Segurança

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos

Cinto de segurança para cachorro:

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos


Quando a lei diz que todos os ocupantes do veículo devem estar com cinto de segurança, ela não só se enquadra para o motorista e passageiro, o seu animal de estimação precisa utilizar o equipamento para a proteção de todos.

Não é difícil flagrar condutores transportando cachorro ou gato livremente no interior do carro, sem nenhuma proteção. Ainda há aqueles que permitem que a cabeça fique para fora da janela. Podendo causar um acidente gravíssimo.

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos


O alemão Centro de Tecnologia Allianz (AZT) mostrou isso, na prática. Eles utilizaram alguns cães de pelúcia com tamanhos e peso similares aos animais reais.

Assim como um passageiro pode aumentar em 50 vezes o peso se for arremessado durante uma colisão, com o cachorro não é diferente. Em uma colisão a 40 km/h, ele pode ser arremessado pesando 40 vezes mais.

No caso de um pastor alemão com peso de 35 quilos, no momento de uma freada brusca, o animal, que é de porte grande, pode atingir os outros ocupantes com força de incríveis 1,4 toneladas.

As pelúcias apelidadas de Max e Bobby foram submetidas a testes com um veículo de verdade para analisar o que acontece quando estão sem proteção. Max, o cachorro maior, atravessou o interior e se chocou no painel durante uma batida na parede. Bobby, com tamanho menor, conseguiu permanecer no banco de trás.

Confira o vídeo abaixo:

Uma pesquisa interessante apresentada pela Associação Automobilística Americana (AAA) e a Kurgo, companhia especialista em produtos de segurança para cães, mostrou que a distração mais comum é aquela onde os cachorros fazem com que seus donos tirem as mãos do volante para fazer carinho.

Os próprios entrevistados da pesquisa confirmaram a prática. 52% disseram que já desviaram a atenção durante o tráfego para cuidar ou fazer carinho em seu bichinho.

Já 19% afirmaram que tiraram as mãos do volante para impedir que o animal saísse do banco traseiro para ir em direção ao dianteiro.

Qual a punição para o condutor que transporta cachorro sem segurança no carro?

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos

De acordo com o artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transportar animais dentro do automóvel sem proteção é considerado infração média com multa no valor de R$ 130,16 e mais quatro pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Já viu motorista levando cachorro ou outro animal na parte externa do carro? Outra situação comum e muito arriscada. A lei estabelece para quem comete essa infração grave penalização ainda mais severa. Se for flagrado, o cidadão poderá receber multa no valor de R$ 195,23 e cinco pontos na CNH.

Além de ser autuado, o proprietário do carro só poderá prosseguir viagem após colocar o cãozinho corretamente e protegido dentro do automóvel.

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos

A lei brasileira ainda não determina a quantidade correta de animais que podem ser transportados, em vista disso, vai pela consciência do próprio condutor.

Carregar dois cachorros não há problema, se estiverem devidamente protegidos, se passar de três o risco de acidente pode ser grande.

Lembrando que ele não deve em hipótese alguma atrapalhar o motorista durante a direção. Se houver alguma pessoa no banco traseiro para acompanhá-lo é o melhor a se fazer.

Modelos de cinto de segurança para transportar o cachorro no carro

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos

Se adulto e criança precisam estar dentro do veículo devidamente protegidos com os equipamentos de segurança, com o cãozinho não é diferente. Por isso, existe uma diversidade de produtos para a proteção deles para os passeios e viagens de carro.

Além do cinto, que abordaremos aqui, já mostramos alguns itens em outra reportagem do Notícias Automotivas como: o transporte na caixinha e o transporte no assento.

Contudo, é normal que o seu cão não se adapte a alguns desses equipamentos e, em vista disso, o ideal é encontrar uma outra maneira dele se manter calmo e confortável dentro do veículo.

Para você que deseja testar outro método, poderá utilizar o cinto de segurança para cachorro. Os mais comuns são: o próprio cinto ou o peitoral; também é possível adquirir ambos.

A primeira opção (cinto) contém duas pontas, de um lado a peça que será encaixada na trava de cinto do banco e a outra onde irá à coleira. Esse dispositivo permite que o cão fique em pé durante as viagens.

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos

Na internet ele é comercializado em diversas cores e tamanhos, custando de R$ 11 até R$ 60. Eles também podem ser adquiridos em lojas físicas especializadas.

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos

A segunda opção, conhecida como peitoral, além de proteger, evita que o bicho de estimação se machuque durante uma freada brusca. O equipamento de segurança vai entre o peito e a barriga. Aqui ele também possibilita que o cachorro fique em pé, mas sem o risco de escapar.

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos

Dependendo do modelo, a parte em que fica no peitoral, é acolchoado para amortecer o impacto. Para utilizá-lo também é necessário prender a “presilha” na trava do cinto de segurança do carro.

Por permitir mais proteção, ele costuma ser mais caro, encontramos diversos à venda na internet custando entre R$ 60 a R$ 150.

Antes de adquirir, não deixe de verificar as medidas ideais, se ele se ajusta bem ao corpo do animal e analise se não há o risco de soltura ou de machucá-lo.

Atenção, jamais prenda o cinto de segurança na coleira de pescoço do seu cãozinho, isso pode machucar o seu bichinho e estrangular em casos de movimentos bruscos. O recomendado é olhar sempre as recomendações do fabricante, busque por marcas de confiança e em casos de dúvidas, procure orientação de um veterinário.

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos

Um animal ao lado do condutor pode gerar muitas distrações e até mesmo causar um acidente. Nunca o coloque no banco dianteiro, deixe-o sempre no do passageiro traseiro e devidamente protegido.

Como mencionamos anteriormente, a cabeça para fora é um grande risco, por essa razão, abra o vidro o suficiente para que ele não fique sufocado dentro do veículo. Outra opção é ligar o ar condicionado.

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos

Alguns cães podem estranhar no início os passeios de carro. Tente aos poucos e com paciência fazer pequenos percursos, procure usar técnicas para associar o carro a algo legal. Com o tempo ele começará a viajar com mais tranquilidade.

Confira a matéria como transportar cachorro no carro?, onde apresentamos alguns macetes para transportá-lo com segurança e dicas essenciais para ele começar a viajar sem passar mal ou ficar nervoso.

Cinto de segurança para cachorro: veja os modelos
Nota média 5 de 2 votos

  • Fsantana09

    Por aqui é comum ver o próprio motorista dirigindo com o cachorro no colo e com a cabeça do bichano para fora. Muita irresponsabilidade.

    • João Senff

      E muitas vezes o dono sem o cinto

  • Eduardo Campos

    Absolutamente nenhum tipo de cinto à venda no Brasil é seguro.
    Recomendo, aos q podem, adquirir da marca Sleepypod, que é a única (na época q pesquisei) no mundo que faz os crash tests devidos, com certificação independente do Center for Pets Safety.

  • Elver

    Olá Notícias Automotivas.

    Me perdoe entrar na conversa, mas discordo do que publicaram. Diferente do que falaram, nosso CTB não é claro quanto à infração relativa ao transporte de animais.
    Única referência clara que fazem é o artigo que citaram, o 252, contudo ele faz menção apenas de dirigir com animal no colo:

    “Capítulo XV – DAS INFRAÇÕES

    Art. 252

    Dirigir o veículo:

    II – transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas”

    Não faz mais nenhuma menção ao como transportar animais ou a utilização de cintos para eles.

    O que pode haver é interpretação, e apenas quem pode fazer a interpretação das leis são os juízes, fora isso é o que está escrito no papel.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email