Citroen Crossovers História

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)
Citroën DS5

Se você já viu algum Citroën DS5 nas ruas, provavelmente já deu aquela virada de pescoço para observar as formas do carro. O modelo da marca francesa é exótico quando se trata de design, seguindo à risca o que manda a escola francesa. Ele se sobressai facilmente frente aos outros veículos e impressiona também pelo interior futurista e bem acabado.

Lançado no mercado brasileiro em dezembro de 2012, o DS5 já não é mais encontrado na rede de concessionárias da marca desde meados de 2017, bem como os outros modelos da linha DS (leia-se DS3 e DS5). Lá fora, o carro também já saiu de linha, visto que a DS Automobiles (agora uma marca de luxo da Citroën) agora tem como foco os crossovers e SUVs.


Ainda assim, o Citroën DS5 segue sendo um carro admirável e pode ser considerado uma boa compra no mercado de usados para quem busca por um veículo ousado e chamativo. Saiba agora tudo sobre o automóvel:

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)

Citroën DS5 – detalhes

O Citroën DS5 é aquele tipo de carro que você olha e não consegue definir com precisão se ele é um hatch, uma perua, um crossover ou um cupê. Na realidade, ele acaba sendo uma mistura de todos eles. E essa combinação acabou agradando muita gente e não dá para negar que o visual do carro é bastante ousado.

Tem gente que acha o DS5 extravagante demais. Mas também tem gente que acaba considerando o modelo premium da Citroën uma verdadeira obra prima, com visual ideal para se diferenciar dos demais carros no meio do trânsito.

A dianteira do carro tem formato bastante pontiagudo e elevado. O destaque fica por conta dos faróis espichados com filete de condução diurna em LED, que forma junção com os vidros laterais por meio de um grosso filete cromado que percorre toda a sua parte superior. Há ainda um capô com vincos marcantes, tomada de ar que destaca o duplo chevrón cromado da marca e para-choque proeminente, além de uma peça ao estilo bumerangue que abriga os faróis de neblina e os indicadores de direção.

As laterais do carro revelam uma silhueta diferenciada, com teto mais baixo e com caimento suave na parte traseira, ampla área envidraçada e linha de cintura bastante elevada. O carro exibe também um vinco marcante na parte superior das maçanetas, rodas de liga-leve de 18 polegadas com acabamento diamantado e um filete cromado na base das portas.

Por fim, a traseira conta com a coluna “D” marcada por um elemento em preto brilhante que faz a junção das janelas com o vidro traseiro. As lanternas também parecem ser inspiradas num bumerangue e contam com um vinco na parte inferior. Já o para-choque sustenta o suporte de placa e um detalhe preto que abriga as duas ponteiras de escape, que, curiosamente, são funcionais!

Pulando para o interior, o Citroën DS5 também não decepciona e dá continuidade à ousadia da escola francesa. O painel, apesar de contar com desenho um tanto quanto simples, chama a atenção pela enorme profusão de botões. De acordo com a marca, todo o conjunto foi inspirado num cockpit de avião. E, convenhamos, não é para menos…

O console central do painel é o ponto que mais se sobressai. Ele conta com as saídas de ar no topo, um relógio analógico na mesma extremidade, a central multimídia com tela sensível ao toque e seus comandos e também os botões do ar-condicionado automático digital de duas zonas.

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)

Logo abaixo há a alavanca do câmbio, outros comandos do sistema multimídia, o botão de acionamento do freio de estacionamento eletrônico e até mesmo os botões de comandos dos vidros elétricos das quatro portas, que deveriam estar nas portas – solução típica de carros franceses.

Essas soluções se repetem no console do teto, que concentra as luzes de cortesia e também os comandos do teto solar elétrico. O curioso é que ele conta com nada mais, nada menos que três tetos-solares! Na realidade há um para o motorista, um para o passageiro e outro para os ocupantes do banco traseiro. Todos eles podem ser abertos ou fechados individualmente.

O acabamento também chama a atenção, com direito a uma porção de couro na área do painel logo acima do painel de instrumentos, carpete forrando as laterais do console central, plástico emborrachado na parte superior do painel e das portas, entre outros.

Ele se sobressai ainda pelos equipamentos ofertados, como os bancos dianteiros com ajustes elétricos, memória e aquecimento, com opção de função massagem para o do motorista. Com a função massagem, o condutor recebe massagem nas costas por durante seis minutos.

Há ainda painel de instrumentos digital, head-up display com tela colorida, central multimídia com navegador GPS, sistema de som Arkamys com comandos no volante, opção de acabamento em couro Nappa, entre outros.

Vale ressaltar que o DS5 é construído a partir da plataforma do C5, um sedã de porte médio/grande oferecido pela Citroën entre os anos de 2009 e 2013. Ele, inclusive, saiu de cena um mês após a estreia do DS5, que passou a ocupar o posto de carro mais caro da Citroën por aqui.

Nas dimensões, são 4,53 metros de comprimento, 1,85 m de largura e 1,42 m de altura, com distância entre-eixos de 2,91 m. O porta-malas comporta até 468 litros de bagagens, podendo chegar a 1.288 litros com o banco traseiro rebatido. O peso do carro é de 1.480 kg vazio ou 1.998 kg bruto total.

Citroën DS5 – novidades

Lançamento no Brasil no fim de 2012

Na tentativa de oferecer carros premium no mercado brasileiro, a Citroën anunciou a chegada da linha DS em 2012. O primeiro a ser lançado por aqui foi o compacto DS3, oferecido inicialmente por R$ 79.900. Logo em seguida veio o “exótico” DS5, que começou a ser vendido no mês de dezembro do mesmo ano em versão única de acabamento por R$ 124.900.

O novo DS5 chegou como o topo de linha da submarca DS e ocupou o lugar do C5 dentro da linha da Citroën como o carro mais refinado e caro do catálogo. Na época, ele justificava seu preço elevado pelo visual ousado, acabamento sofisticado e boa lista de equipamentos.

A única versão do carro contava com motor 1.6 THP e câmbio automático, além de itens como ar-condicionado automático digital de duas zonas, chave presencial, partida por botão, bancos em couro, assentos dianteiros aquecidos, banco do motorista com ajustes elétricos e massagem, teto solar panorâmico, central multimídia com navegador GPS, rodas de 17 ou 18 polegadas, faróis bi xênon direcionais, entre outros.

Linha 2017 com visual renovado

Como mudança de meia-vida, o Citroën DS5 2017 foi anunciado em janeiro de 2016 com novidades por fora, por dentro e nos equipamentos. Ele fez a sua estreia nas versões Be Chic e So Chic, com preço inicial de R$ 137.990, ou R$ 14,5 mil mais caro que a linha anterior, podendo chegar a R$ 158.715 no modelo topo de linha, ou R$ 172.320 com todos os opcionais disponíveis.

Entre as novidades, o DS5 passou a ser um carro da própria marca DS e não mais um modelo de luxo da Citroën. Por isso, abandonou o duplo chevrón e adotou o “DS Wings” em letras garrafais. O carro ganhou ainda uma nova grade hexagonal com moldura cromada e novas rodas de 18 polegadas.

Por dentro, o carro adotou um novo revestimento marrom nos bancos e uma nova central multimídia, com tela sensível ao toque de sete polegadas, espelhamento de smartphones Android e iOS e navegador GPS. De resto, seguiu sem alterações.

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)

Vendas interrompidas no Brasil

No início de 2017, a Citroën suspendeu as vendas dos modelos DS3, DS4 e DS5 para promover uma reestruturação da linha DS no Brasil. Os carros passariam a ser vendidos em concessionárias exclusivas, seguindo o mesmo padrão empregado na Europa. Esse projeto tinha previsão para o segundo semestre do mesmo ano.

Contudo, na realidade, os carros da marca DS deixaram de ser vendidos de vez no Brasil. Inclusive, o DS5 já até deixou de ser produzido lá fora.

Logo depois, a Citroën prometeu lançar novos carros da DS, como é o caso do crossover DS7 Crossback. Porém, a promessa também não se concretizou – pelo menos por enquanto.

Fim da produção na Europa

Sim, o DS5 já não é mais produzido pela marca. Em junho de 2018, o grupo PSA anunciou o fim de linha dos modelos DS4 e DS5 na Europa. A intenção da marca daqui pra frente é focar em crossovers elétricos.

A marca DS vinha registrando queda nas vendas no mercado. Sendo assim, os crossovers e SUVs serão os pontos chave para dar um “up” nas vendas da empresa.

Citroën DS5 – versões

O Citroën DS5 foi comercializado no mercado brasileiro em duas versões de acabamento diferentes. Elas se diferenciam pela lista de equipamentos de conforto, tecnologia, visual e acabamento.

Confira abaixo as versões do DS5:

  • DS5 Be Chic 1.6 THP
  • DS5 So Chic 1.6 THP

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)

Citroën DS5 – equipamentos

DS5 Be Chic 1.6 THP

Segurança: equipado de série com airbags frontais (com dispositivo de desativação do airbag do passageiro), laterais dianteiros e de cortina, apoios de cabeça dianteiros com ajuste de altura e de inclinação, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, faróis bi xênon autodirecionais com lavador, faróis de neblina, lanternas de neblina, freio de estacionamento elétrico automático, assistente de partida em rampas, limitador e regulador de velocidade com velocidades pré-programadas, luzes de condução diurna em LED, retrovisores externos com repetidores de seta em LED e luz de acompanhamento, freios ABS com assistente de frenagem de emergência e distribuição eletrônica de frenagem, entre outros.

Conforto: conta com retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos com ajustes elétricos e rebatimento elétrico, sensor de chuva, sensor de luminosidade, ar-condicionado automático digital de duas zonas com saídas de ar traseiras, câmera de ré com tela colorida, sensor de estacionamento traseiro, vidros elétricos com função “um toque” e antiesmagamento, direção eletro-hidráulica, volante com regulagem de altura e profundidade, apoio de braço dianteiro com porta-objetos refrigerado, apoio de braço central traseiro com acesso ao porta-malas, entre outros.

Tecnologia: traz sistema de navegação GPS eMyWay com mapa do Brasil e tela colorida, Bluetooth, central multimídia com especialização do som Arkamys e comandos no volante, entre outros.

Visual: tem dupla ponteira de escapamento integrada ao para-choque traseiro, detalhes vsuais cromados, interior com design tipo cockpit de avião, relógio exclusivo no centro do painel de bordo, soleiras de porta dianteiras e traseiras cromadas, vidros pigmentados, winglets traseiros para direcionar o fluxo aerodinâmico, rodas de liga-leve de 18 polegadas “Canaveral” pretas e diamantadas, entre outros.

Acabamento: ostenta bancos em tecido Armucara, volante revestido em couro plena flor com detalhes cromados, alavanca de câmbio com revestimento em couro, entre outros.

Como opcional, ele podia receber o Pack Conforto, que inclui bancos revestidos em couro, bancos dianteiros elétricos com aquecimento, regulagem de altura e de distância, tapetes dianteiros e traseiros, volante revestido em couro Nappa, destravamento das portas sem chave, partida do motor por botão, sensor de estacionamento traseiro, entre outros.

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)

DS5 So Chic 1.6 THP

Segurança: oferece os mesmos equipamentos do modelo Be Chic.

Conforto: agrega bancos dianteiros com ajustes elétricos e aquecimento, para-brisa acústico, sensor de estacionamento dianteiro, partida do motor por botão, destravamento das portas por chave presencial, entre outros.

Tecnologia: tem head-up display colorido e retrátil.

Visual: adota teto solar panorâmico tipo cockpit com três cortinas individuais elétricas.

Acabamento: ganha bancos revestidos em couro Sportlounge na cor preta, acabamento interno com peças de alumínio escovado “bouchonné” tipo aviação, entre outros.

Como opcional, tinha o Pack Club, com banco do motorista com memória, regulagem lombar e função massagem, bancos revestidos em couro Nappa ou semi-anilia com desenho exclusivo de pulseira de relógio, sistema de som HiFi by Denon com 10 alto-falantes, amplificador e subwoofer, entre outros.

Citroën DS5 – preços

O Citroën DS5 já não faz mais parte da linha de automóveis 0 km da marca francesa no mercado brasileiro. No entanto, é possível encontra-lo no mercado de seminovos.

Veja abaixo os preços do modelo:

  • DS5 Be Chic 1.6 THP: de R$ 86.659 (2015) a R$ 94.509 (2016)
  • DS5 So Chic 1.6 THP: de R$ 97.518 (2015) a R$ 105.695 (2016)

*Preços com base na Tabela Fipe em dezembro de 2018.

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)

Citroën DS5 – motor

O motor que equipa o DS5 é um velho conhecido dos consumidores de Citroën. Trata-se do 1.6 THP, dotado de turbocompressor, que foi projetado pela PSA Peugeot-Citroën em parceria com BMW. Ele é utilizado também em modelos como DS3, DS4, 208, 308, 408, 508, 3008, 5008 e RCZ, além do BMW Série 1 e dos MINI Cooper S.

Ele bebe somente gasolina e consegue desenvolver 165 cavalos de potência, a 6.000 rpm, e 24,5 kgfm de torque, a 1.400 rpm. Tal propulsor trabalha juntamente com uma transmissão automática Aisin de seis marchas, com conversor de torque, que oferece opção de trocas manuais pela alavanca.

Citroën DS5 – desempenho

Segundo dados informados pela Citroën, o DS5 é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos. Sua velocidade máxima é de 211 km/h.

Porém, ao contrário do que o motor turbo de 165 cv sugere, o DS5 não oferece um desempenho muito empolgante. Isso muito por conta do seu peso bastante elevado, de 1.480 kg vazio.

Devido a isso, o Citroën acaba entregando um desempenho apenas aceitável para o uso no dia a dia e em viagens. O automóvel oferece acelerações progressivas e sem aquela “puxada” característica de carros com apelo mais esportivo. Todavia, ele não decepciona em momentos de ultrapassagens e retomadas, já que o turbo garante um fôlego extra e entrega de torque imediata.

Um dos pontos fortes do DS5 é o silêncio do conjunto mecânico. O câmbio automático do carro garante uma faixa de rotação de 2.000 rpm a 100 km/h e 2.200 rpm a 110 km/h.

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)

No entanto, em rotações mais altas o ruído começa a invadir a cabine. O isolamento acústico do Citroën DS5 não é um dos mais eficientes, sobretudo nas rodas traseiras que carecem de uma vedação acústica melhor.

No mais, há um bom isolamento entre o motor e a cabine e as portas não apresentam aquele característico ruído aerodinâmico.

A respeito da estabilidade, o Citroën DS5 também se sobressai. Ele dá aquela impressão de estar sempre colado ao chão e consegue contornar as curvas com maestria.

Mas como nem tudo são flores, o DS5 peca bastante ao passar pelos buracos e ondulações das ruas do nosso País. A suspensão apresenta uma pancada seca em terrenos irregulares. Ou seja, caso você tenha a necessidade de trafegar por terrenos desse tipo, pense duas vezes antes de estacionar um DS5 na garagem.

Citroën DS5 – consumo

Consumo de combustível na cidade

  • 8,6 km/l com gasolina

Consumo de combustível na estrada

  • 12,2 km/l com gasolina

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)

Citroën DS5 – revisões

A Citroën disponibiliza uma tabela com preços de revisões tabelados para toda a linha DS. Afinal, os modelos DS3, DS4 e DS5 utilizam o mesmo conjunto mecânico.

Veja abaixo os preços das revisões do Citroën DS5:

  • Revisão de 10.000 km: R$ 652
  • Revisão de 20.000 km: R$ 1.004
  • Revisão de 30.000 km: R$ 928
  • Revisão de 40.000 km: R$ 1.052
  • Revisão de 50.000 km: R$ 1.052
  • Revisão de 60.000 km: R$ 1.460

Citroën DS5 – ficha técnica

Motor

1.6 THP

Tipo

Dianteiro, transversal e gasolina

Número de cilindros

4

Cilindrada em cm3

1.598

Válvulas

16

Taxa de compressão

10,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Potência Máxima

165 cv a 6.000 rpm

Torque Máximo

24,5 kgfm a 1.400 rpm

Transmissão

Tipo

Automático de seis marchas com conversor de torque

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Discos ventilados (dianteira e traseira)

Direção

Tipo

Eletro-hidráulica

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson, com mola helicoidal

Traseira

Eixo de torção, com mola helicoidal

Rodas e Pneus

Rodas

Liga-leve de 18 polegadas

Pneus

235/45 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.530

Largura (mm)

1.852

Altura (mm)

1.419

Distância entre os eixos (mm)

2.915

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

610

Tanque (litros)

75

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

1.905

Coeficiente de arrasto (Cx)

0,3

Citroën DS5 – fotos

Citroën DS5: preço, consumo, versões, motor (e equipamentos)
Nota média 3.8 de 5 votos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • foi meu sonho durante muito tempo… o carro mais bonito das francesas que já se vendeu no Brasil

    • Rodrigo Pasini

      A linha DS matava a pau, pena que pararam de vender.

      • th!nk.t4nk

        Sabe o que acho incrível? O quanto os brasileiros gostam dos DS. Na Europa essa linha sempre foi um fiasco, e o DS5 entao foi o maior fiasco de todos. Ninguém quer o carro. Curiosamente no Brasil é o oposto, todos acham o máximo.

  • Felipe Rocha de Assis

    Esse carro é bonito, só acho salgado o preço, porém, é lindo de se ver na rua..

    • Luconces

      Se ta salgado o preço é porquê tem mercado para ele.

      O que deixa o estigma de francês que desvaloriza adoidado no chão.

      Eu acho esse carro lindo ainda.

  • Lucia C.

    Para-brisa acústico? Alguém sabe dizer o que é isso?

    • Marcelo Duarte

      Mesma coisa que aquelas janelas anti-ruido

    • afonso200

      o pug 408 tem isso, sao parabrisas mais grossos com delaminação para ruido

  • Yamaha Mt-09

    Por ter saído de linha podia tá um pouco mais em conta os usados.
    Se fosse pra mim comprar um usado premium seria esse carro.

    • André Wolf

      Não cai de preço pq vende rápido, tem poucos no mercado e um público interessado. Eu vendi meu Ds3 em 5 dias e levei 4 meses apra achar um Ds4 do modo que queria,

      • invalid_pilot

        DS3 quebra muito como o povo fala ?

        • Linkera

          Defina “povo”.
          “Povo” que anda de Corolla, manja de super trunfo e de teclado ou “povo” que já teve o carro e pode opinar com propriedade?
          Sou proprietário de um DS3 e o carro tem apenas 2 problemas crônicos que podem ou não dar no carro (loteria). 1 – Bomba de alta e 2 – turbina. O 2° nem chega a ser um problema porque quando da problema é uma ótima oportunidade pra fazer um upgrade de turbina já que uma TK3 sai mais barato que a turbina original do THP rsrs.
          No mais é só alegria, anda muito, bebe pouco e tem um potencial absurdo. Com R$5000 vc leva ele a 230cv e com mais R$5000 ele vai a 300cv brincando. Praticamente o dobro dd potencia por 10k. Sem falar em outras peças de performance (suspensao, freios, embreagem…) que acha de balde no eBay pra este carro lá fora. O carrinho é só alegria.

          • invalid_pilot

            Povo conceito abrangente, até canais como APC falam que o DS3 é chato e caro de manutenção, por isso a pergunta.

            E era justamente turbina que eles falam dar mais pau e etc .

            As vezes bate vontade de abraçar um por 50 conto kkk

            Corolleiro nem é gente na minha opinião

            • Vitor C

              Sinceramente gosto muito do APC mas eles não são parâmetro.
              Condenam DS3 mas saem recomendando carros como Mini Cooper e A1 que são verdadeiras bombas se não cuidados, além dos diversos vícios e problemas crônicos que ambos possuem. Além do mais o preconceito contra qualquer coisa que não seja alemã está bem claro ali.

              • Davi Millan

                Realmente, por isso que o nome deles é amigo por carros e não especialistas. haha.
                Nada contra e até vejo, mas o que eles falam não é totalmente verdade, ou em São Paulo é um mundo paralelo. Sou muito mais um DS3 que qualquer Audi A1 que tem o cambio S-Tronic que vai dar pau uma hora e a pessoa que estiver com ele vai sentir a dor de consertar um DCT…
                Amo carro com DCT e teria facilmente, mas só na base da canelada ou com garantia.

              • carlos eduardo da silva pinhei

                Disse tudo… o preconceito está enraizado nos brasileiros e os especialistas aqui no Brasil nasceram e cresceram ouvindo os pais, tios etc. dizerem que os alemães é que são bons!!! Realmente o A1 e o Mini Cooper tem muito mais chance de dar pau (e de sair mais caro para consertar).

            • Davi Millan

              Acompanhei vários DS3 de perto, mas infelizmente nunca tive um. Mas posso te dizer.
              O carrinho é show e como o amigo ali em cima falou @linkera:disqus. 1. Bomba de alta (é raro) e 2. Turbina (mais raro ainda, só vi em um único carro, mas era mexido também). Mas eu acrescentaria um que é mais recorrente ainda. A válvula de prioridade tende a morrer cedo demais, mas dai basta comprar uma GFB DV+ que resolver o problema pra sempre. Sendo que esse último é recorrente em mini e bmw também.

              Eu estou olhando algumas opções para segundo carro daqui de casa, e como aqui só entra carro turbo, eles tem forte chances.

              • Linkera

                A válvula de prioridade só morre se o carro for mexido. Original, a membrana até que aguenta, mas se remapear sem trocar a válvula, já era.

          • Eddie

            E vc acha que são poucos problemas? Vc está sentado numa bomba relógio colega.

            • Linkera

              Se você quer algo 100% confiável compre uma bicicleta… E olhe lá
              Antes sentar nessa “bomba relógio” (segundo o seu julgamento) e ser feliz com alto desempenho, baixo consumo e baixo custo de manutenção comparado a carros do mesmo nicho, do que andar num “seguro” japones, alemão ou o caramba que for que vai me levar do ponto A ao ponto B sem o menor tesão.
              Enquanto uns haters como você criticam, eu ando num carro que me põe um sorriso no rosto a cada esticada e a cada espirro. Passar bem

          • André Wolf

            O meu Ds4 teve os dois problemas noa to da compra, antes de pagar.. pedi para fazer a revisão e encontraram isso. Troaram tudo na garantia sem cobrar 1 centavo do vendedor.

        • carlos eduardo da silva pinhei

          Ué, nunca ouvi dizer que ‘quebra muito’ e sim exatamente o contrário. Só vejo proprietário falando bem desse carro (veja as opiniões dos donos). Quase comprei um no ano passado (12/13) e após fazer contato com a pessoa ela me disse que vendeu em 15 dias e que o único ‘problema’ dele era a suspensão dura (o que é normal para um esportivo).

      • O foda que o preço que o lojista pagou foi bem a baixo. Não dava para o vender para particular pelo preço que vendeu ao lojista? rsrsrsrs

        • André Wolf

          Complicado. O meu eu vendi diretamente

      • andrwolf already

  • Paulino Lino

    Uma obra de arte que eu ainda pretendo colocar na minha garagem!

    • Lelolol

      Tamo junto, vou comprar um c4 hatch agora, mas já vou juntando pra pegar essa maquina!!!!!

      • Paulino Lino

        Estou programado pra trocar de carro em Abril de 2019 e curto muito o C4 hatch….. só acho baixo demais. Mas ainda não o descartei como opção.

        • Felipe S. Rangel

          Tive um C4 hatch. Foi um dos melhores carros que já tive (P.S.: eu já tive um Corolla) e ainda hoje admiro-o muito, e sempre paro para observar quando vejo um passando na rua. Talvez eu goste de ir contra a maré e me ver em situação de risco (P.S.: Hoje tenho um Fiesta Titanium Plus Powershift).

          • Paulino Lino

            Eu acho muito lindo o design do C4 hatch e até hoje paro pra olhar um quando passa na rua (principalmente o preto)…. e outro ponto que está me desanimando é o valor do seguro (além de ser baixo e raspar em quase tudo)

          • felipesrangel important

      • lelolol why

    • Marcelo Amorim

      Se esse carro custasse uns 45k hoje,seria minha opçao.

  • Emygdio Carlos

    Interessante, mas esse é mais um veículo que sofre a bendita “solução de continuidade”, diferentemente de outras marcas que mantém o seu produto por decadas, dando confiança aos consumidores.
    Quem compra um carro que sai de linha em pouco tempo de produção perde ainda mais dinheiro.
    Comprar carro já é sinônimo de perda de dinheiro, entretanto, quando o modelo deixa de ser produzido, aí é o fim do resto, lamentavelmente.

    • Luconces

      Mas o mercado de usados dos DS mostra o contrário do seu comentário.

      • Emygdio Carlos

        Ok!

        Refiro-me àquele consumidor que adquiriu o veículo zero quilômetro e, de certa forma, acreditou na marca, mas……..

        • Luconces

          Eu entendo que quem adquiriu zero as vezes pode não ter ficado feliz mas mesmo com a marca ter saído e ainda ainda assim possuir um mercado fiel de usados já garante uma tranquilidade.

          • Zé Mundico

            Eu não diria um mercado de usados mas sim um mercado de compradores que foram de certa forma enganados.
            Embora seja uma nave, difícil achar quem queira um carro desses usado. E se a montadora desisitiu é porque estava vendendo muito mal, senão não teria desistido, isso parece lógico!.
            Isso é carro que vendia 5 unidades por mês. Sinceramente, tenho pena de quem levou essa rasteira da Citroen….

            • Luconces

              Eu entendo esse fator mas o mercado de usados DS não reflete isso. Tem pessoas que sabem da qualidade do produto e estão sempre a procura.

              Quanto a Citroen realmente foi uma pena, quem sabe com os novos DS não volta a ser ofertado no Brasil.

              Problema é que do jeito que ta, a Chery vai ganhar mais credibilidade do que a PSA.

    • Oliveira

      seria ruim se a marca saísse do país.. mas não há problemas nesse caso, já que a DS é da Citröen..

    • el punidor

      Exato, não sou puxa-saco de marcas, mas é muito interessante a Honda que não deixa de trazer o Accord ou Toyota com o Camry. Sempre. Mesmo vendendo pouco, e serem bem caros , são oferecidos no Brasil. Isso trás bastante segurança para quem compra um zero ou usado, mesmo com muitos anos de uso. Na outra ponta, as arapucas super micos, 2 exemplos p não me estender demais: o Malibu, poucas unidades vendidas, mercado abandonado, e o Nissan Altima, que em 2013 o pior fabricante japonês com altas tendências a comportamento de marcas coreanas, chinesas e indianas, jurou que “agora vai”, e simplesmente abandonou o mercado depois de pouco sucesso e o comprador com uma bomba na mão. A Citroen fez o mesmo com os DS, tive um DS3, ótimo carro, mas não compraria novamente um carro caro de um fabricante tão instável, isso que dei sorte, pq procurei muito um DS5 no interior de SP, e não encontrei um nas condições que queria. Se tivesse encontrado,
      estaria com um carro caro fora de linha nas mãos, sem qualquer aviso prévio. Um ótimo carro, porém a Citroen, como sempre, mata um produto, não apresenta um substituto, e mancha mais ainda sua reputação. Depois não sabem a razão de vendas tão baixas e falta de confiança na marca.

      • EDU

        Tive um Malibu ano 2012 Na epoca foi o que melhor achei pelo que eu queria, Excelente carro depois nao demorei muito para vender. Sempre comprei o que eu gostava afinal carro e bem de consumo nao investimento como muita gente acha. Sobre seu comentario do ACCORD E CAMRY vc tem razao. Compraria outro Malibu e tbm um Altima .

        • el punidor

          Em momento nenhum eu disse que carro é investimento, o que não dá é ficar jogando todo valor do veículo pela janela.Eu também já tive muitos carros comprados muito mais por eu gostar do que usando somente a razão. Exemplo da Gm foi uma Captiva v6 3.6 4×4, zero porta-malas , portanto utilidade nenhuma para mim na época, mas adorava o motor e a solidez. E a vendi muito bem depois, fácil. Porém agora me atraem bem mais os carros mais rústicos e duráveis, inclusive quanto a sua permanência no mercado, como as picapes médias.

        • afonso200

          nao pensou em um Azera V6 10/11. pelo menos 20 mil mais em conta e tinha um V6

      • afonso200

        o Altima realmente é um elefante branco, joga no Mercado livre, buchas suspensao altima, amortecedor altima,,,, nao encontra nada….

      • Emygdio Carlos

        Excelente comentário!

  • globonaotemjapa

    PSA tem capital chines?

    • Oliveira

      sim, tem uma porcentagem pertencente a Dongfeng Motor.. 12,23% de acordo com o relatório 2017 da PSA..

  • Gran RS 78

    Isso não é um carro, é uma verdadeira nave!

  • Helder Fonseca

    Será que o DS4 vale a pena?

    • Oliveira

      é basicamente um C4 Lounge hatch.. dependendo do que vc precise, talvez o sedan seja melhor.. (e mais barato também)..

      • Michel

        Um montado na França outro na Argentina, tenho o ds4 e participo do grupo do lounge, lounge tem infinitos problemas que o ds4 não tem por outro lado o ds é mono.

        • Oliveira

          um feito para europa, outro para américa latina, então dá pra entender..

          mas tu gosta dele?? quais os pontos positivos e negativos??

          • Michel

            Comprei meu ds4 tem 4 meses, achei um 13/14 com 9.900 km rodados… de uma senhora que pegou um c4 Picasso novo, nunca mais na vida encontro isso rs.

            Sobre o carro eu sou muito suspeito pra falar pq sempre fui apaixonado pelo modelo e gosto do conceito de design da Citroen e Ds desde o ds21.

            Os pontos positivos são que o carro além de lindo tem muitos itens de conforto e segurança que não se encontra em outros pelo mesmo valor.

            Pesquisei mais do que ninguém, fucei o ds forum de cabo a rabo, sites da Inglaterra, videos em vários idiomas no youtube etc…
            Antes de dirigir o carro tinha muito medo de ser duro, eu não acho, penso que os pneus 245/45 passam mais irregularidades pro carro que a suspensão em si.

            Quando comparo com o 307 da minha mãe, com civic e fit por exemplo, o ds4 é macio, também tinha em mente aumentar o perfil do pneu, mas o 225/45 não me incomoda, talvez quando precisar trocar eu até pense em por um 50.

            Pontos negativos: Os motores THP mono, tem alguns problemas crônicos que podem ou não aparecer, no meu não apareceram e nem sei se vão, os problemas são:

            *diafragma da tampa de válvulas
            *Bomba de alta pressão
            *kit corrente de comando

            Felizmente a Citroen tem se posicionado a favor dos clientes e trocando mtas coisas mesmo fora da garantia, ainda não testei o suporte da empresa, mas tem diversos relatos nos grupos de WhatsApp (ds e c4 lounge) onde tem mto sucesso na tratativa.

            Meu seguro foi 2.400 com 100% Fipe e vidros e farol (xenon) completo, perfil: Atibaia-sp, 31 anos, bonus 6, roda mais de 1.200 km por mês, não estuda, solteiro .SE for fazer seguro cote com a Aliro do grupo Liberty ou na Bradesco, atualmente são as mais baratas pro veículo.

            Participo do grupo do c4 lounge e o Ds4 tem algumas coisas iguais, porém talvez por ser feito na frança e o lounge na Argentina, percebo mta reclamação no lounge, seja por montagem ou defeitos em geral, mtos problemas do lounge NAO vejo no ds4, e os problemas do top mono até onde sei foram corrigidos nos flex do lounge.

            O carro pesa 1360 quilos, eu rodo mto na rodovia e só uso gasolina aditivada e a cada 2 abastecimentos faço 1 com podium. Toda vez que pego a rodovia pra ir trabalhar em Guarulhos, zero o computador de bordo, tem dias que marca 14,5km/l tem dias que marca 15 e já chegou a marcar 15km/L mas…..isso andando a 100km/h, quando vou a 120km/h ou 130km/h cai pra 13km/L sem choro, na cidade nem me preocupo por que sei que não faz melhor que 8,5 km/l ou 9km/l.

            O carro até ano modelo 2014 é versão única chamada de turbo na FIPE.
            A partir de 2015 teve duas versões “CHIC” e “SO CHIC”
            Fique experto a versão CHIC capou varias itens do carro, Xenon é um deles.
            A versão SO CHIC nunca achei um anúncio qualquer *(alguns anúncios na internet estão errados sobre a versão, os vendedores de loja nem sabem sobre o carro).
            Foram vendidos 1.170 ds4 no Brasil e 124.000 no mundo.
            Custo de cada pneu em média são de 550 reais.

            Se for pegar de particular, verifique antes se já foi trocado algum item citado acima, não tenha medo… caso o veículo esteja com manual de revisões carimbados, a chance de conseguir trocar na faixa é praticamente 100%, até veículos que não fizeram todo o plano de revisões na ccs , o sac tem ajudado dando 50% do valor ou até 70 em alguns casos, existe um recall branco/
            SE achar em concessionária Citroen melhor ainda, em Ribeirão Preto na (independance) tinha um Branco.

            Não sei sua experiência com as francesas, aqui na minha familia já é o quinto, ou vc paga 60 mil num ds4 ou pega um ka 0km.

            Se achar um carro legal compre, não tenha medo do carro nem dos custos, obviamente não custa o mesmo que a manutenção de um gol, as pessoas falam demais de francês, a maioria nunca sequer teve, cotei os preços de varias peças, antes de pegar o carro da minha mãe, quando comparava com os concorrentes, o preço por vezes era menor pro Peugeot do que pra um ford ou VW, lembre-se não existe carro perfeito, o prazer em dirigir tem que ser levado em conta.

            (Segurança)

            6 air bags: frontal condutor & passageiro (com dispositivo de neutralização do air bag do passageiro), lateral dianteiros e cortina
            Acionamento das luzes de emergência em caso de frenagem brusca
            Alerta de não utilização dos cintos de segurança dianteiros e traseiros
            Cintos de segurança dianteiros pirotécnicos, com limitador de esforços e regulagem de altura
            Cintos de segurança traseiros de três pontos com limitador de esforços
            Smart Alert Move nos retrovisores externos
            ESP (controle dinâmico de estabilidade) + ASR (antipatinagem)
            Faróis auto-direcionais com dispositivo adicional de iluminação estática de cruzamento
            Faróis bi xênon com lavadores e acendimento automático
            Faróis de neblina dianteiros e traseiros
            Fixação ISOFIX para cadeiras de crianças nos bancos traseiros
            Hill Assist: sistema de ajuda a partida em aclive ou declive
            Lanterna móvel no porta-malas
            Limitador / Regulador de velocidade com velocidades pre-programadas
            Limpador do para-brisa automático com detector de chuva e indexado á velocidade
            Luzes diurnas de LEDs
            Retrovisor interno eletrocromo
            Retrovisores externos com regulagem elétrica, rebatíveis eletricamente e indexados a marcha ré
            Retrovisores externos com repetidores e luz de acompanhamento

            (Conforto)

            Ar condicionado automático digital bi-zone, com filtro de partículas e função Restore
            Computador de bordo com indicador de temperatura externa
            Detectores de obstáculos dianteiros e traseiros com indicação gráfica e sonora
            Função Black Panel
            Luz de acompanhamento externa após travamento das portas
            Para-brisa panorâmico acústico com para-sol deslizante para motorista e passageiro
            Sistema de ajuda a baliza com avaliação do espaço disponível
            Tomada 12 V (na console central dianteira e no porta-malas)
            Travamento automático das portas e do porta-malas com veículo em movimento
            Vidros elétricos com dispositivo “um toque” e anti-esmagamento

            (Sistema áudio e multimídia)

            Alertas sonoros do veículo personalizáveis
            Bluetooth para telefone e transmissão dos MP3 para o radio (conforme celular
            Central multimídia com CD, MP3, espacialização do som Arkamys e comandos no volante
            Entrada auxiliar e USB
            Sistema de navegação GPS eMyWay com mapa do Brasil e tela colorida 16/9

            (Bancos e revestimentos)

            Apoios de cabeça traseiros (3) com regulagem de altura
            Apoio de braço dianteiro e traseiro
            Bancos com couro bicolor remetendo a cor externa (conforme cor carroceria)
            Bancos de couro de alta qualidade com desenho exclusivo esportivo
            Bancos dianteiros com regulagem lombar elétrica, função massagem e regulagem de altura
            Bancos traseiros rebatíveis (1/3, 2/3)
            Tapetes dianteiros e traseiros
            Volante revestido de couro com detalhes cromados, com regulagem de altura e profundidade

            (Acabamento)

            Aerofólio traseiro na cor da carroceria
            Apoia braço dianteiro com revestimento de couro estampado DS
            Assinatura luminosa dianteira com LEDs e traseira com faixas de luz
            Maçanetas das portas traseiras pretas e integradas, maçanetas dianteiras na cor do veículo
            Painel de instrumento analógico com telas LCD integradas
            Painel de instrumento personalizável: cores e informações da tela LCD central
            Pedaleira e soleiras de alumínio com estampa exclusiva
            Retrovisores exteriores na cor da carroceria
            Vidros laterais com friso cromado
            Vidros traseiros e do porta-malas escurecidos

            (Cores)

            Blanc Banquise (sólido) + couro preto
            Blanc Nacré (perolizado) + couro bicolor branco e preto
            Gris Shark (metalizado) + couro preto
            Noir Perla Nera (metalizado) + couro preto
            Rouge Babylone (perolizado) + couro bicolor vermelho e preto

            Abraço.

        • Davi Millan

          Tive um C4 Lounge e meu vizinho tinha um DS4. De motor e cambio eu não tive nenhum problema, mas tive uma penca de probleminhas chato, enquanto o meu vizinho nada teve. Único ponto que desabona é o fato de ser mono mesmo e ter que andar na podium. Sem mais, excelente carro.

          Obs: tive um Cerato por quase 5 anos antes do C4L e foi só beleza.
          OBS2: depois do C4L eu tive um Up! TSI que foi o pior carro da minha vida. Mas hoje eu estou com uma Golf Variant que voltei a paz de espirito que eu tinha com o Cerato.

          • André Wolf

            Esse negócio de podium não confere. Só ando de aditivada simples e nunca tive problemas , recomendação do próprio mecânico da Citroen que até indicou o posto com melhor gasolina aqui na minha cidade.

    • José Eduardo D’Acampora Guazzi

      Entre o DS4 e o C4 Lounge ou 308 THP , de preferencia aos Lounge e 308 já com THP flex que tem bem menos dor de cabeça com alguns problemas cronicos do THP mono como a bomba de alta que se a CC não ajudar junto ao SAC da Citroen (as vezes fazem de graça se incomodar) pode sair até 8mil pra arrumar.

    • Michel

      Tenho um Ds4, no meu caso valeu cada centavo, pq dirijo o carro que sempre namorei e achei um com baixíssima km, cansei de ficar na dúvida entre pegar um DS que é o que eu queria ter ou pegar um carro de outra marca que desvalorize menos, dirijo com prazer…. o carro tem tudo o que eu prezo e não estou insatisfeito algo que agrada os outros e não a mim. Se achar um bom compra! o perfil de quem comprou um ds4 é diferente de quem comprou um ds3 que vendeu mais, entra no grupo do ds e pesquise mais antes de pegar. Foram vendidos cerca de 124.000 ds4 no mundo e cerca de 1200 no BR, vc acha qualquer coisa pra ele no eBay ou sites europeus, além do motor THP mega popular no BR e Europa, pesquisa tbm no site do dsclube. Abraço

    • Breno Noleto

      Tenho um DS4 a um pouco mais de um ano. Tive alguns problemas só que é impossível desfazer dele, gosto demais do carro, chama atenção pela exclusividade e beleza, fora que anda muito. Se pesquisar bem e conhecer a procedência do carro, vale a pena.
      Conselho primordial, compre com as revisões feitas na Citroen, no futuro com um eventual problema a montadora paga o valor das peças e mão de obra dependendo do caso.

  • Emygdio Carlos

    Mês de referência:

    dezembro de 2018

    Código Fipe:

    011154-6

    Marca:

    Citroën

    Modelo:

    DS5 1.6 So Chic Turbo 16V 5p Aut.

    Ano Modelo:

    2016 Gasolina

    Autenticação

    f9701zb0cscz9

    Data da consulta

    quinta-feira, 27 de dezembro de 2018 17:06

    Preço Médio

    R$ 105.695,00

    Para quem comprou um zero km????

    • Michel

      DS5 versão (be chic) 2016 0/km R$137.000>>>>>>> hoje custa 94.500 = (- 31%)
      BMW 320i Sport ActiveFlex: R$ 163.950 2016 0/km>>>>>>> hoje custa 120.900 = (-26%)

  • Thiago Fernandes

    Como a PSA conseguiu matar um carro desses ? tem tudo, e é lindo !

  • clodoaldo santos

    -carro mais bonito que já tive oportunidade de fazer test-drive… lindíssimo… coisa de primeiro mundo… ah seu eu tivesse grana… quem sabe a mega sena da virada me ajude

  • afonso200

    nao sabia que tinha 2 versoes….. fui na epoca ver o carro, tem teto solar separados,….. tenho o prospecto do 3 4 e 5 guardados.

  • Licergico

    ” Segundo dados informados pela Citroën, o DS5 é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos. Sua velocidade máxima é de 211 km/h.

    Porém, ao contrário do que o motor turbo de 165 cv sugere, o DS5 não oferece um desempenho muito empolgante. Isso muito por conta do seu peso bastante elevado, de 1.480 kg vazio.

    Devido a isso, o Citroën acaba entregando um desempenho apenas aceitável para o uso no dia a dia e em viagens. O automóvel oferece acelerações progressivas e sem aquela “puxada” característica de carros com apelo mais esportivo. Todavia, ele não decepciona em momentos de ultrapassagens e retomadas, já que o turbo garante um fôlego extra e entrega de torque imediata. ”

    Se o repórter dirigir um uno sport vai querer cometer um harakiri por causa do ‘desempenho’ dele !

  • Miguel

    Quando esse carro apareceu eu não tinha olhos pra mais nenhum outro!
    O único defeito era que esse motor (muito bom nos modelos menores), era apenas satisfatório para esse carro. Ele deveria ter ganhado um THP de 200CV na época.

  • Na ultima foto é possível ver que a tampa traseira está desalinhada a lanterna e a carroceria do carro.
    Isso q é um carro premium

  • Wagner Yuji Dargevitch

    bom dia tenho um ds4 2013 com 19mil km, se alguem tiver o interesse podemos conversar. Carro muito novo e bem cuidado.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email