Chevrolet Linha 2018 SUVs

Chevrolet Trailblazer 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

chevrolet-trailblazer-2018-diesel-1 Chevrolet Trailblazer 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

O Chevrolet Trailblazer 2018 está presente no mercado brasileiro há poucos anos, substituindo a lendária Blazer, que surgiu por aqui nos anos 90. Com preços entre R$ 173.990 e R$ 205.990, o SUV não seguiu a regra de seus principais rivais, como o Toyota SW4 e o Mitsubishi Pajero, não adotando versões mais simples que a topo de linha, como fez também sua irmã, a picape S10.



A GM decidiu que apenas a versão LTZ seria suficiente para atender os consumidores comuns, mas – embora não tenha tornado oficial – desenvolveu também uma variante para emprego em frotas policiais, inclusive com unidades sendo preparadas para obter maior performance na polícia civil de São Paulo.

Em 1982, a GM lançou nos EUA um utilitário esportivo nascido com porte compacto (para o padrão americano) e derivado da picape S-10, recentemente lançada. Além dos EUA e Canadá, apenas a Venezuela produziu o modelo. Equipado com motor de quatro ou seis cilindros em V, o primeiro Chevrolet Blazer tinha desde um motor 1.9 da Isuzu até o conhecido Vortec 4.3. O SUV existia em duas configurações de carroceria, uma curta com duas portas e outra longa com quatro. Na GMC, o modelo era chamado S-15 Jimmy, que mudou para apenas Jimmy em 1992.

Em 1995, a GM lançou a segunda geração da Blazer, mas agora como um modelo global. Essa segunda geração é importante pelo fato de ter o modelo sido vendido em diversos países do mundo e sob várias marcas. Além dos GMC Jimmy, foi vendido como Opel Blazer e Chevrolet Trailblazer, mas nesse caso em uma atualização entre 1999 e 2001. Aqui no Brasil, o modelo recebeu um design exclusivo e logo virou sensação, visto que a rival Ford Explorer era importada. Sendo fabricado em São José dos Campos-SP, o SUV dominou o segmento por muitos anos até a ascensão da Toyota SW4.

No Brasil, a Chevrolet Blazer ganhou contornos mais suaves e harmônicos que o modelo americano, além de ser vendido apenas com quatro portas. Sua motorização de entrada era um 2.2 de quatro cilindros e injeção monoponto, oriundo do Vectra. Com 106 cv, era considerado fraco para as pretensões do modelo. Junto com ele veio o potente V6 4.3 Vortec de 180 cv com câmbio manual de cinco marchas ou automático com quatro. Havia opção de tração 4×2 ou 4×4 e a versão DLX Executive era a mais desejada, tendo elementos dourados e a famosa cor verde.

Pouco tempo depois, ainda nos anos 90, o Chevrolet Blazer ganhou um motor diesel 2.5, que entregava somente 95 cv. No entanto, este se mostrou fraco e em 1998, foi substituído pelo MWM Sprint 2.8 de 132 cv, que com o passar dos anos alcançou 140 cv. O 2.2 logo passou a ser 2.4 e ganhou muito mais cavalos. Já o Vortec 4.3 ampliou a potência para 192 cv. Por 15 anos, o modelo foi produzido com facelifts e essa variação de motores, até a chegada da segunda geração (no Brasil).

Nos EUA, no entanto, o Chevrolet Blazer virou Trailblazer em 1999. Era essencialmente o mesmo carro, mas com um pesado facelift. Era bem próximo do modelo brasileiro, mas durou apenas dois anos, quando nasceu uma nova geração, maior e mais robusta, oferecendo opção de entre-eixos (e tamanho) maior.

Foi vendido até como Saab 9-7x e Isuzu Ascender. Esse Trailblazer americano tinha motor seis em linha 4.2, além de duas opções de V8, sendo um 5.3 e outro 6.0. Seu porte já não era mais médio. Em 2009 saiu de linha para ser ressuscitado como um modelo brasileiro e global três anos depois.

A nova geração chegou em 2012, trazendo um visual bem mais moderno e uma proposta igualmente global, tendo gerado um equivalente da Isuzu, chamado MU-X, bem como a versão internacional, exatamente igual, renomeada Colorado 7. Aqui, a GM introduziu nela apenas dois motores: V6 3.6 de 239 cv, inicialmente sem injeção direta, e um diesel 2.8 CDTI, Duramax. No exterior, ainda existe um motor diesel menor, um 2.5 litros de 150 cv. Aqui, o 2.8 tem 200 cv, enquanto no exterior não passa de 180 cv. Agora V6 3.6 SIDI oferece 277 cv no Brasil.

Este era feito pela MWM em Caixas do Sul-RS, mas a empresa brasileira decidiu fechar aquela planta e a produção passou a ser feita pela própria GM. Também o Trailblazer recebeu apenas transmissão automática de seis marchas. Mas, o nome do modelo sempre esteve associado com a da Blazer, mas este retornará. Não no Brasil.

Da mesma forma que o Trailblazer americano teve seu porte reduzido, o Equinox também. No entanto, o lugar das duas gerações deste último ficou vago, mas será preenchido em 2018 pelo novo Chevrolet Blazer, que utiliza monobloco e assume um proposta mais asfáltica. Este não chegará ao mercado brasileiro.

chevrolet-trailblazer-2018-diesel-6 Chevrolet Trailblazer 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Chevrolet Trailblazer 2018 – detalhes

O Chevrolet Trailblazer 2018 é oferecido apenas na versão LTZ, embora este seja equivalente ao da Chevrolet S10 High Country 2018. Na frente, os faróis vem com LEDs diurnos e o para-choque arredondado e aerodinâmico. Bem requintada, a grade dupla cromada dá um ar de ostentação ao modelo. Há cromados em toda parte, com maçanetas, barras no teto, lanternas traseiras de LED, tampa do porta-malas e retrovisores, entre outros, adornados com esse acabamento. As rodas de liga leve aro 18 polegadas são vistosas e diamantadas.

Por dentro, o ambiente é bem moderno e luxuoso no Chevrolet Trailblazer 2018. Instrumentação e sistemas de ar-condicionado e funções diversas são bem acabados, assim como as portas. Os difusores de ar metalizados e o acabamento soft touch também contribuem. O volante antigo depõe contra o habitáculo rejuvenescido, embora a ergonomia geral seja muito boa.

Nas duas, o ar-condicionado tem ajuste de velocidade e difusores fixados no teto. O acabamento é em couro marrom, tendo o banco do motorista ajuste elétrico e a segunda fileira com ajustes de inclinação e rebatimento para acesso fácil à terceira fileira, que tem encostos retráteis. O espaço geral continua bom e todo o ambiente é protegido com airbags de cortina, além de laterais e frontais. Cintos completos e Isofix igualmente estão por lá.

Outro destaque do Chevrolet Trailblazer 2018 é a multimídia MyLink 2, que tem projeção de smartphones Car Play e Android Auto, o que é muito bom para aumentar a conectividade a bordo. Ela vem ainda com OnStar no display de 8 polegadas sensível ao toque, além dos botões tradicionais no espelho interno. O navegador GPS é bom e agora tem mapa 3D. Comandos de voz facilitam a operação da multimídia.

Alerta de colisão e mudança de faixa se juntam ao alerta de movimentação traseira e ao aviso de ponto cego. O primeiro indica a aproximação de um veículo, ciclista ou pedestre durante uma manobra de estacionamento, garantindo maior segurança. Já o segundo avisa de objetos que estejam próximos demais do veículo e fora do campo visual. A câmera de ré e o sensor de estacionamento dianteiro também ajudam muito nas manobras do Chevrolet Trailblazer 2018.

O porta-malas tem espaço reduzido com sete ocupantes. São apenas 205 litros, suficientes apenas para pequenas sacolas de compras. Mas, a terceira fileira é facilmente rebatível e integrada ao assoalho, permitindo assim que se crie uma plataforma plana para bagagens e outros objetivos, além do rebatimento da segunda fileira, que amplia ainda mais o volume interno disponível.

Ruim é a tampa do porta-malas não ter abertura elétrica. Ela é um pouco pesada. De qualquer forma, o Chevrolet Trailblazer 2018 é feito para levar a família e bagagem, além de ser muito boa para receber engate de trailer (há assistente de reboque para isso) ou bagageiro fechado no teto, apesar da altura. Apenas o Equinox 2018 tem abertura elétrica da tampa do bagageiro com nivelador.

chevrolet-trailblazer-2018-diesel-10 Chevrolet Trailblazer 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Chevrolet Trailblazer 2018 – novidades

O Chevrolet Trailblazer 2018 recebeu como novidades, melhorias na motorização turbodiesel, com foco na redução do consumo de combustível e na diminuição dos níveis de vibração e ruído. Com isso, ele ficou ligeiramente mais rápido na aceleração de 0 a 100 km/h.

A tecnologia CPA (Centrifugal Pendulum Absorber) otimiza o acoplamento da transmissão em rotações mais baixas, dando a sensação de melhor aceleração, retomada de velocidade e menor consumo de combustível, fazendo o veículo responder mais prontamente aos comandos do acelerador.

Além disso, o Chevrolet Trailblazer 2018 recebeu mais alterações, desta vez tanto no propulsor quanto na transmissão automática de seis marchas, que agora contam com uma nova calibração e um novo sistema de gerenciamento elétrico. As modificações melhoram de 15% a eficiência energética.

Com isso, o Chevrolet Trailblazer 2018 agora faz 8,4 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada. Outra melhoria é a autonomia elevada para 800 km, o que equivale a 106 km a mais a cada abastecimento completo. De 0 a 100 km/h em 10,4 segundos, o desempenho teve uma melhora de 0,2 s na aceleração e a velocidade máxima é de 180 km/h (limitada).

Além disso, o Chevrolet Trailblazer 2018 passa a contar com um novo padrão de logotipos com o nome do veículo na parte inferior das portas e na esquerda da tampa do porta-malas, enquanto o nome da versão de acabamento fica no lado direito da peça. Além das cores já conhecidas, o SUV passa a adotar o Vermelho Edible Berries.

Chevrolet Trailblazer 2018 – versões

  • Chevrolet Trailblazer LTZ 3.6 V6
  • Chevrolet Trailblazer LTZ 2.8 CDTI

chevrolet-trailblazer-2018-diesel-11 Chevrolet Trailblazer 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Chevrolet Trailblazer 2018 – equipamentos

Chevrolet Trailblazer LTZ 3.6 SIDI 2018 – Motor V6 3.6 de 277 cv e transmissão automática de seis velocidades, tração 4×4 com reduzida, mais ar-condicionado automático, direção elétrica, vidros elétricos nas quatro portas, travamento elétrico nas quatro portas, retrovisores com ajustes e rebatimento elétrico, faróis com ajuste de altura e LEDs diurnos, grade cromada, detalhes cromados exteriores, rodas de liga leve aro 18 polegadas diamantadas, pneus 265/60 R18, escape cromado, lanternas em LED, retrovisores cromados com repetidores de direção, barras longitudinais no teto, bancos com revestimento em couro, banco do motorista com ajustes elétricos, banco traseiro bipartido e ajustável longitudinalmente, porta-copos no painel, chave eletrônica com partida remota, botão de partida, volante multifuncional com acabamento em couro, ajuste da coluna de direção em altura, porta-luvas iluminado, luzes de leitura, alças no teto, alças nas colunas A e B, estribos laterais, para-barro, alavanca de câmbio em couro e cromo, painel de instrumentos com computador de bordo, detalhes cromados e em cinza no acabamento interno, maçanetas cromadas, retrovisor eletrocrômico, comandos do OnStar no teto, porta-óculos, tapetes em tecido e borracha, multimídia MyLink, tela sensível ao toque de 8 polegadas, câmera de ré, navegador GPS com mapas em 2D ou 3D, sistema OnStar Exclusive na tela da multimídia, Google Android Auto com navegadores Waze e Maps, Apple Car Play, comandos de voz, conexão Bluetooth, entradas USB e auxiliar, tomadas de 12V, acendedor de cigarros, apoio de braço central nos bancos dianteiros e traseiro (com porta-copos), alarme, alerta de colisão visual e sonoro com ajuste de distância, aviso de invasão de faixa de rolamento com alerta visual e sonoro, alerta de movimentação traseira,  aviso de ponto cego, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, freios ABS com EDB, controle de estabilidade, controle de estabilidade com reboque, controle de tração, controle de descida, assistente de partida em rampa, Isofix, bloqueio eletrônico do diferencial, tração 4×2/4×4/4×4 com reduzida, freios a disco nas quatro rodas, airbag duplo frontal, airbags laterais, airbags de cortina, cintos de três pontos para todos, apoios de cabeça para todos, difusores de ar condicionado para segunda e terceira fileira, lavador e limpador do vidro traseiro com desembaçador, luzes de neblina, faróis de neblina, luz auxiliar de freio, proteção na base das portas e para-choques, antena no teto, detalhes internos em preto brilhante, material soft touch nos revestimentos, porta-objetos diversos, controle de cruzeiro, entre outros.

Chevrolet Trailblazer LTZ 2.8 CDTI 2018 – Motor diesel 2.8 com 200 cv, mais os itens acima.

Chevrolet Trailblazer 2018 – preços

  • Chevrolet Trailblazer LTZ 3.6 V6: R$ 173.990
  • Chevrolet Trailblazer LTZ 2.8 CDTI: R$ 205.990

chevrolet-trailblazer-2018-diesel-12 Chevrolet Trailblazer 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Chevrolet Trailblazer 2018 – motor

O motor V6 3.6 SIDI faz parte da linha High Feature da GM e evoluiu desde que chegou nesta nova geração do Chevrolet Trailblazer, entregando inicialmente 239 cv e agora 277 cv, graças à introdução da injeção direta de combustível, sempre com gasolina. O propulsor tem torque mediano, sendo 35,7 kgfm, alcançáveis em rotação mais baixa através de motores 2.0 Turbo, por exemplo.

O outro propulsor é conhecido como Duramax ou 2.8 CDTI, que fornece 200 cv e ótimos 51 kgfm, o maior torque do segmento de picapes médias no Brasil. Maior que isso só a RAM 2500, já classificada como caminhão.

Chevrolet Trailblazer 2018 – desempenho

  • Chevrolet Trailblazer 2.8 2018 – 10,4 segundos e 180 km/h
  • Chevrolet Trailblazer 3.6 2018 – 7,6 segundos e 180 km/h

O Chevrolet Trailblazer 2018 melhorou bastante em termos de performance com a nova calibração do conjunto mecânico. Ao todo, o utilitário esportivo da General Motors recebeu 50 alterações. Direção elétrica, coxins de carroceria, freios maiores, coxins hidráulicos de motor e câmbio (diesel), entre outros, fazem parte das mudanças, que deixaram o utilitário esportivo mais confortável ao dirigir. Outra alteração foi no isolamento acústico, que melhorou sensivelmente.

No Chevrolet Trailblazer 2018, a aerodinâmica foi melhorada, assim como a segurança geral. Mais leve e eficiente em manobras, a direção elétrica atualizada contribui bastante para a condução. A GM também mexeu no sistema elétrico para tornar o veículo mais eficiente em consumo. O veículo ficou mais neutro e estável, mesmo em manobras mais arrojadas, realizadas em um teste fechado num estacionamento. Os pneus agora são de baixa resistência à rolagem.

Os freios ganharam mais força, enquanto a suspensão ficou mais acertada, garantindo segurança e ao mesmo tempo conforto. Para viagens longas, a Chevrolet Trailblazer 2018 continua sendo uma ótima opção para a família, mesmo com boa capacidade off-road. O propulsor 2.8 CDTI garante muita força em baixa, trabalho suave e grande autonomia.

Já a versão V6 3.6 SIDI é mais barata, porém, oferece um desempenho mais esportivo ao modelo, funcionando bem cheio e tendo respostas mais vigorosas ao acelerador. O propulsor tem injeção direta, mas isso não o fará um rival da versão diesel. Ainda assim, a GM diz que as mudanças resultaram em redução do consumo em 3,4%.

Com mudanças importantes, o Chevrolet Trailblazer 2018 – assim como a Chevrolet S10 2018 – apresentam ausência de alguns itens, entre eles coluna de direção regulável em profundida, bem como apresenta volante antigo e a falta de ajuste longitudinal da segunda fileira, que poderia ampliar o espaço para pernas na terceira fileira.

Controle de cruzeiro adaptativo, correção de direção em mudança de faixa involuntária ou abertura elétrica do porta-malas, por exemplo, fazem falta. Mas, ainda assim, o Chevrolet Trailblazer 2018 é considerável pelo que custo-benefício.

chevrolet-trailblazer-2018-diesel-7 Chevrolet Trailblazer 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Chevrolet Trailblazer 2018 – consumo

Cidade

  • Chevrolet Trailblazer 2.8 2018 – 8,4 km/litro na gasolina
  • Chevrolet Trailblazer 3.6 2018 – 6,6 km/litro na gasolina

Estrada

  • Chevrolet Trailblazer 2.8 2018 – 10,5 km/litro na gasolina
  • Chevrolet Trailblazer 3.6 2018 – 8,6 km/litro na gasolina

Chevrolet Trailblazer 2018 – manutenção e revisão

Revisão

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 3.6

Preços 2.8

10.000 km

R$ 356

R$ 360

20.000 km

R$ 936

R$ 924

30.000 km

R$ 704

R$ 1.204

40.000 km

R$ 936

R$ 924

50.000 km

R$ 668

R$ 656

60.000 km

R$ 976

R$ 1.496

Chevrolet Trailblazer 2018 – ficha técnica

Motor

2.8 CDTI

3.6 V6 SIDI

Tipo

Dianteiro longitudinal, Turbo Diesel

Dianteiro longitudinal e Gasolina

Número de cilindros

4 em linha

6 em V

Cilindrada em cm3

2776

1984

Válvulas

16

24

Taxa de compressão

16,5:1

11,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Diesel: 200 cv @ 3600 rpm

Gasolina: 277 cv @ 6400 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Diesel: 51,0 kgfm @ 2000 rpm

Gasolina: 35,7 kgfm @ 3700 rpm

Transmissão

Tipo

Automática 6 marchas

Automática 6 marchas

Freios

Tipo

Disco ventilado / Disco

Disco ventilado / Disco

Direção

Tipo

Elétrica

Elétrica

Suspensão

Dianteira

Independente com braços sobrepostos e barra estabilizadora

Independente com braços sobrepostos e barra estabilizadora

Traseira

Eixo rígido

Eixo rígido

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 18 polegadas

Liga Leve aro 18 polegadas

Pneus

265/55 R16

265/60 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)

4887

4887

Largura sem retrovisores (mm)

1902

1902

Altura (mm)

1844

1844

Distância entre os eixos (mm)

2845

2845

Capacidades

Porta-malas (litros)

205

205

Tanque (litros)

76

76

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

589

614

Peso em ordem de marcha (kg)

2161

2106

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

ND

ND

Chevrolet Trailblazer 2018 – fotos

5.0

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend