Crossovers Mercado SUVs

Com 512 mil vendidos, SUVs representaram um quarto do mercado em 2018

Com 512 mil vendidos, SUVs representaram um quarto do mercado em 2018

Os utilitários esportivos marcaram presença com força no mercado nacional em 2018 com 24,4% das vendas. O segmento, que vem crescendo  bastante nos últimos anos e a oferta de modelos no país vem aumentando rapidamente, tanto é que marcas importantes ficaram de fora entre os produtos compactos, como Fiat e Volkswagen, por exemplo.


De acordo com a Fenabrave, entre os 40 modelos mais vendidos, o volume emplacado foi de 512.352 unidades, um volume mais expressivo do que aquele registrado em 2017, quando 414.547 unidades foram emplacadas no Brasil. Na ocasião, o líder foi o Jeep Compass com pouco mais de 49 mil vendidos, mas agora o mesmo, que continua na ponta, vendeu mais de 60 mil.

Com 512 mil vendidos, SUVs representaram um quarto do mercado em 2018

Aliás, o SUV da FCA liderou 2018 com 11,77% das vendas, deixando Creta e HR-V quase empatados com 9,56% e 9,36%, respectivamente. O crossover da Honda definitivamente foi superado pelo coreano da Hyundai. O Kicks também inverteu a posição de 2017, passando pelo Renegade.


Já o EcoSport manteve a sexta posição no ranking, enquanto o Captur inverteu com o Duster as posições de 2017. O Tracker (único importado no Top 10) ficou em oitavo e o WR-V fechou o grupo.

Com 512 mil vendidos, SUVs representaram um quarto do mercado em 2018

Fora a SW4, os demais SUVs emplacaram menos de 10 mil unidades cada. Destaque entre os novatos, o Chery Tiggo 2 surpreendeu em vendas, enquanto o Citroën C4 Cactus trouxe a marca francesa de volta ao jogo. O Tiguan ascendeu bem em 2018, enquanto o rival Equinox manteve uma boa margem com mais de 5 mil vendidos. O Volvo XC40 é outro com potencial, tendo empatado em vendas com o BMW X1 em dezembro.

Para 2019, espera-se pelo T-Cross da Volkswagen, que promete boas vendas entre os SUVs compactos, que é o filão que puxa o mercado, apesar da liderança do Compass. Confira abaixo os 40 SUVs mais vendidos em 2018:

1º JEEP/COMPASS 60.284 11,77%
2º HYUNDAI/CRETA 48.976 9,56%
3º HONDA/HR-V 47.959 9,36%
4º NISSAN/KICKS 46.812 9,14%
5º JEEP/RENEGADE 46.344 9,05%
6º FORD/ECOSPORT 34.497 6,73%
7º RENAULT/CAPTUR 26.504 5,17%
8º GM/TRACKER 26.100 5,09%
9º RENAULT/DUSTER 23.579 4,60%
10º HONDA/WR-V 1.332 14.797 2,89%
11º TOYOTA/HILUX SW4 13.481 2,63%
12º PEUGEOT/2008 9.745 1,90%
13º HYUNDAI/IX35 8.525 1,66%
14º VW/TIGUAN 5.771 1,13%
15º KIA/SPORTAGE 5.648 1,10%
16º CITROEN/AIRCROSS 5.565 1,09%
17º MITSUBISHI/ASX 5.379 1,05%
18º CHERY/TIGGO 5.197 1,01%
19º HYUNDAI/TUCSON 5.179 1,01%
20º GM/EQUINOX 5.089 0,99%
21º TOYOTA/RAV4 4.221 0,82%
22º BMW/X1 4.091 0,80%
23º GM/TRAILBLAZER 3.853 0,75%
24º LAND ROVER/DISCOVERY 3.788 0,74%
25º CITROEN/C4 CACTUS 3.351 0,65%
26º AUDI/Q3 3.209 0,63%
27º M.BENZ/CLASSE GLA 2.956 0,58%
28º VOLVO/XC60 2.917 0,57%
29º JAC/T40 2.871 0,56%
30º PEUGEOT/3008 2.844 0,56%
31º VOLVO/XC40 2.395 0,47%
32º MITSUBISHI/Outlander 2.293 0,45%
33º SUZUKI/JIMNY 2.207 0,43%
34º SUZUKI/VITARA 1.857 0,36%
35º LIFAN/X60 1.668 0,33%
36º MITSUBISHI/PAJERO 1.527 0,30%
37º TROLLER/T4 1.480 0,29%
38º LAND ROVER/EVOQUE 1.454 0,28%
39º M.BENZ/GLC 1.156 0,23%
40º JAGUAR/EPACE 937 0,18%

[Fonte: Fenabrave]

Com 512 mil vendidos, SUVs representaram um quarto do mercado em 2018
Nota média 5 de 2 votos

  • Ford Opala Attractive 200TSI

    O brasileiro em geral não compra com racionalidade.

    • Emanuel Schott

      SUVs tomaram o mercado americano e europeu também, a ponto de marcas como a FCA, a Ford e a Chevrolet abandonarem o mercado de carros “comuns” nesses mercados.

      Mais fácil dizer que o mundo não compra com racionalidade se pra você comprar esse tipo de carro não serve.

      • Ford Opala Attractive 200TSI

        Discordo veementemente. Esses países q vc falou tem nível salarial mais alto, uma SUV não pesa tanto no orçamento. Compra-se mais SUVs médias e grandes, que são potentes, espaçosas e bem acabadas. Enquanto nós compramos em geral SUVs compactas (9 entre as 10 mais vendidas), que as vezes tem motores fracos, espaço limitado, acabamento de carro popular e custam o preço de um sedan médio.

        • Emanuel Schott

          Não sei em que terra SUVs médios custam o mesmo que sedãs médios.

          Nos EUA os sedãs partem da casa dos $25 mil dólares. Os SUVs médios sobem pra casa dos $35 e chegam a $50 mil nas versões mais equipadas. Até $30 mil encontra SUVs compactos como o Renegade e o RAV4.

          Os SUVs e as picapes são mais caras que os sedãs por lá também e estão tomando espaço que antes era desses carros.

          • Ford Opala Attractive 200TSI

            Mas eu não disse em momento nenhum que os SUVs médios custam o mesmo que os sedãs médios.

            E o que chamamos de SUV médio no Brasil custa a partir de 25 mil dólares nos EUA e não 50 mil como vc diz. Ex. Tiguan e RAV4

      • Munn Rá : O de Vida Eterna

        Acho que está para nascer um modelo de carro tão impactante como foi os SUVs

        Está ” matando ” vários outros modelos de carros e ficando popular até na Europa

        • Leonardo azevedo

          Bem isso… inicialmente mataram Peruas e Minivans, atualmente mataram sedan e hatch médio e grandes… creio não demorar muito pra chegar aos compactos “premiuns”, ficando somente sedan e hatch compactos de entrada, SUV’s e pickup’s

      • Jorge Castro

        compare o pre com outros carros da mesma categoria(compactos , medios) e vai que a diferença e pouca nao e igual aqui que vc je compacto a preço de medio.

    • Vitor

      Acho que a questão dos SUVs nos mostra várias coisas. A venda de carro grandes e/ou 4X4 até não é novidade no Brasil, lembro que nos anos 90 a Pajero e a Cherokee vendiam bem (e não eram baratos), num patamar inferior Suzukis Vitara e até o Samurai vendiam razoavelmente, então penso que o potencial pra esse segmento sempre existiu, só estava faltando um empurrão pra deixar de ser carro de nicho.
      Antes dos SUVs as picapes cabine dupla também atendiam esse público.
      Estão na contramão da eficiência energética e ocupação de espaço urbano, até certo ponto sim, embora esses veículos em média sejam menos poluidores e gastões que os de outras épocas.
      Mas penso que o brasileiro só está tendo uma maior oferta desses veículos de uns tempos pra cá e a Jeep que tem a “grife” que tantos querem veio recentemente fabricar aqui. Então a hora de tê-los é agora.

      Obs: Estão usando a sigla SUV pra quase tudo aí também fica fácil falar que estão crescendo em participação no mercado, esses “off roads” que não são 4X4 não cumprem em tese a função que deveriam, ou seja não tem graça.

  • Rodrigo

    90% desta lista sequer é SUV. São minivans, monovolumes, crossovers e afins, mas é muito mais sonoro e comercial classifica-los como SUV.
    Uma pena termos esta categoria com uma visão tão distorcida.

    • William Simon

      Sonoro não. Pode colocar lá nas alturas o preço só por “ser” suv.

    • Verdades sobre o mercado

      eu classifico-os como pseudo-SUVs

    • El Gato!

      Estamos em um país onde uma marca tem a cara de pau de batizar um carro com a alcunha de “o SUV dos compactos”. Nosso mercado é um lixo…

  • Munn Rá : O de Vida Eterna

    Uma pena a Haval não estar presente no mercado brasileiro

    É conhecida ( e respeitada ) no mundo automotivo dos SUV

    • Vitor

      Pelo menos ela já conta com seu Aval.
      E pra ser sincero eu nem conhecia essa marca.

      • Munn Rá : O de Vida Eterna

        Muitas automobilísticas chinesas são desconhecidas ao público brasileiro

        O mesmo não ocorre com outros públicos como o chileno, peruano etc …

        Uma outra empresa automobilístca que acho muito interessante é a BYD

        Especialmente na questão elétricos com suas baterias de Fostato de Lítio

        Despertou até interesse da Mercedes : estas juntas projetaram Denza EV

        • Good Doctor

          Melhor custo-benefício hoje no Brasil entre as SUVs é a Ecosport 1.5 AT, consegue-se ela por 10 mil abaixo da tabela e ainda taxa 0.
          Não tem pra nenhum chinês

    • Schlatter70

      Segundo carro mais vendido na China, que conta com todas as marcas ocidentais também.

  • EDU

    Posso estar enganado mas desse monte de marcas Suv mesmo Sao Jeep e Land Rover

    • Filipe Augustus

      Eu só acrescentaria TrailBlazer, Pajero e Hilux SW4 nessa conta! O resto é quase tudo crossovers!

    • beto

      Concordo!

  • Este novo ano será interessante. Com o T-Cross, o novo Tiggo 4 e o Tiggo 2 se consolidando melhor, o mesmo para o Cactus, deve haver mudanças grandes nesse ranking.

    • Vitor

      Não concordo com Tiggo. A Chery tem estrutura de revendas muito menor e não tem “grife” como a Jeep.

      • Não acredito que os Chery brigarão por liderança. Mas se cada um deles vender 1000 carros por mês, vai bagunçar o ranking todo. Acredito que o Tiggo 4 deva fechar o ano vendendo na casa dos 1500-2000 mensais. Poderia brigar por top 10.

        • Vitor

          Até é possível, dependendo dos preços e do que os carros oferecem, mas acho que na hora do desempate a maioria dos consumidores escolhem as marcas com mais tradição no Brasil.

        • Oliveira

          um chinês vender 2.000 por mês por 12 meses!? acho muito otimismo.. só pra ter uma noção, no acumulado 2.018, juntando todas as chinesas informadas pela Fenabrave, dão 36.813 unidades, entre veículos de passeio e comerciais leves.. e a que teve melhor resultado foi a chery, com 8.639, sendo que 5.197 são do tiggo que vendeu em média, 519 unidades, e não fez nem cócegas no mercado, sendo responsável por 1,01% de um setor com mais de 512 mil unidades vendidas no total.. ou seja, vender 1.000 é plausível (afinal, tem louco pra tudo); agora 2.000, só se baixar muito o preço..

          • Eu não sub estimo a CAOA, com todos os defeitos, eles não estão entrando pra perder.
            Acho que o Tiggo 5x não vai começar em 2 mil por mês, mas acho que pode sim fechar o ano nesse patamar. O Tiggo 2, com todos os poréns que o projeto tem, já tá quase batendo nas mil mensais. Conforme a rede for aumentando, e a marca for ficando mais conhecida (mkt que a CAOA já mostrou que sabe fazer), não vejo pq não. Em termos de produto em si, não acho que deva pra nenhum concorrente, talvez o HRV e olhe lá.

            • EXPEDITO ALVES CARDOSO

              Tbem não duvido garantia de 3/5 anos e seguro do Tiggo 2 por mebos de 1 reias. A CAOA e agressiva e tem.tudo pra fica na 11 Marca em vendas em 2019. Quem.compra carro acima de 60 mil troca antes dos 5 anos… E a CAOA e melhor que muitas marcas grande em satisfação do cliebte.

            • Oliveira

              questão de esperar pra ver.. o marketing deles é até bom, mas as vendas atuais deles estão ruins comparadas aos concorrentes e até à própria Hyundai.. mas vamos ver..

          • Cosi fan Tutti

            Agora não é mais chinês, ele é brasileiro feito em Goiás. Assim que brasileiro vê. Tu acha que se chegar com um Tiggo 5x em algum lugar alguem vai questionar ele ser chinês ou não? Ninguém. Povo vai achar top. Vão claro questionar se é Hyundai ou outra asiática, pq tem o DNA. O que importa nisso ae é MKT, peças e pós-venda, que a CAOA tem de sobra. Eu trabalho no ramo de eletrónicos e esse teu preconceito com produto chinês é totalmente nonsense. Os kras fizeram o dever de casa e estão com ótimos produtos em várias áreas, inclusive carros. E as pessoas percebem isso, pois o que pesa no bolso do cidadão na hora de comprar qualquer produto, ainda mais coisas caras como carros, eletrônicos etc.. é o custo benefício.

            • Oliveira

              se não compro nem celular chinês, quiçá carro.. nem se eu trabalhasse na linha de produção compraria um..

              • EXPEDITO ALVES CARDOSO

                Eu tbem nunca comprei carro chinês, mas isso e questao de tempo… Eles ja dominam tecnologia aeroespacial (satelites, avioes, etc) O Tiggo 2 e um chines que ta vendendo bem. Um cálculo simples 1 dia 24h x 30 = 720. Então a cada hora do relógio e vendido Um Tiggo2. A CAOA e boa de venda… Imagina qdo dobra ou triplicar a rede de CSS!

  • Louis

    Na contra-mão da eficiência energética e dinâmica…Mas cada um sabe o que faz com o próprio dinheiro.

    • beto

      Isso faz sentido no jeep que temos em casa mal freio ou desvio de buracos e quebra molas já no honda tenho que parar senão desmonta tudo.

    • Matheus

      Sua observação faz todo sentido. Meu cunhado tinha um Duster e não diminuía a velocidade ao passar por lombadas e buracos.
      Ao questioná-lo, ele respondeu que comprava “carro alto pra isso mesmo”…

    • durango

      São mais pesados também.

  • SK15

    Eu não tenho nada contra SUV como o pessoal, pelo oposto até gosto de alguns o que me deixa triste/preocupado são os preços cada dia maiores, pois sobrando só SUV como tudo indica em breve não irei mais conseguir comprar nada, pq todos carros disponíveis (ou seja só SUV) estarão bem fora do meu orçamento que não sobe no mesmo nível do animo deles.

  • Itamar

    Onde está o 5008 no ranking?

  • Mauro Moraes

    Mas como vende esse Jeep Compass. Se tornou o Corolla dos Suvs.

    • Bourgelat

      PJ

      • Rafael Schissi Teixeira

        Realmente tem um bom desconto pra PJ, meu pai acabou de comprar um

        • El Gato!

          15%, é isso?

      • DiMais

        comprar carro por CNPJ não significa necessariamente comprar ele para ele empresa, conheço muita gente que usa dos descontos para PJ para comprar carros para uso pessoal.

        • MauroRF

          Meu caso (e de várias pessoas que conheço).

  • Tem que incluir o Renault Kwid nesta lista kkk.

  • Raul Cotrim de Mattos

    Do meu ponto de vista, não faz sentido deixar de comprar um SUV para comprar pelo mesmo valor um carro que você tem que se agachar para entrar, ter a sensação de que está quase raspando no chão e que pode ser esmagado por um caminhão a qualquer momento, além do menor espaço interno (e externo praticamente igual), além da segurança. Ao contrário do que muitos dizem, ter um SUV faz muito mais sentido do que um sedã, e o mercado mundial está mostrando que o consumidor também tem essa impressão.

  • Fabio Marquez

    Eu ainda não tenho coragem de colocar um SUV na garagem… Carro para mim tem que fazer ao menos 11~12 km/l de alcool na estrada. Chega ser desperdício de dinheiro eu que ainda sou solteiro andar em um carro beberrão.

    • RVM

      Meu pseudo faz isso. Kicks

  • Ricardo

    Triste!

  • Ricardo Alexandre

    Ainda bem que o mercado brasileiro não esqueceu o segmento dos melhores carros do mercado mundial! Que considero que é o segmento dos sedãs com toda certeza. Categoria da qual sou o fã número 1. Não troco um belo de um sedã, por qualquer um desses suvs que existem no mercado. O mercado nacional vendeu ao final do ano de 2018, um total de 539.795 unidades de sedãs em todas as suas categorias. O que equivale à 25,2% porcento de todas as vendas de carros novos no mercado nacional em geral. Isso mostra que os sedãs estão vivos e muito vivos ainda no Brasil. Pois mesmo com o grande crescimento, e com tantos suvs disponíveis no mercado nacional, os sedãs ainda assim cresceram nas vendas e ficaram à frente dos suvs que são á febre do mercado mundial e nacional. E quem foi que deu uma grande contribuição no crescimento nas vendas do segmento de sedãs no Brasil no ano passado? Com toda certeza ele foi o grande destaque do mercado nacional com vários prêmios conquistados ao longo do ano de 2018. E entre eles o destaque maior foi para o prêmio de carro do ano de 2018 no mercado nacional. Estou simplesmente falando do grande Volkswagen Virtus, carro mais falado e comentado dos últimos anos no mercado nacional. E se Deus quiser irei contribuir para que o mercado de sedãs continue firme e forte. Pois muito em breve pretendo trocar meu Prisma por um lindo e magnífico Volkswagen Virtus. Isso tudo é só para calar á boca de quem fala que o mercado de sedãs está em declínio mundo afora! Pois ainda bem que o mercado nacional vai na contra-mão do mercado mundial, e continua comprando muitos sedãs como tá ai demonstrado nas vendas.

    • Cosi fan Tutti

      Na China o veículo mais vendido também foi um sedã, o Nissan Sylphy, que nada mais é que nosso Sentra mas lá eles tem uma versão totalmente elétrica com motor do Nissan Leaf.

  • Alexandre Monteiro

    EPace, vendendo mais que Grand Cherokee, que não está nem na lista.
    Quem diria….

  • Fuscao

    As fabricantes adoram: Pegue um carro de categoria inferior, troque as rodas por conjuntos maiores, eleve a altura dos bancos e consequentemente do teto e pronto: Venda como se fosse de categoria superior, com custo pouco maior que o carro que serviu de base. E o povo vai lá e paga caro nessas porcarias ai… SUV mesmo, que teriam vantagem em relação a robustez para terrenos difíceis, são poucos, SW4 e Trailblazer, citando os mais vistos por ai.

  • DiMais

    e não adianta espernear, a tendência mundial é esta. melhor ter um Renegade. HR-V e afins em sintonia com outros países do que nos tempos que Gol e Palio reinavam por aqui.

  • th!nk.t4nk

    As vantagens seriam poder andar rápido com conforto, controle e segurança. Só SUVs muito caros, com suspensão de controle eletrônico, têm comportamento dinâmico aceitável em altas velocidades. Considere ainda que no Brasil o pavimento é horrível, logo perde-se a vantagem de ter um bom sedã. Acaba valendo mais a pena ter algo prático, mesmo que sacrifique a dinâmica. Enfim, SUVs combinam mais com o Brasil mesmo, infelizmente.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email