Como pode chegar o novo SUV subcompacto da Volkswagen em 2023

Como pode chegar o novo SUV subcompacto da Volkswagen em 2023

Essa semana a Volkswagen anunciou um novo plano de investimento que inclui o Polo Track, versão atualizada, aventureira e, talvez, simplificada do modelo atual. O pacote da marca também adiciona a hibridização com o etanol.


Fora isso, o anúncio de uma nova família de carros compactos de entrada da marca. Nela, o que se espera principalmente é a sucessão do Gol, o longevo hatch popular na estrada desde 1980.

Tendo sucedido o Fusca como principal player da VW, o Gol dará lugar a um produto que deverá ser o novo ícone da marca por aqui, o terceiro em sua história no Brasil.

Com nomes como T-Sport ou T-Go, já registrados no Brasil pela VW, o produto pode ter ainda outra denominação, mas dada sua proposta indicada de “SUV” (crossover segundo o Sindmetau), ele pode começar pela letra “T”.

A ser feito em Taubaté, o pequeno “T” da VW usará uma plataforma simplificada, a MQB-A00 de desenvolvimento da Skoda.

Para caber num produto de 3,999 m de comprimento máximo, indicado para a Índia, essa base deverá ter entre-eixos menor.

Como pode chegar o novo SUV subcompacto da Volkswagen em 2023

Nisso, podemos esperar algo entre 2,46 m e 2,53 m. A primeira medida é de gosto da VW, tendo-a aplicado a diversos modelos compactos nos últimos 30 anos. Só aqui foram Polo, Fox e Gol, independente de geração.

A medida maior lhe reservaria mais espaço interno. O “T” também poderá ser mais estreito que o Polo, com algo entre 1,72 m e 1,73 m. Na altura, podemos esperar de 1,52 m até 1,56 m.

Já no comprimento, com o indiano limitado, o equivalente brasileiro terá para-choques mais longos. Então, ele pode chegar até 4,099 m para se equiparar o Pulse e ainda manter o porte abaixo do T-Cross que, na atualização, pode alcançar 4,21 m.

Ainda que mais simples em sua arquitetura, o “T” será mais leve que o T-Cross e talvez até em relação ao Polo. Com bagageiro entre 350 e 400 litros, possivelmente usando o mesmo recurso de ajuste de banco, o SUV subcompacto poderá dispor de motorização mais fraca.

Como pode chegar o novo SUV subcompacto da Volkswagen em 2023

O uso do EA211 1.0 TSI de até 105 cavalos e 16,8 kgfm, do up! TSI, será essencial para o produto atender ao Proconve L7 com transmissão manual ou automática de seis marchas. Naturalmente, para brigar com Pulse, ele acabaria se rendendo ao 1.0 TSI mais potente em versão 200 TSI automático.

Visualmente, a opção de faróis full LED viria de fábrica inicialmente como o Nivus, trazendo ainda lanternas parcialmente em LED e rodas até 16 polegadas. Dentro, um cluster digital de 7 polegadas de fábrica seria uma boa aposta, assim como a VW Play com 10 polegadas.

As opções de multimídia poderia ir de 6,5 a 8 polegadas nas versões mais baratas. Ar-condicionado manual ou automático, pacote de conectividade da VW, direção elétrica, trio elétrico de série, ambiente escurecido e opção de até seis airbags (por causa do Latin NCAP) não podem ser descartados.

Como pode chegar o novo SUV subcompacto da Volkswagen em 2023

Nem é preciso dizer que controles de tração e estabilidade, assim como assistente de rampa e bloqueio do diferencial estariam integrados de fábrica. Um pacote extra de ADAS parcial será bem-vindo.

Quanto a usar o 1.0 MPI, o L7 pode atrapalhar a equação, mas quem compraria um “SUV popular” 1.0 como os indianos fazem? Então, somente as opções 170 TSI e 200 TSI parecem óbvias nesse caso.

Com uma fábrica grande, o “T” da VW poderá brigar pela liderança em vendas sem problemas. Adiante, ele pode até receber um pacote híbrido flex, se o mesmo for MHEV.

Um híbrido pleno seria demasiado caro para sua proposta, exceto se a VW alcançar o custo ideal usando o 1.0 TSI de ciclo Atkinson ou mesmo o 1.6 MSI 16V. Então, esperamos até lá para ver se tudo o que imaginamos acontecerá.

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.