Crossovers Honda Preços

Com parcelas de R$ 999, Honda HR-V tem bônus de R$ 6.000 no usado

Com parcelas de R$ 999, Honda HR-V tem bônus de R$ 6.000 no usado

O Honda HR-V está com promoção. O crossover compacto da marca japonesa ganhou até um site dedicado a vendas para reverter sua situação no mercado nacional, onde deixou de ser líder e de estar disputando a ponta há muito tempo.


A oferta é semelhante ao programa Evolution da Honda, mas com bônus de R$ 6.000 no carro usado na troca. Atualmente, várias marcas estão focando na aquisição do automóvel de segunda mão como forma também de ajudar as redes de concessionários. Afinal, hoje se ganha mais na venda do usado que no novo.

No caso do Honda HR-V, a versão LX tem seu preço reduzido de R$ 94.400 para R$ 88.400 com entrada de R$ 35.400, mais 35 mensais de R$ 999 e parcela final de R$ 35.360.

Na versão EX, o HR-V tem preço promocional de R$ 95.700 ante o valor de tabela de R$ 101.700. No financiamento, a entrada de R$ 40.650 com 35 mensais de R$ 999 e uma parcela final de R$ 38.280.


Com parcelas de R$ 999, Honda HR-V tem bônus de R$ 6.000 no usado

Já o HR-V EXL, no mesmo plano, sai por R$ 105.900 com entrada de R$ 48.000 e 35 mensais de R$ 999, tendo ainda uma parcela final de R$ 42.360. O valor de tabela é de R$ 111.900.

A topo de linha Touring tem preço promocional de R$ 133.900 com entrada de R$ 68.100, tendo igualmente 35 parcelas de R$ 999 e parcela final de R$ 53.560. Todas as versões são na cor Branco Taffeta.

No Honda Evolution, o HR-V tem um simulador de financiamento com entrada mínima de R$ 28.320 e parcela mínima (36 meses) de R$ 1.404,42 com saldo final de R$ 37.760, na versão LX. O simulador ainda tem opção de 24 meses e variação do tamanho da entrada, da parcela e do saldo final.

De janeiro a outubro, o Honda HR-V vendeu 39.582 unidades, ficando mais distante dos quatro primeiros colocados, que emplacaram mais de 45 mil exemplares. O líder Jeep Renegade, por exemplo, vendeu 56.791 unidades no mesmo período. Em outubro, o modelo emplacou 4.137 exemplares e fechou em 20º no ranking dos automóveis.

Com parcelas de R$ 999, Honda HR-V tem bônus de R$ 6.000 no usado
Nota média 3.2 de 5 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • fsjal

    Efeito T-Cross?
    Incrível como mesmo tirando uma boa gordura do Touring, ele continua caro.
    Segue mais caro que o T-Cross mais recheado de tecnologia (coisa que Honda não tem nada)… e se for justificar o carro pelo desempenho….. o Civic está logo ali.

    • Roberto Dias

      O problema é que os donos de honda acham que seus carros são os verdadeiros suprassumos de tecnologia e confiabilidade. Se você fala isso com um deles, com certeza ele vai dizer: “Ah, é VW. Isso é lixo.”
      Mas eu concordo com tudo que vc falou, o valor cobrado pela honda não justifica o que os carros oferecem. Inclusive, o novo jetta dá de 1000 no civic, o grande problema é que o design do civic é muito bem acertado, enquanto que o do jetta ficou “aceitável”.

      • Toyo_Highlander fan

        Por falar em “suprassumo de tecnologia” o Honda Fit LX 2019 possui um PC de bordo podre! Sequer registra autonomia e consumo instantâneo. Somente quantidade de litros a cada 100 km. O som é somente um rádio com CD Player e tela de 4 pol que serve apenas para câmera de ré, tudo isso por 76 mil reais. E sem falar que é um carro em fins de linha! Prefiro o Onix Plus top!

    • Porto Velho

      Nada.. é mais uma promoção que nunca acaba. Faz tempo que o HRV é vendido dessa forma.

  • Emygdio Carlos

    Poxa!

    Quanta gentileza!

  • Claudio

    Promoção ridícula !!!

    • renato dantas

      E da inquebrável Toyota já viram “top” Yaris a R$ 83.990,00 o Hatch, já o sedã “top” R$ 85.990,00 tá barato pra caramba… pode.

  • Anderson Trajano

    A gordura nesse carro é tão grande, que mesmo dando desconto ele ainda fica muito acima da média da categoria.

  • MonHoe

    Rapaz a Honda tá se mexendo, milagre, é ainda pouco, mas já mostra que tá sendo pressionada pelo mercado, as pessoas tem que parar de comprar essas japonesas pra elas caírem na realidade

  • Esses planos de “recompra certa” são o maior engodo que já vi. Veja o caso do modelo de entrada: o preço sugerido é de 88.400,00, mas com o plano de pagamento e seus juros, o preço final vai para mais de 105 mil reais.
    Aí você chega lá e diz que quer comprar o carro à vista, e o que acontece? “Não, aí o preço é 94.400,00, não tem o bônus”. Quer dizer, querem te vender a dívida, e não um carro.
    E tem mais, como avaliam mal o seu usado, seja da Honda ou seja de outra marca. O “bônus” de 6000 é “engolido” pelo valor bem abaixo da FIPE que te pagam no seu carro. Até por isso vender carro usado é melhor que carro novo, hoje em dia.

    • G E O

      Tinha que emoldurar esse seu comentário e colocar nas portas das ccs. E mesmo assim vai ter gente achando um bom negócio rs.

    • renato dantas

      Como disse acima a Honda é generosa…. ha.

    • Anderson Trajano

      Somos entusiastas e um pouco mais racionais na compra. Um consumidor comum nem faz contas. Ele percebe que dando o seu popular de entrada e uma parcela de 1.000 ele pula para um HRV novo.

      Outro detalhe é a avaliação dos usados na Honda. Nas vezes que pesquisei sempre recebi as piores propostas. Várias vezes já sai de CSS achando que eles não queriam meu usado, de tão baixa a avaliação.

      • Ermenegildo Arimatéia

        Avaliação em loja é opcional. Se voce quiser pode vender para terceiros e pegar valor maior

    • Minha mãe fez esse plano no Creta Sport 2.0, daqui a 1 ano ele “vence” e ela têm de quitar a parcela final pra ficar com o carro ou dar ele de entrada em outro, aí que surge o problema: eles pagam 80% do valor da FIPE (vi hoje mesmo no instagram da Hyundai, respondendo sobre esse financiamento com o HB20S)

      Aos cálculos:
      Preço de compra 94.000 (aprox.)
      Preço FIPE hoje: 82.154
      80% do valor da FIPE: 65.723

      Um absurdo, há carros iguais ao dela a venda por 85.900, a solução aí seria vender por fora, quitar a dívida e dar o que restar de entrada em outro. Não julgo o programa, a parcela reduzida faz muita diferença no curto/médio prazo e o juros total é condizente com isso, o problema mesmo é a recompra.

      • Ermenegildo Arimatéia

        Ninguém é obrigado a fazer o plano balão. Faz quem quer e quem pode.

        • leomix leo

          Vc já foi citado em outros comentários como arrogante, não gosto de bater boca em rede social ou blog automotivo, mais isso é vdd, seja mais ponderado em seus comentários, ou vai rolar Ban.

          • More of the punisher

            Que medo!! E o cara está certo!

            • Renato

              Me deu medo tambem…rsrsr…Imagine se o cara estivesse errado…kkkk A era da censura voltou?

      • leomix leo

        Toyota vende absurdos nesse plano de arrancar o couro do peão.

      • Miguel

        Nossa, que bonzinhos! Rs..

        Quer dizer, a única coisa boa é que vc pode estar de carro novo, a ruim é que está perdendo bastante dinheiro.

        Aqui em casa trocamos um HRV EXL 2015 por um Compass 2019, e a Jeep pagou 75.000 num carro que custou 89.000 em 2015. Pegamos um Compass Longitude com pintura perolizada por 124.000, o que achei melhor que a concorrência. Não queria voltar pro mesmo HRV mais novo e o 3008 estava mais caro, embora fosse a opção número 1..

        • Ander33x

          Tá puxado esses 124K na Compass Longitude em Miguel. To olhando por aqui algumas e tá um pouco puxado esse valor. Tu é de fora de SP?
          Pq aqui to cotando “PJ” a Limited Flex com bancos brancos(sky gray), pintura perol. (branco), e mais pacote H.Tech (beats,park/assist,p-mala-eletrico,e contrl-adptivo), por 123K.
          Como dito preços PJ, contigo foi na venda varejo?

          To saindo do HRV também.

          No mais, parabéns pela aquisição, belíssimo carro.

          • Miguel

            Sim, o meu foi varejo. Sou do Rio.

            Pois é, soube que PJ estava mais em conta, mas na época acabei levando nessas condições. O preço pra PF não é barato, mas o que acabou atraindo foi se livrar logo do usado. Não tenho talento pra vender carros! Rss

            Pode não andar como um 3008, mas você entra nele e sente o silêncio a bordo e o rodar diferente, e a sensação de qualidade do acabamento, né? A Honda faz o básico, não gostava do HRV, que apesar de ser EXL, vinha com as portas revestidas na parte de cima com um tecido horroroso.

            Estou gostando bastante, era ele ou o 3008, mas aí era ainda mais puxado..rs

      • Renato

        A segunda opção que voce citou é a mais acertada, acho que todo mundo entendeu a reportagem de forma errada, a promoção nao é agregada ao balao, o valao é apenas uma forma de financiar, se voce quiser e achar melhor, pode vender pra outras pessoas e adquirir valores mais em contas.

    • Ermenegildo Arimatéia

      Esses planos são uma forma de financiamento que existe em vários países não só para automóveis como também para outros bens. Tal qual empréstimo consignado, banco, cartão de crédito, cheque especial, etc…e outras dezenas de modalidades, tem suas vantagens e suas desvantagens, e cabe ao comprador analisar qual melhor opção pra ele. Resumindo: Ninguém é obrigado a fazer. Faz quem quer e quem pode.

      • Rodrigo

        Não a toa cresce cada dia mais a participação de bancos de montadoras (Ainda que por trás existam bancos “de carreira” pra garantir o lastro) nos financiamentos automotivos.

        • Sandor Clegane

          Concordo

        • Ermenegildo Arimatéia

          Isso, maioria das montadoras no Brasil possuem bancos próprios

      • Porto Velho

        É questão de fazer conta.

        Por exemplo: eu tinha um Uno 2015 com FIPE de R$31.000. Vendendo ele por R$30.000, conseguiria dinheiro pra dar a entrada e pagar parcelas por dois anos de um HB20 0Km. Quando precisasse quitar o resto, eu vendia o carro e sobrava R$25.000 pra dar de entrada em outro 0km. Ou seja, eu trocaria de carro e ficaria com um “0Km” por dois anos sem botar um real a mais do que eu já tinha, apenas perdendo na desvalorizacão que talvez o proprio Uno sofresse em dois anos.

        Outro exemplo é a Toyota. Vive dando taxa 0 no Etios e no Yaris e de vez em quando até Corolla e Hilux aparecem com essa taxa. Fica um preço excelente pagando parcela relativamente baixa, o que faz com que muitas vezes um carro caro como é o Yaris saia mais barato no bolo todo que um concorrente com preço melhor na tabela.

        • Renato

          Concordo plenamente, ninguem é obrigado a entregar carro em loja, se vender pra outras essoas como voce fez, sai bem mais em conta

        • Ermenegildo Arimatéia

          EXATAMENTE! Conforme falei, maioria do pessoal entendeu errado, achou que é obrigado fazer pra pegar promoção. Se vender por fora, vai conseguir mais grana, mais vantajoso. É so fazer as contas

      • Exatamente: não sou obrigado. Portanto, nada feito. A concessionária vai continuar com o seu plano de vender uma dívida para outro cliente, fazendo de conta que está vendendo o automóvel por um preço campeão, enquanto na verdade, somada a “venda casada” com o financiamento, vai para a estratosfera.
        Final das contas é isso: venda casada. Você só tem o preço aparentemente vantajoso se comprar junto o financiamento e o plano de te induzir a trocar o próximo carro na marca. Senão, paga o preço “normal”. Realmente não me interessa em quantos países possa haver esse tipo de operação, ela não é vantajosa para o consumidor. Ao menos é a minha opinião.

        • Ermenegildo Arimatéia

          Conforme falei anteriormente, esse financiamento é uma opção que ninguém é obrigado a fazer, além do mais, todos são regulados pelo Banco Central, e pela CVM, ou seja, pelo Governo, e portanto estão sujeitos a regras e transparência. Se fossem abusivos (venda casada, mencionado de forma errada), nao existiriam. Tem muita gente que pode fazer ou que precisa, da mesma maneira que tem gente que faz Leasing unitário, ou empréstimos consignados (desconto em folha) ou até mesmo em financeiras particulares, e o que dizer do famoso Título de Capitalização? Todos tem suas vantagens e desvantagens, mas existem e são regularizados, e ajudam aqueles que precisam ou podem pagar.

    • G. de F.

      Resumindo: bom negócio pra concessionária e para a marca. E só!

  • renato dantas

    Quanta generosidade dos japas da Honda dá até para desconfiar, esmola grande cego desconfia

  • Piston head

    Sempre quis saber na pratica como funciona o tal bonus no usado.

    • Claudio

      Eles “cotam” seu carro 20% abaixo da tabela FIPE. Aí te dão o bônus e vc sai da CSS feliz da vida, achando que fez um excelente negócio.

      • Ermenegildo Arimatéia

        O valor de 80% é valor normal para todas consecionárias de qualquer marca. É um negócio normal para ambas as partes, que ninguem tem obrigação de fazer, faz quem quer ou quem pode, se voce acha melhor, pode vender para terceiros e pegar um valor maior.

      • Bival Filho

        Todo dia saem de casa um malandro e um otário. Quando eles se encontram, sai negócio!

    • Ermenegildo Arimatéia

      Ao final do prazo (2 ou 3 anos) voce tem duas opções: Pagar o “balão” ou devolver o seu usado por um valor de no mínimo 80% da FIPE como entrada em um carro ZERO. A promoção de bonus que voce se refere deve ser aquela que voce dá o seu como entrada e eles adicionam o bonus ao valor avaliado. Esse valor é de geralmente 5.000 reais, e ai no caso a promoção deles é de 6.000

  • Ermenegildo Arimatéia

    Galera, só avisando que ninguém é obrigado a fazer o financiamento balão…faz quem quer ou quem pode. Se você pode comprar a vista, é só parar de reclamar, pois tem gente que não pode.

    • Roberto Dias

      Muitos brasileiros têm a necessidade de trocar de carro de 2 em 2 anos. Por isso, acabam entrando nessas promoções “sensacionais” com juros a perder de vista.
      Estou com meu carro já faz 6 anos, e espero ficar pelo menos mais 2 com ele. Não vejo a necessidade de ficar trocando de veículo assim.

      • Eduardo 1981

        Pois eu penso assim tb.

      • Renato

        Tambem acho que maioria que usa esse balão sao esses mais ricos, que nao tem nada a perder, fui numa loja e o cara tinha uma prancheta cheia de papeis de avaliação de carros do ano passado, todo mundo comprando modelo novo.

  • G. de F.

    Pesou a mão, né Honda??? Parece que só nome e a fama, até certo ponto justa, de pouca e barata manutenção, não são mais suficientes para sobressair no mercado e pedir valores além do que o mercado aceita como justo por um produto…

  • More of the punisher

    Olha, depois que o minúsculo, fraco e simplório ( fora que obteve somente 3 estrelas no EuroNcap…) Jimny Sierra foi anunciado por 123 mil com um indecente câmbio automático de 4 marchas, até esse HR-V Touring parece barato por 133 k.

    • João Paulo Araújo

      Jimny é outra proposta, concorre com o Troller de 150k e nem air bags tem.

  • Sino Weibo

    Honda virou piada no Brasil, cobrando tais preços. Só estou esperando a chegada de novas marcas chinesas ae sim vamos ter verdadeira concorrência, ae quero ver Toyota e Honda fazendo o que fazem, não vão vender nada. Isso já era pra estar acontecendo, não fosse o programa infame da dona Dilma em 2011.

  • Ailton

    Quando o ministério público ou o Procon, vão acabar com essa farsa, de bônus no usado???

    • Renato

      Acho que nunca porque não é farsa, é promoção mesmo

  • Toyo_Highlander fan

    Se há um carro hoje em dia que eu não investiria (não por ser bom e sim pelo preço absurdo oferecido em seus modelos) seria um Honda. A marca no brasil tornou seus modelos o de pior CUSTO BENEFÍCIO. Prefiro ir de Toyota ou até mesmo Nissan do que um Honda. E digo: Honda não é essas coisas todas de resistência toda não! Tenho familiares que possuem Honda e vejo problemas acontecerem como suspensão batendo e amortecedores estourarem antes dos 50 mil km e motor que exige menor intervalo na regulagem de válvulas por exemplo. Honda é só uma marca de status no brasil.

  • Renato

    É impressão minha ou todo mundo não entendeu a reportagem ou a promoção porque não conhecem a forma de financiamento chamada vulgarmente de balão, e por isso ta todo mundo reclamando, sem motivos?

  • Alexandre Maciel

    Está tão atraente que, creio, @Fanjos venderá o Golf para andar num super Fit (HR-V). Esse veículo teve preço mais ou menos no ano do lançamento e enquanto a Honda não deu um boost nos preços da CR-V. Depois disso, a Honda o “elevou” a ponto de fazê-lo custar o mesmo que o irmão mais elaborado, i.e., Civic.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email