Comprando e Vendendo Mercado SUVs

Comprando um veículo 4×4 usado

Comprar um veículo 4×4 não é uma tarefa fácil para quem quer evitar problemas futuros. Assim como qualquer usado, é necessária muita atenção na hora da compra. No entanto, por se tratar de um veículo que naturalmente se exige mais por conta do terreno não pavimentado, algumas recomendações são imprescindíveis para não ter dor de cabeça.

Mas antes mesmo de encontrar o 4×4, o primeiro passo é saber qual será seu uso. Com a moda dos SUVs hoje em dia, a busca por utilitários esportivos usados é recomendada apenas se o futuro dono desejar um veículo para levar a família com conforto no fora de estrada e ainda o utilizar no dia a dia.


Pajero, Cherokee, Grand Cherokee, Pathfinder, Explorer ou Blazer, por exemplo, são algumas das opções para enfrentar terrenos difíceis. No caso de atoleiros e trilhas mais exigentes, veículos como Defender ou Pajero, por exemplo, podem ser uma opção melhor.

Mas, se o caminho for bem mais suave e nem tão exigente assim, crossovers e utilitários esportivos compactos com tração permanente nas quatro rodas, tais como EcoSport e Duster, por exemplo, podem dar conta do recado.

Se o consumidor tem um carro para o dia a dia, aí então a busca por um 4×4 usado muda completamente. A busca passa a ser focada em veículos mais simples e até rústicos, que possuem grande robustez e mecânica confiável. Bandeirante, Willys, Jeep ou Rural, por exemplo, são recomendados por especialistas no assunto.


Comprando um veículo 4x4 usado

Para quem não quer ou não pode adquirir os 4×4 mais clássicos, que exigem maior conhecimento e experiência no off-road, a dica é buscar modelos mais novos e já conhecidos no mercado, tais como Samurai, Jimny, Vitara, Niva e outros com mesma proposta. São mais baratos e muito capazes no fora de estrada.

Com o uso definido, a atenção passa a ser focada no veículo escolhido. Boa aparência pode indicar que algum problema está oculto. Então, não adiantar se apaixonar pelo carro. É preciso verificar alguns itens para ver se tudo está ok. O mesmo em relação à documentação. Abaixo, os pontos principais a serem observados:

Comprando um veículo 4x4 usado

Motor

Propulsor muito limpo, que parece ter sido lavado, pode esconder vazamentos. Por isso, a recomendação é verificar junções de peças, tais como cabeçotes, escapamento, bomba d´água, entre outros. O estado do óleo tem que ser bom. Sinal de água misturada com o lubrificante, pode indicar problemas na junta de cabeçote e custos extras para o novo dono.

Comprando um veículo 4x4 usado

Transmissão

A busca por vazamento de óleo na caixa de mudanças e nos diferenciais é essencial para evitar gastos não programados com o veículo. Uma volta com o carro ajuda a identificar ruídos anormais, contínuos e trancos, evidenciando que existe um problema no diferencial. Testar a tração 4×4 e a reduzida é fundamental para não ficar na lama, literalmente.

Carroceria

A observação do estado da pintura é fundamental para descobrir se o carro ficou muito tempo exposto ao clima ou se o veículo teve algum tombamento ou capotamento, evidenciado por uma recuperação da pintura. Desníveis na lataria também indicam colisão ou capotamento.

Comprando um veículo 4x4 usado

Chassi

Trincas e soldas nas longarinas, se houver, são sinais de problemas adiante. No caso de monobloco, as trincas aparecem no túnel da transmissão, pontos extremos da carroceria e base das colunas das portas. Alterações na cor, formato e soldas aparentes indicam recuperação por conta de um acidente ou uso além da capacidade do veículo.

Comprando um veículo 4x4 usado

Suspensão

Prefira veículos sem modificações na suspensão, exceto se for profundo conhecedor do assunto. Verifique o alinhamento e o comportamento do carro em terreno plano. A carroceria deve estar alinhada e se houver inclinação do conjunto, isso deve indicar molas e amortecedores vencidos ou “cansados”. O custo para substituição em alguns 4×4 é alto. Nesse caso, cotar o valor dos componentes é vital para evitar gastos enormes. Além disso, deve-se negociar essa diferença para não ficar no prejuízo após a compra.

Pneus

Avaliar o estado dos amortecedores e molas é fundamental e isso deve ser feito em lojas especializadas em pneus. Aproveite essa análise e peça uma verificação do material rodante do 4×4. O custo de pneus off-road ou de uso misto é bem superior ao de um carro comum. Verifique o estado do estepe e negocie um abatimento no valor do carro se for necessário.

Comprando um veículo 4x4 usado

Corrosão

A verificação de pontos de ferrugem ou corrosão é fundamental para se determinar o estado geral da estrutura. Alguns modelos 4×4 são mais complicados, tais como Troller ou Defender, por exemplo. Isso porque utilizam materiais mais diferentes do aço, no caso fibra de vidro e alumínio, respectivamente. Existem casos de Land Rover com carroceria impecável, mas com o chassi corroído.

Comprando um veículo 4x4 usado

Escapamento

A corrosão também afeta o escapamento de alguns modelos 4×4. Além disso, amassados e soldas indicam que o conjunto já passou por maus bocados. No funcionamento do motor, observe se a fumaça preta vai desaparecer em poucos instantes, no caso de motor diesel. Se permanecer, é sinal de problemas com o propulsor. Com gasolina, a fumaça azulada é sinal de dor de cabeça adiante. Ele pode estar queimando óleo e uma retífica não é nada barata, se for necessária.

Interior

O ambiente interno do 4×4 deve ser muito bem observado. O motivo é buscar sinais de alagamento. Travessia de rios ou mesmo ruas e estradas alagadas, infelizmente tão comuns no Brasil, não são um problema para muitos modelos de utilitários.

No entanto, a ultrapassagem do nível máximo pode acarretar não só danos ao propulsor, mas também ao acabamento. Furos ocultos sob o carpete indicam a instalação de santantonio e indicam uso em competições. Marcas de barro nos bancos também apontam uso extremo.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]

Comprando um veículo 4×4 usado
Este texto lhe foi útil??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email