Etc Longform

Com tanto carro nas ruas, onde estacionar?

estacionamento1 Com tanto carro nas ruas, onde estacionar?

E nunca se vendeu tanto carro! Isso já está visível mesmo em cidades com 30 mil habitantes. É a nova classe média brasileira – e a velha também – vibrando com seus carros e sofrendo para estacioná-los com segurança.



Paciência de Jó

Nas ruas tem sido quase impossível. A não ser naquela vaga que fica enrustida entre um portão e outro, numa rua paralela em que é cobrada a zona azul. Nas vias de grande movimento elas já tem dono. “Pertencem” aos flanelinhas que se defendem dizendo que “tão trabalhando não tão roubando”. Menos mal aqueles que aceitam qualquer doação. Outros colocam preço e cobram adiantado. Se você não pagar, sabe o que acontece, não é?

Repare nas caixas de papelão usadas por alguns para guardar vagas. E você ainda é obrigado em certos casos a deixar o carro desengatado para que ele possa ser empurrado pra frente ou para trás para conveniência “de todos”. De todos que têm o para-choque levando “totó” a todo momento?

Bom, se no seu caso, você não precisa deixá-lo na rua, pois o usa mais para ir ao banco ou ao supermercado, muitas vezes não paga por isso e não tem maiores dores-de-cabeça. Por outro lado, os bancos, que são obrigados a ter estacionamento próprio ou conveniado não tem obrigação de garantir que haja uma vaga esperando por você…

Nos dias de pagamento, nos dias 10 ou nos costumeiros dias de vale, melhor nem ir se não precisar. Se seu Internet-banking não resolver, outra opção é pagar a conta na lotérica, que não é obrigada a ter estacionamento. Se sobra um tempinho e você não liga de pagar um valor relativamente baixo, tipo R$ 2 por hora, ainda é possível ir a alguns shopping-centers mais camaradas. Você estará livre dos flanelinhas, da zona azul e seus fiscais, mas não estará livre da falta de educação daqueles que fingem não ver que você está dando seta para entrar numa vaga recém-desocupada e entram primeiro.

Se isso parece coisa de pit-boys ou cascas-grossas, saiba que as mulheres também têm feito muito isso. Pois já estão atrasadas para o cabeleireiro. Se fosse para o obstetra vá lá. E falando em obstetra…hospitais também terceirizam seus estacionamentos. E pensa que o preço é menor do que o de shoppings e hipermercados? Não, não há subsídio algum. A saída é usar a moto, que não paga zona azul, demorou para pagar pedágio e não é pega por radar. Mas que todavia também precisam estacionar em algum lugar. Já existem estacionamentos específicos para elas. Preste atenção nas placas e faixas, pois geralmente são vagas de carros que acabaram de ser convertidas.

E agora no Natal heim?! Prepare-se. E se decidir comprar presentes diversos, brinquedos e roupas na famosa 25 de Março, no Brás e no Pari em São Paulo e optar por usar seu carro, chegue cedo ou prepare-se para uma verdadeira confusão, em que vaga vira espaço para camelô, seu carro vira encosto para ambulantes ou desocupados e você ainda terá que ir trocar o tíquete da zona azul, que custa R$ 3, de hora em hora. O certo seria procurar outra vaga a cada duas horas, mas a humanidade e a solidariedade têm prevalecido e basta trocar o tíquete. Se optar por estacionamento, prepare-se para pagar R$ 12 pela primeira hora e R$ 8 pelas demais nos dias de semana ou R$ 40 e R$ 10 nas manhãs de sábado.

Fim de dia. E tudo deu certo! Você conseguiu fazer as compras de Natal, pagar as contas e está chegando em casa. Sorte para uns, pesadelo diário para outros, que moram em prédios cujas vagas não são numeradas. Ou mesmo que sejam, exigem manobras minuciosas para não bater na coluna ou nos carros vizinhos. E que sorte conseguir sair do carro! E que dupla sorte se a vaga for coberta nesta época em que chove granizo em todo o Brasil!
E o que tem sido feito pelos governos e redes de estacionamento para melhorar a vida de quem precisa deles?

Recentemente vi no Jornal Hoje que há um projeto para que um cliente que gasta em shoppings, clínicas, hospitais ou outros estabelecimentos com estacionamento terceirizado apresente o cupom fiscal com as compras e não pague pelo serviço. Seria justo desde que seja estabelecido um valor e um tempo máximos. Caso contrário haverá aqueles que tomam um expresso às 9 da manhã e vêm buscar o carro às 19h, pois trabalham ao lado de um desses locais.

Havia um projeto de Jânio Quadros ainda nos anos 80 para se fazer estacionamentos subterrâneos em Praças de São Paulo. Idéia que o Professor via em Paris e Londres onde adorava passar férias. Todos achavam que carro era para rico e que as vagas sempre estariam vazias. Por aí se vê que o Brasil é um pais rodoviário que não anteviu nada, quis ser um arremedo dos EUA e hoje sofre com uma infraestrutura 50 anos defasada se comparada com a norte-americana.

E ainda no quesito Governo, nenhum consegue conter os flanelinhas que cobram de R$ 70 a R$ 150 para “olhar” um carro em dia de final de futebol ou show de Bieber e Madonna. E também nada fazem para agraciar os que vão de táxi, pois muitos taxistas abusam e cobram R$ 200 por uma corrida de R$ 38.

Quanto às redes de estacionamento, algumas segmentaram o serviço e criaram, por exemplo em shoppings, a área VIP em que o manobrista estaciona. Eu particularmente não gosto do jeito que os “profissionais” manejam o carro, queimando embreagem e parando o veículo com o freio de mão. E quem viu a reportagem de uma semana do Jornal Hoje, meses atrás, pode constatar que não são poucos que caçam moedas e outros pertences no seu carro.

Os valets de restaurante são um caso à parte. Não é raro seu carro ficar jogado em cima da calçada numa cracolândia a dois quarteirões de distância. Por isso, peça sempre o cupom fiscal específico do valet, além do cupom habitual, referente à comida. Na volta, não hesite em ser antipático e dar uma inspecionada ao redor do carro.

Para clientes como eu, que não curtem o valet service, já há um sistema que sinaliza no painel eletrônico, onde estão as vagas livres. Alguns as indicam, por exemplo, H18 ou J01. Mesmo no exterior ainda testam novas soluções, como vagas 100% automatizadas com esteiras. Enquanto isso ainda é distante, nos divertimos com o Sem Parar, que nos poupa alguns minutinhos de fila no guichê de pagamento de alguns shoppings, hipermercados e aeroportos.

Preços de estacionamento no Brasil e no mundo

Creio que existe uma curiosidade, de todos os brasileiros, em saber quão caro custa estacionar no Brasil. E como andam nossos preços em relação ao exterior. Vamos sanar esta dúvida:

Segundo um detalhado levantamento concluído no fim do ano passado, o ranking Brasil de custo de estacionamento é o que segue abaixo:

Mensalidade mais cara

1 — Rio de Janeiro — R$ 660
2 — Brasília — R$ 500
3 — São Paulo — R$ 450
4 — Florianópolis — R$ 315
5 — Curitiba — R$ 300
6 — Salvador — R$ 253
7 — Porto Alegre — R$ 250
8 — Belo Horizonte — R$ 200
9 — Campo Grande — R$ 190
10 — Cuiabá — R$ 150
11 — Belém, Goiânia — R$ 120
12 — Recife — R$ 110
13 — Fortaleza — R$ 100
14 — Aracajú — R$ 90
15 — Maceió — R$ 90
16 — Natal — R$ 80
17 — Vitória — R$ 80

Diária mais cara

1 — Rio de Janeiro — R$ 70
2 — São Paulo — R$ 53
3 — Curitiba — R$ 49,60
4 — Belém e Porto Alegre— R$ 40
5 — Brasília — R$ 35
6 — Fortaleza — R$ 32
7 — Florianópolis, Salvador, Recife — R$ 30
8 — Cuiabá — R$ 80
9 — Campo Grande — R$ 25
10 — Belo Horizonte — R$ 22
11 — Goiânia — R$ 20
12 — Vitória — R$ 15

Primeira hora mais cara

1 — Rio de Janeiro — R$ 18
2 — São Paulo — R$ 17
3 — Curitiba — R$ 15
4 — Porto Alegre — R$ 13
5 — Cuiabá — R$ 10
6 — Belo Horizonte — R$ 8
7 — Brasília — R$ 7
8 — Florianópolis — R$ 7
9 — Salvador — R$ 6
10 — Aracaju e Campo Grande — R$ 5
12 — Goiânia e Recife — R$ 4
13 — Belém, Fortaleza, Maceió, Natal — R$ 3
14 — Vitória — R$ 2

E como parâmetro, veja como andam os preços no mundo:

Mensalidades mais caras (US$):

1 — Londres (Centro) — 1.083,59
2 — Londres (West End) — 1.014,32
3 — Zurique — 822,15
4 — Hong Kong — 744,72
5 — Tóquio — 744

Diárias mais caras (US$):

1 — Oslo — 89,04
2 — Copenhague — 73,11
3 — Melbourne — 69,53
4 — Sydney — 67,42
5 — Londres (Centro) — 65,97

E no aeroporto mais movimentado do Brasil, Cumbica, que conta com 3098 vagas, o preço é o seguinte:

Até 1 hora R$ 9
Até 2 horas R$ 13
De 3 até 16 horas – por hora adiconal R$ 2,50
De 17 até 24 horas – preço único R$ 50,50
Diária R$ 50,50

E para finalizar…

Além de caro, estacionamento tem subido acima da inflação nos últimos anos. E tende a continuar assim, pois sobram carros e faltam vagas. É a velha lei da oferta e demanda, como aprendemos assistindo a Todo Mundo Odeia o Chris.

Amigos meus chegam a gastar até R$ 1500,00 reais por mês com estacionamento para trabalho e lazer. O ideal, talvez seria o uso combinado de transporte público, táxi e carro próprio em situações e horários em que não há outro jeito.

E além disso, mesmo se o transporte público fosse nota 10, como sabemos, carro é o sonho que muitas pessoas buscam alcançar. E não é nem justo boicotar isso. E, sendo realista com relação a este misto de desejo e necessidade, a prefeitura de SP prevê a construção de 64 edifícios-garagem, cada um deles com capacidade para 400 carros, ao lado de estações de trem e metrô ou terminais de ônibus. Se sair do papel, a cidade ganhará 25 000 novas vagas.

Já existem quatro, porém menores, com 200 vagas cada, ao lado de quatro estações de metrô (Marechal Deodoro, Bresser- Mooca, Santos-Imigrantes e Corinthians- Itaquera), cobrando de R$ 7 a 11 reais a hora, valor bem abaixo do que é cobrado por estacinamentos particulares. A previsão é que, até o fim do ano, mais seis garagens do tipo sejam inauguradas. São soluções positivas em meio a medidas drásticas como o rodízio.

No entanto, não se sabe por quanto tempo irão resolver o problema. Desse modo, certamente estão guardadas na gaveta do prefeito medidas como ampliação do rodízio e cobrança de pedágio urbano. Uma vez que somos a maior economia do mundo, espero que de fato as soluções urbanas de transporte comecem a fazer jus a esta importância econômica.

E você, amigo, yem sentindo na pele a dificuldade de estacionar? Consegue conciliar o uso do seu carro com o transporte público da sua cidade? Concorda que esta desconfortável realidade já não é exclusiva de grandes cidades? Até a próxima!

Por Gerson Brusco Gonzalez

  • ViniciusSantoro

    Sim é um roubo, ficar em Shopping aqui no rio, principalmente depois da legislação que entrou em vigor, que se paga por tempo fracionado, a coisa está ficando absurda.

    • AventadorMan

      Eu moro em SC. ainda não está tão absurdo, mas no verao td é mais caro, e na virada do ano nem se fala, mas isso nao é sempre né, mas fico pensando quem mora em RJ e SP, além de pagar 4% de IPVA (em SP) pois aqui em SC é 2% inclusive tenho mts amigos q estao transferindo seus carros mais caros de find para SC para pagar metade, fico pensando no custo absurdo de MANTER o carro, quem faz financiamento então está morto, além da desvalorização do seu automovel a pessoa se enterra em 48 ou até 60x no fim a dívida já está maior que o carro, o custo mensal dele já não vale mais apena e salve-se quem puder kkkk VIVA O BRASIL

    • dudupruvinelli

      Aqui em Porto Alegre, tínhamos até o último semestre deste ano um shopping que tinha estacionamento grátis…

    • zeuslinux

      Eu já não sei se no Rio de Janeiro temos shoppings com estacionamento ou estacionamento com shoppings, porque está me parecendo que a fonte principal de arrecadação dos shoppings hoje em dia está no estacionamento.

      E o pior é que eles não dão descontos ou isenção mesmo que você faça uma compra grande no shopping.

    • Cil

      Aqui em Aracaju, os dois shoppings da cidade decidiram cobrar pelo estacionamento, que era um mimo ao consumidor que preferia abandonar os preços mais em conta dos centros de compra ao ar livre para frequentar estes locais. Muitos deixaram de ir ao shopping, eu entre estas pessoas. Como os cinemas da cidade só ficam nos shoppings, de quebra, os "malditos imperialistas" não viram meu dinheiro por Skyfall e não verão a cor do din din para o Hobbit… eheheheheheh

      Acredito que a falta de estacionamentos vai impulsionar o comércio online. Banco só uso online. Já não me dou ao trabalho de sair de casa para fazer pesquisa de preço de nada. A variedade em lojas online é muito maior que na pequena Aracaju. Hoje se compra móveis, roupas, calçados, perfumes pela internet.

      Pra ficar melhor, tá faltando aparecer um serviço do porte dos Correios, com preços mais decentes que este (tô sonhando eu sei) ou que pelo menos entreguem com mais rapidez nesta bagança de país sem infraestrutura para transporte de cargas.

  • ARISTEU

    Culpa do povinho que só quer saber de estacionar na frente do local onde vai

    • thales_sr

      Ahh se o problema se resumisse só a isso…

      • Pedro_Rocha

        O problema não é a quantidade de carros: o transporte público é que é ruim! Para exemplificar, veja se a cidade onde mora fica engarrafada em fins-de-semana da mesma forma que nos dias úteis. Caso positivo, realmente há carros em demasia; caso negativo, são as pessoas que estão usando "carros de passeio' para ir trabalhar por conta de carência dos transportes públicos.

        • tchones

          SP é um pouco dos dois.
          Dias de semana sempre foram o caos, mas agora, com carros saindo pelo bueiro, até de sábado o trânsito está caótico. Junte isso a um transporte público extremamente deficiente e nulo nas madrugadas e pronto, temos o caos

        • Sr_Wilson

          sim, o transporte público não tem eficiência nem segurança nem conforto, logo não é uma opção viável (londres é menor que sampa mas tem 10x mais km de metrô).

          meu pai quando morou no rio ia de fretado trabalhar, mais barato mais rápido (no rio tem os corredores de ônibus) ar condicionado, todos sentados…

        • Hoosier 559

          Sou o exemplo vivo disso.

          Foi-se o tempo em que São Paulo era sossegado aos fins de semana, hoje só em feriados prolongados e OLHE LÁ, pois com a crise batendo na porta têm muita gente que está ficando por aqui mesmo nesses feriados.

          Até há um tempo atrás eu ia trabalhar de ônibus, mas depois de sofrer por demorar 1:30 minutos em um trecho de 12 Km, onde eu conheço todos os caminhos alternativos, e sofrer mais ainda nos ônibus lotados, com pessoas suadas e mal educadas, calor e desconforto, passei a ir de carro cortando caminho e chegando mais cedo e menos estressado.

  • thales_sr

    "quis ser um arremedo dos EUA e hoje sofre com uma infraestrutura 50 anos defasada se comparada com a norte-americana." – Pra mim é a melhor definição de Brasil… Quis ser EUA, aí quando começou a caminhar pra lá, vem a "onda verde" e o Brasil quis ser Europa… E agora, ficamos em cima do muro, sem saber o que queremos. E assim vamos empurrando com a barriga, vendendo horrores de carros, e depois dizendo que o culpado é o carro. Porém, o IPI continua baixinho, e tome comprar em 60 prestações sem entrada…

    • Pedro_Rocha

      "Brasil quis ser Europa". Na verdade, foi de 1995 em diante "o Brasil" quis virar Europa (Oriental pré-1989).

    • Edson Roberto

      Isso sem contar situação de vias pensadas para soluções desse mesmo periodo e que hoje, periodo onde não existe solução para o transito, mesmo com rodizio que ajudou a crescer… porque manter essa palhaçada?

      • AventadorMan

        Nem fala bexo aqui no sul no verao a 101 é terrível, a duplicação nao terminou e já está defasada tem uns 4 anos, já eram para ter triplicado ou quadriplicado (pensamento de primeiro mundo) mas como estamos no quarto mundo duplicaram pra qd terminar a obra ter q começar licitaçoes td denovo roubar um monte e porai vai…

  • Tietz

    Nosso sonho (de Brasil) sempre foi ser um "país do automóvel", esse tempo está chegando e, pra variar, ninguém preparou nada pra ele. Recentemente tive a oportunidade de ir pros EUA… Monolo, lá sim! Qualquer farmacinha tem um monte de vagas. Lugares que enfrentam horas de pico (como lanchonetes e restaurantes), têm dezenas. E mesmo assim lugar pra estacionar às vezes é problema. Imagina aqui…

    • ARISTEU

      enquanto isso, em nova iorque…

      • Tietz

        Nova Iorque é um caso à parte. Com aquele sistema de metrô, se eu morasse lá nem teria carro – até porque só rico tem, tudo é caríssimo em relação a carro.

        • Hoosier 559

          O problema é que aquele metrô… Consegue ser pior do que muita linha da CPTM daqui…

  • RodrigoXavier01

    Eu agradeço a Deus por morar no interior, e o bom que moro a apenas 35km de São Paulo (capital) , aqui na minha cidade problema p estacionar não tem rs !

    Agora estacionar no aeroporto de Cumbica em Guarulhos é coisa de louco… o que salvou quase todo mundo são aqueles estacionamentos ali beirando a Dutra que você deixa o carro, não precisa ficar procurando vagas e eles tem uma van que te leva ao aeroporto na mesma hora!!! Fora que você ainda leva a chave do seu carro.

  • DiogoCST

    Vendas de carros batendo recorde um atras do outro…

    Não adianta, é impossível todo mundo andar de carro e a tendência natural são os custos e transtornos aumentarem. O transporte público e ineficiente e caro.

    Cinco anos atras o trajeto na frente da minha casa (butantã SP) até um shopping da região demorava 15min, hoje não se faz em menos de 40min.

    Hoje em dia só ando de moto em dia de semana, sei dos riscos, tento andar o mais tranquilo e civilizado possível coisa que muitos motociclistas não tem educação o suficiente para colocar em prática.

    Não acho que as motos sejam a solução e sim uma alternativa, tá na hora dos governadores pararem com a hipocrisia de Ciclo-Faixa, Ciclovias e apresentarem projetos para melhoria nas condições para hoje um mercado em franca expansão que é o de duas rodas motorizadas.

  • danieldourado_2

    "Amigos meus chegam a gastar até R$ 1500,00 reais por mês com estacionamento"
    É melhor gastar 1500 reais com taxi…

    • Pedro_Rocha

      Nesse caso é melhor sair da cidade e arrumar um emprego que pague R$ 1500,00 a menos em uma cidade com qualidade de vida.

      • thales_sr

        Também sou partidário desse pensamento…

      • Edson Roberto

        Mas se o cara mora em um lugar que goste…. R$1500 considerando um mês para correr cerca de 15km ida e depois esse mesmo para volta, o cara economiza mto com o carro. (e estresse)

        Mas claro que isso parte do principio de uma solução para a pessoa… na não oportunidade de conseguir morar em um lugar melhor. É o meu caso: Estou trabalhando em um cliente em Vinhedo… por mim, se pudesse moraria aqui também.

    • RodrigoXavier01

      O jeito é comprar uma bike, se eu morasse a uns 10km do meu serviço e fosse seguro ir de bike eu iria fácil, ia ter uma boa economia… gasolina, manutenção e etc etc e fora que exercicio (y)

      • Hoosier 559

        Já fiz isso no meu tempo de adolescente, fazia 6 Km de casa até a escola… No meio dos carros.

        Era super rápido, mas não era seguro, se houvessem ciclovias era só sucesso. Hoje, meu juízo não me deixa fazer isso novamente.

  • anderson_sp

    São Paulo mesmo com as restrições para circulação de caminhões no horário de pico, já está insuportável transitar nesta cidade, não tem mais horário que o sujeito possa andar tranquilo e desenvolver uns 60km constantes, é sempre aquela anda e para, não passando da 2º marcha e ainda mais com este sol do Saara que está fazendo, o que eu puder pra evitar de andar de carro eu faço.

    • Edson Roberto

      Eu tbm tenho feito isso. Como moro perto do Serviço felizmente vou a pé.

      Mas nesses dias eu estou em cliente em Vinhedo… estou agradecendo a Deus por chegar em menos de 10 minutos rodando cerca de 8km para chegar no hotel…

  • Chatt08

    Aqui em Salvador a situação tb é coisa de maluco… Sempre penso onde parar o carro antes de ir pra qualquer lugar.. Na verdade, o lugar pra estacionar influencia E MUITO na hora de tomar essa decisão. O que me deixa mais indignado são os flanelinhas cobrando "10 conto adiantado" embaixo de uma placa de proibido estacionar!!

    Não sei vcs, mas não deixo meu carro na mão de manobrista em hipótese alguma… Vejo vários restaurantes caros aqui que vc deixa o carro na mão no manobrista e ele enfia em cima de uma calçada lá na casa da…

    • filipe_melo

      Chatt. aprendi uma coisa aqui em Salvador na hora de estacionar: Chegar cedo no trabalho; Graças a Deus que a empresa que trabalho permite que chegamos mais cedo, então, não tenho problemas. Agora, se chegar depois de 7:30h, já era, acabou a mamata. Normalmente chego 06:50.

      Quando não arrumo a vaga numa rua próxima ao trabalho ( de graça ) tenho que pagar a cartela, zona azul, em outra rua. R$4,50 o dia todo.

  • AndredeAzambuja

    Pagar por estacionamento em Shopping Center é o maior absurdo que tem. Até uns anos atrás, isso não existia, aí um começou, o outro achou uma boa idéia e hoje quase todos cobram, com exceção de pouquíssimos, como o Shopping Interlagos. Ainda se fosse um preço razoável, mas não, é um assalto, como no Morumbi Shopping ou Shopping Eldorado, onde se paga 12 reais por 4 horas. É claro que perto desses lugares há empresas e tinham que coibir os funcionários destas de pararem lá mesmo, mas com os clientes eu já acho diferente. Uma simples apresentação de tickets de cinema do dia ou de uns R$ 50 em compras em qualquer loja já devia ser o suficiente pra estar isento.

    • Edson Roberto

      É que vc precisa ver o preço do Market Place…rs

      Como eu trabalhava para uma empresa naquele prédio, eu pagava diariamente entre 25 a 35 reais! (mas era reembolsado)

      E ai o besta da empresa se orgulhava de "alugar o lugar mais caro de SP". É a coisa mais ignorante que ouvi em toda minha vida… gostar de pagar mais… tipico de brasileiro idiota mesmo.

    • AutoNacional

      Mas se não fosse cobrado as pessoas deixariam o carro no estacionamento do shopping e iriam trabalhar no escritório que fica perto. Aconteceu isso num estacionamento de hipermercado em Novo Hamburgo. Depois o estacionamento era gratuito para quem comprava algo no mercado, ai o esperto deixava o carro o dia inteiro estacionado e comprava um litro de leite. Isso fazia com quem quisesse comprar no mercado não tinha vaga para estacionar. Por fim, hoje é cobrado estacionamento de todos no hipermercado.

      • Louis

        Pois é, apesar de não gostar de pagar, acho necessária a cobrança. E é propriedade particular, entra quem quer.
        Injusto mesmo é sofrer extorsão de flanelinhas, lugar público deveria ser de quem chegasse primeiro, mas somos roubados por esses bandidos.

  • Renan21

    Aqui em Aracaju, a mais ou menos um mês, os shopping resolveram cobrar R$ 4,00 pelo estacionamento (Antes sempre foi de graça).
    Graças as redes sociais, houve um boicote geral. Ninguem foi para os shopping nos quais ficaram vazios por cerca de 1 semana.

    Mas não tem jeito, o shopping é um lugar que tem tudo e é quase impossível não ir nele. E por isso as pessoas voltaram a frequentar, lotar os estacionamentos pagando R$ 4,00.

    Eu acho um absurdo ter que pagar estacionamento. Já bastar ter o sacrifício para bancar o carro (financiamento, manutenção, combustível, etc).
    Porém acho que seria a medida mais fácil para reduzir o número de carros nos estacionamentos e encontrar uma vaga.

  • MecanicoDigital

    Eu já tive meu carro roubado duas vezes por estar estacionado na rua, por falta de um lugar pra estacionar com segurança.
    O problema é óbvio, mas o Estado não se preocupa com isso.

  • Norbert Waage Jr.

    E quando o estacionamento está lotado, e você vê um bacana folgado que deixa o carro pegando duas vagas?

    Seja por incapacidade de manobrar, seja por ter um carro maior que a vaga (e geralmente veio sozinho), quem faz isso deveria pagar o estacionamento dobrado.

  • lsc_mclaren

    Tenho carro a 8 meses se eu pageui $ 40 reais de estacionamento até hj foi muito. Sempre deixo ele na rua ou vou de bicicleta. Mesmo q seja pra ir ao Shopp. Agora no verão fica praticamente impossivel estacionar nas rua do litoral Paulista.

  • PONCIO PILATOS

    há de chegar o dia, em que todo mundo terá o seu carro, inclusive, alguns, várias unidades cada, só que, não terá estrada para "rodar"… não haverá espaço. o problema é que a economia mundial está totalmente lastreada na indústria automobilística…

  • greicemari

    Aqui em Joinville/SC maior cidade e a mais populosa de SC , não posso reclamar não, temos um shopping que não te cobra estacionamento das 10 as 14hs e depois é R$ 3,00 a hora de segunda a quinta. Os demais dias 5 por hora, nos outros shoppins é 5por hora, estacionamentos particulares no centrão? R$ 3,00 a hora.. Mensal? R$ 90,00 pila coberto…Não posso reclamar disso ainda.
    Sei que estou no céu.. Mas se a minha cidade não se planejar com o transporte publico em 10 isso será um caos..
    Não é a toa que vejo tantos paulistas vindo morar para cá..

  • CanalhaRS

    Eu adoro carro, sempre gostei, mas não vejo futuro para ele (aqui no Brasil)….muito caro de comprar, manter, segurar, estacionar. etc…uma pena

  • Herumor_

    mais barato ficar rodando eheheh se duvidar sai mais barato contratar alguem e fazer ele ficar rodando com o carro nesse tempo viu ¬¬

    • Jason

      Já me ocorreu essa ideia…Um dia, objetivando ir ao centro da cidade, estacionei o carro perto de um cemitério para poder escapar de pagar estacionamento, mesmo assim andei mais que notícia ruim. Depois daquele dia, só vou de ônibus. Por pior que seja, dá menos incômodo do que procurar onde parar o carro.

  • SilenceBass

    O texto é excelente, mas pode resumir só a isso:

    o problema do Brasil é o brasileiro.

  • CharlesAle

    Graças a Deus,depois de pastar em ônibus e trânsito feito um condenado,trabalho perto de onde moro,aqui na Paulicéia,e vou a pé para a MBB,apesar que aqui no ABC não está tão caótico a situação das vagas para estacionamento,o maior problema é que,ao deixar o carro um pouco longe,na rua,quando volta seu carro já foi pro espaço!!!!!!!!!!!

  • rodrigomalc

    Medidas simples que melhorariam:

    – Incentivo a city cars (90% dos carros que vejo no trajeto de casa x trabalho são com somente 1 ocupante, ou no máximo 2… muitas das vezes, sedans grandes ou picapes gigantes devorados de combustivel e ocupando o espaço de 4 Fiats 500)
    – Investimento em estacionamentos subterraneos (Prédios construidos hoje serem feitos com 2 ou 3 andares para baixo do solo focados para vagas, alem de 1 acima do solo)
    – Parar com essa hipocrisia de ciclofaixa, praças, etc, no meio de centros estritamentes comercias/de negócios, e construir coisas práticas, seja viaduto de acesso, mais faixas para carros, estacionamentos… E digo hipocrisia pq de que adianta construir ciclofaixa se a maioria das pessoas trabalha a mais de 10km de distancia de casa, e com o calor do Saara que faz no Brasil, o camarada por acaso vai suar igual a um porco e chegar no trabalho cheio de pizza debaixo do braço?? As pessoas só vão trabalhar de bike em comercial de Margarina mesmo…. E praças, pra que? Pra serem abrigos de mendigos? Lugar de reunião de crackudos? Ta explicada a hipocrisia não?!

  • Fabio D.

    Rio de Janeiro é ridículo… moro aqui e pago uma grana que acho demais para usar uma simples vaga. Isso porque o meu é dos mais baratos! 130 mangos pra usar nos dias úteis por no máximo 12 horas no estacionamento ao lado da empresa em que trabalho, na Barra da Tijuca. Se preciso ir para uma reunião no Centro, o que não é raro, ou vou de taxi, pagando 140 reais ida e volta, ou pago 30 no estacionamento rotativo, fora a gasolina, a 2,90 o litro. Ou seja, se você precisa de um transporte um pouco melhor porque não se sente seguro de andar com equipamentos num ônibus ou metrô (não estou nem um pouco disposto a perder smartphones, tablet ou notebook em assalto, principalmente por conta das informações armazenadas), você deverá ser estuprado para andar de carro.

    Meu sonho definitivamente é ter um estacionamento… dá MUITO lucro e o gasto é pequeno.

  • RafaTrolles

    Ter carro é caro e estacinar é desesperador, ônibus e trens são ineficientes e desconfortáveis e andar de moto ou scooter é quase suicídio. Resolví que vou morar aquí no trabalho!

  • mauricar20

    Sabe qual é o problema? Todo mundo trabalha no mesmo lugar! Não existe uma descentralização das empresas. Todos mundo vem trabalhar no Centro, na Paulista ou região. Em São Paulo, muitas vezes o sujeito mora na Zona Leste e precisa vir até o Centro trabalhar, sendo que a empresa poderia ser na própria Zona Leste. Mas isso não foi planejado, e as pessoas moram longe dos seus trabalhos.

  • Alvarenga1

    Duas coisas:
    1 – Deficiencia do transporte coletivo não é so do transporte mas tambem da segurança publica. Experimente voce sair de sua casa para trabalhar e andar 4 ou 5 quadras pra pegar onibus, bem vestido e carregando sua maleta com celular, note, relogio, etc…..
    2 – Os nosso brilhantes "dirigentes" e "autoridades" adoram eliminar vagas de estacionamento sob as mais esfarrapadas desculpas, ou até mesmo sem elas. Sempre existe um bom pretexto para eliminar vagas aqui, reduzir algumas ali, etc….Acho que eles devem ser donos de redes de estacionamento……

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend