Crossovers EUA Fiat

Cotado para o Brasil, Fiat 500X estreia Firefly 1.3 Turbo nos EUA

Cotado para o Brasil, Fiat 500X estreia Firefly 1.3 Turbo nos EUA

Ele está cotado para ser vendido no Brasil, mas por ora, só pode ser adquirido no exterior, em especial nos EUA, onde agora tem novidades. O Fiat 500X estreia o motor Firefly 1.3 Turbo e de quebra ganha uma série limitada, chamada Urbana Edition, que parte de US$ 26.890, já que o pacote custa US$ 895.


Com frete alto de US$ 1.495 (é importado da Itália), o Fiat 500X Urbana Edition vem com grade, retrovisores e outros detalhes externos em preto, incluindo os para-choques, as saias de rodas e as molduras laterais. O SUV compacto tem ainda detalhes nas rodas de liga leve aro 18 polegadas e barras longitudinais no teto em tonalidade cobre.

Baseado na versão Trekking, o Fiat 500X Urbana Edition tem interior com bancos personalizados, onde o numeral 500 é bordado em cobre, assim como o revestimento em tecido tem padrão preto Chevron Castiglio. Detalhes do painel também são nessa tonalidade e em cobre, tendo conteúdo de equipamentos que inclui teto solar elétrico, multimídia com Google Android Auto e Apple Car Play, entre outros.

Cotado para o Brasil, Fiat 500X estreia Firefly 1.3 Turbo nos EUA


Na mecânica, o Fiat 500X Urbana Edition deixa de lado o 1.4 MultiAir Turbo anterior, da família Fire, adotando o GSE 1.3 Firefly Turbo, também de quatro cilindros e com comando de válvulas MultiAir, entregando 179 cavalos e 28,9 kgfm. O câmbio é o ZF 9HP de nove marchas, o mesmo dos Jeep Compass e Renegade Diesel no Brasil. O SUV tem opção de tração nas quatro rodas.

Este propulsor 1.3 Firefly Turbo é a variante mais potente da família GSE, que ainda dispõe do 1.3 turbinado com 150 cavalos e 27,4 kgfm, bem como o 1.0 de três cilindros com 120 cavalos e 19,3 kgfm. Todos possuem ainda cabeçote com quatro válvulas por cilindro, intercooler e uma série de melhoramentos em relação aos Firefly 8V aspirados, usados por aqui.

 

Nos EUA, o Fiat 500X parte de US$ 19.995 com motor 1.4 MultiAir Turbo de 160 cavalos, tendo ainda a versão Trekking com o Tigershark 2.4 de 180 cavalos. As versões Lounge e Blue Sky também usam esse motor, que aqui equipa a Fiat Toro.

Cotado para o Brasil, Fiat 500X estreia Firefly 1.3 Turbo nos EUA
Nota média 4.6 de 5 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Cleidson

    Só vejo canibalização com o Renegade nesse modelo.

    • Cesar

      A Fiat também. Por isso não o trouxe.

      • Rafaelprado

        não faz sentido nenhum esse pensamento.. Carro do mesmo grupo, se vende 5700 Renegades por mes e trouxer o 500x e vender 7500/8000 da dupla eles estão no lucro.

        É muito bacana esse carro, fiquei com um durante 2 meses na europa, rodei tanto no dia a dia, como viagens longas (Lyon – Milão – Genebra – Lyon), tanto na pista seca, molhada e na neve se tem o carro na mão..

        • Zé Mundico

          Realmente esse aí até que vale a pena, já dirigí algumas vezes a versão diesel na Europa, é bem acertado e bem definido dentro da sua proposta.

        • Cesar

          A própria FCA já disse isso que era melhor investir em um só.

          • Thiago

            sim, ela ja fez esse investimento lancando so o renegade aqui em 2015
            se passaram alguns anos, o renegade se estabeleceu, fiat pode lancar outro aprobveitando agora sua maior rede de css e vendendo bem mais suvs

            • Cesar

              Concordo contigo.
              Até mesmo com tantos jogadores na disputa o que seria mais um? Penso que melhor seria dividir com mais um da casa do que de fora porque qualquer que seja o resultado, o lucro ficaria em casa.

      • Emanuel Schott

        Segundo a FCA, o problema do 500X no Brasil é o dólar alto que deixaria com preços próximos do Compass.

    • Verdades sobre o mercado

      Ele tomaria vendas de todos os SUVs, não apenas do Renegade, portanto creio que seria viável ter o 500X, ele certamente agregaria vendas à FCA. Além disso seu design é bem diferente do Renegade, puxando mais para o estilo de Captur, Tracker, HR-V e Kicks.

    • Luconces

      Não confere. O 500x divide muito com o Renegade mas a proposta de uso mais civilizada só traria ganhos para a Fiat, conheço pessoas que não gostam do estilo quadradão do Renegade.

      Para esse consumidor, que se aproxima do SUV do estilo da Honda, Nissan ou Renault, o 500x seria uma boa compra…

    • Danilo

      Eu vejo uma rede imensa de concessionárias que não tem em seu showroom um carro que é mania nacional (pra não dizer mundial). Um SUV Fiat, por pior que seja (não deve ser o caso do 500x ou até do 500L) venderia um número legal só pelo tamanho da rede concessionária.

  • Popdogue

    Estava cotado para vir ao BR qdo a ex presidente estava na iminência de cair e o dólar iria abaixar para algo entre R$2,60 a R$2,90, além do PIB que iria subir para mais de 3% a/a.

    • Filipe Augustus

      Eu estava lendo que apenas se o Euro ficar na casa dos R$3,70 é viável para Fiat trazer esse carro! Atualmente fica oscilando na casa dos R$4,20/4,30.

    • tiago

      Que o governo temer não entregou nada nem perto do que prometia é verdade, mas, pelo menos, o PIB parou de recuar, já que de 2014 para 2015 perdemos 25% do PIB, nesse ritmo o Brasil ia voltar pro mapa da fome em poucos anos.

      • TchauQueridos

        E não ta voltando?

        • tiago

          Infelizmente a situação continuou a se degradar, mas não no mesmo ritmo.
          Se continuássemos a perder 25% do PIB/ano não teríamos dinheiro nem pra comprar trigo.

      • Diego Lip

        Da onde que perdemos 25% do PIB?

        • Mr. Pereba

          Saiu no WhatsApp você não viu? Se tá no Whats, é verdade.

          • Diego Lip

            Não recebi ainda no Whats, vou ver com a minha tia que sempre espalha essas coisas.

          • tiago

            https://data. worldbank. org /country /brazil

        • tiago

          Em 2014 o GDP era 2,456 Trilhões, em 2015 caiu para 1,8 trilhão.

          Fonte: Banco mundial ( https:// data. worldbank. org/country/brazil

    • O problema é que o vice dela também tinha bastante coisa pessoal pra se preocupar, ocultar, e não conseguiu fazer o que deveria fazer. Deixou a bucha pro próximo. Pelo menos o PIB parou de encolher.

  • Jeanphil

    Só acredito quando realmente começarem a vender… o Kia Rio também está cotado há anos…

    • Daytona

      Esse carro é minúsculo… Acho que não venderá nada por aqui.
      Quem deve vender ainda mais com o motor 1.3 Turbo são Renegade, Toro e Compass.

      • Rafaelprado

        Já dirigiu um? Melhor já entrou em algum?

      • Tanaka

        se vc acha que o tamanho da plataforma do 500 é o mesmo do 500x é porque não conhece nada de carro

      • Fabricio

        deve estar confundindo.. tanto o 500 L quanto o 500 X tem porte iguais da média da categoria….

  • what_the_hell??

    São propostas totalmente distintas, mas num país que vende Mustang a menos de US$ 27mil, fica difícil vender esse carro a esse preço! Mas os números do motor são realmente impressionantes para um 1.3! Quase 30kgfm de torque!!!

    • Dudu Pimentel

      Esqueceu que ele é turbo e tem injeção direta…o 1.3 aspirado aqui tem 109 cv e 14 kgfm no etanol (oq tb não está nada mau, sendo mais possante que qualquer 1.4 8V atual)

    • V12 for life

      O sistema MultiAir já aumenta o torque, unido ao turbo era de se esperar esses números.

  • Domenico Monteleone

    A Fiat com o 500x está concorrendo com a Kia/Rio de carro mais cotado nunca trazido ao Brasil.

    • Dick Buck

      O Renault Koleos está na disputa. Mas por enquanto, o Rio ganha essa de lavada. Falando nele, em 2020 ela deve apresentar mais uma vez o compacto no salão de SP e prometer para o fim de 2021.

  • Edson Fernandes

    Que coisa feia essa foto de apresentaçao! O carro esta com a cor do parachoque bem discrepante do restante do carro! Mas se percebe de longe! Uma pena.

    Eu acho o 500x muito bonito. Agora, sera que a Fiat mantem o cambio ZF9HP nele? Se sim, o motor 1.3 podera fazer muito sucesso.

  • Lucas de Lucca

    Vendo esses números de potência e torque desse pequenino 1.3T as montadoras que possuem seus 1.4T com potência na casa dos 150cv precisam começar a se mexer.

    • Gabriel

      Outro ponto a se observar que são os 28kgfm de torque, se não me engano o adorado Jetta 2.0 TSI tem torque muito próximo a isso.

      • Bruno Silva

        Jetta 2011 com o primeiro motor EA-888 tinha 28,5kgfm; o atual GLI na terceira geração desse motor, tem 35,7kgfm, e em rotações bem mais baixas. O atual 1.4 TSI da VW já tem 25,5 kgfm.

        • Gabriel

          Sim, falei obviamente do primeiro jetta tsi 2.0

      • Lucas de Lucca

        É, mas como eu disse vendo os números – e apenas os números – é interessante e pode forçar as outras a se mexerem. Mas, como a realidade não é um super trunfo vamos ver como eles se comportam e se de fato entregam isso na realidade antes de se empolgar com número de fábrica.

      • SDS SP

        O EA888 2.0L tem quase 36 kgfm de torque. Uma diferença importante.
        Fica mais próximo do EA211 1.4 que tem 25,5 kgfm.

        Mas aí é um puro jogo de super trunfo, um bom casamento com o câmbio e entre outros ajustes fazem toda a diferença.

        • Gabriel

          No Golf sim 36kgfm, mas no Jetta 211cv tbm é EA888 só que mais fraco com 28,6 kgfm.

          Concordo quanto ao super trunfo kkkk.
          Até pq torque máximo pouco importa na verdade.
          O que importa mesmo é a distribuição de potencia pela faixa de giro e o máximo de potencia que o escalonamento do cambio consegue aproveitar

  • oscar.fr

    Esse aí está cotado para o Brasil junto com o Kia Rio

  • Fanjos

    Fix It Again Tony não faz sucesso com os americanos, lá eles tem carros de verdade a preços justos não precisam comprar esse treco, só os “Diferentão” para comprar uma joça dessas

    • Raimundo A.

      Não precisam comprar e tem a oferta porque há quem compre. Pior é ter gente disposta a comprar não ter a oferta como é nosso caso, porque aqui tudo seria caro, e o país vizinhos mais atolado que nós, deixando de produzir a ponto de inferir na oferta de produtos como o Classe X, mas tem o 500X, o Tipo, além de produtos de outras marcas não ofertados aqui.

      • Natán Barreto

        A Fiat só existe nos EUA por questão de imagem. A fusão praticamente 10 anos atrás deu a facilidade da rede Chrysler/Jeep/Dodge mais do que estabelecida nos EUA.

        A família 500 é derivada de um modelo que foi um dos poucos Fiat que são conhecidos internacionalmente e pôde ser designado um clássico. É também um dos poucos com qualidade reconhecida, afinal o até o Tipo foi um fracasso na Europa.

        • Danilo

          Que ódio da Fiat heim compnaheiro. Tem mais carros Fiat que fizeram ou fazem sucesso na europa como o Panda e Stilo por exemplo. Você pode não gostar de uma marca, más inventar história é feio.

          • Natán Barreto

            Ódio? Imagina. Eu acho que a Fiat tem bons carros. Palio, em sua época era muito bom, Punto, Stilo, Dobló… tivemos carros ótimos.

            Mas convenhamos que Stilo e Panda citados por você estão longe de ser sucesso mundial. São carros conhecidos apenas na Europa.

            • Danilo

              Más eu disse europa ué. E ser conhecido na europa é pelo menos participar de um mercado de bons carros.

      • Natán Barreto

        E a Classe X foi cancelada muito mais pelo fato de estar sendo mal falada e já tida como fracasso, do que pela situação da Argentina, afinal pode entrar alguma outra parceira com a Renault Nissan no lugar da Mercedes.

    • Vitor Meireles

      Aí compram um Jeep Renegade, que é basicamente o mesmo carro

  • Raimundo A.

    Desde do desenvolvimento do Renegade aqui, o 500X é cotado, pois também era visto inicialmente na fase das mulas do Jeep em comboio.

    O Renegade foi lançado, já teve facelift diferente do europeu em alguns pontos, ainda vai ter o turbo flex(previsão 2021) e é mais provável pelo dito recentemente na FCA a Fiat ter os dois SUVs compactos, um tradicional e outro com apelo coupé, que o 500X vir como importado dependendo de vários fatores.

    • Natán Barreto

      Renegade já tem turbo já Europa e deve chegar ano que vem com o turbo.

      • Raimundo A.

        Eu não sei até que ponto você está informado, mas a produção do turbo flex aqui só começará no final do próximo ano com oferta para 2021 e há vários produtos que poderão usar os novos motores: os dois SUVs compactos da Fiat que teriam pequena defasagem de lançamento de um para outro segundo a FCA; os já existem da Fiat e da Jeep.

        Não foi dito por ela sobre importação permitindo a oferta ainda no próximo ano. Isso é especulação, que pode ocorrer ou não, mas confirmando, o produto mais provável seria o facelift do Compass que ainda irá ocorrer no exterior e a previsão será o próximo ano com nós pouco tempo depois.

        O Toro, ano que vem, também teria facelift, mas como não há nenhum produto que interfira a nível de concorrência e já foi dito que o 1.8 será usado ao menos até 2023, só se fosse para substituir o 2.4 flex, e atendendo a esta configuração, provavelmente atuaria no Compass.

        • SDS SP

          Trabalho em um fornecedor da FCA e há sim a possibilidade das primeiras unidades do T3/ T4 vierem por meio de importação. Vejo sentido, pois ela vai testando o mercado em versões de veículos com menor volume de vendas (como muita gente faz) para depois entrar de vez com a produção local.

      • SDS SP

        Bem plausível essa possibilidade.

  • Henrique Guedes da Silva

    A fiat moscou não trazer esse carro pra cá

  • Guilherme Gimenes

    deveriam trazer o 500 de volta, o X e o L.

  • Johnalton Hermes

    Eu acho esse carro muito bonito, tem um design diferente dos outros SUV´s, mas acho que ele só vem quando estiver desatualizado.

    • th!nk.t4nk

      Tem bastante nas ruas aqui na Europa, mas passa longe de ser um SUV. É um hatch normal, baixinho e bem compacto.

  • 4lex5andro

    É questão de tempo pra Fiat trazer o 500x, uma vez que o segmento de SUV está em ampla ascensão, se a gestão atual conseguir trabalhar suas propostas de campanha o mercado brasileiro deve ficar menos fechado a médio prazo.

    Parece um dos melhores modelos da marca hoje, em motorização e construção, e com Renegade e Compass consolidados no mercado, vai exigir uma excelente estratégia de mercado por parte da Fiat.

    Os lançamentos que já envelheceram e poderiam ter vindo (e hoje, quase certo que nunca venham) são os médios Dart e Viaggio, mas a FCA desistiu do segmento de médios, até modelos menores como o Tipo novo deixaram de ser trazidos..

  • RKK

    “Na mecânica, o Fiat 500X Urbana Edition deixa de lado o 1.4 MultiAir Turbo anterior, da família Fire, adotando o GSE 1.3 Firefly Turbo,
    também de quatro cilindros e com comando de válvulas MultiAir, entregando 179 cavalos e 28,9 kgfm.”

    -> Outro diferencial não mencionado é a injeção direta no motor GSE.

  • lucas de jesus

    Importado pelo que falaram do valor do euro cair para que ele venha para cá eu duvido muito, e sei que os impostos aqui no Brasil são absurdos e por isso que a Fiat não trás ele para cá, mas ainda assim não entendo uma coisa, o 500X é irmão do Jeep Renegade e usa a mesma plataforma dele, não seria melhor investir para produzir o 500X aqui?! Eu sei que vai ter que gastar um pouco para atualizar a fábrica para produzir ele, mas seria um bom investimento para começar a produzir ele, além de que não iria ser tão alto por compartilhar a plataforma e peças, além de que o 500X seria um excelente meio termo na gama FCA de SUVs entre o Renegade e o Compass.

  • Christian

    Sem ACC? Então nem venha 😒

    • Allifen Marques

      Na versão apresentada. Na versão topo de linha ele tem todo o pacote semi-autônomo herdado da Jeep

  • Tanaka

    Cinquecento é um ícone veja acabamento acessórios (som Bose), etc. Não compare com carro comum que depois de 10 anos é sucata.

  • Jad Bal Ja

    Provavelmente o Brasil deverá receber a versão já restilizada e tropicalizada do 500X.

  • Renato Alves

    Chegaria aqui em absurdos R$120.000,00.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email