Esportivos Europa Hatches Lançamentos Mercedes Benz

Com 305 cavalos, Mercedes-AMG A35 é revelado na Alemanha

Com 305 cavalos, Mercedes-AMG A35 é revelado na Alemanha

O Mercedes-AMG A35 foi oficialmente revelado agora pouco. O hot hatch alemão aparece em nova geração como intermediário entre o A250 e o A45. Agora com um novo motor 2.0 Turbo, o modelo alcança 305 cavalos a 5.800 rpm e 40,6 kgfm a 3.000 rpm. O câmbio é automatizado de dupla embreagem com sete marchas e a tração é integral 4MATIC, como esperado.


Com esse pacote, o Mercedes-AMG A35 baterá de frente com o Volkswagen Golf R, Seat Leon Cupra e o Audi S3, ambos com potência semelhante. O conjunto motriz permite ao modelo ir de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos e com máxima limitada em 250 km/h. Graças ao sistema de tração 50:50, o hatch médio de alta performance tem dirigibilidade condizente com a AMG.

Com 305 cavalos, Mercedes-AMG A35 é revelado na Alemanha

Apesar de não ser a AMG SPEEDSHIFT, a caixa 7G-DCT recebeu nova relação de marchas para tornar a condução mais agressiva. Além disso, o Mercedes-AMG A35 4MATIC tem ainda cinco modos de condução: Comfort, Sport, Sport+ e Individual, bem como o Slippery, para pisos escorregadios.


Com suspensão calibrada para performance, o Mercedes-AMG A35 tem discos de freio bem grandes, sendo 350 mm na frente e 330 mm atrás. As pinças são pintadas de prata com o logotipo da AMG. Por fora, o esportivo chama atenção pela asa montada no teto, tendo ainda teto solar elétrico e parcialmente panorâmico, retrovisores e colunas em Black Piano e rodas esportivas AMG com pneus de alta performance.

Com 305 cavalos, Mercedes-AMG A35 é revelado na Alemanha

Os para-choques possuem entradas de ar laterais, sendo que o traseiro tem duas bocas de escape e difusor de ar integrado. Os faróis têm máscara negra e a grade apresenta cromados vistosos. Por dentro, o volante de fundo chato tem acabamento em alumínio e múltiplos comandos.

Há também cluster e multimídia MBUX compartilhando duas telas integradas de 12,3 polegadas cada. Painel, difusores e portas apresentam detalhes em amarelo, harmonizando-se com o exterior. Os bancos esportivos apresentam formato de concha e elementos vazados.

Mercedes-AMG A35 4MATIC – Galeria de fotos

 

Com 305 cavalos, Mercedes-AMG A35 é revelado na Alemanha
Nota média 5 de 6 votos

37 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Raríssimas A/CLA/GLA 45 vieram com esses bancos concha AMG. Outros opcionais raros eram o aerofólio e apêndices aerodinâmicos dianteiros (gosto duvidoso), som harman Kardon (que não era grande coisa) e rodas aro 20 na GLA (de série depois do facelift). Existiam ainda pinturas especiais foscas.
    Existia ainda o kit black, com espelhos pretos brilhante (mais comum) e algumas A45 vieram sem teto solar.
    Dificilmente no pacote Brasil este carro virá como na foto, que provavelmente deve ser uma série first edition bem completa.

    • Com certeza esse é com todos opcionais, sendo que a “ASA” é opcional.

      O que me espanta é os fake 0-100 que a mercedes divulga para os amg´s

      Por exemplo,

      GLC 43 AMG tem 0-100 divulgado de 4,8s
      AUDI SQ5 tem 0-100 divulgado de 5,4s.

      Na comparação entre os dois carros feito pelo motorgrid, a GLC 43 sai sempre atrás por não ter o controle de arrancada, e só alcança perto do 200km/h, ou seja come poeira total de SQ5 no 0-100.

      Então como que eles explicam essa física de 0-100 tão rápidos? Seria 0-100 medido no dinamômetro ou fake new´s 0 a 100???

      • A Audi é que costuma ser conservadora nos 0-100, normalmente os testes sempre dão abaixo do divulgado pela mesma. Isso acontece com muitas marcas. Por exemplo, eu mesmo, possuo um Camry, o 0-100 divulgado pela Toyota é 7.3. Na revista Car and Driver americana, ele fez em 5.9. Então tem um baita de um conservadorismo nos números da Toyota, assim como nos da Audi.

        • Nunca achei um teste do Camry com medição nas revistas da época desde 2006 e olha que procurei.
          Agora, esse tempo de 5,8s (e não 5,9s) é 0-60 mph e com gasolina americana (mesmo tempo do accord V6 com 278 hp e câmbio de 6 marchas; passat com VR6 de 280cv fez em 5,7s e accord com 2.0 turbo de 252 cv e câmbio de 10 marchas em 5,5s).
          No Brasil isso é quase tempo de camaro (5,7s).
          Na revista quatro r… o accord V6 de 277cv fez em 7,2s (carro que andou no mesmo tempo do teste da revista americana).
          Arrisco dizer que o tempo do camry deve ser entre 7s e 7,3s mesmo, mas vamos aguardar um teste de verdade (se acontecer).
          Já vi Camry acelerar com 328i stock de 245cv (6,3s) e perder de arrancada e rolling em pista de 1,5 km e olha que a 328i abriu muito.
          Acho 7s um tempo muito bom para um carro grande e sem pretensões esportivas (melhor que o do fusion AWD, por exemplo, de 7,4s), mas abaixo disso a coisa complica.

          • Não tenho dúvidas que o 0-100 dele seja abaixo de 7 segundos, já medi o meu, fiz em 6.6 (tem o YouTube pra provar também). Tenho uma 118i 2013 também (turbo) e ele é notavelmente mais rápido que a 118i. Não estou falando que o Camry vai fazer o mesmo tempo com combustível brasileiro do que faz com o americano. Estou falando que sim, o 0-100 é inferior ao divulgado pela Toyota, não importa que seja 0.4 ou 0.5 milésimos a menos, semelhante ao que normalmente acontece com os carros da Audi.

          • Muito provavelmente faltou muita pericia do condutor do Camry, notoriamente o Camry anda mais que a 328i em condições de retomada, arrancando vai depender muito do condutor, já que sua tração dianteira acaba atrapalhando um pouco as coisas quando comparado com um rwd ou awd… Falo também por experiência própria. Em condições perfeitas, medidos via painel, é possivel sim o Camry fazer o 0 – 100 em 5.9s, eu mesmo tenho filmado, porém não é algo fácil de se obter, visto que o carro não possui de todos os aparatos para largar aproveitando todo o seu potencial. Mas cumpre bem o papel e bate em muito carro dito ”forte”… GTi, Jetta TSi, Passat CC V6, A6 3.0 SC, 335i E90, Mini JCW, Accord mk8, 328i, 320i, Cadenza V6, Azera V6 2011, Fusion Ecoboost FWD, A5 1.8T… São alguns dos carros que eu pessoalmente já pude testar contra e o Camry simplesmente deslanchou na frente, a maioria em condições de retomada. O mais dificil dessa lista aí foi a 335i que segurou na porta do Camry.
            Inclusive no Youtube tem um canal de um russo doido (na Rússia o Camry é extremamente popular) em que ele testa contra vários carros mais fortes, esportivos, etc… O carro mesmo sem proposta esportiva, anda muito bem!

            *O Camry que cito é o XV40 (2007 a 2011).

      • A tração quattro da audi é muito boa, quase que imbatível entre os carros mais “normais” (Mclaren arranca na frente só com tração traseira, mas é outro nível de performance), o único problema é que ela amarra o carro de alta, por isso que a GLC 43 busca. Os AMG possuem motores muito brutos, mas que nem sempre resultam em performance melhor. Mercedes e BMW tem que melhorar muito ainda no quesito tração em relação a audi que tem desenvolvimento nessa área desde a década de 80.

  • Mercedes tem acertado em cheio no visual/interior pra mim ultimamente!

    Carro bem interessante, espero que seja de fato bom de dirigir, ao contrário da versão antiga do A45 AMG que era “chato” de se dirigir, assim como o TT RS..

      • Remetem aos carros de Grand Turismo que os utilizam para ganhos aerodinâmicos.

        Como é um esportivo, considero totalmente válido, pois é um detalhe funcional, apesar de duvidar que um motorista comum irá perceber qualquer diferença ao dirigir.

        Pessoal reclama de acessórios aerodinâmicos funcionais em um esportivo que tem capacidade para passar de 250km/h. Isso que não entendo.

        Se quer carro “liso” compra a versão “civil”… kkkk

  • Essas telas no painel não estão legais, parecem dois tablets, até podem ser digitais, mas de certa forma devem ter algo que lembrem um visual mais tradicional (relógios e ponteiros). “Na minha opinião”.

  • Poxa Mercedes… custava muito criar um painel em que houvesse elementos que combinem e tornem o painel “ligado” ao restante dessa região?

    O MBUX sem duvida é moderno, mas que jeitão de improvisação colocado dessa forma. Literalmente um tablet esticado. Por mais que se pense em ergonomia, acho que daria para ser mais feliz com a integração do painel como um todo.

    Mas o carro parece mto interessante. Uma pena que carros assim custem uma fabula por aqui.

  • Gosto cada um tem o seu, mas pro meu gosto pessoal esse painel de instrumentos é horrível. Não porque tenho algo contra telas digitais, mas nesse caso do serie A parece que pegaram dois i-pad e colocaram de qualquer jeito sobre o painel. Pra mim uma “inovação” desnecessária. O carro no geral: ok

  • O problema dessas versões para o nosso mercado é que tirarão as AMG 45 e trarão a 35 com o mesmo preço da anterior, bem mais potente.
    É assim que funciona por aqui.
    Não que hoje eu tenha grana pra comprar, mas não precisaria ter o preço tão extorsivo, também.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email