CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

 

CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica


O CrossFox 2015 chegou ao mercado nacional com mudanças no visual, sendo a última atualização de fato do Fox e com adição de algumas tecnologias, incluindo o motor EA211 1.6 16V MSI.

O aventureiro da Volkswagen apresentou um layout diferenciado no Salão do Automóvel de 2014, adicionando mudanças no capô, recortado para acomodar os novos faróis duplos de lente complexa e dotados de piscas integrados.

A nova grade afilada com acabamento preto brilhante e friso cromado chamava atenção, assim como as lanternas traseiras e os para-choques repaginados. O CrossFox também teve mudanças por dentro, incluindo novo volante do VW Golf.

Até as rodas de liga leve aro 15 polegadas foram atualizadas, bem como pedais esportivos e multimídia com tela de 5,5 polegadas com navegador GPS integrado.

Houve adição das cores Azul Night, Prata Lunar, Vermelho Opera e a inédita Laranja Sahara, tendo ainda um pacote de itens de segurança bom, como o controle eletrônico de estabilidade, rodas de liga leve 16 polegadas como opcional.

A bordo do CrossFox 2015, a VW inseriu o novo motor EA211 1.6 16V MSI com 110 cavalos na gasolina e 120 cavalos no etanol, tendo ainda 15,8 kgfm no primeiro e 16,8 kgfm no segundo.

Além disso, o CrossFox adotou uma transmissão manual MQ200 de seis marchas no lugar da mesma, mas com cinco velocidades. No automatizado I-Motion, o aventureiro urbano veio com uma série de itens exclusivos.

Com seu melhor conteúdo desde o lançamento em meados dos anos 2000, o aventureiro do Fox só não foi mais completo pela ausência de transmissão automática Tiptronic de seis marchas.

Também faltava-lhe Isofix e cinto central de três pontos, assim como não teria sido ruim, os airbags laterais. Contudo, ainda assim, o CrossFox 2015 foi um carro bom para sua época, ainda mais com o novo conjunto mecânico.

Lançado em 2005, o aventureiro da VW tinha a missão de seguir a Fiat com seus Adventures e buscar um perfil de cliente jovem, que gosta de curtir a natureza nos fins de semana, saindo do cotidiano estressante das cidades.

Assim, buscando praia ou campo, estes clientes queriam um carro que, primeiro, refletisse seu espírito aventureiro e dinâmico, assim como também pudesse pegar estradas de terra para chegar aos lugares de lazer e descanso fora de rota.

Dessa forma, a VW levantou a suspensão do Fox, bem como adicionou pneus mais altos e largos para melhor aderência em terra e adicionou elementos visuais típicos, como protetores pretos de plásticos, barras no teto e estepe no exterior.

Com isso, surgiu o CrossFox como um derivado do Fox, cujo projeto fora lançado em 2003, desenvolvido no Brasil em segredo, até que foi revelado à matriz alemã, que gostou da ideia e até o reproduziu em duas gerações do Golf Plus.

De lá para cá, o aventureiro seguiu fazendo sucesso, inclusive derivado a perua Space Cross, derivada da VW SpaceFox. Sempre equipado com motor EA111 1.6, ele entregava 101 cavalos na gasolina e 104 cavalos no etanol.

Seu bom torque de até 15,6 kgfm a 2.500 rpm garantia um bom desempenho. Mas, na linha 2015, a VW decidiu evoluir o produto com o motor 1.6 16V mais recente. Com ele, o modelo seguiu adiante, mas apenas por mais dois anos.

Em 2017, a produção do CrossFox parou e foi possível comprar o carro até 2018, sendo ele substituído pela versão Extreme, que continua sendo oferecida com motor 1.6 8V e apenas câmbio manual. O foco agora é custo-benefício.

Mas, o futuro do Fox ainda está em jogo. Com 17 anos de mercado, o hatch altinho não deve retornar com o CrossFox, embora não fosse mau negócio, visto que o crossover Nivus parte de quase R$ 90 mil.

Contudo, a VW está desenvolvendo um SUV compacto baseado na plataforma modular A00, que tem a missão de substituir Gol, Voyage e Up também, sendo este feito em Taubaté.

CrossFox 2015 – detalhes

CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

O CrossFox 2015 tinha uma frente rebaixada com faróis retangulares duplos, dotados de acabamento cinza brilhante. Eles se fundiam com a nova grade, afilada e com acabamento em preto brilhante, tendo o nome CrossFox cromado na direita.

O para-choque tinha um bom acabamento com a parte inferior preta e com grade estilizada, contando faróis de dupla função (neblina e milha), além de função de luz de curva estática. Um spoiler prateado na base reforçava o visual.

As molduras pretas do para-choque envolviam ainda as saias de rodas, assim como a base das portas e saias laterais, estas com detalhes prateados. O nome CrossFox ia na porta traseira, enquanto retrovisores e barras no teto eram prateados.

Estes espelhos externos tinham repetidores de direção e função tilt down para ré. As colunas B eram pretas, enquanto as maçanetas eram na cor do carro. Na traseira, o CrossFox 2015 tinha lanternas redesenhadas e com iluminação melhor.

Além disso, trazia um para-choque com moldura cinza e o nome CrossFox, bem como o estepe de liga leve aro 15 ou 16 polegadas e o escape duplo cromado. O protetor tinha ainda refletores horizontais e o teto vinha com antena e teto solar.

A tampa do bagageiro tinha travamento especial por causa do estepe, assim como limpador e lavador do vidro, com desembaçador. Havia uma articulação escamoteável no para-choque para afastamento do pneu sobressalente.

O CrossFox 2015 tinha rodas de liga leve aro 15 polegadas com pneus 205/60 R15, mas podia ser calçado com rodas aro 16 polegadas e pneus 195/55 R16, numa proposta voltada para uso urbano e rodoviário.

Por dentro, o ambiente tinha bom acabamento e painel inspirado no Golf, tendo recebido o mesmo volante multifuncional em couro com detalhes em preto brilhante, ajustável em altura e profundidade.

Ele vinha com piloto automático e comandos de mídia, telefonia e computador de bordo. O cluster era analógico com velocímetro, conta-giros, nível de combustível e temperatura da água, além de computador de bordo.

Os pedais eram de alumínio e o sistema de som tinha quatro alto-falantes e dois tweeters, incluindo ainda multimídia RNS com tela de 5,5 polegadas, sensível ao toque, com câmera de ré, navegador GPS atualizável, CD/SD/USB e Bluetooth.

Os difusores de ar, assim como o ar condicionado manual, tinham frisos cromados. A alavanca de câmbio manual tinha pomo preto brilhante e no I-Motion, o seletor tinha um pomo imitando metal, como no Tiptronic.

Os bancos em tecido tinham padronagem diferenciada, com sua versão em couro costurado e trançado, tendo ainda ajuste em altura para o motorista e gaveta sob o assento. Os cintos eram de 3 pontos apenas nas laterais.

Já o banco traseiro era bipartido e tinha 3 apoios de cabeça. Com alças no teto, o CrossFox 2015 tinha espelhos iluminados nos para-sois e podia ter retrovisor interno eletrocrômico, bem como o teto solar elétrico com persiana manual.

Os vidros eram elétricos nas quatro portas com chave-canivete dotada de telecomando e retrovisores elétricos, além de sensor de chuva e crepuscular. No porta-malas de 280 litros, havia luz e acabamento em carpete.

CrossFox 2015 – versões
CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

  • Volkswagen CrossFox 1.6
  • Volkswagen CrossFox 1.6 I-Motion

Equipamentos

CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

Volkswagen CrossFox 1.6 – Motor 1.6 16V com transmissão manual de seis marchas, mais rodas de liga leve aro 15 polegadas, pneus 205/60 R15, faróis duplos com lentes complexas, grade em preto brilhante, friso cromado, saias de rodas protegidas, molduras laterais, para-choque traseiro personalizado, escape duplo cromado, lanternas escurecidas, apliques externos na cor cinza, retrovisores com repetidores de direção e pintura em cinza brilhante, barras longitudinais no teto em cinza brilhante, antena no teto, defletor de ar sobre a tampa do bagageiro, limpador e lavador do vidro traseiro, desembaçador traseiro, vidros verdes, para-brisa degradê, limpadores de para-brisa flat blade, colunas B pretas, maçanetas na cor do carro, para-choque dianteiro com molduras pretas e cinza brilhante, estepe externo, acabamento em tecido nos bancos, retrovisores elétricos com função tilt down, vidros elétricos nas quatro portas, travamento central elétrico, chave-canivete com telecomando, volante multifuncional em couro, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, direção elétrica, ar condicionado, sistema de som com quatro alto-falantes e dois tweeters, rádio com CD/USB/Bluetooth/SD, banco do motorista com ajuste de altura, gaveta sob o assento, banco traseiro bipartido, apoios de cabeça para todos, cintos de 3 pontos nas laterais, cinto central subabdominal, iluminação no porta-malas, alças de teto, espelhos iluminados nos para-sois, espelho retrovisor interno dia e noite, luzes de leitura, cintos dianteiros com ajuste em altura, soleiras exclusivas, tapetes em carpete, pedais esportivos, alavanca com acabamento preto, frisos cromados, porta-copos, porta-trecos, fonte 12V, apoio de braço no banco dianteiro, travamento elétrico do braço do estepe, cluster com conta-giros, computador de bordo, sensor de estacionamento dianteiro, sensor de estacionamento traseiro, assistente de tração M-ABS, acabamento em dois tons com preto e cinza, bancos com padronagem exclusiva e costuras vermelhas, travas de segurança para crianças nas portas traseiras, freios com sistema ABS e EDB, airbag duplo, cintos dianteiros com pré-tensionadores, maçanetas prateadas, entre outros.

Opcionais: multimídia RNS com CD/USB/SD/Bluetooth/GPS, controle de tração, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, teto solar elétrico, bancos em couro Native, rodas de liga leve aro 16 polegadas com pneus 195/55 R16, bloqueio eletrônico do diferencial, faróis de neblina com função curva, sensor de chuva, sensor de acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor interno eletrocrômico, faróis com temporizador e controle de cruzeiro.

Volkswagen CrossFox 1.6 I-Motion – Itens do manual, mais transmissão automatizada ASG de cinco marchas com modo Sport e mudanças manuais na alavanca ou paddle shifts no volante, bem como seletor prateado com alavanca metalizada e indicador de posição de marcha no painel.

Opcionais: teto solar elétrico, piloto automático, multimídia RNS 315 com CD/USB/SD/Bluetooth/GPS, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, bancos em couro Native, sensor de acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor interno eletrocrômico, rodas de liga leve aro 16 polegadas com pneus 195/55 R16, bloqueio eletrônico do diferencial, faróis de neblina com função curva, sensor de chuva, controle de tração e faróis com temporizador.

Preços

CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

  • Volkswagen CrossFox 1.6 – R$ 57.990
  • Volkswagen CrossFox 1.6 I-Motion – R$ 61.180

CrossFox 2015 – motor

CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

O CrossFox 2015 era equipado com motor EA211 1.6 16V MSI, que chegou para substituir o EA111 no modelo, embora o tenha feito parcialmente no Fox, posteriormente sendo retirado da oferta, o que manteve até hoje o 1.6 8V.

O projeto do EA211 é uma evolução do antigo EA111, originário da Audi em 1972. Ele é construído em alumínio, incluindo o bloco de quatro cilindros em linha e cabeçote com duplo comando de válvulas variável na admissão.

Essa é uma das principais diferenças em relação ao EA111, tendo uma estrutura que compartilha várias peças e componentes com o EA211 1.0 MPI ou mesmo o 1.0 TSI, que pertencem à mesma família.

Dessa série, existe ainda o EA211 1.4 TSI com 150 cavalos e 25,5 kgfm, mas esse motor teve um companheiro, o 1.2 TSI de quatro cilindros também, além de uma versão de três cilindros, que teve até diesel.

No Brasil, com exceção do EA111 1.6 8V, o restante da gama de motores a gasolina ou flex da VW é moderno. Tendo 1.598 cm3, esse propulsor entregava 110 cavalos na gasolina e 120 cavalos no etanol, ambos a 5.750 rpm.

O torque era de 15,8 kgfm no primeiro e 16,8 kgfm no segundo, obtidos a 4.000 rpm. O giro alto é em virtude das 4 válvulas por cilindro, característica de motor 16V, que necessita de mais giros quando aspirado.

Esse motor ainda existe nessa configuração do CrossFox 2015, visto que os modelos Gol e Voyage com transmissão automática Tiptronic de seis marchas o utilizam, indicando que o Fox ou mesmo o aventureiro, podiam ter esse câmbio.

Falando em câmbio, a caixa MQ200 recebeu a adição de uma sexta marcha, melhorando a relação com o motor EA211 1.6 16V, encurtando as marchas e deixando a sexta longa para cruzeiro.

No caso do CrossFox I-Motion, o câmbio automatizado AQ200 tinha o sistema ASG que utilizava um atuador eletro-mecânico para acionar as cinco marchas e, um pouco antes, a embreagem.

Tinha modo Sport e podia ter as marchas mudanças na alavanca ou nos paddle shifts do volante. Não tinha função Creeping – rolagem do veículo engatado – e nem de dupla redução antecipada como na versão Fiat do dispositivo.

Desempenho

CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

O CrossFox 2015 tinha um bom desempenho indo de 0 a 100 km/h em 10 segundos e atingindo 180 km/h, enquanto a versão automatizada conseguia o mesmo em menos de 11 segundos, algo bom para um sistema como esse.

O propulsor 1.6 16V empurrava bem o leve CrossFox, dando assim uma resposta que realmente agradava, mesmo com as soluções do automatizado nas mudanças de marchas.

  • Volkswagen CrossFox 1.6 MT – 10,2 segundos e 180 km/h
  • Volkswagen CrossFox 1.6 AMT – 10,7 segundos e 179 km/h

Consumo

CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

Contudo, a calibração do CrossFox 2015 ainda não contemplava uma eficiência energética maior, com o modelo fazendo de 7,5 km/l e pouco mais de 8 km/l na estrada com etanol.

No automatizado, o consumo era ainda pior, não fazendo nem 7 km/l na cidade e pouco mais disso na estrada. Com gasolina, da mesma forma que fazia 10 km/l na cidade, o manual fazia praticamente o mesmo na rodovia.

No automatizado, era menos de 10 km/l na cidade e esse resultado na estrada. Ou seja, era um carro eficiente apenas na cidade e usando gasolina, não sendo bom para viajar e fazer caminhos de terra com alguma economia.

O problema era a calibração do EA211, visto que a VW o fez para os modelos Polo e Virtus, inclusive reduzindo a potência com etanol para 117 cavalos e o torque para 16,5 kgfm, obtendo bom resultados nos dois combustíveis.

  • Volkswagen CrossFox 1.6 MT – 7,4/8,2 km/l e 10,3/10,9 km/l
  • Volkswagen CrossFox 1.6 AMT – 6,8/7,3 km/l e 9,5/10,3 km/l

CrossFox 2015 – manutenção e revisão

CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

O pós-venda da Volkswagen cumpria 6 meses de revisão por tempo ou 10.000 km o que viesse primeiro. O CrossFox 2015 sofreu com essa primeira exigência da marca, que obrigava revisões por período duas vezes ao ano, ante um das demais.

Os valores abaixo são do modelo 2016, mas servem como referência, indicando que o custo total de R$ 3.761,30 é elevado, chegando mesmo a custar quase R$ 1 mil na revisão de 40.000 km.

A rede VW faz a revisão do CrossFox com inspeção de itens básicos do veículo, como parte elétrica, suspensão, freios, direção, itens de segurança, além de prover a substituição dos itens previstos no manual do proprietário.

Nesse caso, troca-se óleo do motor, filtro do motor, filtro de ar, filtro de ar da cabine, filtro de combustível, velas, correia em V, correia dentada, fluído de freio, entre outros itens previstos.

Além disso, as concessionárias Volkswagen possuem estrutura para serviços como funilaria, pintura, alinhamento, balanceamento, instalação de acessórios, recall e outros serviços atrelados, como higienização interna e ar condicionado.

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
1.6R$ 316,61R$ 697,31R$ 553,61R$ 942,85R$ 553,61R$ 697,31R$ 3.761,30

CrossFox 2015 – ficha técnica

CrossFox 2015: versões, preços, motor, fotos, consumo, ficha técnica

Com carroceria feita em aço estampado, o CrossFox 2015 era construído sobre a plataforma PQ24 e tinha subchassi na suspensão dianteira McPherson, assim como eixo de torção com molas e amortecedores separados na traseira.

Seu projeto envolvia 4,05 m de comprimento, 1,66 m de largura, 1,60 m de altura e 2,46 m de entre-eixos, sendo este último uma medida quase padrão na VW, tendo ela Gol G4, Gol G5, Voyage, Fox, SpaceFox Polo (antigo) e Polo Sedan.

Motor1.6 16V
Tipo
Número de cilindros4 em linha
Cilindrada em cm31598
Válvulas16
Taxa de compressão11,5:1
Injeção eletrônicaIndireta Flex
Potência máxima110/120 cv a 5.750 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo15,8/16,8 kgfm a 4.000 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
TipoManual de 6 marchas ou automatizada de 5 marchas
Tração
TipoDianteira
Direção
TipoElétrica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraMcPherson
TraseiraEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasLiga leve aro 15 polegadas
Pneus205/60 R15
Dimensões
Comprimento (mm)4.053
Largura (mm)1.663
Altura (mm)1.600
Entre eixos (mm)2.469
Capacidades
Porta-malas (L)280
Tanque de combustível (L)50
Carga (Kg)424 (MT) 418 (AMT)
Peso em ordem de marcha (Kg)1.156 (MT) 1.162 (AMT)
Coeficiente aerodinâmico (cx)0,37

CrossFox 2015 – fotos

https://www.youtube.com/watch?v=m6EGB5xyfI8

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.