Citroen Crossovers Linha 2018

Citroen Aircross 2018: fotos, versões, motor, equipamentos, detalhes

citroen-c3-aircross-eat6-NA-3 Citroen Aircross 2018: fotos, versões, motor, equipamentos, detalhes

O Citroen Aircross 2018 chega ao mercado com novidades, entre elas a introdução do câmbio automático de seis marchas, que finalmente está disponível. Além dele, a marca parisiense acabou com o velho motor 1.5 8V, que era derivado do mais antigo 1.4 8V, da época do lançamento do C3 no Brasil. Com preços a partir de R$ 63.990, o crossover vem também com uma versão exclusiva para vendas online chamada St@rt, que custa R$ 52.690, pois ainda porta o velho 1.5 e faz parte da linha 2017. Então, não está listado nesta matéria.



A origem do Citroen Aircross remonta à minivan C3 Picasso, que foi lançada na Europa em fins de 2008. Rapidamente o modelo migrou ao Brasil. Medindo 4,07 m de comprimento e 2,54 m de entre-eixos, o monovolume começou a ser feito em Trnava, Eslováquia, sendo posteriormente produzido em Porto Real-RJ. A versão europeia diferia da brasileira em aspecto de estilo externo e interno (com painel central e digital), assim como na mecânica.

Na Europa, o C3 Picasso chamava atenção bom volume interno e porta-malas de 403 litros, embora fosse um carro bem pequeno. Por lá, surgiram diversas séries especiais e teve motores Puretech 1.2, VTi 1.4 e 1.6 com gasolina, além de diesel 1.6 HDI. Por aqui, a minivan adotou o painel do C3 e tinha mecânica centrada no motor 1.6 16V VTi.

Em 2010, a Citroen sentiu a necessidade de criar algo novo sobre o C3 Picasso, que não tinha vendas expressivas. Por isso, desenvolveu no Brasil o C3 Aircross, uma versão aventureira do monovolume. Apêndices estéticos, alteração de suspensão, estepe na tampa do bagageiro, barras no teto, proteções adicionais, entre outros, foram introduzidas. A marca sempre reforçou que se tratava de um SUV, mas nunca passou de uma minivan aventureira.

Porém, em 2016, o Citroen Aircross ressurgiu com importantes alterações de estilo e proposta, matando de vez o C3 Picasso e o nome C3 em sua própria designação, tornando-se independente do monovolume que o originou. Para a marca foi o pulo do gato para boas vendas. Logo surgiram séries especiais, sendo a Atacama a mais famosa. A empresa chegou a desenvolver um conceito bem radical para o Salão do Automóvel 2014.

Mas, atualmente, o Citroen Aircross 2018 se mantém numa faixa de preço longe de brigar com os SUVs compactos de verdade. A resposta do duplo chevron seria o recente Citroen C3 Aircross 2018 europeu, que é derivado do Novo C3, ambos compartilhando a mesma plataforma PF1 da geração anterior de C3/Aircross. Com estilo realmente de SUV, apesar da mesma base, praticamente é outro carro.

O Citroen C3 Aircross 2018 sem dúvida tem apelo mais off road e é até maior, medindo 4,15 m de comprimento e 2,60 m de entre-eixos, tendo um porta-malas de 410 litros. Aqui, um modelo como esse faria um sucesso maior que o velho Aircross e mais, ambos poderiam conviver. A nova geração poderia chegar com motor 1.2 Puretech Turbo com algo entre 110 e 130 cv, além de câmbio automático de seis marchas e Grip Control.

Aqui, ainda não se sabe o que acontecerá com ele, mas é provável que surja um modelo dedicado aos mercados emergentes, podendo até ser maior. O C4 Cactus está chegando e já foi visto sem camuflagem em gravações nos EUA. O modelo deve assumir uma posição acima do Aircross 2018, ficando este para a próxima geração, que assim seria de porte médio.

citroen-c3-aircross-eat6-NA-5 Citroen Aircross 2018: fotos, versões, motor, equipamentos, detalhes

Citroen Aircross 2018 – detalhes

O Citroen Aircross 2018 já tem um aspecto cansado, mesmo após o facelift de 2016. O monovolume convertido em crossover, ficou mais focado em sua proposta, mas ainda está longe de ser um SUV compacto de fato, algo que o irmão europeu satisfaz completamente.

No que atualmente é oferecido, a grade do duplo chevron casou bem com a atualização. O conjunto ótico tem projetor único e belo acabamento em preto brilhante com detalhe cinza. LEDs diurnos agora são de série, exceto na versão online St@rt, além de saias de rodas protegidas por capas pretas e uma quase soleira lateral reforçam a suposta aptidão do modelo para o fora de estrada.

O para-choque vem com faróis de neblina, enquanto as rodas de liga leve aro 16 polegadas tem bom acabamento em cinza brilhante e são calçadas com pneus verdes 195/55 R16. Os arcos nas colunas A viram barras longitudinais no teto e são pintados em cinza brilhante. Retrovisores e maçanetas são pretos. O para-choque foi redesenhado para a retirada do estepe, mas este é presente ainda nas versões Feel e Shine. Com máscara negra, as lanternas traseiras continuam em suas posições originais.

bem estampado e cromado no local do estepe, o nome Aircross chama atenção. O retângulo com o logotipo da marca e a placa também atraem olhares. No para-choque ainda ficam luzes de ré e neblina. Após a atualização, ele agora tem 4,07 m de comprimento sem o estepe e 4,30 com o pneu extra.

Por dentro, o painel chama atenção pelo conjunto tem difusores de ar circulares com molduras quadradas e de tonalidade prateada. A multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque e com Car Play e MirrorLink, fica ao centro. Uma moldura horizontal em cor cinza atravessa todo o conjunto. Entradas USB e auxiliar, além de tomada 12V, ficam em separado. O volante preto vem com comandos de áudio e telefonia na coluna de direção, ajustável em altura e profundidade.

O ar-condicionado é manual, enquanto o porta-luvas é generoso. O cluster tem instrumentos com bom aspecto, mas a lente ofusca a visão durante o dia, tendo velocímetro, conta-giros e computador de bordo com nível de combustível, essencialmente. O grafismo com desenho clean e uma bússola estilizada também é outro destaque. O ambiente é dominado por muitos porta-copos e objetos. boa também é a área envidraçada, mas os retrovisores são pequenos e limitam a visibilidade traseira.

Enquanto o espaço para pernas atrás é apenas razoável, na frente, a posição de dirigir é elevada e confortável. Há apoio de braço para o condutor e passageiro apenas na versão Shine. Bipartido e com cinto de segurança central de 3 pontos, o banco traseiro pode ter um terceiro apoio de cabeça. De modo geral, a ergonomia é razoável.

A altura do assoalho até o teto cria um vão muito bom para acesso dianteiro e também traseiro. O Citroen Aircross 2018 têm grande ângulo de abertura das portas, além de porta-malas com 403 litros, podendo chegar a 1.500 litros se o banco traseiro for rebatido. O estepe permanece à esquerda da tampa do porta-malas. Nas versões St@rt e Live, o estepe posiciona-se dentro do carro, na parte inferior do porta-malas.

citroen-aircross-2016-NA-22 Citroen Aircross 2018: fotos, versões, motor, equipamentos, detalhes

Citroen Aircross 2018 – novidades

O Citroen Aircross 2018 chega com novo câmbio automático de seis marchas, batizado de EAT6. Com conversor de torque dotado de sistema de inércia reduzida, possui gerenciamento eletrônico e hidráulico, reduzindo assim as perdas nas mudanças e permitindo trocas de marchas mais rápidas e suaves.

Com foco no conforto, a caixa traz os modos Drive (até 7% de economia), Sport (ênfase na performance), Eco(até 5% de economia na cidade) e Individual, que proporciona mudanças manuais feitas pela alavanca da transmissão. Não há paddle shifts disponíveis.

Seu motor é o 1.6 16V StartFlex com até 118 cv no etanol e 115 cv na gasolina, ambos a 5.750 rpm, além de 16,0 kgfm a 4.750 rpm, disponível com qualquer dos combustíveis. Com rotações mais baixas, graças também à sexta mais longa, o novo câmbio permite ao Citroen Aircross 2018 ter mais conforto e redução no consumo, com uma média de economia de 7%.

Outra novidade é a multimídia com tela de 7 polegadas e Car Play para a linha 2018. O Citroen Aircross perde o motor 1.5 8V, mas ganha a cor Dark Carmin.

Citroen Aircross 2018 – versões

  • Citroen Aircross Live MT5
  • Citroen Aircross Live EAT6
  • Citroen Aircross Shine EAT6
  • Citroen Aircross Feel EAT6 (PCD)

citroen-aircross-2016-NA-17 Citroen Aircross 2018: fotos, versões, motor, equipamentos, detalhes

Citroen Aircross 2018 – equipamentos

Citroen Aircross Live MT5 – Motor 1.6 Flex com transmissão manual de cinco marchas, mais ar-condicionado, direção elétrica, airbag duplo, freios com ABS e EDB, luzes de alerta em frenagem de emergência, cintos de segurança de 3 pontos para todos e com pré-tensionador, faróis de neblina, alerta de cintos, vidros dianteiros e traseiros elétricos com antiesmagamento, travamento elétrico das quatro portas e durante velocidade, barras de teto longitudinais, banco do motorista com regulagem de altura, 2 apoios de cabeça traseiros, retrovisores externos com ajustes elétricos, LEDs diurnos, rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 195/55 R16, luzes de leitura, tomada de 12V, computador de bordo, comando satélite para rádio, banco traseiro bipartido, porta-malas iluminado, porta-luvas refrigerado, bancos em tecido, manopla do câmbio borracha/cromo, lavador/limpador com desembaçador do vidro traseiro e multimídia com tela de 7 polegadas com Bluetooth, Car Play e Mirror Screen, além de 4 alto falantes e 2 tweeters.

Citroen Aircross Live EAT6 – Itens do Live MT, mais transmissão automática de seis marchas com os modos Drive, Sport, Individual e Eco.

Citroen Aircross Feel EAT6 – Itens do Live EAT6, mais alarme periférico e volumétrico, retrovisores externos em cor grafite, pneus 205/60 R16, controle de cruzeiro e limitador de velocidade.

Citroen Aircross Shine EAT6 – Itens do Feel EAT6, mais estepe traseiro, alarmes/travas/vidros com comando na chave, aviso de estepe destravado, ar-condicionado digital, câmera de ré, apoios de braço retráteis dianteiros, 3 apoios de cabeça traseiros, bancos com revestimento em couro e tecido, volante revestido em couro e cromo, sensor de chuva e faróis automáticos.

Citroen Aircross 2018 – preços

  • Citroen Aircross Live MT5 – R$ 63.990
  • Citroen Aircross Live EAT6 – R$ 67.990
  • Citroen Aircross Shine EAT6 – R$ 76.700
  • Citroen Aircross Feel EAT6 – R$ 51.990 (PCD)

citroen-aircross-2016-NA-24 Citroen Aircross 2018: fotos, versões, motor, equipamentos, detalhes

Citroen Aircross 2018 – motor

O Citroen Aircross 2018 agora tem somente uma opção de motor, já que o vetusto e gastão motor 1.5 8V (antigo 1.4) saiu de cena. Assim, o motor 1.6 litro flex passa a ser única escolha ao consumidor brasileiro, pois o motor Puretech 1.2 com 84 cv na gasolina e 90 cv no etanol, não tem força suficiente para mover com desenvoltura o crossover, já que seu torque é limitado.

Assim, o 1.6 16V Flex passa a cumprir a tarefa sozinho. Este recebeu uma atualização para trabalhar de forma mais eficiente, reduzindo atrito e melhorando o consumo. Ele consegue desenvolver 115 cv a gasolina e 118 cv com etanol, ambos a 5.750 rpm e 16,0 kgfm tanto na gasolina quanto no etanol, ambos a 4.750 rpm.

O câmbio automático de seis marchas EAT6 é opcional no francês, oferecendo os modos Drive, Sport, Eco e Sequencial. Por ora, o Citroen Aircross 2018 deve manter esse propulsor até que um novo carro o substitua, o que deve ocorrer por volta de 2019.

Citroen Aircross 2018 – desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final

  • Citroen Aircross 1.6 MT – 13,0 segundos e 175 km/h
  • Citroen Aircross 1.6 AT – 13,3 segundos e 172 km/h

No Citroen Aircross 2018, a posição de dirigir alta facilita na hora de ajustar espelhos, bancos e volante. A ergonomia é um dos destaques do modelo, que apresenta materiais agradáveis ao toque, deixando o ambiente muito melhor. Antes barulhento, agora do 1.6 16V Flex não se ouve quase nada em acelerações mais bruscas. O motivo é o uso de novos pistões, anéis, bielas e lubrificante menos viscoso, que permite menor contato entre as peças e assim menor ruído.

Com 115 cv a gasolina e 118 cv com etanol, o motor atualizado é suficiente para empurrar sem muita cerimônia o Citroen Aircross 2018, garantindo acelerações lineares na maioria das situações, mesmo em estrada de chão. Nas ultrapassagens, o propulsor não deixa a desejar, mostrando disposição. Rodando em cidade, o crossover com câmbio manual faz 7,3 km/litro no etanol e 10,2 km/litro na gasolina. Se for para a estrada, ele entrega 8,2 km/litro no etanol e 11,8 km/litro na gasolina.

Na transmissão manual, o Citroen Aircross 2018 tem engates precisos e suaves, garantindo conforto ao dirigir. O escalonamento é apropriado para a proposta do modelo. Mas o conjunto motriz, em subidas mais íngremes, obriga o motorista a reduzir as marchas para empurrar ele ladeira acima. A direção elétrica é bem precisa e extremamente leve. Os freios atendem bem ao crossover.

