Argentina Citroen

Citroën também utilizará plataforma modular CMP no Mercosul

Citroën também utilizará plataforma modular CMP no Mercosul

Assim como a Peugeot, a Citroën também usará a plataforma modular CMP no Mercosul, devendo assim produzir modelos com essa base na Argentina e também no Brasil. As duas fábricas receberam investimentos para fabricar essa arquitetura diferenciada em relação à PF1.


Sem confirmar nenhum produto, a Citroën é atualmente a marca de maior incógnita dentro da PSA quanto à plataforma CMP. Pelo que se viu até agora, apenas o novo C4 Cactus já tomou forma e está sendo testado na Europa, onde já foi flagrado.

Por lá, a marca parisiense é a que tem o maior número de produtos recentes feitos sobre a antiga base PF1, incluindo o Cactus fabricado no Brasil, bem como o mais recente C3 e seu equivalente SUV, o C3 Aircross, ambos europeus. Aqui, os C3 e Aircross anteriores continuam sendo feitos.

Citroën também utilizará plataforma modular CMP no Mercosul

Ainda existe a questão do C4, que deve retornar como um hatch na Europa. Diante dessa gama de compactos, a Citroën é a marca que mais precisa de renovação imediata de produtos, apesar dos lançamentos recentes na França. Com a CMP, podemos esperar por um hatch compacto menor que o 208, assim como um SUV intermediário entre o 1008 e o 2008.

Estes dois últimos ocuparão uma faixa entre 4,00 m e 4,30 m, ficando assim o sucessor do Cactus entre os dois. Aliás, com o produto recente no Brasil, este crossover deve ser o último (ou quase) modelo CMP lançado pela marca na região. Outra questão é em relação ao segmento de sedãs.

Citroën também utilizará plataforma modular CMP no Mercosul

Na Argentina, em 2018, tanto o Peugeot 301 como o Citroën C-Elysée venderam muito bem, assim como no ano anterior, sendo ambos importados. Com a crise local, os dois foram cortados no começo de 2020. Sabe-se que o projeto da CMP contempla sedãs com dimensões referenciais de até 4,59 m de comprimento e 2,65 m de entre eixos.

Aqui, tanto Peugeot quanto Citroën evitaram lançar a dupla mencionada, visto que eles tinham uma proposta bem mais simples que C3 e 208, por exemplo, assim como era o Fiat Tipo europeu em relação ao Cronos regional. Para rivalizar com Virtus, Onix Plus e Yaris Sedan, pode ser que sucessores dos dois possam ser feitos também localmente.

[Fonte: Autoblog]

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Mr Tony

    Loucura dizer que na prática a PSA deveria ser uma coisa só, sem ter Peugeot e Citroen?

    • Mais ou menos. Em mercados grandes dá pra se trabalhar com as duas marcas, embora em alguns segmentos de baixas vendas um modelo de cada marca fique pouco rentável. O problema maior é encaixar a Opel em mercados secundários. No Brasil, onde as vendas da PSA são relativamente pequenas, fica complicado ter um modelo de cada marca em todos os segmentos onde a PSA quer atuar. Não acho sensato esse grupo lançar sedãs no Brasil. Os SUVs e crossovers são páreo duro pra esse segmento. Talvez um 208 sedã para mercados EMEA e Latam faça sentido por aqui.

      • 😎.

        Acho que no Brasil deveria ter apenas a Citröen, a marca do duplo chevron a anos tem vendas melhores que a marca do Leão , Cactus vende o dobro do 2008 , no meu ponto de vista o grupo errou em priorizar o 208 no lugar do novo C3 .

        • Paulão

          E o atendimento quem deve ser melhor?
          A experiencia que tenho, com 2 carros de minha esposa, peugeot se saiu muito, mas muito melhor, tanto em produto como em atendimento.
          Ela tinha um 408 THP Flex, foi um carro impecável durante os 3 anos que ficou com ela e o atendimento foi sempre exemplar, eu que levava para as revisões, diria que foi o melhor atendimento pós venda que já vi!
          Ai ela trocou por um Cactus THP, o carro é cheio de problemas, inclusive com motor falhando e nas 2 concessionárias que já levei, nunca resolveram nada, abri reclamação na citroen e se limitam e dizer para levar o carro a alguma concessionária. O que me deixa mais fulo, é buscar o carro com os caras de pau dizendo que está tudo certo, testaram e não apresentou mais problema, ai eu saio da concessionária e antes de chegar na esquina o motor já falhou como sempre. O Cactus já chegou a ficar 3 semanas na concessionária e não resolveram nada!

          • Arthur

            Hoje não tem diferença nenhuma em atendimento, já que as lojas são as mesmas, e as oficinas também. É tudo compartilhado.

            • Paulão

              Não sabia que eram todas as lojas assim.
              Na peugeot que ia, era apenas peugeot mesmo.
              Agora na citroen realmente eu vejo as 2 marcas no showroom.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email