Matérias NA Sedãs Toyota

Corolla 2015: preços, versões, conteúdo, motor, etc

Corolla 2015: preços, versões, conteúdo, motor, etc

O Corolla 2015 foi a décima primeira geração do sedã médio da Toyota e chegou ao mercado brasileiro com a missão de manter a liderança do modelo no segmento de sedãs médios.


O produto da marca japonesa – produzido em Indaiatuba-SP – trouxe um visual mais orientado para o público de fora dos EUA e China, sendo o mesmo proposto para a Europa.

Essa divisão na geração 11 ficou mais acentuada posteriormente no facelift e no modelo seguinte. Sem concorrentes fortes em emplacamento, o Toyota Corolla começou a fazer mudanças para atrair novos consumidores.

Uma delas foi a introdução do câmbio CVT no lugar do velho automático de 4 marchas, que acabou indo para o Etios. O objetivo é buscar não só maior eficiência, mas mostrar que o produto pode atrair compradores mais novos também.

Ao mesmo tempo, o sedã da Toyota manteve as características que seus clientes admiram, como bom espaço interno, porta-malas generoso, conforto ao dirigir e robustez mecânica.

Assim, o Corolla 2015 preservou os motores 1.8 Dual VVT-i e 2.0 Dual VVT-i, assim como um ambiente com qualidade, apesar de simples em conteúdo.

Melhorando na aerodinâmica, cujo cx era de 0,29, o três volumes nacional também preservou a simplicidade mecânica, mantendo o eixo traseiro de torção, mas alterando a direção elétrica, que ficou 8% mais direta.

O aumento do entre-eixos de 2,600 m para 2,700 m também possibilitou mais espaço para as pernas de quem vai atrás. Já o novo painel, deixou o Corolla 2015 mais sofisticado.

Com mais de 40 milhões vendidos na época, o modelo não acrescentou mais tecnologias importantes na parte mecânica, oferecendo quatro versões (GLi, GLi CVT, XEi CVT e Altis CVT), sendo que apenas as duas primeiras são 1.8 litro.

Tendo um bom valor de revenda, o Corolla manteve os preços altos na linha 2015, algo que se mantém até os dias atuais. O nível de conteúdo melhorou pouco e alguns itens, como a multimídia, desviaram da conectividade plena.

Em alguns aspectos, o sedã melhorou bastante, mas em outros, continuou devendo. Isso aconteceu especialmente em conteúdo e sofisticação.

Nesse último, adicionou uma multimídia trouxe navegador GPS, DVD e TV Digital, mas não dispunha de sistemas de integração com smartphone, como Google Android Auto e Apple CarPlay.

Bancos confortáveis, revestimento em couro (dependendo da versão), ar condicionado automático, direção elétrica e outros itens são necessários, mas não destacam tanto o produto, apesar de seus clientes aceitarem essa proposta frugal.

Fabricado em diversos países, o Corolla 2015 se destacou pela oferta de airbags em relação à geração anterior, tendo de série cinco bolsas infláveis e mais duas de cortina na versão Altis.

Assim, proteção frontal, lateral e de joelho do motorista vinham em todas as versões, com proteção adicional para cabeças na opção topo de gama.

O acréscimo em airbags foi bom, mas a segurança ainda estava a desejar. O sedã ainda não ofertava controle de tração, controle de estabilidade e nem assistente de rampa, itens que finalmente só chegariam na atualização de meia vida.

Com evolução gradativa, porém, muito lenta, o Toyota Corolla 2015 demora muito a responder tecnologicamente ao mercado, embora pareça que isso tenha mudado recentemente, quando até uma opção híbrida flex foi lançada aqui.

Mesmo que o lema “em time que está ganhando, não se mexe”, a Toyota aplicou boas mudanças na linha 2015, que aproximou seu produto, apesar de líder, do restante da oferta do mercado.

Econômico e com desempenho condizente com a proposta, o Corolla 2015 chegou em boa hora e valorizou mais sua imagem, deixando de ser apenas um carro com “arroz e feijão”, entregando apenas o necessário.

Além disso, o aumento no porte deu ao carro um comportamento melhor, mais neutro. Bem silencioso, o sedã manteve boa frenagem e suspensão bem calibrada, o best seller da Toyota foi bem na geração 11.

Corolla 2015 – detalhes

Corolla 2015: preços, versões, conteúdo, motor, etc

Visualmente, o Corolla 2015 tinha formas mais arredondadas e volumosas. A frente curvada trazia faróis duplos com projetores, bem como repetidores de direção e lanternas de posição.

Na versão Altis, vinha com três LEDs em cada lente, funcionando como luz diurna. Essa parte dos faróis se fundiam esteticamente com a grade cromada, dotada de três frisos.

Esse conjunto descrevia junto com o para-choque, um “V” invertido, sendo essa a principal característica estética dessa geração 11 em parte do mundo. Grade inferior preta e molduras laterais compunham o protetor.

Nas versões XEi e Altis, o Corolla apresentava ainda faróis de neblina nessas molduras laterais, bem como parte inferior da grade central na cor do carro. Já as rodas de liga leve aro 16 polegadas tinha estilos diferentes.

No Corolla GLi, elas possuíam lâminas e recortes, totalizando cinco. Já as opções XEi e Altis vinham com desenho de múltiplos raios, que davam um ar mais sofisticado ao sedã.

As maçanetas e os retrovisores eram na cor do carro, com o segundo tendo repetidores de direção. O basculamento elétrico só no Altis. Nessa versão, as maçanetas tinha frisos cromados e sensor presencial para abertura e iluminação.

Assim como com os faróis, as lanternas do Corolla 2015 lembravam folhas de inverno, tendo iluminação por lâmpadas na GLi e parcialmente em LEDs nas outras duas versões.

Elas eram ligadas através de um acabamento cromado sobre a placa de identificação, que levava ainda a nomenclatura do modelo e sua motorização. O para-choque reproduzia os vincos frontais e vinha com dois refletores.

Sem teto solar elétrico, item que só aparecia na atualização de meia vida, o Corolla em 2015, não contava nem com antena no teto, sendo esta interna. Liso, ele privilegiava a aerodinâmica até com pneus de baixa resistência à rolagem.

Por dentro, o sedã médio da Toyota ganhara um painel bem mais moderno que o anterior, que ainda respirava a década anterior, sendo bem antiquado. O novo conjunto era mais apreciável, mas mantinha ainda algumas coisas do passado.

O painel tinha um desenho bem agradável, que chega a ser mais interessante que o conjunto visto em seu sucessor. Ele era separado em três partes, sendo que a superior (em material soft) tinha difusores de ar e relógio digital, bem anos 80.

A parte central concentrava difusores de ar e moldura central em Black Piano para áudio/mídia, tendo ainda alerta de airbag do passageiro. Essa parte toda era revestida por material costurado, que não era macio, mas tinha boa textura.

No Corolla Altis, essa parte era bege, enquanto nos GLi e XEi, eram em cinza. A parte inferior era preta e vinha com porta-luvas de bom espaço e iluminado, além de ar condicionado (automático em XEi e Altis), bem como acessos de serviço.

O cluster era analógico com três mostradores, com dois de fundo azul com conta-giros e velocímetro, tendo ainda o menor com nível de combustível.

Um display central para computador de bordo era em TFT apenas nas versões XEi e Altis, tendo inclusive um velocímetro digital. Ao centro, a GLi vinha com sistema de áudio com display digital e CD player, tendo ainda Bluetooth e USB.

Nas demais, o dispositivo era uma multimídia com tela de 6,1 polegadas, que trazia um navegador GPS pouco intuitivo, além de CD player, DVD, Bluetooth, câmera de ré e ajustes internos.

O volante do Corolla 2015 tinha três raios e um centro com costura sobre um revestimento preto, que não era soft. Era de couro a partir do GLi e tinha comandos de mídia, telefonia e computador de bordo.

Ajustável em altura e profundidade, essa direção elétrica tinha ainda controle de cruzeiro em uma hasta clássica da Toyota para as versões XEi e Altis. Na GLi CVT, era realmente um pecado sua inexistência, pois, significa conforto ao dirigir.

No túnel, um cinzeiro com fonte 12V, além de base cromada para a alavanca do Multi Drive, cujo seletor era em forma de escada e opção de mudanças manuais, mesmo na GLi, onde realmente apareciam opções virtuais de marcha.

As portas tinham bom acabamento, mesmo na GLi, tendo materiais soft macios na parte superior (um pouco menos nas portas traseiras) e revestimento igual do painel na parte central.

Apenas as versões XEi e Altis tinham sistema one touch nas quatro portas, sendo apenas no motorista, quando na GLi. Os retrovisores e o sistema de basculamento dos mesmos eram perto dos botões dos vidros.

O Corolla 2015 tinha freio de estacionamento manual, enquanto os bancos macios eram revestidos em couro na Altis. Atrás, ele vinha com apoio de braço central com porta-copos a partir da XEi.

Atrás não havia difusores de ar. Retrovisor interno eletrocrômico (menos GLi), espelhos iluminados nos para-sóis, alças de teto e luzes de leitura estavam presentes.

O banco traseiro tinha ainda Isofix para cadeiras infantis. Já o porta-malas de 470 litros podia ter seu espaço ampliado com o encosto bipartido, que não era oferecido no GLi. O estepe tinha desempenho limitado e ficava no assoalho.

Corolla 2015 – versões

Corolla 2015: preços, versões, conteúdo, motor, etc

As versões do Corolla 2015 eram bem equilibradas, não tendo mais a proposta esportivada da XRS, ficando a GLi dedicada aos clientes que querem um carro mais econômico e simples, assim como taxistas, frotistas e aluguel.

Por isso, ela apresentava um motor menor e conteúdo minimalista. Já a topo de linha Altis tinha apenas alguns itens a mais, que não justificavam a grande diferença de preço para o Corolla 2015 XEi.

Este último sim, sempre teve um equilíbrio entre preço, conteúdo e desempenho, empregando motor 2.0 e CVT similares aos da Altis, mas com um pouco menos de equipamento. Ainda assim, ficava melhor que a GLi.

  • Toyota Corolla 1.8L GLi Manual
  • Toyota Corolla 1.8L GLi Multi-Drive
  • Toyota Corolla 2.0L XEi Multi-Drive S
  • Toyota Corolla 2.0L Altis Multi Drive S

Equipamentos

Toyota Corolla GLi 1.8 MT – Motor 1.8 Dual VVT-i, transmissão manual de seis marchas, mais ar condicionado, direção elétrica, coluna de direção com ajustes em altura e profundidade, vidros elétricos nas quatro portas, travamento central elétrico com controle na chave canivete, espelhos retrovisores elétricos, bancos revestidos em tecido, cintos de segurança de 3 pontos para todos, apoio de cabeça para todos, alarme, abertura interna do tanque e porta-malas, rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 205/55 R16, freios a disco nas quatro rodas, freios ABS com EDB, airbags frontais, airbags laterais, airbag de joelho (motorista), relógio digital, computador de bordo, volante multifuncional, sistema de áudio com CD, Bluetooth, USB, quatro alto-falantes e dois tweeters, espelhos nos para-sóis com iluminação, Isofix, entre outros do Corolla 2015.

Toyota Corolla GLi 1.8 CVT – Itens acima, mais transmissão CVT Multidrive.

Toyota Corolla XEi 2.0 CVT – Itens acima, mais motor 2.0 Dual VVT-i, transmissão CVT com sete marchas virtuais e modo Sport, ar condicionado automático, faróis de neblina, apoio de braço central dianteiro e traseiro, banco traseiro bipartido, piloto automático, retrovisor interno eletrocrômico, volante com paddle shifts, sistema one touch para todos os vidros, câmera de ré, multimídia com tela de 6,1 polegadas, volante e alavanca em couro, lanternas em LED, DVD, navegador GPS, computador de bordo mais completo em TFT e TV digital.

Toyota Corolla Altis 2.0 CVT – Itens acima, mais luzes diurnas em LED, chave presencial, botão de partida, rodas de liga leve exclusivas, bancos em couro, maçanetas cromadas, banco do motorista com ajuste elétrico, retrovisores com rebatimento elétrico, sensor crepuscular, airbags de cortina e tonalidade bege nos bancos, portas e painel do Corolla 2015.

Preços

Corolla 2015: preços, versões, conteúdo, motor, etc

No Corolla 2015, os preços se mantiveram altos em relação à concorrência, mas com maior impacto na versão Altis, a topo de linha naquela época.

Contudo, a opção de maior representatividade no mix de vendas era (e ainda é) a XEi, responsável por 70%, com a GLi CVT (Multi Drive) com 20%. As outras duas dividiam os 10% restantes.

O Corolla 2015, naquele ano, tinha duas versões dentro da faixa dos clientes PCD, cujo limite é de R$ 70.000. Por muito tempo, a versão GLi se manteve nessa patamar, mas deixou a posição em prol do Etios Sedan e depois para o Yaris Sedan.

  • Toyota Corolla 1.8L GLi Manual – R$ 66.570
  • Toyota Corolla 1.8L GLi Multi Drive – R$ 69.990
  • Toyota Corolla 2.0L XEi Multi Drive S – R$ 79.990
  • Toyota Corolla 2.0L Altis Multi Drive S – R$ 92.900

Corolla 2015 – motor

Corolla 2015: preços, versões, conteúdo, motor, etc

O Corolla 2015 foi equipado com dois motores de quatro cilindros em linha, fabricados em alumínio e importados do Japão. Bem convencionais em sua concepção, eles traziam duplo comando de válvulas variáveis, o Dual VVT-i.

Essa tecnologia amenizava os efeitos das quatro válvulas por cilindro, o que totalizava 16 válvulas. Com acionamento por corrente, os dois propulsores recebiam ainda injeção eletrônica multiponto sequencial.

Esta vinha com a tecnologia de pré-aquecimento do combustível, eliminando assim a necessidade de tanquinho de gasolina no cofre do motor.

Com 1.798 cm3, o 1.8 Dual VVT-i tinha taxa de compressão de 12:1 e entregava 139 cavalos na gasolina, enquanto no etanol, eram 144 cavalos. Eles eram obtidos a 6.000 rpm.

No caso do torque, eram 17,7 kgfm na gasolina e 18,4 kgfm no etanol, ambos 4.200 rpm. O câmbio com esse motor podia ser manual de seis marchas ou CVT sem simulação de marcha, o que o deixava mais frugal.

Já o Corolla 2015 com o motor Dual VVT-i 2.0 era, de acordo com a Toyota, 15% mais rápido de 0 a 100 km/h e fazia um tempo 27% menor entre 80 e 120 km/h.

Com a mesma taxa de compressão, este 2.0 tinha números maiores. Tendo 1.956 cm3, o propulsor entregava 139 cavalos a 5.600 rpm na gasolina e 154 cavalos a 5.800 rpm no etanol.

O torque oferecido era de 19,4 kgfm a 4.000 rpm na gasolina e 20,3 kgfm a 4.800 rpm no álcool. Ele era montado no sedã apenas com transmissão CVT dotada de modo Sport e sete marchas simuladas.

Desempenho

Corolla 2015: preços, versões, conteúdo, motor, etc

Na performance, o Corolla 2015 ia de 0 a 100 km/h e tinha velocidade final de:

  • Toyota Corolla 1.8 MT – 9,7 segundos e 186 km/h
  • Toyota Corolla 1.8 CVT – 11,0 segundos e máxima de 186 km/h
  • Toyota Corolla 2.0 CVT – 9,6 segundos com máxima de 193 km/h

Consumo

O Corolla 2015 tinha consumo em cidade/estrada com etanol e gasolina:

  • Toyota Corolla 1.8 MT – 7,4/9,1 km/l e 10,7/13,2 km/l
  • Toyota Corolla 1.8 CVT – 7,8/9,2 km/l e 11,4/13,2 km/l
  • Toyota Corolla 2.0 CVT – 7,4/9,1 km/l e 10,7/13,2 km/l

Corolla 2015 – manutenção e revisão

Corolla 2015: preços, versões, conteúdo, motor, etc

O Corolla 2015 tem manutenção a cada 10.000 km ou 12 meses, o que vier primeiro.

Com pós-venda elogiado, a Toyota possui custos de manutenção aceitáveis para a proposta de seu sedã médio, que tinha garantia de três anos sem limite de quilometragem.

Tendo isso como um dos pontos positivos do produto, o Corolla acabou ganhando boa reputação no mercado por sua robustez mecânica, daí a simplicidade geral do projeto.

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
1.8R$ 311,00R$ 663,00R$ 555,00R$ 915,00R$ 546,00R$ 882,00R$ 3.872,00
2.0R$ 311,00R$ 663,00R$ 555,00R$ 915,00R$ 546,00R$ 882,00R$ 3.872,00

Corolla 2015 – ficha técnica

Corolla 2015: preços, versões, conteúdo, motor, etc

Nas medidas, o Corolla 2015 ficou maior que o anterior, ganhando não só em comprimento, mas também em altura e largura. O maior ganho, no entanto, foi o do entre-eixos, que pulou de 2,600 m para 2,700 m.

Motor1.82.0
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm317981986
Válvulas1616
Taxa de compressão12:112:1
Injeção eletrônicaIndireta FlexIndireta Flex
Potência máxima139/144 cv a 6.000 rpm (gasolina/etanol)143/154 cv a 5.600/5.800 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo17,7/18,4 kgfm a 4.200 rpm (gasolina/etanol)19,4/20,3 kgfm a 4.000/4.800 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
TipoManual de 6 marchas ou CVT de 7 marchasCVT de 7 marchas
Tração
TipoDianteiraDianteira
Direção
TipoElétricaElétrica
Freios
TipoDiscos dianteiros e traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasLiga leve, aro 16 polegadasLiga leve, aro 16 polegadas
Pneus205/55 R16205/55 R16
Dimensões
Comprimento (mm)4.6204.620
Largura (mm)1.7751.775
Altura (mm)1.4751.475
Entre eixos (mm)2.7002.700
Capacidades
Porta-malas (L)470470
Tanque de combustível (L)6060
Carga (Kg)400400
Peso em ordem de marcha (Kg)1.260 (MT), 1.285 (CVT)1.285
Coeficiente aerodinâmico (cx)0,290,29

Corolla 2015 – galeria de fotos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Navaman

    Só não concordo com “O painel tinha um desenho bem agradável, que chega a ser mais interessante que o conjunto visto em seu sucessor”. Acho que piorou muito nesse aspecto em relação à geração anterior. No mais é um carro bem confiável e não dá dor de cabeça, assim como a geração predecessora.

  • DANIEL PIROLLI

    Os preços citados acima, deveriam ser os dos zero kilometros, Assim dava pra pensar em talvez, de repente, comprar um usado…

  • Cincinato

    Gli tá 60~70 mil.
    Não sei se é uma boa.

  • David Diniz

    Aqui em casa tem um 2015 com cerca de 46mil rodados e realmente é um tanque de guerra, recentemente teve o Air Bag do motorista trocado na concessionária.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email