Crossovers Europa Lamborghini Mercado

Com Urus, Lamborghini terá que rever conceitos e buscar clientes improváveis

Lamborghini-Urus-concept-2012 Com Urus, Lamborghini terá que rever conceitos e buscar clientes improváveis

A Lamborghini sempre focou em um público de altíssimo poder aquisitivo e com preferência por máquinas de alta performance, dedicadas a satisfazer o prazer de poucos afortunados. Mas, a marca italiana – que faz parte do grupo Volkswagen – terá de mudar sua filosofia e rever conceitos para buscar clientes improváveis.



Tudo começa pelo Urus, um crossover de alta performance que colocará a Lamborghini em um novo nicho de mercado, que mais adiante terá a presença de outras marcas de superesportivos, entre elas a icônica Ferrari. Esta, por sua vez, bateu o pé até o último instante para não seguir a arquirrival (se buscarmos a origem da primeira).

A mudança atende exatamente a tendência mundial por crossovers e SUVs, que toma conta de qualquer segmento, até mesmo dos ultraluxuosos Bentley e, em breve, Rolls-Royce. Com o Urus, a Lamborghini agora terá de lidar até com famílias, bem como consumidores que farão uso diário do produto, assim como perfis de pessoas que buscam resistência e robustez, mas que agora poderão faze-lo com mais estilo e, especialmente, performance.

lamborghini-urus-concept-4 Com Urus, Lamborghini terá que rever conceitos e buscar clientes improváveis

Esses novos perfis serão importantes para que as vendas da Lamborghini dobrem a partir de 2018, quando o Urus for definitivamente lançado. Para dar conta da nova demanda, que pode gerar filas de alguns meses, a empresa duplicou a capacidade instalada em Sant’Agata Bolognese. Além disso, a rede da marca passará por alterações no show room e no treinamento de seus vendedores, pois terão de lidar com um público bem diferente daquele com os quais estão acostumados, especialmente o público feminino.

Haverá também investimentos em marketing diferenciado, bem como no pós-venda e na logística de peças, já que o veículo será maior e mais pesado, demandando serviços diferenciados em relação aos superesportivos. Alessandro Farmeschi, presidente da Lamborghini America, diz: “Nossos vendedores têm que falar com esses clientes em diferentes parâmetros, porque não se trata apenas de desempenho e efeito de adrenalina”.

Ainda em referência ao atendimento, Farmeschi explica: “A experiência não é apenas para um ou dois perfis, então nossos vendedores precisam mudar um pouco, porque a necessidade é diferente. Explicar as características do carro é diferente”. Outro ponto importante para a Lamborghini será o pós-venda.

lamborghini-urus-concept-6 Com Urus, Lamborghini terá que rever conceitos e buscar clientes improváveis

A principal mudança será na velocidade do serviço. Como superesportivos como Huracán e Aventador não são usados diariamente, os serviços de manutenção dos mesmos podem levar dias, sem reclamação por parte dos donos. No Urus, o serviço terá de ser mais ágil, provavelmente feito em poucas horas ou no máximo dois dias.

O lado bom nisso é que a expectativa da marca será de maioria das vendas para consumidores que já são clientes da Lamborghini, já ambientados com a padrão de atendimento. Nos novos clientes, muitos serão fãs da marca e que buscam um carro mais prático que os superesportivos tradicionais.

[Fonte: Auto News]

  • Ricardo

    Quero direitos para a MINORIA que não curte SUVs! Somos discriminados pela sociedade!

    • ObservadorCWB

      kkkkkkkk boa. Dá pena dos segmentos perua e minivan. Embora haja veículos belíssimos.

    • Celsinho Veículos

      ora… vcs tem os maiores icones mundiais! hahahah reclama não! :) #zoeira

      • Ricardo

        Inatingíveis por um mortal comum! :)

    • Eu quero SUV e também estou a margem da sociedade, pois não tenho dinheiro para comprar esse lamborghini Urus kkkk.

    • Victor Porto

      Exijamos cotas então.. uaahuahahuauh

      • Ricardo

        E descontos especiais! Hehe

      • Ricardo

        Uma bolsa!

      • Fedido

        Programa Meu Coupé, Minha Vida

    • Fedido

      Alguém tem o telefone da Val Marchiori? Vamos fazer a Marcha das Peruas!

  • Carlos

    Na primeira imagem é um carro ou é um Hot Wheels?

    • Fedido

      É um Photoshop ahaha

  • REDDINGTON

    A Land Rover lançou o Evoque (“bonitinho e minúsculo pra marca”) como conceito em 2008 os “puristas” latiram…o maior sucesso da marca. A Porsche lançou o Cayenne em 2002(?!) também teve ranger de dentes, outro sucesso incontestável. Os 2 foram os mais vendidos pelas marcas. Nenhum outros modelos dessas marcas venderam tanto em tão pouco tempo de mercado…é um caminho sem volta.

    • REDDINGTON

      Nenhum OUTRO MODELO*

  • Novaess GTO

    Ou seja, provavelmente a qualidade vai cair!

  • Fabão Rocky

    Odeio o segmento de SUVS. Prefiro milhões de vezes a esportividade e as linhas dos belíssimos cupês, conversíveis, notcbacks e fastbacks. Sem esquecer tbm dos Pony cars.

    • Car’s Fan

      Acho que tem mercado pra todo mundo!!!

      Imagina você com seu belíssimo cupé (que eu também amo de paixão, sobretudo o S65-AMG Coupé da Mercedes-Benz) indo à praia e naquele dia, resolve ir numa praia de difícil acesso…

      Você não vai!!! Daí, com um SUV da sua marca preferida você acessa com facilidade, passa por valas, áreas pedregosas, atoleiros (se for SUV de verdade – se for de mentira, passa pelo menos em áreas onde eu JAMAIS, NUNCA e NEM FODENDO colocaria meu belíssimo cupê).

      Quem tem um esportivo, um cupê, tem grana pra um SUV, nem que seja meia-boca pra essas incursões e para as missões do dia a dia… Só penso assim..

      E desculpa, na minha humilde opinião, não consigo odiar Range Rover Vogue, Velar, Sport, Mercedes-Benz Classe G, Classe GLS, BMW X5M, Audi SQ7…

      São automóveis ESPETACULARES!!!

      • REDDINGTON

        Touché!

      • Fabão Rocky

        Sinceramente n ando praticando trilha nem frequentando praias de difícil acesso onde eu moro. 90% do meu uso é urbano. 10% estrada e acredito q a maioria das pessoas q compram suv só usam na cidade tbm. Se eu quisesse ir uma praia de difícil acesso, c/ ctz teria um Buggy só p/ andar na praia. Esses SUVs q vc citou realmente são premium. Mas já vi mto playboy meter seu SUVzão idestrutível na areia da praia e atolar.

        • Car’s Fan

          Você tem a sua aplicabilidade do dia a dia, então não precisa de SUV, mas a situação que eu coloquei é baseada no seu gosto pessoal porque preferiria ter um cupê esportivo, e quem o tem, certamente tem dinheiro para ter um SUV, mesmo que seja um de entrada ou intermediário para incursões onde não colocaria seu “brinquedinho preferido” pra ser judiado pelas condições horríveis que possa encontrar.

          Sobre o caso de frequentar praias de difícil acesso, em Ubatuba/SP por exemplo tem a Caçandoca que é uma praia muito limpa, linda, com pouca visitação, porém de acesso horrível, mas uma Fiat Toro dá conta do recado, melhor que meu Golf 1.4 TSI ou meu City EX (esse é carro da empresa, que uso pra trabalhar).

          Buggy é legal??? Claro que é, mas tenha filhos e você perceberá que numa incursão em situações como a descrita acima ele não é usual – filhos demandam carros práticos e assim temos que nos adaptar!!!

          Além disso, no meu caso por exemplo, minha mulher prefere uma Fiat Toro (que estamos “namorando”) ao próprio Golf – já provamos e em termos de dirigibilidade a Toro toma literalmente um couro do Golf, mas um carro diesel, alto, aplicado numa cidade que, apesar de interior de SP tem algumas ruas precárias, lombadas e alguns “buraquinhos” é, por incrível que pareça melhor!!!

          Conheço 18 países, boa parte deles na Europa e EUA e infelizmente não temos condições em todos os lugares para andar somente com carros baixos… Além disso, como a mulheres hoje tem representatividade na escolha do carro da família e elas preferem os “altinhos”, a moda pegou…

          Mas como disse: tem mercado pra todos e eu gosto é de carro, não importa se seja Hatch, Cupê, Sedã, Perua, Van, caminhonete ou SUV!!! Gosto de tudo o que se mexe com duas e quatro rodas (às vezes com mais rodas) e seja bem construído…

          • Fabão Rocky

            Cara, eu tenho filho sim e n vejo nada demais em ter um Buggy p/ rodar na praia. Pelo jeito q vc tá falando, essa estrada deve ser um verdadeiro rali. Possuo um carro de passeio, sedan compacto e qdo viajo pego muitas lombadas pela estrada, fora as ruas esburacadas e valetas das cidades do interior. Das poucas vezes q eu viajo, faço esse trajeto tranquilamente c/ o meu carro.

            • Car’s Fan

              Cara, minha mulher pira quando vamos pra lá! Buracos, pedras, subidas um pouco íngremes…
              O Golf já foi, mas a 5km/h e não raspou nada…
              Mas o cagaço passado me levou a pensar: acho que um utilitário cairia bem nessa família buscapé!!!
              Gostamos muito de incursões outdoor e decidimos que em breve teremos a migração…

          • rrodrigo ROOH

            concordo plenamente ,tem mercado para todos os públicos e atividades, eu mesmo possuo um carro apenas que utilizo para trabalhar, mas eu quero um outro carro com motor mais potente turbo para finais de semana. caso eu viaja-se muito iria querer um carro maior e mais confortável,

  • El Gato Negro

    “Perdoai Pai… eles não sabem o que fazem”.

  • Vattt

    Creio que a Lambo terá de dar uma atualizada no visual desse Urus, em todo o camelô tem a miniatura como rádio e mp3 pra vender!!! kkkkk “oschinapira”.

    • leitor

      Foi inspirado nesses carros.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend