Comprando e Vendendo Mercado Preços

Com R$ 30.000 na mão, consumidor tem centenas de opções em usados

Feirão-de-carros-usados-700x525 Com R$ 30.000 na mão, consumidor tem centenas de opções em usados

Existe uma dúvida – cruel às vezes – quando se tem um determinado valor na mão para comprar um carro, mas não há certeza se pega um novo ou um usado. No caso de R$ 30.000, valor de entrada de muitos populares no mercado nacional, as opções 0 km não são muitas.



No entanto, se o consumidor partir para ter um usado na garagem, a coisa muda de figura e pelo menos 460 opções podem ser escolhidas em uma lista divulgada pelo site Auto Informe. Atualmente, com R$ 30.000 nem dá para comprar Chevrolet Classic LS por R$ 30.696, VW move up! 4P por R$ 30.990, Renault Clio Expression 4P por R$ 28.490 ou Fiat Uno Economy 4P por R$ 30.590, por exemplo.

aircross-2010-700x489 Com R$ 30.000 na mão, consumidor tem centenas de opções em usados

Para quem não é exigente, esses modelos podem ser adequados, mas aquele que deseja algo mais em termos de conforto, desempenho, equipamentos, segurança e até luxo, terão de partir para usados. Com R$ 30.000 dá para comprar Ford Fusion 2007, VW Golf GTI 2005, Nissan Sentra 2010, Citroën Aircross 2010, Audi A3 2006 ou Sandero Stepway 2011, por exemplo.

Note que metade dos exemplos têm em torno de quatro anos de uso, enquanto os demais ficam acima de cinco anos. Entre as 460 opções com preços de tabela da Molicar, existem muitos carros grandes, potentes, espaçosos, luxuosos e sofisticados. Entre as opções mais interessantes estão sedãs, minivans e esportivos.

Um Ford Fusion 2007 pode ser adquirido por R$ 30,5 mil e traz motor 2.3 de 162 cv, sistema de som sofisticado, transmissão automática de cinco marchas, bancos de couro, teto solar, bancos elétricos, ar condicionado automático, muito espaço e conforto. Nessa faixa, ainda temos Chevrolet Omega 2005 (R$ 32 mil) com motor V6 de 258 cv, VW Passat V6 2.8 2005 (R$ 30,8 mil) e Toyota Camry V6 3.0 2005 (R$ 31,8 mil), por exemplo.

fusion-2007-700x470 Com R$ 30.000 na mão, consumidor tem centenas de opções em usados

No caso de minivan, uma Mitsubishi Grandis 2006 sai por R$ 31,7 mil, enquanto uma Chevrolet Zafira 2009 custa R$ 31 mil. Há também Citroën Xsara Picasso 2012 por R$ 30,5 mil, por exemplo. Note que é um veículo de no máximo dois anos de uso. Há Honda New Fit 2010, Nissan Grand Livina 2012 e Citroën Aircross 2010.

Se a intenção for ter um esportivo, as opções por R$ 30.000 podem ser um Golf GTI 2005 com motor 1.8 Turbo de 180 cv por R$ 30,2 mil ou um Audi A3 1.8 Turbo 2006 com a mesma potência por R$ 30,5 mil. Quem gosta de um japonês, pode pegar um Subaru Impreza 2009 com tração AWD por R$ 32 mil.

Enfim, muitas opções de vários segmentos, marcas, origens e ano/modelo. Apesar da grande oferta, o consumidor interessado em aplicar seus R$ 30.000 em um usado precisa ter em mente o custo de manutenção que terá com o “novo” carro, verificando seu estado de conservação, revisões feitas, etc.

[Fonte: Auto Informe]

  • JPaulo10

    Eu acho que, atualmente, os proprietários cuidam melhor de seus carros, seja por causa do alto preço dos veículos, seja pela obrigatoriedade de se fazer revisões nas ccs para não perder a garantia. Usado pode ser bom negócio, desde que o vendedor seja confiável.
    Mas optaria pela compra de um carro semi-novo ainda em produção, ou com estoque de peças e manutenção oferecidos pela montadora e mecânicos de confiança, tal como os citados: Picasso, Sentra 2010, etc. Porque modelos fora-de-linha são difíceis de manter. Por exemplo, você acha um Ford Landau 1980 em boas condições, por R$ 35 mil. Mas e as peças do motor dele, ou um parachoque?

    • Louis

      Já eu acho que ultimamente o pessoal está cuidando menos dos carros…. O que eu vejo de carro razoavelmente novo, todo zuado, ralado e amassado não é brincadeira…

      • Fabio Marquez

        Ralado e amassado pouco importa, ainda mais hoje com a quantidade de carros na rua é impossível não ter um arranhão na porta ou para-choque. O que ele quis dizer foi com relação a parte mecânica bem cuidada, que é o mais importante (troca de oleo, alinhamento, velas..)

        • Negativo! Pra mim importa muito!! Eu mesmo pego aquele trânsito todo dia, super engarrafado, mas nem por isso não vou ter cuidado com o meu carro e com os dos outros!

          Muito disso acontece pq as pessoas não estão nem ai! Se no congestionamento vai mudar de faixa e ta apertado o espaço a pessoa despreocupada nem se quer se importará se arranhar o carro alheio! O mesmo no estacionamento, onde as pessoas que não estão nem ai e simplesmente não ligam se arranham o carro alheio na hora de sair!

          • Leandro1978

            Isso é algo que me deixa profundamente irritado, esta displicência de alguns em estacionamento. Batem a porta no vizinho, parece que é de propósito.

            • Alex

              Com certeza, Leandro. Não há nada mais triste do que você cuidar de colocar o carro no estacionamento tomando o maior cuidado pra não ficar com o carro encostado no carro do lado, e quando voltamos, vemos o carro com morsa porque o cara não teve nenhum cuidado com o seu carro. Pior é em supermercados, que o camarada usa o carrinho e quando termina, joga o carrinho de qualquer maneira. Já tive um carro que deixei no estacionamento e quando voltei, tinha um carrinho batido na porta traseira do carro, que deixou um baita arranhão

            • Edson Fernandes

              Alias, eu comprei um item emborrachado justamente porque não aguento mais ver nego batendo a porta no meu carro.

        • CorsarioViajante

          Também sou da turma que se preocupa mais com mecânica e interior do que com o exterior.

          • Edson Fernandes

            Até aí tudo bem. Mas tenho certeza que vc não é do tipo que sai batendo a porta do teu carro no vizinho de vaga (seja ela da residencia ou supermercado). Talvez esse ponto tbm tenha sido levado em pauta.

            • CorsarioViajante

              Não bato, exceto quando param fora da faixa… rs
              Mas isso é algo que não me incomoda em absoluto.

              • Edson Fernandes

                Ah sim… concordo!

                Hoje mesmo aconteceu isso… o “p***” parou tão proximo da minha porta que fiquei com medo. Ele parou totalmente torto. Nesse eu deixei minha porta (sem jogar forte, só encostando mesmo). Tem gente que é folgada mas nem liga tbm.

              • Alessandro Lagoeiro

                Corsario, eu também prefiro uma mecânica melhor, mas…
                Você pode ter um Galant 95 por exemplo… Que um bom mecânico vai conseguir deixar o motor como original, mesmo que as peças demorem dois anos para chegar do Japão (Já vi isso com Eclipse). Mas lataria… Somente a Mitsubishi, e quando o carro foi montado, consegue deixar como original… Pode ser o melhor funileiro que for..

                • CorsarioViajante

                  Mesmo o motor, olha, achar este mecânico deve ser bem difícil! rs No fim naõ adianta, se carro fora de linha com fabricação nacional já complica, imagina os mais exóticos…

        • Louis

          Concordo que a mecânica vale mais que a parte externa, agora você acha que o cara relaxado, que passa direto em lombadas e buracos, que rala o carro por qualquer coisa, que não troca um farol quebrado, que não troca nem lâmpadas (sim, tem vários carros andando com luzes queimadas), acha que este tipo de proprietário vai gastar com manutenção preventiva? Meu usadinho, cada vez que encosto no mecânico para revisão geral, gasto uns R$ 1,5 k pra deixar ele “redondinho”.

          • Grillo Re

            Depende Louis, eu mesmo sou extremamente cuidadoso com a mecânica mas desleixado com a aparência. Isso não significa que saio raspando e batendo em todo mundo, tomo cuidado com isso, principalmente pelo carro do colega, também não perco o dia quando descubro um novo arranhão em meu veículo rs

            • Louis

              Rapaz, quando eu tinha carro 0km eu ficava muito chateado quando aparecia qualquer coisinha. Por isso mesmo hoje prefiro ficar com meu carro velho, se aparecer novo arranhão fico chateado ainda, mas nem tanto hehehe. E essas coisas sempre aparecem.

            • Diego Nameko

              O negócio é comprar um VW apezeiro.
              kkkkkkkkkkkkk
              Você vai no supermercado e acha um motor completo (bloco e cabeçote) por preço de banana. kkkkkkkkkkkkkkkk
              Amassou?!!!
              Leva no funileiro, por 500 pila você resolve o problema do carro inteiro.
              Faltou água e óleo?!!!
              Nem esquente!
              O mecânico dá garantia que não irá ferver nem queimar o motor.
              hahahaha
              Vai vender o carro? sem problemas!!
              Jamais será desvalorizado!!!
              kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Fábio Dantas

        Cara, cuidar do carro é fundamental… Acabei de voltar do alinhamento, rodízio, cambagem e balanceamento do meu carro. De quebra troquei o par de bieletas Cofap que tava gasto, a 90 reais. De resto, o próprio gerente da loja, que é o primeiro a condenar tudo pra ganhar em cima, disse que o carro tá novo. Um Clio 2011, usado todo dia, com 71 mil quilômetros. Tudo questão de cuidado, a manutenção está toda em dia, tenho carinho pelo carro.

        Agora… tenta vender pra ver. Vale 20, me pagam 12 chorando, com a desculpa de que tá ruim o mercado, que o carro é “francês”, que ele vai gastar mt com peça pra revisar o carro, que isso, que aquilo…

        • Marco Antônio

          vdd… é o que ouço em muitas ccs que visito aqui na minha cidade..

        • Louis

          É bem isso mesmo, também tenho francês, e o meu é mais velho e rodado que o seu, nem penso em trocar. Estou confiante que vou passar de 150 mil km com ele. Dependendo, fico até os 200 mil km. Pra trabalhar, rodar na buraqueira que eu ando todos os dias, tá ótimo.

      • marcelo

        Com certeza , o brasileiro acostumou se endividar e perder dinheiro, então ele usa o carro por 2 anos, destrói o carro , não termina de pagar e já troca por outro, deixando o seu a troco de banana e fazendo uma divida em cima da outra, infelizmente é por essas atitudes insanas que as montadoras se acostumaram a ter lucros absurdos.

        • David Diniz

          Er… Então sou uma exceção a essa regra… Meu carro tem 3 anos e meio tem 17 mil rodados(sim originais) está 100%PAGO(não devo 1 centavo ao banco :D) e vamo que vamo.

          • gomessilvarj .

            Somos dois então, não financio carro, na verdade não financio nada, junto a grana e pego a vista chorando até o último segundo por descontos, não caio nessa de “brinde”.
            Carro é tão caro nesse país que devemos dar valor para nosso dinheiro.
            Comprei um Peugeot 208 que na tabela valia R$46.000 e paguei R$43.500.

  • Roger Bersch

    Aircross todo mundo vendo como 2011, até na fipe só existe como 2011, aqui no sul não existe aircross por menos de R$ 37 mil, até fui pesquisar no webmotors e ML, e realmente não existe aircross por menos de R$ 35 mil, talvez no nordeste encontre por menos, mas por R$ 30 mil não.

    • Greice Maria

      Nem Aircross e nem Golf =) no sul é raridade…por estes valores..

    • Antonio

      Golf 2008 pra cima .. não tem por menos de 30 mil, e sempre é aquele pelado dos pelados, painel de gol city, etc hahahaha
      Fusion já vi por 33 mil menos que isso tá difícil.
      Aqui em ctba está vindo muitos com carros com placa N, E, K, H, G, J e por ai vai … os preços são sempre muito abaixo de um placa A ( já vi desconto de quase 6 mil por causa da placa).
      Esses preços só em SP e olhe lá …

  • André M

    Ficaria com o New Fit 2010.

    • Bikudin

      Boa escolha, eu tb

    • Samuel Ezidio

      Eu tmb otimo carro

    • Antonio

      Vale mais que OURO esse carro.
      Em ctba um 2010 pedem fácil 35 mil dilmas.

  • Marquinhos

    Fui fazer uma revisão esta semana no meu carro e fiquei 2 horas esperando, vou te falar, só vi um cliente na concessionária e estava fazendo simulação de financiamento e pelo jeito não foi aprovado. A vendedora me falou que está horrível as vendas e semana passada tinham dispensado 8 pessoas lá. Quem manda o Brasil ter os carros mais caros do Mundo? Coloca preço justo que não estariam vendo moscas, essas montadoras de Mer$% tem força para ir até o governo e pedir redução de IPI e vão chorar no colo do governo? Nem vou entrar no assunto Crash Test pois isto aqui deveria ser obrigatório já há muito tempo, mas com testes de qualidade como o Euro-Ncap e o NHTSA ou IIHS. Que comecem a oferecer mais equipamentos nos carros por menos e que façam pressão no governo para redução de outros impostos, já que os impostos correspondem a 40% do valor do carro e a margem de Lucro das montadoras Brasileiras chega a ser 3 vezes mais que nos EUA. Se não acredita seque uma reportagem da 4Rodas http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/mercado/lucro-montadoras-brasileiras-triplo-eua-699693.shtml

    • Fábio Dantas

      Desisti de trocar de carro por agora. Meu carro tá em ótimas condições, tudo feito e me oferecem um preço ridículo pra trocar num outro, seja novo ou usado. E cobram o que todo mundo já sabe no veículo novo. Então fico com ele mesmo, não tô aqui pra torrar dinheiro com espertinhos…

      • Jopsss

        Estou na mesma Fabio. Meu i30 está com quase 100k, mas ainda liso… Resolvi segurar um pouco mais.

        Até que não posso reclamar do meu proximo carro, visto que em quanto a concorrencia aumenta o preço, o dele so a baixa! Mas não n acredito que seja a melhor hr…

      • Tiago

        Eu tbm estava pensando em trocar de carro, pois meu carro é 2003, porem vou ficar mais um tempo, pois ele esta com uma mecânica excelente, motor 1.6 e equipamentos que muitos carros novos não tem

    • Alex

      É aí que tá, Marquinhos. Com as vendas baixas, ao invés não interferir e forçar as montadoras a diminuir os preços pela lei da oferta e procura (o que 99% das pessoas mais esclarecidas sugerem), o que o governo faz? Injeta mais 5 bilhões para que o consumidor se endivide ainda mais, conforme matéria publicada aqui mesmo no NA. E como eu disse lá, creio que mesmo assim, não vai dar o resultado esperado.

  • CorsarioViajante

    Isso é como tudo, naõ existe milagre nem almoço grátis.
    COmo um colega relatou outro dia, para achar um usado bom dá muito trabalho e tem que bater perna. Não adianta ficar cotando na WebMotors.

    • CanalhaRS

      Falou tudo amigo. Comprar usado é para quem entende de carro (ou tem alguém com experiência para ajudar), tem paciência e consciência de que terá alguma manutenção, por melhor estado que se encontre. Coisa que não acontece com 2/3 dos compradores.

      • 912mig

        Eu estou no meu quarto usado sem sustos. É incrivel como hoje o pessoal compra um carro zero e fica um ano e meio, dois anos com carro e troca. Voce tem ter paciencia e olhar muitos carros, mas dá para encontrar muitos carros bons e poucos rodados. Minhas dicas são: sempre veja a data de fabricação dos pneus, um carro pouco rodado estara com os pneus originais, do mesmo ano de fabricaçao do carro.
        Procure com cuidado indicios de funilaria, e sempre mande fazer um laudo de uma empresa de vistoria, eles podem descobrir coisas que voce não viu. E óbvio, sempre faça um teste drive.
        Dos 4 usados que comprei nunca tive surpresas, ou defeitos “catastróficos”. Hoje estou com 2 Focus 2009, um hatch e um sedan.
        A última dica é: não deixe passar um excelente carro que achou por causa de um detalhe.
        Quando comprei meu Focus Sedan eu queria comprar um Focus Ghia, acho que vi un 7 Focus Ghia mas nenhum estava como eu queria, ai achei um Focus GLX perfeito, sem nenhum detalhe, pouquissima kilometragem, perfeito mesmo, mas ele não tinha o teto solar do modelo Ghia, mesmo assim, abri mão do teto e fiquei com o GLX e estou muito satisfeito com o carro, mesmo sem o teto.

        • Marco Antônio

          é o meu caso.. tenho um new fiesta S que vai completar um ano agora… e quero comprar um carro com um motor mais potente, tenho olhado alguns seminovos e o receio por comprar uma bomba é enorme… a dica dos pneus e da empresa de vistoria é boa… valeu!

          • André M

            Cara, seu carro tem somente um ano. O que você perde em desvalorização é muito dinheiro. Não vale a pena.

            • Marco Antônio

              pois é, eu to pesquisando muito, mas não vou tomar nenhuma decisão precipitada.. a questão da desvalorização me preocupa sim… o negócio raciocinar e na dúvida, não fazer nada… rsrsrs

              • Basket13

                New fiesta não deve ser tão manco assim, fica mais uns anos com ele e depois vc troca, seu carro está novinho.

                • Marco Antônio

                  não é manco não, o uso é apenas para duas pessoas… a unica questão é só tamanho de porta mala e quando precisamos viajar (distancias de no máximo 250 km) e aí o motor 1.5 sente um pouco… no mais tá tudo ok no carro…

          • Renato Duarte

            um ano de uso é pouco pra decisão de vender,,, seu carro alem de estar novo ainda. tem um baita motor,, não é possivel que voce queira trocar de carro agora só porque quer um novo com motor mais potente,, e outra, pegar outro carro e ainda por cima usado é bomba garantida

            • Marco Antônio

              pois é… por força do hábito, tenho pesquisado bastante sobre o mercado de seminovos para poder me embasar bem e fazer a melhor escolha…sinto que a melhor coisa realmente é não ter pressa…é incrível como vendedores tentam de convencer de todas as formas inclusive com mentiras das mais lavadas… é impressionante…

              • Basket13

                Esses dias olhando um nissan tiida 29.000km rodados, ai eu perguntei pro vendedor com essa kilometragem já com pneu trocado? Ele respondeu, tem gente que troca o pneu com meia vida, vai saber.

          • CharlesAle

            Marco Antonio,além dos pneus,confira também o estado dos pedais,sua borracha,como tem espertinhos que baixam a KM dos carros,um carro pouco rodado não pode ter a borracha dos pedais já”lisa”!!.Já no motor,mesmo que tenham lavado o motor(para disfarçar vazamentos)o expansão do radiador não pode estar muito escuro,sujo e cheio de ferrugem por dentro,pois também é um indicio de carro bem rodado,mas que geralmente passa batido dos”espertinhos”.Já trabalhei com manutenção de frota,por isso sei destes detalhes.Para conferir a KM real dos carros,tem de passar o veículo em uma oficina com Scanner,lá no módulo tem a KM real do veiculo……

            • Marco Antônio

              putz… é pra deixar qualquer um louco.. rsrsrsrs

        • Marquinhos

          Excelente dica a tua 912mig sobre os pneus, dessa eu não sabia e vou passar a utilizar. Vlw pela Dica

          • 912mig

            Marquinhos, pois é, vale até se informar com antecedencia qual a marca e modelo do pneu que o carro que voce está interessado costuma sair de fábrica para ver se são originais.
            Ai voce encontra um carro a venda com 25 mil km, ele tem que ter os pneus originais E em bom estado, meia vida pelo menos, se os pneus foram trocados, desconfie da kilometragem.
            Recentemente eu fui ver alguns carros com um amigo, ai achamos um Fusion que diziam ter 55 mil km. Ele estava com pneus não originais, no osso, carecas. Po.. dai a gente já concluiu, se um jogo dura uns 40-45 mil km (pelo menos), esse carro já está num segundo jogo, e com pneus mortos, deve ter rodado no minimo uns 80 mil km. Descartado.
            Outra dica, procure se tem o adesivinho da troca de óleo no para brisa, uma vez vi uma Pajero com 87 mil km no odometro, e um adesivinho no para-brisa, óleo trocado com 115 mil km, proxima troca 125 mil km…… hhuuummmmmm.

            • Tom

              Essa do pneu não vale, ao menos para mim. Comprei um Lexus IS e com quatro mil quilômetros houve um desgaste enorme na parte interna de um dos pneus traseiros. Como não quis trocar apenas um pneu, acabei trocando os quatro. O carro é 2007 e (acreditem se quiser) está hoje com apenas 17 mil quilômetros rodados. Detalhe: tenho mais três carros.

              • 912mig

                Tom, certamente sempre haverão excessões a regra né?! Não estou aqui querendo convencer ninguém a comprar carro usado, apenas dei uma dica para quem quiser encarar diminuir o risco.
                Comprar um carro usado, eu diria, é um ato de fé rsrsrsrs, a menos que voce conheça o primeiro dono carro e o carro, voce sempre tem o risco de ter uma surpresa desagradável.
                Graças a Deus eu nunca passei por um mal bocado. Quando comprei meu segundo Focus usado, eu já tinha um Focus a mais de um ano, conhecia o carro muito bem, e isso me deu confiança para fazer o segundo negócio, pois eu sabia que estava diante de um bom carro e consquentemente um bom negócio.
                As dicas que dei servem de referencia, e minha ultima dica é: se voce tem alguma duvida do carro, NÃO compre!! Só compre se tiver 100% de certeza do que esta fazendo, pois mesmo assim podem haver surpresas, se tiver duvidas caia fora.
                Pela minha experiencia, posso afirmar uma coisa, os carros hoje são imensamente mais confiáveis que a 20 anos atrás. Quebram muito menos e são muitos melhores construidos que 20 anos atrás, isso é notório, qualquer pessoa consegue perceber isso. Claro que existem bombas, e picaretas por ai, mas com paciência, bom senso e um pouco de conhecimento é possível fazer um excelente negócio.
                Para finalizar, concordo o Corsário e outros que falaram, se voce tem grana para comprar um Palio zero km, não se meta a comprar um Audi A3 usado, o buraco é mais embaixo, vá de Palio 1.0 0km ou procure por exemplo um Palio 1.8 usado top…
                Se voce tem grana para uma Ecosport zero, não se meta com um Land Rover usado, como eu disse, bom senso….

                • Ander33x

                  Comigo quase nunca chego aos 30 mil com os pneus dianteiros, (não faço rodízio) sempre troco 2 dianteiros logo depois da 2º revisao (20.000km), nesse atual calculo já a compra dos 2 pneus dianteiros pro meu atual carro com 25k, 28k km, e quando esses novos dianteiros gastarem ai troco os 4 juntos, provavelmente o carro estará chegando aos 60.000 km.

                  No meu carro anterior os troquei com 25k km os 2 dianteiros e com 58k km os 4, sempre usando o mesmo modelo e marca que saíram de fabrica.

                  Esse gasto elevado e culpa minha que ando chutado quase o tempo todo nas rodovias (trabalho externo), o resultado e este, pneus e consumo sempre altos.

            • CorsarioViajante

              Sò um detalhe, o pneu pode ter sido trocado por outros motivos. Meu pai já perdeu mais de cinco pneus novos por conta de bolhas ou rasgos.

              • Edson Fernandes

                Hehehehe….. mas tbm né…. quer ter um Jetta com aro 17″ ? Tem que andar devagar, ao menos na cidade.

                • CorsarioViajante

                  Mais devagar que meu pai? rs
                  Sério, esses pneus fininhos ou vc vira um neurótico psicopata ou vc vai perder muito pneu… QUalquer buraco ou coisa do gênero dá bolha…

                  • Edson Fernandes

                    Mas é assim mesmo. Ou qdo no muito, se coloca um perfil superior de pneu (perderá o diametro de fabrica), mas não ganha bolhas.

                    Eu mesmo sou do tipo que carro para ter “rodão” só se suportar as buraqueiras. Quer dizer, no final, eu me adaptaria ao carro (no casdo do Jetta do seu pai), pois outros atributos positivos eu teria, mas eu andaria feito um idiota para não ferrar o pneu.

                    • CorsarioViajante

                      Mas aí vem o problema, eu não mudaria o diâmetro, se naõ me engano dá erro de velocidade, de quilometragem, etc.
                      No fundo, gostaria muito que os fabricantes oferecessem a opção das rodonas ou das rodas normais para quem usa o carro no dia-a-dia, sem tanto cuidado. Eu por exemplo todo dia passo na linha do trem e enfrento vários buracos… Não teria como.

                    • Edson Fernandes

                      Mas veja que o atual Jetta que usa rodas aro 17″ não sacrifica tanto como era no anterior porque mudaram o perfil dos pneus. Porém, é tudo uma questão de se aprender a usar o carro e no caso do Jetta do seu pai, ter que rodar nas limitações dele. Lembrando que ainda a VW na epoca mudou nas versões mais novas para dar opção a rodas menores.

        • CorsarioViajante

          Ressalto um detalhe que concordo, eu prefiro sempre comprar zero pq fico em média uns cinco anos com ele.

        • Antonio

          Sou dono de um 2009 GLX gasolina… muito bom ! conforto muito bom !
          Tem uns grilos mas nada que desabone .
          Qual a sua média ? o meu com tanque cheio chega a 480KM.

          • 912mig

            Olá Antônio. Os meus dois FOCUS sao flex. Na cidade o meu faz uns 8,5 km/l na estrada chega a fazer 13 km/h, esses valores na gasolina.
            O consumo do seu parece muito bom.

            minha esposa faz medias ainda piores que as minhas rsrs

      • CorsarioViajante

        E eu ainda acho que tem que tomar cuidado com o “pulo” de categoria… O cara tem dinheiro para comprar um carro de entrada, como os 30.000… Daí pula umas cinco categorias e vai parar num Fusion surrado com cinco anos e mais de 100.000…

        • ViniciusVS

          No caso da matéria ainda pior por ser um Fusion 2007 2 gerações atrás do atual, fora de linha há uns 5 anos +- com 7 anos de uso, a km na minha opinião ainda é o de menos pois pode facilmente ser tombada e burlar diversos equipamentos e o carro exige revisão por tempo também , ou seja mesmo que o carro fique mofando na garagem para não perder a garantia e mesmo para manter a mecânica em dia é preciso fazer as revisões referentes ao tempo de uso, no caso fora da garantia, a revisão referente a 7 anos de uso além de gastos com 5 pneus ( que por sinal são caríssimos) se o dono não trocou antes etc… como você diz quem tem apenas 30mil na mão provavelmente não aguentará manter um carro deste porte e é por essa “ilusão” de levar em conta apenas o valor e não custo /oferta de peças e seguro que vemos carros deste nível sucateados por ai.

        • Edson Fernandes

          Na minha opinião, se o proposto do comprador for R$30000 podendo ser ou não o primeiro carro, tem que se pensar muito. Se for um carro para ser usado principalmente no primeiro dia… esqueça “carrão para colocar no gás”. um carro não é só combustivel.

          Além disso, no maximo um carro de R$30000 serve para o cara que usa no fds isso se for apenas o unico carro.

          Eu digo por mim que, daria para ter numa boa um médio… mas para necontrar o que eu procuro, está uma briga. Além do que, esse aumento dos 0km aumentou consideravelmente o preço dos usados.

          Mas concordo contigo… se for para pular muitos portes de modelo, esteja ciente de custos, caso contrário será só contas de carro para pagar.

          • CorsarioViajante

            É isso mesmo, o “carrão com gás” é um ótimo exemplo, embora tenha muitos defensores.
            É um pacote, e muitas vezes, por mais que vc deseje algo, não pode ter, ou não pode ter naquele momento.

            • Edson Fernandes

              Mas é isso que eu falo. Para mim, se o carro não tem o proposito para o uso que se precisa, não adianta adaptar. E eu imagino alguns modelos com gás onde vc quer o conforto entre outras coisas… o que algumas adaptações podem fazer com ele.

              Tenho um vizinho que diz que só aceita andar com carrão com a mesma premissa de que outros são lixo. Mas está lá… com um Passat com problemas de amortecedores estourados, motor vazando oleo e ainda com gás.

              Eu nao conseguiria.

              • ViniciusVS

                Muitos esquecem que Manutenção não é apenas por Km rodado, mas por tempo também , então tanto faz ser carro para o dia a dia ou para ir no mercado domingo, o Desgaste é o mesmo, rodando ou não,precisa trocar o oleo,filtros, bateria, mesmo pneus por exemplo mesmo que rode 1000km em 5 anos é recomendada a troca… não adianta, as peças possuem vida útil também, então quem compra um Fusion ou Passat precisa ter noção e outro problema é a oferta de peças , esses carros a partir de um tempo fica impossível achar algumas peças, e quando acha é o dobro do preço de quando estava em linha… carro quando sai de linha e você vai procurar peças em concessionarias os funcionários simplesmente não querem encomendar peças, jogam o preço lá no teto ( forma educada de recusar um cliente… e aconteceu comigo sei bem como é pois pediram 1.800 reais em um kit de farol de neblina dianteiro, e olha que meu carro é relativamente popular e o kit é o mesmo para pelo menos outros 3 modelos da mesma marca todos populares…), fico imaginando um Carro importado com 7 anos de Uso …

                • Edson Fernandes

                  Vinicius, depende.

                  O que quis dizer, é que não seria um carro para uso intenso. E sabemos bem que um carro de cidade, usado para trajeto “dona de casa” (que não chega a esquentar o motor) ou que faz uso intenso em transito, é propenso a maior desgaste que se comparado por exemplo a um carro estradeiro. Dei um exemplo.

                  Então, o que eu estou falando é… eu sei que tem validade os componentes, mas desde que vc faça a manutenção, se eu fizer hoje e rodar apenas 10000km em um ano e vc ter o mesmo carro e rodar 30000km em um ano, se esses 20000km foram de uso intenso, vc terá sim um custo de manutenção maior sem contar a conta de combustivel que veio junto.

                  Então no meu caso, o Fusion seria um carro que utilizaria como segundo carro. Não é o carro principal para esse uso intenso e portanto, geraria menos custo final em um periodo de tempo, por mais que houvesse validade dos componentes, 1 ano é muito menos que rodar em 1 ano, 20000km a mais.

                  Alias, sou o tipo depessoa que não só segue o manual do proprietario, como também procura sempre deixar em dia sem ter necessidade de fazer manutenções corretivas.

              • CorsarioViajante

                Pois é, eu sei que existem pessoas que fazem a instalação perfeita, etc etc, mas eu tbm não faria. Prefiro ter um “carrinho” mesmo… rs Ou arcar com o gasto de combustível, é como o cinco cilindros do jetta, vale cada centavo que aquele desgraçado bebe! rs

                • Edson Fernandes

                  kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
                  Mas veja… o que pegaria no dia a dia para mim, seria a manutenção… pq de combustivel hoje eu teria condições de manter (já que o Xsara automatico faz proximo do Jetta…rs).

                  Mas ainda não é o momento para ter “carrão” para o dia a dia. Por isso gostaria de um hatch/sedan médio ou compacto equipadinho com um preço “justo” (o que não existe).

          • Corvo

            Esse caso teu com o Fluence está que nem novela mexicana rsrs.
            Olhe, eu dou até risada quando falam de um Fusion 2007 para comprar por R$ 30 mil. Quanto custa um pneu, seguro, se o cambio automático quebrar p conserto quanto é que fica ? Quem tem essa grana, tem que andar de carro popular…é algo assim como querer tentar mostrar uma coisa que não é. Ou seja, para andar de pneu careca, prefiro
            Como estão tão caros os preços dos novos, provavelmente quando quitar meu carro (final do ano) ficarei com ele por um bom tempo..não vou torrar dinheiro (ao final está com 15 mil km). Acho que tal vez trocaria se tivesse dinheiro à vista

            • Edson Fernandes

              Isso sem duvida. Mas esse é meu problema hoje… eu tenho esses R$30000. Só que sem duvida, trocar para uso diario o meu C3 por um Fusion? Sem chance…rs

              Eu estava querendo ver financiamentos que complementassem o que eu posso pagar e paralelamente aproveitando para fazer algum investimento com rendimento melhor que os juros do financiamento. Mas atualmente? Eu não tenho encontrado condições com esse valor de entrada (isso porque talvez não entregue o C3 na troca) que fizessem eu optar por qualquer modelo.

              Quando há um modelo que me interessa, esse não dá condições de compra, quando encontro um com condições de compra, falta algo que eu acho que deveria ter. Portanto, está complicado.

              Por fim sobre esse Fusion, eu acho que para mim, seria um carro para uso em dias de rodizio do outro carro e, uso para os finais de semana. Na minha realidade, usar um Fusion, não mep arece interessante para o dia a dia devido ao tamanho, consumo e principalmente manutenção. Cuidar de um médio grande em que vc mal rode 10000km no ano é bem diferente do que rodar 20000 a 30000 ao ano.

              Mas se o cara quer comprar um carrinho para ser o unico do dia a dia e vai comrpar um Fusion, não tem que reclamar de alto consumo e manutenção alta.

              • William

                Da uma olhada em sentra, eu troquei meu c3 por um sentra aut bem cuidado 2007/2008 ha 3 meses e ate agora soh alegria.
                Voce encontra sentra 2010 proximo de 30k bem cuidado, eh um carro que nao eh valorizado

                • Edson Fernandes

                  Então… mas encontrou outro problema: O que me apetece é apenas a versão SL pelo conteudo. E esse é bem dificil de encontrar um “bacana”. Assim como, é dificil de encontrar o Focus da versão Ghia sem ter um em condições não muito boa. Esse tem sido o problema.

                  • William

                    Realmente tem muito pouco da versao SL, entao fica mais dificil achar um em perfeitas condições…mas a S voce acha facil…as vezes compensa abrir mao de um teto solar ou algum outro mimo para ter um carro numa condicao impecavel

                    • Edson Fernandes

                      Mas a realidade é o que eu estou cogitando mesmo. Não vai ter saida se não encontrar a versão que procuro dos modelos.

              • Corvo

                Se voce tiver R$ 30 mil na mão e quer um carro médio porque não olhar um Focus 2010-2011 automático com baixa kilometragem ? Não é difícil achar um em bom estado (sobre tudo se é Sedan) por R$ 38 mil mais ou menos.
                Se pensa em comprar carro zerado, não deixaria muito tempo passar pois a tendencia é que os novos ainda continuem subindo. Por isso de querer ficar com meu carro por um bom tempo. Os compactos premiums já beiram os R$ 60 mil nas suas versões completas…
                Pior é lembrar que tinha Fluence CVT com teto 0 km por R$ 62 mil há poucos meses aqui em SP…
                Sobre o Fusion, para mim dispensa comentários. O que falo sempre, a quantidade desses carros médios com alguns anos de uso (ou de manolo) que tem pela rua de pneu careca ou mau tratados…

                • Edson Fernandes

                  Esse é meu problema! Eu iria no Fluence. Mas como eu daria parte do dinheiro e financiaria o resto, só daria se fosse recuperar em paralelo ao financiamento.

                  O problema é que antes, os juros rondavam por volta de 0,50% a 0,79% nessas promoções de “juros zero”, pois eles então para ludibriar o consumidor, colocam o custo efetivo e é de onde se “encontra” os juros. Disso, passaram para altos 1,7%. Para compra com CNPJ, o preço do carro fica até abaixo dos R$60000, mas o financiamento é em menor tempo (o que deixa os valores parcelados altissimos) e os juros a depender do banco geralmente na casa dos 2% (financiado).

                  Sobre os usados, só procuro Focus se for a versão Ghia/Titanium. Pois pelo porte e modelo, é o unico que consideraria dado os itens que espero em um médio. Só que só tenho encontrado literalmente carros detonados. Eu encontrei um Ghia 2009 por R$42000 mas achei o preço salgado para um carro com 55000km rodados. (e o proprio vendedor citava pequenas coisas a se fazer…)

                  Ou seja… estou pesquisando. O Fusion, ainda se encontra muitos 2.3 SEL sendo unico dono, na faixa de 40000 rodados… preços entre R$30000 a R$35000 o que se for um carro usado de vez em quando (ao contrário do Fluence que seria meu carro do dia a dia) seria bom. Mas é aquilo… eu gostaria de um automatico para o dia a dia e não estou vendo condições de adquirir como espero. Estou praticamente disposto a entrar em um consorcio que caso não consiga comprar um carro no futuro, tenho uma carta de crédito.

        • fschulz84

          Eu fui fazendo isso aos poucos… Meu primeiro carro era um Fiesta 2001 1.0 Zetec Rocam, comprado em 2007 e
          Três anos depois, eu peguei um Focus 1.6 2008 também Zetec Rocam pois já estava familiarizado com a mecânica.
          Depois resolvi pegar um carro mais completo e parti para um Mégane 1.6 2009 e há quase 1 ano, voltei pro Focus, desta vez em um Ghia 2009 (no qual pretendo ficar pelo menos até 2017 com ele).
          Em todos os casos, o salto foi pequeno (considero o salto do Fiesta para o Focus um pouco maior que os outros), e ainda, a diferença de valor também foi pequena entre eles.

  • Anthony Douglas

    Muito boa matéria! Gostaria que vocês do NA fizessem uma para o consumidor que tem R$20.000 na mão.

    • 912mig

      Procure um Focus 2006, é um carro que dá para encontrar nesse preço e vale a pena.
      Nao esqueça que o motor Zetec é homologado pela Ford para rodar 240 mil km. Se voce achar um Focus nessa faixa de preço com uns 75 mil km por exemplo é um ótimo negócio.

      • CharlesAle

        Bem cuidado(sempre óleo 5w30 e uma troca de fluido do radiador por ano)os Zetec rocam passam dos 400 mil fácil,digo isso pois trabalhei na manutenção de frota locada,e as Courier chegavam nessa Km com o motor em excelentes condições,sem rajar nem queimar óleo(usando molikote também)…

        • 912mig

          Ola Charles, legal a opinião de quem mexeu com esses motores. Só uso óleo 5w30 e faço troca do fluido do radiador a cada 30 mil km. Meu Focus tem 60 mil km rodados, voce aconselha o uso do Molykote? Se sim, a partir de qual kilometragem?

        • Edson Fernandes

          Eu particularmente, escolheria atualmente os duratec (nos modelos 2.0) pela facilidade de manutenção.

          • fschulz84

            Olha Edson… Eu tive Focus Zetec Rocam e agora tenho um Duratec e posso te falar… A manutenção do Duratec é mais fácil e o motor me parece ser mais resistente que os Rocams (a partir de 2004 no caso dos 1.6), mas o custo sobe absurdamente! Um exemplo: Precisei trocar o coxim do motor do meu Rocam 2008 aos 90mil km, consegui por R$ 150,00 (se não estourou uma pecinha do suporte do coxim, o do Fiesta serve), já o do Duratec, já andei cotando e não se acha por menos de R$ 450,000… Outro problema do Duratec é que não existem fabricantes de peças aqui, tudo você fica preso à Ford…

            • Edson Fernandes

              Mas deixa eu tirar uma dúvida… os dois são Focus? Ambos 2.0?

              Porque se vc estiver faladno do 1.6 em relação ao 2.0 (nesse caso o duratec) ele será mais caro mesmo.

              Infelizmente isso não é só uma realidade da Ford. Todas elas querem cobrar mais por ser um carro “superior” ou “motor maior”. Infelizmente hoje em dia, o modelo menor não pode receber os motores dos carros maiores o que prejudica na hora de revenda de peças e ficamos refem de fato.

              E então, chegamos a uma conclusão: Ou temos uma disseminação dos componentes ou ficamos refem de um carro com motor de pouca saida. E infelizmente no Brasil eles maximizam ganhando mto em cima.

              • fschulz84

                Sim, ambos são Focus. Eu tive um Focus 2008 1.6 Rocam Flex e agora tenho um Focus Ghia 2009 mono.
                Para o Rocam, facilmente eu encontrava as peças dos fabricantes (para velas, pastilhas e discos de freio e outros itens). Para o Duratec é quase impossível achar (acho que isso também se aplica a todos os MK2,5, pois tive que importar as pastilhas de freio para não pagar os absurdos R$640,00 pedidos pela Ford pelo jogo dianteiro e traseiro).
                Assim, mas tirando isso, realmente o Duratec me passa muito mais confiança que o Rocam, me parece ser um motor muito mais durável. O único porém é que no MK2,5, parece que ele ficou mais “manso” em baixa… Mas nos MK1,5, o Duratec era um monstrinho e julgo econômico pelo tamanho do motor e peso do carro (médias de 9km/l na cidade e 13-14km/l na estrada, no caso do meu que é mono).

                • Edson Fernandes

                  Como eram motores distintos, fica dificil esperar preços similares (deveria).

                  Para o Rocam, ele divide o motor 1.6 com Ka e Fiesta. Fica facil entender porque tem uma boa oferta de peças.

                  Para o Duratec, eles irão colocar como algo “a parte” porque o motor teve pouca saida se comparar com outros modelos da marca. E não estou dizendo que não deveriam ter fabricado peças de reposição, mas a empresa com certeza não pensou em trazer uma demanda muito grande, o que faz os donos terem dificuldade em preços ou demanda.

                  Sobre o aspecto de desempenho, na verdade o anterior era um 1.6 8v que tem mais resposta em baixa, ao contrário do mk2,5 que é um 2.0 sem tantas melhorias para resposta em baixa.

                  Dizem que é estradeiro, mas ainda assim, não vejo um carro que seria de dificil desempenho na cidade. Ele só consome mais pelo tamanho do motor e configuração do mesmo.

    • P500

      Corolla 1998 até 2002. Melhor opção dessa faixa de preço. Compra racional, veículo como meio de transporte.

      • Manutenção cara ? to fora.

  • Bruno Alves

    Se fosse para escolher um desses carros da lista, eu iria ficar com esse Omega 3.6. Aí alguém vai falar que a manutenção é muito cara, que a peça é difícil de achar, que é isso, que é aquilo.
    É simples, ao invés de eu comprar um 0Km “pelado” por 60 mil, eu compro um sedã de luxo por 34 e uso o restante apenas para manutenção e gastos extras. Já fiz isso uma vez com um importado usado e fui muito feliz. O segredo é você saber achar o carro certo na hora de comprar. Tem que ser um carro que não seja blindado, teve sua manutenção sempre em dia e que foi bem cuidado.

    • automotivo

      Isso depende de cada um.

    • Edson Fernandes

      Bruno,
      Eu sinto que vc é uma pessoa que está bem financeiramente. Vc já citou os modelos que já teve antes e, não é para qualquer um não.

      Imagine quem vá comprar um modelo hoje, pense em um carro economico. Já pode descartar um monte desses carros de luxo. Eu mesmo morro de vontade, mas preciso ter condições de mante-lo. Sei que vc é super racional e faz justamente o correto: Gasta na compra um valor bem abaixo daquilo que tem disponivel para manutenção.

      Mas, a real é que muitos que tem R$30000, não irão comprar um carro de R$15000~R$20000 e deixar o resto para manutenção, mas sim comprar um carro com os R$30000. Nesse caso fica dificil.

  • lucas chagas nascimento

    Seria legal se você falasse também do seguro e da manutenção desses carros, afinal de contas não adianta nada você ter um poder aquisitivo baixo e tentar dar um passo maior que a perna com um carro grande.
    Legal gastar 30mil num audi 2006. Mais legal ainda é não ter que pagar uma revisão que vai fazer um celta não parecer mais tão caro.

    • Thiago_NCO

      O cara pode ter um poder aquisitivo bom e estar procurando um segundo carro, simples assim. Em vez de um Clio zero peladão ele compra um dos modelos da matéria, oras.
      Por que tanta gente associou essa matéria aos “manolos”?

    • Leandro1978

      Pois é, isso é o que sempre falo quando vejo matérias como esta. Ficam comparando os zeros com usados com certo tempo de uso, mas não consideram a manutenção, estado, disponibilidade de encontrar estes usados em bom estado. Como se fosse possível achar um Golf GTI 2005 em ótimo estado em qualquer esquina. Não acho que seja por aí. Não estou falando que usado não presta, acho que cada consumidor sabe quais são as suas necessidades e acaba optando pelo que melhor as atende, seja usado ou zero. O que acho errado é querer empurrar o usado como a compra “certa” em qualquer caso. Não é por aí.

      • Dragoniten

        Acho que o pior de um carro como um Golf GTI 2005 não é nem a manutenção ou achar o carro em boas condições, mas sim o seguro.

        • Edson Fernandes

          Muitos que pensam em ter um carro desses NÃO PENSAM no seguro. O negocio é achar que é ter um carro e boa.

          um amigo comprou um 206 completinho numa epoca em que para nós… ter um Gol quadrado era o sonho. Numa das primeiras viagens dele (para o Rio de janeiro), ele dormiu na direção e deu PT no carro.

          O que ele tem hoje? Uma moto. Pois está pagando o carro completo que adquiriu sem seguro.

          • Basket13

            Carro tem que ter seguro e digo o governo deveria abolir esse dpvat e obrigar todo mundo ter seguro contra terceiro pelo menos.

  • Bikudin

    Acho o mais certo a fazer, comprar um semi-novo completo e com motores de 1.6 acima do q um 1.0 semi completo ou até mesmo pelado 0 km.

  • Rodrigo Pasini

    Na boa, quem tem 30 mil para comprar um carro tem que ficar o mais distante possível da maioria das opções de usados apresentadas na matéria.
    Quem tem apenas 30 mil para comprar um carro, nem em sonho vai conseguir pagar seguro + manutenção de um fusion 07, omega 05, camry v6 05, audi 1.8T 06, golf gti 05, etc.
    Cotem só o preço do seguro do audi 1.8T 2006, mesmo em cidades do interior, o valor é absurdo, tem seguradora que pede 1/3 do valor do carro.
    E quando cair na oficina, ahahahahah, ai vão ver o que é arrependimento, não adianta querer bancar o grandão, para comprar qualquer um desses carros, a pessoa tem que ter poder de compra de um carro de uns 80 mil reais no mínimo.

    • automotivo

      Disso tudo…

    • Lucas de Lucca

      É verdade, muita gente esquece disso.
      O que vejo de Fusion e A3 judiados por aí, justamente pelo fato de que a pessoa que comprou esqueceu que apesar do preço de usado, a manutenção ainda é de um veículo de 100 mil… Seguro então, duvido muito que tenham.
      Seja 0km ou usado, a pessoa tem que comprar aquilo que ela pode manter e pode pagar. Nada de financiamentos a perder de vista.
      Quando comprei meu carro por exemplo eu tinha meios de pegar um hatch médio até 70 mil, mas, ia ter que recorrer ao financiamento a perder de vista. Botei na cabeça, isso não é para mim agora e comprei um hatch de 40 mil que mantenho sem me apertar e me serve muito bem.
      Se as pessoas tivessem mais consciência. nosso mercado não era essa merd* que é.

    • Thiago_NCO

      Sim… quem só tem 30 mil tem mesmo que ficar longe desses modelos. Mas, o que pode acontecer, é o cara ter uma condição boa e querer um segundo carro. Pensa bem: o cara tem um Fluence (ou um medio qualquer), e tá querendo um segundo carro. Ele tem 30k apenas (ou só quer gastar esse valor). Muito provavelmente ele NÃO vai querer pegar um pé-de-boi pelado. Ele vai, sim partir pros modelos citados.
      Por esse ponto de vista, acho muito válida a matéria. Gostei.

      • Leandro1978

        Acho que se o cara já tem um sedan médio, a tendência é ele querer um modelo menor, bem equipado, é verdade, a um ainda maior usado. Provavelmente, optará por um compacto mais equipado, ainda que usado, a um Fusion ou uma Zafira. p.e.

        • Edson Fernandes

          Tudo depende do que ele possui. Eu hoje, iria optar por um carro superior.

    • Leandro1978

      E vão achar estes modelos facilmente em qualquer esquina, com baixa quilometragem, todas a revisões feitas e em ótimo estado…

      • Edson Fernandes

        Mas principalmente, nenhum deles vai estar piro que um carro 0km, porque claro, todo particular antes de vender, deixa o carro todo revisado carinhosamente porque o proximo comprador tem que ter uma experiencia fantastica com o carro…

    • David Diniz

      Na boa? Quem tem R$ 30mil prefere usar para dar de entrada em um carro zero km do que comprar usado.

  • Thiago_NCO

    Subaru Impreza 2009!!! Compra totalmente emocional e completamente realizadora! :D

    • Thiago

      Não é só emocional não… racional também…. já no meu caso por emoção um dia ainda serei proprietário de um belo Lancer GT….. rs

  • Vinicius Anderson

    Bom com esses 30 mil pesquisaria um Astra 2011, Stilo Sporting 2011, Focus 2010, Fox Prime 2011, i30 2009, Tucson.. enfim…

    • Jesse Ferreira

      Tem ano que após pensar e pesquisar comprei um Astra 2010 com 32000 KM por R$ 25200, poderia ter financiado um Focus GLX 0 KM, mas preferi investir a diferença na construção de uma casa pra alugar e até agora tem sido só alegrias principalmente quando pego a estrada.

    • Edson Fernandes

      É justamente o que tennho feito! Alias, inclua mais um Vectra 2010 / 2011.

  • Ricardo Oliveira

    Fiz exatamente isso! Há dois anos atrás eu tinha R$50.000,00 na mão e muitas opções, entre 0km, Seminovos e Usados. Optei pela compra de um Fusion 2006, de único dono (com 40.000km na época e a revisão dos 40.000km já feita) por R$42.000,00. Do dinheiro que sobrou eu pagarei o Seguro por 4 anos (R$2.270,00 por ano – interior do PR).
    Sem contar que o carro tem hoje 63.000km, mantenho as revisões em dia na Concessionária Ford aqui na minha cidade e não gasto absurdos com manutenção. Claro, as peças dele são mais caras que as de carros populares. Mas a qualidade do material e a qualidade do produto fazem com que esses tipos de carros não quebrem!
    E, sinceramente, não penso em trocar de carro tão cedo!

    • Alessandro Lagoeiro

      Amigo, acho que fez um bom negócio pelas condições do carro, e um negócio que eu também faria.. Mas…
      Esse negócio de “esse tipo de carro não quebra” é balela. Assim como seu Fusion, um excelente negócio reafirmo, não teve problema de manutenção, dificilmente um carro zero dessa faixa há dois anos atrás, teria dado problema. E assim como amortecedores, pneus e outros itens são superdimensionados no Fusion, eles também suportam pesos e potências bem maiores. Se os amortecedores do Fusion, por exemplo, durarem 60, 80 mil, amortecedores de outros carros dessa faixa, como um Corolla mais novo, Focus, 308… Também durariam mais. E digo mais. Nunca vi alguém, por estar em um carro bem superior, falar que teve que trocar pneus em tempos maiores em média que um popular como o Celta.

      • Edson Fernandes

        Acho que isso depende do modo de uso tbm. Pode ser que quem use o carro apenas para estradas, suporte melhor em amortecedores… ao contrário de pneus.

        • Alessandro Lagoeiro

          Exatamente, Edson! Mas o Fusion “estradeiro” terá a vida útil dos seus componentes maximizadas.. Como do Celtra estradeiro.. Exatamente o que você falou: Depende do uso, não do modelo. Não pense que a pastilha do Fusion que deve ter o tamanho e espessura do pneu do Celta irá durar mais que do Chevrolet por isso… Independente da categoria, essas peças tem a vida útil parecidas..

          • Edson Fernandes

            Eu concordo em tudo contigo. E digo mais: Pelo Fusion ter mais recursos, ele TEM MAIS coisas a se fazer.

            Só falar de freios, ele tem 4 ao invés de 2 (e eu sei que isso é bom, mas é só para explicar) e já nisso já se gasta mais.

            E olha que estamos falando de um dos itens mais baratos em um carro.. e já é bem mais caro que de um compacto, pensou do resto? O pessoal parece não pensar muito nisso.

  • CabraSJC

    Acho que trocar um 0KM pelado de 30 mil por usado só serve se ele for de uma ou duas categorias acima, como um 1.6 completo ou um 2.0 básico.

    Trocar um Celta 0 km por um Omega 2005 não me parece ser uma escolha sensata.

    A não ser que o comprador andava a pé, conseguiu um ótimo emprego e pode assumir a manutenção/consumo/seguro do ômega.

    • Sim. Mas de um celta, poderia ir para um polo, c3 e 208 (já do modelo novo) ou um carro de categoria superior, só que bem mais antigo.

  • Junoba

    Dessas listas, o único que eu nunca compraria seria o Xsara, esse carro é muito feio, não sei porque a Citroen estava vendendo esse carro.

    Ano passado eu vi em uma feira de carros usados, um Effa M100 que estava custando R$10.500 modelo 2009, estava com o preço muito bom, e ainda era completo.

    • Comment

      A Xsara é muito versátil e espaçosa. Já este Effa é carro para casar…..

    • João Guilherme Fiuza Lima

      O Xsara é feio e não é opção de compra por isso. E o EffaM100?

      • Junoba

        Existem muitos M100 com um bom preço no mercado de usados, mas a Effa não cresce no Brasil, e parece que parou de importar veículos , mesmo assim acho o preço dele bom, e talvez no futuro, eu optaria por ele. É mais por curiosidade, queria ver por quanto tempo ele aguenta.

        • João Guilherme Fiuza Lima

          Cara, ainda prefiro um bom Fusca ou um Ka de primeira geração por esse preço. Dentre os chineses, só pensaria nos JAC mesmo (mas acho que ainda custam muito).

        • Edson Fernandes

          Na hora da manutenção, quero ver onde vai encontrar concessionarias. E qdo encontrar, precisar de uma peça.

          Pois as coisas não são tão simples assim. Pelo menos o Xsara, ainda ofertava de série (nessa epoca) 4 air bags, ar digital, ABS….

          Coisa que o brasileiro preferiu a troca pelo C3 Picasso (Aircross no inicio apenas) pelo mesmo valor, oriundo de um C3… isso quer dizer, que é menor, sem ser versatil e pior: menos seguro.

          Mas brasileiro achou “velho” e preferiu o novo ordinario.

          • Junoba

            Achar oficinas para manutenção vai ser mais difícil, mas a Effa tem um site de vendas de peças, com isso fica mais fácil.

            • Edson Fernandes

              A Citroen tem um site de peças, a Fiat tem um site de auxilio a compra de peças… e mesmo assim, se vê que ambas deixam de fornecer as peças em um tempo aceitavel. Não foi meu caso como consumidor da marca (Citroen), mas não é dificil encontrar reclamações disso.

              Vc acha mesmo que uma EFFA iria ser diferente?

    • Louis

      …e pelo seu avatar, você comprou o Effa, não ?

      • Junoba

        Eu não… eu ainda sou menor de idade, então não posso tirar carteira de motorista, mas ainda faltam 3 anos , um dia chega lá…

    • Cuidado Effa M100 é uma bomba,pq não imposta mais ai fica difícil achar as peças.

  • Bruno Silva

    Eu compraria um Fit. Manutenções baratas e confiabilidade.

    • Thiago

      Eu não compraria… eu comprei! rsrs…. realmente o carro tem manutenção barata (segundo meu primo que tem um faz 4 anos, o carro não dá manutenção, se bem conservado)…

  • Anderson SP®

    Comprar um desses é fácil, o problema é manter, e vai ser o preço a se pagar por um carro de segmento superior, imagina o cara com um Celtinha achando que vai se desbravar a comprar e manter um Fusion com o mesmo valor baixo de manutenção, só na hora de abastecer o cara já sente no bolso.

    • Leandro1978

      Imagine, o consumidor de Palio (ou outro destes zeros de entrada) tendo que arcar com a manutenção de um Golf GTI ou Camry com quase dez anos de uso (e sabe-se lá em quais condições). O problema destas matérias é que elas consideram que estes usados são facilmente encontrados em qualquer esquina, que todos estarão em excelentes condições, com as revisões em dia, etc. Meio fora da realidade. Igual àquelas comparações de preço daquele site de carros usados, chega lá, o carro não é aquilo tudo anunciado.

    • Edson Fernandes

      Sabe o que iria acontecer? O cara iria abastecer de 20 em 20 reais e ferrar a bobma de combustivel.

  • Guido Ferreira de Almeida

    Mas ai o HUEHUEHUEBRBR não vai poder mostrar pro vizinho.

  • afonso200

    fusion a 31mil, uahsuahsuas por 38 até encotra aqui no RS

    • Comment

      Não achei nenhum dos modelos citados por 30 mil….pelo menos aqui RS.

  • Wagner Oliveira

    Não precisa nem ser esses modelo citados. Ao invés de gastar 30mil em um popular 0km pé de boi, da pra comprar um popular usado com 2/3 anos de uso mais completo.

  • EduBH

    O cidadão quer usado? Que compre então um usado do modelo que seria comprado novo. JAMAIS se compara nanutencao de um palio zero com um fusion 2007. Quem tem condições de comprar no máximo um palio fire jamais consegue manter um fusion, ainda mais velho, 2007.

  • Willian souza

    eu vou comprar um Fusion 2009,no valor de 38 mil,o carro vem ar condicionado digital automamtico,transmissão automatica ,bancos eletricos,acabamento luxuoso em couro ,som com 10 alto falantes,anda muito,suspensão super macia,espaçoso , teto solar,aquecedor de banco,check list com sensor de pressão de pneu,retrovisor eletrôcomico,sensor de chuva e de luminosidade,piloto automatico,desembaçador de retrovisor ,sensor de estacionamento e mais umas coisas que eu levaria muito mais tempo falando,é um carro super completo,confortavel,gostoso de dirigir,a preço de carro zero pelado.

    • Mas a manutenção e seguro é de carro que custa 100 mil.

      • Willian souza

        se for pra pensar assim,compra um cavalo e uma carroça,nele a unica preocupação é achar um pasto com capim.

        • Alessandro Lagoeiro

          Legal, então manutenção não deve ser preocupação do proprietário? Ou ele tem condição de manter a manutenção de um carro cem mil ou tem que andar de carroça? Sabia que existe outros carros nessa faixa de preço, que não tem manutenção de 100 mil e valem mais que andar de carroça?

        • Então… Se o cara só tem condições de manter um carro de 30 mil, pode ser que não tenha como manter um carro de 100 mil (peças, manutenção, seguro e até o consumo), só pelo fato de ter custado 30 mil (obviamente usado).

          • Edson Fernandes

            Para alguns, ele acha que pode manter e gastar os integros R$30000 nisso. Agora, quero ver achar Fusion 2009 por R$30000.

          • Janduir

            Um conserto de um cambio automático de um Fusion beira os 10 conto (e olha que não é dificil de dar pau…)

  • andre oliveira

    É incrível como as pessoas parecem não ler ou querer entender as coisas.A matéria não colocou em nenhum momento que se deve comprar esses modelos apenas os citou como exemplos.Em virtude de modelos como Astra,Corsa terem saído de linha encontra-se fácil por ótimos valores,um amigo meu comprou um Astra/10 por 20mil, foi o que a CSS avaliou e o antigo dono o repassou com direito a couro e tudo.Não sou contra a se comprar carro 0km como muitos pregam, apenas sou a favor de se valorizar mais o dinheiro empregado.Os carros atualmente estão cada vez mais caros e pelados estar na hora de deixarmos o preconceito com certas marcas de lado e nos darmos a chance de termos algo melhor.Carros da PSA é um bom começo.

  • Rafael

    Tomando o devido cuidado com o que compra, é sempre mais vantagem um semi-novo! Adquiri um Agile LTZ 11/11 em janeiro do ano passado por R$ 31.000,00 com apenas 11.000 KM rodados. Tava em busca de populares novos e na época o HB20 e ONIX eram novidades, mas os dois só eram interessantes pra mim, em questão de equipamentos, quando os mesmos alcançavam os R$ 36.000,00 e 1.0! Na minha situação, o Agile foi um excelente negócio, coisa que não faria se fosse pegar um 0KM. Pegaria um NF. Mas o recado é esse, escolher o melhor custo x benefício.
    Meu Agile tinha 11.000km, tinha cheiro de novo, me deram transferência e emplacamento, e ele estava R$ 12.000,00 mais barato que um 0km.

  • Lo Chun Man

    Talvez muita gente discorde da minha opiniao, mas se eu tivesse 30 mil na mao, eu compraria um usado bom de 24 mil (Polo 2008 por exemplo) e deixava os 6 mil para a manutencao, assim a unica dor de cabeca e agendar a data com meu mecanico

  • fernando

    compra particular as vezes compensa o desconto ,e assumir dividas tbm compensa tem muita gente entregando carro que parcelado sai no preco do a vista ,e para quem conhece bem carro e tem tempo disponivel tem cada vez mais carros em leiloes

  • Milton Quadros

    Mulher e meninas, compro zero. Para mim, um bom 4×4 diesel usadinho, usadinho…

  • Joildo Dias

    Com os preços dos carros novos no brasssiiilliiis não deveria vender um, como eu queria que os brasucas parassem de comprar carro 0, não daria um mês para esses preços se enquadrarem…………….gente o carro novo no brasssiiillliiissss estar muito caro é absurdo, continuem com seu usado e deixem essas montadoras com seus carros, não comprem novo, não comprem carro novo……………….

  • Ygor Soares

    Querem uma piada maior que esse relato?

    Tenho um 308 2014 cujo custou 62 mil e tem apenas 7 mil km rodados e 10 meses de uso.
    Fui em uma Citroën para conhecer o C4 Louge que achei muito bonito, em sua versão THP que tem um ótimo motor e cambio automático e um interior que achei bem primoroso.

    Alem da CSS querer me cobrar um valor acima da tabela mesmo não tendo cliente nenhum durante o tempo que fiquei nela, me cobram 90 mil por ele e o kit de Xenon com Teto Solar pediram mais 5 mil o que faria o carro chegar a incriveis 95 mil reais! Avaliaram o meu 308 novo por algo ridículo de 42 mil reais! ISSO MESMO, 42 MIL REAIS em um 308 2.0 2014! KKkkKKKKK!!!!

    Só agradeci e bay bay!

    Com 92 mil eu compro um Jetta TSI 2014, cujo a vendedora me ofereceu por 87 mil completo com couro e acrescentando o teto e xenon por 93 mil! Poooo, como vou pagar 95 mil em um carro com 165cv se posso ter um com muito mais itens de serie com 220cv por bem menos que isso!

    O mercado automotivo está uma verdadeira porcaria no Brasil e devo continuar com meu carro por no mínimo os próximos 4 anos, pois gosto muito dele e acho muito confortável. Sem contar que acabei de forrar todos os bancos com couro 100% natural o que deu um UP no interior absurdo, trazendo bem mais conforto!

    Outra coisa que me faz desistir de trocar de carro é o valor do seguro dos mesmos no RJ, ta tudo um absurdo! Um seguro do C4 THP pra mim ficou em 4.5 mil, o meu 308 ta na casa de 4 mil! Um Jetta TSI 5.5 mil!

    Resumindo, da minha parte os fabricantes não verão a cor do meu dinheiro tão cedo enquanto não murarem essa postura e as CSS com essa pilantragem toda de querer ganhar em cima do cliente não é mole, pois em outra CS sem chorar e nem pedir desconto consegui o C4 THP com xenon e teto por 78 mil, uma diferença de 17 mil reais!

    Carro zero, to fora! Daqui a 4 anos compro um DS5 ou uma BMW X1 com 2 anos de uso por algo na casa dos 80 mil!

    • andre oliveira

      Avaliação parecida fizeram em um Astra que meu amigo comprou /11 por 20mil completo de tudo inclusive couro, na CSS avaliaram em 18mil e meu amigo por acaso ofereceu os 20 e o antigo dono aceitou, foi um ótimo negócio pra ele o carro estar impecável.

      • Ygor Soares

        Dependendo do estado do Astra do seu amigo, foi um excelente negocio! Eu sempre fui doido pelo Astra e pelo Vectra, pena que eles saíram de linha e vejo que o Cruze atual não seguiu o mesmo padrão de qualidade que era empregado ao Vectra, é um carro bom sim, porém imaginem um Vectra nos dias de hoje! Sem duvida teria uma qualidade superior!

        • Alessandro Lagoeiro

          Amigo, no que o Vectra era superior ao que Cruze é hoje?

          • Edson Fernandes

            Espaço interno. Nisso ele manda bem…rs

          • Ygor Soares

            Em tudo, principalmente no que diz respeito a qualidade de construção, atendimento ao consumidor, e outros fatores que a GM vem perdendo desde a época da sua crise no mercado nacional.

            Veja a quantidade de recall que a GM vem se envolvendo, sem contar os recall brancos que andam fazendo no Brasil.

            GM já foi uma marca que admirava muito, porém quando fui ver o Cruze, pelo amor de Deus que alguém pague 70 mil em um carro desses!

            Se a GM seguisse o padrão de qualidade que tinha com o Vetra em tempos atuais com o Cruze, sem duvidas seria um batia carro!

            Abs

  • Basket13

    Negócio de usado e zero, não é tão simples assim, tem que ver o seguro, gasto com combustivel, manuntenção, se vai ser financiado, se vai usar pra trabalhar ou rodar muito com o carro ou só vai usar no fim de semana, tem carro desses dai se der pau no cambio automático ou motor, já roda com uns 10 mil reais.

  • Basket13

    Pra mim carro usado só compensa a vista.

    • ViniciusVS

      todo carro só compensa a vista, financiamento é dinheiro jogado no lixo…

      • Basket13

        Também acho, mas vou dar um exemplo meu cunhado comprou em classic 1.0 2003 6000+ 48 de 480, classic zero 6000+ 48 de 480, isso dois anos atrás.

        • ViniciusVS

          Claro, se é para financiar é melhor financiar logo um 0km, mas o ideal mesmo é juntar e comprar a vista, mas não é a realidade de todos e entendo que muitos necessitam do carro e não podem esperar.

  • Luis_Zo

    Primeiro de tudo, cada caso é um caso, não se pode generalizar.

    Entretanto, no MEU ponto de vista, há um fator muito crucial a ser considerado na hora de decidir comprar um novo x usado : tempo.

    Comprar um carro usado em boas condições (ainda mais um com 5 anos de uso) exige um esforço de tempo muito maior que ir na concessionária e comprar um zero. E as pessoas esquecem de se “remunerar” por esse tempo delas. Ou seja, esse tempo perdido pode custar muito caro. É o famoso barato que sai caro, compra logo o primeiro que aparece e leva de presente, por exemplo, a conta da manutenção (que somada ao valor pago poderia ter comprado um zero.)

    As vezes a sorte ajuda a diminuir esse tempo. As vezes o conhecimento e networking também.

    Se a pessoa não tem tempo e conhecimento, mas tem dinheiro, diria que vale mais a pena um novo.

    Se ela tem tempo e conhecimento, mas nao tem tanto dinheiro assim, diria que um usado é a melhor opção.

    E poderíamos ir longe aqui fazendo mais vários outros cenários com esses três fatores (tempo, dinheiro e conhecimento)….

    Tendo os três fatores: tempo, dinheiro e conhecimento, ai sim, um carro com 10 anos de uso pode ser muito melhor opção que um zero.

  • Peraldiano

    Não resta dúvida que um usado em bom estado é muito mais negócio que um zero pelado. O maior problema é ter sorte em achar um carro com 5 ou 6 anos de uso que esteja em boas condições.Tendo em vista o proverbial desleixo da grande maioria dos motoristas,não deixe de ser temeroso.Outro ponto a se considerar é voce comprar um Fusion 2007,um Vectra 2009 ou mesmo um Azera 2006 e depois não ter grana para a manutenção, pois as peças são caríssimas.Cada caso é um caso……complicado isso……

  • Caio Brandão
  • Antonio De Julio

    Gostei do Sentra 2010…

  • Fuscao

    Existem casos e casos, se pegar o cara que conseguiu juntar os 30 mil, mas tem um salário meio baixo, não dá pra dizer que a melhor opção para ele é um Fusion 06/07, porque até peças de manutenção corretiva mais baratas muitas vezes custam mais que um salário mínimo (uma coisa bem comum de trocar no Fusion, por causa dos tapetes de estradas que temos, os braços inferiores da suspensão, que são 2 cada lado, custam quase 600 cada). Nesse caso o melhor é um popular novo ou com no máximo 1 ano de uso, com peças baratas e que se acha em qualquer esquina. Mas muito se vê quando esses carros “de patrão” ficam nesse patamar gente comprando sem poder manter, só ver caso dos Vectras, Omega, A3, etc…
    Uma boa compra do mesmo Fusion seria um cara que ganha um pouco mais e tem esse valor mais uma reserva de dinheiro pra qualquer eventualidade, vamos botar uns 10, se fosse pra pegar zero daria um Fiesta mais equipado, mas pegando um Fusion conservado e fazendo uma boa manutenção preventiva, as vezes trocando uma ou outra peça mais cara, esse vai ter carro pra muito tempo, sem gastar o preço de um novo e sem perder tanto com desvalorização, é a melhor escolha nesse caso.

  • João Guilherme Fiuza Lima

    Com 30 mil procuraria um Fit, Polo, C3 ou Punto. São carro que não demandam muita grana para manter e definitivamente são mais confortáveis e equipados que os “populares”.

  • Guilherme Batista

    Acho que muitas pessoas aqui não entenderam a real “mensagem” que a matéria quis passar. Não está escrito que as pessoas têm que comprar estes carros, só foi dito que são opções.
    Se reparar a matéria só cita carros que tem um luxo maior, ela não cita carros mais intermediários. É claro que quem só tem 30mil não vai comprar uma mercedes, mas pode por exemplo comprar um carro intermediário de fácil manutenção que seja muito mais completo que um 0km pelado.
    Mas também existe o outro lado, quem tem dinheiro suficiente para comprar e bancar um carro de 60mil por exemplo, pode muito bem comprar um de 30 usado desse daí, economizar bastante e ainda por cima obter um luxo muito maior

  • MMM

    Acho ridicula essa colocação de que esses modelos 0km servem para pessoas nao exigentes.

    Tenho um conhecido no Rio de Janeiro que é “exigente” e comprou um V40 2005 de r$ 30.000,00. Depois de 1 mes quebrou o rolamento de uma roda traseira e o orcamento na concessionaria foi de r$3.500,00. O cara conseguiu achar a peça em SP por 700,00 mas ficou esperando chegar para o mecanico trocar. Agora o ar condicionado do carro parou de gelar.

    Imagino o cara deixar de comprar um Up pra comprar um carro desses.

    • Edson Fernandes

      Se o cara fez isso, em minha opinião ele é burro.

      O cara para ter um V40 2005 no lugar de um 0km não é problema, o problema era que ele poderia ter um usado sem pular tanto de porte. E pelo fato de ser um Volvo, eu pegaria um Focus de mesmo ano que ao menos conseguiria tudo mais barato para conseguir manter.

      • MMM

        Edson, deixa eu explicar melhor. O cara tinha um Corolla, não sei se 2009 ou 2010, mas já estava muito rodado e ele estava pensando em trocar. Surgiu essa oportunidade de um carro teoricamente muito bom e pouquíssimo rodado. Ele vendeu o Corolla, comprou o Volvo e ainda embolsou a diferença. Note que é um cara que tem dinheiro para manutenção do carro, entretanto só a primeira coisa q quebrou já custaria mais de 10% do valor do carro, caso a pessoa não tivesse a opção de procurar em outro estado. E é sobre isso que eu escrevi. Imagina alguém procurando um Up, Onix ou sei la o que e compra um carro desses?

        • Edson Fernandes

          Entendi. Menos mal.

          Msa é bem isso. Tem muita pessoa aqui que pensa que é só “juntar” dinheiro mesmo para amnutenção e tudo bem. Ou outros problemas são…. um cara que comprou um carro de R$30000 não vai por muitas vezes querer pagar R$6000 em um compressor de ar condicionado, uns R$3600 por troca de correia dentada (com tensores) e por aí vai.

          Muito usam até o carro ficar todo estragado porque os caras não querem a manutenção, querem só o carro.

  • Magno

    Na compra de um carro usado, também temos que considerar a seguinte situação: Eu mesmo já usei deste expediente e, conheço muita gente que faz o mesmo, que é comprar carro zero e quando o mesmo já rodou por volta de 60.000 km e, portanto já chegando a hora de trocar por desgaste natural, vários iténs como: embreagem, 4 pneus, amortecedores, bateria, correia dentada, iténs da suspensão etc,etc.. Já o colocamos à venda em vez de arcar com todos esses custos que é muito alto para um carro nesta faixa de kilometragem.

    Portanto: é mais negócio pular esses custos e comprar um outro carro zero que está na garantia e deixar todos esses gastos com manutenção para o segundo dono. “Ou seja” quem compra carro usado pode se ferrar! A não ser que conheça bem de mecanica ou compre de uma pessoa conhecida de confiança e/ou bem barato para compensar futuras dores de cabeça com manutenções.

  • Jorge Magal

    A decisão de comprar carro zero ou usado é muito pessoal. Depois que tive vários carros usados que me deram problemas só compro carro zero com garantia de no mínimo três anos, melhor garantia de cinco anos. Tive um carro usado que depois descobri que ele só não havia batido em navio e avião. Foi uma decepção. Agora, só zero.

  • Felipe

    Atualmente, com R$ 30.000 nem dá para comprar Chevrolet Classic LS por
    R$ 30.696, VW move up! 4P por R$ 30.990, Renault Clio Expression 4P por
    R$ 28.490 ou Fiat Uno Economy 4P por R$ 30.590, por exemplo.

    Não entendi o porquê do Clio Expression 4P na lista se ele custa R$ 28.490.

  • Renan21

    Será que vale a pena a compra de um Sonic LTZ 2012 por 45.000 e 27.000 rodados
    Alguem que tenha um sonic poderia me falar sobre esse carro?
    Já vi vários comentários, mais bons do que ruins. É sempre bom ler mais.

  • filemonjr

    Temos vários modelos nessa faixa de preços mais interessantes que os citados na reportagem. Como já disseram para algns modelos as peças de reposição são uma dor de cabeça.

  • JCosta

    Fusion, Golf GTI são um pesadelo pra quem tem só R$30mil, mas Xsara Picasso e Aircross já valem a pena. A manutenção e seguro não são tao altos assim.

  • Wanderson Perin

    Na minha opinião existem carros, e carros, você pode partir para um Corolla, um Honda Civic, Focus, ou seja, carros de maior confiança e de manutenção mais acessível (digo acessível pelo fato de você ter opções de pesquisa), muito diferente é se partir para um Volvo, Mercedes, BMW, Audi, que são veículos de manutenção mais complicada (digo complicada porque existem bem menos profissionais que conhecem, e peças mais difíceis de serem encontradas). Tendo isso em mente, basta buscar um veículo em bom estado, procurar saber do histórico do carro, saber se o proprietário fazia as revisões em dia, se trocava o óleo, etc… ou seja, você tem que usar o bom senso. Veja meu caso por exemplo, que já relatei em outra oportunidade, mas vou novamente citar, pois vem ao caso, saí de um Siena que havia comprado 0km, pois queria um veículo maior, família aumentou, cansei de cambio manual, queria maior segurança, conforto, etc..etc.., foi então que surgiu a oportunidade de eu pegar um Honda CR-V EXL ano 2009 com quase 100.000 km rodados, a princípio assustei com o km, passado o susto, e após verificar que superficialmente o veículo estava em excelente estado de conservação, conferi no manual, e verifiquei que as revisões foram todas feitas religiosamente, de posse do carro e manual, fui a uma CCS Honda, e um consultor conhecido meu atestou nos registros do sistema que estava tudo ok de acordo com o manual, deixei com o pessoal para dar uma revisada, e não havia problema mecânico algum, além de tudo isso o proprietário do carro é um Sr. conhecido da empresa onde trabalho (cliente da empresa), e rodava basicamente em Brasília, em vias de boas condições. Então não havia o que temer, fechei negócio…quando chegou aos 100.000 km levei para a revisão, sabem quanto eu gastei nessa revisão? R$ 640,00 (todos os óleo, inclusive do cambio, filtros, etc,etc,,) ou seja, muito em conta, na minha opinião um preço honesto. Já faz um ano que estou com o carro, e não gastei nada além do previsto em revisões. Fiz um breve relato de minha experiência, só para que entendam como é possível sim, fazer um bom negócio em um usado, basta ter paciência para fazer uma boa escolha, e sempre, sempre use o bom senso.

  • COMENTARISTA MEDÍOCRE.

    Marea feelings….

  • Ediomar

    Eu optei por um Vectra 2003 8v,tenho ele a cerca de 9 meses e estou muito feliz,esse carro tem a robusta e conhecida mecânica GM Família 2 do Kadett,Monza,Astra,Zafira entre outros,com R$1,000 reais fiz um check-up geral,paguei R$20,000 nele,fiz seguro total pela seguradora nobre,ficou em R$2300,00 no meu perfil,nunca tive seguro antes,foi o primeiro ano,IPVA em SC esse ano deu R$490,00,é um carro que eu recomendo e muito pra quem tem condições de manter ele como eu e comprar a vista,só troco por um Vectra mais novo,adorei o carro,transporta com conforto 5 pessoas e tem um porta malas generoso,consumo cerca de 8 km/l em cidade e 13 à 14 km/l em estrada.

  • Bruno Medina

    E quem tem 30 mil na mão mas quer comprar um usado superior pra continuar usando óleo de 10 reais o litro ou gastando o equivalente à manutenção de um Uno Mille, melhor nem se mexer mesmo…

    Independente se o carro é usado ou zero, se ele te entregar mais também vai exigir mais em contra partida.
    É isso que a bugrada não entende e é por isso que muitos vão andar de popular a vida inteira.
    Sad but true…

  • fschulz84

    Este assunto é sempre muito relativo e depende das necessidades e expectativas de cada um…
    Eu particularmente sou da turma dos usados, preferi pagar 38k em um Focus Ghia 2009 ano passado, com menos de 30000kms rodados e que até agora não me deu nenhuma dor de cabeça do que pegar um popular de entrada por este valor.
    Mas este sou eu, gosto de estradas, sempre que posso viajo e gosto do máximo de conforto que puder ter… Como vim de um Mégane e antes de um outro Focus, sei da manutenção e óbvio que ponderei este fator para saber se poderia arcar com o carro…
    Eu acredito que para primeiro carro, sempre um usado mais velhinho seja a melhor saída, mesmo que a pessoa tenha os 30k, pq talvez não comprar um Palio, Gol, Fiesta, Celta e afins com uns 3-4 anos de uso por menos de 20k? Para ir se acostumando com a direção, com as ruas, com o trânsito.
    Caso estejamos falando de um segundo, terceiro carro e afins (caso a pessoa já possua um veículo e queira trocá-lo), o recomendado é sempre subir um degrau por vez… Caso esteja saindo de um popular, o ideal é tentar um compacto mais equipado, ou até um médio de entrada e assim ir subindo um degrau por vez… Eu nunca faria a loucura de sair do meu primeiro Fiestinha Rocam 2001 pelado de tudo para um Fusion, por exemplo. Até é bom para ir se acostumando gradativamente com o aumento do custo de manutenção e seguro… Apesar de que o seguro do meu Focus atualmente julgo ser de popular, pago R$ 1200/ano

  • Gustavo Guto

    Esses carros usados de alto padrão são pra quem pode manter as possíveis manutenções. Minha mãe por exemplo tem uma Tracker 2008 e as pastilhas na Chevrolet custam 700 reais o jogo, a corrente do motor foi 500 reais pra trocar, isso quase 2 anos atrás. Enfim, as peças são caras e o carro foi comprado com 94 mil km e hoje se encontra com 104 mil, NUNCA deu problema de manutenção, sempre foi revisado na CSS pelo dono anterior a cada 10 mil km. Enfim carro usado é pra quem sabe comprar.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend