China Mercado SUVs

Chinesa NIO promete ser uma marca global, mas crescerá com cautela

Chinesa NIO promete ser uma marca global, mas crescerá com cautela

Considerada a “Tesla chinesa”, a marca NIO promete ser global, mas fará isso de forma cautelosa. É o que promete o CEO William Li, em entrevista para o site Automotive News Europe. O executivo revelou os planos da startup, que tem parceria com a JAC Motors para produção de veículos na China.


De olho nos principais mercados do mundo, Li se mostra se mostra cauteloso, mesmo tendo que reportar bons desempenhos após abrir as ações da companhia na Bolsa de Nova Iorque. A estrategia atual de dois SUVs deverá ser ampliada com produtos como um sedã de luxo e um hiperesportivo, que já bateu recorde.

Chinesa NIO promete ser uma marca global, mas crescerá com cautela

O EP9 é um hipercarro que bateu recorde de Nürburgring há dois anos e apenas recentemente o Volkswagen ID.R conseguiu derruba-lo. Com isso, William Li demonstra que os carros elétricos da NIO tem tecnologia suficiente para peitar os principais players do mercado.


Já com os pés se firmando nos EUA, a NIO quer entrar na Europa, mas não como uma grande marca, apostando na imagem de startup para vender seus utilitários esportivos. Li observa que a empresa é pequena e limitada em recursos, por isso precisa ser extremamente rentável para poder apostar em outros segmentos.

A NIO tem 200 pessoas trabalhando em Munique, Alemanha. O foco da empresa será inicialmente os SUVs ES6 e ES8, mas Li observa que são carros caros.

Só o modelo maior, de sete lugares, custa em torno de US$ 75.000, correspondente em valor ao Tesla Model X, por exemplo. Sobre o sedã ET, Li diz que foi para mostrar o estilo do carro, mas a decisão de produção ainda não foi tomada, embora garanta que isso irá acontecer.

Chinesa NIO promete ser uma marca global, mas crescerá com cautela

Li também diz que a NIO, como startup, precisa se mover mais rápido que os grandes fabricantes, porque estes possuem dinheiro e estrutura. Então, a saída é focar numa experiência do usuário e digital, conforme aponta o executivo.

Ele sustenta que seu modelo de negócio é bem diferente do tradicionalmente feito pelas marcas chinesas e acredita que isso será o diferencial no futuro: foco total no cliente de forma digital.

[Fonte: Auto News Europe]

Chinesa NIO promete ser uma marca global, mas crescerá com cautela
Nota média 3.8 de 4 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Rbs

    Concorrência é sempre bom em todos os sentidos.

  • Cromo

    Gostei do nome do sedã: ET.

    • Faenello , Juliano

      ET, minha casa! kkk

  • El Gato!

    A primeira foto me remeteu à atual linha de design da Citroen. Fiquei surpreso ao ver que se tratava de um chinês. Muito bom.

  • 🇭 🇺 🇬 🇴

    Gostei do design dos dois , sucesso a marca.

  • Lucas Ranfer

    carro lindo

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email