Fiat Matérias NA Sedãs

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

O Fiat Cronos 2019 chegou para suceder o Fiat Grand Siena, sedã compacto que desde 2012 era o principal produto da marca italiana nesse segmento, tendo ele herdado o lugar do antigo Fiat Siena.


Com um projeto feito totalmente no Brasil, tendo pouca assistência da matriz em Turim, o Cronos 2019 chegou para acirrar a disputa no segmento de sedãs compactos premium, onde VW Virtus, Toyota Yaris Sedan e Chevrolet Onix Plus brilham.

Fabricado em Córdoba, na Argentina, o Cronos é um sedã com linhas bem expressivas, seguindo as linhas do Argo, seu irmão mais velho. A receita foi bem interessante, apesar de não ter deslanchado no mercado, como se esperava.

Medindo 4,364 m de comprimento, 1,726 m de largura, 1,507 m de altura e 2,521 m de entre eixos, o compacto da Fiat não cresceu muito em relação ao Grand Siena, que mede 4,29 m, por exemplo.

Mesmo no entre-eixos, o ganho foi bem pouco: 2,51 m no Grand Siena. Já no argumento de compra principal, que é o porta-malas, o Cronos 2019 só conseguiu acrescentar 5 litros ao bagageiro, que mede 525 litros ocupando todos os espaços.

O projeto do Fiat Cronos foi moldado sobre a antiga plataforma do Punto, que já era uma mescla do modelo europeu com partes do Palio nacional. A Fiat teve que modificar muito e reforçar essa base, a fim de torna-la novamente eficiente.

Batizada de MP1, essa estrutura recebeu mais aços de alta resistência e reforços que permitem ao modelo ter um nível de segurança maior que o antigo Punto, só que mesmo assim, o sedã compacto só levou 3 estrelas no Latin NCAP.

Mais rígido que o Grand Siena, o Cronos 2019 ganhou alterações nessa MP1 para poder adicionar tecnologias como Start&Stop, multimídia Uconnect 7 com Wi-Fi e 4G (que serão instalados no futuro) e seis airbags.

Também foi possível a instalação de controles de tração e estabilidade, bem como assistente de partida em rampa. Ainda que, com tais avanços, o sedã pecou em algumas coisas, como o câmbio automatizado GSR-Comfort, um Dualogic Plus.

Sem opção de motor 1.0 Firefly, o Cronos 2019 meio que deixou de vender mais por causa do Grand Siena, que ainda continua com sua opção 1.0 Fire, mas sem o mesmo atrativo de antes.

Falando em motores, ele começa com o Firefly 1.3 com até 109 cavalos, além do E.torQ Evo com até 136 cavalos. Este último trouxe o conforto do câmbio automático Aisin de seis marchas, o que elevou a imagem da marca nesse sentido.

Como não teve opção ao GSR-Comfort no motor 1.3, também devido ao seu baixo torque, a Fiat decidiu focar nos clientes PCD adicionando o 1.8 com câmbio automático na versão Drive, o que ajudou muito quem buscava uma opção melhor.

Bonito por fora e por dentro, o Cronos 2019 terá de aguardar o Firefly 1.0 Turbo para realmente dispor de um desempenho bom, entregando assim 120 cavalos e 19,4 kgfm, além de automático de seis marchas.

Dessa forma, as versões 1.8 e algumas das 1.3 devem desaparecer junto com o câmbio GSR-Comfort. Outra possibilidade, essa mais real, é a opção 1.0 aspirada para o Cronos, ocupando o lugar deixado pelo Grand Siena, quando esse se for.

Falando nele, quando isso ocorrer, o Cronos deve receber preparação no motor Firefly 1.3 para receber kit gás, já que a Fiat não deve retornar com a versão Tetrafuel, que ficou famosa nas duas gerações do Siena.

Por ora, o Fiat Cronos oferece uma gama de versões que incluem uma opção de acesso sem denominação, assim como as versões Drive e Precision, lembrando que a HGT só chegou ao modelo na linha 2020.

Cronos 2019 – detalhes

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

O Cronos 2019 é um exercício de estilo da Fiat, empregando elementos estéticos expressivos, que tornam o carro atraente visualmente. Ele ainda tem alguns itens exclusivos no design emocional, essência da cultura italiana.

Na frente, o sedã compacto possui faróis de dupla parábola com máscara negra e grade retangular com acabamento em preto brilhante e elementos estéticos exclusivos.

O para-choque tem linhas bem pronunciadas, que criam uma boca na parte inferior, devidamente decorada com os mesmos elementos estéticos da grelha superior.

Dependendo da versão, pode receber um friso cromado sobre o conjunto, que se estende para as laterais. Molduras pretas com faróis de neblina ficam posicionadas nas extremidades do para-choque.

Tal como o protetor frontal, o capô tem diversos vincos acentuados. Com uma carroceria bem delineada até a traseira, o Cronos 2019 apresenta teto com vincos e colunas B em preto ou preto brilhante, dependendo da versão.

Os retrovisores possuem repetidores de direção e podem ter rebatimento elétrico, enquanto as maçanetas são na cor do carro ou cromadas. Com colunas C estreitas, o Cronos 2019 tem porta-malas pouco proeminente e alto.

Dotado de lanternas quase triangulares com extensões sobre a tampa do bagageiro, o Fiat Cronos tem iluminação por feixes de LED e parte inferior do conjunto, recuado para abrigar a placa de identificação.

O para-choque pronunciado é envolvente e tem refletores integrados, além de parte inferior em preto. No Cronos 2019, as rodas de liga leve aro 15 polegadas podem ter liga leve, montadas com pneus 185/60 R15.

Ainda há um modelo de roda de liga leve com aro 16 polegadas na versão Precision, tendo pneus 195/55 R16. Por fim, como opcional, a roda aro 17 polegadas com raios bem pronunciados, têm pneus 205/45 R17.

O Cronos 2019 tem um interior bem moderno, embora não seja muito amplo, dado que o compacto cresceu muito pouco em comprimento e tenha um entre-eixos mediano se comparado a players como VW Virtus e Chevrolet Onix Plus.

O painel do modelo tem linhas bem modernas e expressivas, chamando atenção para os três difusores de ar circulares e com os exteriores retangulares e cromados.

Além disso, atrai o olhar para o acabamento central em cor marrom brilhante, envolvendo as saídas de ar centrais. No Siena, há uma display elevado com tela de 7 polegadas sensível ao toque.

Essa tonalidade marrom é presente na versão Precision, enquanto a Drive vem em cinza brilhante, que também foi estendido ao Cronos 1.3 de acesso.

Ela pertence ao sistema Uconnect com programas Google Android Auto e Apple CarPlay. O cluster analógico tem mostradores claros, tendo ainda displays centralizados de 3,5 ou 7 polegadas.

Este último é um display configurável que possui diversas funcionalidades e reproduz até mapas de navegação, assim como apresentações das estações climáticas do ano.

Logo abaixo dos difusores de ar, ficam botões com funcionalidades diversas, além de ar condicionado, que pode ser manual ou automático. Entrada USB com fonte auxiliar ficam próximas da alavanca de câmbio.

No caso da versão GSR, o câmbio automatizado não dispõe de alavanca, mas de botões num fundo em preto brilhante, remanejando o fraco porta-copos, assim como as entradas USB e auxiliar.

Esta pode ter acabamento em couro, tanto no manual quanto no automático. O volante tem ajustes em altura e profundidade, mas não em todas as versões, tendo ainda comandos multifuncionais.

A direção do Cronos 2019 é um conjunto usado também pela Jeep, tendo ajustes de mídia e áudio na parte de trás do aro, onde também ficam os paddle shifts na versão automática.

Na frente da direção, comandos de computador de bordo, piloto automático com limitador e telefonia estão presentes. O acabamento pode ser em couro.

As portas possuem desenhos envolventes e comandos dos vidros e retrovisores, sendo os das janelas one touch. Os espelhos externos podem ser rebatíveis eletricamente, dependendo da versão.

O acabamento das portas segue o padrão dos assentos, que podem ter revestimento em couro também. O assento do condutor tem ajuste em altura e também apoio de braço retrátil.

Dentro do Fiat Cronos 2019, o teto é claro, junto com as colunas, enquanto a parte inferior é preta. Os plásticos possuem texturas personalizadas e maçanetas de cor preta ou cinza.

O sistema de som tem seis alto-falantes e os lugares possuem todos cintos de 3 pontos e apoio de cabeça. Atrás, o banco é bipartido (menos nas versões de acesso) e Isofix.

No teto, luzes de leitura, espelhos com para-sóis iluminados e microfone do Bluetooth. Já no porta-malas, o Cronos tem um grande volume, levando 525 litros e mais o estepe, que é temporário, colocado sob o assoalho.

Cronos 2019 – versões

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

  • Fiat Cronos 1.3
  • Fiat Cronos Drive 1.3
  • Fiat Cronos Drive 1.3 GSR
  • Fiat Cronos Drive 1.8
  • Fiat Cronos Precision 1.8
  • Fiat Cronos Precision 1.8 AT

Equipamentos

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

Fiat Cronos 1.3 – Motor 1.3 com câmbio manual de cinco marchas, mais vidros dianteiros elétricos, travamento central elétrico, espelhos externos com controle interno, ar condicionado, direção elétrica, cintos de segurança de 3 pontos, Isofix, apoios de cabeça para todos, freios ABS com EDB, airbag duplo, banco do motorista com ajuste de altura, coluna de direção com ajuste em altura, luz de frenagem de emergência, rodas de aço aro 15 polegadas com calotas, pneus 185/60 R15, bancos em tecido, painel em cinza brilhante, display TFT de 3,5 polegadas, volante com comandos de mídia e telefonia, monitoramento de pressão dos pneus, sistema de rádio Connect com USB e Bluetooth, computador de bordo, entre outros.

Fiat Cronos Drive 1.3 – Itens acima, mais multimídia Uconnect com tela de 7 polegadas e entrada USB para o banco traseiro.

Opcionais: Câmera de ré, sensor de estacionamento, vidros traseiros elétricos, retrovisores externos com controle elétrico, espelhos externos com função tilt down e repetidores de direção, alarme, faróis de neblina, banco traseiro bipartido e rodas de liga leve aro 15 polegadas.

Fiat Cronos Drive 1.3 GSR – Itens do Drive 1.3, mais câmbio automatizado GSR-Comfort com cinco marchas e modo Sport, volante multifuncional com paddle shifts, piloto automático com limitador, controle de tração, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, Start&Stop, luz ambiente interna, retrovisores externos com controle elétrico, espelhos externos com função tilt down e repetidores de direção, vidros traseiros elétricos e apoio de braço para o motorista.

Opcionais: banco traseiro bipartido, faróis de neblina, rodas de liga leve aro 15 polegadas, alarme, câmera de ré e sensor de estacionamento.

Fiat Cronos Drive 1.8 AT – Itens do Drive 1.3, mais motor 1.8 e transmissão automática de seis marchas com mudanças manuais na alavanca ou volante (paddle shifts), além de câmera de ré, alarme, sensor de estacionamento, retrovisores externos com controle elétrico, espelhos externos com função tilt down e repetidores de direção, Start&Stop, controle de tração, controle de estabilidade e assistente de partida em rampa.

Opcionais: banco traseiro bipartido, faróis de neblina, rodas de liga leve aro 16 polegadas, piloto automático com limitador, vidros traseiros elétricos e apoio de braço para o motorista.

Fiat Cronos Precision 1.8 – Itens do Drive 1.8 automático, incluindo opcionais, mais luzes diurnas em LED, coluna de direção com ajuste em profundidade, acabamento interno em cor marrom, bancos com padronagem diferenciada em tecido, volante/alavanca/apoio de braço em couro, detalhes cromados no exterior e destacados no interior, entre outros.

Opcionais: sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, ar condicionado digital, chave eletrônica com acesso presencial, botão de partida, bancos em couro, maçanetas e detalhes cromados, rodas de liga leve aro 17 polegadas e airbags laterais.

Fiat Cronos Precision 1.8 AT – Itens acima, mais transmissão automática de seis marchas com mudanças manuais na alavanca ou volante (paddle shifts), além de maçanetas e detalhes cromados.

Opcionais: Os mesmos do Precision manual, exceto detalhes cromados.

Preços

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

  • Fiat Cronos 1.3 – R$ 53.990
  • Fiat Cronos Drive 1.3 – R$ 55.990
  • Fiat Cronos Drive 1.3 GSR – R$ 60.990
  • Fiat Cronos Drive 1.8 AT – R$ 68.790
  • Fiat Cronos Precision 1.8 – R$ 62.990
  • Fiat Cronos Precision 1.8 AT – R$ 69.990

Cronos 2019 – motor

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

O Cronos 2019 é um sedã compacto que tem dois motores diferentes no mercado brasileiro, embora esteja aguardando com expectativa a chegada da variante mais sofisticada de um deles.

O Firefly é o menor deles, sendo um projeto chamado GSE (Global Small Engine), que tem como destaque o compartimento de pistão e curso do mesmo nos blocos de três e quatro cilindros.

Fabricado inteiramente em alumínio, ele possui no Brasil, cabeçote de duas válvulas por cilindro com comando único acionado por corrente, além de injeção eletrônica multiponto, num conjunto mais simples possível.

Na Europa, o Firefly tem turbocompressor, injeção direta de combustível, intercooler e cabeçote com quatro válvulas por cilindro, acionadas por dois comandos variáveis eletronicamente com a tecnologia MultiAir.

Aqui, o Cronos 2019 tem opção 1.3 com quatro cilindros e 8 válvulas, tendo 1.332 cm3 de volume e taxa de compressão de 13,2:1, entregando no álcool 109 cavalos e 14,2 kgfm, obtidos a 6.250 rpm e 3.500 rpm.

Na gasolina, o Firefly 1.3 entrega 101 cavalos e 13,7 kgfm, ambos nas mesmas rotações do álcool. Esse propulsor trabalha com câmbio manual de cinco marchas ou automatizado GSR-Comfort.

Este último vem com atuador eletro-mecânico que aciona quase que simultaneamente embreagem monodisco a seco e o acionar mecânico de marchas da transmissão, que continua sendo manual, porém, com automação das trocas.

O GSR-Comfort traz opção de mudanças manuais no volante (paddle shifts) ou automática, sendo este no modo normal ou Sport, que muda a programação do motor para dar mais ênfase em potência e torque.

Esse dispositivo traz também a função Creeping, que permite rolagem do veículo quando engatado, o que ajuda em pequenos aclives, apesar do assistente de partida em rampa.

Também tem uma função de dupla redução de marcha quando detecta que o motorista tem a pretensão de ganhar velocidade novamente. O dispositivo é acionado por botões.

Já o segundo motor é o E.torQ Evo, que é um projeto originalmente adquirido da Tritec. Esta, por sua vez, era uma joint-venture entre BMW e Chrysler, que desenvolveu dois motores, um 1.4 e ou 1.6, que tinha uma versão supercharger.

A Fiat comprou das duas empresas antes mesmo de se envolver com a Chrysler em 2009, no resgate da montadora americana, patrocinado pelo governo americano.

Da Tritec, cuja fábrica de Campo Largo passou para a Fiat, posteriormente FCA, deixou de fazer o 1.4 e converteu o 1.6 no E.torQ, recebendo modificações da marca italiana como tecnologia flex, por exemplo.

Além do 1.6, que a Fiat deixou de comercializar no Brasil, embora ainda o venda na Europa, no modelo Tipo, a marca lançou o E.torQ 1.8, que recebeu atualização “Evo”.

Com quatro cilindros, quatro válvulas por cilindro, comando único no cabeçote acionado por corrente. O 1.8 tem 1.747 cm3 e entrega 135/139 cavalos e 18,8/19,3 kgfm, conseguidos em 5.750/3.750 rpm.

Ele trabalhava com câmbio manual de cinco marchas, mas agora só com o automático de seis marchas, tendo este conversor de torque e paddle shifts.

Desempenho

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

  • Fiat Cronos 1.3 MT – 11,5 segundos e 183 km/h
  • Fiat Cronos 1.3 GSR – 11,5 segundos e 183 km/h
  • Fiat Cronos 1.8 MT – 9,2 segundos e 198 km/h
  • Fiat Cronos 1.8 AT – 9,9 segundos e 196 km/h

Consumo

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

  • Fiat Cronos 1.3 MT – 8,5/10,3 km/l e 12,4/14,8 km/l
  • Fiat Cronos 1.3 GSR – 8,6/10,3 km/l e 12,4/14,4 km/l
  • Fiat Cronos 1.8 MT – 7,2/9,6 km/l e 11,6/13,8 km/l
  • Fiat Cronos 1.8 AT – 7,2/9,6 km/l e 10,3/13,3 km/l

Cronos 2019 – manutenção e revisão

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
1.3 8VR$ 300,00R$ 548,00R$ 472,00R$ 1.192,00R$ 488,00R$ 684,00R$ 3.684,00
1.8 16VR$ 368,00R$ 616,00R$ 540,00R$ 812,00R$ 560,00R$ 1.268,00R$ 4.164,00

Cronos 2019 – ficha técnica

Cronos 2019: preços, versões, motor, consumo, fotos, revisão, etc

Motor1.3 8V1.8 16V
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm313321747
Válvulas816
Taxa de compressão13,2:112,5:1
Injeção eletrônicaIndireta FlexIndireta Flex
Potência máxima101/109 cv a 6.250 rpm (gasolina/etanol)135/139 cv a 5.750 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo13,7/14,2 kgfm a 3.500 rpm (gasolina/etanol)18,8/19,3 kgfm a 3.750 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
TipoManual de 5 marchas ou automatizada de 5 marchasManual de 5 marchas ou automática de 6 marchas
Tração
TipoDianteiraDianteira
Direção
TipoElétricaElétrica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasAço ou liga leve, aro 15 polegadasLiga leve, aro 16 ou 17 polegadas
Pneus185/60 R15195/55 R16 ou 205/45 R17
Dimensões
Comprimento (mm)4.3644.364
Largura (mm)1.7261.726
Altura (mm)1.5071.507
Entre eixos (mm)2.5212.521
Capacidades
Porta-malas (L)525525
Tanque de combustível (L)4848
Carga (Kg)400400
Peso em ordem de marcha (Kg)1.139 (MT), 1.159 (AMT)1.248 (MT), 1.271 (AT)
Coeficiente aerodinâmico (cx)0,340,34

Cronos 2019 – fotos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Mardem

    Pensa num carro que não deu certo…

    • mjprio

      Eu acho que a Fiat não está se deixando dar certo. Uma montadora que ja foi lider de mercado

      • Mardem

        Sinceramente? O fiasco é mais do que merecido.
        Lançam para nós, o maior mercado deles, carros defasados, em cima de plataformas velhas e inseguras, com designs toscos como o de Argo, Cronos, Mobi e derivados e querem o que?
        Quem vai olhar pro Cronos, todo esquisito, desproporcional, de aspecto pobre, dimensões tacanhas e aparência cafona quando se tem Onix Plus, que é muito mais bem resolvido, e Virtus, que é simplesmente o benchmark do segmento de compactos esticados?
        A Fiat tinha o projeto do Tipo pronto, com versão hatch e sedan, feito em plataforma que existe no Brasil (a mesma do Renegade/Toro) e optou por gambiarras… Agora tem que se contentar com uma perda de mercado enorme pra marca, com um terceiro lugar de coadjuvante no ranking de vendas e com vendas pra locadoras pra se manter em pé. É o retrato de uma gestão obtusa que reserva ao mercado nacional apenas o suprassumo das jabuticabas. A FCA hoje se segura pela Jeep e a Fiat, pela Toro e Strada. Triste ver uma marca que já foi líder cair no ostracismo desse jeito. Que sirva de lição: o consumidor brasileiro, apesar de muito imaturo, já não aceita qualquer coisa.

        • Tibúrcio

          Pelo o que li nas análises de mercado (Exame), das 4 grandes Ford/GM/FIAT/VW, só a FIAT apresenta resultado positivo no quesito lucro aqui na América do Sul de 2013 pra cá.
          Acho que é isso o que interessa para a montadora, não a posição em ranking.

          • Mardem

            Fui procurar alguma coisa no site deles e encontrei a seguinte matéria:

            “Os carros mais populares e o mercado automotivo no 1° trimestre de 2020”, de 08/04.
            A ressaltar:

            O carro mais vendido do ano continua sendo o Onix da GM. A montadora também mantém o posto da maior participação nas vendas de carros, com 19,8% do mercado, na frente da Volkswagen com 16,7% e da Fiat, com 9,4%.

            Talvez você tenha querido se referir ao grupo FCA, que está melhor colocado graças ao sucesso da linha Jeep. A Fiat, como marca em isolado, chegou a ter mais de 23% de mercado em outros tempos. Agora bate em 10, com algum esforço. Claro que o 1º semestre já sofreu em parte com a pandemia, mas enfim.
            As remessas de lucro daqui para a matriz sempre foram boas. O Brasil já salvou a operação mundial um bocado de vezes. A questão é o retorno que temos, sendo o principal mercado da Fiat: somos tratados como consumidores de 2a classe, com veículos que jamais seriam oferecidos a mercados mais exigentes.
            E isso pode não interessar para a montadora, mas isso constrói a imagem da marca. Construção de imagem leva tempo e fideliza clientela. Afastar cliente é fácil. Convencê-lo a voltar, nem tanto. Digo por mim: só tive carros da Fiat e gosto muito da marca. Se precisasse trocar de carro hoje, migraria para outra marca. Não há absolutamente nada no line-up atual que me agrade, o que é uma pena. O que é bom, fica lá fora. Pra nós, jabuticabas.

            • Tibúrcio

              O sucesso da FCA no Brasil iniciou-se no segundo semestre de 2015 e a análise inicia-se em 2013. É óbvio que a partir de 2015 a situação melhorou mais ainda. Mas o grupo rende por aqui desde pouco antes do boom da Jeep.
              As ações de enxugar o line-up da FIAT não foram por acaso.
              De qualquer forma, do line-up atual eu gosto do Argo, da Toro e só.
              Realmente, aqui no Brasil os modelos FIAT que animam são poucos!
              Já vi o Tipo europeu e sua SW, o 500x e até o Panda e são coisa de louco!
              Por aqui… Mobi…

          • T1000

            Nossa que dó que tenho das outras, mesmo cobrando horrores nas carroças conseguem ter a capacidade de não lucrar.
            Por quê ainda não foram embora?

  • Tibúrcio

    Semana passada peguei um Uber, onde o motorista veio com um Cronos.
    E sinceramente, achei o acabamento interno do carro muito bom! Em comparação com o Polo que eu tinha, era Highline, dá de dez a zero no VW!
    O painel tem um aspecto muito bom, passa uma sensação superior ao que ele realmente é. Gostei do cluster analógico, a visualização é simples e mesmo com a pequena tela central é bem fácil de ver as informações. E olha que eu estava no banco do carona!
    Nível de ruído normal, nada de excepcional ou diferente dos concorrentes.
    Achei confortável o assento dianteiro, mas nada super ou que chame muita atenção! É normal!
    O carro é bonito, mas ainda acho o Argo mais harmônico.
    Questão de gosto e preço guiam tal compra!

    • mjprio

      Andei em um, modelo 1.3, no uber e tive as mesmas impressões. E o carro tinha GNV.

      • Tibúrcio

        Esse do Uber que eu peguei era 1.3 também! Perguntei ao rapaz o que ele estava achando do carro.
        Ele disse que estava adorando e era o primeiro carro 0km dele.
        Porém, disse que se preocupava com a desvalorização quando da venda no futuro por ser FIAT.
        Acabei por dizer que relaxasse e curtisse o carro! Comprar carro pensando em vender não é legal!

    • th!nk.t4nk

      A FIAT é competente pra fazer carro popular. Pode ver o histórico da marca, eles sempre entregaram produtos razoáveis no segmento de entrada. O problema é que foram requentando tanto os projetos, que o consumidor preferiu migrar pros concorrentes que tinham algo nitidamente novo. Quando o cara lê na revista “o novo modelo da FIAT aproveita elementos da plataforma do Palio”, o consumidor já broxa logo no lançamento. Pode ser psicológico em grande parte, mas é essa postura deles que tem matado seus carros.

    • Pedrob

      Tenho um Cronos 1.8L AT6 igual aos da foto, vermelho marsala (vinho) e com todos os opcionais, o conforto e estabilidade são excepcionais. A sensação de qualidade pro meu gosto também é muito boa, com materiais de aparência e toque agradável. O pecado desse carro (1.8L AT6) é de fato o consumo (8-9 km/L na cidade com gasolina), a performance é OK (apenas isso, nada demais). Não sei se as versões 1.3 são da mesma forma, mas ruído e vibração do carro tem níveis muito bons.

    • 🅰🅽🅳🅴🆁🆂🅾🅽 – 🆂🅿® ✅

      Entrei em um Precision em uma loja e tive essa percepção, o interior é muito mais bonito que o do Onix novo por exemplo, o plástico tem a sensação de ter uma melhor qualidade, talvez pela textura, o painel então é covardia quando aceso, uma pena a Fiat não ter trabalhado melhor nele para vingá-lo, talvez faltando colocar uma versão 1.0 mais acessível já que ele é uns 30kg mais pesado que um Argo, enfim, desde o Linea parece que a Fiat não consegue emplacar mais nenhum sedan, viraram coadjuvantes absolutos.

  • Andre Cupertino

    Quem ainda compra esse Siena?

  • Joao Victor

    Vejo pouquíssimos cronos na rua, isso porque eu moro na segunda maior cidade do país, argo até tem “bastante” mas cronos…

  • Luiz Schuchter

    Um carro que tem um perfil voltado mais pra família ter 3 estrelas em segurança não pode ser opção. Aliás, quem gosta de si mesmo e dos seus não poderia já não seria opção.
    Ainda mais com um bando de loucos no trânsito do Brasil.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Eu levaria um com certeza, mas sem os opcionais se tirado zero km, usado sim já tem que pegar com todos os opcionais possíveis. Absurdo o tanto de opcional que a Fiat coloca para seus modelos.

  • Rick Wakeman

    Eu tive um argo e foi um dia melhores carros em custo benefício que tive. Interior bem acabado, cabine silenciosa, design moderno, espaço condizente com a proposta do carro, direção leve, som de alta qualidade (o melhor que já tive num carro), econômico. O cronos é similar. Só falta a Fiat lançar um cambio cvt num motor 1.3, e lançar o cronos 1.0 no lugar do grand Siena.

  • Johnny Boris

    Um dos melhores carros que já tive (estou a 2 anos com ele) Me surpreendeu. 1.8 AT precision. Pessoal fala mal desse motor mas eu tenho certeza que nunca tiveram um pra tirar suas conclusões. Suspensão gostosinha, nem parece FIAT. Econômico. Na estrada ele faz ótimos 15km com 1 litro de gasolina. Meu antigo Corolla GLI CVT fazia 12. Única reclamação que tenho é do isolamento acústico. Andando acima de 100km/h numa estrada você não consegue nem conversar.

    • T1000

      ou seja, continua medíocre

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email