Antigos Clássicos Comparativos Cupês Esportivos Matérias NA Volkswagen

Comparativo: Fusca 1600 1993 x Fusca 2.0 TSI 2013 – Passado e presente do lendário da Volkswagen

fusca-1600-1993-x-fusca-20-tsi-2013-620x336 Comparativo: Fusca 1600 1993 x Fusca 2.0 TSI 2013 - Passado e presente do lendário da Volkswagen

Devemos confessar: foi irresistível ver uma concessionária Volkswagen totalmente preservada após 11 anos de fechamento e ainda com direito a carros 0 km, incluindo o clássico dos clássicos nacionais. Partindo desse momento de nostalgia, decidimos fazer um comparativo entre as duas gerações bem distantes do lendário Fusca.



Encontrado em quase qualquer lugar do mundo, o besouro fez história em sua primeira geração com mais de 22 milhões produzidos, sendo mais de 3 milhões só em solo brasileiro. Hoje esse inseto irresistível está de volta, na pele de um esportivo, mas guardando muitos detalhes daquele velho conhecido de nossos pais e avós.

fusca-1600-1993-x-fusca-20-tsi-2013-1-620x465 Comparativo: Fusca 1600 1993 x Fusca 2.0 TSI 2013 - Passado e presente do lendário da Volkswagen

Não vamos comentar a origem do Fusca, de pelo conhecimento de todos, mas apenas as diferenças entre os modelos vendidos aqui em 1993 e agora em 2013. Os 20 anos que separam os dois modelos são na realidade mais de 70 anos de concepção. O Fusca 1600 1993 foi resgatado pelo então presidente Itamar Franco, mas a produção durou apenas três anos, fazendo a felicidade de saudosistas, colecionadores e muitos consumidores que desejam provar aquilo que seus pais ou avós tinham conhecido muitos anos antes.

O Fusca 2.0 TSI é mais uma afirmação de imagem da Volkswagen, que apesar de engenharia avançada e do gigantismo financeiro, continua relembrando os clássicos que a tornaram o que é hoje em dia. Ele superou o “new age” Beetle dos anos 90 – a mesma época em que brasileiros e mexicanos ainda podiam comprar o verdadeiro besouro, em estado puro, honesto em sua proposta – tornando-se de fato o sucessor do besouro original.

fusca-1600-1993-x-fusca-20-tsi-2013-2-620x465 Comparativo: Fusca 1600 1993 x Fusca 2.0 TSI 2013 - Passado e presente do lendário da Volkswagen

Nos bons anos 90, o Fusca 1600 “Itamar” chegou para ser acessível ao consumidor de baixo poder aquisitivo, mas logo se percebeu que a concorrência mais moderna seria implacável com o clássico, que acabou sendo descontinuado novamente. Em relação ao Fusca de 1986, o último da série desde 1959, o modelo relançado ganhava apenas catalisador e alternador. Na época do lançamento custava CR$ 700.000 e no fim da sobrevida saía por R$ 8.700. Hoje em dia, um modelo usado dificilmente é encontrado abaixo desse valor.

Feito no México, último país que deu adeus ao Fusca da primeira geração, o Fusca 2.0 TSI ressurgiu como uma proposta definitiva para resgatar o clássico. Deu certo, por lá, versões que remetem aos anos 50, 60 e 70 foram lançadas, detalhes e acessórios inspirados no passado estão disponíveis como opcionais. Aliás, embora Beetle por lá (como sempre foi), o Fusca das versões mais baratas são exatamente os mais nostálgicos. Para nós, ficou um esportivo para poucos e com pegada que não era a proposta original do modelo clássico. Aqui, os R$ 77.890 estão bem distantes do antigo popular da era Itamar. O modelo atual promete muito se as versões “normais” vendidas lá fora chegarem ao Brasil.

fusca-1600-1993-x-fusca-20-tsi-2013-3-620x465 Comparativo: Fusca 1600 1993 x Fusca 2.0 TSI 2013 - Passado e presente do lendário da Volkswagen

O Fusca 1600 1993 tinha motor boxer 1.6 refrigerado a ar com dois carburadores e catalisador. Na traseira, como sempre, ele entregava 58,7 cv e 11,9 kgfm (números com álcool). A caixa de transmissão manual era de quatro marchas. O Fusca 2.0 TSI tem 200 cv e 28,5 kgfm (somente a gasolina), podendo ter transmissão manual ou DSG, ambas com seis marchas. De 0 a 100 km/h, o besouro clássico precisava de pouco mais de 14 segundos, tendo máxima em torno de 142 km/h. Já o esportivo mexicano precisa de 7,5 segundos para fazer o mesmo e tem máxima de 225 km/h (manual).

Feito com carroceria sobre chassi, o Fusca 1600 não exigia a mesma soldagem que os carros modernos e foi feito na época com peças compradas de fornecedores, que haviam adquirido o ferramental quando a fábrica da Anchieta deixou de fazer o modelo em 1986. Suspensões com eixo de torção e facão, amortecedores e uma estrutura rústica, mas robusta, faziam o clássico ir onde muitos desistiam logo no começo. O espaço interno era reduzido e a visibilidade claustrofóbica. Não absorvia como se deve as irregularidades, mas era honesto como transporte básico para muitos. Hoje é diversão para muitos colecionadores e entusiastas, mas ainda se presta à sua proposta original no dia a dia de muita gente.

fusca-1600-1993-x-fusca-20-tsi-2013-4-620x465 Comparativo: Fusca 1600 1993 x Fusca 2.0 TSI 2013 - Passado e presente do lendário da Volkswagen

O Fusca 2.0 TSI tem carroceria moderna, utilizando-se da plataforma do Golf anterior (VI), adotando suspensão traseira multilink (agora em todas as versões no exterior) e um ressonador no escapamento, criado pela Volkswagen para fazer ouvir o motor dianteiro no compartimento traseiro. A impressão é real e já foi conferido pelo NA. Ele tem pegada esportiva e pede para ser acelerado. A visibilidade melhorou muito, mas ainda mantém aquele clima de privacidade interior, algo apreciado pelos amantes do passado… Peca por não oferecer opções mais baratas e ainda mais nostálgicas. Afinal, o Fusca não é aquele estrangeiro que chegou ao Brasil com a fama apenas lá fora.

Extremamente básico, o Fusca 1600 1993 não conheceu ar condicionado, direção hidráulica, trio elétrico ou itens mais importantes, tais como airbag duplo e freios ABS. Era simples e funcional, embora os últimos exemplares tenham sido indevidamente personalizados com detalhes de outros modelos da Volkswagen, que nada tinham a ver com a proposta do carro. A Série Ouro serviu de despedida, mas sem os penduricalhos adicionados, seria bem mais apreciada. Ele tinha rodas de aço aro 15 com pneus diagonais 165, pesava 980 kg e já tinha freio a disco dianteiro…

fusca-1600-1993-x-fusca-20-tsi-2013-5-620x413 Comparativo: Fusca 1600 1993 x Fusca 2.0 TSI 2013 - Passado e presente do lendário da Volkswagen

O Fusca 2.0 TSI vem com tudo e mais alguma coisa em seus mais de 1.340 kg. Quatro airbags, ESP, XDS, multimídia com navegador GPS, sistema de som Fender com subwoofer, teto solar panorâmico, mostradores adicionais sobre o painel, rodas de liga leve aro 18 com pneus 235/45 R18, volante esportivo multifuncional, entrada/partida sem chave, spoiler traseiro, ar condicionado, trio elétrico, pedais de alumínio, discos nas quatro rodas, faróis bi-xenon com LEDs e bancos em couro, são alguns dos itens que podem ser encontrados no esportivo clássico.

fusca-1600-1993-x-fusca-20-tsi-2013-6-620x465 Comparativo: Fusca 1600 1993 x Fusca 2.0 TSI 2013 - Passado e presente do lendário da Volkswagen

Enfim, duas gerações bem diferentes na vida do Volkswagen Fusca. O primeiro é um ícone no Brasil e também no mercado mundial. O outro chegou agora, mas já mostra sua presença marcante em muitos mercados, embora não com a mesma pretensão do primeiro modelo. Daqui para frente, podemos esperar mais releituras do clássico besouro, que havia nascido para ser o carro do povo alemão e se tornou o automóvel de muitos povos pelo mundo.

  • Daniel

    Vou de fusca todo dia pra faculdade, feliz. ^^

    • braZuca

      Sonho meu (o novo é claro)! Depois do meu apartamento, este carro será meu objetivo (ou o Golf VII GTI)!

      • Renato_Duarte

        você deve ter muito dinheiro então!!!
        O meu sonho é um dia ,, todos os trabalhadores honestos no brasil poderem comprar carro, (popular que seja) sem precisar sacrificar o bolso!!
        Só isso

  • ALVIN1982

    Um deixa saudade e outro o desejo… boa matéria.

  • vini_B

    Nem tem comparação…

    • alexhmoraes

      Tem sim!

      • vini_B

        Tem uma surra isso sim…Só mostrou que o novo Fusca não levou esse nome a sério, só herdou o visual e o nome (isso para muitos basta para uma boa colocação).

        • Leandro1978

          Bem se compararmos um Corolla de 1966 com um de 2013… Enfim, em relação ao Fusca novo, apesar de gostar muito dele, acho que deveria ter seguido o mote do original, que era ser um modelo de entrada. Inclusive, a plataforma do up! poderia ser utilizada. O mesmo vale para o 500 e Mini, que também fugiram de suas origens. Embora os atuais sejam muito bonitos.

          • vini_B

            O Corolla continua sendo popular em qualquer parte do mundo (no Brasil nem tanto), ele foi evoluindo de pouco a pouco, já o novo Beetle/Fusca não…

            O Fusca tinha a função principal de ser o carro do povo, o novo é apenas para poucos…É mais fácil considerar o Up ! como o verdadeiro sucessor do Fusca.

  • Antonio JS

    Como meio de transporte de massa e de baixo custo, o atual fusca é um desastre ccmercial, pois em nada lembra o seu antecessor, pois para torná-lo novamente popular e de baixo custo seria necessárias muitas horas e anos de engenharia buscando a associação de tecnologia X segurança x economia algo que as propostas industriais de hoje não permitem mias.
    O atual fusca esta mais para um pequeno Porsche ou seja um veículo moderno, seguro e rápido de longe em nada parecido com antigo exceto a carroceria.
    Seria interessante notar que a proposta dos carros atuais engloba uma plataforma que fosse utilizada em vários modelos algo que o fusca já concebia com seus derivados, motor de baixa manutenção o que hoje é mais difícil devido aos custos de revisões, o antigo praticamente você poderia ir a qualquer lugar do planeta inclusive em condições adversas algo que esta muito longe do atual, e um custo de aquisição infinitamente diferente do atual.
    Talvez algum dia ele volte as origens pois, fama para isto as duas versões já possuem.

  • Andrex2501

    Racionalmente, o TSI tem td de conforto e segurança a mais que seu irmão mais velho! Motorzão e todos os mimos que um carro Premium desse precisa ter.

    Mas emocionalmente, se fosse pra optar, eu ficaria com nosso bom e velho Fusca, um carro simplesmente lendário, que atravessou os anos e sempre mostrou muita coragem!! Meu sonho é ter no mínimo 3 Fuscas no futuro.

  • Geanmatheus

    Não sei porque (talvez não seja da minha época) mas não consigo gostar do antigo fusca. Já o novo é um sonho de consumo.

  • DinhoRoxx

    Na verdade ele não está tao longe da proposta "original" se levarmos em conta o ammbito internacinal, o fusca foi criado para ser o carro do trabalhador alemao na epoca em que a maioria dos alemaes não tinham condiçoes de comprar um carro.

    Com o tempo o fusca não atendia mais os anseios da populaçao de baixa renda na alemanha que passou a ter um poder aquisitivo maior, sendo o fusca substituido pelo golf (no Brasil pelo gol).

    A atual recriação do fusca nada mais é que um golf (o verdadeiro substituto do fusca, com uma roupagem mais classica)

    Lembrando que na alemanha por conta do poder aquisitivo maior os taxistas andam de mercedes classe E

    Portanto se você analisar a origem o novo fusca não nega a origem alemã, sendo recriado em cima do seu sucessor e com os traços que lembram o antigo, ele está mais para uma nostalgia do que para um carro de familia uma vez que o golf tomou o nicho do antigo fusca devido o seu melhor aproveitamento do espaço, lembrando que golf perua é vendido bem caro no Brasil (Jetta variant)

    Porem para o Brasil o fusca novo para ser popular tinha que ser recriado em cima do nosso gol

    • Bucco

      roupagem mais clássica E mais esportiva. Creio que o fusca por ser menor é muito mais confiável nas curvas por exemplo. A pesar de como todo carro moderno ser exageradamente pesado.

