Civic 2020: preço, motor, ficha técnica, versões

honda civic 2020 na 10

O Honda Civic 2020 chegou ao mercado nacional com algumas novidades, mantendo seu perfil de sedã esporte e com proposta de desempenho para a versão Touring.


Feito em Sumaré, interior de São Paulo, o médio da marca japonesa ainda media forças com o arquirrival Toyota Corolla, assim como dava combate ao Chevrolet Cruze.

Como novidade, o Civic eliminou a versão Sport com transmissão manual de seis marchas, colocando em seu lugar a versão LX, com menos itens, para ser a porta de entrada da gama, que ainda mantinha a Sport CVT, bem como as versões EX e EXL, igualmente equipadas com motor 2.0 e o câmbio CVT.

No topo, continuava a Touring com seu 1.5 Turbo e CVT.

Além disso, o Civic 2020 ganhou novas rodas de liga leve aro 17 polegadas e para-choque dianteiro com visual mais amplo, dando uma cara mais expressiva ao sedã.

Outro item modificado foi o friso cromado na traseira, que ficou maior, enquanto o acabamento interno ganhou materiais de melhor qualidade, especialmente no Touring, realçando sua proposta premium.

Nas versões, cada uma se destaca no Civic 2020, sendo a LX com rodas de liga leve aro 17, seis airbags e ar condicionado digital. Na Sport, aerofólio traseiro, sensor crepuscular, detalhes externos em preto e rodas escurecidas.

Já a EX tinha duas opções de bancos em couro (preto e cinza), sistema de som com oito alto-falantes e retrovisor interno eletrocrômico.

No Civic EXL, destaque para ar condicionado dual zone com saídas de ar para o banco traseiro, sensor de chuva, entrada presencial e botão de partida. Por fim, o Civic Touring destacava teto solar elétrico, carregamento indutivo de smartphone e sistema de som com 452 watts e 10 alto-falantes.

Civic 2020 – detalhes

Civic Touring 2020 67

Equipado com o motor K20C2 com 2.0 litros e até 155 cavalos e 19,5 kgfm, tendo este transmissão CVT com sete posições de marcha virtuais, mais modo Sport e o Econ, além de paddle shifts no volante, exceto a versão LX.

Já o Touring vinha com o L15B7 1.5 Turbo com 173 cavalos e 22,4 kgfm, dispondo igualmente de câmbio CVT com os recursos citados.

No Civic, o design é um dos destaques, com frente baixa e larga, tendo faróis grandes e grade cromada. Na traseira, as lanternas formam bumerangues e o teto levemente caído sobre as colunas C, dando um aspecto interessante de cupê ao sedã da Honda, que não teve aqui uma variante Si nacional desde o New Civic.

Esta era importada do Canadá, de onde deixou de ser trazido.

Bem equipado, o Honda Civic 2020 tinha direção elétrica, ar condicionado automático ou dual zone, teto solar elétrico, controle de cruzeiro, Lane Watch com sua câmera lateral, câmera de ré com três vistas, volante multifuncional, bancos em tecido ou couro, multimídia com Android Auto e CarPlay, navegador GPS, cluster análogo-digital, freio de estacionamento eletrônico, entre outros.

Assim como em outros modelos da marca, a Honda mantinha uma boa oferta de itens em comum para reduzir os custos logísticos e melhorar a imagem do produto. Então, sem o apelo inicial do New Civic, o Novo Civic 10 não teve a mesma receptividade que o Corolla, mesmo sendo mais barato que o sedã da Toyota.

Honda Civic Touring 2020 4

Com uma plataforma rígida e estável, além de segura e confortável, o Civic 2020 é um carro prazeroso para dirigir, com volante de boa pegada, assistência elétrica responsiva, suspensão com calibração mista entre conforto e firmeza, bem como eixo traseiro com braços múltiplos e um bom desempenho.

Ainda assim, seu motor K20C2 já ficou para trás em termos de potência e torque em relação ao Dynamic Force 2.0 de dupla injeção do Corolla, bem como não aproveitou a energia do 1.5 VTEC Turbo, que só existe na cara versão Touring.

Sem oferecer tecnologia adicional ou proposta de eficiência energética, ou hibridização, o Civic esmaeceu no mercado e diante do rival.

Sempre foi um bom carro em todas as gerações vendidas aqui, mas com o mercado atual focado nos SUVs, o Civic, assim como Corolla, Cerato, Cruze e Sentra, acabaram perdendo força e espaço, ainda que seus atributos sejam inegáveis.

No mercado de usados, o sedã médio da Honda é uma opção muito interessante e um escape da tendência que ditou as regras do mercado.

Como se trata de um seminovo, o Civic 2020 não requer muita verificação, dado ainda estar em garantia e, via de regra, o comprador desse tipo de carro mantém regular as revisões.

Contudo,com a falta de chips, o mercado ficou sem carros novos e os usados subiram, afetando assim a oferta do modelo e também seu valor, altamente valorizado e potencialmente mais caro que o zero km…

Civic 2020 – versões

Civic Touring 2020 63

  • Honda Civic LX 2.0 CVT
  • Honda Civic Sport 2.0 CVT
  • Honda Civic EX 2.0 CVT
  • Honda Civic EXL 2.0 CVT
  • Honda Civic Touring 1.5 Turbo CVT

Equipamentos

Civic Touring

Honda Civic LX 2.0 CVT – Motor 2.0 e câmbio CVT, mais faróis duplos, grade cromada, assinatura em LED, retrovisores e maçanetas na cor do carro, lanternas em LED, detalhes em cinza, rodas de liga leve aro 17 polegadas, vidros verdes, vidro térmico traseiro, para-brisa degradê, freios a disco nas quatro rodas, freios ABS, controle de tração, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, direção elétrica, pneus 215/50 R17, ar condicionado automático, bancos em tecido, banco do motorista com ajuste em altura, banco traseiro bipartido, luzes de leitura, retrovisor interno dia e noite, alças de teto, para-sois com espelhos iluminados, cluster analógico com display digital, sistema de som com seis alto-falantes, volante multifuncional, modo Econ, modo Sport, freio de estacionamento eletrônico, função Auto Hold, USB, Bluetooth, abertura interna do bocal do tanque e porta-malas, chave canivete com telecomando, vidros elétricos, retrovisores elétricos, travamento central elétrico, apoios de cabeça, cintos de 3 pontos, Isofix e Top Tether, entre outros.

Honda Civic Sport 2.0 CVT – Itens acima, mais multimídia com tela de 7 polegadas com Android Auto e CarPlay, câmera de ré com três vistas, faróis de neblina, detalhes externos pretos, retrovisores pretos, rodas escurecidas, aerofólio traseiro, bancos em tecido preto, detalhes internos em preto brilhante e sensor crepuscular.

Honda Civic EX 2.0 CVT – Itens do LX, mais multimídia com tela de 7 polegadas com Android Auto e CarPlay, câmera de ré com três vistas, faróis de neblina, sensor crepuscular, bancos em couro, sistema de som com 8 alto-falantes e retrovisor interno eletrocrômico.

Honda Civic EXL 2.0 CVT – Itens acima, mais entrada presencial com botão de partida, sensor de chuva e ar condicionado dual zone com saídas de ar no banco traseiro.

Honda Civic Touring 1.5 Turbo CVT – Itens acima, mais motor 1.5 Turbo, teto solar elétrico, sistema de som premium com 452 watts e 10 alto-falantes, ajuste elétrico do banco do motorista e recarga indutiva de smartphone.

Preços

Civic Touring

  • Honda Civic LX 2.0 CVT – R$ 97.900
  • Honda Civic Sport 2.0 CVT – R$ 104.100
  • Honda Civic EX 2.0 CVT – R$ 107.600
  • Honda Civic EXL 2.0 CVT – R$ 112.600
  • Honda Civic Touring 1.5 Turbo CVT – R$ 134.900

Civic 2020 – motor

Civic Touring 2020 70

Os motores do Honda Civic 2020 são das famílias K e L, sendo o primeiro o K20C2, um propulsor de quatro cilindros com bloco e cabeçote em alumínio, tendo este último o sistema VTEC, que pode ser com um ou dois comandos de válvulas variáveis com acionamento eletro-hidráulico e gerenciamento eletrônico, que permite ajustar abertura e tempo de atuação das válvulas.

Essa tecnologia, surgida na Fórmula 1 dos anos 80, permite ao K20C2 ter uma boa eficiência no funcionamento com regimes de força em alta e baixa rotação adequados, chegando o mesmo a ter metade das 16 válvulas fechadas em baixo giro e todas elas abertas em altas rotações.

No 2.0 i-VTEC do Civic nacional, há somente um comando acionado por corrente.

A família de motores K existe com 2.0 litros, além de 2.3 (apenas Acura) e 2.4 litros, sendo que aqui no Brasil, o K20 serve apenas ao Civic, com o R sendo o 1.8 no HR-V e o L atuando também nos compactos, mas igualmente no Civic Touring. Mas, de volta ao K20C2 (o C1 é o insano 2.0 do Type R…), ele tem 1.997 cm³ e taxa de compressão de 11:1.

Tendo injeção eletrônica multiponto sequencial com tecnologia flex de pré-aquecimento do combustível para partida a frio com etanol, o K20C1 tem 150 cavalos a 6.300 rpm e 155 cavalos a 6.300 rpm no etanol, tendo ainda torque de 19,3 kgfm no primeiro e 19,5 kgfm no segundo, ambos a 4.800 rpm.

Outra opção do Civic 2020 é o L15B7, um propulsor de quatro cilindros como o K20C1, porém, de tamanho menor. Igualmente feito em alumínio, tem duplo comando VTEC no cabeçote e injeção direta de combustível de alta pressão, bem como turbocompressor com intercooler ar-água. Os comandos são acionados por corrente e o motor tem calibração apenas para gasolina.

Pertencente a mais extensa linha de motores da Honda, a “L”, o L15B7 faz parte da linha L15, sendo que existem as linhas L12, L13, LD e LE.

Por aqui, tivemos apenas os L13 e L15 nacionalizados com ou sem VTEC, surgindo a partir do Honda Fit em 2003. O L12 é o 1.2 asiático, com respectivos L13 e L15 sendo 1.3 e 1.5 litro.

Já os motores Honda LD são os híbridos com 1.3 litro, enquanto o L15 é híbrido com 1.5 litro. Nenhum deles foi vendido no Brasil e nem será tão cedo, segundo previsão da Honda. Por aqui, o L15 tem no 1.5 i-VTEC de City, Fit e WR-V seu expoente nacional, com o L15B7 sendo o 1.5 VTEC Turbo do Civic Touring.

Com 1.498 cm³ e taxa de compressão de 10,6:1, o L15B7 tem 173 cavalos a 5.500 rpm como potência e 22,4 kgfm a 1.700 rpm, indo até 4.000 rpm. Trata-se do mesmo motor usado no CR-V, porém, com outra calibragem. Foi usado no Civic Si Coupe, que será substituído pelo Novo Civic Si 2022 com 203 cavalos e 26,5 kgfm.

Para trabalhar com eles, o Civic 2020 vem com transmissão continuamente variável (CVT) com simulação de sete marchas, conversor de torque e modo Sport, tendo ainda trocas manuais no volante (paddle shift).

Essa transmissão necessita de regular complementação do óleo lubrificante interno.

Desempenho

Civic Touring 2020 74

  • Honda Civic 2.0 CVT – 10,9 segundos e 195 km/h
  • Honda Civic 1.5 Turbo CVT – 8,6 segundos e 208 km/h

Consumo

Civic Touring 2020 33

  • Honda Civic 2.0 CVT – 10,5/13 km/l (somente gasolina)
  • Honda Civic 1.5 Turbo CVT – 11,8/14,4 km/l

Civic 2020 – manutenção e revisão

Civic Touring

A Honda tem um plano de revisão para o Civic 2020 com paradas a cada 10.000 km ou 12 meses, o que vier primeiro. O sedã médio da marca japonesa tem revisões com inspeção de diversos itens do carro, como direção, suspensão, freios, motor, câmbio, eletrônica, itens de segurança, entre outros.

Além disso, tem a troca de itens previstos na revisão programada.

Nesse caso, troca-se óleo do motor, arruela do dreno, filtro de óleo, filtro de ar, filtro do ar condicionado, filtro de combustível, fluido de freio, fluido da transmissão automática, velas, líquido de arrefecimento, entre outros.

Também são trocados os itens de desgaste natural, como palhetas dos limpadores, pastilhas de freio, discos de freio, coxins de motor e câmbio, buchas de balança, etc.

Igualmente são substituíveis buchas do subchassi, pivôs de direção, rolamentos, pneus, batentes das torres, molas, amortecedores, lâmpadas, projetores de LED, entre outros.

Nas revisões podem ser feitos serviços como alinhamento, balanceamento, cambagem, rodízio de pneus, lavagem, cristalização, limpeza de interior, higienização de ar condicionado, aplicação de grafite, entre outros.

As revendas Honda estão equipadas para fazer recall, bem como funilaria, pintura, instalação de acessórios originais ou autorizados pela Honda, bem como tratamento de couro e outras aplicações para proteção do carro.

Todos os serviços são agendados e os serviços ficam num banco de dados nacional com o registro de placa e chassi do veículo. Até 60.000 km, o Civic chega a R$ 6.003,44.

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
2.0R$ 383,64R$ 578,22R$ 662,24R$ 1.869,68R$ 662,24R$ 1.847,42R$ 6.003,44
1.5 TurboR$ 383,64R$ 578,22R$ 662,24R$ 1.869,68R$ 662,24R$ 1.847,42R$ 6.003,44

Civic 2020 – ficha técnica

honda civic 2020 na 2

Motor2.01.5 Turbo
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm319971496
Válvulas44
Taxa de compressão11:110,6:1
Injeção eletrônicaIndiretaDireta, turbo
Potência máxima150/155 cv a 6.300 rpm (gasolina/etanol)173 cv a 5.500 rpm (gasolina)
Torque máximo19,3/19,5 kgfm a 4.800 rpm (gasolina/etanol)22,4 kgfm a 1.700 rpm (gasolina)
Transmissão
TipoCVTCVT
Tração
TipoDianteiraDianteira
Direção
TipoElétricaElétrica
Freios
TipoDiscos dianteiros e traseirosDiscos dianteiros e traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraMultilinkMultilink
Rodas e Pneus
RodasLiga leve aro 17 polegadasLiga leve aro 17 polegadas
Pneus215/50 R17215/50 R17
Dimensões
Comprimento (mm)4.6414.641
Largura (mm)1.7991.799
Altura (mm)1.4331.433
Entre eixos (mm)2.7002.700
Capacidades
Porta-malas (L)525517
Tanque de combustível (L)5656
Carga (Kg)415406
Peso em ordem de marcha (Kg)1.2851.329
Coeficiente aerodinâmico (cx)NDND

Civic 2020 – fotos

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.