Citroën C4 L surgirá na Europa em 2022 – Sedã pode vir ao Brasil

Citroën C4 L surgirá na Europa em 2022 - Sedã pode vir ao Brasil

O Citroën C-Elysée passou longe do Brasil, embora possa ser visto em cidades do Rio Grande do Sul, que fazem fronteira com o Uruguai. O sedã compacto da marca parisiense, com seu irmão Peugeot 301, foi uma aposta para atingir consumidores com um produto de custo menor na carroceria sedã, sendo hoje importante, por exemplo, no Irã.


Agora, sabe-se que haverá um sucessor para o C-Elysée, segundo o site francês L´Argus. Ainda vendido na Tunísia e Turquia diretamente pela Stellantis, dado que existe embargo no Irã, o sedã compacto do duplo chevron verá o novo C4 L aparecer em 2022.

Conhecido como projeto C43, o chamado C4 L – lembrando que pode mudar, dado que o C4 L é o antigo C4 Lounge feito na China – surgirá no próximo ano, mas não por estratégia já definida. O motivo, segundo os franceses, é que o projeto C44 foi modificado.

Citroën C4 L surgirá na Europa em 2022 - Sedã pode vir ao Brasil

Este seria SUV compacto baseado no Novo C4, mas a Citroën teria mudado o projeto para um futuro C3 Aircross de 4,30 m. Este provavelmente sucederá o C4 Cactus no programa C-Cubed em versão feita para mercados emergentes, no caso Brasil e Índia, como o Novo C3.

Isto parece indicar a conclusão de um trio de compactos para a Citroën por aqui, mas e o tal C4 L? Na Europa, ele será fabricado na Espanha, em Madrid, onde é atualmente produzido o Novo C4. Então, pela descrição, se trata mesmo de uma versão sedã do crossover-cupê atual.

Isso vai de encontro à projeção de Jonathan Machado, onde o C4 europeu (chamado C4 Pallas na renderização) toma a forma de sedã e também de perua. Com produção a partir de outubro de 2022, o C4 L terá uma versão chinesa, mas com propulsão elétrica. Mas, e aqui?

Citroën C4 L surgirá na Europa em 2022 - Sedã pode vir ao Brasil

Muito se fala agora nos outros dois produtos do projeto C-Cubed no Mercosul e Índia. Além do sucessor do C4 Cactus, haverá um terceiro elemento, que pode ser um sedã feito sobre a base CMP e com possibilidade de produção na Argentina, fato que recentemente ganhou destaque.

Assim como o Novo C3 parece muito com o C3 europeu e possa até ser seu sucessor, com mudanças estruturais e ajustes visuais, o C4 L espanhol poderia ser modificado no C-Cubed para suceder o C4 Lounge. Na Stellantis, haverá somente um sedã em nossa região: Fiat Cronos. Espaço para um C4 L existe na gama, porém, o mercado se move em direção aos SUVs.

Na Europa não difere e sedãs não são apreciados na maioria dos países, porém, o alvo da Stellantis são os mercados do sul do continente, assim como o Magrebe (norte da África) e a Turquia. Claro, China e talvez Irã abraçarão o modelo. Agora, o grupo vê espaço para um sedã Citroën aqui?

[Fonte: L´Argus/Projeção: CarWP]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.