Mercado

Concessionárias: um pouco do que vi no mercado em quase 13 anos de trabalho

bmw m concessionaria 2

Pois é, depois de quase 13 anos de mercado, fui desligado da concessionária onde trabalho e vou cumprir aviso prévio esse mês. Gostaria de compartilhar com vocês um breve resumo do que vi nesses anos:

Passei por diversos momentos do mercado de carros, começando na Fiat. Onde era possível vender carro com R$ 1,00 de entrada e saldo em 60x, com apenas RG e CPF do cliente. Uno Mille, sem ar sem nada, vendia igual a banana. Época onde o cliente se preocupava apenas em pagar a parcela e se ganhasse o rádio estava feliz. Também naquela época, airbag e ABS só faziam “encarecer” o carro. Stilo com esses itens levava 1 ano para vender… mas era só lançar um SP, CONNECT… que era chegar e vender.

Resisti à crise de 2008 e fui salvo pela primeira fase do IPI ZERO… Foi um ano complicado. Tempos difíceis… O cliente fugiu e quando voltou, veio mais esperto. Aprendeu a negociar, a pedir desconto, a exigir carros mais completos e menos juros… Então o famoso R20 (retorno financeiro) foi p/ R10, R9, R8… R0. Hoje tem taxa zero e o cliente ainda quer levar a proposta para o seu banco cobrir. Por falar em banco, também firam mais exigentes… começaram a pedir entradas maiores e diminuir o prazo de 80 meses para 48x, 36x, deixando a compra mais seletiva, digamos assim.

Meados de 2009 conheci a VW, trabalhei lá por mais 4, 5 anos, onde GOL era GOL. E assim que ele que ele era vendido…e hoje? GOL? Gol de quem? Da Alemanha. Clientes mais exigentes, bancos também….mas GOL era GOL…por enquanto ainda. Então aprendi a amar outra marca. Pois vendedor só não é pior que jogador de futebol quando muda de time, mas ele acaba se apaixonando pela marca, vive a vida toda falando mal da concorrência. Na verdade eu nunca falava mal, acho antiético, claro que dava umas alfinetadas, mas eu prefiro defender a minha.

O calo da VW mesmo, na minha opinião, foi o HB20, carro lindo, cheio de linhas… abriu uma Caoa do lado da minha concessionária, 3 anos depois minha loja fechou. Também teve IPI ZERO… Teve tanto IPI zero que o cliente já nem acreditava que o governo fosse cancelar. Vendia GOL sem dar R$1.00 de desconto…só IPI ZERO!!! Mas quando o governo voltou a cobrar, Gol já não era Gol.

Fui para a Toyota, onde os clientes são mais apaixonados e fieis, talvez mais do que os vendedores. Japonês tem o seu jeito de fazer carro, na verdade todas têm. A Italiana Fiat gosta de “toque” e “visual”. Tecidos de veludo, botões no painel, design italiano. Tanto que ela muda o carro a cada 6 meses, 1 ano e não tá nem aí para quem comprou a versão anterior há menos de 3 meses atrás. A VW, alemã, gosta de “carro mesmo”. Funcional, bom motor, design limpo e simples… Voltando pra Toyota, ela não liga se a RAV4 2.5 4X4, que custa R$164.990,00 não sobe o vidro elétrico com one touch e nem trava as portas a 20 km por hora. Mas ela sabe que o seu cliente vai usá-la, ou o carro que for, por 10 anos e só vai fazer revisão e trocar peça de desgaste natural. Claro que não vou dizer que o carro dela não quebra, mas nesses 13 anos de carro nunca vi coisa igual.

Nesse meio tempo, paguei muito mico com cliente, entreguei carro de um para outro, chamei a esposa idosa do cliente de avó, ajudei a polícia civil a dar um flagrante num estelionatário que tentava comprar um carro com os dados de outra pessoa, fiz muitas viagens para São Paulo, Recife, cheguei até a sofrer um grave acidente, onde o cliente capotou o carro comigo durante um test drive. Não fiquei rico, mas tenho carro, casa e sustento minha filha e pago a minha faculdade. Fiz bastante amizade, ficava muito feliz quando recebia ligação de clientes indicados e quando retornavam para trocar comigo sem nem precisar cotar em outra concessionária.

Hoje os carros brasileiros melhoraram muito, claro que quando comparamos com o resto do mundo, percebemos o quanto eles são bem mais caros e inferiores em tecnologia e segurança. Mas acredito que nos tornando clientes cada vez mais exigentes e preocupados com a segurança, não apenas em comprar carro para dar inveja ao vizinho, acredito que isso possa mudar um dia.

Infelizmente não teve IPI ZERO esse ano, apenas taxas altas, muito desemprego no Brasil, muita corrupção no Congresso, muita desconfiança dos clientes no futuro do país. Chegou ao ponto do cliente comprar o carro e o amigo convencê-lo de desistir, pois “não era o momento de comprar carro.”

Felizmente estou no 2 anos do curso de Eng. Civil, área que também está em crise, vou procurar um estágio e seguir em frente. Comecei a vender carro achando que ficaria apenas 1 ou 2 anos, mas acabei passando mais de um terço da minha vida nessa cachaça.

Um abraço do parceiro de flagrantes e novidades do mercado. Vou continuar acessando o NA pois carro está no meu sangue!!!

O leitor pediu para não ser identificado.





  • fbl

    Excelente relato. Parabéns. Em poucas palavras resumiu o mercado, a posição das fábricas, a opinião dos clientes e a lama provocada pelo governo em um dos setores da economia.

    • ObservadorCWB

      Só uma pena que não passou por mais marcas. Incrível como penso o mesmo da postura dos clientes (apesar de não ser do ramo). Desejo sucesso na nova etapa da vida, e que venham dias melhores.

  • Marco Antônio

    Desse relato eu gostei. Pareceu uma carta de despedida.! O mercado Brasileiro realmente está uma tristeza, é lamentável a situação de nosso país.! Uma pena :

    • Mayck Colares

      Também senti isso. Estranho. Parecia ter boa nostalgia no relato.

    • Pedro Cunha

      Pois é… Concordo com a visão do relato e acrescento que nos últimos anos o consumidor têm sido mais reflexivo, menos impulsivo, apesar de ainda precisar “amadurecer” muito. Acho que o momento de crise em que estamos servirá para que aprendamos á dar valor ao recurso financeiro, ao crédito e estabilidade patrimonial. Seja conservando o próprio emprego, deixando pra trocar de carro num futuro ou fazendo uma lista de compras mais “enxuta” quando for ao supermercado. Quando aprendermos á “usar” melhor nossos carros, teremos uma percepção mais realista na hora da troca, bem como seremos mais exigentes.

      • Marco Antônio

        Verdade, bem notado amigo. Tempos tenebrosos os nossos.

  • DTF

    parabéns meu caro. Sucesso na nova empreitada.

  • Luciano Martins

    Boa sorte amigo, Deus te abençoe

  • Wilan

    Não disse muita coisa mais gostei bastante do relato, força ar

    • Pacheco

      Foi divertido… curti demais ler.

      Queria saber mais detalhes de alguma coisa. Cara desse deve ter varias historias.

  • th!nk.t4nk

    É o famoso “bad luck Brian”: decide desistir da profissão de vendedor de carros por conta da crise, e vai trabalhar na… construção civil :D brincadeiras à parte, parabéns pelo relato e que as coisas melhorem pra todos nós!

  • Wellington Myph13

    Muito legal.
    Eu fazendo faculdade de Ciência da Computação entrei nessa de vendedor pensando em apenas pagar as contas por um tempo (ramo de materiais de construção), e no final da conta percebi que aquilo ali é pra mim, eu gosto de vender, não era um mero tirador de pedido na loja que trabalhava, eu vendia aquilo que queria. Quando se gosta do que faz, estuda o produto e a concorrência e fala com propriedade, você consegue vender aquilo que quiser pra quem quiser.
    Eu continuo vendendo, mas sai da loja e sou dono do meu próprio nariz como representante comercial e atendo as lojas e continuo fazendo o que gosto.
    Eu sou louco por carro, estudo demais sobre eles, e vejo que um dia talvez eu tente virar um vendedor de carros, mas atualmente, graças a Deus faço bons números e não tenho como largar o certo pelo duvidoso. Mas quem sabe mais pra frente…

    • Cristiano_RJ

      Bom fazer aquilo que se gosta. Os profissionais mais competentes que conheço são apaixonados por suas profissões. Mas não se engane, vendas não é para qualquer um não, tem que ter talento pra coisa.

      • Wellington Myph13

        Eu gosto bastante, mas ainda tenho que melhorar meu social com os clientes.
        Já tenho vários clientes que conquistei a amizade deles com o tempo, mas não tenho aquela habilidade que alguns vendedores tem de já chegar causando um impacto de cara…
        Eu sou o vendedor que tem um pouco disso, mas tenho mais técnica, meus clientes gostam disso. Conheço alguns vendedores bons de papo, mas quando chega em detalhe técnico, o cara começa a gaguejar, ai perde todo o trabalho. Eu posso não ser o melhor no papo, mas não perco venda por detalhe técnico, kkkk…

        • Alessandro Dimon

          Bacana, também sou assim. Sou representante e minha formação técnica não me deixa ser mais um “papudo” no mercado. Prefiro assim. Tô sobrevivendo bem e coloco a cabeça no travesseiro pra dormir com mais tranquilidade.

  • Eduardo Sad

    Bacana o relato. Gosto de matérias assim, que quebram o gelo de só falar de carro e passam a trazer experiências de pessoas que têm algo relacionado ao assunto. Seria interessante ver histórias de outros vendedores, revendedores, reparadores, consultores de autopeças, enfim, daqueles que, mais do que curiosidade ou paixão, são profissionais do ramo.
    Ao responsável pela matéria, meus parabéns pelo relato! Espero, sinceramente, que este “passo pra tras” seja aquilo que vc precisa para amanhã dar “dois passos para frente”. Isso aconteceu comigo. Precisei ficar desempregado há 10 anos para mudar de ramo, dar uma guinada na vida e estar hoje, graças a Deus, em boas condições!
    Não se deixe tomar pelo pessimismo. Faça sua parte, capacite-se, tenha fé e boa sorte no novo ramo.

  • Luciano

    Parabéns pelo relato.
    Simples, direto e funcional.

  • invalid_pilot

    Daora o relato!
    Vendedor que sabe o que fala e não tenta enrolar ou contar mentira é raro.

    Eu sou consumidor chato e racional. Gosto de negociar e testar vendedor – seja do que for que estiver comprando

    • Alessandro Dimon

      Eu sou assim, mas assumo ganhar menos por isso, talvez por estar atuando apenas por dois anos, sem falar da economia. Prefiro fazer outras coisas que vender ilusão pra alguém. Meu convencimento é mais técnico.

  • Eduardo Santos

    Uma das melhores matérias que já li no site. Parabéns pela sua história, meu caro. Te desejo sucesso para concluir os estudos e se dar bem num novo ramo.

  • tiago

    “Fui para a Toyota, onde os clientes são mais apaixonados e fieis, talvez mais do que os vendedores. Japonês tem o seu jeito de fazer carro, na verdade todas têm. A Italiana Fiat gosta de “toque” e “visual”. Tecidos de veludo, botões no painel, design italiano. Tanto que ela muda o carro a cada 6 meses, 1 ano e não tá nem aí para quem comprou a versão anterior há menos de 3 meses atrás. A VW, alemã, gosta de “carro mesmo”. Funcional, bom motor, design limpo e simples”

    Que carro da fiat muda a cada seis meses? Você trabalhou na vw em 2009~2013, que motor bom é esse q ela tinha? o VHT? o 1.6 8v, o 2.0 8v?
    Outra coisa, quando você diz: “há menos de três meses” você não precisa indicar que é passado, fica redundante.

    • Eduardo FP

      voce é sempre chato assim ou fez curso?

      • tiago

        Mesmo chato eu não ofendi ninguém, ja você…

        • shdn2010

          Nao liga para ele nao, vc continua sendo chato mesmo kkkk brincadeiraaaa..kkkk

      • T1000

        “A VW, alemã, gosta de “carro mesmo”. Funcional, bom motor, design limpo e simples”

        Bom motor só se não for o 1.0 do gol/fox que deu muita dor de cabeça para quem comprou. Uma série de recalls que não resolveram os problemas.
        Como a VW teve coragem de continuar vendendo este motor por anos? E como as pessoas ainda compravam?

      • Alvaro Guatura

        Deve ter curso, isso não é normal. Relato agradável, comentários também… e me deparo com esse pra estragar.

    • Lucas086

      Tentando entender também que carro da Fiat muda a cada 6 meses… agora a GM muda toda viarada de ano o Onix, nem que seja para ficar mais velho. E não que bom que o gol deixou de ser o gol, vide o recall do motor VHT, queimou o filme do carro.

      • ViniciusVS

        Muda a calota de 6 em 6 meses, tecido do banco, radio, cor do emblema, algumas séries especiais como Italia, 20, 25,30,500 anos, Interlagos,sporting…

        Mudanças que “não mudam” nada.

      • Leandro

        Fiat Palio. Conta quantos faróis e versões esse carro já teve.

    • Ricston

      Sobre as mudanças, provavelmente ele estava a se referir às famigeradas “séries especiais”, não a face facelift ou nova geração.

      Em relação aos motores, já tinha o 2.0 TSI na época, pelo menos.

    • CharlesAle

      A bem da verdade, a Fiat, pelo menos ultimamente, é a que menos muda os carros, Palio Fire(projeto de 1996) tai para provar..Mas o relato do rapaz é muito bom..

      • Daniel

        Mas, vai ver quantas grades diferentes já teve o Palio “G3″… tbm quantas vezes mudou o farol de cromado pra preto, pra cromado, pra preto.. hahahah.. lanterna fumê, mais clara, ambâr… e por ai vai…

      • Marcio Santos

        A fiat muda muito, ou mudava porque diminuiu um pouco o ritmo, mas muda o visual, a carcaça, as entranhas dos carros continuam velhas, vende sempre a mesma porcaria com uma carapaça mais nova.

      • Fabio Lopes

        Segundo o wikipedia: Fiat Palio, lançado em 1996; primeira reestilização em 2001 (facelift); segunda reestilização: 2004 (versão); terceira reestilização (facelift): 2006; quarta reestilização (versão): 2007; segunda geração: 2011; então ele está no mercado há 20 anos, e neste período sofreu 5 mudanças, sendo 2 facelifts, 2 novas versões e uma nova geração, que está no mercado desde 2011.

    • Leandro

      Fiat Palio. Conta quantos faróis e versões esse carro já teve. A FIAT até o logo mudou de um ano pra outro, um ano era fundo azul, depois mudou para vermelho.

      • tiago

        Mudança de logo?
        è uma coisa comum neste meio…

        • Leandro

          E o Palio, mudou quantas vezes?

          • tiago

            Acho que chegou em 96, depois mudou em 2001(g2) mudou em 2004 (g3), depois em 2008 teve o facelift tosco (g4) esse facelift durou uns dois anos, e isso foi zoado mesmo, trocaram as lanternas dianteiras e deram um “tchan” nas lanternas traseiras, depois veio a nova geração, em 2012 (g5) e está geração já está há quatro anos sem qualquer mudança.

            Enfim, não acho que esteja muito fora dos padrões, lembrando que o gol GVI chegou em 2014, e o gVII em 2016.

    • Charlis

      @disqus_63xELQmBYp:disqus , no meu entendimento ou interpretação do texto dele, ele utilizou figura de linguagem, já acho meu difícil mudar o carro a cada 6 meses, ele foi sim hiperbólico.
      Também ele não não se referiu destas características apenas nas datas que ele trabalhou na marca X.

      Agora, entendimentos a parte, há fundamentos no que ele disse.
      A Fiat, costuma criar dezenas de modelos, ou edições especiais para seu carro, e em uma época, costumava mudar absurdamente os motores.
      Exemplo, o Palio, que é um dos mais vendidos, quantos motores existem para esse carro? 1.0, 1.3, 1.4, 1.5, 1.6, 1.75, câmbio de 5, 6 marchas, manual, dualogic, dualogic plux, mega dualogic, mono fuel, flex, quadfuel, rs… enfim.

      E sobre a VW, sempre teve motores para colocar nas vitrines sim, embora, não costumavam aparecer nos populares. Pensando nesta época que ele trabalhou lá, tinha o motor do Jetta 2.5 5 cilindros, que é um show a parte, e o proprio TSI atual, entre outros do passado que dispensam comentários.

      Até sobre a Toyota, nos somos obrigados a ficar sem argumentos…
      Enfim, eu gostei muito do texto dele.
      Abcs!

      • tiago

        Obrigado por apresentar argumentos…

        Quanto ao número de motores, acho que não fica muito acima da média para mais de 20 anos de mercado e uma família que compreendeu hatch, sedan e perua.

        Os câmbios não foram tantos, o de seis marchas, se não me engano só foi usado no siena. dualogic e dualogic plus é só uma revisão. a mesma coisa a vw, Em 2008 motor 1.0 4l tinha um nome, depois mudou para vht e por fim TEC. Tetrafuel foi uma versão para pessoas que queriam veículo convertido de fábrica, foi uma demanda mercadológica.

        Sobre os motores em vitrine, a fiat teve belíssimos motores, Trouxe o primeiro 16 válvulas no tempra, o primeiro com acelerador eletrôncio ( 1.3 16v ), o 1.4 tjet foi um dos responsáveis pela volta do turbo em maiores escalas. Não nego, porém, que, atualmente os motores da fiat estão muito defasados.

        Sobre a toyota, todos sabemos que um pouco dessa “fumaça” tem um certo “fogo” de respaldo, é uma das campeãs em “reliability” e cobra por isso.

        Enfim, o post foi bom, só me incomodou o esteriótipo de países.
        abçs!

  • The Monster Man

    Bacana a declaração, uma pena o mercado atual, boa sorte na nova jornada.

  • J_Eduardo

    Achei legal, mas esperava um pouco mais sobre alguns detalhes que muitos de nós tem curiosidade. Uma prima também trabalhou em concessionária e dizia que a margem dos vendedores é bem reduzida e que o lucro das lojas é enorme, disse também que a “empurroterapia”de acessórios que é onde os vendedores ganham mais. Isso sem contar a pressão das fabricas sobre as lojas….é um mercado com muita coisa que precisa ser explicitada, mas concordo com ele que os brasileiros estão aprendendo.
    O que está acontecendo com o país é muito melhor e maior que apenas a compra de carros, por que estamos aprendendo sobre o que é a vida em sociedade e como funciona o jogo, o que faremos com isso é outra coisa, mas as coisas estão mudando…. E nem estou falando do corrupto do E. Cunha caindo ou do PMDB estar dando um golpe no país mais uma vez, apoiado pelas elites e pela mídia….Voltando ao texto, dou os parabéns, mas como disse poderia contar mais e com mais detalhes internos sobre as marcas….Quem sabe uma parte 2. FICA A DICA…

    • Coincidência também estou desempregado no momento, inclusive fui vendedor apesar de não ser de carros. Mas respondendo a sua pergunta te afirmo que o mercado de venda como um todo é muito próximo a situação política do Brasil no momento. Aqui no RS tivemos recentemente médicos que ganhavam comissão por indicar implantes de certo tipo de próteses, com um detalhe, o paciente não precisava da prótese, mas mesmo assim era feito a intervenção cirúrgica e o médico ganhava sua comissão. E todos os ramos de vendas estão virando isso. Hoje postos de gasolina impõem metas para o frentista (aditivos , extintor ) que precisam ser cumpridas para manter o emprego.

    • Lucas

      Impeachment é constitucional e nunca foi (e nem será) golpe se existe base legal para tal ato. Apoiado pelas elites? A reprovação da presidente é massiva e compreende quase 90% da população do país! Mídia? A mesma que passou mais de uma década endeusando o lula e apoiando seu populismo desenfreado e irresponsável? Por favor… Você diz que o que está acontecendo no nosso país é muito “MELHOR e MAIOR” que apenas a compra de carros. Como é possível enxergar algo de bom em toda essa situação de crise, mesmo depois de ler um relato tão desesperançoso como o do nosso amigo vendedor?

      • J_Eduardo

        Seria, se quem o propôs não o tivesse feito para driblar seus atos de corrupção e tentar se safar ou mesmo punir quem permitiu que ficasse exposto. Quanto ao motivo pelo afirmo que é GOLPE, basta verificar que quem o está defendendo praticou em sua gestão no executivo ou tem no partido governadores e prefeitos que usaram das mesmas manobras. Que por sinal, não se configura necessariamente no que é necessário a este processo de impedimento. Tudo isso, fora que não gostar do presidente não é justificativa para processo de impedimento, até pq contra ela não pesa nenhum crime de corrupção (basta pesquisar fora da globo, o impedimento defendido no congresso não haver com corrupção….)
        Mas provavelmente o que diversos lideres internacionais, brasilianistas, jornalistas e juristas conceituados nacionais e internacionais, presidentes de países vizinhos, como o Argentino que é de direita, dizem, não devem fazer muito sentido, pois todos devem ser petistas e comprometidos em roubar nosso país, correto mesmo devem estar o PSDB e o PMDB que querem chegar ao poder se ser pelo voto direto….
        Bom, mas não perca seu tempo comigo, por que provavelmente deve me considerar um petista, esquerdista iludido e corrupto, deve estar com vontade de me xingar e tal…espero que não…. Mas, voltando ao meu ponto aqui, como professor da rede pública estadual do Rio de Janeiro, vejo SIM uma revolução em marcha e ela não está nos jornalecos e nos lixos editoriais da mídia tradicional, esta por sinal, ainda não a enxergou isso….a mudança não virá este ano ou no próximo, será de longo prazo, pois setor sociais, em especial os mais jovens, que pouco espaço tem na mídia, estão desenvolvendo consciência de classe.Estes jovens, estão começando a entender o que são direitos, ou que são benefícios e o que significa o imposto alto que ele paga que não vira escola e nem hospital ou segurança publica…Isso ainda demora…mas esta ocorrendo e assim, como não aceitamos mais carros pelados e sem determinados, itens estas classes sociais estão avançando e quem não entender isso no meio politico e na sociedade servil brasileira vai perder o barco da história….até pra roubar, estes corruptos vão precisar aprender….

        • Tosoobservando

          PMDB chegara pelo voto direto, afinal foi eleito junto com o PT!

          • Marco Antônio

            ba dun ts

          • Daniel

            Será golpe se o impeachment for pelas “pedaladas” que M.T. também fez (e em valores maiores). Se tirar a D. R. por conta de “pedalada”, tem que ser coerente e tirar o M.T. no segundo seguinte.
            E então convocar novas eleições (das quais M.T. não poderia participar pois foi considerado Ficha suja por lance de doações acima do limite).

            • Tosoobservando

              Mas a sequencia dos fatos sera essa exatamente, o procurador Rodrigo Janot ja apresentou denuncia contra ele, ou seja, é o proximo da lista.

              • Daniel

                Por isso que estou dizendo… se não for… É GOLPE!

                Falando nisso, teria que apresentar denuncia também contra prefeitos e governadores que tbm fazem isso direto! (fazer a faxina completa!)

                • Tosoobservando

                  Acredito que seja o estopim pra isso, parece que o Brasil caminhara pra mais sensatez com as contas publicas.

        • Lucas

          Te xingar? Amigo, quem se utiliza desses recursos geralmente não são os que defendem a direita. Eu concordo com você quando diz que a massa (entenda os afetados direta e indiretamente pela crise econômica que assola nosso país) está “acordando”, e quando aplica essa metáfora da maior seletividade no setor automotivo a outras partes da sociedade. Está corretíssimo, menos quando não atribui crimes de responsabilidade à presidenta e quando diz que a mídia internacional chama o impeachment de golpe. Dê uma olhada nas fontes se não acreditar, mas te lanço alguns exemplos: ‘Isso não é um golpe de Estado’ – Le Monde, França, ‘Dilma empurra o Brasil para o abismo’ – The Washington Post, Estados Unidos,‘Dilma deveria convocar eleições ou renunciar’– The Guardian, Reino Unido etc etc.

          Pesquise acerca dessas e outras dezenas de matérias em jornais internacionais e você perceberá que está sendo enganado.

          Segundo ponto: Suponhamos que a Dilma tenha sido eleita democraticamente (o que provavelmente não aconteceu, já que se é impossível auditar os votos, a veracidade de um pleito deve ser posta em cheque, ainda mais sabendo que a famigerada smartmatic pode ser hackeada facilmente), quem votou nela também votou no Temer. Então chamar de golpista um candidato votado por você mesmo, é no mínimo irônico.

          Pra finalizar nosso diálogo, apostar suas fichas num levante feito pela juventude atual, sinto dizer, é inocência. Nunca tivemos jovens tão idiotizados e alienados como os de hoje. A sexualidade é posta à frente de TUDO quanto é essencial à uma sociedade, e a já completamente rechaçada luta contra o capitalismo ainda é corrente majoritária em quase todos os cursos de ciências humanas das universidades públicas. As “lutas” deles são contra o “patriarcalismo”, capitalismo e a favor de uma perversão sexual completamente liberada, sem esquecer da liberação da maconha. Então, vemos que não existe gente mais inócua do que quem mantêm esses ideais completamente sem sentido, acima de algum realmente útil pra nossa sociedade. Se não acredita, basta fazer um tour pela sua ex-faculdade… Não dá pra esperar coerência de uma juventude burra. E são maioria.

          Ah, e a globo foi a maior aliada do pt desde 2002, tanto que recebeu mais de 22 bilhões do governo em troca de espaço pra publicidade. A questão é que a merda foi tão grande, que simplesmente não tinha mais como esconder, amigo. Chama-la de golpista é fratricídio.

          • Fred Fuchs

            Amigo, uma coisa ele disse certa: não perca tempo com ele.

          • J_Eduardo

            Amigo, de boa, quem viver verá…, provavelmente não tem contato com as classes mais pobres e com os jovens mesmo de outras classes sociais diretamente, sua visão a cerca deles é bem parcial….. E sinceramente não dou mais um ano após a saída dela para LAVA JATO acabar disfarçadamente para não dar na vista. Pq após prenderam a quadrilha do mal e pais volta ao paraíso nas mãos do PMDB e PSDB …e isso é muito evidente…Interessante que a mídia internacional que vc cita, geralmente apoia os mesmos partidos de direita que hoje defendem o golpe….e os partidos de direita de seus países…mas como já disse, quem viver, verá….

            • Sergio

              Eduardo, a Dilma pedalou (maquiou as contas, empréstimos ilegais) em ano eleitoral pra poder mentir na eleição dizendo que teria dinheiro pra FIES, PRONATEC, Bolsa Família, etc. Então ela agiu com dolo, é bem diferente.
              Só foi ela ganhar a eleição pra aumentar gasolina, energia… e vir a tona que não tinha dinheiro na verdade. Isto tira a confiança de quem ia investir no país, os investimentos são paralisados por causa desta perda de confiança. Ninguém está dizendo que a Dilma matou ou roubou alguém, bateu carteira, etc, mas ela como presidente do país, cometeu um crime de responsabilidade. Foi negligente com as contas, sabia que estava sendo negligente, e mentiu sobre isto para obter vantagens na eleição.

            • Cris Dorneles

              Tu bebeu quantas? Brasil, paraíso nas mãos do PMDB e PSDB? Sério? Tu acredita em Papai Noel, Coelho da Páscoa, Saci….

            • Lucas

              Temos um vidente entre nós!!! Se você prevê o futuro com tanta clareza, não sei o que está fazendo dando aula na rede pública; deveria ter apostado na mega da virada. Ironias à parte, não vou mais discutir porque claramente seus argumentos são baseados em puro devaneio.
              Ps: Você é exatamente um dos culpados pela tal juventude alienada que eu citei, se transmite sua opinião a fim de doutrinar ideologicamente seus pobres alunos.

            • DinhoRoxxx

              Sinceramente o melhor governo que tivemos nos últimos tempos no Paraná foi o PMDB do Requião (fazia investimentos e dava reajuste para os servidores), embora muita gente que trabalhou com ele diretamente com ele não goste dele por ser uma pessoa difícil de trabalhar.

              O governador atual do PSDB, é uma piada, não da reajuste direito para os servidores e não faz praticamente nada, além de atrasar todos os pagamentos para prestadores de serviço.

              A alguns anos atrás ele deu um aumento que dizia que era 30% mas se vc visse o contracheque de quem recebeu o aumento via que só recebia mais 4 reais na pratica, sendo que sempre tinha que fazer 2 greves, uma para o aumento e outra para receber o dinheiro do aumento.

              Ele também chegou a gastar o dinheiro da previdência dos servidores estaduais para cobrir o rombo que ele mesmo fez, não sei como se não pagava nada e não dava aumento para os servidores, apenas tendo greve por parte dos professores que de inicio a globo ficou do lado dos professores e depois mudou para o governador, depois de receber dinheiro pra fazer propaganda boa do governo.

              O PT na prefeitura de Curitiba está agindo como o PSDB agia, isso que me informaram os funcionários, que estão sem reajustes e também não vemos obras, antes mesmo da crise.

        • Sergio

          Professor da rede pública estadual… me desculpe amigo, mas eu só lamento por vc, pois ou vc é um, ou está entre um antro de doutrinadores. Tomara que vc esteja entre, que são a minoria, e não ensine apenas uma visão de mundo pra seus alunos. Sou a favor do projeto ‘Escola sem partido’, e espero que vc também seja.

          • Marco Antônio

            Isso é perjúrio para qualquer professor da rede pública. Cuidado.

            • Sergio

              Marcos, eu não disse que todos são. Responsabilidade jurídica, a gente vê por aqui! :)

              • Marco Antônio

                kkkk Não, fique de boa. Eu que estou afirmando. Falar disso é um pecado para qualquer professor da rede pública que tem como função doutrinar!

        • Pessoalmente concordo em partes do seu comentário. Todavia discordo da parte da evolução da responsabilidade do jovem. Pega um exemplo São Paulo e as escolas ocupadas. A reivindicação é alimentação, lanche não serve. Eu até aceito esse argumento se fossem crianças, mas marmanjos de 13 anos ou mais indo para a escola por causa da comida? Coisa de seriado chaves do sbt. E outra , o jovem hoje está mais preocupado com descriminalização da maconha do qualquer outra questão realmente útil ao desenvolvimento do Brasil. Quanto a disputa do poder político vejo a questão da seguinte forma , por um lado um partido querendo assumir o poder de forma não usual , mas do outro lado um partido há anos no poder e que não quer largar o osso de forma alguma , inclusive incitando a população. Quanto a políticos desonestos todos os partidos os possuem tanto o que está no poder como o que quer assumir. Mas confesso que o que fizeram com a Petrobras foi a gota da água. Opinião pessoal.

          • Sergio

            imgur. com/YusBbqi :)

      • CharlesAle

        Vishi, cara na boa..Nem de atenção para os que defende Dilma e seu péssimo governo, ou que chama o impeachment de golpe.Pois quando eles ficam sem argumentos, passam a querer te xingar e tal.Os fatos estão ai, se eles ignoram, ou estão aqui para defesa dos corruptos, deixem eles..Muitas vezes é desespero..Pois muitos ganhavam com a roubalheira..

    • T1000

      Como qualquer funcionário da iniciativa privada que não traz resultados para a empresa, ela está sendo “demitida” por não trazer resultados para o país.

      • J_Eduardo

        O exterminador T1000 realmente está envelhecido, pq não tá dizendo coisa com coisa…viajou…

        • T1000

          Como todo e qualquer vermelho que não tem argumentos este desqualifica o interlocutor.
          Só por Pasadena essa mulher deveria estar respondendo improbidade administrativa por dano ao erário e negligência. Sequer deveria ter concorrido à presidência.

          • J_Eduardo

            Pô meu camarada tentei levar na boa na brincadeira e vc vem com essa…Sua resposta apenas provou que não sabe direito o que tá dizendo. O processo de impedimento que foi levado adiante no congresso nacional, que foi aprovado naquela vergonha palhaçada que foi protagonizada e pelo Congresso Nacional e que hoje está no Senado, SÓ DIZ RESPEITO as tais pedaladas fiscais, ou melhor explicando manobras contábeis para pagar contas do governo em dia, sendo que principal programa que seria prejudicado seria o Bolsa Familia (quero pro favor, nem vamos debater aqui…).
            Pelo que consta nos autos do processo de impedimento e mesmo na LAVA JATO ela não é acusada formalmente de nenhum ato de corrupção (mesmo que eles existam).
            Apoiar este GOLPE é fazer o jogo dos partidos políticos que tem muito a ganhar com a saída dela, que são O PSDB, o DEMOCRATAS e o próprio PMDB. Por sinal, ela caindo, a LAVA JATO morre e não demora mais um ano, mas não se iluda, eles farão de modo a dar a entender que os criminosos foram condenados. E mais dois anos, a excessão do LULA, todos estarão soltos. Quem viver verá…..

            • Sergio

              Lava-jato vai continuar sim, que inclusive agora está com parceria com o FBI pra julgar Pasadena.
              E as coisas estão indo além PT, olha o Cunha aí que já rodou…

      • Concordo plenamente. As pessoas não entendem que político deve ser encarado como profissão. Se o resultado não for satisfatório para os sócios (no caso do Brasil somos nós ) deve se desligar o funcionário. Hoje estamos sem governo a nível federal, pois a última coisa que ela faz é governar. Esta somente preocupado em se manter no poder. Que ao menos trabalhe até o último dia e saia de cabeça erguida.

    • mjprio

      Queria so saber onde esta o golpe as elites e a midia nessa história. Eu nao sou elite como muitos outros que carregam esse pais nas costas. Nao gosto do PMDB nem de Cunha nem de ninguém. Mas dai dizer que golpe depois do estrago que esses bandidos comunistas de araque fizeram no pais e forçar a barra. Midia: a Globo ta em cima do muro. Porque tem muito artista dela levando grana na lei Rouanet a torto e a direito. Alem do mais nao foi o filho do Lula que foi pego abrindo uma garrafa de vinho de 5000 usd nos states? Que elite e essa então ?

  • Daniel

    Na engenharia, no direito, na medicina, como executivo, empresario ou em qualquer segmento, a aprendizagem em vendas sera sua companheira e certamente um diferencial. Vida que segue. Saude e sucesso.

  • Jackson

    Parabéns pelo relato, desejo-lhe sorte e que consigas um emprego.

  • Thiago

    Vem pra Sorocaba amigo, o setor imobiliário ta crescendo há mais de 5 anos, conforme as pessoas se mudam pra cá, mesmo com a retração do mercado e a crise. na questão da css, muito bem escrita e concordo, aqui tá feio de atendimento e pós venda

  • Douwe

    “Mas ela sabe que o seu cliente vai usá-la, ou o carro que for, por 10 anos e só vai fazer revisão e trocar peça de desgaste natural. Claro que não vou dizer que o carro dela não quebra, mas nesses 13 anos de carro nunca vi coisa igual.”

    Depois tem gente que acha que Corolla, Hilux e SW4 vendem feito água apenas porque dão status.

  • Zoran Borut

    Há alguns dias conversei com um amigo ex-vendedor de concessionária que esteve entre os milhares de demitidos no setor nos últimos 18 meses. Devido à idade, ele tem dificuldade de encontrar trabalho e fica perplexo com alguns salários oferecidos em algumas vagas – cerca de 1/10 do que ele recebia há pouco mais de um ano. Mudar de ramo, para esses demitidos, não é opção, é obrigação. Como ocorreu nas demissões em massa no setor bancário na época do FHC.

    • Olha o salário mínimo tá beirando os R$ 900,00. Se teu amigo vai ganhar o mínimo e for 1/10 do antigo salário dele significa que ganhava 9.000,00 mensais. Se for verdade deve ter pego uma boa rescisão. No mais quem ganha salário desse nível tem reservas e é do perfil de iniciar um negócio próprio.

      • Zoran Borut

        Pior que não. Quem não ganha salários dessa faixa geralmente acha que a pessoa vive bem e com reservas, mas na prática não é o que acontece porque acabam mantendo um padrão de vida insustentável, gastando quase tudo que recebem. Nem esse meu amigo nem o superior dele que também foi demitido conseguiram recolocação, e o negócio próprio que meu amigo tinha também faliu. Gente com 20 anos de experiência em vendas de carros zero.

      • Cristiano_RJ

        Não necessariamente. A tendência é a pessoa adaptar seu nível de vida ao seu salário. Daí, começa-se a viajar mais (e melhor), comprar carros mais sofisticados, frequentar restaurantes… e os gastos sobem bastante.

  • Zé Mundico

    Como todo profissional, o bom vendedor tem que ir atrás do que está acontecendo no mercado. Se carro não dá mais, sempre existirão opções, embora o país esteja lascado em todos os ramos.
    Mas é uma profissão muito sacrificada e o cara tem que matar um leão por dia. Já fui vendedor (não de carro) e hoje tenho negócio próprio e nunca mais quero vender coisa nenhuma na vida.
    Boa sorte na nova atividade.

  • Evilázio

    Parabéns pelo texto!

  • Lucas086

    O fato que antes o consumidor antes era mais desleixado, se dava para pagar, tava bom, então as lojas, as montadoras e os vendedores enfiavam a faca sem dó, apesar que ninguém é obrigado a comprar nada. Com as dificuldades aparecendo, o consumidor virou mais exigente, pesquisar, fazer conta, e isso incomoda os vendedores, que parecem que querer tirar a comissão do mês em uma venda. Então, agora que tiveram carros que subiram 10 mil temers do ano passado para esse ano, o negócio apertou. Óbvio que tem gente que compra sem.pesquisar, e isso faz a alegria dos ccs. Mas enfim, que pena que está desempregado e boa sorte na nova empreitada, trabalhador bom nunca fica parado.

  • Cris Dorneles

    Gol é Gol…tem gente que ainda pensa assim, não ao modelo, mas também a marca… (foi o que uma vendedora me disse, ao me ofertar uma Spacefox com calotas por 66 mil Temers, em janeiro, quase o preço do Corola de entrada…)

  • Tosoobservando

    Sim quando comparamos com o resto do mundo ainda estamos bem atrasados, e vamos continuar estando por alguns seculos, infelizmente.

  • Lauro Agrizzi

    Relato muito interessante, mas que mostra os paradigmas dos vendedores e do mercado de vendas e a falta de profissionalismo e falta de preparo de quem compra carro. As decisões são sempre tomadas sem o conhecimento e as reais necessidades dos compradores e os vendedores se aproveitam dos compradores mal preparados. Também fica evidente o estrago que o governo e as falsas políticas fizeram no mercado.Sem contar que a saída encontrada pelo autor o faz voltar a estaca zero e começar tudo de novo, sem aproveitar os seus 13 anos de conhecimento e experiência indo para um novo setor tão sofrido quanto.

    • T1000

      Vender é sempre mais questão de marketing e convencimento do que conhecimento.

  • Matozao

    Belo relato, infelizmente o mercado em geral está passando por momentos difíceis aqueles que estão empregados valorize o máximo possível

  • paulo henrique

    TOP

  • Alvaro Guatura

    Gostei muito do relato, da forma como escreveu… nos faz refletir como o mercado mudou um pouco tempo. Essa época do “Gol é Gol” era triste, felizmente o brasileiro está mais aberto mas ainda paga caro por pouco.

  • Rodrigo

    Também acho que o carro brasileiro evoluiu bastante em termos de segurança e equipamentos e tecnologia. Parece irônico eu escrever isso, mas o Inovar-Auto parece que está surtindo o efeito esperado. Falando hj, será que se não houvesse o programa a nossa indústria teria evoluído tanto? Será que se não houvesse o super IPI para montadoras que não possuem fábrica aqui o desemprego e a queda nas vendas do setor não seriam ainda piores? Pode parecer demagogia, mas às vezes o remédio é amargo mas sem ele a doença toma conta. Só minha visão do fato.
    Poderia ser melhor? Com certeza! Pagar tributos em cascata da ordem de 50% ou mais em um bem durável é extorsivo e burro, já que notoriamente não fomenta desenvolvimento, emprego e muito menos a tão falada transferência de renda alardeada pelos governos sociais.
    Faço votos que o novo Governo que se avizinha seja mais liberal que social, de modo que permita a qualquer brasileiro, através do seu esforço e trabalho, possa adquirir o veículo que melhor se adeque a seu gosto e necessidade sem ter que pagar o dobro ou o triplo do que ele realmente vale. E voltarmos novamente ao 5º ou até ao 4º lugar no ranking mundial.

  • Brenno

    Excelente relato. Fico feliz por você não ter desanimado e digo mais: NUNCA pare de estudar, é a arma mais forte que você tem. Anos atrás, decidi largar a estabilidade em nome do que eu queria e ainda não obtive tudo que almejava, mas estou uma marcha acima do que estaria atrás e não me arrependo. Vai na fé que logo estará empregado!

    Obs: Com a larga experiência em vendas, pode-se pensar em vender outros produtos: alimentos, cosméticos, roupas, etc. A partir do 3º ano de Engenharia você pode solicitar o CAT e dar aula em escolas. Sempre há um caminho, basta decidir entre o que é fácil e o que é correto! Abraço

  • The Canadian

    Engenharia está complicada mesmo, civil pelo que li e por amigos engenheiros está no limbo devido a essa “marolinha”.

  • tiago

    Eu frequento este site desde sua fundação, e assim continuarei. Sempre sugeri matérias e comentei quando julguei pertinente.
    Não estou aqui para mendigar likes, nem ser agradável, mas me comprometo a respeitar, sempre.
    Você fala em figuras de linguagem, mas, no trecho que destaquei, elas não estão presentes, o que está presente é uma “crítica” infundada, na minha opinião, à industria automotiva italiana, e pedi esclarecimentos quanto a isto, posso mudar minha maneira de pensar, dependendo do que for apresentado.

    Quanto à correção que fiz, é um simples toque, o aprendizado passa pelo erro, eu erro, você erra e com o autor não é diferente, a correção é uma forma de aprendizado, quando eu errar quero ser corrigido, pois quero aprender até o último dia de minha vida. Eu gosto que apontem meus erros, pois trato isto como uma oportuniade de aprender.

    Se o autor achar que minha abordagem foi desagradável peço desculpas e deleto o comentário, sem problemas, estou aqui para trocar idéias sobre carros, não para ofender nem diminuir ninguém.

    Confesso que vejo muito a industria automotiva FRANCESA/ITALIANA/CHINESA ser malhada, e quando acho a “malhada” injusta questiono. Eu mesmo já malhei carros chineses, mas percebi que estava sendo irracional, pois nem conhecia os produtos direito, hoje vejo que os chineses têm um longo caminho a trilhar, mas podem, dentro de alguns anos, crescer e ganhar reputação como a KIA/HYUNDAI.

    Enfim, minhas sinceras desculpas se ofendi alguém.

    • mjprio

      Cara so me loguei aqui pra te parabenizar pelo que falou. Gente de personalidade. Meu pai dizia que as vezes tem que incomodar

      • tiago

        Muito obrigado, não quero ser “chato” nem ofender ninguém, mas uma coisa eu te garanto, dos meus professores, os que mais me ensinaram, foram os que incomodaram, me tirando – como aluno – da zona de conforto, e este tipo de professor não costuma ser muito querido.
        Sou advogado tributarista graças a um professor que colocou minhas notas no chão, me fez odiá-lo, mas hoje, se eu o encontrasse, o agradeceria.

  • Bispo

    Conclua seu curso, tente fazer especialização fora do BR…….e por lá fique…. daqui 05 anos saímos do buraco e xx anos depois …voltamos.

    nossos políticos não pensam no país… só como chegar e se manter no poder…com total cumplicidade da maioria dos que votam, seja pela bolsa “comida”, seja pela ignorância.

  • Ailton

    “Vendia GOL sem dar R$1.00 de desconto…só IPI ZERO!!!”
    Está aí a comprovação que não tem que abaixar impostos, sem a contrapartida das montadoras de baixarem também os lucros.

    • Marco Antônio

      Se o cliente não queria, tinha outros 1000 querendo. A questão não é só montadora governo, é o consumidor que não é exigente. Teoria do Valor subjetivo.

  • leitor

    História legal que merece elogios. Até a capotada serve como aventura, ainda bem que escapou. Eu não quero passar por isto. Apenas uma realidade afeta a todos nós aqui no Brasil (como existem leitores em outros países) quando se comparam os carros daqui com os de fora. Esse é realmente um dos lados mais tristes da história.

  • Carlos H. Ferreira

    Parabéns pelo relato, trabalho como operador de financiamentos a 12 anos (quase o mesmo tempo que vc) passei e ainda passo por todas estas fases , com alegrias com alguns momentos muito triste , a exemplo do atual, impressionante como nesse período um setor tão importante da nossa economia mudou, e o mais triste é não saber pra onde os próximos ventos nos levarão !

  • Ric53

    Hahahahaha relato incrível!!!!!!! Trabalhar em vendas é fodaa! Altas emoções!!

  • Eduardo Cabral

    Cara, muito parecido com minha história. Passei em torno de 7 anos em concessionária e passei por VW, Peugeot, Renault, Fiat e outras q nem lembro. Não trabalhava com vendas, e sim com a parte operacional da coisa: a preparação.
    Era a parte braçal que não era fácil, isso porque muitos carros inclusive os mais caros, vinham com rebarbas, barulhos e pequenas coisas que as vezes eram difíceis de consertar. O caso mais absurdo foi em um bravo sporting amarelo onde as saias laterais estavam soltas e com tinta espocando.
    Enfim, aprendi muito nesse ramo, soube extrair coisas boas e também as ruins. Atuo em outra área diferente hoje e vejo que o setor está passando por um momento delicado. Concordo que os consumidores estão ficando mais espertos e se as fabricantes não se mexerem, vão perder mercado.

  • Alessandro Rodrigues

    Olha, eu esperava mais um daqueles textos desossando como uma concessionária funciona, quanto ganha, quanto perde, como vender, como pedir desconto e tudo mais. Confesso que até quis que fosse isso, num primeiro momento. Mas piá, que belo texto! Não foi técnico, não foi engenhoso, foi um desabafo de um apaixonado. Parabéns e sucesso!

  • Pierre

    Na civil, mesmos nesses tempos ruins, dá jogo. Persiste aí nos 3 anos faltantes que vai ficar bom.

  • Gutto Morais

    Eu to nessa a quase 10 anos e só nos últimos 2 anos ja troquei 3 vezes de loja. Ta uma merda total, só tem Toytota, Jeep e Honda vendendo a rodo, o resto matando cachorro a grito. Infelizmente não tenho formação nenhuma, só vendo carros a 10 anos. Ja cheguei a fazer salario de 7 mil reais num mês, hoje se fizer um terço disso ja tá bom demais…Vender carro no Brasil ja era. País do futuro….futuro de Cuba, Venezuela…

  • Joka

    Excelente relato. Meus Parabéns! Sou formado em Comercio Exterior, e atuo nessa área a mais de 10 anos. Hoje, tenho certeza de que não é isso que eu quero para a minha vida profissional. Como um apaixonado por carros, gostaria muito de entrar no ramo automotivo para trabalhar porem com 35 anos e com essa crise que parece não ter data para acabar, fico ate meio “desencorajado”… Mas não costumo desistir tao fácil assim e ficaria feliz se você me desse algumas dicas iniciais de como eu poderia entrar no ramo automotivo e tentar carreira nele. Já trabalhei como vendas internas e atendimento… Conseguiria me ajudar nessa, pela sua grande experiencia nessa área??

  • Rafael Trindade

    Parabéns pela sinceridade e sucesso na nova empreitada!

  • Freaky Boss

    podia ter jogado uns podres no ventilador. kkkk

  • dmbrum19

    Muito bom o relato, sempre quis ser vendedor em concessionária, apesar das adversidades.



Send this to friend