Citroen Europa Mercado Peruas Sedãs

Citroën promete nova geração do C5 para 2020

citroen-c5-bluehdi-150-180-1 Citroën promete nova geração do C5 para 2020

Linda Jackson, CEO da Citroën, anunciou que o modelo C5 terá uma nova geração em 2020. O sedã e sua versão perua foram retirados do lineup europeu esse ano e com eles a suspensão hidropneumática Hydractive III. No entanto, o C5 continua a ser vendido na China (foto abaixo), onde recebeu um facelift e emprega motores 1.6 THP de 163 cv e 1.8 Turbo com 201 cv.



Por lá, a Citroën não tem problemas em vender o modelo antigo, que também foi vendido no Brasil desde a primeira geração. Mas, na Europa, o modelo já estava bem envelhecido e necessitava de uma nova geração. O problema é que a marca parisiense precisa atualizar todo o seu lineup com modelos mais prioritários até o fim da década.

Assim, antes de um Novo C5, Linda Jackson vai comandar uma mudança geral na marca, que já começou pela renovação do C3 e do lançamento do C3 Aircross, bem como prepara a chegada do SUV C5 Aircross e a nova geração do C4 Cactus, entre outros. Na Citroën, a ênfase em tecnologias exclusivas continuará e o futuro C5 deve se beneficiar delas e assim impor sua presença diante de concorrentes de casa, entre eles o próximo Peugeot 508, que deverá ser um fastback com pegada mais esportiva.

citroen-c5-china-1-1 Citroën promete nova geração do C5 para 2020

Mas, o próximo Citroën C5 terá ainda o Opel Insignia pela frente, mas com a vantagem de ter, por exemplo, suspensão adaptativa por amortecedores hidráulicos de ação variável, patentados pela marca e apresentados à imprensa europeia a bordo do C4 Cactus, impressionando os jornalistas pelo conforto e neutralidade em pisos irregulares. A empresa está focada em reduzir enormemente o ruído interno, bem como em oferecer um ambiente amplamente confortável e fará até uso de bancos em formato de poltrona para conseguir isso.

Estes pilares devem ser bem explorados no futuro C5 2020, que deve chegar com a plataforma modular EMP2. A construção pode também empregar um processo de colagem de chapas que a Citroën também patenteou. Parte da rigidez estrutural e da redução de ruído e vibração virá do emprego desse tipo de montagem de carroceria.

Já em termos de mecânica, a PSA está apostando tudo na hibridização para reduzir as emissões de CO2 e o próximo topo de linha da marca não deve ficar de fora, provavelmente empregando tecnologia semelhante à do DS 7 Crossback. Sem interferências por parte da chegada de Opel e Vauxhall, a Citroën deve garantir o seu com o uso dessas e de outras tecnologias próprias, mantendo assim seu status de inovação dentro da PSA.

[Fonte: Auto News Europe]

  • Baetatrip

    Quero mt que o C5 volte com New………!
    Acho belíssimo ….. Tomara que volte em 2020!
    So fico imaginando o C5 Break que ja e linda……..!!!!

    • Catucadao

      antigo é bonito queria comprar um

  • Rafael Lanfranchi

    Sedã? Vocês tem certeza que a última versão era sedã? haha Parece sedã mas não é….

    • Baetatrip

      Hatchback! hahah

      • th!nk.t4nk

        Hum? De onde vocês tiraram isso? É um sedã normal, com traseira bem comprida e bem tiozão inclusive.

        • Rafael Lanfranchi

          É hatch! haha A definição de sedã não é simplesmente a traseira grande, isso acaba sendo consequência…. Se fosse só isso, estaríamos chamando vários cupês de sedãs. A definição de hatchs tem relação com o vidro levantar junto com o porta-malas, enquanto no sedã o vidro permanece imóvel quando o compartimento está aberto. No c5, o vidro se movia…

          • Guily

            A definição não é só vidro que permenece imóvel ou não hein kk o Chery Celer Sedan tem porta-malas onde o vidro sobe junto com a tampa!

            • Rafael Lanfranchi

              Sei que o wikipédia não é o melhor meio de pesquisa, mas não deixa de ser uma rápida ferramente.

              “O hatchback (ou simplesmente hatch) é um design automotivo que consiste num compartimento de passageiros com porta-malas integrado (diferentemente do modelo sedan), acessível através de uma porta traseira, e o compartimento do motor à frente. O Brasília possuía porta-malas na frente e motor atrás, por isso o que conta mesmo é o formato da carroceria com traseira curta e truncada a partir do teto. Os hatchbacks são também chamados de três-portas (quando têm duas portas, mais a porta traseira) ou cinco-portas (quando têm quatro portas, mais a porta traseira). Normalmente, esses modelos são identificados pelo fato do porta-malas e a janela traseira do automóvel serem numa única parte.”(https://pt.wikipedia.org/wiki/Hatchback)

              “Uma carroceria sedã (do estrangeirismo sedan),[1] também denominada berlina, turismo ou três volumes, é um dos tipos mais comuns de carroceria e é o formato que a maioria das pessoas atualmente associa com o carro moderno.

              Basicamente, entende-se por sedã um carro com duas fileiras de bancos, com espaço considerável no banco de trás para três adultos, e um compartimento traseiro, geralmente para bagagens. Este compartimento traseiro é externo ao habitáculo dos passageiros e sua tampa não inclui o vidro traseiro.”(https://pt.wikipedia.org/wiki/Sedan_(autom%C3%B3vel))

  • TijucaBH

    Ainda bem que a PSA comprou a Opel pra ter motor acima de 1.6 THP. Esse motor THP pra PSA tá igual motor de Fusca para a Volks nos anos 70/80. Era usado no Fusca, Brasilia, Variant, Karman Guia, Kombi, SP2 e até mesmo no Gol. Que o 1.6THP é um bom motor, isso nao se discute, mas existe vida além dele. Precisam de um 2.0 THP e até mesmo um 1.0 ou 1.2 THP…

    • Mari Silva

      Já existe o 1.2 THP. É a versão turbo do 1.2 Puretech. E além do 1.6 THP e do 1.2 THP, tem o 1.8 THP de origem chinesa.

      • TijucaBH

        Mari, nao sabia que tinha 1.2 thp… Vivendo e aprendendo.

    • Gabriel Oliveira

      é so calibrar o thp pra 200hp, tem thp com 270cv, fora que, pelos concorrentes dos carros que usam o THP, ele ta de ótimo tamanho.

      • TijucaBH

        Gabriel, nunca que um 1.6 thp com 270 cv vai substituir um pseudo 2.0 thp com a mesma potência. Em carros maiores e mais pesados como 508 e C5, deveriam sim oferecer na versao top um 2.0 turbo.

        • Gabriel Oliveira

          Um motor de 270cv e 34kgfm de torque é mais que suficiente pra empurrar um 508, fora que, ele é mais leve que o 408 em 100kg! E fora isso, o 3008 e 5008 são bem leves comparados a concorrência.

          • TijucaBH

            Porque entao a Ford disponibiliza o 2.0 ecoboost pro Fusion? Mercedes tambem ofereceria serie E com o motor 1.6 da serie C apenas remapeado… Bom, cada um tem sua opiniao, mas pra mim, “arrancar” mais de 200 cv em um motor 1.6T é muito, acima dessa potencia é melhor subir para o 2.0T. Veja a propria Audi que no A4 usa 1.8t com 180cv sendo que era fácil tirar essa potencia no 1.4tsi…

            • Gabriel Oliveira

              Estratégia de cada montadora, a PSA preferiu ficar só com um motor versátil

  • João Cagnoni

    Prefiro a volta da suspensão Hydractive na linha DS do que um C5 ou C6.

  • Marcio Souza

    Um dos carros mais bonitos da Citroen. Infelizmente a concorrência aqui e o pós-venda da marca não ajudaram as vendas decolarem.

  • Kadu

    Ô carro que acho bacana! Até hoje vejo na rua e sempre olho! Muito bacana!!!

    • Mateus

      ainda bem que vc vê e olha rs

  • Wagner Lopes

    Na minha opinião a Hydractive não volta mais…pelo menos usando um fluido hidráulico. A tendência é que fluidos hidráulicos sejam banidos em um futuro próximo nos automóveis.

    • João Cagnoni

      Não entendi o seu raciocínio. Quase todas as partes dos carros modernos usam fluídos hidráulicos.

      • Deadlock

        O Civic Touring agora vem com coxim hidráulico, o que tornou a suspensão mais macia. Pode ser que o Hydractive não volte mais por questão de custo. Também não entendi a afirmação.

        • Wagner Lopes

          Fluidos confinados como amortecedores e coxins por exemplo que não “circulam” e são usados em pequenas quantidades ainda tem bom tempo de uso. Quis dizer em sistemas complexos que transferem potência como a hydractive ou um sistema de direção hidráulica convencional por exemplo. Estes sim serão substituídos rapidamente por sistemas puramente elétricos.

      • Wagner Lopes

        Os sistemas que usam hidráulica complexa para transferência de potência como a direção hidráulica e a suspensão hydractive vão desaparecer muito rapidamente sendo substituídos por sistemas puramente elétricos (a direção é um bom exemplo). Sistemas que usam pouco fluido e este não “circula” como amortecedores por exemplo ainda devem seguir por mais tempo.

  • Erasmo Artur

    C5 na EMP2 vai ficar muito interessante.

    Mais leve, mais forte, mais equipado.

    Provavelmente herdará a configuração do DS7 (thp225 + at8).

    E, claro, tem que ter alguma tecnologia diferenciada na suspensão.

  • Catucadao

    antigo é daora

  • afonso200

    20mil reais pra trocar alguns itens da suspensão. kkkkkkkkk

  • Marcio Mendes

    Carro lindo e bem equipado. O que matava era a caixa de 4 marcas problemática da PSA.

    • Esquilo Tranquilo

      E a suspensão a ar que não aguenta a superfície lunar do brasil. Só vejo C5 de sucata quase.
      Uma pena, acho ele e a sua variante perua os carros mais bonitos ja feitos pela citroen…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend