Crossovers Mercado SUVs

Comparativo de consumo entre os utilitários esportivos compactos

suv-compactos-NA-700x302 Comparativo de consumo entre os utilitários esportivos compactos

O Inmetro revelou o consumo dos modelos Honda HR-V, Jeep Renegade, Peugeot 2008, Renault Duster (novo) e Ford EcoSport, que são os principais players do segmento de utilitário esportivos compactos no Brasil.



No entanto, a relação do Programa de Etiquetagem Veicular não revelou os dados das versões diesel e 1.8 Flex automático do Jeep Renegade. Nesse caso, nem a empresa revelou informação sobre o segundo propulsor (1.8 Flex automático), mas o 2.0 diesel faz 12,3 km/litro na cidade e 15,9 km/litro na estrada, segundo dados informados pelo próprio fabricante, conforme você pode ver em nossa matéria de impressões.

Da lista abaixo, modificada pelo leitor Wesley Serpa apenas para conter os modelos, pode-se notar que a maioria das opções recebeu classificação “A” na categoria, sendo que apenas o Peugeot 2008 1.6 automático, Jeep Renegade 1.8 manual, Ford EcoSport 2.0 manual 4×2 e Renault Duster 2.0 automático receberam nota “B”.

Apesar disso, na classificação geral de eficiência energética, todos receberam nota “C”, mas com exceção dos Ford EcoSport 2.0 manual 4×4 e Renault Duster 2.0 automático, que tiraram “D”. No caso do Jeep Renegade 2.0 diesel, apesar de ainda não ter sido avaliado, podemos esperar uma nota “A” na geral.

Agora, o consumidor que considera a eficiência energética como um fator determinante para ter um SUV compacto pode comparar o desempenho de cada modelo listado abaixo. Com base nas informações, qual deles seria o ideal para estar em sua garagem?

tabela-consumo-suv-compacto-700x379 Comparativo de consumo entre os utilitários esportivos compactos

[Fonte: Inmetro]

Agradecimentos ao Wesley pela colaboração.

  • anselmo

    Sempre muito bom saber o consumo destes, porém não entendo o motivo da Fiat em esconder o consumo do seu Renegade diesel. Alguém pode especular ?

    • Releia denovU o textu.

      “Nesse caso, nem a empresa revelou informação sobre o segundo propulsor (1.8 flex),
      mas o 2.0 diesel faz 12,3 km/litro na cidade e 15,9 km/litro na estrada,
      conforme você pode ver em nossa matéria de impressões.”

      O texto acima dá margem pra errro de interpretaçoes, pois parece que o consumo foi aferido pelo NA no computador de bordo. Mas esses numeros divulgados são da fabricante. A Jeep escondeu é o consumo do Renegade 1.8 automatico. Motivo?? Háaa, mesmo motivo de ter escondido os preços dos opcionais. Não estragar a imagem do lançamento com péssimas notas.

      • Guest

        Não escondeu não, os dados do 1.8 são esses:
        Cidade: 6,7 km/l / 9,6 km/l
        Estrada: 7,4 km/l / 10,7 km/l

        Isso ta na ficha técnica do carro. Procura no Google pelo documento Fichas_Técnicas_Renegade.pdf, ta na página 4.

        • Esse é valor com Manual. O NA já havia publicado esse numeros. Estou falando é com cambio Automatico. E de preferencia do inmetro para comparação direta nas mesmas condições de uso. Mas no PDF só o manual mesmo.

        • Acredito que os valores divulgados na tabela acima são das medições do Inmetro, enquanto essas que você postou são as divulgadas pelo fabricante.

      • 4lex5andro

        pelo texto nao dá pra saber se o inmetro avalia os carros ou usa dados de fabrica, e ao menos isso poderia ter sido divulgado pela fiat no renegade diesel ..

        • Lu Riscas

          O inmetro faz o seu teste em dinamômetro com carga padronizado.

          Todo o teste segue um procedimento muito detalhado..

          A Inmetro NÃO USA os dados do fabricante, até porque cada fabricante possui uma metodologia própria.

      • anselmo

        Me referi ao fato de a empresa não fornecer a versão diesel ao inmetro.

        • Lu Riscas

          Eles não fornecem…os números são dos testes do Inmetro e não das montadoras!!!

    • Lu Riscas

      Anselmo a questão não é a FIAT e sim o Inmetro testar o veículo.

      Como é lançamento as x não existia uma versão AT6 ou Diesel disponível para o teste, ou não tinha agenda disponível..

  • anselmo

    ta na hora da Renault mudar esses motores ultrapassados da Duster e parar de ficar sempre como produto com foco mais baixo. 1.6 16v (march) e 2.0 16v (fluence/sentra) da Nissan são bem mais adequados que os antiquíssimos k4m e f4r atuais.

  • 1945_DE

    Na comparação absoluta geral é tudo a mesma coisa. Mas se alguem quizer economizar vai ter que ir de HR-V. Só que com a gosolina nova essas medias devem priorar mais ainda.

    • Louis

      Normalmente, na prática os consumos são melhores do que os aferidos pelo Inmetro. Acredito que é possível conseguir consumos melhores.

      • Supernescau

        Na prática são melhores mesmo. Até meu Pallas está ganhando de longe desta tabela do Inmetro. Ela serve como base comparativa entre os modelos já que teoricamente usa um teste padrão.

      • Lu Riscas

        É possível numeros melhores, mas isto depende de vários fatores..

        O que Inmetro busca é eliminar as diferenças possíveis de trajeto, motorista, combustível, etc

    • Robinho

      Se não comparação geral é tudo a mesma coisa, porque tem que ir de HRV???

  • Dunha

    2008 cambio a 8 ?

    • MMM

      É o nome do cambio. Que ironicamente possui 4 marchas.

      • Myph13 .

        Mas nas tabelas anteriores, em outros modelos que usam o cambio AL8, está marcado certo como A-4 e não 8…

      • GPE

        Pode até ser o nome mas o teste do INMETRO coloca ali o número de marchas e não o nome do câmbio

        • MMM

          Sim, por isso acho que foi um erro de digitação deles

    • Myph13 .

      Então né…. Sera que não vem o AT6? Porque errar de 6 pra 8 é meio difícil tanto no teclado numero quando no que fica acima das letras… Pode ser um “flagra” que ninguém notou…
      Só achei estranho as versões… Griffe THP é Manual de 6 marchas, dai tem Allure e Griffe 1.6 16V que suponho que seja o aspirado, e depois tem Allure e Griffe versão A com os câmbios automáticos de 8 marchas…

      • Eduardo

        É um rolo essa tabela, não consigo confiar direito. Mas, pelo que deu pra entender, terá o 1.6 16v do 208 com câmbio manual, e automático de 4 marchas (chamado AL8, que pela tabela dá a entender que tem 8 marchas, vejo como erro mesmo) e também a versão topo, com motor THP e o câmbio automático de 6 marchas.

        • Myph13 .

          Mas olhei nas tabelas anteriores, e o 208 com o cambio AL8 de 4 marchas estava certo marcado como A-4, de 4 marchas.
          Não acompanho a muito tempo a tabela da Inmetro, mas não vejo muitos erros na tabela quanto a versões a cambio; Tanto que acabei de olhar na tabela 2015, o 208 não terá mais opção de cambio AT, mas ganhou 3 novas versões Like, Style e Quicksilver com motor 1.5.
          Vamos ter que esperar pra ver, mas acho que realmente pode acabar sendo um Flagra legal ai do que podemos esperar do 2008. Uma evolução do THP com cambio de 8 marchas que pode vir pra melhorar a imagem da Peugeot ai com alguns modelos… quem sabe… só espero que os preços não venha nas alturas…(Além do normal, claro, porque nas alturas os preços já estão faz tempo…)

        • what_the_hell??

          Tb achei que foi erro, era pra constar A-4
          Primeiro pq no nome do índica tem escrito “transmissão/velocidades”;
          segundo pq se fosse assim, o nome do câmbio manual de todas marcas seria M-5 ou M-6?

          • Lu Riscas

            A inmetro não considera o nome do câmbio e sim números de marchas e tipo.

            M- Manual + Nº de marchas
            MTA – Automatizada… na verdade ela é uma caixa manual mas automatico

            E por ai vai…DCT – dual clutch transmission.

    • Cleiton

      Também achei estanho…

      Esperar pra ver

    • Vanderley Almeida

      Tb me fiz essa msm pergunta. Achei que tivesse 8 marchas. kkkk

    • Luiz Fabri

      Ele vem com o AL4 atualizado, que é o AT8, o que leva a erros no nome…

    • GPE

      Muitooooo estranho.

    • Marcio

      foi o que entendi… 8 marchas?

  • Mauro Schramm

    Cadê Renagade flex AT?

  • Mauro Schramm

    Renegade é bem mais pesado do que o HRV, então o consumo maior é natural. E a tendência é que na versão AT seja ainda mais gastão.

  • Rafael

    Show de bola viu? Parabéns ao autor pela iniciativa! Estava pensando isso esses dias. Peugeot THP parece que será meu sonho de consumo. Relação custo/desempenho dará de 10 a 0 em qualquer outro da categoria!

    • what_the_hell??

      Calma, calma… vamos esperar os preços da Peugeot!!!
      Sinceramente, não estou muito animado não…

      • Rafael

        A eh.. tem isso tb! Esqueci que estamos no Brasil! Kkkk

        Mas acredito que o THP vira por volta de 80 mil (afinal é mecânico). E então que em um ano vai estar no mercado de semi novos por 65 mil, e é aí que me interesso.

        • Gustavo73

          O mecânico tem que chegar por menos uns 75 mil. O 308 THP at custa 81 super completo.

          • Rafael

            Eu gostaria que fosse, mas não acredito. O Hrv veio a preço de Civic, e olha que sedan tem muito mais “status” no Brasil que um hatch. Acho que virá com preço sim superior ao 308. Munha expectativa é custar 80900 o THP manual. Quando lançarem o THP automático, eles baixam pra 79900 o manual e entram com o AT por 84900.

            É um chute totalmente no escuro. Mas se vier abaixo disso ficarei “satisfeito”.

            • Gustavo73

              Tem muita lógica o seu comentário. Mas o próprio 408 THP custava 81 mil antes de agregar o xenôn. Fora que sendo manual o 2008 THP não teria o mesmo apelo, apesar de bem mais equipado em teoria que o HR-V. Mesmo sendo a versão EX. E depois a versão at pelo preço da ELX também não terá. A Honda atrai mais. A Pug precisa de destaque, quem sabe ela surpreende positivamente.

              • Rafael

                Isso é verdade mesmo. A Peugeot precisa realmente de algum destaque em relação a Honda e acho que o 1.6 aspirado vira pra isso, inclusive adotando o câmbio de 4 marchas AT (?. não tenho certeza) justamente para baretear. Então acredito que os 2008 1.6 virão em nível de equipamentos equivalente ao Hrv custando uns 5000 a menos. O THP seria uma versão (pelo menos a principio) de imagem. Será divulgado nos comerciais: “Peugeot 2008 turbo com 173 cavalos, o mais potente da categoria. Versões a partir de 59900 reais.”

                E aí já viu né. Os leigos, que são maioria, vão correr para conhecer e vão acabar levando a verdao 1.6 mesmo porque o carro realmente deve ser bom. O THP pode ter unidades vendidas em especial para o público dos hatchs médios, que procura algo diferente . As vezes casaram, começam a possuir filhos ou mesmo porque desejam uma categoria diferente mas que ainda não querem os sedans. eu me encaixo aí. Hehehe. Quero um carro tao bom, ou pelo menos próximo ao meu Bravo Tjet mas que tenha altura a mais para conseguir ir no sítio da família da namorada. Acho que o 2008 serveria bem.

                Tudo isso pode ser bobagem, mas me faz algum sentido. Espero ansioso pelo 2008 THP, uma vez que o Renegade, que eu jurava que viria por 90 mil, na versão diesel, deu errado.. E sair de um motor turbo e ir para o 1.8 mais fraco, menos potente, com maior consumo fica difícil.

          • Mas o 308 tá em fim de carreira, não vende quase nada. Isso explica esse preço.

            Como esse 2008 vem com ar de novidade, deve vir com preço igual ou mais caro! Ainda mais com esse valor alto do dólar

            • Gustavo73

              Nenhum carro da Pug vende bem. Só para se ter uma idéia, o Corolla sozinho vende mais que a Pug inteira aqui no Brasil. Se ela subir no salto não vai vender nada de novo. O custo para produzir um compacto não é maior do que para produzir um médio. Principalmente porque eles dividem o mesmo powertrain. Se a Pug pedir valores acima do HR-V não vai vender nada, mesmo que tenha um produto mais completo. Essa é a realidade aqui.

              • É, estava lendo os comentários em outro post aqui do blog sobre o aumento do preço do 3008.

                Penso exatamente igual a você, mas tenho quase certeza que a Peugeot não vai fazer isso. Uma pena, porque vejo potencial nos seus carros, o problema é o resultado das decisões que a gerência toma.

                Na realidade, o HRV é um produto melhor, mesmo que para alguns não seja um carro melhor. Oferece a confiabilidade da marca, pós-venda, tudo isso incluso no seu valor. Enquanto as outras marcas não se darem conta disso, e oferecerem mais custo benefício, não vai dar outra e o HRV vai aos poucos dominando o mercado dos novos SUVs compactos.

                • Edson Fernandes

                  Então me desculpa, temos que separar uma coisa da outra. O “Produto” é o carro. O “negocio” é o que vc tem com a marca.

                  Quando vc compra o “Produto” vc pode agregar “a marca” ao seu diferencial citado por ti.

                  Assim como vc compra um “produto” que hoje pode ser superior, ele se perde por falhas da “marca” sobre ele.

  • Vanderley Almeida

    Achei que a GM Tracker também fosse dessa categoria.

    • DINEIROO

      PARECE q a GM não disponibiliza os carros ao Inmetro.

      • Vanderley Almeida

        Não sabia desse detalhe. Valeu pela dica.

        • Myph13 .

          Disseram que a partir de 2016 será obrigatório todos os veículos passarem pela medição de consumo do Inmetro pois teremos incentivos fiscais pra carros mais econômicos… Lembro de ver essa noticia no começo de 2014, e nunca mais comentaram sobre, vamos ver…

    • Mas é, porem a Chevrolet BOICOTA a inmetro. Da mesma forma que boicota a BestCars por falar mal dos carros delas nos testes. Mas o povao nao liga, Onix mesmo sendo reprovado no latinNcap, boicotando a inmetro, calando midia quando fala mal, ainda assim vende bem com a telinha no painel.

      • Vanderley Almeida

        Vdd, esse mês esta liderando. Povo mais sem noção pagar esse absurdo que pedem por ele

      • Tito Reis

        Comigo que só uso etanol, a Tracker faz 5,5/8,8 km/litro.
        Para mim o Inmetro, é um instituto made in brazil, então nem deveria existir.
        E para constar a Tracker tem 5 estrelas no Euro NCAP

  • Guest

    Comenta-se que o Renegade 1.8 flex automático vai beber mais que Landau, um verdadeiro petroleiro. Por isso a Fiat tá escondendo os dados no lançamento.

    • Mauro Schramm

      Devem ter feito alguma manobra para atrasar o teste, pois quem os faz e divulga os dados é o INMETRO e não o fabricante.

    • ricardo

      diz os numeros da mega sena por favor…

    • what_the_hell??

      Já tive um bravo manual, com quase o mesmo motor (fizeram poucas mudanças), que nunca consegui fazer nem 7km/l na cidade com gasolina!
      O renegade por ser bem mais pesado e menos aerodinâmico, pode esperar algo abaixo de 6km/l na vida real!!

      • dallebu

        Qual cidade e com qual trânsito? Porque se for no transito de SP os carros fazem 6 km/l e olhe lá…

        • Debraido

          Exatamente, com meu carro chego a fazer 16 na estrada e no máximo 6,5 no transito do ABC. No anda e para e o relevo também não ajuda.

      • TukhMd

        Daqui a pouco surge um certo comentarista e afirma que você nunca teve Bravo algum e que o importante é a opinião do jornalista que testou o carro por algumas horas. rsrsrs

        • CharlesAle

          Seria o Lipe rsrsrsrs

    • what_the_hell??

      Aliás, eu nunca entendo a pequena diferença dos testes do Inmetro entre o consumo urbano e rodoviário. Acho que eles calculam o urbano sem nenhum trânsito, parando apenas nos semáforos… Pq o bravo que fazia 6.7km/l na cidade passava pra 10,5/11km/l na estrada!

      • GPE

        O consumo urbano geralmente é otimista ou até pode chegar perto do real. Porém, o consumo de estrada sempre é um pouco pior que o real. Já comparei com 3 carros que andei e sempre deu p menos

        • Franco da Silva

          O urbano fica um dentro do real com uma pequena margem de erro para mais ou para menos. Já o consumo na estrada, tem uma margem de erro do tipo IBOPE, para mais. Tem carro que o INMETRO dá 14 na estrada e eu fazia 18. Meu carro atual daria 15 de acordo com a etiqueta, mas faço 21.

  • Vanderley Almeida

    De acordo com as “impressões” obtidas pelo NA, o consumo do Renegado foi o seguinte: “urbano com etanol e gasolina é de 6,7/9,6 km/litro no 1.8 MT. O 1.8 AT6 não teve os dados de consumo revelados, mas o diesel 2.0 AT9 4×4 faz 12,3 km/litro no ciclo urbano. No rodoviário, o 1.8 MT faz 7,4/10,7 km/litro e 15,9 km/litro no 2.0 diesel”. Embora as condições de testes da fabricante sejam bem controladas.

  • Charlis

    O Renegade ficou melhor do que eu imaginava…. acho que fui muito pessimista!
    De qualquer maneira, não troco meus sedans por nenhuma destas.

  • BlueGopher

    A tabela Inmetro de consumo deve ser vista apenas como uma referência comparativa entre modelos.
    O consumo real vai depender fundamentalmente da maneira de dirigir do motorista e das condições do tráfego que ele costuma pegar (congestionamentos, ladeiras, percursos longos ou curtos, etc).
    O que os “Centros de Formação(?) de Condutores” nunca ensinam é como dirigir de maneira econômica, algo que interessaria muito a todos novos motoristas.
    Um SUV compacto bem dirigido pode acabar sendo mais econômico do que um carro popular mal dirigido.

  • MeyeCafe

    Senhores amigos leitores letrados e entendidos,
    Com o nivel de alcool tão alto na nossa gasolina, chegaremos em algum momento a ter aquelas maravilhas modernas europeias que fazem 16km/l em percurso urbano ou sempre estaremos fadados aos 9 ˜ 10km/l ?

    • fschulz84

      Fusuon Hybrid, Prius e o Lexus CT200h possuem consumo urbano próximos a este :p

      Mas, brincadeiras a parte, creio que vai demorar… Enquanto a Petrobrás for mero cabide de emprego e não uma empresa de verdade, não acredito que nossos carros, mesmo com motores turbo com injeção direta, consigam atingir este patamar…

  • DGA

    HR-V ou 2008! O resto somente com bons descontos, exceto o Ford na qual não compraria.

    • Guest

      Também não compraria um ECAsport nunca, carro de acabamento porco e montagem sofrivel, que conseguiu ser reprovado no longa duração da Quatro Rodas. Uma verdadeira bomba desalinhada.

  • Léo Hung

    Cara, consumos horríveis, sinceramente… 6, 7 ou 8km no etanol no ciclo urbano é sofrível, não importa o veículo (a não ser um carro com 200+ cavalos, aí tudo bem).

    Sinceramente, acho que o padrão deveria ser no mínimo 8kml no etanol. E 10kml na gasolina. Isso o mínimo aceitável na cidade.

    E sei que as médias variam muito e bla bla bla, mas esta é a base para comparação.

  • ccc

    até agora o suv mais econimico foi o peugeot turbo,isso prova que motores aspirados estão ultrapassados

  • Daniel Gmrs

    Sinceramente essa tabela ta muito suspeita.
    Duvido que ecosport 1.6 faça faz tudo isso(11km/l) na estrada e que HR-V faça apenas 12km/l na estrada tambem

    • Hiboria

      Sabe que fiquei com a pulga atr´s da orelha também, quanto faz o Civic 1.8? Não deve ter muita diferença de peso e o CVT é mais econômico (teoricamente).

      • Daniel Gmrs

        Tem video brasileiro no youtube já com cara fazendo 17km/l na estrada!

        • Hiboria

          Pois é, fui verificar e o Civic 1.8 At faz 14,4km/l e pesa diferença de 1 kg a menos somente. Não tem lógica esse consumo, a honda deve ter errado feio na configuração do trem-de-força.

        • Pedro Rocha

          Na estrada a 90Km/h eu consegui 17,1km/l com um Corolla GLI 1.8 AT4. Um Civic AT5 com esse nível de consumo é até uma obrigação em situação semelhante.

    • Rodrigo

      Acho que a aerodinâmica tem mais peso no fator consumo em estrada do que puramente motor / peso / potência.
      Comparar Civic e HRV nesse quesito, do meu ponto de vista, é equivocado.

  • Boris

    Os testes do inmetro ainda estão sendo com E22?

    • Gustavo73

      E 25. É uma boa pergunta…

      • Boris

        Quando a “gasolina padrao” era E25, os testes estavam com E22. Eu duvido que eles atualizaram pra E25 ou E27

        • Gustavo73

          Sério?! Mas como eles faziam? A gasolina vem da onde? Se for isso, só vale como comparativo entre os modelos. Mas fica muito fora da realidade do dia a dia.

          • Boris

            Esta é minha preocupaçao………… Eu lembro que o teste do Fox 3 cilindros foi feito com E22 quando já se vendia E25.
            Como eles conseguem eu nao sei, mas conseguem.

            • zekinha71

              Simples como o Inmetro é um orgão do governo, eles simplesmente pegam a gasolina direto da refinaria antes de misturar com o etanol.
              Tanto pra esse teste, como pra testar a qualidade do combustível produzido.
              Trabalho pra mais de 100 empresas de confecções, e a fiscalização do Inmetro, pega amostra dos tecidos e das roupas prontas. As empresas são obrigadas a liberar. Pra testar a composição dos tecidos e comparar com as etiquetas de composição, se alguma coisa não bater é multa. E a multa é por peça errada.
              Cada peça em inconformidade gera algo por volta de R$ 700,00, se tiver mil peças erradas o prejuízo é grande.

  • Alvaro Guatura

    Pra comprar qualquer um desses se baseando em consumo, só se considera como possível compra o motor a diesel.
    Se pensar bem escolhe outra categoria.

  • Astron

    Comprovado o que todos esperavam.

    O HRV é bem melhor comparado com o Renegade flex.

    Renegade só diesel mesmo, e uma pena estar tão caro.

  • duhehe

    Quando a gasolina era barata eu ignorava informações de consumo.

    No preço que esta e que só tende a aumentar, isso ganhou muito mais importância.

  • Mario

    Concluímos que C e D, não são pontuações boas, certo? O ideal seria uma tabela comparativa com outros paises.

  • Murilo Soares de O. Filho

    O Pessoal fica brigando migalhas…ainda vou de Jeep, mas não tenho dinheiro…rs

  • Economy

    Não entrou o Lifan X60 no comparativo.

    • Junoba

      Eles só colocaram os que mais venderão na categoria. Mas acho errado dizer que são os principais ´´players“, sendo que alguns nem foram lançados. A Tracker e o Tiggo também ficaram de fora.

  • Antonio

    Peugeot 2008 com um câmbio automático de 8 marchas? Mas não estavam prevendo que seria o de 4?? E desde quando a Peugeot tem esse câmbio? Tem algo muito estranho aí..

  • dor53

    rodando 1000km/mes com o mais eo menos economico, da uma diferença de 24l etanol/cidade ou seja, aprox 48 reais.
    acho q quem compra um carro nesse valor não esta preocupado com esse valor.

  • dor53

    retificando, preocupado com essa diferença

  • Marcio Andriani

    Resumo da Ópera: o 2008 THP anda como o CIVIC Si e bebe como HRV……..Acho que vou comprar o Honda sou brasileiro e ele é japonês….muito bom….não quebra nunca….carro é investimento, bla,bla,bla,bla,bla,bla……e anda de carro velho……..

  • navegadorNE

    querido site… o inmetro não tem tabela de consumo de produtos diesel… por esse motivo ele não ganhar A… pelamor…
    seria melhor vocês aumentarem as letras e informarem que o renegade MT perdeu pro honda hrv e ecosport, ambos tanto nas versões MT e AT…

  • Franco da Silva

    Resumindo, se não for 4×4, todos fazem uns 10km/l na cidade. Tudo igual!

  • Rafael Jandre

    Chega a dar pena do Duster perto da concorrência. É uma cagada sem tamanho da Renault… Mas ainda dá tempo, cancela o Duster e traz a Captur pra cá, aí a porra fica séria.

  • CanalhaRS

    Resumindo, pegam um carro compacto e colocam um “SUV” em cima, prejudicam a aerodinâmica, desempenho, consumo, estabilidade, cobram mais caro e o consumidor desinformado paga e fica se achando para os vizinhos…

  • Lu Riscas

    Povo….o teste do Inmetro serve para uma coisa…

    COMPARAÇÃO direta

    1- Mesma metodologia
    2-Mesmo “trajeto”
    3-Mesmo combustível
    4-Mesma “pilotagem”

    No dia a dia o consumo variará conforme trajeto
    e modo de dirigir de cada usuário, combustível, etc.

    Como a maioria usará na cidade e usando gasolina
    a comparação ficou interessante.

    HRV M-6 10,0
    2008 M-6 10,7
    Renegade M-5 9,6
    Eco 1.6 M-5 10,2
    Eco 2.0 DCT-6 9,7
    Duster 1.6 M-5 9,6
    Duster 2.0 M-6 9,1

    1º 2008
    2º Eco 1.6 diferencial – 0,5 km/l
    3º CRV M-6 diferencial – 0,7 km/l
    4º Eco 2.0 DCT-6 diferencial – 1.0 km/l
    5º Renegade + Duster 1.6 diferencial -1,1 km/l
    6º Duster 2.0 M-6 diferencial – 1,6 km/l

    A grande dúvida, será possível a melhora do consumo da Renegade com o Aut 6?

    Povo tacando pau na Renegade, consumo Cidade diferencial da HR-V de 0,4 km/l…

    Na estrada o bicho pega, com esta penetração Aero da Renegade,não tem como fazer bom consumo..ai acho q so partindo pra AT6 e Diesel.

    ….12,5 para 10,7….ai é tombo kakakakaak 1,8 km/l a menos é dose!!

    Agora falta o Inmetro testar a 1.8 AT-6 e Diesel

    Interessantemente a HR-V CVT bebeu mais na estrada que a manual..e foi mais econômica na cidade.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend