Longform Tecnologia

Computador de bordo: um grande aliado nem sempre disponível

painel-uno-computador-bordo Computador de bordo: um grande aliado nem sempre disponível

Se não estou errado, o computador de bordo estreou no Brasil no final da década de 80, com a família Uno. Naqueles tempos remotos, já era possível determinar o consumo do seu pequeno Fiat sem precisar recorrer à técnica de encher o tanque até a bomba destravar automaticamente, zerar o hodômetro parcial, rodar pelo menos 100km, completar o tanque até a bomba destravar automaticamente e então dividir a distância rodada pelo volume de combustível necessário para completar o tanque.



Claro que o computador de bordo tratava-se de um opcional disponível apenas nas versões mais caras que, entretanto, mostrava que não se tratava de nenhum “bicho de seta cabeças”, uma vez que era oferecido em um carro popular. Ter conhecimento do consumo de combustível do seu automóvel é, sem dúvida nenhuma, muito importante. Um alto consumo pode indicar a presença de alguma falha mecânica, nem sempre apontada pela luz de injeção no painel ou a presença de combustível adulterado. Contar com essa informação ao toque de um botão é uma comodidade e tanto.

propaganda-uno-computador-bordo Computador de bordo: um grande aliado nem sempre disponível

Para quem se interessa em aprimorar a forma de condução, ter um medidor de consumo instantâneo no computador de bordo é um grande aliado para treinar uma direção mais econômica e economizar algum dinheiro. Saber o consumo sem precisar completar o tanque é muito prático. Pode-se descobrir o consumo em diferentes regimes (cidade/estrada) ou formas de condução sem precisar reabastecer a todo momento. Com o carro Flex, também nos ajuda a encontrar uma mistura ideal álcool/gasolina para um melhor custo vs benefício.

O mais bacana é que todo carro com injeção eletrônica já conta com todo o aparato necessário para fornecer estas informações do computador de bordo ao motorista. Em alguns carros, um adaptador Bluetooth mais um smartphone é um conjunto capaz de fornecer informações ricas e precisas sobre carro como: consumo médio e instantâneo; velocidade média; rotações; temperatura da água; temperatura do óleo; pressão do óleo; pressão no coletor de admissão; etc.

aplicativo-smartphone-computador-bordo Computador de bordo: um grande aliado nem sempre disponível

Você conecta o aparelho Bluetooth na tomada de diagnósticos do automóvel e, caso o sistema de injeção seja compatível, será possível ter acesso, por um programa instalado no celular (existem, no mínimo, dezenas deles) à todas as informações citadas e muitas outras. Claro que nem sempre é fácil encontrar um adaptador que funcione no seu carro, e faça ele ter um computador de bordo, ou um programa capaz de “conversar” com sua injeção eletrônica, mas, com a padronização de protocolos, está cada dia mais fácil de conseguir sucesso nesta artimanha.

No VW up!, temos um computador de bordo simples no painel e também um sistema mais completo de computador de bordo no sistema Maps & More, que é opcional de fábrica por cerca de R$ 1.000. Sem entrar no mérito de preço, é inegável o quão melhor é ter um sistema oficial do fabricante, 100% compatível com seu automóvel. Quem já teve problemas em conectar o carro no celular via algum adaptador chinês provavelmente concordará comigo.

Maps_and_More_Info-700x466 Computador de bordo: um grande aliado nem sempre disponível

Entretanto, não podemos esquecer que antes destas soluções bem elaboradas, toda injeção eletrônica já era capaz de fornecer estas informações de computador de bordo para o painel do automóvel. Minha surpresa foi encontrar, no hodômetro digital de um Uno Mille, as inscrições “L/100km; km/L” desabilitadas ao olhar para o display contra a luz do sol. É difícil não se irritar no quão fácil e barato seria habilitar o painel, já pronto, para informar o consumo do automóvel, algo que poderia ser acessado pelo próprio botão que alterna entre o hodômetro parcial e total e pronto, um carro simples já tem computador de bordo.

Apesar de não fazer o simples, e óbvio, a fabricante optou pelo complexo, e caro, ao colocar no painel do velho Mille um grande e impreciso mostrador analógico de consumo instantâneo para lançar a versão Economy. A informação que sempre esteve disponível de forma numérica no display digital do carro, ganhou um indicador analógico próprio numa escala colorida na qual não se sabe quantos km/L o carro efetivamente está andando. Já que a empresa estava disposta a arcar com o custo do indicador extra, poderia ter colocado um conta giros…. porque não colocar um computador de bordo?

mille-x-ka-52-620x412 Computador de bordo: um grande aliado nem sempre disponível

O Gol Geração 4 também recebeu instrumento semelhante, porém digital em seu painel. Trata-se de um indicador de consumo instantâneo que, apesar de digital, imita o mostrador analógico com escala em 0, 10, 20 e 30km/l. Nada de computador de bordo completo.

gol-g4-painel Computador de bordo: um grande aliado nem sempre disponível

Apesar de pouco útil, fica difícil de entender o porquê esta função esteve presente apenas na função Ecomotion do Gol G4, quando poderia ter sido de série nos outros modelos que compartilharam deste painel como Parati, Saveiro, Kombi e Fox, modelo que nunca teve computador de bordo antes da reformulação de seu interior.

Quem mexe com eletrônica sabe que a diferença de custo entre os displays é nula ou algo próximo disso. A depender do sistema de conexão com a injeção eletrônica, talvez não tenha sido necessário puxar nem um fio extra para habilitar o indicador de consumo.

Seria ótimo ter escrito tudo isso como uma característica dos carros do passado. Foi surpreendente ter lido que o novo Ka conta com a função de computador de bordo apenas no modelo topo de linha. Deve-se pagar R$ 4 mil a mais pela versão SEL para desfrutar do conforto desta tecnologia hoje tão simples, porém tão útil. Seria injusto se referir somente ao Ka e esquecer de outros modelos como o Onix, Novo Uno, up! ou até mesmo o Toyota Etios, cuja função não está disponível em nenhuma versão, apesar do carro chegar a custar até R$ 50 mil.

Talvez poucos de importem em ter um computador de bordo no automóvel. Aliás, conheço pessoas que nem sabem que o carro possui a função. Porém, seu custo aparenta ser tão desprezível e sua implementação é tão simples que chega a dar raiva ver essa função sendo tratada como item de luxo em pleno ano de 2014 em um mercado tão grande quanto o mercado latino americano.

Por Caio Ferrari

  • CorsarioViajante

    Eu sou viciado no meu i-system, principalmente nas funções de autonomia e média de consumo. Muito útil e interessante, especialmente para quem curte dirigir!
    Outro equipamento muito útil e simples que infelizmente é sonegado é o controle de cruzeiro. Eu tenho e nunca mais quero um carro sem o controle de cruzeiro!

    • Leandro1978

      Realmente, muito uteis e interessantes. O controle de cruzeiro também, inclusive, ele ajuda na economia de combustível. Também não fico mais sem.

      • Vinicius S

        Em retas e declives o o controle de cruzeiro ajuda a economizar. Já num pé de rampa (aclive), por exemplo, ele não ajuda, pois o correto é acelerar antes do início da subida e não quando o carro está a perder velocidade. Abs.

        • iCardex

          Depende de que carro você está falando. A exemplo, o novo Golf possui um sensor de inclinação, e o piloto automático se prepara a medida que a inclinação começa a mudar. Ou seja, é dosada alimentação de combustível, como se fosse um pré-aceleração. Dá para ver claramente a variação inteligente de consumo.

          • Vinicius S

            Boa, não sabia que o Golf tinha um sistema pró ativo ao invés de um reativo. Excelente.

      • CorsarioViajante

        Se a rodovia for boa e bem projetada, é uma delícia!

    • Minerius Valioso

      O que é um “i-system”? Para que serve o controle de cruzeiro?

      • “i-system” é como a Vw chama o computador de bordo.

        Controle de cruzeiro (que também é conhecido como piloto automático) você regula uma velocidade e o carro se mantém nessa velocidade. Em viagens longas, ajuda um pouco a descansar as pernas.

        • saosao

          Um pouco não, muuuuitoooo!

        • Comment

          O i-system além das informações básicas do computador de bordo, também permite configurar certas opções do veículo.

    • Joao Pedro

      Aposto que o computador de bordo dos Fiat apenas fornece dados errados KKKKK!!
      Voce pensa que o carro anda a consumir 8 l/100km e na realidade ele bebe 12 ou 13 só para nao parecer mal !!

      • Chronosky

        Meu palio ta bem aferido, fiz os testes e bate certinho com o BC.

        • Joao Pedro

          Não me diga que voce tem Fiatada, mais vale vender e andar de bicicleta KKK, sempre é melhor e faz melhor à carteira. Assim pode poupar e comprar um carro a sério!

          • Chronosky

            bom não estou me gabando… ele é um lixo como todo outro carro popular brasileiro… é o que eu tenho dinheiro pra comprar e pensando que mesmo sendo um modelo 2014 eu paguei 38 mil nele e tem gente pagando quase 50 mil só 5 meses depois…

            • Joao Pedro

              Então não entendo pq é que voce comprou o modelo de 2014! Para isso comprava um bmw, toyota, honda, ford ou audi usado e mais antigo pelo mesmo preço. Isso sim é carro a sério !

              • Chronosky

                Porque eu não gosto de carro usado e carro usado não tem 15% de desconto de funcionário =P

              • matheusguila

                Além de que, uma coisa é comprar uma BMW, um audi usado, outra é bancar a manutenção, seguro, etc dele…

                • Guest

                  Só vai comprar BMW-Audi lixo nessa faixa de preço. Um A3 que alguém da ZL rebaixou, fez varias gambiarras pra colocar um som mais potente e depois de ter surrado bastante o carro e não aguentar mais a manutenção vai colocar a venda…. Aí o espertão compra achando que fez um grande negócio e vai viver na oficina… aproveita e faz um consignado com o mecânico….kkkk

                  • matheusguila

                    Não digo isso só em relação somente as marcas premium não. Já li alguns comentários aqui, e os cara falam: no dinheiro que paga em um new fiesta sedan 0km, você pode comprar um ford fusion usado, por exemplo, mas não veem que apesar do valor dos dois, aparentemente, serem o mesmo, a manutenção, seguro, etc não acompanha o mesmo patamar. E mesmo comprando um bmw, por exemplo, por um preço condizente, bem conservado, ainda sim é preciso dar manutenção, pagar um seguro e é nessa hora que vê que a semelhança no preço com um sedan médio 0km pode não ter sido um bom negócio.

              • Comment

                Sim…depois deixa um rim na hora que cair na oficina. Pensa, não adianta ter para comprar e não ter para manter.

              • Lucas Lima

                Compre um usado importado aqui no Brasil por este valor e o mantenha. Lembre – se que o usado vai ter bebido da nossa maravilhosa gasolina e dificilmente as manutenções terão sido seguidas à risca. Depois troque as peças de manutenção normal, e não deixe de fazer um seguro.
                Aposto que o seu discurso vai mudar. O que parece maravilhoso no papel é um pesadelo na prática.

              • CarLoverRS

                Eu tinha esse pensamento com 17-18 anos… quando não entendia o valor das coisas…. se fizer conta verás que comprar um carro desses usado é geralmente mau negócio.

            • Minerius Valioso

              O primeiro consumidor que vejo reconhecendo o seu carro. Parabéns pela humildade.

              De qualquer forma, cuide bem dele.

              • Chronosky

                Hehehe pois é… infelizmente é a nossa realidade hehehe.. ele está sendo muito bem tratado :)

                • Eduardo CWB

                  Sempre confundo palio com punto dos novos … a frene é muito igual rsrs
                  Mas quase comprei um punto T-jet 2010 … carrinho bonito rs

          • Esse em todo comentário tem que ofender alguém… fora que todo comentário dele termina em “kkkkk”… está banido, não vai fazer falta alguma aqui.

            • Igor Lima

              kkkkk o troll morreu de fome!

        • Caio Ferrari

          Não alimente os Trolls.

        • Luciotzt

          Qual o motor do seu Palio? Tenho um 1.4 e acho o CB muito otimista. Quando calculo na bomba a diferença chega a 20% menor. Já relatei na CSS e até abri um questionamento na Fiat, deixei o carro na CSS, mas não resolveram.

          • Chronosky

            O meu é o Sporting que tem o mesmo motor do Essence mas com o cambio com relações mais curtas.

            • Luciotzt

              Vlw! Perguntei Pq meu pai tem um Uno 1.0 que o CB é preciso. Mas, um Siena 1.4 que tínhamos, o CB tb era bem impreciso.
              A impressão que tenho agora, com sua informação, é que ou os algoritmos do CB dos motores 1.4 da Fiat estão errados ou os casos que tivemos na minha família foram isolados. É olha que no meu carro a Fiat chegou a autorizar a troca do sensor de velocidade, porém não resolveu.

      • Lucas Moretto

        Não, ele mostra a realidade. Porém ela assusta mesmo. heheh

      • André Maia

        Chonosky, nem dá atenção, vi logo que era um hater.

        • Chronosky

          Hehehehe eu nem tinha notado que era um Hater.. mas agora ele já se foi =P.. vlw

      • laguiar

        Vai ver o CB do Bravo e depois volta aqui falar asneira.

      • Eduardo CWB

        Meu focus dá uma diferença de mínima … média de 9.6KML no CB e na bomba 9.4 ou 9.5KM .. tá ótmo …
        Autonomia tbm bate certo, mas quando acusa ainda uns 40KM .. e vejo o ponteiro quase morto não arrisco :D
        Fiat sempre teve tecnologia nos seus carros antes da concorrência .. ultimamente anda meio falho isso .. mas fazer o que ^^

    • Vitor

      Bmw 320 não é pra ti né, já que nem cruise control tem :(

      • CorsarioViajante

        BMW não é para mim por uma série de fatores… rs

    • CarLoverRS

      Nunca gostei de controle de cruzeiro até experimentar um carro controle de cruzeiro adaptativo. Isso sim torna o sistema útil. Nunca gostei dos solavancos de aceleração em momentos inoportunos dos cruize control convencionais (em uma curva em aclive por exemplo).

      • Edson Fernandes

        Vc está em outro patamar Cristiano! rs

        Mas acredito que o controle seja principalmente para trechos planos sem muita variação de angulo da pista. Eu particularmente nao usaria se houver.

        • CarLoverRS

          Aqui no RS as estradas näo muito planas…rsrs Exceto na região da fronteira sul… Mas esta não é a minha rota principal.

          • Edson Fernandes

            Mas seu carro atual tem o ACC (controle de velocidade adaptativo) hoje né? Etnão nesse caso é problema resolvido! rs

            Eu gostaria de ter um carro assim, mas por enquanto iria me agraciar com um que tenha controle de velocidade…rs

      • GPE

        Nunca percebi esses solavancos que vc falou. E eu já dirigi em carros da toyota, gm, honda e ford com o piloto automático

        • CarLoverRS

          Então você não dirigiu o suficiente. Vou te dar o exemplo de um Civic EXS 13 que tive, com o CC em 130km/h quando entrava em uma curva no final de uma pequena subida o carra chegava lá a uns 115-120km/h, aí no meio da curva o bicho reduz marcha e retoma a aceleração pra voltar aos 130 km/h. Mas quem dirige em modo geriatrico normalmente não sente mesmo.

          • Daniel Pegado

            O civic grita demais quando reduz a marcha para manter a velocidade cruzeiro a 130km/h. Um carro mais potente e com um câmbio com mais marchas (6 ou 8) você não sente este solavanco.

          • GPE

            Andei o suficiente e não ando em modo geriátrico (curioso que quem não tem argumentos procura logo querer ofender o outro).

            Vc que parece não conhecer o carro que tinha e andava com o ECON ligado na pista. Aí o Civic faz isso mesmo, baixando muito a velocidade e dps joga a marcha pra cima pra recuperar. Afirmo com certeza que estava ligado, pois com ele desligado não baixaria mais que 6 ou 7km/h da velocidade programada (no seu caso foram mais de 10km/h)

            Experimenta testar o carro com o ECON desligado o carro. Verás que ele não baixa velocidade e não vai te dar um “susto”. Além disso, o “susto” da redução após a velocidade cair é totalmente previsível em qualquer carro automático.

            • CarLoverRS

              Já não tenho mais o Civic, carrinho manco. Fiquei 4 meses com ele e passei a diante. Meu A1 (185cv) fazia a mesma coisa e não tinha botão econ, já com o A3 Sedan eu não tenho essa experiência.

          • DINEIROO

            Modo geriátrico foi boa! Tenho um AT e viajo muito com ele. Geralmente a 130/140 km/h. Quando estou viajando em pista simples (não duplicada) e chego a uma subida mais forte, desligo o piloto, “problema” resolvido.

      • CorsarioViajante

        O meu não tem, mas nunca senti tranco em aclives. Talvez pelo motor ser o 2.0 e ter bastante torque.

        • CarLoverRS

          Se minha experiência não fosse com um Civic EXS 1.8 140cv e com um Audi A1 1.4 185cv eu até concordaria contigo que o problema pode ser o torque… ;)

          • CorsarioViajante

            Hahaha vá ver é o excesso de torque então, sei lá. Eu nunca senti tranco nenhum, ao contrário.

    • Paulinho Monteiro

      Somos 2…no meu dia-a-dia o i-system é tão importante quando o velocímetro…e ainda fico “vigiando” a barra de consumo instantâneo que veio no I-system do meu Fox Bluemotion.

      • André Maia

        Quando eu fiz o relato do meu GOL G6, eu falei justamente isso. O I-System literalmente te educa e ensina como dirigir de forma econômica.

        • RyanSX

          Verdade!! kkkkk. Pra mim, você fica obsecado em conseguir o melhor consumo e tentar superar o que você conseguiu no dia anterior. É um “jogo” bem divertido esse na ida e vinda do trabalho kkkk

          • CorsarioViajante

            Na central multimídia do Logan é tratado desta forma mesmo, como um jogo, com notas e etc.

    • EddieVanHalenIsGod

      Darwin condenaria a minha descendência à extinção. Minha adaptabilidade às quinquilharias eletrônicas é zero. Pior, é aversão!

      • CorsarioViajante

        Olha, quando fui comprar meu carro achava isso a maior idiotice. Até começar a usar…

        • EddieVanHalenIsGod

          Aconteceria o mesmo comigo, se eu não fosse um burro teimoso condenado à extinção.

          • CorsarioViajante

            kkkkkkkkkkkkkkkkkk boa!

    • Edson Fernandes

      Eu ODEIO usar o consumo imediato…rs

      Reduziu eu já começo a tirar o pé e fica um saco dirigir….rsrsrs mas atualmente eu nem olho….rs

      Como é sempre variavel… tem um que eu não gosto: Autonomia. Eu vejo 200km e depois qdo rodo… dá 400km (mas issoporque eu não deixo na função porque isso mais me atrapalha do que me ajuda).

      Mas o unico que eu qdo quero é usar é o consumo médio. Agora…. no C3 tem algo que é interessante: Quando está no Alcool, fica um “A” ao lado do consumo e um “G” da gasolina.

      Que pena que meus carros nao possuem o controle de cruzeiro, é algo que eu gostaria muito.

      • CarLoverRS

        Eu uso bastante o consumo médio, mas as vezes preciso controlar o instantâneo e a autonomia. Neste final de semana, voltando do interior precisei aumentar a autonomia até chegar em cidades onde o preço da gasolina é mais justo. Onde moro a gasolina custa $2,53 e no interior do RS custa $2,99. Como minha viagem de ida e volta soma 800km fico controlando na volta, em cidades mais próximas a Porto Alegre, num raio de 100-150km, o preço cai para uns $2,79. Meu tanque tem autonomia para uns 700km se conduzido de forma moderada.

      • CorsarioViajante

        Consumo imediato eu acho inútil, o que uso mesmo é o médio.
        A autonomia eu uso bastante, gostaria de saber como é feito o cálculo para estimar, devem usar o histórico de consumo com o consumo atual com a quantidade de combustível com a mistura de combustível… Deve ser um cálculo bem complexo. No Polo é bem preciso.

    • Igor Lima

      O meu é um Línea Essesnce com Padle shifts e Controle de cruzeiro… equipamento muito útil em viagens longas com pista dupla.

  • Player1

    Bom texto, parabéns! realmente só reforça o descaso da indústria automotiva com o consumidor, o computador de bordo hoje no brasil é mais uma artimanha pra vender algo de custo de produção quase nulo (devido aos motivos citados no texto acima) a preço de ouro como sendo “opcional de luxo”. Uma pena.

  • Minerius Valioso

    Uma verdadeira gambiarra esse painel de instrumentos do Gol.

  • Matheus Mavignier

    Só uma correção o onix possui sim computador de bordo na versão LTZ, que mede autonomia, consumo médio, velocidade média e um cronômetro.

    • Caio Ferrari

      Sim, porém não é padrão no carro. A LT não tem.

    • Ramom Alencar

      ltz de 47mil na motorização 1.4
      e o incrível é que todo onix que vejo é ltz

    • Tenho um Prisma LT… Não tem computador de bordo…
      Tanto Onix como o Prisma, só tem na versão LTZ, o que eu acho ridículo…

  • Yago G.

    O consumo instantâneo é bem importante para quem quer aprender a dirigir economicamente.

    • Vitor

      Concordo Yago, no meu carro sempre fico cuidando e me policiando

  • No meu Punto, o consumo médio é o que fica sempre a vista pra mim. O computador de bordo faz toda diferença. Prefiro carros que possuam esse dispositivo.

  • Bernardo Figueiredo

    Realmente sempre achei isso uma coisa barata. A central sabe todos os dados do carro desde quando se inventou a injeção eletrônica. Era só colocar os dados numa tela nem que fosse porca!! PQP até civic geração anterior nao tem ( ao menos no modelo que vi)

  • Rafael Ferreira

    esse painel da Fiat com comp. de bordo nunca ví, só o outro que mostrava as luzes espias de cada componentes… a Fiat dava pau nos demais por esses detalhes… e me fazem esssa cagada nos ultimos Unos de não ter quase nada no painel, vejam as versões anteriores ao Mille Economy.. dá vergonha… mas fazer oq.. queria axar um painel antigo desse….

  • Chronosky

    TODO carro de hoje em dia possui sim o que a fabrica chama de BC ou Body Computer, na verdade possuem mais de um BC, por exemplo nos FIAT existem ABS BC, AirBag BC e BC ( que é o principal). O painel do carro é controlado via CAN (controller area network) então basicamente qualquer modelo pode exibir os dados. No caso do meu Palio por exemplo que tem o radio chamado de Evolution até o radio é conectado via CAN então até mesmo ele teria acesso a estes dados. A fabrica utiliza o BC simplesmente para aumentar o preço do carro porque no final das contas a única coisa que muda de um para outro é o painel de instrumentos.

    • Oba

      Como aparenta ter conhecimento sobre eletrônica automotiva se souber tira uma duvida, não sei se sabe mas na linha 2015 foi incorporado Tilt down (retrovisor aponta para baixo ao engatar a re) e lane change (5 piscadas ao dar leve toque na haste do pisca), sera que é possível adicionar num 2014 atualizando o software da central eletrônica?

      • Chronosky

        A central do modelo 2014 e 2015 é a mesma e já era preparada para executar essas funções mas estão desativadas e faltam os chicotes para acionamento do motor do retrovisor direito.. então só a atualização não resolveria infelizmente.

        • Oba

          Entendi e o lane change? Este imagino que com certeza é possivel.

    • Nícolas

      Nos Puntos o rádio se aproveita do CAN para aumentar o volume conforme você acelera (imagino que no Palio também, não?), nos Civics idem e quem tem um Old New Civic com o rádio original, se desligar o rádio, apertar os botões 1 e 6 + Power e depois apertar 6 consegue ver a velocidade real do carro, bem legal.

      A eletrônica nos carros é fantástica e as montadoras ao invés de aproveita-las para trazer mimos simples que agregam muito valor preferem meter a faca e entregar algo pelado.

      • Chronosky

        Sim o radio do palio também tem essa função, inclusive o radio fica em standby quando o carro está funcionando então se chegar uma chamada no seu telefone ele ele consegue atender mesmo estando “desligado”.

  • Oba

    Parabéns a Fiat por disponibilizar na família novo Palio e GSiena de série em todos as versões um computador de bordo completíssimo com TRIP A e B e proporcionar a comodidade de poder descansar o pé direito nestes mesmos carros cobrando uma pechincha.

    Graças as duas medições separadas monitoro e sei quanto o meu carro faz em todos os percursos e não somente a média geral por tanque como aconteceria se tivesse apenas uma medição como é em praticamente toda a concorrência.

    Espero que a marca continue com este enorme diferencial em relação a concorrência que em muitos casos disponibiliza apenas na versão topo ou opcionalmente e quando ofertado não possuem duas medições separadas. Tenho certeza que poucos usam e sabem para que serve esta maravilha da tecnologia mas ainda bem que o departamento de marketing da marca sabiamente brinda os seus clientes com este enorme diferencial (pelo menos para mim) sem cobrar nenhum centavo, espero que adicionem cada vez mais recursos como o EcoDrive que usava no carro anterior e é fenomenal para quem deseja dirigir economicamente e também ecologicamente.

  • Guilhe

    É o item que mais sinto falto no meu carro atual…

  • Lucas Lima

    Bom texto. Eu realmente “aprendi” a dirigir cada um dos meus carros acompanhado o consumo instantâneo. Incomoda bastante ver pessoas dirigindo de forma pouco econômica após ter esse aprendizado.

  • Luccas Villela

    Eu também não entendo porque um carro não tem computador de bordo, fico muito revoltado. Acho interessantíssimo e essencial. Eu só ando com o carro no consumo. Alterno entre o instantâneo e o médio. Meu antigo carro, um Picanto, não tinha, detestava esse fato.

  • Guilherme Batista

    O Novo Uno te computador de bordo na versão Sporting!
    Concordo que não é aceitável a montadora não por o computador de bordo, como engenheiro sei que é uma coisa muito simples e barata, até mesmo porquê informações de consumo instantâneo por exemplo, a central do carro têm que ter para poder injetar combustível corretamente, pra incluir as outras opções, basta poucos componentes e alterações no software da central. Pode-se até colocar um módulo só pra isso que continua bem barato. Duvido que a montadora gasta 10 reais pra colocar um computador de bordo básico.

    • Caio Ferrari

      Eu aposto que já está implementado. É mais uma questão de habilitar a função. No Mille, o painel já está pronto para mostrar isso.

      • Guilherme Batista

        É possível sim Caio, e eu também aposto o mesmo, só não posso dar certeza, pois tem várias formas de se fazer um computador de bordo, aí tem que ver como a montadora o faz

  • Guilherme Batista

    Achei muito legal esse medidor do Mile com a função “Litros Consumidos”, os carros de hoje deveriam ter.

    • Aida Vilarinho

      Os computadores de bordo da renault tem!

  • Marcelo Henrique

    Teve carros médios como Astra e Vectra que não tiveram o computador de bordo.

    • Marcelo Tavares

      Ja tive vectra 2º Geração que marcava até um lampada Queimada .Pastilha de freio.

  • ultimate_rr

    L200 Triton de 120 mil reais também não tem! Rsrsrs

  • Samuel Morais

    Não acho que seja de interesse dos fabricantes mostrar o consumo desproporcional de carros flex para todo mundo, a não ser para quem paga mais por status e consequentemente não vai reclamar do consumo porque “dinheiro não é problema” ou até mesmo pq acham que um carro mais caro deve necessariamente consumir mais por ser mais pesado e/ou potente.

  • RyanSX

    Lembro bem desse sistema em carros mais antigos, como é util em uma viajem e meu pai sempre usava. São uns “cortes de custos” besta esses que as montadoras fazem, pagamos caro em carros que tem teto solar, rodas de liga leve aro 17, volante revestido em couro etc, mas que não tem um simples sistema de monitoramente do consumo instantaneo e médio. Parece que as montadoras querem simplificar o que já é simples, no caso do Mille economy, como citado no texto, vem com aquele enorme medidor – há vamos deixar bem simples assim todos entendem que quando estiver no verdinho está economizando combustivel, pelo menos isso é o que eu acho que a FIAT pensa. Por favor.

  • Jonas Augusto

    Podia colocar esse painel em todos os Unos lançados mais pra que né?? Colocam um painel sem sal além de ser sem conteúdo. Esse é um dos melhores paineis que já existiu.

  • Vattt

    As montadoras preferem desprezar esse item por que sabem que o carro no Brasil não é econômico e bebe tanto quanto um V8 americano!!! kkkkk

  • T-800

    Ainda tem gente que não usa, ou não gosta, porque acha que fala precisão, ou que é muito complexo…
    Muita coisa ainda precisa mudar em nossa cultura de clientes automotivos…

  • Christian Balzano

    Isso quando um carro como New Civic, vendido na época a preço semelhante com os de hoje, não possuir absolutamente nenhum computador de bordo. Somente Trip A e Trip B. Só na versão EXS, top de linha, tendo SOMENTE a informação de consumo médio. Se num carro popular já é difícil de aceitar, num carro desse valor é inadmissível.

    Tive um A3 usado, o computador de bordo daquele carro informava se faltava água no reservatório, inclusive do limpador. Informava se a luz da lanterna traseira havia queimado. Se o nível de óleo alcançasse o mínimo. A ano/modelo? 2002. Enfim, 12 anos se passaram e são coisas que não existem na maioria dos carros do segmento médio hoje em dia.

  • Janduir

    Já em 1987 minha irmã tinha um Uno 1.5R com check control, para a época uma inovação…

  • carroca_br

    Realmente é um completo absurdo um carro que vou mais além do autor que citou 50 mil mas eu diria que qualquer veículo que custe 40 mil reais deveria vir com computador de bordo!

    É uma completa ofensa ao consumidor que paga caríssimo num carro nacional e este não trazer um mero computador de bordo, que fosse super simples, que tivesse duas linhas que fosse!

    A que ponto chegam essas carroças que vendem aqui, peloamordeDeus!

  • carroca_br

    Discordo um pouco do autor quanto aos adaptadores bluetooth chineses que hoje em dia na grande maioria dos carros funciona muito bem e custam em torno de 15 dólares. O problema muitas vezes não é o adaptador que não lê as informações da central, mas sim o aplicativo que não tem o decodificador para conseguir detectar as informações enviadas pela central, afinal o adaptador nada mais é que uma ponte entre a central e o celular, ele envia tudo que recebe.

    Somente para ilustrar como isso acontece, tenho um 500 que colocando o adaptador com o aplicativo Torque no Android ele abre vários sensores, porém instalando um plugin específico do Torque para o 500 ele consegue ler bem mais sensores!

    Então vai muito do software e pra quem não tem computador de bordo no carro vale a pena adquirir um adaptador, só procurar por “obd2” ou “obdii” em sites como mercado livre ou dx e instalar um aplicativo como o Torque pra Android.

    • Caio Ferrari

      Mas eu disse justamente isso:

      ….mas, com a padronização de protocolos, está cada dia mais fácil de conseguir sucesso nesta artimanha.

      • carroca_br

        Concordo Caio, como a padronização já vem de muitos anos geralmente qualquer carro após 1997 vem com padrão obd2, claro que é bom confirmar antes se a caranga tem, mas se for obd2 conectar com certeza conecta, somente mesmo a quantidade de sensores possíveis de serem lidos é que pode variar e isso só mesmo conectando um adaptador e um aplicativo pra ver. Creio que aqueles softwares de PC que as oficinas tem são os mais completos e devem extrair de tudo da central, porém com vários números e informações mais “cruas” que para leigos não servem muito, creio que os aplicativos pra Android e iOS são os melhores pra traduzir essas informações e termos computadores de bordo mais avançados que os de fábrica.

        Já vi tuning de painel até com tablets conectados por bluetooth ao carro!

  • Brito-2000

    Caio, realmente os computadores de bordo são grandes aliados dos motoristas. Mesmo tendo que apertar demais os botões, como no meu Fiat Doblo, eu acho que ele é muito bom. https://youtu.be/7uq8jSvPAuk https://youtu.be/T70lpOhHhAQ

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend