_Destaque _Featured Citroen Hatches Lançamentos

Citroën C3 com motor 1.2 PureTech estreia em junho por R$ 46.490

citroen c3 1.2 puretech 11

Seguindo os passos do Peugeot 208, o Citroën C3 acaba de estrear o motor 1.2 litro PureTech em sua linha. A novidade foi anunciada pela montadora francesa nesta segunda-feira, 23, e estará disponível nas concessionárias a partir de junho com preço inicial de R$ 46.490, ou R$ 1.500 a mais que o modelo anterior.

O novo propulsor do hatch compacto, assim como aconteceu na gama do modelo da marca do leão, chega para substituir o 1.5 flex. A unidade três cilindros usa sistema de partida a frio sem o uso do “tanquinho” (com aquecimento no injetor), duplo comando de válvulas variável, sistema de arrefecimento Split Cooling, bomba de óleo variável, coletor de escapamento integrado ao cabeçote, entre outros, capaz de gerar 90 cv, a 5.750 rpm, e 12,9 kgfm, a 2.750 rpm.

citroen c3 1.2 puretech 9

De acordo com dados da Citroën, o C3 1.2 PureTech “tem o melhor nível de consumo entre os motores existentes no mercado”, com médias de até  16,6 km/l na estrada e a classificação “AAA” no programa “Etiqueta Nacional de Conservação de Energia”, do Inmetro. No trânsito urbano, a redução de consumo de combustível é de até 32%.

“Equipamos agora nosso C3 com um motor que é reconhecido internacionalmente por sua alta tecnologia e eficiência energética. Ele tornará nosso campeão de vendas ainda mais competitivo e atrativo para nossos clientes”, afirma Paulo Solti, diretor geral da Citroën do Brasil.

citroen c3 1.2 puretech 14

Nos demais destaques, o Citroën C3 dispõe de sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, MirrorLink, Apple CarPlay e Link Citroën, para-brisa Zenith, luzes diurnas de LED e direção elétrica. O novo motor será oferecido nas versões Origine, Attraction e Tendance.

A garantia do carro é de três anos, com plano de revisão a R$ 1 Por Dia, com revisões de 10.000, 20.000 e 30.000 km a preços fixos de R$ 365,00.

Galeria de fotos do Citroën C3 1.2 PureTech





  • Leonardo C.

    Grande candidato para entrar na garagem de casa, competindo com o 208, sei que os dois são a mesma coisa, o fator emocional que entra em jogo.

    • André

      Entre 208 e C3, fico com o 208, parece-me a solução mais moderna, além de ter mais espaço no banco traseiro por ter um entre-eixo maior.

      • Leonardo C.

        Eu prefiro o 208, mas aquele para brisa Zenith do C3 faz a minha cabeça. O 208 acho bacana demais o volante sportdrive e o painel acima.

        • Vini

          O parabrisa é realmente mto maneiro e faz mto diferença. Estamos no segundo c3 e esse é o maior diferencial do carro. Já entrei no 208 e o que me surpreende eh o que e falou acima e o porta-malas, que é maior do que se pensa. Em termos de beleza externa, só compraria o 208 se viesse com os faróis da frente em led, porque caso contrário fica mto feio na minha opinião.

        • Edson Fernandes

          Lembre que então o 208 tem um teto realmente panoramico.

  • João Cagnoni

    1- O motor retrocedeu em relação ao 1.5. 2- Diminuíram o motor e aumentaram o preço. 3- Não é um carro leve para se usar um motor 1.2 aspirado.

    • Marcos megdA

      Esse motor é mais eficiente, então será mais econômico. Pra cidade será um ótimo carro e pra viajar com 2 pessoas. Mais do que isso provavelmente terá comportamento de motor 1.0

    • É um motor 1.2 que consome bem menos que o anterior e anda praticamente a mesma coisa, João. A vantagem é essa. No uso diário, o motorista comum vai ter bastante dificuldade de distinguir o desempenho dos dois, só que consumindo bem menos combustível. Portanto, é uma evolução válida em minha opinião.

      • Lucas de Lucca

        Não foi o que li a respeito do comportamento dele não. Muitos elogios a boa economia, mas cobrando o preço na falta de fôlego.
        Em tempo, gostaria do PureTech 1.2 turbo para o lugar do 1.6 do 208.

        • Gabriel Oliveira

          de quem comprou li que ta praticamente mesma coisa do 1.5 em termos de desempenho e economiza mais

          • Lucas de Lucca

            Então, não conheço ninguém que já comprou. Li em notícias de revistas “especializadas”. Gostaria de fazer um TD em um para tirar minhas próprias conclusões.

            • Gabriel Oliveira

              entra no grupo do 208 no face, ou no clube peugeot, já tem gente recebendo os carrinhos

          • No caso do 208 tenho ouvido relatos de exatamente isso: melhorou consumo e o desempenho ficou praticamente o mesmo do 1.5

        • João Cagnoni

          A galera viaja demais com as novidades. Pessoal, vejam o caso do up 1.0 aspirado. Ele é melhor que um Fire 1.4 que tem praticamente a mesma potência? Nem de longe, pode fazer o dobro ou triplo do consumo, mas a força é sim inferior, tem torque 30% menor. Ainda não entramos na era dos milagres. No caso desde C3 foi a mesma coisa, ganhou em consumo mas perdeu força. O pior é que aumentaram os preços por isso. Não discutam o caso do up, pois ele é mais leve que os carros com Fire 1.4 atuais. Comparem Palio/Punto 1.4 com o Fox 1.0 3 cilindros que eu aceito.

          • Pacheco

            O motor 1.2 é bem mais moderno e muito mais economico. O carro tem a proposta urbana de economia. O cambio afinado para poupar combustivel.
            E como tecnologia mais moderna, custa mais caro.
            É por causa desse pensamento que a Chevrolet vende o 1.0 8V do Corsa Wind ainda no Brasil.

            • João Cagnoni

              Pacheco, mundialmente falando, os carros ganham tecnologia mais moderna pelo mesmo preço. O preço só aumenta no Brasil.

              • Pacheco

                Por que é Brasil. E aqui, tudo isso tem custo. Infelizmente, é a realidade do nosso pais que só nós que debatemos e entendemos de carro não tem capacidade para mudar.

                • João Cagnoni

                  E em breve teremos aumento de 60 centavos na gasolina. Viva o Brasil!

                  • Pacheco

                    Se isso acontecer, pode pedir a conta pq eu to virando mendigo.

                  • Edson Fernandes

                    0,60 de uma vez só??? pula de no caso de SP de 3,39 para 4,00???

                    • João Cagnoni

                      Exatamente. E lá fora o preço está em baixa.

              • Pacheco

                Bem vindo ao Brasil…

          • Leonardo azevedo

            No caso do Peugeot a diferença no desempenho foi minima… vale mais pois ganha economia com desempenho bem similar

            • João Cagnoni

              2 segundos de diferença é pouco? Se for assim, o 208 1.5 anda quase igual um Civic SI. Ressalto novamente que o preço do modelo aumentou e o motor diminuiu, em todos os sentidos.

          • Edson Fernandes

            Mas o up 1.0 anda menos que um Uno 1.4 evolution que já foram comparados. E o interessante que o consumo do Uno não é tão maior não.

            Mas a forma de entrega de forma e soluções de ergonomia que pegam mais no Uno. Ainda dito isso, digo que há outras coisas que o up pode ser superior. Eu gosto de motor girador por exemplo e o up oferta isso.

            • João Cagnoni

              Exatamente. Eu me refiro sobre os motores, mas o up é mais carro que o Uno. Entretanto, eu não compraria o up se fosse mais de 10% mais caro que o Uno, pois na minha opinião possuem mais semelhanças do que diferenças.

              • Edson Fernandes

                Também não é o tipo de carro que me atrai.

                E eu concordo com vc, ainda que eu goste mais do atual interior do Uno do que do up. Considerando se fosse rivais diretos em preços o Uno Evolution e up mpi, eu iria de Uno Evolution.

                Agora, meu forte é por médios, ainda que considere alguns compactos como o 208 (quero conhecer o modelo 1.2 turbo qdo lançarem)

        • Pacheco

          Compra um 1.2 e quer andar igual o THP?

          • Mr Andrey

            Poisè cara, cada carro tem sua proposta. Acho q em termos de usabilidade, o consumidor Brasileiro tem preferência pelo motor econômico. A minha escolha tbm seria esse 1.2 sem dúvida nenhuma, já que existe o thp

          • Lucas de Lucca

            Aonde falei que quero andar igual THP? Me mostra por favor, pois não consegui ver.
            Fora que com turbo e injeção direta foi-se o tempo que para ser econômico tinha que ser manco. O VW TSI 1.0 está aí para provar o que digo e logo teremos o EcoBoost 1.0 da Ford. Esse PureTech na versão turbinada também parece ser muito bom pelo que leio, só elogios lá fora.
            Não desmereci o motor, apenas apontei um fato: é econômico? SIM! É manco? TAMBÉM! Isso é fator que define compra pra carro com proposta urbana? NÃO!

            Esclarecidos??

            • Pacheco

              Eu falava da Revista e não de vc. Toma Maracujina que passa Lucas.

        • Bom, é o mesmo teor das informações que passei. Ele perde rendimento bruto em relação ao 1.5, em especial pelo torque menor. Mas os números de aceleração e retomada não são tão significativamente inferiores, sendo difícil notar no dia a dia a diferença entre o modelo velho e o novo. Já na economia, a diferença é enorme em favor do puretech.

      • fbl

        Na verdade a PSA passa a oferecer um carro que vai buscar apelo na economia de combustível. Mas perde em torque e potencia disponiveis nas rotações do dia a dia sim. Quem quiser mAis disposição vai ter que comprar o 1.6 ou esperar o 1.2T

        • Gabriel Oliveira

          na verdade é o contrário, esse 1.2 a força aparece em baixas rotações, tanto que os proprietários tao elogiando o motorzinho

          • fbl

            Mais que o 1.5? Acho mto difícil. O motor é bom, eu acho que vale a evolução pela economia mas é claro que terá menos disposição em baixa que o 1.5. E isso nao quer dizer que ele é ruim ou fraco. É que nem quando lançaram o motor 3cil da VW. Era aquela empolgação da midia no lançamento, parecia que o carro nao devia nada em desempenho a um 1.4 ou 1.6. Passa o tempo, a midia nao “precisa” mais exaltar e vem as analises mais realistas. Sao economicos mas devem em desempenho aos maiores. Aí então vem os turbinados.

            • Gabriel Oliveira

              1.5 aparece força em 4000 rpm, o 1.2 já entrega em 2.750 rpm, onde é a faixa de giro mais usada, perdeu 1kg e pouco de torque ai, mas compensou com a entrega em baixas rotações, num uso bem mais voltado pro urbano.

              • Trocando em miúdos, a diferença de desempenho foi bem limitada. A mídia especializada já fez testes com os dois, e a diferença é muito pequena para ser notada no dia a dia.
                Quanto ao torque, ele aparece mais cedo no puretech, mas é mais elevado em seu pico no 1.5.

              • fbl

                No 1.5, 80% do torque estava disponivel a 2000rpm. Só vendo as curvas. Vou aguardar passar essa fase de exaltação do lançamento pela mídia pra depois ver quais são análises. Mas repetindo, acho a jogada da PSA excelente pela economia e pela possibilidade dos ganhos de escala ao depois substituir o 1.6 por este mesmo motor so que turbinado e com caixa AT6. Vai ser um baita diferencial pra categoria se fizerem o dever de casa com o pos venda e garantir a qualidade de seus carros, pq bonitos eles são.

                • Vale uma leitura no número do último mês da Motor Show. Eles compararam o desempenho das duas versões. Há uma vantagem não muito significativa em termos de desempenho para o 1.5, mas a diferença de consumo em favor do 1.2 é brutal. No frigir dos ovos, acho que foi um bom avanço, em especial quando analisada a proposta dos modelos 208 – C3 em suas versões mais básicas.

                  • fbl

                    Isso que falei. Vale muito pelo consumo mas que perde, perde sim. O que nao quer dizer que ele seja lerdo como 1.0.

              • Pacheco

                Eu prefiro esse motor 1.2 que o 1.6 até. Na cidade, o carro tem que ser eficiente e não um furacão.

                Quem viaja mais, usa o carro com mais peso, tem a opção da versão 1.6.

                Em breve a PSA deve trocar a 1.6 pelo 1.2 Turbo e na minha opnião deveria por o automatico nas duas.

                Eu adoraria um 1.2 Aspirado Automatico (melhor ainda se for cvt).

              • Edson Fernandes

                A não ser que eu esteja doido o limite de torque vem aos 3250rpm que e onde o motor já puxa no ponto mais forte. Se fosse somente aos 4000rpm ele estaria sendo girador. Isso se vc não estiver se referindo ao pico de potencia aos 4000rpm.

                • Gabriel Oliveira

                  o torque do 1.5 vem em giros mais altos, e a diminuição de cv não é sentida, só sente quem usa muito em estrada. O foco do 1.2 é ser um carro mais urbano, que é onde o perfil do usuário realmente anda. E também não é tudo uma questão só de numeros, o motor é mais moderno, deve ter um atrito menor, tem uma perda de energia menor, e´mais leve, isso tudo conta também.

                  • Edson Fernandes

                    Cara… na ficha técnica do manual, é citado que o 1.5 tem o limite de torque a 3000rpm (meu cunhado tem um), insisto, vai perder sim em folego, mas ter um otimo consumo.

                    O fato é que a diferença no uso será até sentida mas não extrema… esse eu acho que seria o ponto.

                    • Gabriel Oliveira

                      no teste de desempenho vai ser um pouquinho pior, mas acho q vai sentir mais na velocidade final, o torque mais cedo ajudou a compensar o 1kgfm que perdeu. Perdeu um pouquinho de desempenho (coisa dificil de sentir) pra ganhar muito em economia, que é o foco do 208 de entrada

                    • Edson Fernandes

                      Bem, eu precisaria rodar para ter ideia… mas me lembro bem que o meu ex C3 tinham as primeiras 2 marchas mais curtas que as demais e ajudava a ter uma arrancada boa.

                      Preciso ver na pratica esse 1.2 ainda que esteja interessado no 1.2 turbo (porque quero automatico)

      • João Cagnoni

        Não tem o mesmo desempenho. O problema é que vocês só olham a potência, mas o torque foi seriamente prejudicado, o que indica que o carro perdeu sim bastante força na cidade. Não dá pra esperar eficiência de um carro de 1200kg, acho que erraram na escolha deste motor para este carro. Pra se ter idéia do peso dele, com 100kg a mais é o peso de um Corolla.

        • Eu me apeguei a números do comparativo que a Motor Show fez entre os dois (208 com motor 1.5 e 1.2) neste mês. Diferença em performance pequena, apesar de favorável ao 1.5. Não são números que permitam que se note facilmente a diferença no dia a dia, em especial com um motorista comum ao volante.
          Quanto ao torque, ele é maior no 1.5, mas seu pico aparece em regimes mais altos de rotação (4.000 contra 2.750). No frigir dos ovos, pequena diferença no desempenho compensada por grande diferença no consumo. Acho que é condizente com a proposta e a faixa de preço dos 208 – C3 mais em conta.

          • João Cagnoni

            Errado. No 1.2 aparecem 13kgfm@2.750rpm e no 1.5 são 14,2kgfm@3000rpm. Não estou discutindo somente a alteração do motor, mas acho um absurdo reduzir o motor e aumentar os preços desta forma. Isso quer dizer que um 2.0 (que bebe mais) no C3 seria mais barato? Que lógica de preços é essa? Se o motor é menor e consome menos, poderiam reduzir os preços.

            • Bom, eu não entrei no mérito do preço. Tecnicamente, frente aos números de aceleração e retomada contrapostos aos de consumo, achei uma boa evolução.
              Quanto aos preços, o aumento vem ocorrendo em toda a linha automotiva de todas as montadoras. Me parece que só aproveitaram o lançamento da nova versão para efetivá-lo, não me parece ter ligação direta com os motores somente. De qualquer forma, não me parece uma lógica tão direta assim “diminuir o motor e reduzir o preço”. Tudo depende muito de tecnologia, preços de produção. Via de regra, motores mais antigos e com produção já datada costumam ser de custo mais baixo. Não é atoa que Fiat, VW e GM são tão refratária na tomada de decisão de alterar sua gama de motores no Brasil.

              • Guilherme Batista

                Falou bem Ubaldir.
                Não é bem assim diminuir motor, tem gente que acha que é só diminuir o tamanho do cilindro e pronto. Esse motor muita, mas muita tecnologia embarcada, materiais para reduzir o peso. Citando o próprio NA: “A unidade três cilindros usa sistema de partida a frio sem o uso do “tanquinho” (com aquecimento no injetor), duplo comando de válvulas variável, sistema de arrefecimento Split Cooling, bomba de óleo variável, coletor de escapamento integrado ao cabeçote, entre outros,” . Tudo isso faz com que o motor seja forte, econômico e ainda por cima polua menos(item que muita gente ignora, mas é importante para as montadoras).
                Pra mim o preço do carro está bom considerando o mercado brasileiro

            • Pacheco

              O problema do preço envolve muitos fatores. Começa pelo mesmo IPI por que de 1.0 até 2.0 é a mesma faixa.
              Depois vai para a tecnologia investida e adaptações no cofre do motor e terceiro pq estamos no Brasil.

              • João Cagnoni

                Concordei com o final. O aumento se deve ao fato de estarmos no Brasil. O imposto não é o único e nem o principal responsável.

                • Pacheco

                  Mas é um fator a se considerar. Houve investimentos para a fabricação local e a montadora repassa por que a politica de preços daqui funciona dessa forma. É Brasil amigo… não temos capacidade de mudar, a grande massa de compradores mal sabe a diferença entre carburador e injetado.

                  • João Cagnoni

                    O americano ou europeu também não sabe. Mas o americano também não sabe o que é câmbio manual, carro 1.0, carro sem ar condicionado, Celta, rodovias esburacadas, etc…

                    • Pacheco

                      Sim… o problema no Brasil é cultural tb.

                      Deveriamos permitir as ruas no estado que são com tantos impostos que pagamos?

            • Gomes

              Concordo contigo!! A geração anterior do Golf era 1.6, agora é 1.4 e aumentaram o preço. Isso é coisa da oposição golpista, que não ganhou nas urnas e querem terceiro turno. Não vai ter golpe!

              • João Cagnoni

                Na sua ironia você compara um 1.6 aspirado contra um 1.4 turbo nitidamente superior. Que tal o inverso? O Golf MK7 lançou como 1.4T importado com vários equipamentos, perdeu vários ao se nacionalizar e colocaram um motor 1.6 cobrando o mesmo preço.

                • what_the_hell??

                  Na verdade, acho que foi até pior que isso!
                  O Golf alemão foi lançado por 67.990 em set. de 2013 na versão Highline (bem completa) com motor 1.4 TSi.
                  Hoje, o nacional com motor 1.6 de 110cv na gasolina custa 76.590 na versão Comfortline manual, sem uma série de equipamentos que vinham no Highline!
                  Atualmente, o preço do Highline manual, sem opcionais, custa a partir de absurdos 93.790! Mesmo dentro de nossa realidade, acho que a VW ainda consegue nos surpreender com esses preços!

                  • João Cagnoni

                    As pessoas se fixam no lançamento do carro, assim como aconteceu com o New Fiesta. Tanto o Golf quanto o Fiesta atualmente são pouco carro pra muito dinheiro, mas já foram boas opções.

          • Edson Fernandes

            Ubaldir, isso é na revista apenas né?

            • Sim. A Motor Show eu só leio a edição impressa.

      • Edson Fernandes

        Ubaldir, me desculpe mas que gasta bem menos? O 1.5 é bem economico!

        PAra vc ter ideia, no meu C3 (1.4) eu fazia coisa de 14km/l na cidade com gasolina! Com ele na estrada não era dificil fazer acima de 17km/l (sendo que minha média comum era essa sempre para cima).

        No alcool eu chegava a fazer 7,5 a 8,5 na cidade e 12 a 14km/l na estrada. Sinceramente? não reclamava não. MAs tenho curiosidade de rodar nesse motor.

        • Vou pegar os números da revista pra te passar, meu amigo. De cabeça eu não me lembro dos valores, só me lembro que a diferença é bem significativa. Segunda eu coloco os números de consumo e desempenho que estão lá.

    • lheu

      Aqui em Bh deve sofrer nos morros…

      • Pacheco

        Só reduzir marchas amigo… isso resolve o problema.

        • Tem ladeiras em BH onde só dá pra subir de 1ª. Avenidas com trechos bem íngremes onde é preciso usar 3ª ou até 2ª pra manter a velocidade permitida de 60km/h. Isso em carros 1.4-1.6 com bastante torque.

          • Guilherme Batista

            Tive que alugar um carro nesse fim de semana e era um Sandeiro 1.6. Que mecânica horrorosa do carro, tão ruim que quis trocar. Infelizmente não tinha outro na locadora. Fazer controle de embreagem dava medo com esse carro e olha que tem muito carro 1.0 que me passa essa sensação

        • lheu

          trocar marcha em morro, por falta de potência, é um martírio. Não é a toa que os 1.6 8v da VW fazem tanto sucesso aqui

      • Guilherme Batista

        O carro tem 13Kgmf de torque, não vai sofrer assim não. É equivalente a vários motores 1.6

        • lheu

          truco.

          • Guilherme Batista

            Motor 1.6 VW…. 15 Kgmf
            Motor 1.6 Renault…. 14Kgmf
            Motor 1.5 Honda… 14,2Kgmf…
            Motor 1.4 GM… 13 kgmf

            Dados de motores de carros novos com 4 cilindros se começar a colocar os motores de alguns anos atrás então…

            • Le chat noir

              Sim, ainda mais que vem mais cedo o torque acredito que fique relativamente bom de andar…

            • Edson Fernandes

              O proprio 1.4 (1.5) que a PSa trocou tinha os tais 14,2kgmf….

              • Guilherme Batista

                Verdade

    • Fil

      Comentário típico de consumidor de Mobi fire. O motor é menor, mais eficiente e a proposta é de carro urbano, onde a diferença de 100 e 500 cv só se traduz em consumo maior. Claro, se vc precisa de um carro mais versátil e tem $ pra pagar por isso busca um carro mais potente.

      • João Cagnoni

        Cadê a lógica na sua resposta? Se eu estou reclamando do 1.2 da Citroen, por que vou querer um Mobi 1.0? Sua resposta que se encaixa com um Mobi, onde depenam o carro, chamam de “carrinho urbano,” aumentam os preços e o pessoal engole. ps.: eu tenho um Citroen.

        • Fil

          A comparação ao Mobi é devido ao seu público alvo retrógrado, sem conhecimento técnico e nem dos seus concorrentes. O motor é bem interessante pra proposta do carro, mas ainda não dirigi pra ter melhores argumentos. Já tive um Pug com a versão antiga desse 1.5 e me atendia bem. Hj tenho um Mazda 2 com 1.5 auto que já até encarou 900 km de viagens com serra sorrindo. Claro que a questão de preço e custo benefício é oooutra história

      • João Cagnoni

        Pagar mais??? Estamos falando de 50 mil reais. Merecia um motor com o mínimo de dignidade.

        • Jurandir Filho

          Brasileiro e sua “lógica” de super trunfo, aqui só importa o 0 a 100, na Europa tem Golf/Focus/Fusion,etc. com motor de 100 cv e todo mundo acha uma boa…

          • João Cagnoni

            Lembrando que lá um Golf de 100cv pode ser comprado por qualquer um, e não teve aumento de preços quando ganhou o motor menor ou mesmo a nova geração. Total desrespeito com o brasileiro.

            • Edson Fernandes

              E nesse aspecto reforço ainda que é uma versão de 100cv sobrealimentada.

    • Pacheco

      Retrocedeu? O motor 1.5 é o antigo 1.4 a gasolina ampliado e remapeado. Esse motor é moderno e totalmente novo. Um motor realmente vantajoso para o uso urbano e alem de tudo terá sua variante Turbo para aposentar o 1.6 16V.

    • Mr Andrey

      Primeiro que eu não reclamo de motor sem antes ter andado no carro, acho adequado se a proposta do carro é ser econômico, quem quer esportividade em um carro de entrada tem outras opções..como o 208 thp.

      • João Cagnoni

        Se for assim, a PSA pode trabalhar somente com o 1.2 aspirado e o 208 THP e cortar todo o restante do catálogo. É cada absurdo…

        • Jurandir Filho

          Hoje a linha tem o 1.2 aspirado (economia), o 1.6 (meio termo) e o 1.6thp (desempenho)
          Num futuro próximo, mantém o 1.2 e 1.6 thp e vem o 1.2 turbo entre eles

          • João Cagnoni

            Errado. O 1.2 entrou no patamar de preços do 1.6 e empurrou toda a linha pra cima.

            • Jurandir Filho

              What!?????? Todos os carros, de todas as montadoras aumentaram, não é exclusividade peugeot

        • Mr Andrey

          Não foi isso que eu disse.Porem se fosse um motor antigo obsoleto, PoVo estaria reclamando, como é moderno é eficiente, Povo reclama tbm.

          • João Cagnoni

            Moderno, eficiente, mais lento e mais caro. Deveria ser mais barato que o 1.5, mas no mínimo custar o mesmo preço. Acho um desrespeito da Peugeot com os brasileiros.

            • Mr Andrey

              Realmente caro msm, porém todo carro no Brasil está caro, infelizmente! Porém Cabe ao comprar o produto ou não. Quem achar que é um absurdo, simplesmente não vai comprar, o produto. consumidor q decide. Apenas acho que a versão 1.5 deveria ser mantida.

    • Oswaldo Alinson

      Na prática não muda quase nada em relação em desempenho, apenas ganha e muuuito em economia. Ou tu acha que 30% de diferença da economia, de um modelo pra outro, é pouco??

      • João Cagnoni

        É muito, mas perdeu sim bastante desempenho. E o preço aumentou.

    • !Marcelo Surf!

      Pelo que consta, existirá também a versão turbo que substituirá a 1.6 16v.

      • João Cagnoni

        Espero que sim, mas com certeza terá um salgado aumento.

  • Gustavo73

    NA vai haver aumento de preço, o C3 hoje parte de R$44990. E aí bem a minha dúvida, se o 208 ganhou algum equipamento e manteve o preço por não fazer o mesmo Citroen.

  • GABRIELCSFLORIPA

    Menor menor e preço maior.

  • CanalhaRS

    Poderiam aproveitar a mudança de motor e trazer o painel do modelo europeu, que o nosso ficou devendo.

  • Anderson Trajano

    Continua sendo uma boa opção para quem precisa de um compacto urbano entre 40k e 50k. Se a gente comparar as versões 1.0 de HB20, Onix e Ka, todas “navegam” nessa faixa de preço, e são bem inferiores. Basta fazer um test drive para perceber a diferença.

  • Franco da Silva

    O MOTOR é o mais econômico do Brasil, mas os carros (208 e C3) que usam este, não são os mais leves. Assim, aconteceu o que aconteceu no teste da famosa revista automotiva. Não tem como comparar com carros menores, no consumo (up!, Ka…). Mas, dentro da categoria dele, é de longe o mais econômico sim.

  • Léo Faria

    Bem que podiam agregar os controles de tração e estabilidade e o assistente de partida em rampa do fiesta. Não deve custar tanto se colocarem de série no c3, 208 e 2008

    • Pacheco

      Concordo… a Peugeot e Citroen deveriam equipar mais esses modelos.

  • EJ

    Alguma outra revista ou site mediu 0-100 do 208 1.2 além da 4R? Não é possível que sejam 17s mesmo…

    Ps.: Moro em cidade congestionada, aonde no meu trecho diário, não consigo passar de 80 em função de congestionamentos frequentes e radares constantes, moveis e fixos, portanto não é crítica, esse número pra mim não faz diferença perante o consumo. Só queria saber se isso procede mesmo.

  • AndersonRomeiro

    Já está mais do que na hora para Citroën e Peugeot criarem uma versão com motor 1.0 e completa com o básico, ar, travas, direção e vidros dianteiros elétricos, com preço de 34,900. somente assim essas montadoras vão sair do fim do poço em vendas. Tem que por os seus compactos premiun para o mercado popular.

    • Luan Oliveira

      Meu jovem nem o mobi complento custa 34 mil!!!! Se esse carro versão top fosse 55 mil já estaria de bom tamanho

    • Jurandir Filho

      A PSA já disse que não vai focar nos populares e sim em carros premiuns que são bem mais rentáveis.., concordo com o Luan, se o Mobi, que não passa de um uno cortado e enfeiado, custa isso, não iria querer que o c3 custasse o mesmo…

  • delvane sousa

    O carro é ótimo com sua proposta urbana. Mas com esse preço deve vender pouco.

    • Até visitei algumas CSS no começo do ano, mas o preço pedido pelo que o carro oferecia, não se justificou para mim. A CSS não foi boa de negociação. Talvez isso explique as vendas pequenas.

  • Diogo Oliveira

    Esse motor é muito bom, corre mais que um 1.0 mas bebe menos que um 1.5 (chega a beber menos que o próprio 1.0)

  • Fábio

    O desempenho desse 1.2 não está claro ainda para mim. Quase não vi números pelas internet ou revistas sérias e imparciais.
    ps: descarto o teste da 4Patas.

  • Ricardo Blume

    Um grande carro mas esse preço me derruba. O inicial dele poderia partir de 40k.

  • David Diniz

    A proposta é urbana e não tem opção de câmbio automático?

    • Jurandir Filho

      só tem automático na 1.2thp que virá futuramente

  • Edgar Fisica

    Deixar eu ver se eu entendi…. O C3 era 1.4 até 2013. Em 2014 evoluiu para 1.5. Em 2017 vai fazer downgrade para 1.2 e o preço subiu. Segundo os blogs, o desempenho é semelhante a 1.0. foi uma maneira que a Citroen / Peugeot encontrou para vender carro 1.0 por R$ 50 mil????

  • Le chat noir

    Para quem se interessar tem uma avaliação do c3 1.2 na italia da de entender bem até. O painel dele lá é diferente do daqui…
    https://www.youtube.com/watch?v=2Mb-Rw4zb-Y

  • Oswaldo Alinson

    The best!! parabéns a peugeot e citroen, pelo excepcional motor!! isso sim que podemos chamar de revolução tecnológica e eficiência energética que nenhuma outra marca foi capaz de chegar perto, exceto o horripilante e feioso Up.. Enfim, mais de 30% de economia, no consumo km/L entre um motor e outro , é algo de mexer com a concorrência.. Isso quer dizer, “não estamos de brincadeira” .. Ficaria com o tecnológico e bem acabado 208, carro bonito, eficiente, cheio de tecnologias por menos de 50mil .. pena a sua fama de difícil manutenção/aceitação e poucas concessionarias pelo país…

  • EJ

    Totalmente inexplicável esse número absurdo da 4R então.

  • Mr. On The Road 77

    Aí a PSA troca um motor dos anos 80 por um do século XXI e o povo ainda reclama…

  • Edson Fernandes

    E para ver que coisa… a PSA foi lá e teve peito para colocar em sua linha o motor 1.2 puretech. E querendo ou não… 308, 408, 208 GT, DS3, DS4, DS5, C5 (fora do Brasil), C4 Picasso, C4 Grand Picasso, entre outros… tem motor THP e no nosso mercado.

    E enquanto isso a VW a conta gotas… na boa… gostei da postura da PSA com essa pequena reviravolta ainda que o motor 1.2 ande certamente menos que o 1.5 ainda que seja bem mais economico. A espera agora do 1.2 turbo com AT6.

  • Mr Andrey

    Qual carro vc teve? Qual tem atualmente? Recomendaria algum? Eu só tive carros bem mansos nessa ordem, ex: GM>Corsa,Celta,Agile.] Fiat>Mille,Siena]
    Porém minha família já teve mtos outros..

  • Mr Andrey

    A gasolina num carro 5.7 e complicado mesmo, estou pensando em um carro turbo 1.4 ! Um jetta ou um Cruze, vou ver os dados de consumo e manutenção.

    • Pacheco

      É a melhor coisa. To procurando um carro 1.6 Flex pq meu 2.0 já está me matando. Gasto 30 reais por dia de gasolina.
      Saudade da época que gasta 150 e não era problema… gastava isso num almoço.

      • Mr Andrey

        Eu tenho pena de gastar 30 reais num almoço kk

        • Pacheco

          Hj eu tenho pena de gastar até 5 reais… kkkkk

  • Anselmo

    Sem dúvida, o C3 é um ótimo carro. Tive a oportunidade de testar os concorrentes, mas a escolha foi pelo Citroen.



Send this to friend