Citroen Hatches Manutenção Matérias NA

Citroen C4 hatch – Defeitos e problemas

Citroen C4 hatch - Defeitos e problemas
Citroën C4 Hatch

O Citroen C4 hatch foi vendido no Brasil entre 2009 e 2014, vendendo 47 mil unidades. Será que tem defeitos e problemas?

Médio da marca francesa, o Citroen C4 hatch chegou da Argentina em 2009 e veio para complementar a gama da PSA.


Antes dele, havia somente o C4 VTR e o C4 Pallas.

De projeto ousado, o Citroen C4 hatch tinha algumas características interessantes e disruptivas em relação ao mercado.

Vinha com volante de centro fixo (apenas o aro rodava), bem como cluster digital centralizado e carroceria com linhas bem curvadas.


Ele foi equipado com motores 1.6 EC5 com 110 cavalos na gasolina e 113 cavalos no etanol, além do 2.0 16V com 143 cavalos na gasolina e 151 cavalos no combustível vegetal.

Era equipado com transmissão manual de cinco marchas ou automática com quatro velocidades.

Com 4,260 m de comprimento, 17873 m de largura, 1,458 m de altura e 2,608 m de entre eixos, tinha 320 litros no porta-malas.

Teve três chamadas de recall no Brasil e foi oferecido nas versões GLX e Exclusive, bem como Solaris, Rock You e Competition.

Mas, o que os proprietários do Citroen C4 hatch reclamam?

A suspensão é considerado o calcanhar-de-aquiles do hatch da Citroen.

Os donos também reclamam bastante de itens diversos, como ar condicionado, bateria e arrefecimento do motor.

Citroen C4 hatch – Defeitos e problemas

Citroen C4 hatch - Defeitos e problemas

O Citroen C4 é um carro que surpreendeu quando chegou, especialmente na versão VTR, que tinha duas portas.

Mas, foi mesmo o Citroen C4 hatch que alcançou a garagem da maioria dos interessados.

Com quatro portas, porém, mantendo o estilo marcante, ele era atraente, mas sua suspensão não.

Os donos de Citroen C4 hatch reclamam com quase unanimidade sobre o conjunto de suspensão.

Este é considerado o calcanhar-de-aquiles do hatch médio francês e não apenas por sua baixa resistência.

Os proprietários se queixam do curso pequeno de molas e amortecedores, que batem constantemente no fim do curso.

Com tantos impactos, o conjunto não poderia resistir por muito tempo mesmo.

Além do desconforto, essa característica gera defeitos e problemas no Citroen C4 hatch.

A reclamação maior é devido ao fato dos amortecedores não durarem o suficiente.

E não só eles, os coxins e bieletas da caixa de direção também quebram com frequência maior que a esperada.

Até mesmo as bandejas de suspensão precisam ser trocadas muito antes de outros carros.

Nesse caso, um dono de Citroen C4 hatch informou que uma delas precisou ser substituída com apenas 25.000 km.

Nos amortecedores, as trocas variam de menos de 30.000 km até antes de 100.000 km, tendo alguns trocado mais de uma vez.

Um relato chega a diz que em quatro anos, o Citroen C4 hatch teve o conjunto substituído duas vezes e o carro nem tinha chegado aos 80.000 km.

Esses serviços demandaram pelo menos R$ 6.900 em peças e mão de obra.

O coxim do motor também foi avariado em outros relatos com quilometragens baixas, algumas antes de 30.000 km.

As reclamações incluem ainda batidas secas na traseira e a famosa raspada na parte frontal, pois o balanço é longo e a suspensão é baixa.

Ainda nessa parte de suspensão, os freios também são criticados por alguns, que alegam ter tido trocas a partir de 20.000 km, incluindo os discos.

Outro problema apontado por vários donos do Citroen C4 hatch é o alinhamento das rodas, que dificilmente sai como deveria.

Alguns alegam que é o sistema de direção de centro fixo, que confunde o técnico na hora de centrar as rodas.

Mais mecânica

Citroen C4 hatch - Defeitos e problemas

Vários relatos de defeitos e problemas do Citroen C4 hatch falam do sistema de arrefecimento do motor.

Alguns falam de vazamento de água e superaquecimento, com quilometragem variada.

Também mencionam sobre a válvula termostática, que dá defeito e só se percebe quando a temperatura da água fica muito alta.

Outros reclamam que o nível de líquido de arrefecimento desce com frequência, necessitando rapidamente de reposição.

Um defeito do Citroen C4 hatch é a queima da ventoinha do radiador que, da mesma forma que a válvula termostática, provoca superaquecimento.

Um dos donos mencionou que a mesma teve que ser reparada aos 30.000 km.

Noutro caso, o carro já saiu da concessionária com a ventoinha desligada e logo a temperatura alta foi acusada no painel.

Outro proprietário disse que o ventilador do radiador simplesmente queimou com apenas 20.000 km.

Mais um componente que aparece como defeito nos relatos é a bateria.

Alguns donos do Citroen C4 hatch falam que a bateria dura pouco.

Um deles disse que a mesma foi trocada com 30.000 km, enquanto outro relatou a necessidade de substituição com 35.000 km.

Outro dos proprietários falou em troca com 45.000 km, mas teve um que mencionou que a bateria “estufou” com 22.000 km.

O relato de menor quilometragem fala de troca com somente 10.000 km.

Ainda na parte mecânica, alguns falam em defeito no cânister, o que provoca a entrada de opor de combustível no habitáculo, ameaçando assim a segurança dos ocupantes por conta de seu teor tóxico.

Outros donos do Citroen C4 hatch falam de problemas com a bomba de combustível, necessitando troca até abaixo de 60.000 km.

Elétrica e demais

Citroen C4 hatch - Defeitos e problemas

O Citroen C4 hatch também tem defeitos e problemas, segundo os donos, em outras partes.

Alguns relataram queda ou soltura do forro do teto, sendo que um deles apontam o defeito aos 77.000 km.

Outro proprietário argumenta que a forração não suporta as altas temperaturas do país, por isso se solta com frequência.

Já o ar condicionado tem problemas em alguns carros, especialmente no direcionador de fluxo de ar.

Alguns donos relatam esse defeito, mas a maioria diz que o aparelho ainda gera enorme ruído no funcionamento.

Falhas no funcionamento também são apontadas e necessidade de correção desde a época da garantia de fábrica.

No caso dos faróis, muitos reclamam que queimam rapidamente.

Apenas um cliente teve três lâmpadas queimadas em 20.000 km, sendo as duas principais aos 10.000 km e uma delas aos 20.000 km.

Outro troca a lâmpada num dia e a mesma queimou no seguinte.

Teve que adicionar uma lâmpada de melhor qualidade, embora a que queimou fosse original.

Em um ano, outro dono de Citroen C4 hatch trocou lâmpadas três vezes, todas queimadas em pouco tempo.

Alguns falam ainda em botões dos vidros elétricos com mau contato e vidros que fazem barulho, como se estivessem soltos.

Recall

Citroen C4 hatch - Defeitos e problemas

A Citroen nunca fez recall das lâmpadas dos faróis e muito menos do ventilador do radiador.

Apenas a vedação do cofre do motor foi chamada em 2012, enquanto a manta interna do cofre foi acionada em 2014.

O terceiro recall é referente ao C4 VTR.

Já em relação aos defeitos e problemas crônicos associados ao Citroen C4 hatch, estranhamente apenas um falou em câmbio automático travado.

O problema é devido às tais eletroválvulas que entram em pane e necessitam de substituição com abertura do câmbio e enorme prejuízo com a mão de obra.

Citroen C4 hatch – Defeitos e problemas
Nota média 5 de 1 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Peppa Pica

    Esqueceu de uma que foi bizzara… O caso do Airbag lateral que deflagou sozinho, ferindo dois garotos na época!

  • Leonardo Lima

    “Esses serviços demandaram pelo menos R$ 6.900 em peças e mão de obra” – duvido, nem se for em concessionária. Sinceramente, quem tem um carro de 5 a 10 anos de idade tem de estar disposto a buscar reparadores independentes, isso para qualquer marca. No mercado paralelo as peças de suspensão de C4/307 são nacionais e baratas, preço na média da concorrência.

    • João Silva

      Também achei bizarrro esse valor! Tive um Pallas muitos anos (2010 a 15) a e nunca me incomodei com suspensão, amortecedor dianteiro foi trocado com quase 70 mil km, dentro da km normal. Também tem muito navalha que detona, passa direto em buraco, lombada e quer o carro intacto…

      • leomix leo

        Esse carro foi feito para piso europeu, não foi para nossas ruas não, a galera não reduz em lombada, quebra molas, e reclama que a suspensão não presta.

    • leomix leo

      Fiz recentemente a de um C4 2011/12, gastei R$ 1.100,00, fiz revisão de câmbio com troca total do óleo e eletrovalvulas, gastei R$ 800,00(incluindo mão de obra) na parte interna forrei os bancos de couro ( Gran Couro Em BH ) gastei mais R$ 932,00 já com o frete pra Bahia e gastei mais R$ 100,00 para o capoteiro forrar, troca de óleo e todos os elementos filtrantes R$ 250,00, troca de faróis ( puramente estética) R& 820,00, pintura do teto( queimado do sol) R$ 250,00.

      É um bom carro, não tenho nenhum defeito desses relatos aí, e paguei agora em fevereiro de, 2019 apenas R$ 19,500.00, isso mesmo, esse carro aqui na Bahia é super desvalorizado, na tabela Fipe da segurandora ele tá por R$ 26,815.00.
      Tenho um C4L 17/18, pra viajar e ele pra rodar dentro da cidade, carro muito confortável em bom pavimento, agora na buraqueira sofre mesmo, não é para nossas ruas e estradas. Mais é melhor que rodar de Onix, gol, Palio, celta de 20 conto.

  • EDU

    Videozinho tosco. Cara queima o q ele proprio vende kkkkk

    • Jurandir Filho

      Essa loja faz isso com todos os carros, fica em Goiânia, muito engraçado e vendem bem kkk

    • Leo

      Veja o instagram deles… muito engraçado.

  • Gabriel M. Vieira

    Posso fazer uma crítica construtiva?

    Por favor.

    Parem.

    De.

    Escrever.

    Assim.

    Mas, sério, essa métrica “poética” é um pouco cansativa pra ler. Não sei se é só comigo, mas eu realmente me incomodo em ler os textos nessa formatação.

    Abraços!

    • th!nk.t4nk

      E 3 linhas de espaço em branco entre cada frase/parágrafo. Tá complicado mesmo.

      • Gabriel M. Vieira

        Eu te confesso que perco o interesse em ler, porque tem que ficar voltando ao começo de cada frase/parágrafo. Fisicamente me cansa, é muito ruim.

    • Robson

      Concordo. Alguns textos realmente estão um pouco cansativos de ler, outra coisa que tenho notado com frequência são textos tentando ser rebuscados demais, mas fazendo pouco sentido, mesmo relendo algumas vezes.

      • Ric53

        Por favor parem de usar adjetivos do tipo “esmero” kkkkk

    • Acho que tiveram que escrever assim para ter um tamanho aceitavel da matéria…rssr

    • Matafuego

      Essas matérias sobre problemas estão cada vez piores. Dá a impressão que eles entram no “Opinião do Dono” do Best Cars, copiam umas reclamações aleatórias e lançam a matéria aqui.

  • Rbs

    Nesse carro tem que colocar um sensor de nível de água do radiador!

  • Carlos

    Tenho um hatch 2.0 versão Solaris (com o teto solar) e câmbio mecânico. 77 mil km no velocímetro. Nenhum problema eletrico até hoje. Amortecedores foram trocados aos 70 mil km. Coloquei os Kayaba. Única problema até hoje foi valvula termostatica travada aberta. Unica alteração que fiz no carro foi colocar leds Philips Ultinon nos faróis. Simplesmente um espetáculo dirigir na estrada à noite com este carro. Não será nesta encarnação que trocarei ele por um SUV compacto com acabamento de brinquedo da Fischer Price

    • Leo

      Rapaz, o acabamento dos brinquedos da Fischer Price é ótimo! Melhor que o acabamento interno de muito SUV.

      Ps.: Esse C4 é top, teria um facilmente. Um dia terei um VTR.

      • gilberto/sp

        Tenho um VTR 2006/7 com 45 mil km. Absolutamente nenhum problema nos 12 anos de convivência. O carro eh espetacular, acabamento interno perfeito, matérias de qualidade, sem falar nos bancos que são um show à parte.

        • Leo

          Cara… Que nave hein… Meu sonho é pegar um assim. Cuida bem dele, daqui uns anos será um clássico. Parabéns!

    • Ric53

      Cara, ajuda.. fica muito forte com led? Já tive xenon e era nítido o incomodo que causava aos outros motoristas kkk
      É mais forte ainda que o Xenon?

      • Carlos

        Eu ainda não tive carros com Xenon, mas comparando com carros de amigos e no trânsito em geral, vejo que são equivalentes, mas depende do carro e acho que da temperatura do xenon. Eu tenho a sensação que conseguem brilho até um pouco mais forte (placas e tintas reflexivas brilham como se estivessem “acesas”) mas com xenon parece que o contraste fica um pouco melhor que com led 6000k. Como respondi acima, meu farol é o ais simples, tipo refletor, e o led fica na posição exata do filamento da halogena original. A linha de corte fica perfeita. Viajei 800km na semana retrasada, 5h durante a noite em rodovia de pista simples e mão dupla, e não levei nenhum sinal de luz de quem vinha em sentido contrário.

        • Ric53

          Legal, ajudou bastante! Obrigado

    • leomix leo

      O seu tem farol de projetor?
      Pq o meu não tem, acho que se colocar uma lâmpada dessas os puliça briga.

      • Carlos

        Não. O meu farol é o mais simples, tipo refletor mesmo, igual ao seu. Que eu saiba leds não são adequados para farol projetor. Eu tive a mesma dúvida que vc antes de comprar, e resolvi arriscar. A lâmpada da Philips tem parafuso de ajuste, de forma que vc pode ajustar para que os leds apontem perfeitamente para as laterais do farol, que é o jeito certo de instalar. Criou uma linha de corte perfeita, não ofusca ninguém no sentido contrário. Tem um brilho forte, mas tem foco. A cor é bem branca. Não puxa pro azulado. Por via das dúvidas, eu ando com a embalagem das lâmpadas de led, a Nota Fiscal e com o par de halogenas dentro do porta luvas.

  • El Gato!

    Pra mim, esse aí não fedeu nem cheirou.
    Agora… o C4 VTR, na minha opinião, foi um dos hatches mais bonitos que foram vendidos no país, em toda a história.

  • João Silva

    Tive um Pallas muitos anos, sobre essa da queima rápida de lampada de farol uma auto-elétrica me esclareceu…
    Tive uma lâmpada queimada, troquei e uns 2 meses depois queimou de novo. Levei em outra auto-elétrica e eles disseram que o encaixe no farol é bem duro, tem que forçar para encaixar corretamente a lâmpada. Com a lâmpada mal encaixada, ela trepida e o filamento encosta na base e queima. Fez sentido para mim! Troquei a lâmpada e usei mais quase 2 anos até trocar o carro sem nova queima do farol.

  • André Soares

    Sou proprietário de um C4 GLX 1.6 2011 que tem menos de 60k. Até hoje ele queimou uma lâmpada de farol baixo e travou a termostática aberta. No mais está com a suspensão, freios e praticamente tudo original. Nunca incomodou, nunca me deixou na mão.
    Discordo do comportamento da suspensão, de fato o primo dele Pug 307 batia seco, mas o C4 sempre achei macio e confortável. Acho ele bem mais confortável que meu outro carro Focus, que tem suspensão multilink.
    Por alguns anos frequentando fórum de usuários da marca, o que pegava eram as eletrovalvulas do câmbio AL4 que travava em 3ª marcha sem avisar.
    Bateria? Esta na 2ª!
    Esse vídeo o qual já havia visto é um ignorante e burro, merece nosso despreso.

  • Felipe S. Rangel

    Tive um 2011! Curtia demais o carro, com itens muito exclusivos e muito conforto e conveniência. Reforço os seguintes relatos: Direcionador do ar-condicionado (deu problema duas vezes), o cânister permitir o odor de combustível na cabine, a suspensão traseira chegando em fim de curso. No mais, não tive outros problemas. Foi um carro me agradava muito, sendo um dos que mais gostei de ter, apesar de ser automático com 04 marchas – que não apresentou falhas.

  • Caulazaro

    Meu sócio tem um C4 VTR há quase 10 anos. Só teve que arrumar a suspensão quando chegou a 100.000 rodados.
    Lembro que gastou mais ou menos uns 2.000,00. Bem longe desses 6.900,00.
    Um probleminha chato no VTR, e que acontece também no meu C4 Lounge, é que quando liga o carro e está muito, muito quente o sol, às vezes o ar condicionado não ativa. Tem que desligar o carro ou ficar mexendo nos botões do ar até ele resolver funcionar. Ou o problema é nos C4s ou nos ar condicionados na Citroen. Porque quando tive um Xsara hatch, às vezes acontecia isso também. Apesar disso incomodar, é bem de vez em quando mesmo, quando o sol está torrando.

  • mpey

    Tive um hatch 10/11 automatico…
    Fiquei até 2014, se não me engano, aproximado 67000 km… só tive um problema para substituir a bateria (fui ligar o carro, estava sem carga, seguro veio e trocou). Até os freios nesse tempo ainda estavam em bom estado (nunca trocados). Hoje, O carro está com um amigo, 110 mil km.

  • Zé Mundico

    O maior problema desse carro era ter suspensão da Citroen. Tivesse suspensão da Mercedes ou mesmo da Volkswagen, seria o fino da eficiência.

  • Mayck Colares

    Foi um dos melhores carros que já tive, para a época, era um carro à frente dos concorrentes.

  • Anderson Kaddahr

    era tujp4…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email