  • romaziero

    Nem um dos 2 me agrada.

    O Fusca antigo é bonito, aqueles conservados são muito LINDOS!!! Mas vamos falar a verdade né? O coisinha Desconfortável?!?!?!? Eu tenho 1,86 e não consigo nem entrar naquela joça! Já esse novo, fala sério.. caro pra caramba e não é nenhum mestre do Design…

    Por isso eu passo.

    • Lucas B.

      Realmente não entendi sua colocação. Tenho 1,89m e dois carros, um deles o Fusca, carro que tenho mais como xodó que para o dia a dia. Entro perfeitamente nele. Claro, com o banco quase todo para trás, mas a altura do veículo fica mais que ideal. Acho que vc exagerou para ter argumentos e falar mal do Fusca. Me sinto muito mais apertado no meu Gol G5.

    • Bucco

      Tanto o Fusca novo, quanto antigo, quanto VW UP são muito mais espaçosos do que Um Chevrolet Cruze. Dou ponto pro Corcel que a pesar de servir com o banco original pra quem tem a nossa altura era bem atencioso em sua proposta. Tinha luxo digno de quem compartilhava garagens com o Galaxie. Falando em Ford, o Fiesta e o Fusion batem o teto em minha cabeça. Mas voltando pra GM, o Monza, em TODOS os sentidos era um carro absurdamente melhor do que o Cruze. Dos realmente modernos da VW só falta descer o preço (tipo, pelo terço do que está).

  • mauricar23

    Foi tarde. Gosto muito de carros antigos… mas quem disse que Fusca foi carro?

    • dudupruvinelli

      Não consigo entender como as pessoas compravam um carro com os pedais assim… pqp

      • Leandro1978

        Outra época, outros tempos. Se tiver oportunidade, dirija um Ford T ou, ao menos, procure a forma de dirigi-lo. Garanto que vc vai adorar o Fusca e seus pedais…rs… Agora, pode-se questionar a permanência e até volta do Fusca original. Assim como outros zumbis ainda em produção no mercado nacional…

        • dudupruvinelli

          Sim, o que eu quis dizer é que foi estupidez relançar o fusca itamar.

    • Balsemao

      Olha pessoal, eu sou suspeito pra falar, pois tenho um Fusca 1300L 1981 (com motor 1600 dupla carburação), que se encontra em ótimo estado de conservação e digo – apesar de ser um projeto jurássico e isento de equipamentos comuns em carros atuais, é muito prazeroso dirigi-lo!!! Durante a semana eu deixo meu Mégane 2011 na garagem e vou de Fusca. Está certo o "mauricar23", Fusca não é um carro, é uma lenda sobre rodas!

      • mauricar23

        Gostoso de dirigir porque você dá uma volta no quarteirão. Faça como meu pai, que no fim da década de 70 viajava de São Paulo à Presidente Prudente com toda a família em um Fusca 1500. Depois no inicio dos anos 80 com um Brasilia 1600. Em ambos os casos, foram carros comprados 0km. Chegávamos moídos e escutávamos o barulho do motor por mais um três dias depois de chegar. Meus irmãos e eu ficávamos até zonzos. E nas descidas da Raposo? Os caminhões só faltavam passar por cima da gente. Lembra dos Cometas? Era ver um no retrovisor e dar passagem… tudo isso fazendo 10 km/l de gasolina.

        Quando pai trocou, em 1984, por um Gol LS 1.6 AP, foi como sair do inferno e entrar no paraíso. Esse carro sim, ficou simplesmente 25 anos na família, impecável, até ser roubado, infelizmente.

        Acho que vem dai meu ódio pelos motores VW Boxer. Qualquer carro do ano do Fusca, é melhor que ele. Não quero nem de graça. Gosto é gosto.

      • mauricar23

        Gostoso de dirigir porque você dá uma volta no quarteirão. Faça como meu pai, que no fim da década de 70 viajava de São Paulo à Presidente Prudente com toda a família em um Fusca 1500. Depois no inicio dos anos 80 com um Brasilia 1600. Em ambos os casos, foram carros comprados 0km. Chegávamos moídos e escutávamos o barulho do motor por mais um três dias depois de chegar. Meus irmãos e eu ficávamos até zonzos. E nas descidas da Raposo? Os caminhões só faltavam passar por cima da gente. Lembra dos Cometas? Era ver um no retrovisor e dar passagem… tudo isso fazendo 10 km/l de gasolina. To para contar quantas vezes esses carros nos deixaram na mão. Bobina que esquentava, dínamo que queimava, etc..etc… Desde os 4 pneus furados até a Brasilia que pegou fogo no motor em um posto de gasolina por uma manutenção mal feita na concessionária.

        Quando pai trocou, em 1984, por um Gol LS 1.6 AP, foi como sair do inferno e entrar no paraíso. Esse carro sim, ficou simplesmente 25 anos na família, impecável, até ser roubado, infelizmente. Golzinho fez a mesma viagem muitas e muitas vezes…nunca parou por nada. Nem pneu furou.

        Acho que vem dai meu ódio pelos motores VW Boxer. Qualquer carro do ano do Fusca, é melhor que ele. Não quero nem de graça. Gosto é gosto.

  • dudupruvinelli

    Comparativo engraçado, porém bem legal! Por favor, façam um da "kombosa" 1993 vs. 2013!

    • Leandro1978

      E tem diferenças! A começar pelo motor…

    • mauricar23

      Kombi 1993 tem motor 1.6 refrigerado à ar.
      Kombi 2013 tem motor 1.4 com radiador.

      Fim do comparativo.

  • Leandro1978

    Em relação ao Fusca original, lamento a VW nacional não ter introduzido as melhorias que o europeu teve em seu final de vida, como a suspensão dianteira independente, que permitiu que o estepe ficasse deitado, aumentando o espaço do porta-malas, a área envidraçada maior e para-brisas curvo, que permitiu um a introdução de outro painel (Fusca 1303). Como curiosidade, a volta do Fusca foi pedido do então presidente Itamar Franco. Para a VW, seria mais simples a volta do Gol Bx refrigerado a ar.

    <img height="500" src="http://cdn.jalopnik.com.br/wp-content/uploads/2013/07/fusca-1303-5.jpg"&gt;

    <img height="500" src="http://cdn.jalopnik.com.br/wp-content/uploads/2013/07/fusca-1303-6.jpg"&gt;

  • Fellipe

    O Fusca atual está anos-luz de sua proposta original! Não é a mesma proposta, não é o "carro do povo", mas é bonito e esportivo… Para isso eu pago pau pra VW que nesse modelo, não fez feio.

    • apzeiro2013

      Realmente, mudou a proposta, mas o novo Fusca é um excelente carro! Fará sucesso? Sim, mas nada comparado ao antecessor, que foi um dos responsáveis por permitir que até as classes econômicas desfavorecidas tivessem acesso a um automóvel!

  • mottervictor

    Pessoas que possuem fusca . elas não tem um carro , elas tem um fusca !! ( ou fuque aqui no sul )

  • Filipe_GTS

    Uma vez, quando eu era criança, uma Brasília bege pegou fogo na frente da minha casa. O cara parou e apagou o fogo, que era no motor, com o extintor do carro. Aquilo queimou (literalmente) a imagem dos VW a ar pra sempre na minha vida, hehehe

  • xrs250

    Bom aqui é história contra modernidade. reconheço as qualidades dos dois Fuscas, mas de fato o comparativo é interessante.

  • Vinicius Freitas

    O fusca Itamar é 1996 e não 1993 como a matéria está dizendo.

    • Balsemao

      Vinicius, o Fusca Itamar foi produzido de 1993 a 1996, ok.

  • fabio

    voce é sem "comparação", fala em 4 pneus furados, onde voce andava com o carro, ou então devia ser uma lata velha com os pneus carecas. pq a probabilidade de furar o pneu do fusca e de um carro mais novo é a mesma ou menor, visto q o do fusca é mais estreito!!! golzinho, sim muito mais evoluido (mecanica ap do golf e semelhantes alemães), mas deve saber q o fusca nasceu em meados de 1938, e seu sucessor golf em meados de 1974, e as mecanicas não mudaram muito. por isso vc saiu de sima de um 1938 e entrou em um XINGLING brasileiro com mecanica 1974, 36 anos, é como vc sair de um carro lançado em 1978 e entrar em um lançado em 2014, pensa bem oque tu andou falando ai…..

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend