Chevrolet Hatches Preços Sedãs

Cruze Black Bow Tie é voltado para personalização por R$ 98.790

Cruze Black Bow Tie é voltado para personalização por R$ 98.790

A GM está lançando na linha 2019 do Chevrolet Cruze a série Black Bow Tie, focada na personalização. O preço é de R$ 98.790, sendo R$ 2.000 mais cara que a LT, da qual é baseada. A opção está disponível tanto para o sedã quanto para o hatch (Sport6), chamando atenção para os detalhes escurecidos e sistema de som.


O Cruze Black Bow Tie tem como diferencial exterior o logotipo Chevrolet em preto, assim como o nome do produto. Além disso, traz também rodas de liga leve aro 17 polegadas escurecidas. Por dentro, os tapetes em carpete também são exclusivos, assim como o sistema de som JBL, projetado para o modelo.

Cruze Black Bow Tie é voltado para personalização por R$ 98.790

Oferecido somente na cor Preto Ouro Negro, o Cruze Black Bow Tie estará disponível na rede Chevrolet a partir do fim de outubro. Rogério Sasaki, gerente de Marketing do produto, diz: “O Cruze Black Bow Tie foca na crescente demanda de consumidores por veículos com acabamento diferenciado, mas que prezam pela originalidade, por agregar valor ao veículo”.


Equipado com motor Ecotec 1.4 Turbo com 150 cavalos na gasolina e 153 cavalos no etanol, além de 24,5 kgfm, o Cruze Black Bow Tie vem com transmissão automática de seis velocidades, bem como acabamento em couro nos bancos, multimídia MyLink com sistemas Google Android Auto e Apple Car Play, câmera de ré com sensor de estacionamento e sistema de concierge OnStar.

Cruze Black Bow Tie é voltado para personalização por R$ 98.790

Além disso, o Cruze Black Bow Tie  também possui controle de cruzeiro, controle eletrônico de tração e de estabilidade,  sistema de monitoramento da pressão dos pneus, assistente de partida em rampa, entre outros. A oferta se soma à versão LT que custa R$ 96.790 e à LTZ, que tem dois níveis de equipamento e parte de R$ 118.390 no sedã e R$ 119.390 no hatch.

De janeiro a setembro, o Chevrolet Cruze vendeu 14.549 unidades no caso do sedã e 4.105 exemplares no hatch, totalizando assim quase 19 mil carros emplacados até agora.

Chevrolet Cruze 2019 – Galeria de fotos

Cruze Black Bow Tie é voltado para personalização por R$ 98.790
Nota média 5 de 4 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • 1 Raul

    Ficou bem bonitão! Curto bastante estas edições especiais.

  • th!nk.t4nk

    Esse logotipo “Turbo” na traseira em pleno 2018 é extremamente cafona e desnecessário.

    • JoSantos

      Na Argentina tiraram o “Turbo” após criticas dos clientes.

      • José Castro Neto

        Bastava o nome da versão LT seguido do 1.4T que tava de bom tamanho.

        • Fernando Gabriel

          Duvido colocarem 1.4 na traseira desse carro, a quantidade de pessoas que iriam “achar” que o motor é fraco, seria enorme.

          • José Castro Neto

            Pior é que o que vc fala procede. Brasileiro não ajuda.

          • Rodrigo Santos

            Isso existia no Audi A3 quando chegou, ainda importado. 1.4T.
            Depois, desistiram.

    • 1 Raul

      Pior que isso é a denominação “sport 6” para o hatch. Alguma seguradoras o enquadram como esportivo, e o preço vai pras alturas.

      • Fernando Gabriel

        Essa denominação vem desde a primeira geração, concordo que deveria ser modificada, mas se tem seguradora que denomina como “Esportivo” fuja dessas, não sabem nem o que estão assegurando, logo, vão dar dor de cabeça na hora que precisar usar.

    • el punidor

      Verdade, mas muita gente ainda gosta, mas neste caso, é muito grande, parece que foi colado por alguém sem noção de estética por estar deslocado para o centro da tampa, ficou brega!

      • marc west

        Verdade. Parece um adesivo tuning, não combina com o padrão do resto dos emblemas. Se ao menos estivesse em outra parte da tampa, e não ao lado do nome.

  • Johnny Boris

    Eu só queria a personalização de poder desligar o start/stop

    • Rodrigo Santos

      É irritante. Vou vender o carro por conta disso, infelizmente.

      • Johnny Boris

        Eu deixei de comprar por causa disso. Ainda mais quando falei ao vendedor que achava estranho aí ele me disse que pra resolver era só colocar no neutro e dar uma aceleradinha que o motor ligava de novo. Tá bom, vou detonar o câmbio e queimar gasolina de graça agora por isso. Triste.

        • XandeeM

          Não precisa acelerar ,basta colocar no neutro.

          • Johnny Boris

            Pois é. É aí que a caixa de marchas sofre.

        • Rodrigo Santos

          Basta colocar em neutro ou passar para o modo manual, ou ainda, andar com ar ligado na posição de desembaçador.
          Sao alternativas precárias e incompatíveis com o preço do carro que não deveriam existir se a fábrica desse o direito ao dono do carro decidir se quer ou não o dispositivo ativo.

        • Fábio A.

          Tenho um Cruze 2018. Quanto ao Start-Stop, basta colocar no modo manual instantes antes de parar que ele não desliga. Concordo que deveria ter o botão, mas concordo que deveria ter opção de desativá-lo.

      • Leonardo F J

        Por que? Qual o demérito do sistema? Ainda não dirigi o cruise com o s/s.

        • Rodrigo Santos

          No trânsito pesado de anda e para numa capital ele desliga a todo momento quando nao devia. No inicio como novidadenpassa mas depois com o tempo isso irrita muito.

          • Leonardo F J

            Ah, blz. Grato pela atenção explicação.

          • el punidor

            Vc já experimentou soltar o pedal de freio ligeiramente p ver se ele dá a partida ou não pressionar o pedal com muita força quando estiver parado p evitar que ele desligue? No A3 isso funciona! Quando estou parado em um semáforo e solto o pedal ligeiramente, a partida é imediata. E, por favor, ao desligar e ligar, o carro trepida? Desliga mesmo com alta temperatura externa e ar ligado ? Desliga seguidas vezes a ponto de esquentar a cabine? Pergunto pq tenho um A3 sedã que tem o S/S. Porém ele é tão suave que se eu estiver um pouco desatento não percebo o funcionamento, ele tem o botão p desabilitar e nunca uso. Já um Mercedes C180 que dirigi vibrava bastante, talvez por ter motor longitudinal, e achei horrível, mas também tinha o botão p desabilitar.

            • Fábio A.

              Respondendo aos questionamentos baseado na experiência com meu Cruze 2018:
              – Pisar de leve no freio: as vezes funciona as vezes não, não é tão efetivo.
              – Ao ligar e desligar o carro trepida? R: Não, o ligar e desligar geralmente é bem suave e por muitas vezes imperceptível, assim como a partida é imediata. O religar do motor é mais notório se o carro estiver em um declive, ou se vc soltar o freio assim que o sistema desligar o motor, parece que o soltar do freio com a partida ocasiona um “leve tranco”, mas nada que incomode tanto.
              – Desliga com alta temperatura e ar ligado? R: Nunca! Com o AC ligado e alta temperatura externa ele só passa a atuar quando a temperatura da cabine já esfriou bastante, e caso o start stop acione e a temperatura suba um pouco dentro do carro, antes de vc sentir calor ele dá partida de novo, mesmo parado.

              Apesar de não me incomodar muito com o sistema, francamente acho que deveria ter uma opção de desliga-lo. Nas paradas mais rápidas, quando não quero que acione, instantes antes do carro parar eu coloco o câmbio em modo manual, e volto pro D quando vou andar novamente. Ando praticamente o tempo todo com o AC ligado, então muitas vezes ele nem aciona. Nas paradas em semáforo ou mais longas, deixo o start stop funcionar. Com o tempo o sistema torna-se meio previsível de quando acionará ou não.

              • el punidor

                Obrigado, Fábio!

            • Rodrigo Santos

              Quanto a soltar levemente o freio, eu faço isso. Funciona, mas a vibra e acho que ter que fazer isso um saco.
              Já andei no A3 e, de fato, é mais suave.
              Se houver muita diferença entre a temperatura ajustada e a externa ele não desliga. Mas, por exemplo, se estiver 28 fora e vc ajustou 21 dentro, ele vai desligar.
              Quanto a freira com leveza para evitar o sistema, isso só vale para os modelos 2018. A GM fez uma atualização para possibilitar isso. No meu, 2016/2017, não adianta.

  • Dod, o verdadeiro :D

    Série especial pega-incauto, a reestilizado deve aparecer logo, aí precisam desovar as unidades antigas e nada melhor que rodas escurecidas (terríveis essas do Cruze, por sinal) e um logotipo escuro para chamar atenção do mercado. E aproveita para preparar o terreno para um preço maior, aumentaram 2k nessa xunnada, o modelo com face-lift deve chegar mais caro.

    • Exatamente. Pura firula.

    • Fernando Gabriel

      Exato, o modelo 2019/2020 já está no forno e será apresentado no Salão.

  • Louis

    Esse preto parece cinza.

  • Fabão Rocky

    “Oferecido somente na cor Preto Ouro Negro, o Cruze Black Bow Tie estará disponível na rede Chevrolet a partir do fim de outubro.”
    E essa cor cinza desse Cruze da foto é preto? kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!

    • Filipe Augustus

      Deve ser tipo um Logus que meu pai tinha que era verde metálico escuro, todo mundo falava que era verde e no documento estava azul! hahahahha

      • Fabão Rocky

        Eu lembro dessa cor desse Logus. Aqui em casa teve um Corsa Super q parecia q era verde, mas no documento tbm tinha azul. O nome da cor era “azul almirante”.

  • Lorenzo Frigerio

    “Personalização” de fábrica significa” “pé-de-boi”.

  • Oswaldo Bustani Jr

    Não entendo como um hatch custa mais caro que um sedã….

    • Verdades sobre o mercado

      O hatch é mais caro para produzir devido a tampa traseira. Mas as montadoras normalmente vendem mais caro a versão sedan.

      • XandeeM

        No caso do Cruze,o hatch LTZ vem com teto solar.

        • Fernando Gabriel

          Exato, além do para-choque dianteiro ser muito mais bonito, mas, creio que venda menos que o Sedã.

    • Andre Pestana

      Na versão LTZ do Hacth médio vem com Teto Solar e na versão sedã não tem nem como opcional.

  • Faheina

    Procurando até agora o modelo na cor preta pq o das fotos me parece cinza

  • Filipe Augustus

    Esse carro pode ser qualquer tom de cinza, menos preto, pelo menos nessa foto ele não está preto!

  • Elizangela Oliveira

    Esse carro das fotos é preto?

  • Andre Pestana

    Aqui no RJ estão oferecendo nos anúncios de jornais a versão encalhada LTZ 2018 por 90.990,00 com bonus de 4mil no usado na troca e taxa zero.

    • Fernando Gabriel

      Seria a LTZ2? Se for, não é uma má opção, o carro é ótimo, só acredita que é um 1.4 porque está no documento.

      • Andre Pestana

        É a versão LTZ de entrada 2018, acho que está um preço bom comparado a concorrência e quanto ao motor 1.4 Turbo+injeção com direta são bons motores com potencia melhor que muitos 2.0 aspirado, mas o que vale neste motores são excelente torque em baixa rotação o que faz o carro ser muito mais econômico e ter uma agilidade impressionante sem precisar ficar pisando muito no acelerador. Tenho um Golf 1.4 Tsi 2015 desde 0km e gosto muito do desempenho e o baixíssimo consumo que na estrada andando até 110km/h faz media de 20 km/L de gasolina aditivada.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email