*Featured Avaliações Chevrolet Pickups

Chevrolet S10 (quem diria?) na cola do Onix

2014-Chevrolet-S10-GM-Brazil-033-700x503 Chevrolet S10 (quem diria?) na cola do Onix

Irmãos maiores costumam ser o exemplo (para o bem ou para o mal) aos mais jovens. Menores se espelham nos mais experientes. Com automóveis, vale a analogia. As novidades chegam aos maiores (ou mais caros), e depois se espalham para os demais. Na Chevrolet, o pequeno Onix subverteu a ordem. O modelo veio ao mundo, no final do ano passado, com o sistema multimídia MyLink, dispositivo que só há pouco tempo chegou aos “marmanjos” Cruze e S10.



Além do MyLink, a linha 2014 da S10 ganhou também mais potência e torque no motor a diesel. Vamos começar pelo motor. O 2.8 a diesel foi de 180 para 200 cv, enquanto o torque subiu de 47,9 kgfm para 51,0 kgfm. A indústria de automóveis vive de números. A coisa funciona assim: um determinado carro pode responder muito bem com motor 1.8, por exemplo, mas, se o concorrente direto chegar com um 2.0, pode ter certeza que haverá uma reação.

No caso da S10, o 2.8 dava conta do recado, só que a Ranger chegou com um motorzão 3.2 de cinco cilindros e 200 cavalos. Não dava para aumentar a cilindrada, nem para grudar mais um cilindro ali no bloco. Tampouco dava para extrair um ronco tão legal quanto o da concorrente. Mas dava para ganhar 20 cavalos e igualar a potência. Pois foi isso o que a Chevrolet fez. De quebra, a empresa ainda pode dizer que tem o maior torque da categoria. Enquanto a S10 tem 51 kgfm, a Ranger tem 47,9 kgfm.

2014-Chevrolet-S10-GM-Brazil-030-700x464 Chevrolet S10 (quem diria?) na cola do Onix

Mais forte ainda

Na prática, a picape da Chevrolet continua agradável, e com força de sobra. Uma das novidades no motor (que a Ranger já tinha) é o coletor de admissão de plástico. Em automóveis de passeio isso já é corriqueiro, mas em motores a diesel ainda não é uma tecnologia de uso tão corrente. Além da redução de peso, o material plástico tem superfície mais lisa, e isso facilita a passagem do ar. O próprio desenho da peça também mudou, para privilegiar mais torque em baixas rotações. A empresa fala que 90% do torque (45,9 kgfm) está disponível a 1.700 rpm. Na Ranger, os 47,9 quilos aparecem a 1.750 rpm, e permanecem assim até os 2.500 rpm, numa curva plana.

2014-Chevrolet-S10-GM-Brazil-051-700x464 Chevrolet S10 (quem diria?) na cola do Onix

Uma curiosidade é que esse torque de 51 kgfm é oferecido apenas na versão com câmbio automático. No motor acoplado à caixa manual, o torque é de 44,9 kgfm. Afora o coletor de admissão, a engenharia da Chevrolet trabalhou também no sistema de injeção common rail, para operar com pressão de 2.000 bar. Isso igualmente contribuiu com o aumento de potência e torque, e, segundo a montadora, com a redução de emissões. Os pistões foram redesenhados, e, para encerrar o capítulo motor, o sistema de recirculação de gases de escape (EGR) agora passa a ser controlado por um motor de passo (antes, era controlado eletronicamente por um sistema a vácuo). Essa alteração também possibilitou redução de emissões, garante a empresa.

O fato é que a S10 agrada no desempenho, seja na cidade, na estrada ou fora dela. Andamos na versão LTZ, topo de linha, que custa R$ 135.990. O visual é de veículo forte, robusto. Desde a apresentação desta nova geração da picape, a Chevrolet quis deixar claro que o objetivo era transmitir raça no visual e no comportamento. Explico: na Amarok, você dirige como se estivesse ao volante de um Passat. O painel lembra o dos carros de passeio da marca, e essa similaridade pode ser encontrada até no volante e na alavanca de câmbio. Não estou dizendo que isso é positivo ou negativo, apenas que é uma linha diferente da adotada pela Chevrolet. Me lembro claramente que, há dois anos, na apresentação do modelo, um executivo da marca disse que o motorista deveria se sentir dirigindo uma picape. E isso é inegável na S10 – para o bem e para o mal.

2014-Chevrolet-S10-GM-Brazil-076-700x408 Chevrolet S10 (quem diria?) na cola do Onix

Alta pressão aumenta ruído

No modelo da Chevrolet, o ruído do motor é muito mais presente do que na Amarok e na Ranger, por exemplo. A cada acelerada, a “castanhola” do motor chega à cabine com facilidade. Isso ocorre porque a pressão de injeção subiu muito: foi de 1.650 para 2.000 bar. Também achei o consumo urbano um pouco elevado (média de 6,8 km/l), e também esperava um pouco mais do rodoviário (11,9 km/l), principalmente em um motor que acabou de receber inovações. A transmissão automática de seis marchas foi apenas recalibrada, para casar com as mudanças no motor. A novidade, nesse caso, e a nova transmissão manual de seis marchas.

Quanto ao conforto, a S10 evoluiu demais em relação à geração anterior, mas ainda é uma picape. Na frente, não incomoda tanto. Eu e meu filho (titular no banco da frente) não reclamamos. No banco de trás, minha mulher disse que sacolejou bastante. Mas andamos com a caçamba vazia, e nessas condições esses carros tendem a maltratar um pouco quem vai atrás.

Gostei da atuação do freio automático de descida. Quando você enfrenta um declive um pouco mais forte, o câmbio faz uma redução (às vezes até de duas marchas), e o carro aplica automaticamente um pouco de pressão nos freios. A indicação de que o dispositivo está operando aparece no display no centro do quadro de instrumentos. Isso evita perda de controle de direção, especialmente sobre pisos escorregadios. Se o motorista achar que não é necessário segurar demais o carro, pode aumentar uma marcha na alavanca, para pelo menos aliviar o ruído interno. Outro item de série na versão LTZ é o auxílio de partida em rampa, que evita o movimento para trás ao soltar o pedal de freio em uma saída se semáforo.

2014-Chevrolet-S10-GM-Brazil-010-700x502 Chevrolet S10 (quem diria?) na cola do Onix

Sem câmera de ré

Os sensores de estacionamento traseiro também equipam de fábrica a picape (desde a versão LT), mas senti falta da câmera de ré. Entendo que os dois sistemas são complementares, e não excludentes. E que, num veículo dessas proporções (e desse preço), não é um luxo. Senti isso ao estacionar num shopping, em São Paulo. Para começar, estacionar um carro de 5,35 metros de comprimento por 1,88 m de largura não é tarefa das mais simples. Achei a vaga! É um bom começo. Dou ré e o carro de trás desaparece do retrovisor. Ao mesmo tempo, o sensor de estacionamento muda o apito de intermitente para contínuo. Para confirmar, envio meu próprio sensor de estacionamento, meu filho, para verificar a situação lá atrás. Aí fico sabendo que ainda tinha bastante espaço, apesar do escândalo do sensor. Por isso, acho que a câmera resolveria – principalmente num tipo de veículo que, além de grande, esconde o veículo de trás.

Se andar (e parar) em São Paulo não é tão fácil – embora picapes imponham muito respeito (leia-se medo) no trânsito –, na estrada ela vai muito bem. O motorzão acelera muito bem, e depois que alcança velocidade na faixa dos 120 km/h fica bem mais silencioso, porque a rotação cai bastante.

2014-Chevrolet-S10-GM-Brazil-047-700x464 Chevrolet S10 (quem diria?) na cola do Onix

Olho na tela

Se chega atrasado à S10 (em relação ao Onix), em compensação o MyLink traz alguma evolução em relação ao modelo de passeio. No caso das versões LTZ tanto da picape como da Trailblazer, o equipamento tem GPS integrado à tela e DVD. Na versão LT, o sistema é o mesmo de Onix e Prisma (e que depois foi estendido a Cobalt e Spin).

A tela de sete polegadas permite acesso à telefonia (Bluetooth) e a comandos do som, por exemplo. Para distribuir o som pelos alto-falantes, basta correr o dedo pela tela. Acho que a informação do GPS poderia ser repetida no display localizado no quadro de instrumentos. Isso evitaria desvio de atenção do motorista. Também senti falta do acendimento automático de faróis e dos sensores de chuva, para acionamento dos limpadores. Alguém pode dizer que estamos falando de um carro de carga, e não de um automóvel de luxo. Mas estamos falando de um veículo de R$ 135.990, um dos mais caros do país. Acho que não é pedir muito.

2014-Chevrolet-S10-GM-Brazil-006-700x609 Chevrolet S10 (quem diria?) na cola do Onix

2014-Chevrolet-S10-GM-Brazil-005-700x320 Chevrolet S10 (quem diria?) na cola do Onix

Também não seria pedir demais airbags laterais. Mesmo nessa versão top de linha, a S10 vem apenas com bolsas frontais. Entre os equipamentos exclusivos da LTZ estão ar-condicionado digital, descansa-braços central no banco traseiro, porta-luvas iluminado, bancos de couro (com ajustes elétricos no lado do motorista), lanternas de led, faróis ajustáveis em altura, estribos laterais e comandos de som e de velocidade de cruzeiro no volante. Afora isso, a versão mais cara vem também com mais cromados e rack no teto, entre outras diferenças no acabamento.

No quesito coisas-para-sair-do-barro a S10 está bem servida. Tem tração 4×4 com reduzida, boa altura do solo (22,8 cm) e ângulos de entrada (30,7 graus) e saída (16,1 graus) suficientes para encarar qualquer encrenca mais séria do terreno. A limitação para atividades mais radicais talvez sejam os pneus de uso misto (255/65 R17, na LTZ), mas, fora isso, o carro vai embora. A caçamba é espaçosa, mesmo na versão cabine dupla.

Chevrolet S10 LTZ 2.8 turbodiesel – Ficha técnica

Carroceria / motorização: Picape, 5 ou 6 ocupantes (dependendo da versão), 4 portas, motorização dianteira, tração traseira e/ou integral
Construção: Carroceria de cabine dupla sobre chassi, aço galvanizado nos painéis exteriores
Fabricação: São José dos Campos, São Paulo, Brasil

MOTOR
Modelo: Chevrolet 2.8 Turbodiesel CTDI
Disposição: Longitudinal
Número de cilindros: 4 em linha
Cilindrada (cm3): 2.776
Diâmetro e Curso (mm): 94 x 100
Válvulas: DOHC, quatro válvulas por cilindro
Injeção combustível: Turboalimentado, intercooler com injeção direta eletrônica
Taxa de compressão: 16,5:1
Potência máxima líquida (ABNT NBR 5484 – ISO 1585): 200 cv a 3.600 rpm
Torque máximo líquido (ABNT NBR 5484 – ISO 1585): 51 (AT)/44,9 (MT) kgfm a 2.000 rpm
Combustível recomendado: Diesel
Rotação Max. do motor (rpm): 4400
Bateria: 12V, 70 Ah
Alternador: 140 A

TRANSMISSÃO
Modelo manual: FSO 2505 – Manual de 6 velocidades à frente sincronizadas ou 6L50 – Automática de 6 velocidades
Diferencial:
3,73:1 (4×2)
3,73:1 (4×4); 2,62:1 (4×4 reduzida)
3,42:1 (4×2 AT)
3,42:1 (4×4 AT); 2,62:1 (4×4 reduzida AT)

CHASSIS/SUSPENSÃO
Dianteira: Independente, braços articulados, molas helicoidais e amortecedores telescópicos hidráulicos pressurizados a gás de alto desempenho.
Traseira: Feixe de molas semi-elípticas de 2 estágios, amortecedores telescópicos hidráulicos pressurizados a gás de alta performance
Direção: Pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica.
Direção redução: 20,8:1
Direção número de voltas (batente a batente): 3,90
Diâmetro de giro (m): 12,70

FREIOS
Tipo: Discos ventilados dianteiros, tambores traseiros
Diâmetro x espessura (mm): Discos: 300 x 27 ; Tambor: 147,5 x 50

RODAS/PNEUS
Roda tamanho e tipo: 16 x 6,5 (LS e LT); 7,0 x 17 (LTZ)
Pneus: 245/70 R16 (LS e LT); 255/65 R17 (LTZ)

DIMENSÕES/PESOS
Distância entre eixos (mm): 3.096
Comprimento total (mm): 5.347
Largura carroceria (mm): 1.882
Largura total (mm): 2.132
Altura (mm): 1.827
Bitola (mm): Dianteira: 1.570; traseira: 1.570
Altura mínima do solo (mm): 228
Ângulo de ataque: 30,7º
Ângulo de saída: 16,1º
Peso em ordem de marcha (kg): 1.892 (LS MT); 1.960 (LTZ AT); 1.994 (LS 4×4 MT); 2.061 (LTZ 4×4 AT)
Distribuição de peso (% dianteira/traseira): 53/ 47

CAPACIDADES
Caçamba (litros): 1.061
Capacidade de carga (kg): 1.208 (4×2 LS MT); 1.140 (4×2 LTZ AT) 1.106 (4×4 LS MT); 1.039 (4×4 LTZ AT)
Tanque de combustível (litros): 76
Óleo do motor (litros): 5,7 com o filtro
Sistema de refrigeração (litros): 9,0

DESEMPENHO
Velocidade máxima (km/h): 180
Aceleração 0 a 100 km/h (s): 11s4 (MT); 10s3 (AT)

5.0

  • Se tiver a mesma durabilidade da antiga.. certamente vai ser sucesso aonde tem de ser, no campo.
    Boa sorte a S10!

    ps: já está disponível para produtor rural?

    • Rodrigo Maziero

      Sim sim, se tem interesse posso te ajudar :)

    • eokn

      Olha, este negocio de durabilidade é bem relativo.
      Tenho uma 2.8 Rodeio 2011 com menos de 50.000km e a quantidade de problemas que tive nunca vi em nenhum outro carro.
      Barra estabilizadora dianteira trocada com menos de 20.000km (quase R$ 1.000 para trocar)
      Controle do limpador de para-brisa com 30.000km
      Boia do tanque com problemas com 45.000km
      Cilindro mestre do freio trocado com 45.000km.

      Só eu e minha esposa usamos o carro – em 1/3 do tempo colocamos peso (não mais que 500kg) e fazemos um uso bem responsável e cuidadoso.
      Muito decepcionado com o carro! Espero que a nova seja durável….

      • gcarlos

        tem certeza que ela só tinha 50k?

        • eokn

          Tinha não, ainda tem. Comprei ela zero km e estou com ela ainda hoje!!!

      • JPaulo10

        S10 antiga tinha a fama de suspensão mole, segundo relatos. Boia do tanque é frequente.
        Freio é aquela coisa. Muitas vezes o proprietário se esquece que está num utilitário de 2 t. e freia somente no pedal, ou não usa o câmbio automático nas posições 3 e 2 para auxiliar na freagem.
        Usa causa stress no sistema.

        • eokn

          Vamos lá. O carro foi comprado zero e só eu e minha esposa usamos (ainda estamos com o carro).
          A suspensão realmente é mole. Com 300kg ela já abaixa bem a traseira. Quanto ao modo de dirigir, usando freio motor e não somente freio pedal, isto sabemos perfeitamente. Tanto que com estes 50.000km que ela quase está ainda não precisamos trocar as pastilhas de freio. Inclusive usamos ela com peso mais em subidas, quase sem necessidade de uso de freio, e o retorno (descida) vazia. Ela é manual, não existe S10 antiga automática.
          Posso ter tido muito azar, pois falta de cuidado e bom uso não foi.

          • Felipe

            Existiu S10 automatica sim, EXecutive V6, tem uma aqui na garagem!

          • JPaulo10

            Desculpe, não me referi a você quanto a mau uso de freios, e sim aqueles que não o usam concomitantemente ao câmbio automático.
            São relatos que li. Novos proprietários falam que a S10 pulou da água para o vinho, de tanta diferença da antiga.

      • observador_rj

        Faz 2 meses +ou-, vi uma S-10, não tendo mais que 5 anos de uso, quebrando o eixo traseiro na br-101…

        Vi no momento exato a roda traseira saindo com um pedaço do eixo em movimento e o motorista usando o freio desesperadamente. Sorte dele que conseguiu parar sem maiores problemas…

        A partir deste dia olhei a s-10 com outros olhos…

      • jmjemenezes

        A daqui de casa, uma executive 2005, vendida começo do ano com 110mil km, apresentou somente um dos problemas que você relatou, o cilindro mestre que foi trocado depois do 100 mil. Fora isso os maiores gastos foram: troca dos amortecedores dianteiros com 90 mil km, reparado do sensor do ABS e reparo da coifa do acionamento do 4×4. Tínhamos muito medo da manutenção dela por tem mais tecnologia que o carro anterior, uma D20. Mas achei o carro até que resistente e com poucos problemas.

    • alexhmoraes

      Qual durabilidade a antiga tem? hoje em dia é mais fácil encontrar D20 do que S10 inteira por ai!

  • Martico

    Cada menos picape.

    • cavevolution

      Virou carro para a cidade e shopping centers.

      • JPaulo10

        Prá quê então gastar R$ 140 mil numa picape, se existem SUVs e sedãs de maior conforto?

        • FelipeLange

          Prefiro uma BMW ou outro carro.

    • Sr_Wilson

      Agora eu pergunto, pq?? desculpe o desabafo aqui, nada pessoal, mas vamos lá.

      Sempre ouço os velhos dizendo que, "há isso não é picape, boa mesmo era minha f100 que rodou 1 milhão de km sem abrir o motor", ta blza, bebendo 4 km/l e com potencia de uns 70 cv, ótimo motor, tira a turbina das picapes novas que garanto que rodam também esses kms e consumindo bem menos ainda.

      Ou então "as picapes de hoje não aguentam carga", levam mais de 1 ton, não lembro das antigas levando muito mais que isso no DOC.

      Ou "as picapes novas são feitas para estrada não para o barro", volto a dizer quero ver por uma f1000 no mesmo lugar que chega uma amarok (as duas originais de fabrica e não vale por corrente nos pneus).

      Por isso que eu digo, prefiro as novas, numa amarok eu levo carga pra obra, desço lancha de 1 ton na rampa, se quiser ir com amigos numa trilha média, ou mesmo difícil sendo rebocado as vezes pelos trollers (mas em troca levando as malas que os trollers não levam), tudo isso eu consigo e quando quero ainda pego estrada confortavelmente com minha família a 120 km/h com a segurança de um carro de passeio.

  • Arthur_r

    Eu ja não compraria, pelo fato de ter so AB2 e faltando varios itens "basicos" para um carro de 136 mil reais!!!

    Que isso dona GM, sensor de luz, ate a Montana Sport tem. Sensor de chuva, ate o Cruze tem. 6 Air bags, ate o Cruze tem. Ta faltando algumas coisas para essa S10 ser referencia no mercado, e em falar em preço, meu deus, quase 140 mil nesse carro? to fora…

    • radiobrasilcombr

      Por ser a LTZ, indispensável mesmo 6AB.

      • Rodrigo

        Acho desnecessário, pensando friamente que é uma (das poucas) picapes que aguentam o tranco da roça vendidas atualmente.

        Se eu comprar um carro desses pensando em usá-lo no meu sítio, cair num valão de estrada e estourar os airbags, a garantia vai cobrir? D-U-V-I-D-O.

        Agora, pra quem compra carro pra passear na cidade, rebaixar, encher a caçamba de alto-falantes pra tocar no Guarujá, melhor comprar uma Ranger…

        • Edson Roberto

          Olha, na verdade esse tipo de coisa, quem trata é o seguro. Ele iria te cobrir desde que se pagasse uma franquia.

          Desconheço qualquer carro de qualquer marca em que a fabricante iria se responsabilizar a consertar seu carro devido a um acidente desses.

          • JPaulo10

            Eu gostaria de saber, porque nunca li sobre: será que AB de cortina ou lateral aguenta sem estourar um trajeto como o Eber fez com essa mesma S10 diesel no milharal? O que ele fez foi pesado, mas não off-road que caracterize – até para uma picape – uso severo.
            Temo que muitas perfumarias em moda hoje (algumas bem dispensáveis num utilitário) não tenham reparo coberto pela montadora, mesmo quando você use o veículo naquilo para o qual foi projetado (utilitário). Porque vá vi VW negando reparo de sensor eletrônico da Amarok, alegando "uso severo" (numa picape!!).

            • Edson Roberto

              Então, podemos considerar as
              icapes americanas maiores que a proprka s10 e Ranger para isso. Elas possuem mais 6 air bags e funcionam mesmo com trabalho pesado. Lembrando que eles possuem plantação de milho e por vdzes fazem trabalhos pesados.

        • mgbalbo

          Os airbags não abrem por qualquer coisa…

        • eokn

          Rodrigo
          veja meu comentário sobre a durabilidade em outro comentário mais acima.
          A minha não posso chamar de durável…

          • Rodrigo

            eokn
            De fato, cada caso é um caso. Conheço sitiantes que tem S10 e Hilux, e em comparação com outros carros do mesmo segmento não as trocam por nada.
            Pode ser meio esquisito isso que eu vou dizer, mas pra algumas pessoas, menos é mais.
            Se não fosse assim, pra quem conhece um pouco desse segmento, não teríamos um mercado paralelo de Toyota Bandeirante pickup tão aquecido.
            Concordo que se analisarmos o valor do bem adquirido alto (o que também é relativo, caso compre-se com o benefício de produtor rural) está bem salgado pelo que oferece.
            Mas não concordo com algumas comparações maniqueístas que exaltam um modelo pelo número de airbags que ele oferece.

            • JPaulo10

              Certíssimo. Uma picape não se resume ao número de aitrbags.

    • alemaotga

      Você está enxergando ela apenas como um "carro de passeio". Tente analisá-la como um 4×4.
      Não estou dizendo q ela está barata, mas o preço está compatível com as concorrentes.
      E concorrentes são outras pickups Diesel, 4×4, torque alto, etc, e nao Cruze, bmw ou qualquer outro.

      • Edson Roberto

        Mas a Ranger Limited que possui os tais 6 air bags não custa o que ela custa? De repente não é melhor escolha pela picape da Ford?

        • alemaotga

          Também acho. Ranger com 6AB e Amarok com o ZF 8 marchas e traçao integral parecem ser melhores opções.

          • vitimsl

            O problema da Amarok é o problema grave da correia dentada, que existe em várias e várias unidades, não é um problema pontual. Nunca que eu compraria uma pick-up com problemas cronicos como a Amarok. Trocar correia a cada 10 mil km não rola. Se vc procurar defeito na S10, na Ranger vc vai encontrar, mas esse problema da Amarok é tao grave e constante que ate o governo entrou no meio em Minas.

            • gcarlos

              concordo contigo. Depois que apareceram essas reclamações o pessoal anda procurando trocar a correia (com força), 150 pilas só.

            • CharlesAle

              VW fez caminhões e picapes com problemas,é a visão da empresa,muito voltada para automóveis de pequeno porte,e esquece que picapes de grande porte tem de ter uma visão diferente,GM e Ford,antigas nesse negócio de picapes Diesel,jamais lançariam uma com correia dentada,até pelo "poerão"comum no uso dessas picapes,correia dentada,só se for a gasolina……..

        • alemaotga

          Edson, outra coisa: lendo a matéria entende-se que as mudanças no motor ocorreram pra unicamente ganhar mais potencia/torque, quando na verdade diversos motores com 180cv da S10 fundiram por causa da válvula EGR. Corrigiram o problema nesse motor de 200cv e provavelmente para a gm pra nao perder credibilidade aproveitaram pra dar uma 'atualizada' no motor, como que fosse um novo.

          • Marciomaster

            Motores fundidos da S10??? Qual fonte da informação. Grato

            • alemaotga

              Oeste Veiculos (65) 3325-0101. Vi 4 S10 lá esperando motor novo completo. Isso mesmo, nem retífica, trocaram o bloco inteiro. Procurei no ReclameAqui pra ver a extensão desse defeito, talvez tenha relação: http://www.reclameaqui.com.br/3851090/chevrolet/dhttp://www.reclameaqui.com.br/6432421/chevrolet/shttp://www.reclameaqui.com.br/5416072/chevrolet/dhttp://www.reclameaqui.com.br/4999628/chevrolet/n

              • Marciomaster

                Curioso, pois nunca havia ouvido falar em problemas com esse motor. Trabalho ao lado de uma css GM e tenho amizade com o chefe de oficina, que nunca pegou nada desse tipo. Acredito que todo motor possa apresentar problemas, mas algo esporadico e não generalizado. Enfim, tem que esperar um pouco para ver a realidade de mercado desses motores.

              • JPaulo10

                Eu acho que esses aspectos são muito mais importantes do que análise de 6 airbags e assistente de rampa ou "sync/my link".
                O que interessa na dirigibilidade de uma picape é sua suspensão, o controle de estabilidade (já vi Hilux capotando)e o torque, não a velocidade final. Correr a 180 km/h com uma picape é loucura, imprudência, tentativa de assassinato.
                Para quê aumentar potência num motor que já serviria muito bem o veículo com 170 HP?
                Viva a Toyota, motor mais "fraco", porém de grande durabilidade.

        • Rodrigo Maziero

          A resposta é não. Tenta revender essa bucha depois! ^^

          • Edson Roberto

            Mesmo a Ranger atual?

        • gcarlos

          e não vende tanto…….. vai ver que tem outros ´´impecilhos´´ que faça a negada não comprar

          • Edson Roberto

            O que eu sempre ouço é que a esperta da Ford não trás em quantidade suficiente e faz com que possíveis compradores abram mão dela.

            Mas tirando essa demora, isso acontece com a reposição de peças da picape que tem deixado muita gente na mão.

            • JPaulo10

              Há alguns meses, o problema de entregas da Ranger se dava pela burocracia da aduana argentina e brasileira, além do transporte marítimo.
              Teve proprietário que acompanhava, via satélite, o navio de transporte, tamanha a ansiedade.
              Pelo número de emplacamentos, parece que a ford deu solução para isso.

              Mas tem a questão das peças, Edson, que justifica bem o porque das vendas altas de S10, mesmo sendo considerada inferior à ranger.
              1. Assistência técnica GM é grande, muito grande;
              2. O motor é MWM, embora fabricado pela GM (isso carece de confirmação 100%, uns dizem que sim, outros não).

              A ford segue a política de fornecimento de peças somente às ccs, tal como a VW. Além do fato de que o motor da ranger é novo, conhecido por (nem todas) as ccs.
              Tem o problema da aduana, também. O governo argentino adora uma encrenca.

              • Edson Roberto

                Então, mas para uma empresa que almeja um crescimento em nosso mercado, ela deveria repensar esse plano de fornecimento apenas da Argentina. Nesse caso poderiam selecionar fornecedores no Brasil para abastecimento.

                Veja, a picape é boa, o preço mesmo que caro é competitivo e mais completa que as demais picapes. Só falta de fato um atendimento melhor e abastecimento de peças de reposição.

                É uma pena que a Ford parece não ligar para não querer mais fatia do mercado.

                • JPaulo10

                  Acredito que falte uma fonte mais completa de informações sobre produção e mercado.
                  A gente se acostuma a raciocinar sobre notícias e dados "oficiais" das montadoras, sem uma análise investigativa, mais concreta.

                  Suponhemos que a ford fabrique 200 Ranger (teto de produção) e destine 150 para o Brasil e 50 para a Argentina. Mesmo que a GM venda 1000 S10 e a Toyota 800 Hilux, a ford estará plenamente satisfeita em vender toda a produção. Mas olhando somente os números, diremos que a Ranger é um fracasso de vendas.

                  Ou então a ford está acomodada com as vendas atuais da Ranger, não se atrevendo a disputar espaço/liderança com GM e Toyota, tal como a Chevrolet faz com a Montana, eterno terceiro lugar em picapes compactas. Mudar prá quê, se está bom assim?

                  Você percebe? Diferente da ford, a Citroen tomou a iniciativa de vender seguro a preço fixo para o C4 Lounge. Ela quer, quer mesmo, que seu sedã venda bem. Ela toma iniciativas.

                  O fato é que eu, você e grande parte da imprensa somos meros espectadores do mundo automotivo. Simplesmente repassamos as notícias "oficiais" que as montadoras querem.

                  Descobrir uma fonte "quente" de estratégias de marketing e produção, fora do padrão, seria bem interessante.

                  No caso da ford, a pista pode ser a internet argentina. Não existe departamento de imprensa perfeito. Muitas vezes a notícia é passada aos "hermanos" sem se dar conta que será ouvida aqui. Ou atende ao nacionalismo e orgulho argentino (ainda mais no governo Kirschner) para mostrar que os produtos deles são melhores do que os nossos (somos "macacos", dizem eles).
                  Vou companhar por algum tempo os blogs argentinos, ler o que eles escrevem. Dessa cartola talvez saia um coelho.

  • Clenilson Araujo

    Deixa a ford acordar tmbm o mostrinho de 5 cilindros ai eu quero ver

  • marciors01

    Esta S10 é nitidamente inferior à ranger, seja no visual externo, no interior, no motor que tem ruído de diesel antigo quando nos equipamentos.
    O som da ranger acelerando é lindo, forte e encorpado sem um resquício das castanholas.
    O interior desta S10 é acanhado, estreito e os materiais não parecem ser de boa qualidade, eu optaria por uma ranger, hilux, amarok ou até a nissan frontier.
    O que mais me desanimou mesmo foi o ruído de castonhola do motor e o interior muito pobre para um carro tão caro.

    • alemaotga

      Aqui no Mato Grosso tenho varios amigos com pickups, e TODOS que tem S10 reclamam de acabamento fraco, plasticos que empenam no sol, rangidos em todos os pontos da cabine, além do barulho excessivo do motor transmitido para dentro da cabine.

      • Edson Roberto

        Mas isso do modelo atual ?

        • alemaotga

          Sim. Um deles inclusive abre aquele compartimento acima da central multimidia e torce a tampa inteira, mostrando que o plástico é de qualidade baixa. o mesmo ocorre com o console central (apoio de braço). Acompanhados de "nhec-nhec" dos bancos traseiros e estalos incomuns dos cintos de segurança.

        • JPaulo10

          O Éber pegou o defeito de falta de isolamento na cabine. Entra poeira pela porta.

    • Leandro1978

      Um amigo teve Ranger e S10 antigos (tem sitio e precisa). Ele preferia a Ranger, mas enfrentou maior dificuldades para vendê-la que a S10.

      • gcarlos

        A ranger sempre é mais difícil pra passar adiante. Na maioria das regiões..

    • Milton

      O painel da Ranger parece pouco melhor que o da S-10, em termos de material utilizado. O desenho também agrada mais, mas nada muito distante da pick-up da GM. Já o painel da Amarok é bastante feio e não parece de melhor qualidade que o da S-10.

  • Tosca16

    MyLink e outros 500 do gênero nem deveriam ser colocados como algo à mais sobretudo as marcas chinesas que fabricariam isso em seus países por míseros centavos; parece melhor acabado que os dos Onix mesmo assim não vejo melhor que esses que compramos por R$ 399,00 em 15x sem juros com isso, aquilo e sei lá quantas funções . E mesmo mais potente a S-10 não tem a mesma segurança e conforto da Ranger , mas tem preço e manutenção bem melhores por isso continuará sendo líder por muito tempo.

    • LS7

      Mylink é fabricado pela LG na Coréia do Sul, país que é muito mais avançado que o Brasil.

      • gcarlos

        Boa! Que informação preciosa..

      • ricardobc2

        Fabricado pela LG e DESENVOLVIDO na coreia do sul tudo bem… Mas feito na lá duvido mto…

      • Tosca16

        o custo disso é baixo, referir as chinesas em especial por que acredito que eles não colocam isso nos seus carros por mísera má vontade já que lá isso é praticamente de graça…já as demais marcas na mesma forma poderiam fabricar ou comprar de outras marcas isso e similares …Não vejo nem GPS, nem centrais de multimídia e parecidos atrativos assim; o bom é que original fica mais bonito as vezes na montagem mas nem sempre os de "fábrica" são melhores; esse Mylink do Onix mesmo um sei lá xing-ling de R$ 500 conta faz até melhor e ainda coloco a tal câmera de ré.

  • Vinicius Oliveira

    S-10 Top sem mais !

  • Matheus_P

    É um automóvel de alto lucro… não justifica a falta dos itens de conforto e segurança omitidos pela chevrolet.

  • Flávio Aires

    …E fora esse painel, ta meio concept demais…acho que deviam mexer um bocado ai

    • JPaulo10

      Esse painel é de Camaro.

      • Flávio Aires

        Olha só, nem havia notado nesse copy-paste! tks JP

  • Magnus Cordeiro

    Dá de 10 na Hilux . . . . . é um pick-up simpático e relativamente bem equipado . . . . .mas ainda sou fã da Amarok . . . .

    • mgbalbo

      Bem equipado ?
      O que é equipado pra você ? Ter uma central multimídia xing ling ?

      • Magnus Cordeiro

        Não tem nada a ver com central multimídia amigo , estamos falando de um automóvel utilitário e não de um sedã de luxo . . . . . falei que é ''RELATIVAMENTE'' bem equipado . . . . . . o preço nem precisa dizer , estamos no Brasil , todo mundo já deveria estar acostumado , se acha caro é só não comprar!

        Att

    • Renan

      Com certeza, no mercado de Pick-ups de hoje a Amarok é a melhor, com mais itens de segunrança, o melhor motor e o melhor cambio.

  • vitimsl

    Ficaria com a Ranger devido aos itens de segurança. Em segundo com certeza seria a S10. A mais bonita pra mim e com um motor muito competente pela sua cilindrada. Uma coisa quanto ao consumo: conheço proprietários dessa S10 e de outras pick-ups modernas a diesel. Todos reclamam do consumo de suas pick-ups e alegam que as antigas bombas mecanicas eram muito mais eficientes que esses sistemos eletronicos de hoje, quanto a consumo. De fato, as S10 mecanicas eram economicas.

    • Davi8u

      Isso nao e so nas picapes. Nos caminhoes e a mesma coisa. Olha so um cargo 1822 que dura muito mais do que uma dessas 2429 moderna e eletronico. As antigas vc consegue fazer a retifica. Essas novas vc so conserta comprando outro motor de 30 mil.

    • JPaulo10

      Todos reclamam. Não dá para fazer um veículo de 2 t. e motor de 180-200 HP ser econômico como um sedãzinho.

      • vitimsl

        Eu tb não acho ruim esse consumo, considerando o carro, o motor e o preço do diesel. Mas nunca tive uma pick-up para efeito de comparação mas, quem já teve, sempre diz que as antigas bebem menos, mas tambem andam menos.

  • Digao250

    S10 faz barulho de trator. é passarinheira e "rústica". Vou de Amarok.

  • WagnerSCS

    Pegaria uma Amarok ou Ranger. S10 não compensa pelo que cobra. Não que as outras também sejam baratas, apenas acho que compensam mais pelo que trazem em equipamentos e mecânica que, na S10, também não é ruim.

    • JPaulo10

      O pessoal vê os preços top. Se a S10 não compensa pelo que cobra, que se dirá então da Ranger CS diesel 4×4, que cobra exatos R$ 20 mil (!!) a mais do que a S10, tendo os MESMOS equipamentos?

      Veículos desse tipo, só vale a pena comprar como CNJP ou produtor rural.

  • nando

    como todos os carros da chevrolet e muito beberrona, sei nao acho que vende muito mais pela marca.

  • GUGASP

    Quem já andou na S10 modelo novo sabe que a traseira é muito mole, o que prejudica a estabilidade.
    A Ranger e a Amarok são bem mais estáveis e na mão que a S10.
    Mas não há dúvida de que a S10 é uma bela picape.

    • JPaulo10

      Guga, a Ranger e a Amarok são mais estáveis quando tem controle de estabilidade e isso, na Ranger, só a partir da versão XLT e, na Amarok, na Trend (como opcional). Esses itens são oferecidos somente na S10 LTZ.

      • GUGASP

        Concordo com você, mas a calibração da suspensão da S10 é muito mole.
        Tenho dois amigos, que são irmãos, e trocam todo ano de caminhonete (sempre as de último catálogo). Adoram a Ranger e a Amarok, e detestaram a S10 e Hilux na estrada.
        Eu andei nelas, realmente a Amarok é muito estável, até pela largura dela, e a Ranger é um canhão e a eletrônica e itens de segurança dela se destacam mesmo.
        A S10 não andei na ltz. Pra mim é a mais bonita, mas quem pega estrada reclama que ela oscila bastante.

  • ancelmohenrique

    Nestante a ford da uma atualizada e tira mais uns 30 cv e uns 4kgf de torque e pronto!

  • LFCruz

    A S10 é muito boa. Só que TEM que ser diesel. Tive uma Flex que não tinha condições. Consumo altíssimo, não anda NADA. Extremamente lenta e beberrona. Vendi porque me irritava a lentidão dela. E também o fato da Flex só ser manual.
    Quando puder, comprarei outra, mas só se for diesel. Mas por enquanto o seguro é inviavel como de qquer caminhonete a diesel… fazer o q.

    • gcarlos

      Acredito que nenhuma picape média a gasolina compense. A não ser que seja dono de um Posto, que nem meu patrão..

      • Marcos

        ne assim tb não… a ranger (antiga 2008 so gasolina) faz em torno de 9 a 9,5 na cidade de ar ligado sem problemas nenhum ja tive a s10 tb vendi porque realmente é muito fraca e extremametnte beberrona.
        Não sei da nova ( que infelizmente virou frex ) mais ja vi em foruns que ela esta fazendo uns 8 … ja acho de bom tamanho.

        • JPaulo10

          Um amigo é dono de firma de entregas. (Fiorino, Dobló, etc.).
          A picape dele? Ranger CS 2008.
          Preço: R$ 35 mil.
          Muito mais vantajosa que Strada 1.8 ou Saveiro.

    • Ricardo

      O fato é, a diferença de R$ 50.000,00 da flex para a diesel só por causa do motor e controle de tração 4×4?! A diesel tbm é muito beberrona!

  • Rus

    Pra mil o melhor custo benefício da categoria é a L200, criada andar no barro na lama, na terra, enfim ara ser judiada, a L200 é a Pickup na essência, tem ângulos te ataques generosos, tenho uma Sport e compraria fácil uma tríton.

    Por outro lado a nova S-10 está bem mais alta que a antiga, bem mais bela também, mas além do preço ser um absurdo, não em o DNA 4×4.

    Abraço

  • Juan

    Andei na S10, Amarok e Ranger para comparar. Estou decidido pela Ranger, só falta a dona Ford conseguir entregar.
    Se demorar muito vou de Amarok…S10 seria minha última escolha.

    • Ekler

      Mas no final acaba comprando um Celtinha mesmo…………….

      • gcarlos

        Estragou o sonho do rapaz….rs

      • zeuslinux

        Hehehehe Como ele é GM hater, deve ter comprado um Ka ou Fiesta Rocam.

    • MarceloAmorim

      Estranho,aqui em Natal a Ranger mofa no pátio,pronta entrega o tempo todo.

  • BituMattioli

    Eber, bom dia!

    Poderiam fazer uma matéria como esta com a Vw Amarok e Ford Ranger 2013 né? Seria bom para termos uma noção de comparativo de mercado e qual compensa ou não atualmente, levando em conta itens de conforto, potência, segurança, consumo e seus preços praticados no mercado além das manutenções.

    E me desculpe, mas um carro diesel fazendo menos de 7km/l na cidade e cerca de 12km/l na estrada é muito pouco, mas muito mesmo!

    Abraço!

    • JPaulo10

      Tem teste da Ranger, S10 e Frontier no NA, com videos (inclusive off-road).

      Não existe mágica nesses diesel de 200 cv: consumo de 10 km/l na estrada já está bom. 14 km/l? Nem por sonho.

  • Edson Roberto

    Só eu mesmo que vi uma central multimídia aftermarket com um arquivo JPG dizendo se passar por My Link? Isso não é My link nem aqui e nem em nenhum lugar do mundo. É uma central como a Caska que possui diversos recursos onde um deles é ter esse papel de parede com a descrição de mylink.

    O próprio formato da central é totalmente genérico e conheço pelo menos 5 modelos de carros diferentes da S10 (e de outras marcas) que tem esse mesmíssimo formato.

    Agora, além de uma central ser algo caro, virou My Link só porque é da Chevrolet? Que absurdo. (e aqui a critica não é para o Hairton não e sim para a própria Chevrolet que foi deveras cara de pau).

    • OJR

      Concordo contigo, acho ridículo isso de atribuir a um acessório relativamente simples, que pode ser incorporado a qualquer carro, o status de uma evolução grandiosa, e preço elevado. Até na Media Nav da Renault (que parece ter sido feita pela LG), o software do GPS é simplesmente idêntico ao do GPS Apontador de 150 reais….

    • Gustavo73

      Pensei o mesmo ao ver a foto da Central MM.

    • Rodrigo Maziero

      Essa Centra Multimídia já era vendido desde 2012 para a Nova S10.. o que a Chevrolet do Brasil fez foi unificar todos multimídias dela para apenas um Nome (Já era assim nos Estados Unidos)… com 3 versões diferentes.

      Mylink 1 — Prisma, Onix, Cobalt, Spin, Sonic LTZ, S10 LT e Tracker (USB/BLUETOOTH/AUX/AM/FM/APLICATIVOS via Smartphone como GPS BringGo)

      Mylink 2 — Cruze Sport e Sedan
      (USB/BLUETOOTH/AUX/AM/FM/CD/GPS/Câmera de ré/CartãoSD)

      Mylink 3 — S10 LTZ / TRAILBLAZER / CAPTIVA
      (USB/BLUETOOTH/AUX/AM/FM/CD/GPS/Cartão SD e Tocador de DVD)

      Para fortificar o nome MYLINK, além disso antes eram apenas oferecidos como acessórios, eram caros… hoje vem de fábrica, não tem oque reclamar..

      Todos eles vem com possibilidade de colocar Câmera de ré.

      Abraço Edson.

      • JPaulo10

        Mas esse My Lynk é ou não Caska?
        Não é mais barato comprar o equipamento fora da ccs, ao invés de colocá-lo como opcional numa versão mais barata da S10?

    • Renan

      Cara com todo respeito, mas a GM hoje esta uma merda e seus concorrentes com a VW esta com carros muitos melhores em questao de mecanica e muito mais tecnologia, ou seja, nao compensa comprar uma S10 quando vc pode comprar uma Amarok ou Frontier

  • O_Corsario

    O Onix não é um carro com central multimídia, é uma central multimídia com carro. Aposto que esta central multimídia é um grande fator de desempate. Aliás, grande sacada da GM ir colocando esta telinha em todos os seus carros, hoje em dia isso é cada vez mais valorizado.

    • joao juca jones

      Pior que nem é uma central completa, visto que não tem GPS.

      HU com BT a gente acha por 300 reais (de boa marca), então não entendo o diferencial dessa porqueira desse MyLink.

      • Leandro

        Aliás, a central multimídia do Onix é bem da vagabunda. A primeira vez que vi achei bem xingling

      • O_Corsario

        Tbm acho uma enorme falha não ter GPS, aliás para mim a maior utilidade destas centrais é o GPS. Mas na minha opinião o MyLink tem duas "vantagens":
        1) é um equipamento de fábrica, não instalado posteriormente sem garantia.
        2) enche os olhos. Não adianta, pode até ser uma tela sem função, as pessoas estão hipnotizadas por telas.

        PS: li alguns comentários acima indicando que oGPS já foi incorporado.

        • vitimsl

          Na S10 e no Cruze tem GPS.

        • JPaulo10

          Vide fotos (sobre o GPS).
          Eu pesquisei sobre essa central para colocá-la no Versa, melhorando o aspecto simplório do interior. Está à venda na ccs (R$ 3 a 3.500) e o vendedor disse que até poderia se instalar essa central por fora, mas a Nissan responsabilizaria o equipamento por qualquer pane elétrica e quebraria a garantia.
          (Já me disseram que isso é papo de vendedor).

          • O_Corsario

            Eu acho que é papo de vendedor. A forma de resolver isso é pedir por escrito, sei lá, num papel da concessionária assinado pelo gerente que vão arcar com tudo e etc. Mas ainda assim acho rolo. Sou cada vez mais da teoria que não se instala nada por fora no carro, ou já vem de fábrica ou fica sem.

            • JPaulo10

              Mas, Corsário, o somzinho do Versa … Nem USB aceita, só iPod.

              • O_Corsario

                Isso é chato, mas se aceitar um CD com mp3 eu ficava com ele. Mesmo sem isso, não trocava.
                Parece bobagem, mas cada vez mais acho que instalar estes equipamentos podem acarretar danos, seja na montagem do acabamento, seja na parte elétrica, até pq a maioria dos instaladores naõ é cuidadoso nem tem procedimentos confiáveis.

    • Marciomaster

      Curioso como as pessoas reclamam de tudo, se tem é ruim, se não tem, devia ter. Tambem acho uma grande sacada da GM, é um bom diferencial tem multimidia nos carros, bem melhor que sensor de chuva ou crepuscular.

    • zeuslinux

      É carro para a nova geração, que prefere muito mais gastar com smartphones e tablets do que com carro.

      Eu acho que estou ficando velho mesmo, porque o pessoal da minha geração gosta mais de motor do que smartphone. Olha que eu até tenho smartphone, mais de um computador e notebook, trabalho com informática e tecnologia mas não deixei de comprar meu carro por não ter uma central multimídia. Quando entro no carro é para dirigir e no máximo ouvir uma música enquanto isso. Não atendo celular e já tenho GPS portátil, que é mais fácil de manter atualizado e de usar em outros carros em viagens.

      • O_Corsario

        Ah eu tbm não faço questão de central multimídia, por exemplo não instalaria uma no meu carro atual.
        Mas seria um diferencial no próximo carro. É como ar condicionado digital, não é algo necessário, mas é algo bem-vindo, pelo menos para mim.

  • Antonio De Julio

    A que ponto chegamos… 135k numa pick-up com plásticos vagabundos…

  • Marcos

    ok mais ainda prefiro a ranger pela manutenção , consumo e segurança .

  • João Cagnoni

    O que serão desses freios à tambor traseiros quando precisar freiar com o carro cheio de carga? Aliás, os números de aceleração não estão invertidos entre MT e AT? Aceleração 0 a 100 km/h (s): 11s4 (MT); 10s3 (AT)

  • PANDAGWALRHACKIE

    Sinceramente 135k é preço de caminhão e não de pick-up. Vou achar engraçado quando daqui 3-5 anos o golzinho pelado estiver custando apenas 49990,00 em feirão.

  • LS7

    A Ranger tinha uma pequena vantagem sobre a S-10: a potência do motor. Agora não tem mais vantagem alguma.
    A Amarok tá aprendendo. Além disso, fica muito a dever em torque (mais de 10 Kgmf a menos que a S-10) e potência. Os problemas que a pickup VW apresenta também jogam contra.

    • vitimsl

      Tem sim, no quesito segurança. Gosto muito da S10 tb, mas ela deveria oferecer 6 air bags tb.

    • Renan

      kkkkkkkkkk cara a Amarok e muito melhor que a S-10 e a Ranger, mas a S-10 principalmente, pois a GM nao esta nada boa ultimamente.

  • Vinícius

    Carro pra rico né ! pra quem tem condições de trocar de no máx. 3 anos enquanto isso fico com a minha Hiluxzinha aqui sem folgar nem um parafuso quento 5 anos sem problemas

  • saosao

    Me perdoe as palavras caro editor, mas esse título não tem nada com nada com nada a ver com o conteúdo da matéria…

    • expresso222

      Concordo com vc. Quando vi a chamada da matéria na pagina principal, imaginei que a S10 tinha encostado em vendas no Ônix. Ledo engano!

    • Marciomaster

      Verdade, começei a ler achando que estava vendendo como o onix…rsss

    • gabriel8520

      Pra mim a s10 tava a preço do onix, ta sonhar nao custa nada ne?

      • saosao

        kkkkkkkkkk boa!

  • Rapha

    Corrige ai, a versão LT não tem sensor de estacionamento… mas precisaria, sou possuidor de uma.

  • velhomisantropo

    Fan boy de marca de carro 'e fim da linha. Me pergunto se alguem realmente capaz de comprar um carro desses da ouvidos a essa cambada de gente com odio no coracao….

  • JPaulo10

    "A limitação para atividades mais radicais talvez sejam os pneus de uso misto".
    Não seria o contrário?

    • Alex_abade

      Não. Os pneus de uso misto são aqueles clássicos "faço de tudo, mas não faço nada bem". Eles são pra barro e asfalto, mas acabam dando preferência ao uso no asfalto e tendo pouca aderência no barro (são "mais lisos"). Sendo assim, com pneus para barro ela teria melhor desempenho nas atividades radicais.

  • Hugo

    Ja Ja tem a Fiat com sua pick up media na faixa dos 90.000 para abocanhar os antigos clientes da S10 e Ranger geração anterior. Não tem tradição, mas esses preços dessas caminhonetes ta de mata

  • Caulazaro

    Os carros da GM estão ficando com o interior com a cara dos chineses :/

  • Morcego2001

    Temos duas Hilux SRV TOP em casa, uma diesel e outra flex ambas 4×4. No final do ano vem a 3ª. Ninguém bate a Toyota em picapes. Já andei em quase todas as outras. Somente a Frontier para concorrer com ela. O resto são picapes de posto de gasolina…

  • CharlesAle

    Eu ficaria com a Ranger a S10,me parece uma picape bem mais resolvida em todos os itens….

  • gabriel8520

    Sei la cara, acho que hj em dia as pessoas comprar um carro de 135k atoa e so usam ele na cidade e acabam nao tirando o maximo de proveito dele no campo ou em lamas, a maioria das pessoas so compram esses carros alto como SUV e Picape numa tentativa de impor respeito

  • Adriano_Silva

    É um bom produto, robusta e confortável, mas não me transmite a solidez da Ranger, Hylux ou da Frontier.

  • wil

    Ja que você entende de Hilux,me fala sobre a bronzina do comando balanceador do motor que solta,na versâo diesel.

  • jb oliveira

    muito cara todas elas, e nem freios a disco na traseira tem por esse valor a new action vem por 100 pilas tem freios a disco nas 4 rodas e tudo mais , imagine o lucro que se tem ford, gm, vw, toyota e etc.

  • paranito

    Bebe um bocado <img src="http://ow.ly/kWJjD&quot; alt="." width="1" height="1">

  • Jean

    prefiro uma RAM 2500 semi nova!

  • Diggo

    As outras montadoras são muito incompetentes. Frontier, Triton e Ranger não têm versões flex abaixo de R$100mil automáticas.
    A Ranger, linda e moderna, por exemplo, não tem uma central multimídia competente como a GM fez. É uma pena eu não compraria a S-10, mas vejo que ela tem alguns atributos a mais que a outras.

  • Thiago_NCO

    Meu Bom Jesus Amado, essa frente me lembra o Agile!!!
    A GM tem hoje a pior equipe de design dentre as "4 grandes", as francesas, as japas e as coreanas.
    Cruz Credo!!!

  • Douglas Aranda

    Eu teria uma S10, mas é muito caro! Meu sonho é ter uma SUV ou Caminhonete Cabine Dupla à diesel, mas aqui no Brasilzão? Não dá, simplesmente não. O máximo que consigo comprar é uma Tracker antiga ou uma Pajero Sport também antiga. Eu fico puto com essas coisas, pois sou um entusiasta de motores com alto torque!

  • marcos

    pessoal reclama do preço,mas ninguem ve o preço da LS 4×4.

  • jmjmenezes

    Meu pai comprou uma S10 LTZ Aut. (180cv) em junho e agora com 1700 Km apresentou um superaquecimento do motor. Ligamos para "Road Service" que chegou rápido e levou o carro logo para a autorizada. Foi constado que havia entrado óleo do sistema de arrefecimento, mas não tinha sinais de água no óleo. O óleo estava abaixo do mínimo. Ainda não bateram o martelo com o laudo final. É a quarta pick-up GM que ele possui, atualmente tem uma D-20 para o serviço pesado de entrega de mercadorias de um sitio e a S10 para lazer e cobrir as faltas da D20. Dessa forma o carro não foi forçado e nem chegou a ser utilizado o 4×4 ainda. Alguém já passou ou soube de algum caso parecido?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend