Cogitado no Brasil, Toyota Raize no México parte de R$ 88,7 mil

Cogitado no Brasil, Toyota Raize no México parte de R$ 88,7 mil

O Toyota Raize desembarcou no México, onde chega para reforçar a proposta da marca japonesa em atuar num segmento mais popular e em três versões: XLE MT, XLE CVT e XLE CVT Biton.

Custando a partir de 333.900 pesos ou equivalentes a R$ 88,7 mil, em conversão direta, o SUV subcompacto é cogitado para o Brasil. Com CVT, o pequenino sia por R$ 349.900 ou R$ 92,9 mil.

Com preços que aqui fariam muita gente correr até o revendedor Toyota mais próximo, o Raize tem por lá motor 1.0 Turbo de 98 cavalos e 14,2 kgfm.

Cogitado no Brasil, Toyota Raize no México parte de R$ 88,7 mil

A transmissão é manual de cinco marchas ou CVT, sendo esta aquela Direct Shift do Corolla, com a primeira sendo acionada por engrenagem e as demais com polia e correia.

Aliás, o CVT já tem paddle shifts no volante, ampliando assim a comodidade. Segundo a Toyota, o consumo médio é de 17,5 km/l na cidade e 19,3 km/l na estrada.

Conceitualmente, o Toyota Raize é um player de peso tanto para o Fiat Pulse quanto o Novo Citroën C3, que chega em 2022.

Cogitado no Brasil, Toyota Raize no México parte de R$ 88,7 mil

Seu propulsor diminuto tem características parecidas com as do Tiggo 3x, outro concorrente.

O câmbio CVT e a economia atribuída são pontos que tornariam o quadradinho da Toyota uma opção considerável.

Contudo, seu tamanho não passa de 4,00 m, mas isso pode ser resolvido com para-choques avolumados, mas devendo ainda medir pouco menos que o Fiat Pulse.

Cogitado no Brasil, Toyota Raize no México parte de R$ 88,7 mil

De qualquer forma, o Raize para o México já se equipara ao pequeno da Fiat em porta-malas, tendo 369 litros, um litro a menos que o popular.

Seis airbags, controles de tração e estabilidade, direção elétrica, ar condicionado automático, multimídia, cluster análogo-digital, modos de condução, câmera de ré e sensores dianteiros e traseiros, fazem parte do pacote.

O Raize XLE tem ainda faróis e lanternas em LED, faróis de neblina, rodas de liga leve aro 17 polegadas, Android Auto e Apple CarPlay, entre outros.

Ele só tem um grande problema. Quanto você imagina que ele custaria aqui? Pois é, só uma dica: no México, ele é mais caro que o Corolla…

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.