Brasil Etc Matérias NA Segurança

Coronavírus: 8 cuidados ao andar e trabalhar de Uber, 99 ou táxi

Coronavírus: 8 cuidados ao andar e trabalhar de Uber, 99 ou táxi

A principal recomendação para evitar qualquer problema durante a pandemia do coronavírus é ficar em casa, adotando o isolamento social. É claro que eventuais saídas são necessárias, mas todos estão limitando isso ao máximo.


Mas o que dizer de quem precisa sair e ter algum contato com outras pessoas para trabalhar e ganhar seu sustento? Esse é o caso de milhões de profissionais que trabalham com veículos, o que inclui os motoristas de aplicativo e taxistas. Uma imagem que circula na internet diz que, durante a pandemia, eles são como a banda que continuava tocando enquanto o Titanic afundava. Ou seja, o isolamento social não é uma opção para quem depende disso para sobreviver.

Quais são os cuidados que os taxistas e motoristas de aplicativo, como Uber e 99, devem tomar durante esse período? Por outro lado, o que os passageiros devem fazer para evitar ser contaminado com a Covid-19?

Os cuidados para os motoristas

A preocupação com o que vai acontecer nos próximos meses é o principal assunto entre motoristas de aplicativo e taxistas. Alguns relatam queda de 70% a 80% no número de corridas, o que gera um rendimento que paga apenas suas despesas.

As maiores empresas do ramo já anunciaram medidas para auxiliar esses profissionais. A Uber vai prestar assistência financeira por 14 dias para motoristas infectados ou sob suspeita, usando como base a média de rendimento diário dos últimos seis meses. Além disso, a empresa oferece um reembolso de até R$ 20 para a compra de álcool gel antisséptico ou outro item que auxilie na higiene.

Já a 99 está preparando um fundo de US$ 10 milhões para ajudar quem não puder trabalhar por estar com a Covid-19, um projeto de desinfecção gratuita nos carros (por enquanto apenas em São Paulo) e descontos no pagamento de carros alugados.

Independentemente disso, a maioria continua optando por trabalhar nesse período. Quais são as medidas que podem tomar para se proteger?

1 – Mantenha o ambiente ventilado

É comum o motorista perguntar se o passageiro quer ligar o ar-condicionado. Mas isso deve ser evitado durante esse período. Especialistas em saúde, como os infectologistas, recomendam manter o ambiente o mais ventilado possível. Mesmo que o cliente reclame do calor, mostre a importância de manter as janelas abertas.

2 – Tenha álcool em gel e máscaras

Ter álcool em gel à disposição dos clientes é uma medida importante para proteger o próprio motorista. Além disso, alguns tem disponibilizado máscaras de proteção descartáveis (apesar de muitos clientes já entrarem no carro usando uma). Vale lembrar que usar a máscara passou a ser recomendado em alguns casos, mesmo que a pessoa não esteja contaminada.

Tudo isso também ajuda a manter alguns clientes, que ficam mais tranquilos para utilizar o serviço quando percebem os cuidados que o profissional toma.

3 – Evite corridas mais arriscadas

Se o transporte de passageiros durante a pandemia do coronavírus é algo arriscado, fazer isso em algumas áreas pode ser ainda pior. Se possível, evite pegar passageiros em aeroportos, rodoviárias e especialmente hospitais. São nesses locais que a chance de pegar alguém infectado aumenta.

4 – Higienize o carro entre as corridas

Dá mais trabalho, mas higienizar o carro depois de cada corrida é muito importante para proteger tanto a si mesmo, quanto seus clientes. Se concentre nas áreas de maior contato, como as portas, cintos de segurança e maçanetas. Não se esqueça das partes tocadas mais frequentemente por você mesmo, como volante, câmbio, botões e outros.

Os cuidados para os passageiros

Os cuidados que o passageiro deve tomar ao utilizar um táxi, Uber, 99 ou outros serviços do tipo são parecidos com as precauções que o motorista deve ter. Se possível, é melhor utilizar um transporte pessoal do que esses serviços ou o transporte público.

Mesmo assim, se for necessário entrar em um veículo usado por muitas pessoas, veja as principais precauções que você deve tomar:

1 – Controle suas mãos

A contaminação pelo coronavírus acontece por meio de gotículas no ar e também pelo contato com áreas contaminadas. Por isso, evite ao máximo tocar desnecessariamente em qualquer área do carro, bem como levar as mãos ao rosto durante o trajeto. Assim que descer, lave as mãos o mais rápido possível.

2 – Peça ao motorista que os vidros fiquem abertos

Como citamos acima, a grande maioria dos motoristas já entenderam a importância de manter os vidros abertos. Mas, caso você entre em um carro com os vidros fechados e o ar-condicionado ligado, peça que o motorista abaixe os vidros. De qualquer maneira, você é o cliente e a preferência é sua.

3 – Não seja tagarela

Você é do tipo que gosta de conversar com o motorista ou prefere ficar quieto? Nessa época, mesmo que você seja bem sociável, evite conversas desnecessárias. É claro que isso não significa ser antissocial ou mal-educado, mas falar muito aumenta o risco de contaminação por gotículas no ar. Aproveite o tempo para organizar seus pensamentos, e isso vai proteger você e o motorista.

4 – Evite viagens compartilhadas

A Uber já suspendeu a opção de viagens compartilhadas durante a pandemia do coronavírus, mas pode ser que outros aplicativos ainda permitam essa modalidade. Nem é preciso dizer como compartilhar um veículo com outras pessoas aumenta o risco de contágio da doença, por isso fuja dessa economia!

Conclusão

Com os cuidados necessários, é possível se locomover em situações que exigem isso. Lembre-se sempre de que essas medidas vão proteger você e todos à sua volta.

Viny Furlani

Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 15 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.

  • El Gato!

    É… os motoristas estão seguindo à risca a história do aeroporto. Em Porto Alegre, no Salgado Filho, faz duas semanas que é impossível chamar um motorista por aplicativo. Em Congonhas, SP, já passei perrengue também na semana passada.

  • Ducar Carros

    A questão do ar condicionado é fundamental. Ainda mais que os motoristas de Uber costumam deixar o botão recircular apertado (para o ar gelar mais), evitando a entrada do ar de fora no veículo.

    Quando entro em um carro e começo a sentir enjoo, não dá outra, o botão está apertado. Tenho sempre que pedir para desapertar o botão, muitas vezes o motorista nem entende direito para que serve (para usar em túneis, lugares poeirentos, fumacentos ou fedorentos).

  • SDS SP

    Trabalhar para esses aplicativos deve estar bem inviável, ainda mais para aqueles que usam carro alugado.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email