Citroen Elétricos Europa Veículos Comerciais

Citroën ë-Jumpy é a versão elétrica que pode rodar 330 km

Citroën ë-Jumpy é a versão elétrica que pode rodar 330 km

A PSA está ampliando rapidamente sua gama de veículos elétricos e isso inclui os comerciais leves. Depois do Opel Vivaro-e, agora é a vez do Citroën ë-Jumpy aparecer com propulsão elétrica e boa autonomia para operações de entrada de cargas urbanas sem emissão de poluentes.


A van de tamanho médio da marca parisiense agora se eletrifica e chama atenção pelo compartilhamento de tecnologia dentro do grupo francês.

O Citroën ë-Jumpy utiliza o mesmo motor elétrico de 136 cavalos e 26,5 kgfm usado no Peugeot e-208 e no Opel Corsa-e, por exemplo. O propulsor trabalha ainda com duas opções de baterias, sendo uma de 50 kWh (como nos automóveis da PSA) e outra com 75 kWh.

Citroën ë-Jumpy é a versão elétrica que pode rodar 330 km

No primeiro caso, o furgão da Citroën tem autonomia de 230 km no ciclo WLTP, enquanto a opção maior entrega 330 km de alcance, o que realmente é uma autonomia muito boa para um comercial leve, focado em entregas urbanas.

Com velocidade limitada em 130 km/h, o Citroën ë-Jumpy pode ter 80% da carga elétrica, reposta em 30 minutos numa estação de 100 kW em 30 minutos nas células de 50 kWh e 45 minutos nas de 75 kWh, devido ao tamanho maior. Em carregador de parede, o tempo varia de 4h45m a 7h30m para 100% de energia.

O Citroën ë-Jumpy é oferecido na Europa em três tamanhos de carroceria, sendo a XS de 4,60 m (exceto 75 kWh), M (4,95 m) e XL (5,30 m, que é o porte vendido no Brasil), mantendo a altura baixa em 1,90/1,94 m para acessar garagens de edifícios.

Citroën ë-Jumpy é a versão elétrica que pode rodar 330 km

Com outras aplicações de arranjo interno, o Citroën ë-Jumpy tem baú que varia de 4,6 m3 a 6,6 m3. A capacidade de carga é de até 1.275 kg, mesmo com o peso adicional das baterias. Trata-se de uma aplicação interessante para operações comerciais nos grandes centros, geralmente isentos de restrições de circulação.

Também chama atenção o fato da PSA ter uma célula de energia 50% maior que o modelo empregado nos carros compactos até agora. Se ela couber na CMP de 2,65 m de entre-eixos ou na EMP2 de até 2,75 m, o grupo poderia emplacar até alguns modelos do segmento médio.

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Com o veículo carregado essa autonomia deve cair pela metade

    • Sem noção

      Bem pensado, mas acredito que eles obtiveram esse resultado em teste misto de carga.

  • Michel

    Não faria sentido algum divulgar autonomia com o veiculo vazio, uma vez que é de carga!

  • Luis Burro

    1.275 kg mas e qnto é a capacidade do comum?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email