No entanto, mesmo com a suspensão traseira modificada na atualização do produto, o Citroen Aircross 2018 fica devendo em estabilidade. Logo é notada a saída desesperada da dianteira, quando em velocidade um pouco acima do normal, desgarrando a qualquer vacilo do acelerador. Mas, o crossover se dá melhor é em estradas de terra, já que a suspensão trabalha no limite, mas não deixa nenhum condutor na mão, mantendo sempre a trajetória.

Com câmbio automático EAT6 de seis marchas, o Citroen Aircross 2018 trabalha mais suave. O comportamento é mais agradável, trocando as marchas de forma silenciosa e pouco perceptível. Sem trancos ou dúvidas entre uma marcha e outra, essa caixa da Aisin permite reduções duplas, tanto para desaceleração quanto para retomadas, melhorando a resposta ao acelerador. Confortável na estrada e na cidade, ele permite um consumo de 7,2 km/litro no etanol e 10,2 km/litro na gasolina, dentro da cidade, além de 8,2 km/litro no etanol e 11,7 km/litro na gasolina, quando em rodovia.

citroen-aircross-2016-NA-19 Citroen Aircross 2018: fotos, versões, motor, equipamentos, detalhes

Citroen Aircross 2018 – consumo

Cidade

  • Citroen Aircross 1.6 MT – 7,3 km/litro no etanol e 10,2 km/litro na gasolina
  • Citroen Aircross 1.6 AT – 7,2 km/litro no etanol e 10,2 km/litro na gasolina

Estrada

  • Citroen Aircross 1.6 MT – 8,2 km/litro no etanol e 11,8 km/litro na gasolina
  • Citroen Aircross 1.6 AT – 8,2 km/litro no etanol e 11,7 km/litro na gasolina

Citroen Aircross 2018 – manutenção e revisão

A nova política de manutenção da Citroen aposta no custo de R$ 1 por dia nas três primeiras revisões para atrair novos clientes, que anualmente pagarão apenas R$ 365. Com preço fixo das revisões, o custo de manutenção programada até 60.000 km é de R$ 3.435 para o Citroen Aircross 2018, um valor até que competitivo, sendo menor que o do C3 2018. Melhor ainda em até três anos, pois paga-se R$ 1.095.

A Citroen tem o ICheck. Trata-se de um serviço onde o cliente acompanha online, qualquer manutenção adicional identificada no veículo durante a revisão da concessionária. Outro produto é o Chrono Service, um serviço rápido, onde tudo é feito em até duas horas. Troca de pastilhas, velas, alinhamento, correias, balanceamento, escapamento e até instalação de acessórios, estão incluídos no serviço. Para decidir se realiza ou não o serviço extra em um orçamento, o proprietário recebe ainda os custos do serviço, imagens e informações essenciais.

Serviços de pequenos reparos e pintura da carroceria, assistência 24 horas em todo o Brasil, garantia de 3 anos sem limite de quilometragem, compromisso com recall e avaliação computadorizada do veículo durante as revisões, são outros produtos oferecidos pela rede Citroen.

O Citroen Aircross 2018 vem nas cores Blanc Nacré (branco perolizado), Dark Carmim (marrom metálico), Gris Aluminium (cinza metálico), Gris Grafito (cinza metálico), Noir Perla-Nera (preto metálico), Rouge Rubi (vermelho metálico) e Blanc Banquise ( branco sólido). As duas primeiras são exclusivas da versão Shine.

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 1.6

10.000 km

R$ 365

20.000 km

R$ 365

30.000 km

R$ 365

40.000 km

R$ 728

50.000 km

R$ 728

60.000 km

R$ 884

Citroen Aircross 2018 – ficha técnica

Motor

1.6 Flex

Tipo

Dianteiro transversal, Etanol e Gasolina

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1587

Válvulas

16

Taxa de compressão

12,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 115 cv @ 5750 rpm / Etanol: 118 cv @ 5750 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 16,0 kgfm @ 4.750 rpm / Etanol: 16,0 kgfm @ 4.750 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 5 marchas / Automática 6 marchas

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Aço / Liga Leve aro 16 polegadas

Pneus

195/55 R16 / 205/60 R16

Dimensões

Comprimento total (mm)

4097 / 4307 (com estepe)

Largura sem retrovisores (mm)

1767

Altura (mm)

1694 / 1742

Distância entre os eixos (mm)

2542

Capacidades

Porta-malas (litros)

403

Tanque (litros)

55

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

400

Peso em ordem de marcha (kg)

1216 (MT) 1328 (AT)

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

ND

Citroen Aircross 2018 – fotos

4.0

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend