*Destaque Governamental/Legal Motos Trânsito

Classificação para CNH de motociclista é aprovada por comissão no congresso

honda-pcx-2017-1 Classificação para CNH de motociclista é aprovada por comissão no congresso

O PL 3245/15 de autoria do deputado federal Ronaldo Fonseca (Pros-DF) quer alterar a classificação da CNH para motociclistas no Brasil. A proposta – aprovada recentemente pela Comissão de Viação e Transportes – pretende criar três categorias para condutores de motos e ciclomotores de acordo com a cilindrada.



Alterando o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o PL 3245/15 cria três subdivisões na categoria A, referente à condução de motocicleta:

  • A1 – para condutor de moto de até 300 cilindradas
  • A2 – para condutor de moto de até 700 cilindradas
  • A3 – para todas as motos, independentemente da cilindrada

Para obtenção, o candidato à CNH A terá de passar por prova de condução em circuito fechado com a motocicleta de tamanho referente ao volume descrito acima. Porém, terá de iniciar pela A1.

Para obter a A2, o condutor deve estar habilitado há pelo menos um ano na A1 e não ter cometido infração gravíssima, ou ser reincidente em infrações graves, durante os últimos 12 meses. No caso da A3, o condutor deve possuir a A2 por pelo menos um ano e não ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima, ou ser reincidente em infrações médias, durante o período.

Para mudar de subcategoria, o condutor terá que se submeter aos cursos de direção defensiva e de prática de direção. O Contran irá definir como os testes serão realizados.

O objetivo da proposta é impedir que candidatos façam testes em motos de cilindrada inferior à que será conduzida no trânsito, bem como dosar o teste de condução de acordo com o tipo de veículo que o candidato se propõe a conduzir. Assim, cada candidato fará os testes para o veículo que irá de fato utilizar.

O PL 3245/15 não prejudicará os condutores que já possuem a CNH categoria A e nem quem estiver em processo de habilitação durante a entrada em vigor da nova regra, que tramita em caráter conclusivo e agora será analisada na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

[Fonte: Câmara]
Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

  • João Vinicius Veras Oliveira

    Ehhhh Brasil!! Mais uma lei de arrecadação e sem fundamento…. Lamentável.

    • Carlos Augusto Morais – Grupo

      Por incrível que pareça esta nova regra é bem positiva e é assim que funciona no Japão a décadas. Isso não foi inventado pelo deputado, ele apenas está se baseando em como funciona em países mais desenvolvidos. Diferente do automóvel que dirigindo um você dirige todos, motos exigem mais perícia e habilidade ja que cada tipo e cilindra exige uma técnica e experiência diferente.O cara vai lá, faz moto escola numa CG e quando recebe a carteira compra uma CBR-1000 com apenas 18 anos. Você não acha que este cidadão oferece risco a ele mesmo e a outros? Agora são raros os casos aonde você faz auto-escola em um Palio e sai de la e compra um carro que vai a 300 km/h. Motos esportivas andam igual uma Ferrari top e custam um vigésimo do valor.

      • Rodrigo Alves Buriti

        Concordo, já li sobre isso de motos e carros. A pessoa não simplesmente aprende a dirigir e pega uma Ferrari ou Hayabusa, essas motos/carros maiores exigem habilidade. Do mesmo jeito que um piloto de F1 começa na base do kart, o mesmo vale para qualquer outro veículo no uso civil.
        É só uma questão de segurança, afinal o “eu posso, eu faço” nem sempre é algo consciente.

        • Ainnem Agon

          E vai ser o governo que vai me ensinar a dirigir moto/carro de alto desempenho? Os caras não conseguem nem levar um pedaço de papel de uma casa pra outra (Correios falindo) e querem agora dizer que eu não sei dirigir na litragem do motor?

      • Cláudio Lima

        O maior problema do motorista no Brasil é a falta de consciência do que é certo e errado. O motociclista pega a habilitação e vai fazer merda de 125 do mesmo jeito. Quantos acidentes vemos pelas ruas e estradas com motos esportivas? A maioria mata e morre de 125cc. Essa medida pode ser até interessante em m países ricos, onde as vendas de motos super potentes são maioria, mas no Brasil não faz o menor sentido. O que está em jogo é a consciência, respeito as leis de trânsito e fiscalização, não a habilidade do condutor.

        • Carlos Augusto Morais – Grupo

          Eu acho que deveriam aumentar a idade pra condutor de moto. De 18 para 23 assim evita estes inconsequentes pré adolescentes de pegarem moto pra fazer um monte de merda.

          • Pedro Henrique

            não funciona porque já esta implícito na sociedade a idade de 18 e mesmo assim, ta cheio de jovens com 16 anos dirigindo sem carteira.
            se mudar pra 23, simplesmente mais pessoas vão ignorar e dirigir sem carteira (e sem um curso básico do detran sobre segurança)

          • Ernesto

            Carlos, você já viu quantos acidentes de motos de grande cilindrada ocorrem nas estradas? Normalmente são homens acima de 30, situação financeira boa, que compram superesportivas para acelerar nas estradas. No youtube não faltam vídeos destes correndo a mais de 200Km/h.

            • O pior são os comentários aprovando a imprudência. E a desculpa é que moto potente foi feita para correr ou do tipo todo mundo erra. Na minha opinião quem posta vídeos assim deveria ser preso e ter a habilitação cassada.

              • Ernesto

                Concordo com você.

          • Reidodog Jacarei-SP

            Eu acho que deveriam aumentar a idade para 50 anos.. assim o cara ja ta na fase final da vida, tanto faz se vai morrer ou nao…

        • V12aero

          Falou tudo!

        • Vattt

          Certíssimo!!!

        • xyzR2

          “não ter cometido infração gravíssima” Deveria se reescrito como “não ter SIDO FLAGRADO cometendo infração gravíssima”, o que convenhamos é algo raro… Aqui é terra sem lei, quem tem moto é rei.

          • FabioH

            Bem por aí, a fiscalização para automóveis já é deficiente, para motos eu diria que é inexistente, pois o que você presencia de barbaridade de motociclistas no trânsito de SP é um absurdo, exemplos que vejo TODOS os dias: motociclista aguardar a abertura do semáforo na faixa de pedestres, já virou regra, eles vem pelo corredor e param em cima da faixa, o pedestre que desvie. Trafegando na contra-mão, com as faixas cada vez mais estreitas em SP, o “corredor” ficou estreito demais, o trânsito pára e o que eles fazem? Vão na contra-mão mesmo, e se você estiver trafegando no sentido contrário, é obrigado a desviar. Conversão proibida, normalíssimo também, retorno é algo inexistente.

        • Rafael Padilha

          Eu também concordo com vc Cláudio, a maioria dos acidentes acontecem com motos de baixa cilindrada, isso aí é chamada Lei da arrecadação. O país já tá em miséria e agora mais essa.

        • Cláudio Lima

          Essa nova proposta vai melhorar em quê a vida no transito das cidades? O que o condutor de uma Triumph vai aprender de novidade depois da nova classificação se as regras são para todos? Se vc possui carteira categoria “B” e quer passar para “C”ou “D” tudo bem, são transportes diferentes , mas categorias diferentes para motos, no meu ponto de vista, é o retrato do estado brasileiro, cheio de regras que não funcionam e servem apenas para aumentar a burocracia e os custos dos impostos que incidem direto no bolso no contribuinte. Me diz um resultado efetivo para justificar essa mudança, um único resultado , que mudo meu discurso sem nenhum problema.

        • Reidodog Jacarei-SP

          Concordo plenamente contigo amigo !

      • Pedro Henrique

        até para automóvel tem diferença, existe habilitação para manual e para automático, o manual permite usar no automático mas o automático não permite usar no manual, isso é bom porque você faz a carta que quiser, assim mulheres que tem dificuldade não precisam tirar carta de manual e só vão dirigir automáticos…

        • Pedro Henrique

          estava me referindo ao comentário acima sobre o japão…
          por exemplo, a mulher tem medo de dirigir, e só vai ter carro automático, pra que ensinar a ela trocar de marcha de primeira pra segunda e terceira se ela nunca vai usar isso?
          é muito melhor ensinar ela oque significa as letras P R N D D1 D2 D3.. e como usar corretamente.
          agora se ela ta interessada em tirar carta manual, é porque ela gosta e quer a carta manual (que permite dirigir automático também) então ela tem pretenção de dirigir um manual, faz todo sentido…

      • Marcos Drawer

        Entendi a parte técnica e concordo que existem carros diferentes assim como motos diferentes, porém o que o “nobre” deputado (e não técnico) propõe é tão somente aumentar a burocracia, a lentidão e claro, a arrecadação para os cofres públicos, de quem quer tirar sua habilitação. Isto não impedirá as fraudes, tampouco contribuirá para hipoteticamente reduzir acidentes e tornar o trânsito mais seguro. O objetivo político é arrecadar (roubar) mais dinheiro da população usando “leis”. Daqui a pouco vai ter um projeto assim para carta B1 = carros 1.0; B2 = carros 1.6 a 1.8; B3 = Carros 2.0 a 3.0; B4 = SUVs compactos, etc.

        P.S.: países como o Japão tem cultura para absorver regras pois o povo tem consciência de que vão ajudar a todos. O Brasil não gosta de obedecer leis, visto que é um dos que tem mais leis, emendas e costuras na “constituição” e é a bagunça e desordem que todos nós vemos.

        • Reidodog Jacarei-SP

          Concordo contigo Marcos assim eles vão ter mais dinheiro para roubar, propina etc..

      • Baralho

        Penso que em vez de ter que fazer um novo teste (“e pagar tudo novamente” os entendedores entenderão), a progressão poderia ser automática, nos dois primeiros anos permissão para dirigir motos com até 300cm3, nos próximos dois já pode pilotar motos até 800cm3 e depois do quinto ano de carta, moto de qualquer cilindrada, sem burocracias.

        • Cristiano Almeida

          Eu acho que essa idéia pode até ajudar o trânsito, mas a partir da categoria A2 os exames deveriam ser gratuito, por que isso só parasse mais uma maneira de roubar o dinheiro do cidadão. Pois tudo que o senado aprova hoje em dia tem que favorecer o bolso de alguém.

          • Baralho

            Pra este caso não vai rolar….De graça nem injeção na testa.rsrsrsrs
            Mais ônus sem bônus….

      • Junio Tavares Silva

        Só não concordo com a lei no caso em que o condutor é obrigado a subir de categoria para pilotar um a moto de maior cilindrada. Ora, se vc é capaz de passar no exame com uma moto maior, pq então passar por outras categorias? Ou seja, é sim para extorquir o contribuinte.

      • Miqueias Souza

        Caso uma pessoa estiver tirando sua CNH para 300 cilindradas, quem me garante que a auto escola terá motos para fazer nas aulas e na prova de direção no detran de 300 cilindradas? Pq a maioria delas é a famosa CG!!!

      • Reidodog Jacarei-SP

        Por incrível que pareça tem imbecil que concorda com essas loucuras ,sandices, Daqui a pouco irão querer criar carta para quem dirige carro 1.0. 1.6 2.0 assim por diante…rs. Tem coisas que são básicas amigo, educação, lógica.. nenhum treinamento vai ensinar o cara a andar em uma moto cilindrada rs,,Isso é só pra arrancar dinheiro de trouxa que acha certo..rs mas ta certo tomara que aprovem.. assim muita gente deixa de andar de moto rs

    • Rafael Del

      acho genial a lei, poderia se aplicar para carros inclusive… lançamento do camaro e seus interminaveis acidentes que o diga

  • Debraido

    Agora sim, era isso que faltava para resolvermos TODOS os problemas do país. SQN!
    Tanta coisa importante rolando e o que mais vemos nos legislativos (municipal, estadual e federal) são leis para nome de ruas, dia de sei lá o que, leis sem cabimento que só aumentam a burocracia, etc.
    Ser brasileiro é difícil pra caramba.

  • Inacreditável isso!!! Daqui a pouco vai ter que ter carta pra carro também, até 1.0 depois 1.6 afff q idiotice!

    • Hugosw

      Não julgo que seja totalmente idiota. Também acho que deveria ter uma classificação para quem vai dirigir um superesportivo. Uma moto de 1000cc tem a mesma aceleração de um F1, então não pode ser tratado da mesma forma que uma CG.
      Motos supersport deveriam obrigar um curso de pilotagem em pista, para que o condutor saiba agir em momentos de frenagem brusca por exemplo.

      • Cláudio Lima

        não adianta o sujeito ter habilidade de conduzir uma super moto numa estada com velocidade máxima de 120km. Ter uma moto esportiva não concede direito a ninguém de trafegar a 200km/h. O que falta a fiscalização. Se a pessoas seguissem as regras e o estada fiscalizasse não seria necessário curso de piloto de moto potente. Mas o estado não fiscaliza, as pessoas não tem responsabilidade no trânsito. Assim nossos políticos acham mais fácil fazer leis para que arrecadem mais e não tenham resultado efetivo.

        • V12aero

          Mais uma vez, vc foi muito bem no seu comentário.

        • Marcos Drawer

          Exato. Isso mesmo.

        • Concordo contigo, mas aqui vai uma ressalva. Limite de velocidade é infringido tanto por motociclistas como motorista de carros. A um tempo atrás tinha uma reportagem no site sobre tráfegar na pista da esquerda no limite da via. Praticamente todos os comentaristas foram unânimes em que a faixa da esquerda deve estar livre, mesmo que você esteja no limite da via. Óbvio que isso é para as pessoas andarem acima do limite da via. Da mesma forma que praticamente todos aqui nesse site são contra radares escondidos, porque querem andar acima do limite de velocidade da via. Quanto a questão de que motos andam acima dos 200 kmh o motivo é simples. A maioria dos carros não chega a essa velocidade ou a via não permite, pois caso contrário todos o fariam, inclusive o YouTube está cheio de vídeos de carros acima da velocidade. Resumindo, o motorista de carro não quer motociclistas a 200 kmh mas o carro pode. Por outro lado o motociclista não quer carro andando a 200 por hora, mas ele pode.

          • Diego Felipe

            A faixa da esquerda deve estar livre por uma questão de civilidade. Não se sabe o porquê do motorista que vem atrás precisar andar mais rápido que você, por isso o código de trânsito determina que você libere a faixa quando solicitado sob pena de multa.

    • rgrigio

      O motorista de carro 1.0 tem que ter mais perícia para andar em rodovia em segurança (ultrapassagens) do que um de cilindrada maior hehehe

  • Franco da Silva

    E nada de colocar esses “alunos” na rua para aprender a como se portar no trânsito de verdade.
    Ah, Brasil…!

    • invalid_pilot

      Idem aos motoristas de carro que aprendem apenas a tirar o carro da imobilidade.

      • Franco da Silva

        Esse já é outro fenômeno, pq as aulas práticas existem para isso. Mas realmente, acaba acontecendo. Depois a gente ouve “eu dirijo bem, só não faço baliza”. Ah!!

        • invalid_pilot

          Andar no Bairro sem nunca pegar avenidas, marginais e rodovias é bem aquém do que deveriam ser as aulas práticas

  • Gorlami

    Deviam proibir motos abaixo de 150 em estradas de grande porte e velocidade.

    • Mário Dourado

      É proibido abaixo de 125

      • Fabricio Santana

        Na verdade o que é proibido atualmente é uso de motonetas em rodovias (motoneta se pilota na posição sentada) independente da cilindrada ex.: PCX, Biz, Lead, Cripton, Neo, etc… Scooters e cubs em geral.
        Em teoria, pode-se andar com uma Hunter 90, já que ela é uma motocicleta.

        • Dever ter um engano, pois eu ando de Biz em rodovia, tipo br, e já fui parado em várias blitz, nunca me proibiram de andar em rodovia.

          • Fabricio Santana

            André, verifiquei e me enganei, é proibido o trafego com ciclomotores.

        • Erlandio Ramos

          Tá misturando as bolas em parceiro, o que não é permitido são os ciclomotores que só tem 50cc e atingem no máximo 60 ou 70 km/h. A Biz que é uma motoneta tem opção de motor 125cc e atinge os 120 -130 km/h, então ela pode transitar normalmente em rodovias.

    • Fabricio Santana

      Brasileiro tem mania de falar “tem que proibir tal coisa”. por isso que os políticos vivem fazendo leis pra nos ferrar e nada mais que isso. é só usar o bom senso e se este não existir, aplicar a lei que já existe.

    • Fabricio Santana

      Em quais estradas pode-se trafegar em velocidades acima de 110km/h???
      Uma moto de baixa cilindrada chega perto disso, só é inviável fazer ultrapassagens.

      • Marco Santana

        a sp021 o limite em muito trechos é 120km/h regulamentado

    • Gorlami

      Nao sabia q vc lia mentes.
      Leu errado

  • Fanjos

    Ontem foi os vermes querendo impedir o Uber fazendo “regulamentações”, obrigando o Uber a virar Taxi agora isso.
    País Socialista Fabiano é a escoria do mundo mesmo, quer regulamentar e meter o bedelho em ABSOLUTAMENTE TUDO!!!
    Estado lixo do inferno, pare de se intrometer e criar lei para tudo, deixem as pessoas viverem suas vidas bando de lixo.

    • Louis

      E o pior, a grande maioria dos acidentes de moto são com as abaixo de 150cc… Esse deputado deveria tomar um soco bem dado na cara, pra ver se aprende a pensar e honrar o salário.

      • Zergling

        É óbvio, por que existem muito mais motos dessa cilindrada. Você cometeu o viés de insensibilidade à taxa de amostragem https://en.wikipedia.org/wiki/Insensitivity_to_sample_size

        • Louis

          Mesmo considerando a proporcionalidade. Mas independentemente disso, os acidentes com motos acontecem por irresponsabilidade , imprudência, exibicionismo e burrice, muito raramente por falta de capacitação por causa da potência.

      • Fanjos

        >políticos
        >honrar salário

        Pode escolher só uma opção

    • Willian Silva

      tirar carteira já é tão caro, agora ficará mais caro, tinha que meter esses políticos num barco e mandar pra p……..ˆ#&$

  • Angelo_RSF

    …só incoerências…se o cidadão quiser tirar a A3 de uma vez não pode…é obrigado a tirar a A1 depois a A2…e pelo que vê a única coisa que muda é o tamanho da moto em que se faz o exame???

    Completamente sem sentido.

  • Bruno Rodrigues

    Mais uma lei demonstrando que o congresso é uma casta que não vive no mundo realístico dos brasileiros.

  • Louis

    BANDO DE DEPUTADOS INÚTEIS!!! É isso que eles são! Se eu for falar tudo que eu penso destes políticos, vão me banir do NA…

  • invalid_pilot

    Só pra encarecer o processo todo.

    Daqui a pouco inventam isso pra carro também

  • durango

    Mais um entulhão autoritário dos retrógrados que regem a pátria!
    Peça exame toxicológico na renovação que dará mais resutados.

  • Mak Mak

    Moto estou fora!tirei a minha CNH categoria E,mas não tiro a CNH categoria A,na época que estava subindo de categoria a auto escola até iria fazer um pacote com um bom preço para tirar a CNH A,recusei pois moto no Brasil é pedir para virar Saci,paraplégico,tetraplégico e morrer.
    Nada contra quem precisa de moto para o seu dia a dia.

    • th!nk.t4nk

      Andar de moto dá uma sensação de liberdade fantástica, é realmente muito bom, porém no Brasil é loucura. Tenho pena de quem depende de moto pro dia-a-dia nas grandes cidades brasileiras, pois o risco a meu ver é acima do aceitável também. Mais cedo ou mais tarde acaba se envolvendo em um acidente, infelizmente disso não escapa.

    • Louis

      Tenho habilitação A, até andava antes, gosto de motos, mas não tenho coragem de comprar uma moto. Se for em cidade do interior até vai, mas em grandes centros, sem chance.

      • invalid_pilot

        Meu medo maior de moto é tomar tiro em assalto do que acidente mesmo.

        • Diego

          Ando de moto não porque preciso, mas porque gosto, todos os dias (interior de SP). Quem pilota aceita os riscos ou prefere ignorá-los. Agora quem anda por necessidade é realmente complicado.

          • invalid_pilot

            Muitos acidentes podem ser evitados por perícia e prudencia do motociclista.
            Já violência urbana imprevisível.

  • Bem que deveríamos ter outra lei, que permitisse que aqueles com carteira de carro pudessem andar com as “cinquentinhas”, desde que somente em perímetro urbano.

  • AT87

    Vamos rir da galera que acha que alguém aprende a dirigir em auto escola ou então que fazer uma prova significa alguma coisa além de uma maneira de roubar os outros. Ovelha é foda.

  • Cláudio Lima

    Picaretagem. O estado é nosso maior inimigo!

  • Austin&Katya

    Era pra fazer lei pra ferrar bandido, não pra ferrar pessoas de bem

  • edgar__rj

    Acho que seria mais útil se fizessem uma categoria de motos automáticas, tipo scooters e cinquentinhas…

  • ‘Eduardo Oliveira

    PQP! Mais uma lei para arrancar o nosso suado dinheiro.

  • Eokiko?

    E quem já tem carteira de moto? Vai automático pra A3?

    • Louis

      Duvido, vão é cobrar por cursos de “capacitação”, pode apostar.

    • Igor Rocha

      O PL 3245/15 não prejudicará os condutores que já possuem a CNH categoria A e nem quem estiver em processo de habilitação durante a entrada em vigor da nova regra, que tramita em caráter conclusivo e agora será analisada na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

      Final do texto meus caros…

  • NaoFaloComBandeirantes

    Resumindo: mais uma para arrancar mais alguma coisa do bolso do Brasileiro.
    Se fiscalizassem e fizessem cumprir as leis atuais, seria muito mais eficiente.

    Hoje tem “cidadão” que anda sem habilitação, o garupa tampa a placa com a mão no radar, ultrapassa pela calçada, etc…
    Criar mais lei é só para arrecadar.

    • Pedro Henrique

      ué, tem dinheiro pra uma 750? e quer mesmo uma moto grande? paga pela carteira respectiva dela, vc tem dinheiro não é? já que quer moto grande…
      a mudança não afeta a maioria que anda de cgzinha, biz ou no máximo uma cb300

      • NaoFaloComBandeirantes

        Não acho que vai funcionar.
        Pode colocar uma habilitação para cada faixa de cilindrada.
        Quem anda fora da lei, vai continuar porque não tem fiscalização alguma.

        • Pedro Henrique

          quem já tem a carteira, nada muda, quem vai fazer, tudo muda pois podem pedir a sua carteira na hora de comprar a moto ou transferir de dono…
          ou seja, se você não tiver a carteira de moto grande, não poderá te-la em seu nome (estou aqui chutando pois é uma possibilidade)

          • NaoFaloComBandeirantes

            É verdade.

          • Ter no nome pode, só não pode pilotar. É como quem não tem CNH comprar um carro. Até um ônibus você pode comprar mesmo não tendo CNH. Ou se preferir e tiver grana um jato executivo kkkk. Em nota, até um avião caça você pode comprar no Brasil, óbvio que sem armamento.

            • Pedro Henrique

              então vai ter bastante gente dirigindo sem carteira para tal, oque da brecha pra apreensão do veículo e uma multa pesada podendo até perder a licença(se tiver alguma)

              parece que não vai ser só com os bandidos no farol que esse pessoal da modinha naked vai ter que se preocupar kkkkk (até porque duvido que 10% dos donos tenham seguro dessas motos que são caríssimos)

  • V12aero

    O nobre deputado deve ter auto escola ou parente que tenha.

    • Vattt

      Verdade, pode procurar que acha!!!

  • Vattt

    Mais uma lei inútil!!! Brasil deveria pegar as leis já existentes e fazê-las cumprir. O resto é só pra alimentar a burocracia e a desinformação necessária do cidadão para arrecadar!!!

  • Ernesto

    O Estado “facilitando” a vida da população…

  • Maycon Farias

    Ridículo. Da nojo desse lugar. Só vai faltar mudar a carteira B de carro de acordo com a potência.

  • Jaspion

    mais um jeito de por no buraco da população !

  • zekinha71

    No Japão já é assim faz muito tempo.
    Minha prima mora lá deste 82 e foi toda pimposa tirar habilitação pra um 600.
    Uma das provas práticas consiste em pegar uma moto da cilindrada que se quer tirar a habilitação e tombá-la no chão e depois levantá-la sozinho.
    Minha prima não conseguiu levar e foi reprovada, só sendo aprovada para habilitação de scooter até 300.
    O que o fiscal disse pra ela faz sentido, se não consegue lidar com a moto parada, imagina quando estiver a 200 km/h.

    • HENRY ME

      So que lá o preço tirar cnh e das motos é mais acessível. Muito diferente daqui.

  • SDS SP

    Achei até válido, mas como nada funciona direito aqui, será o famoso mais do mesmo e com uma pitada de $$$…

  • Paulo Celso Bruno de Andrade

    Lendo alguns comentários, a lei pode até fazer sentido. Porém, o que deve ser mudada é a preparação que as auto-escolas oferecem, pois estas só ensinam a passar no teste do Detran. Aí sim que reside o problema. Nenhuma delas ensina sobre direção defensiva, postura, técnicas de frenagem e curvas etc. Isso tudo eu aprendi fazendo o curso “Básico de Pilotagem da Moto Honda”, com 4hs de aula teórica e 4hs de aula prática… Muito, muito melhor mesmo que as aulas das auto-escolas. Então, se querem mudar algo, comecem, ao menos, pelo que é ensinado pelas auto-escolas.

    • “Perguntador”

      Concordo, se não ensinam a dirigir uma 125cc vão ter competência para ensinar a usar uma 1.000cc?

      No fim vai só encarecer o processo e com isso mais motoqueiros vão andar sem habilitação. Isso já ocorre hj, muitos não acham válido pagar uma fortuna para fazer auto-escola ruim. Como a fiscalização é pequena, fica mais barato andar sem e pagar uma multa de vez em quando.

  • Delto Sampaio

    Que bosta, que merda, inventam tudo pra ganhar mais dinheiro

  • Bruno Bruno Pereira

    Infelizmente o tal do povo brasileiro é muito burro,eles fazem o que querem,o povo aceita tudo calado.sao tudo ladrões e pior fazem leis pra esurpar do povo.e ninguém enxerga.

  • Cesar augusto g. Cavalcanti

    Faz total sentido… tem a parte de arrecadação? claro… se já era caro a CNH… imagine para quem fazer a A3…
    Porém acho importante essa mudança… pois vamos supor q o cara ficou a vida toda conduzindo moto de 150 à 250cc… aí ele ganha uma bolada, e compra uma de 1000cc… na boa.. o cara vai se matar…..
    Se forem fazer essas categorias, as autoescolas vao ter q ter motos de 300cc, 700cc, e sei la 1000cc… vai encarecer pra caralho, mas tenho certeza q a instrução e condução de uma de 300cc é bem diferente de uma de 1000cc…
    Eu mesmo, se eu pegasse uma de 1000cc, provavelmente eu me matava…. hhahhhaa…. pois nao tenho pericia em motos desse tipo…

  • Esquilo Tranquilo

    Facilitar o processo, diminuindo o valor da carteira e o stress sobre o futuro condutor? Não, obrigado.
    Vamos aumentar a dificuldade e deixar o processo todo mais buRRocrático.

    Sim com dois ‘R’ pq no brasil só assim…

  • Compro Vidro de Perfume Vaziou

    Isso se aplica a carros 1.0, 1.5, 2.0 e versões turbos ao meu ver, vai ter que tirar carteira pra andar de super esportivo? não tem sentido isso ai, se o cara vai fazer merda ele vai fazer independente da Cilindrada, se quer inibir os acidentes de motos que pra mim é isso que o deputado pretende, deveria deixar mais rigoroso o teste para CNH A que se resume praticamente a fazer um circuito fechado meia boca que o aluno faz sem acelerar a moto, não oferece nenhuma dificuldade ou força o mesmo ao erro por alguma imprudência por pressa, descuido na sinalização e afins !!

  • Bruno Rodrigues

    Querem ganhar dinheiro a qualquer custo , um bando de safado , revolução já , próxima eleição todo mundo votar em branco ,

  • Alessander Campagnoli Moraes

    Mais uma lei ridícula…tenho nojo deste Congresso e esta legislação de trânsito é uma piada e só piora.

  • Fabão Rocky

    Ao invés de reaver as leis de direito penal p/ haver punições mais severas p/ os criminosos e assim o cidadão trabalhador ficar mais protegido, ficam fazendo coisas desnecessárias como essa.
    E viva o Brasil sil sil, o país do futebol, da novela, do carnaval, da cerveja, da bunda e das bananas.

  • Jordan Campos Leite

    PL 3245/2015 Inteiro teor
    Projeto de Lei

    Situação: Aguardando Designação de Relator na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)

    Identificação da Proposição

    Autor
    Ronaldo Fonseca – PROS/DF
    Telefone: (61) 3215-5223
    E-mail: dep.ronaldofonseca@camara.leg.br
    Endereço:
    Praça dos Três Poderes – Câmara dos Deputados
    Gabinete: 223 – Anexo: 4
    70.160-900 – Brasília – DF

  • Jordan Campos Leite

    Segue o e-mail do sr. deputado autor da proposta, vamos no comunicar com ele e informar o que pensamos sobre como ele está nos representando.

  • Amauri José da Cunha

    eu sou motociclista a 5 anos, tirei carteira, pilotei moto de ate 125cc por 5 anos, agora que passei para uma acima de 500cc, uma 660cc para ser mais especifico, é tudo diferente, aceleração, freio motor, todo o comportamento é diferente, nenhuma pessoa sem convívio com motos tera pratica para poder acabar de tirar a CNH e pilotar uma moto 1000cc, elas tem mais de 180cv, 12kgf de torque, o peso delas é relativamente pequeno, são verdadeiras armas se não forem pilotadas por pessoas com experiencia

  • Wesley Souza

    Uai sô, se a pessoa tiver a A2 pra que ela vai querer a A3? Deputados analfabetos e incoerentes, A2 já aprova automaticamente a A1 já que o condutor já foi condutor por 1 ano, Brasil sendo Brasil.

  • Diego

    Ou seja, nego precisa desperdiçar 3 ANOS antes de conseguir dirigir uma moto de 1000cc, pra q? Pq alguém quer cobrar por 3 exames de direção…

    Aqui é realmente cada um por si e os políticos contra todos….

  • Diego

    Provavelmente não ter nenhum efeito prático…
    Esperando um serviço num despachante, reparei nos diálogos corriqueiros que aconteciam no local…
    Cliente: – Moço to com o problema tal.
    Funcionário: – Ok vc precisa da CNH, documento da moto, bla bla..
    Cliente: – Mas é moto, não tenho CNH…

  • Ricardo Fernandes

    Esta lei já existia no Brasil, tinham as categorias A1 até A4, depois reduziram para A1 até 180cc e A2 com mais de 180cc. Até que deixaram apenas a categoria A.

  • Ainnem Agon

    Tudo errado. O que TODOS têm de entender (inclusive o desGoverno) é que uma coisa é ENTENDER E OBEDECER AS LEIS DE TRÂNSITO, outra coisa é TER COMPETÊNCIA TÉCNICA PARA CONDUZIR UM APARELHO.

    Se o governo quer que todo mundo agora se torne proeficiente em cada categoria de veículo automotor então tem que criar carteiras distintas para hatches, sedans, SUVs, subcompactos, compactos, tricilíndricos, V6… Faz mesmo muito sentido…

    É LÓGICO que é só mais uma medida arrecadatória e moralmente criminosa. Imposto é roubo, Estado detém o monopólio do crime.

  • Philippe Ferrari

    Eu concordo com isso, mas por exemplo, já piloto uma moto 600cc a 5 anos, quando for renovar já posso então manter minha carteira como A2 ou ja fazer a prova pra A3 ou vou ter que começar do A1 e assim por diante?

  • Diego Nascimento Pereira

    Como no Brasil tudo tem um porém, essa lei deveria ser aplicada aos veículos também. Vai o recém habilitado e tira um veículo de 200 cavalos ou uma SUV sendo que fez teste de carta com um VW Up. Vamos ser coerentes nas propostas meus escolhidos!!

  • Luciano Almeida

    tá de brincadeira. Palhaçada…

  • Reidodog Jacarei-SP

    Esse pais é uma piada mesmo, esse Ronaldo Fonseca (Pros-DF) é perfeito imbecil mesmo, só para arrancar dinheiro do cidadão..Ou vocês acha que cada alteração de categoria vai ser de graça. Você acha que eles ensinam algo educam, vai ser a mesma mafia vc vai la da um dim dim e passa sempre foi assim.. Palhaçada, indignado. Quer dizer tenho 40 anos de idade nunca cai nem sofri acidente ..habilidado a mais de 20 anos.. quer dizer se eu quiser comprar uma moto de maior cilindrada tenho que gastar com habilitação.. kkk vendo a moto e nao ando mais nisso.. amigo o senhor é um fanfarrão.. alias todos vocês. sabe o que acontece esses merda não tem o que fazer entao fica procurando ovo em galinha kkk, teria um prazer de conhecer esse Ronaldo Fonseca pessoalmente e dizer umas verdades…

  • Fernando

    Quero ver as auto escolas terem motos de alta cilindrada para o pessoal fazer as aulas!!

  • Tiago Ramos

    Sem fundamento essa questão, hoje temos uma MT03 ou uma R3 que é motor 321cc e anda tão bem quanto uma cb500f e cb500RR, só exemplificando, daqui a pouco teremos uma moto 250cc tão tecnologicamente superior que pode ser mais potente do que uma 300cc aí a fabricante desse motor pode se beneficiar na nossa legislação bastante falha

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend