante e console, respectivamente. Mas, o ar-condicionado é ativado, mantendo a temperatura interior.

O volante em couro tem aspecto robusto e funções de mídia e telefonia, bem como piloto automático e o alerta de colisão. Ele também avisa sobre a ativação do alerta de colisão, ajustável em três níveis. O quadro de instrumentos é bem espaçado e tem boa visibilidade, assim como um computador de bordo bem completo, que inclui tensão da bateria, pressão do óleo e pressão dos pneus, entre outros.

Os difusores de ar apresentam acabamento prateado, enquanto a multimídia MyLink 2 vem com tudo incluído: Android Auto, Car Play, OnStar, navegador GPS com mapas em 3D, comandos de voz, envio e recebimento de mensagens, câmera de ré, entre outros. Pouco acima do console estão as teclas do aviso de invasão de faixa, bem como controle de descida, luz de alerta, desativação do controle de tração/estabilidade e do sensor de estacionamento. Comandos físicos de mídia e ar-condicionado ficam logo abaixo.

As entradas USB e auxiliar (uma de cada) ficam sob o apoio de braço central. A S10 tem vários porta-copos/garrafas/objetos entre os bancos e nas portas. Duas tomadas de 12V e a nova (na versão Flex) alavanca cromada da transmissão automática. O seletor de tração 4×2, 4×4 e 4×4 com reduzida fica próximo.

Os bancos possuem revestimentos em couro de tonalidade cinza, sendo que o banco do motorista vem com ajustes elétricos. O assento traseiro tem cinto de três pontos central, mas peca por não ter apoio de cabeça nesse caso. As portas possuem um acabamento bom, tendo detalhes interessantes, como a marca Chevrolet em detalhes metalizados na parte superior. O porta-objetos tem revestimento em camurça.

Todos os vidros possuem abertura do tipo um toque para subir e descer. As maçanetas são cromadas. O revestimento central é macio e também em cinza. Os espelhos têm ajuste próximo dos vidros, o que é bom. Há uma fonte 12V para quem vai atrás.

A Chevrolet S10 2018 traz também retrovisor interno eletrocrômico com comandos do OnStar, faróis automáticos, limpadores com sensor de chuva, luzes de leitura, alças nas colunas A para facilitar o acesso, coluna de direção ajustável em altura, porta-luvas com espaço razoável e encaixes para porta-copos no painel, que infelizmente eliminou os dispositivos retráteis anteriores.

chevrolet-s10-2018-diesel-15 Chevrolet S10 2018: fotos, detalhes, motor, preço, manutenção

Chevrolet S10 2018 – novidades

A série especial e limitada Chevrolet S10 100 Years, que faz parte da linha 2018 e tem preço sugerido de R$ 187.590, adota pintura exclusiva Azul Steel, bem como grade frontal na cor do veículo, protetor de caçamba e capota marítima exclusiva na cor do veículo, logotipo Chevrolet personalizado, além de rodas de liga leve aro 18 polegadas com acabamento exclusivo, pneus 265/60 R18 e adesivo de cor preta no capô e adesivos decorativos exclusivos da série 100 Years.

Por dentro, a Chevrolet S10 100 Years apresenta como diferenciais acabamento interno nas cores Jet Black e Dark Ash Grey, além de multimídia MyLink 2 com Google Android Auto e Apple Car Play, câmera de ré, navegador GPS, sistema OnStar com pacote completo de serviços. Como destaque, tem ainda aplique com acabamento em alumínio polido, dotado de emblema 100 Years , número de série limitado no interior das portas dianteiras.

Há também nova opção de cor: Vermelho Edible Berries. Visualmente, a Chevrolet S10 2018 adota novo padrão de identificação, com o nome do modelo nas portas e na esquerda da tampa da caçamba, enquanto versão e motorização no lado direito. A versão flex já estava como modelo 2018. Com essa alteração, a GM introduziu – apenas automáticas – uma nova tecnologia para reduzir vibrações e ruídos, além de melhorar a resposta nas acelerações e retomadas, gerando assim também consumo mais baixo, da ordem de até 13%.

O sistema CPA (Centrifugal Pendulum Absorber), um dispositivo acoplado ao conversor de torque da caixa automática de seis marchas, que atenua vibrações e ruídos. Isso permite quase a eliminação do escorregamento entre motor e transmissão, garantindo assim melhor calibração do câmbio e consequentemente uma resposta mais suave e imediata. Isso se traduz em menor tempo em acelerações e retomadas, bem como redução no consumo. Além disso, o propulsor turbo diesel 2.8 CDTI com seus 200 cv e 51 kgfm.

Chevrolet S10 2018 – versões

S10 LT 2.5 Flex AT6 4×2
S10 LT 2.5 Flex AT6 4×4
S10 LTZ 2.5 Flex AT6 4×2
S10 LTZ 2.5 Flex AT6 4×4
S10 LT 2.8 Diesel 4×4
S10 LT 2.8 Diesel AT 4×4
S10 LTZ 2.8 Diesel AT 4×4
S10 High Country 2.8 Diesel AT 4×4
S10 Cabine Simples 2.8 Diesel 4×4
S10 Cabine-Chassi 2.8 Diesel 4×4
S10 100 Years 2.8 Diesel AT 4×4

chevrolet-s10-flex-automatica-2018-1 Chevrolet S10 2018: fotos, detalhes, motor, preço, manutenção

Chevrolet S10 2018 – equipamentos

Chevrolet S10 LT – Ar-condicionado, direção elétrica, airbag duplo, freios com ABS e EDB, faróis e lanterna de neblina, rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 245/70 R16, vidros elétricos dianteiros e traseiros, travas elétricas, retrovisores com ajustes elétricos, coluna de direção regulável em altura, banco do motorista ajustável, cinto de segurança regulável em altura, acionamento de travas e vidros pela chave, tampa da caçamba com chave, ganchos para amarração de carga no interior da caçamba, retrovisores com repetidores de direção e acabamento na cor do carro, sensor de estacionamento, piloto automático, estribos, capota marítima, grade em prata “Frozen Silver”, volante com revestimento premium, chave canivete, computador de bordo, alças traseiras de teto, sistema de som com 4 alto-falantes e 2 tweeters, multimídia MyLink com tela de 7 polegadas, Android Auto e Car Play, Bluetooth, USB, diferencial de deslizamento limitado, entre outros.

Chevrolet S10 LTZ – Itens acima, mais transmissão automática de seis marchas, alerta de colisão, alerta de mudança de faixa, controles de tração e estabilidade, LEDs diurnos, detalhes externos e interno cromados, rack de teto, rodas de liga leve aro 18 polegadas, pneus 265/60 R18, sensor de chuva, sensor crepuscular, assistente de partida em rampa, ar-condicionado automático, controle de descida, retrovisores cromados, partida remota com acionamento do ar-condicionado, sensor de estacionamento dianteiro, volante multifuncional, sistema de som premium com 5 alto-falantes e 2 tweeters, câmera de ré, MyLink com tela de 8 polegadas, bancos em couro, banco do motorista com ajustes elétricos, entre outros.

Chevrolet S10 High Country – Itens acima, mais estribos laterais, adesivos e apliques exclusivos High Country, santântonio personalizado, capota marítima exclusiva, grade preta, lanternas em LED, frisos cromados, barras transversais, acabamento exclusivo em preto e marrom, rodas de liga leve aro 18 polegadas High Country, entre outros.

Chevrolet S10 2018 – preços

S10 LT 2.5 Flex AT6 4×2 – R$ 108.790
S10 LT 2.5 Flex AT6 4×4 – R$ 117.790
S10 LTZ 2.5 Flex AT6 4×2 – R$ 123.790
S10 LTZ 2.5 Flex AT6 4×4 – R$ 130.990
S10 LT 2.8 Diesel 4×4 – R$ 146.990
S10 LT 2.8 Diesel AT 4×4 – R$ 153.990
S10 LTZ 2.8 Diesel AT 4×4 – R$ 171.990
S10 High Country 2.8 Diesel AT 4×4 – R$ 181.590
S10 Cabine Simples 2.8 Diesel 4×4 – R$ 118.490
S10 Cabine-Chassi 2.8 Diesel 4×4 – R$ 111.690
S10 100 Years 2.8 Diesel AT 4×4 – R$ 187.590

chevrolet-s10-flex-automatica-2018-3 Chevrolet S10 2018: fotos, detalhes, motor, preço, manutenção

Chevrolet S10 2018 – motor

Nas versões flex, a S10 é equipada com motor Ecotec SIDI Flex com injeção direta de combustível, 197 cv de potência com gasolina e 206 cv com etanol, enquanto a força surge com 26,3 kgfm na gasolina e 27,3 kgfm no etanol. O câmbio pode ser manual ou automático.

O motor disponível é o Duramax 2.8 CDTI que entrega 200 cv e 51 kgfm no automático ou 44,9 kgfm no manual, também com seis marchas, mas apenas no diesel ela apresenta a tecnologia para reduzir vibração, ruído e aumentar a capacidade de transferência de força. Agora dispõe de bicos injetores e cárter com isoladores, assim como cobertura metálica sobre a correia do comando de válvulas.

Chevrolet S10 2018 – desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final

  • Chevrolet S10 CS 2.8 4×4 MT – 11,4 segundos e 180 km/h
  • Chevrolet S10 CD 2.8 4×4 AT – 10,3 segundos e 180 km/h
  • Chevrolet S10 CD 2.5 4×2 AT – 9,5 segundos e 163 km/h
  • Chevrolet S10 CD 2.5 4×4 AT – 9,5 segundos e 163 km/h

As boas respostas do motor e do câmbio às alterações de velocidade e condições da pista são bem perceptíveis. Logo na saída nota-se a suavidade nas trocas de marchas, que ocorrem sem grandes oscilações. Nas acelerações, é possível notar um ânimo extra bem sutil na picape da GM, tendo boas respostas também em retomada.

Com pisos diversos, a S10 2018 manteve o mesmo comportamento do modelo 2017, absorvendo bem as irregularidades e apresentando boa estabilidade. Em curvas bem fechadas, o ABS ativado pelo controle de estabilidade faz um ruído estridente no assoalho, mas cumpre bem seu papel, mantendo a picape de 5,34 m na trajetória correta. É possível explorar mais as adversidades dos pavimentos e notamos que a picape da Chevrolet mantém o bom comportamento de antes.

Rodando a 110 km/h, pouca alteração na rotação em sexta: 1.700 rpm. Nesse trecho, conseguimos levar a Chevrolet S10 High Country 2018 à velocidade máxima com 184 km/h no velocímetro. Aceleramos para acessar outra das 16 pistas do campo de provas da GM, composta por duas curvas bem inclinadas e duas longas retas de 2,5 km.

Lá também nós testamos aceleração e retomada do modelo. As mudanças, apesar de não serem vistas pelo consumidor, podem ser notadas durante a condução. Mesmo no limite (eletrônico), a picape se manteve bem estável e com ruído interno adequado, mesmo em redução de velocidade para contornar as curvas a 80 km/h. Ganho em performance e economia sempre é válido, então as alterações na Chevrolet S10 2018, nesta versão diesel automática, são bem-vindas.

Já no caso da Chevrolet S10 2018 com motor 2.5 Ecotec, notas-se um funcionamento macio e silencioso, entregando uma boa resposta ao acelerador, mesmo para um veículo 4×4 com 1.934 kg de peso. Ultrapassagens normalmente não exigem mais do que 3.500 rpm. A disposição com a nova calibragem mantém a rotação na casa de 2.000 rpm durante a condução, subindo para 2.500 rpm em aclives longos, tais como uma serra.

O desempenho do Ecotec 2.5 está em harmonia com a caixa de câmbio automática de seis velocidades. Apenas em retomadas já se sente o ronco mais alto do propulsor, antes bem comedido e depois mais vigoroso. Ela sai na frente dos outros, mas o ponteiro pulará para entre 4.500 e 5.000 rpm.

Verificamos que, em relação à versão diesel, o câmbio tem engates melhores. A transmissão vem com seis velocidades e funcionalidades novas integradas, tais como o Clutch to Clutch, que torna as mudanças mais rápidas e suaves. Nas reduções, o freio-motor funciona como na versão diesel, poupando freios e o consumo. Outra novidade desse câmbio é uma embreagem dentro do conversor de torque, que ajuda a transferir mais força para as rodas.

Aparentemente, essas alterações surtiram efeito numa condução mais prazerosa dessa S10 Flex Automática. A GM modificou bastante o mapeamento do motor e a calibração da caixa de mudanças, a fim de obter um melhor resultado em performance, economia e conforto. Para um controle mais pessoal, a alavanca conta com opção manual, com certa independência do gerenciamento eletrônico. Rodando a 110 km/h, o ponteiro marca pouco mais de 2.000 rpm.

Os freios são suficientes para a proposta da picape. Já a suspensão foi levemente recalibrada para oferecer mais conforto ao dirigir. A direção elétrica é leve e tem boa resposta, mas não é tão firme na estrada. Nas curvas, a tendência natural é sair de traseira, inclinando de forma moderada. Com o tempo, pega-se essa sensibilidade ao volante e a questão está resolvida. Controle de tração e estabilidade ajuda bastante em situações mais exigentes.

No dia a dia, a Chevrolet S10 2018 Flex AT6 se mostra um carro agradável em pisos ruins, mas em pisos com buracos lunares e grandes depressões, tende a pular e sacudir bastante, devido também por conta com pneus altos de série 60. O conjunto absorve boa parte das irregularidades, sobrepujando os obstáculos mais difíceis.

chevrolet-s10-flex-automatica-2018-4 Chevrolet S10 2018: fotos, detalhes, motor, preço, manutenção

Chevrolet S10 2018 – consumo

Cidade 

  • Chevrolet S10 CS 2.8 4×4 MT – 8,7 km/litro no diesel
  • Chevrolet S10 CD 2.8 4×4 AT – 8,7 km/litro no diesel
  • Chevrolet S10 CD 2.5 4×2 AT – 5,3 km/litro no etanol e 7,9 km/litro na gasolina
  • Chevrolet S10 CD 2.5 4×4 AT – 5,1 km/litro no etanol e 7,7 km/litro na gasolina

Estrada 

  • Chevrolet S10 CS 2.8 4×4 MT – 10,6 km/litro no diesel
  • Chevrolet S10 CD 2.8 4×4 AT – 10,6 km/litro no diesel
  • Chevrolet S10 CD 2.5 4×2 AT – 6,4 km/litro no etanol e 9,4 km/litro na gasolina
  • Chevrolet S10 CD 2.5 4×4 AT – 6,1 km/litro no etanol e 9,0 km/litro na gasolina

Chevrolet S10 2018 – manutenção e revisão

Revisão

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 2.5 Flex

Preços 2.8 Diesel

10.000 km

R$ 328

R$ 356

20.000 km

R$ 892

R$ 924

30.000 km

R$ 656

R$ 1.204

40.000 km

R$ 892

R$ 944

50.000 km

R$ 604

R$ 656

60.000 km

R$ 928

R$ 1.496

Chevrolet S10 2018 – ficha técnica

Motor

2.5 Ecotec

2.8 CDTI

Tipo

Dianteiro longitudinal, Etanol e Gasolina

Dianteiro longitudinal, Turbo e Diesel

Número de cilindros

4 em linha

4 em linha

Cilindrada em cm3

2457

2776

Válvulas

16

16

Taxa de compressão

11,2:1

16,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 197 cv @ 6000 rpm / Etanol: 206 @ 6000 rpm

Diesel: 200 @ 3600 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 26,3 kgfm @ 4400 rpm / Etanol: 27,3 kgfm @ 4400 rpm

Diesel: 44,9 (manual) / 51,0 @ 2000 rpm

Transmissão

Tipo

Automática 6 marchas

Manual 6 marchas / Automática 6 marchas

Tração

Tipo

4×2 / 4×4 com reduzida

4×2 / 4×4 com reduzida

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Elétrica

Suspensão

Dianteira

Braços sobrepostos, barra estabilizadora

Braços sobrepostos, barra estabilizadora

Traseira

Eixo rígido

Eixo rígido

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 16 / 18 polegadas

Liga Leve aro 16 / 18 polegadas

Pneus

245/70 R16 / 265/60 R18

245/70 R16 / 265/60 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)

5361

5361 / 5381 (cabine simples)

Largura sem retrovisores (mm)

1874

1874 / 1870 (cabine simples)

Altura (mm)

1837

1837 / 1796 (cabine simples)

Distância entre os eixos (mm)

3096

3096

Capacidades

Porta-malas (litros)

1061

1061 / 1570 (cabine simples)

Tanque (litros)

76

76

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

915 (4×2) / 816 (4×4)

1108 / 1378 (cabine simples)

Peso em ordem de marcha (kg)

1835 (4×2) 1934 (4×4)

2048 / 1772 (cabine simples)

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

ND

ND

Chevrolet S10 2018 – fotos

5.0

  • leomix leo

    Ainda fico com a Hilux por causa dos Airbags. Uma pena a Chevrolet tratar os consumidores com descaso desse jeito. Um trambolho desses com apenas 2 airbags. Se não fosse obrigatório acho que ela nem possuía.

    • Handlay P.B.

      A Chevrolet é muito exploradora por cobrar R$ 181.590,00 por uma picape da morte (equipada com menos de 6 airbags) e mesmo assim os brasileiros alienados compram essa ratoeira superfaturada.

    • guilherme

      olha, pelo menos a s10 nao vai ter perigo de capotar nao, mas realmente, é ridiculo dois airbags em um carro desse preço, na minha opniao nenhum picape vale a pena no brasil, alias nenhum carro vale

      • leomix leo

        Não sou de defender marca alguma, mais a Toyota parece que já recalibrou os amortecedores da Hilux, foi feito o novo teste e ela se saiu muito melhor, e apesar de não ter gostado do facelift dá S10, ela é um bom carro, mais a falta de mais bolsas me decepciona.

        • Marcelo Ceno Dutra

          A calibração foi no ESP e não nos amortecedores e somente nos modelos vendidos na Europa.

    • Dp Som

      Já a Ranger, pelo menos nesse quesito, eh um exemplo, com 6 airbags desde a versão básica.

    • Emanuel Martins

      Essa picape não oferece nem o isofix como opcional, imagine mais airbags :P

  • Handlay P.B.

    As marcas explorando os brasileiros cada vez + e eles estão nem aí, e ainda se espera uma melhora do mercado com preços tão altos e o pior é que melhora mesmo…

  • Pipo pipo

    Acho o consumo alto. Tive uma Frontier 4×2 2014 e fazia 10,5 a 11 km/l na cidade com facilidade e por volta de 12 a 13 na estrada.

    • Wellington Myph13

      Consumo é muito relativo.
      Mas o INMETRO já mostra que a Frontier faz 8,9 e 10,1 enquanto a S10 faz 8,0 e 9,2 (tudo já 2018)

      • Pipo pipo

        Bem lembrado, tem o fator “pé direito” também. Kkkk

  • Antonio Carlos Duarte Moreira

    Sou o infeliz proprietário de uma Chevrolet S 10 High Country 17/17. Ela foi comprada zero Km em Maio desse ano e quando retirei da Css ela estava com problema de falhas no motor. Voltei imediatamente para a Css que foi obrigada a enviar o carro para uma oficina interna da fábrica em São Caetano. Depois de mais de 15 dias sem o carro novo me devolveram mas mesmo assim ela apresenta falhas na aceleração. O motor não conversa direito com a câmbio. As trocas de marcha são aos trancos, mais parece um câmbio automatizado e sempre quando acelero numa subida à 2.000rpm com o motor em segunda marcha ele engasga muito e depois muda para a terceira marcha. Agora consigo compreender o porque das alterações já que a 17/17 automática é muito ruim. Minha picape anterior era uma Amarok Highline Automática e sinto saudade dela até hoje.Oito marchas de engates suaves e motor conversava muito bem com o câmbio. Já a Chevrotet se mostrou uma decepção e agora consigo entender o porque da mudança na linha 2018. Deve ter tido MUITA reclamação como a minha. Mas como vivemos num país como o Brasil onde o consumidor é tratado que nem lixo tudo acaba em pizza.

    • guilherme

      acho q vc foi azarado cara, ja tivemos uma aqui em casa tmb, diesel automatica e o carro nunca deu problema, alias, a amarok teu mais fama de problemas q a s10, problemas de fabrica acontecem com qualquer marca, mas se a empresa nao esta solucionando seu problema, é melhor entrar na justiça

    • Dafomg

      É simples cara, a GM tem 30 dias de prazo pra resolver o problema. Se não resolver, de acordo com o CDC, vc pode exigir um novo produto, igual ou superior, ou o valor devolvido com correção. Se não resolver, procure a justiça, só vai acabar em pizza se vc quiser.

  • Gabriel Ferreira

    “Resumindo praticamente não mudou nada 0,6 não dão pra serem sentidos” Chevrolet cadê um twin-turbo ou um Supercharger pra melhorar a arrancada dela?

  • Marcello Ferreira de Carvalho

    Impressão minha ou a S-10 diesel 2018, com esses preços significativos, não oferece faróis do tipo canhão? Será que são opcionais?

    • Esquilo Tranquilo

      Você diz projetor, né? Não vi mais nenhuma S10 ou Blazer com farol projetor pós-reestilização. Uma pena, custa um absurdo e retiraram um item de segurança, pois a iluminação com o projetor na minha opinião fica bem melhor que usando apenas o refletor. E claro, poderiam oferecer xenon de fábrica também.

  • Celso

    Interessantíssimo esse Centrifugal Pendulum Absorber. Ele acaba com as vibrações torcionais do virabrequim, que num 4 em linha comum são transmitidas à embreagem e transmissão. Outra maneira de eliminar essas vibrações são usar um motor V4 a 90 graus ou usar o virabrequim crossplane como na Yamaha R1. Em motorcicletas de competição (com motores big-bang) a eliminação desta vibração dá mais tração e menor desgaste dos pneus. Motores em linha de 3 e 6 cilindros não tem esta vibração.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend